Por meio de nota, empresas descartam relação com mau cheiro no fim da noite de terça no Vale do Aço

Foto: Daniel Mansur/Usiminas/Divulgação

Forte odor tomou conta da região e causou incômodo à população 


A Usiminas, por meio de uma nota nesta quarta-feira (11), descartou relação com o mau cheiro que tomou conta da cidade de Ipatinga e outras localidades do Vale do Aço e Colar Metropolitano na última terça-feira.

Segundo informou a empresa, o mau cheiro não está relacionado ao processo de produção que ocorre em sua área. Além da Usiminas, as empresas Cenibra (Belo Oriente) e Aperam (Timóteo) também descartaram que o mau cheiro partiu de seus processos industriais.

Devido o mau cheiro, pessoas reclamaram. Algumas relataram que sentiram náuseas, vômito e os olhos ardendo. Populares nas redes sociais pediram apuração e investigação do ocorrido. Ao site G1 dos Vales, o comandante do 1º pelotão da Polícia Militar de Meio Ambiente de Ipatinga, tenente Wilson Moura, informou que o caso já foi comunicado ao Núcleo de Emergência Ambiental, ligado à Secretaria de Estado de Meio Ambiente.

"Estamos com duas equipes nas ruas investigando a situação. É complexo para identificar a origem do mau cheiro, mas estamos fazendo diligências para identificar os bairros atingidos e o que provocou esse odor. O Estado já foi comunicado e vamos registrar e investigar a ocorrência, já estamos fazendo visitas às indústrias da região para identificar se há alguma irregularidade", afirmou o comandante.

Postar um comentário

0 Comentários