quarta-feira, 14 de abril de 2021

Santos garante vaga na fase de grupos da Libertadores da América

Divulgação/Conmebol

O Santos se classificou para a fase de grupos da Copa Libertadores após empatar em 2 a 2 com o San Lorenzo (Argentina), nesta terça-feira (13) em partida realizada no estádio Mané Garrincha, em Brasília. O Peixe chegou à partida de volta da terceira fase preliminar da competição em situação muito confortável, após vencer na Argentina, na última terça (6), por 3 a 1.

Com a classificação alcançada nesta noite, o Santos entra no Grupo C da competição continental, ao lado do Boca Juniors (Argentina), do Barcelona de Guayaquil (Equador) e do The Strongest (Bolívia).

Mesmo com a vantagem obtida na partida de ida, o Peixe não permitiu que o San Lorenzo ficasse confortável no gramado do Mané Garrincha. A equipe da Vila Belmiro partiu para o ataque e criou boas chances nos primeiros minutos com Madson e depois com Marinho, em cobrança de escanteio na qual a bola quase entrou direto no gol.

De tanto tentar, o Santos conseguiu abrir o placar aos 21 minutos. Felipe Jonatan lançou em profundidade Marcos Leonardo, que avançou com liberdade e, quase da linha de fundo, bateu muito forte para vencer o goleiro Devecchi. Um golaço.

As equipes permaneceram em busca do gol, mas o placar permaneceu inalterado até o intervalo. Logo no início da etapa final o San Lorenzo levou outro golpe, quando Rojas acabou expulso após cometer falta em Marinho, que puxava contra-ataque.

Com um homem a mais, o Peixe não demorou a ampliar a vantagem. Aos 11 minutos o venezuelano Soteldo puxou contra-ataque e tocou para o lateral Pará, que bateu colocado para marcar o segundo. Porém, os argentinos não desistiram, e conseguiram descontar dois minutos depois com gol de cabeça do atacante Di Santo.

O San Lorenzo continuou buscando oportunidades. E aos 33 minutos conseguiu o empate quando o atacante paraguaio Ángel Romero recebeu na intermediária e bateu colocado de fora da área. Apesar de oportunidades de lado a lado, o placar permaneceu inalterado até o final, e o Peixe garantiu a classificação com o empate de 2 a 2.

>> Agência Brasil

Basquete: Flamengo ignora torcida da casa e conquista a Champions

Gaspar Nóbrega/BCLA

Decidir a Champions League das Américas de basquete contra os anfitriões, diante de cinco mil torcedores rivais, não foi problema para o Flamengo. Nesta terça-feira (13), o Rubro-Negro conquistou o título da Libertadores da modalidade ao derrotar o Real Esteli (Nicarágua) por um dramático 84 a 80, no ginásio Alex Arguello, na capital nicaraguense Manágua.

É o segundo título continental do clube e o primeiro na era Champions League do torneio, iniciada em 2020. Até 2019, o campeonato se chamava Liga das Américas. O Flamengo foi campeão em 2014, derrotando o também brasileiro Pinheiros na decisão. O país não tinha um vencedor desde 2015, quando o troféu foi erguido pelo Bauru. No ano passado, os cariocas foram à final da primeira Champions, mas caíram para o Quimsa (Argentina).

Como há sete anos, a equipe rubro-negra se credenciou para disputar o Mundial Interclubes de 2022, que ainda não tem data marcada. Em 2014, os cariocas se sagraram campeões mundiais ao derrotarem o Maccabi Tel Aviv (Israel) na final. Em 2019, quando representou o Brasil como país-sede do evento, o Flamengo foi vice, superado pelo AEK (Grécia).

O Flamengo encerra a competição com 100% de aproveitamento. Na primeira fase, o Rubro-Negro venceu os cinco jogos que realizou contra Minas Tênis Clube (três) e os argentinos do Instituto de Córdoba (dois). No mata-mata, todo disputado em Manágua, o time comandado por Gustavo de Conti eliminou os panamenhos do Caballos de Cocle nas quartas de final e superou o São Paulo na semifinal.

O cestinha foi o armador porto-riquenho Jezreel De Jesus, do Esteli, que fez 23 pontos e recuperou nove rebotes. Pelo Flamengo, o maior pontuador foi o pivô Rafael Hettsheimeir (21 pontos), também se destacando nos rebotes (sete, cinco defensivos). Outro protagonista foi o armador Yago, que anotou 16 pontos, a maior parte no último e decisivo quarto, além de distribuir oito assistências.

Equilíbrio do início ao fim

O equilíbrio predominou no primeiro quarto, com o Esteli pouco superior e à frente na maior parte do tempo. Liderado por Hettsheimeir (oito pontos e quatro rebotes) e pelas assistências de Yago (três), o Flamengo conseguiu diminuir o prejuízo e finalizou a parcial apenas um ponto atrás (24 a 25).

Os dez minutos seguintes foram de muita eficiência rubro-negra na defesa, com apenas 12 pontos cedidos. Com os pontos compartilhados por seis atletas diferentes, a equipe brasileira assumiu o comando do placar e foi para o intervalo com sete pontos de vantagem (44 a 37), anotando 20 a 12 na parcial.

O Flamengo voltou melhor para o segundo tempo e chegou a abrir 14 pontos faltando cinco minutos para o fim do terceiro período, após uma bola de três do ala Jhonatan. Aos poucos, porém, o Esteli reagiu e conseguiu diminuir novamente para sete pontos a diferença. A parcial terminou empatada em 23 a 23.

No último quarto, os nicaraguenses viveram o melhor momento na partida, comandados por Javier Mojica. Foi dele a bola de três que colocou o Esteli na frente, a quatro minutos do fim. A virada, porém, acordou o Flamengo. Yago chamou a responsabilidade e brilhou, sofrendo faltas (três) e anotando seis dos dez pontos que fez no quarto, sendo quatro deles em tiros livres que ele próprio conseguiu. No fim, a festa no ginásio Alex Arguello ficou dentro de quadra, tingida em preto, vermelho, verde e amarelo.

>> Agência Brasil

América encara o Ferroviário na Copa do Brasil e quer "espantar" má fase

Marina Almeida/América

América e Ferroviário se enfrentarão nesta quarta-feira (14), às 19h, no Independência, em Belo Horizonte. O confronto é válido pela segunda fase da Copa do Brasil. O Coelho quer confirmar o favoritismo e 'espantar' a má fase, já que vem de três partidas sem vitórias e um desempenho abaixo do produzido no ano passado.

No Campeonato Mineiro, o Coelho vem de sequência ruim: perdeu por 3 a 1 para o Atlético, empatou por 1 a 1 com o Patrocinense e foi superado por 2 a 1 para o Tombense.

Com o revés do último domingo, em Tombos, o time de Lisca estacionou nos 16 pontos e foi ultrapassado na classificação do Estadual pelo rival Cruzeiro, que tem 17 e agora é o vice-líder. 

Na Copa do Brasil, o América almeja repetir ou superar a bela campanha de 2020, quando alcançou as semifinais pela primeira vez - após eliminar gigantes como Corinthians e Internacional. A histórica trajetória também rendeu muitos frutos à saúde financeira do clube mineiro, que arrecadou R$ 17,59 milhões em premiações.

O Ferroviário, por sua vez, quer eliminar o Coelho e alcançar sua melhor campanha na Copa do Brasil. Para isso, precisa vencer a equipe de Lisca no Independência, ou empatar e triunfar nos pênaltis. O time cearense, comandado por Francisco Diá, vive excelente início de temporada e só perdeu uma vez em 2021.

Rival em grande fase

Logo no início da temporada, o Ferroviário se sagrou campeão da Copa Fares Lopes de forma invicta. Na fase de grupos, venceu três e empatou duas das cinco partidas que disputou. Nas semifinais, superou o Caucaia duas vezes (3 a 0 e 3 a 1) e, na decisão, venceu o Icasa por 1 a 0. A conquista garantiu a vaga da equipe cearense na Copa do Brasil.

Após o título, o Ferroviário deu início à disputa do Campeonato Cearense. Na primeira fase, a equipe somou cinco vitórias, um empate e apenas uma derrota - na estreia, para o Pacajus, por 1 a 0. Com 12 gols marcados e cinco sofridos, o Ferrão teve 76,2% de aproveitamento e encerrou a fase inicial como líder, garantindo vaga na segunda etapa da competição.

Antes da paralisação do Campeonato Cearense pela pandemia de COVID-19, o Ferroviário enfrentou 'pedreira' na primeira rodada da segunda fase e surpreendeu. Com dois gols de Wendson, a equipe superou o Ceará por 2 a 1.

Com o Estadual paralisado, o Ferrão disputou sua última partida no dia 25 de março. Pela primeira fase da Copa do Brasil, o time comandado por Francisco Diá bateu o Porto Velho, de Rondônia, por 1 a 0.

Números do Ferroviário em 2021

17 jogos

13 vitórias

3 empates

Uma derrota

34 gols feitos

9 gols sofridos

Em entrevista à imprensa cearense, o meia Berguinho ressaltou a confiança do elenco do Ferroviário numa possível classificação. “Trabalhamos bastante para esse jogo tão importante para o clube e para nós. Sabemos da dificuldade que vai ser. Se trata de um grande clube do futebol brasileiro, mas temos totais condições de conseguir a classificação. Acredito que temos que fazer o que treinamos durante esse período. A dificuldade será grande pois se trata de uma grande equipe, mas dentro de campo é 11 contra 11. E estamos preparados”, afirmou.

Grana em jogo

Para além do objetivo de ir novamente longe na Copa do Brasil, o América entra em campo diante do Ferroviário com outra meta: uma nova premiação milionária. Caso elimine o clube cearense, o Coelho garantirá mais R$ 1,7 milhão.

Somente pela participação nas duas primeiras fases da Copa do Brasil, o América já arrecadou R$ 2,06 milhões. Os ganhos são fundamentais para o planejamento do clube, que busca reforços para a disputa da Série A do Campeonato Brasileiro e quer manter os compromissos financeiros com os atletas em dia.

Na temporada passada, o Coelho fez história na Copa do Brasil ao chegar às semifinais pela primeira vez - deixando gigantes como Corinthians e Internacional pelo caminho. Pela brilhante trajetória, o clube mineiro faturou impressionantes R$ 17,59 milhões em ganhos.

Se a equipe comandada por Lisca avançar diante do Ferroviário, no Independência, o valor total em premiações nesta edição alcançará R$ 3,76 milhões.

 O Ferroviário quer frustrar os planos do clube mineiro. A premiação da Copa do Brasil, evidentemente, também significa muito para os cofres do clube da capital cearense. Integrante do Grupo III na divisão da CBF, o Ferrão garantiu R$ 1,235 milhão em premiações por participar das duas primeiras fases. Se eliminar o América, arrecadará mais R$ 1,7 milhões.

Times

Em relação à formação do América, a tendência é que Lisca mantenha o mesmo time da derrota para o Tombense, por 2 a 1, no último domingo. Recém-contratado, o meia Bruno Nazário foi acionado no decorrer das últimas duas partidas, mas ainda deve começar no banco contra o clube cearense.

O América tem três baixas para o confronto. No departamento médico do clube, o zagueiro Arthur e o meia Geovane seguem em tratamento de lesões. O atacante Felipe Azevedo, que havia se recuperado de lesão muscular, voltou à etapa de transição física após sentir desconforto no aquecimento para o clássico com o Atlético, no último dia 4.

O Ferroviário, por sua vez, tem duas baixas. O meio-campista Wallace Rato segue no departamento médico do clube cearense, em tratamento de lesão. Já o atacante Wesley, recém-contratado, não pôde viajar a Belo Horizonte por uma indisposição.

AMÉRICA X FERROVIÁRIO

América

Matheus Cavichioli; Diego Ferreira, Eduardo Bauermann, Anderson e João Paulo; Zé Ricardo, Alê, Juninho e Gustavinho; Marcelo Toscano e Rodolfo.

Técnico: Lisca

Ferroviário

Jonathan; Polegar, Vitão, Richardson e Emerson; Wesley Dias, Mauri (Diego Viana) e Reinaldo; Berguinho, Wendson e Adilson Bahia. 

Técnico: Francisco Diá

Motivo: segunda fase da Copa do Brasil

Data e horário: quarta-feira, 14 de abril de 2021, às 19h

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)

Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP) e Daniel Luis Marques (SP)

Transmissão: Premiere FC

>> Superesportes

Galo inicia semana de preparação para enfrentar o Boa

Divulgação

O elenco atleticano se reapresentou na manhã desta terça-feira (13), na Cidade do Galo, e deu início à semana de preparação antes do jogo contra o Boa, pela 10 e penúltima rodada da fase classificatória do Campeonato Mineiro.

A terça-feira será de atividades em tempo integral e o grupo alvinegro voltará a treinar no período da tarde.

Para o confronto, o técnico Cuca não poderá contar com o zagueiro Igor Rabello e o atacante Hulk, suspensos.

A partida contra a equipe de Varginha acontecerá às 16h de domingo (18), no Mineirão.

O Galo é líder isolado do Estadual, com 21 pontos, e confirmará antecipadamente o primeiro lugar em caso de vitória no final de semana.

>> Site oficial

Embalado pela vitória no clássico, Cruzeiro encara o América-RN pela segunda fase da Copa do Brasil

Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Embalado pela vitória no clássico contra o Atlético, no último domingo (11), o Cruzeiro vai em busca de mais um importante objetivo nesta temporada.

Nesta quarta, a Raposa encara o América-RN, às 21h30, na Arena das Dunas, em Natal, pela segunda fase da Copa do Brasil.

Com três vitórias consecutivas, o técnico Felipe Conceição deve manter a equipe que iniciou jogando diante do maior rival.

Sem novos desfalques por suspensão ou lesão, o comandante da Raposa vai poder mandar a campo o que tem de melhor à disposição no elenco para buscar a vaga e os R$1,7 milhão de premiação.

O destaque fica na defesa, com a provável manutenção do jovem zagueiro Weverton - substituto de Manoel, que deixou o clube nos últimos dias, no clássico - ao lado de Ramon, para formar a dupla de zaga.

América-RN

Na liderança do Campeonato Potiguar, com dez pontos em cinco jogos, o América-RN vem de derrota por 2 a 1 para o Palmeira, na última quinta.

Para o confronto com a Raposa, o técnico Evaristo Piza não vai poder com o zagueiro Flávio Boaventura, entregue ao departamento médico.

Por outro lado, o meia Geovani, contratado recentemente junto ao Bangu, teve o nome publicado no Boletim Informativo Diário da CBF (BID) e está apto a estrear pelo Dragão.

Por se tratar de um jogo único, o vencedor do duelo garante a classificação. Em caso de empate no tempo normal, a vaga será decidida na disputa de pênaltis.

Na primeira fase da competição, a equipe celeste eliminou o São Raimundo-RR, depois de empatar por 1 a 1, em Boa Vista.

O time potiguar, por sua vez, passou pelo Real Brasília-DF, com uma vitória por 2 a 0, na capital federal.

FICHA DO JOGO

AMÉRICA-RN - Samuel Pires; Everton Silva, Alisson, Ian e Peri; Felipe Guedes e Serginho; Romarinho, Caxito e Luan Silva; Wallace Pernambuco. Técnico: Evaristo Piza

CRUZEIRO - Fábio; Cáceres, Ramon, Weverton e Matheus Pereira; Adriano, Matheus Barbosa e Marcinho; Airton, Bruno José e Rafael Sóbis. Técnico: Felipe Conceição

DATA: 14 de abril de 2021

HORÁRIO: 21h30

ESTÁDIO: Arena das Dunas

CIDADE: Natal

MOTIVO: Segunda fase da Copa do Brasil

ARBITRAGEM: Jefferson Ferreira de Moraes, auxiliado por Cristhian Passos Sorence e Leone Carvalho Rocha. Trio de Goiás

>> Hoje em Dia

terça-feira, 13 de abril de 2021

Sobis destaca "peso" do Cruzeiro no clássico contra o Atlético e diz: "Eles sabem do nosso tamanho"

Reprodução

O atacante Rafael Sobis foi um dos principais motivadores do Cruzeiro antes do clássico contra o Atlético, vencido pela Raposa por 1 a 0, nesse domingo, pela nona rodada do Campeonato Mineiro. Experiente, o jogador destacou o peso da camisa celeste e ressaltou que o momento vivido pelos clubes 'não quer dizer nada.’

“Bora, chegou a hora! Jogo bom, jogo grande! Os caras são favoritos, todo mundo sabe, então vamos fazer aquilo que a gente sabe, sem aquela pressão, que aqui é a pressão é só no dia a dia. Lá no fundo eles sabem que é pesado esse time. Vamos honrar a camisa e jogar. O momento não quer dizer nada, nossa camisa é mais pesada e temos tudo para sair com uma vitória.”

O atacante de 35 anos completou 11 clássicos pelo Cruzeiro e deu a assistência para o gol da vitória. Antes da partida, Sóbis também pediu concentração à bola parada e disse que os jogadores do time são merecedores de vestirem a camisa celeste. “Vamos time, vamos! Jogo bom! É para esse momento que trabalhamos! Ninguém está aqui por acaso, essa camisa é pesada para ca..... Quem está usando, é porque merece pra caramba. Tem que saber quem está do outro lado. Se liga na bola parada, em alguma jogadinha. Concentra e joga, joga, joga e joga!”.


Após a partida, ‘tio Sobis’, como é carinhosamente chamado pela torcida, afirmou que foi apenas o começo do ano para o time, e que o final será na Série A do Campeonato Brasileiro. “É daqui para cima, para mais. Ganhamos um jogo, mas mostramos que podemos. O fim do nosso ano não é hoje, o fim é na Série A! Hoje, mais do que nunca, nós provamos que podemos. Como não ter orgulho de usar essa camisa? Oito, nove milhões de pessoas em uma crise pesada, mas hoje nós demos alegria para eles. Orgulho demais!”, concluiu o jogador.

Outros motivadores

O técnico do Cruzeiro, Felipe Conceição, também disse palavras de motivação para os jogadores celestes e destacou a coragem da equipe. “Não percam a confiança. Tenham coragem para disputar um jogo desses. Tem que ter coragem, e nós temos!”

Nos vestiários, o atacante Marcelo Moreno pediu confiança e atenção aos jogadores do time. “Confiança, confiança no companheiro! Sabemos que temos que fazer lá dentro. Atenção na bola parada porque pode definir o jogo. Vamos lá em! Confiança!”

Com a vitória no clássico, a Raposa ultrapassou o América e assumiu a vice-liderança do Mineiro, com 17 pontos, quatro atrás do seu rival Atlético. O Cruzeiro volta a campo nesta quarta-feira, contra o América-RN, pela segunda fase da Copa do Brasil. No domingo, a equipe celeste visita o Pouso Alegre, às 16h, pela 10ª rodada do Estadual.

>> Superesportes

Cruzeiro reencontra América de Natal depois de 14 anos

Emmanuel Pinheiro/Estado de Minas

Motivado após a vitória sobre o Atlético pelo Campeonato Mineiro, o Cruzeiro volta as atenções para a Copa do Brasil, na qual enfrentará o América de Natal nesta quarta-feira, às 21h30, na Arena das Dunas, em jogo único da segunda fase. Maior campeão do torneio, com seis títulos, o time celeste precisa vencer no tempo normal para se classificar e garantir cota de R$1,7 milhão. Em caso de empate, o confronto será definido nos pênaltis.

A partida no Rio Grande do Norte marcará o reencontro com o América depois de quase 14 anos. O último embate ocorreu em 2 de dezembro de 2007, no Mineirão, pela última rodada do Campeonato Brasileiro. A vitória por 2 a 0 - gols de Leandro Domingues e Roni - garantiu a classificação da Raposa à fase preliminar da Copa Libertadores de 2008.

O triunfo em cima do Dragão fez o Cruzeiro chegar a 60 pontos, na 5ª colocação do Brasileirão. O time treinado por Dorival Júnior contou com uma ajuda do Atlético, que bateu o Palmeiras por 3 a 1, em São Paulo. Derrotado em casa, o Verdão estacionou nos 58 pontos e finalizou a disputa em 7º.

Dois jogadores do elenco de 2021 estiveram em campo diante do América-RN em 2007: o goleiro Fábio e o atacante Marcelo Moreno. A escalação contou com Fábio; Mariano, Léo Fortunato, Thiago Martinelli (Emerson) e Fábio Santos; Charles, Ramires, Leandro Domingues e Wagner (Marcinho); Roni e Alecsandro (Marcelo Moreno).

No turno de 2007, o Cruzeiro contou com gols de Fernandinho e Alecsandro para vencer o América por 2 a 1, no antigo estádio Machadão, que deu lugar à Arena das Dunas na Copa do Mundo de 2014. O time potiguar encerrou o Brasileirão com a pior campanha da história dos pontos corridos: 17 pontos em 38 rodadas (4 vitórias, 5 empates e 29 derrotas).

No fim da década de 1990, o América esteve por dois anos consecutivos na elite do Brasileiro. Em ambos, levou a melhor sobre o Cruzeiro. Em 1997, fez 2 a 1 em Natal. Em 1998, ganhou no Mineirão por 2 a 0 - dois gols de pênalti do volante Carioca. Houve outros três confrontos, todos nos anos de 1970: vitória mineira por 2 a 1, em 1975, e empates por 2 a 2 e 1 a 1, em 1978.

Números do duelo:

7 jogos

3 vitórias do Cruzeiro

2 empates

2 vitórias do América-RN

10 gols do Cruzeiro

9 gols do América-RN

>> Superesportes

Empresário chega a 24 ações judiciais contra o Atlético-MG e cobra mais de R$ 40 milhões

Divulgação

O empresário André Cury, influente no futebol brasileiro, se tornou um dos maiores credores do Atlético-MG. O clube, que ultrapassou a barreira de R$ 1 bilhão de dívida global, é também réu, agora, de 24 ações do agente, que cobra mais de R$ 40 milhões a título de comissão, cessão de crédito e intermediação em transações envolvendo jogadores.

Cury foi responsável por levar vários reforços ao Galo nos últimos anos. Recentemente, intermediou a chegada de Dylan Borrero, Guilherme Arana e Eduardo Vargas. Ele cobra R$ 3,5 milhões pela negociação dos três jogadores, sendo que no caso do colombiano e do chileno, há outros valores a vencer. Essas ações estão ingressas na CNRD, da CBF, mas há outras na Justiça de Minas Gerais e de São Paulo.

André Cury entrou com pedido de reconsideração em 12 de abril, segunda passada, na ação que move contra o Atlético na 30ª vara cível de Belo Horizonte, solicitando que o juiz do caso acate o pedido de tutela para o Atlético pagar R$ 800 mil referente à venda de Marcos Rocha ao Palmeiras, que o agente teria direito a uma bonificação. Em 25 de março, o juiz rejeitou a tutela. A informação é do portal UOL, e o ge teve acesso ao documento das advogadas de Cury.

- Vossa Excelência indeferiu o pedido de tutela de urgência, alegando que tal pedido somente é concedido em situações excepcionais, além de mencionar que o Réu é notoriamente solvente (...) Ocorre que após a decisão proferida, notadamente um dia após, fatos novos surgiram, os quais por sí só dão ensejo ao deferimento da tutela, conforme restará demonstrado. Recentemente saíram diversas reportagens com o atual presidente do Réu, nas quais é vastamente discutida a situação financeira do clube, mencionando que a dívida do CAM ultrapassa o valor de 1 (um) bilhão de reais

Agora, o pedido de reconsideração do agente envolve que a Justiça bloqueio valores a receber do Galo envolvendo os 15% mensais de luvas do Diamond Mall, shopping center do qual o Atlético é detentor de 49,9%. No orçamento de 2021, o Galo prevê arrecadar R$ 8 milhões. Além disso, nas alegações das representantes de Cury, é narrado que o presidente do Atlético, Sérgio Coelho, admite situação financeira complicada e que ventila-se que a saída seria negociar a outra fatia do Diamond.

Há o pedido também para que, em caso de venda do Diamond Mall, o dinheiro que, por ventura, for para os cofres do Atlético, seja também alvo de intervenção para satisfazer o débito do clube com Cury, no que se refere aos R$ 800 mil de Marcos Rocha.

Outra solicitação é de igual natureza, mas envolvendo a possibilidade de o Atlético lucrar com as vendas de Guilherme Arana, Allan ou o jovem Savinho, de apenas 17 anos. Vale ressalta que Arana não é jogador do Atlético, ainda, pois ainda está emprestado até junho pelo Sevilla, com cláusulas de obrigação de compra.

- Seja deferida a tutela para que seja reservado o valor correspondente desta ação em caso de venda de direitos econômicos dos seguintes atletas do Réu (quem primeiro for negociado): Guilherme Antônio Arana; Allan Rodrigues de Souza e Sávio Moreira de Oliveira, devendo para tanto serem oficiadas a Diretoria de Registro, Transferência e Licenciamento de Clubes da Confederação Brasileira de Futebol - diz a petição de Cury.

O departamento jurídico do Atlético, com novos elementos, prefere não dar posicionamentos públicos sobre situações individuais de cobrança. O clube pretende demonstrar as questões financeiras para a torcida em evento realizado na sexta-feira, chamado de "Galo Business Day".

>> Globo Esporte

segunda-feira, 12 de abril de 2021

América fecha a contratação do meio-campista Ramon

Divulgação/América-MG

Atento ao mercado, o América finalizou mais uma negociação e anuncia sua oitava contratação na temporada 2021. Desta vez, o reforço será para o setor do meio-campo. O jovem Ramon, de 23 anos, é o novo atleta americano e chega por empréstimo junto ao Internacional-RS. Após bom crescimento com a camisa do Bahia-BA, onde atuou na última temporada, Ramon defenderá o Coelho até o fim de dezembro.

Revelado pelo Desportivo Brasil-SP, Ramon fez quase toda a trajetória de base no time da cidade de Barueri. Em 2015, teve uma rápida passagem por empréstimo no Palmeiras-SP, contudo foi no Internacional-RS que o meio-campista finalizou sua formação. Ele chegou ao time porto-alegrense em 2016, inicialmente por empréstimo do Desportivo Brasil-SP. No Internacional-RS, ele defendeu as categorias Sub-20 e Sub-23, sendo adquirido em definitivo pelo clube gaúcho.

Ramon jogou pela base do Internacional-RS durante três temporadas e teve uma conquista nacional, que foi o Campeonato Brasileiro de Aspirantes (Sub-23) em 2017.

Em 2019, foi emprestado ao Vila Nova-GO e lá teve sua primeira grande sequência como atleta profissional. O meia foi um dos destaques individuais do time goiano na Série B, atuando em 36 das 38 rodadas da competição. Com o grande desempenho demonstrado, recebeu proposta do Bahia-BA no fim da temporada, que o contratou por empréstimo junto ao Internacional-RS.

O meio-campista chegou ao Bahia-BA no início da temporada 2020, inicialmente atuando na equipe de transição do clube. Demonstrando bom rendimento em partidas do Campeonato Baiano, além de conquistar o título, foi integrado ao elenco principal na sequência do ano. Pelo time profissional, atuou em jogos da Copa Sul-americana, Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil. Ele encerrou a passagem pelo time de Salvador com 27 atuações e dois gols marcados. Sua última atuação foi em 28 de março, pela Copa do Nordeste, na goleada por 5 a 0 sobre o Altos-PI.

Versátil, Ramon pode exercer diferentes funções em campo e atuar como volante ou como meia.

Ficha do jogador

Nome completo: Ramon Rodrigo de Carvalho

Data de nascimento: 19/5/1997

Local de nascimento: Limeira (SP)

Altura: 1,74 m

Clubes: Desportivo Brasil-SP (até 2016), Palmeiras-SP (2015), Internacional-RS (2016 a 2019), Vila Nova-GO (2019) e Bahia-BA (2020 a 2021).

Principais títulos: Campeonato Baiano (2020) e Campeonato Brasileiro de Aspirantes (2017).

>> Via site oficial

Cruzeiro divulga relacionados para jogo contra América-RN

Gustavo Aleixo/Cruzeiro/Divulgação

O Cruzeiro divulgou a lista de relacionados para o jogo diante do América-RN, marcado para as 21h30 desta quarta-feira, na Arena das Dunas, pela segunda fase da Copa do Brasil. Os 23 jogadores convocados embarcam na noite desta segunda-feira para Natal, no Rio Grande do Norte.
Não há grandes novidades entre os relacionados. O zagueiro Manoel, perto de se transferir para o Fluminense, já teve a rescisão com o Cruzeiro publicada no Boletim Informativo Diário (BID), da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O defensor, portanto, não integra mais o elenco celeste.

Nesta quarta-feira, o técnico Felipe Conceição deverá repetir a escalação que bateu o Atlético por 1 a 0 no domingo, pelo Estadual, no Mineirão. O provável Cruzeiro tem Fábio; Cáceres, Weverton, Ramon e Matheus Pereira; Adriano, Matheus Barbosa e Marcinho; Bruno José, Airton e Rafael Sobis.

Além dos objetivos esportivos, o Cruzeiro deseja avançar na Copa do Brasil por motivos financeiros. Se bater o América-RN, os mineiros avançam à terceira fase e embolsam mais R$ 1,7 milhão de premiação. Eventual empate levaria a decisão da vaga para a disputa de pênaltis.

Veja abaixo a lista de relacionados do Cruzeiro:

Goleiros: Fábio e Lucas França

Laterais: Alan Ruschel, Geovane, Matheus Pereira e Raúl Cáceres

Zagueiros: Eduardo Brock, Ramon e Weverton

Volantes: Adriano, Jadson, Matheus Barbosa e Matheus Neris

Meias: Claudinho, Marcinho e Rômulo

Atacantes: Airton, Bruno José, Felipe Augusto, Marcelo Moreno, Rafael Sóbis, Stênio e William Pottker

>> Superesportes 

Cruzeiro tem interesse em jovem revelação do futebol colombiano

Divulgação

Segundo informa o Globo Esporte, O Cruzeiro está em busca de peças ofensivas para a Série B do Campeonato Brasileiro. Um dos nomes buscados pela diretoria cruzeirense é do jovem colombiano Yeison Guzmán, meia-atacante de 23 anos, que atua no Envigado, da Colômbia. A contratação, entretanto, é considerada difícil. Os primeiros contatos já foram realizados com o clube colombiano.

Mas o clube mineiro vai precisar da ajuda de investidores para negociar a contratação do atleta em definitivo, comprando seus direitos econômicos. Um negócio superior a 2 milhões de dólares (R$ 11,2 milhões), no mínimo, neste momento. Quantia fora da realidade da Raposa, neste momento. A informação do interesse foi publicada pela Rádio VBar Caracol, da Colômbia, e confirmada pelo ge.

Caminho livre: zagueiro Manoel rescinde com o Cruzeiro e fica próximo de fechar com o Fluminense

Gustavo Aleixo/Cruzeiro/Divulgação

Manoel não é mais jogador do Cruzeiro. O zagueiro teve a rescisão do contrato com o clube publicada no Boletim Informativo Diário da CBF na tarde desta segunda-feira e, agora, tem caminho livre para acertar com o Fluminense, com quem tem tratativas encaminhadas.

O vínculo de Manoel com o Cruzeiro terminaria em julho deste ano, e as tratativas para renovação estavam paralisadas. Desde janeiro, o atleta já poderia assinar pré-contrato com qualquer outro clube, o que não ocorreu.

No último sábado, diante do interesse do Fluminense, o zagueiro comunicou à comissão técnica que não queria entrar em campo contra o Atlético-MG, nesse domingo. Ele não foi para o jogo. Nesta segunda, já não treinou com os companheiros na Toca da Raposa. Caso seja concretizada a negociação com o Tricolor, o clube terá até o próximo dia 18 para inscrevê-lo na Libertadores.

Em 2020, o jogador havia passado por uma readequação salarial para permanecer no clube mineiro após o rebaixamento para a Série B. No entanto, não chegou a um acordo para uma nova renovação. Em nota, a diretoria do Cruzeiro confirmou o pedido do atleta para deixar o clube e afirmou que "não fará nada além de suas possibilidades financeiras" devido ao momento de austeridade após a permanência na segunda divisão.

Divulgação

A zaga é uma das prioridades do Fluminense na busca por reforços para a temporada 2021. O clube tem um acordo com David Braz e espera a rescisão do jogador com o Grêmio para fechar a contratação e fez propostas, recusadas pelo Goiás, por David Duarte.

Manoel foi revelado pelo Athletico-PR, clube que defendeu de 2009 a 2014, quando se transferiu para o Cruzeiro. O zagueiro ainda teve uma rápida passagem pelo Corinthians em 2019 e pelo Trabzonspor, da Turquia, em 2020, ambas por empréstimo, antes de retornar ao clube mineiro.

>> Globo Esporte

América sofreu sete gols sem Messias e com o zagueiro, Ceará não foi vazado

Mourão Panda/Divulgação/América-MG

Um dos destaques do time do América na última temporada, o zagueiro Messias foi vendido para o Ceará em 24 de fevereiro. Coincidência ou não, desde que o defensor deixou o clube, foram duas derrotas e sete gols sofridos. Em contrapartida, na nova casa, Messias disputou três jogos, e ajudou o Vozão a não sofrer gols nas competições.

A última partida de Messias pelo América foi a vitória por 1 a 0 sobre o Treze, da Paraíba, pela 1ª fase da Copa do Brasil, em 18 de fevereiro. Já sem o zagueiro, que estava sendo negociado, o Coelho venceu o Cruzeiro por 1 a 0, pela 5ª rodada do Campeonato Mineiro.

Na sequência, o América sofreu sete gols, o dobro dos gols sofridos antes da paralisação do Campeonato Mineiro, em 22 de março. Na ocasião, o time havia sido vazado em apenas 3 oportunidades. Além disso, o time vem de três resultados ruins, com duas derrotas e um empate.

No Ceará, o cenário é o oposto. Desde que Messias estreou com a camisa alvinegra foram três jogos, três vitórias e nenhum gol sofrido: 2 a 0 contra o CSA na Arena Castelão, 4 a 0 sobre o Sport na na Ilha do Retiro e 3 a 0 sobre o Salgueiro na Arena Castelão. O defensor foi titular em todas as partidas, estando em campo por 360 minutos

O América entra em campo nesta quarta-feira (14) contra o Ferroviário-CE, às 19h, pela 2ª fase da Copa do Brasil em busca da reabilitação na temporada. Já Messias poderá estrear na Copa Sul-Americana na quarta-feira (21), quando o Ceará enfrenta o Jorge Wilstermann, da Bolívia, às 19h15, em Fortaleza.

>> O Tempo

Ferroviário viaja para enfrentar América-MG pela segunda fase da Copa do Brasil

Foto: Lenilson Santos

O Ferroviário viajou nesta segunda-feira (12) para Belo Horizonte e faz o último treino na terça-feira (13) antes da partida contra o América-MG pela segunda fase da Copa do Brasil. O meia Berguinho comenta sobre a preparação que o time coral teve para o duelo.

- Trabalhamos bastante para esse jogo tão importante para o clube e para nós, sabemos da dificuldade que vai ser, se trata de um grande clube do futebol brasileiro, mas temos totais condições de conseguir a classificação. Acredito que temos que fazer o que treinamos durante esse período, a dificuldade será grande pois se trata de uma grande equipe, mas dentro de campo é 11 contra 11. E estamos preparados - afirmou.

O Ferroviário teve mais de 15 dias de treino e preparação para o confronto. Com a suspensão do Campeonato Cearense, o foco total do Tubarão da Barra é a Copa do Brasil. O meia Berguinho destaca que a equipe trabalhou bem para não perder o ritmo de jogo e que também teve alguns jogos-treino para ajudar na preparação.

- Continuamos trabalhando para tentar não perder tanto o ritmo, também fizemos jogos-treino, sabemos que não é a mesma coisa de um jogo oficial, mas acredito que estaremos prontos para o jogo - comentou.

Para o confronto com o América-MG, o treinador Francisco Diá relacionou 20 atletas. Nenhum atleta testou positivo para Covid-19 na testagem protocolar realizada no domingo (11).

As ausências serão de Wesley e Wallace Rato. O Wesley teve uma indisposição e não viajou e Wallace Rato ainda se recupera de contusão. As novidades no time de Diá são o meia Mauri e o atacante Augusto.

O Ferroviário entra em campo, quarta (14), contra o América-MG às 19 horas no estádio Independência. 

>> Globo Esporte

Conmebol divulga tabela da Libertadores; Atlético estreia fora de casa

Pedro Souza/Atlético/Divulgação

O Atlético já sabe as datas dos jogos pela Copa Libertadores 2021. A Conmebol divulgou, nesta segunda-feira, a tabela completa da primeira fase da competição. O Galo estreia contra o Deportivo La Guaira, na Venezuela, a partir das 19h15 de 21 de abril (quarta-feira).

O segundo confronto do Atlético na Libertadores será contra o América de Cáli, no Mineirão. Depois, o alvinegro receberá o Cerro Porteño, do Paraguai. 

Veja as datas abaixo.

21/4 – Deportivo La Guaira-VEN x Atlético (19h)

27/4 – Atlético x América de Cali-COL (21h30

4/5 – Atlético x Cerro Porteño-PAR (19h15)

15/5 – América de Cali-COL x Atlético (21h)

19/5 – Cerro Porteño-PAR x Atlético (21h)

25/5 – Atlético x Deportivo La Guaira-VEN (21h30)

A estreia do Atlético na fase de grupos da Copa Libertadores só será transmitida pela Conmebol TV, serviço de pay-per-view da organizadora da competição. As informações foram divulgadas pelo jornalista Gabriel Vaquer, em sua coluna no Uol Esporte, nesta segunda-feira. A grade de transmissões e o calendário da fase de grupos da competição devem ser confirmados oficialmente em breve.

A Conmebol TV custa R$ 39,90 por mês e está disponível para assinantes Claro/Net e Sky. O SBT/TV Alterosa, a Fox Sports e o Facebook, que também têm os direitos de transmissão da Libertadores, exibirão partidas de outros times brasileiros.

>> Superesportes

Flamengo bate Palmeiras nos pênaltis e leva Supercopa do Brasil

Lucas Figueiredo/CBF

Em jogo eletrizante, o atual campeão Brasileiro, Flamengo, venceu neste domingo (11) o atual campeão da Copa do Brasil, Palmeiras, pelo placar de 6 a 5, nos pênaltis, e levou o bicampeonato da Supercopa do Brasil. Durante os 90 minutos, mais acréscimos, o jogo terminou empatado por 2 a 2. O confronto, que teve transmissão da Rádio Nacional, foi realizado no estádio Mané Garrincha, em Brasília. 

Os cariocas conquistaram o bicampeonato da competição, já que no ano passado levantaram o caneco após bater o Athletico Paranaense por 3 a 0, também na capital federal. Nesta atual edição da Supercopa, o campeão levou R$5 milhões de reais de premiação pela conquista, já o vice-campeão embolsou R$2 milhões de reais. 

Mal começou a partida, o Verdão saiu na frente. Com um minuto de bola rolando, o goleiro Diego Alves, do Flamengo, deu um chutão para frente. Em seguida, Felipe Melo, do Palmeiras, rebateu de cabeça encontrando Raphael Veiga, que deu um drible desconcertante em Willian Arão e finalizou no canto esquerdo do goleiro rubro-negro, que não conseguiu evitar o gol.

Após gol sofrido, o time carioca se lançou ao ataque, mas quem chegou com perigo mais uma vez foi o Alviverde, em um chute cruzado de Roni defendido por Diego Alves aos 16. Logo na sequência, aos 17, o Flamengo chegou com perigo em um chute de Diego, de longa distância, que provocou difícil defesa do goleiro Weverton.

Na melhor jogada rubro-negra até os 18, Bruno Henrique foi até a linha de fundo, deu um passe de calcanhar para chileno Isla, que encontrou De Arrascaeta na entrada da grande área. O uruguaio bateu colocado e a bola saiu à esquerda de Weverton.

Aos 22, a equipe comandada pelo técnico Rogério Ceni conseguiu transformar a pressão em gol. De Arrascaeta passou para Filipe Luís, que fez bela jogada individual e acertou a trave. Na sequência, Gabigol, com liberdade, na pequena área, apenas teve o trabalho de empurrar para o fundo da rede.

Aos 28, foi a vez do Palmeiras ameaçar o adversário. Wesley, em uma precisa enfiada de bola, encontrou Breno Lopes atrás da zaga rubro-negra. O jogador do time paulista limpou Diego Alves e bateu rasteiro. Praticamente na linha, Diego evitou o gol.

Dez minutos depois, aos 38, o técnico palmeirense Abel Ferreira reclamou acintosamente e, consequentemente, tomou cartão vermelho. Aos 39, Isla derrubou Wesley próximo da linha da grande área. O árbitro Leandro Pedro Vuaden (RS) marcou pênalti. Contudo, o árbitro de vídeo (VAR) Wagner Reway (PB) avisou Vuaden que a falta foi cometida fora da área. Sendo assim, o árbitro voltou atrás no lance e não marcou pênalti. Na cobrança de falta, Raphael Veiga bateu forte, no ângulo esquerdo, implicando em grande defesa de Diego Alves.

O jogo permaneceu movimentado até o final do primeiro tempo. Aos 44, foi a vez de Gabigol deixar Bruno Henrique cara a cara com Weverton, que conseguiu evitar a virada. Porém, nos acréscimos da primeira etapa, De Arrascaeta chutou colocado no canto direito de Weverton, que, desta vez, não conseguiu bloquear. O Flamengo saiu com a vitória por 2 a1 ao final de um primeiro tempo bem disputado.

A segunda etapa começou como terminou a primeira: bastante movimentada. Aos 10, o Flamengo quase chegou ao terceiro gol em um chute de fora da área de Gabigol. A bola saiu à esquerda de Weverton. Três minutos depois, aos 13, foi a vez do Verdão responder com Danilo, que limpou a marcação de dois adversários e bateu no canto esquerdo de Diego Alves, que conseguiu evitar o empate. E não parou por aí. Em duas cabeçadas, aos 16, do paraguaio Gustavo Gómes e aos 18, com Gabriel Veron, os palmeirenses quase igualaram o marcador.

O Flamengo voltou a incomodar somente aos 24. Everton Ribeiro fez jogada individual e deixou Gabigol cara a cara com Weverton, mas o atacante acabou desperdiçando a oportunidade. Dois minutos depois, aos 26, Roni sofreu pênalti. O jogador palmeirense foi puxado pela camisa por Rodrigo Caio. Raphael Veiga bateu colocado, rasteiro, no canto esquerdo de Diego Alves, que não conseguiu intervir no lance. Tudo igual no Mané Garrincha, dois para cada lado no placar.

Após empate, o jogo continuou com ritmo forte. Aos 39, o Flamengo chegou muito perto de voltar à frente do placar em chute de Vitinho, que após defesa de Weverton, a bola bateu na trave e, na sequência, ficou nas mãos do goleiro palmeirense. Em seguida, nos acréscimos, aos 48, Gabigol chutou e, em cima da linha, Weverton conseguiu se recuperar e fazer a defesa. O árbitro Vuaden chegou a checar no monitor do VAR se a bola ultrapassou a linha e constatou que não foi gol.

Antes de terminar o jogo, o auxiliar técnico João Martins, do Palmeiras, foi expulso por reclamação. Após empate de 2 a 2 durante os 90 minutos, mais acréscimos, a taça da Supercopa do Brasil foi decidida nos pênaltis.

Nas penalidades, o goleiro flamenguista Diego Alvez brilhou e defendeu três pênaltis, garantindo a vitória por 6 a 5. Pelo lado do Palmeiras, que deu início às cobranças, Raphael Veiga, Gustavo Gómes, Gustavo Scarpa, Matías Viña, Gabriel Veron converteram. Já Luan, Danilo, Gabriel Menino e Mayke desperdiçaram para os paulistas.

Pelo lado do Flamengo, De Arrascaeta, Vitinho, Gabigol, João Gomes, Michael e Rodrigo Caio colocaram a bola no fundo da rede. O trio Filipe Luís, Matheuzinho e Pepê perdeu.

>> Agência Brasil

Após vitória, Marcinho pede respeito ao Cruzeiro, e Rômulo dispara contra rival: "Falaram bastante"

Cruzeiro/Divulgação

Os jogadores do Cruzeiro desabafaram após a vitória sobre o Atlético-MG, por 1 a 0, no Mineirão. Um deles foi o volante Rômulo, que entrou no segundo tempo, e ajudou o time a manter o resultado.

Segundo ele, sem citar algum exemplo, o lado atleticano “falou bastante” durante a semana de preparação do clássico. Mas o Cruzeiro trabalhou com “boca fechada”.

- A gente trabalhou com a boca fechada. Do outro lado, eles falaram bastante, né? Mas, graças a Deus, com trabalho, dedicação, humildade, pensando só na gente, vários meninos jovens, com a pressão de um clássico nas costas, temos que comemorar e saber que não construímos nada ainda. Caminho é logo. Estamos construindo objetivos aos poucos - disse o jogador, ainda no campo de jogo, ao canal oficial do clube.

Quem também não mediu palavras foi o meia Marcinho, titular no clássico. Ele pediu mais respeito ao clube.

- Vitória muito importante. Só acho que tem que respeitar mais o Cruzeiro, porque o Cruzeiro é gigante.

O Atlético era favorito no clássico diante da boa campanha no Campeonato Mineiro e o investimento muito maior para a temporada. Mas a Raposa conseguiu encaixar um bom jogo e venceu por 1 a 0, com gol de Airton.

>> Globo Esporte

Cruzeiro engata sequência após pausa e se consagra contra rival milionário.

Bruno Haddad/Cruzeiro/Divulgação/Cruzeiro

O Cruzeiro engatou uma sequência de quatro jogos sem perder na tarde de ontem (11), com a vitória por 1 a 0 sobre o arquirrival Atlético-MG, no Mineirão. Desde a paralisação do Campeonato Mineiro por causa do agravamento da pandemia do novo coronavírus no estado, o time obteve um empate e três triunfos. É a melhor série da equipe na temporada. 

Com 83,33% de aproveitamento nos compromissos desde a pausa do Estadual, o time comandado por Felipe Conceição se consagra com a vitória sobre o seu principal oponente, que gastou mais de R$ 300 milhões entre a montagem do atual elenco e a manutenção das contas em dia, como o pagamento da folha salarial de comissão técnica e grupo de jogadores.

Em uma tentativa de montar um plantel competitivo para a temporada, a Raposa voltou da paralisação do futebol em Minas Gerais com um empate por 0 a 0 com o Tombense. Na sequência, foram três triunfos seguidos, inicialmente diante de Boa Esporte (1-0) e Coimbra (2-0). O triunfo contra o Atlético-MG (1-0), na tarde de ontem, consagrou a reação da equipe neste momento da temporada. 

Para tentar manter a boa sequência em 2021, o Cruzeiro entrará em campo na próxima quarta-feira (14), às 21h30 (de Brasília), em Natal (RN), contra o América-RN, para jogo da segunda fase da Copa do Brasil. A ideia é melhorar o aproveitamento e garantir mais uma classificação no torneio de mata-mata.

>> UOL Esporte

Hulk e Igor Rabello são desfalques certos no Galo para a sequência do Mineiro

Pedro Souza/Atlético/Divulgação

O Atlético terá dois desfalques certos para a penúltima rodada da primeira fase do Estadual, contra o Boa Esporte, no próximo domingo, às 16h,no Mineirão. Além de Hulk, expulso no jogo contra o Cruzeiro, o treinador não poderá contar com o zagueiro Igor Rabello, que recebeu o terceiro cartão amarelo no clássico.

Para o confronto, o técnico Cuca terá como opção os zagueiros Gabriel e Réver, que se recupera de lesão. Hulk entrou no clássico durante o segundo tempo, no lugar do venezuelano Savarino, e acabou expulso nos acréscimos após uma confusão com o atacante William Pottker, do Cruzeiro.

>> O Tempo

Felipe Conceição diz que vitória no clássico dá confiança para pensar no acesso

Bruno Haddad/Cruzeiro/Divulgação

Após a vitória contra o Atlético por 1 a 0 neste domingo (11), no Mineirão, em jogo disputado pela nona rodada do Campeonato Mineiro, o treinador do Cruzeiro, Felipe Conceição, lembrou que o triunfo dá confiança e é mais um passo para a Raposa seguir rumo ao objetivo de 2021. “Estamos iniciando a temporada e o objetivo maior é o acesso (à Série A do Campeonato Brasileiro). Colocamos mais um tijolinho nesse caminho, os jogadores tiveram disciplina e isso foi muito importante. Vamos trabalhar para continuar evoluindo”, destacou o treinador em entrevista coletiva.

Com o resultado e a derrota do América diante do Tombense, o Cruzeiro assumiu a vice-liderança do estadual com 17 pontos, quanto a menos que o Atlético. “Claro que o resultado traz confiança, mas sobre o trabalho eu não tenho dúvida do que estamos construindo. Vamos entrar fortes, já tinha dito isso antes. Mesmo sem esse resultado, estamos trilhando um caminho para tornar o Cruzeiro forte e conseguir o objetivo no final do ano, que é o acesso”, completou o treinador da Raposa.

O Cruzeiro agora volta suas atenções para a Copa do Brasil. Nesta quarta-feira (14), o time enfrenta o América-RN, às 21h30, na Arena das Dunas, em Natal. A partida é decisiva, já que se trata de jogo único da Copa do Brasil. Em caso de empate, haverá disputa de pênaltis. “É outra competição, cenário diferente, um jogo só. Temos que descansar e nos preparar para esse confronto”, disse Felipe Conceição.

>> O Tempo

Cuca diz que sente muito por ver torcedor do Atlético aguentar chacota

Bruno Cantini/Atlético

Além de ter assumido a culpa pela derrota no clássico para o Cruzeiro, por 1 a 0, nesse domingo, o técnico Cuca, do Atlético, também se dirigiu ao torcedor, que iniciará a semana como alvo de "chacota" dos rivais. Segundo o comandante, ninguém se sente mais incomodado do que ele pelo insucesso no jogo mais aguardado da temporada.

Apesar do revés, o Atlético se manteve na liderança do Campeonato Mineiro, com 21 pontos, e garantiu vaga na semifinal com duas rodadas de antecedência. O Cruzeiro, por sua vez, assumiu a segunda colocação, com 17.

“O que mais me incomoda nas derrotas é a minha atitude. Se eles (jogadores) foram mal, a culpa é minha. Não tem nenhum cidadão que esteja mais 'P' da vida do que eu. O torcedor vai ter que aguentar chacota e encheção de saco. Mas não pense que não conversamos, não enfatizamos, mas eu não consegui reportar isso para o campo de jogo. Isso é meu trabalho. Vamos ver se eu consigo fazer isso no próximo clássico”, disse Cuca, fazendo mea-culpa.

O treinador destacou que em momento algum o Atlético subestimou a capacidade do Cruzeiro antes do clássico. O favoritismo atribuído ao Galo teria sido algo enfatizado pela imprensa com base no alto investimento do clube em contratações.

Por toda a expectativa criada ao longo da semana, Cuca sabe que a frustração do atleticano é muito maior depois dessa derrota para o Cruzeiro.

“Usamos todas as características que tínhamos para buscar o empate, mas não foi possível. Isso é uma avaliação técnica que eu fiz. É claro que o torcedor do Atlético quer passar por dentro da tevê e me pegar. E com razão. No lugar deles, eu também estaria p*** do mesmo jeito por tudo que se criou durante a semana, com favoritismo que não foi falado por nós, mas estava explícito pela imprensa e por todos devido ao investimento que temos”, argumentou.

O Atlético volta a campo às 16h de domingo, diante do Boa, no Mineirão, pela 10ª rodada.

>> Superesportes

domingo, 11 de abril de 2021

Cruzeiro: Conceição relaciona 23 jogadores para clássico contra o Atlético

Bruno Haddad/Cruzeiro

O técnico Felipe Conceição definiu a lista dos 23 convocados do Cruzeiro para o clássico contra o Atlético, às 16h deste domingo, no Mineirão, pela nona rodada do Campeonato Mineiro. A principal novidade na lista é o zagueiro Eduardo Brock, recuperado de torção no tornozelo esquerdo. Ele será opção no banco de reservas.

Conceição vai manter Weverton ao lado de Ramon na zaga, já que Manoel pediu para não enfrentar o Atlético após receber uma proposta financeiramente mais vantajosa de outro clube. Segundo o jornal O Dia, do Rio de Janeiro, o destino do defensor de 31 anos é o Fluminense. Existe ainda a chance de o volante Rômulo entrar no lugar de Marcinho.

A provável formação da Raposa para o clássico será praticamente a mesma da vitória sobre o Coimbra por 2 a 0, quarta-feira, no Independência: Fábio; Cáceres, Weverton, Ramon e Matheus Pereira; Adriano, Matheus Barbosa e Marcinho (Rômulo); Bruno José, Airton e Rafael Sobis.

Terceiro colocado, com 14 pontos, o Cruzeiro tem a defesa menos vazada do estadual, com três gols sofridos. Na busca pela classificação às semifinais, o time encara o desafio de segurar a força ofensiva do Atlético, que marcou 20 gols e lidera a competição com folga após somar 21 pontos.

Lista de relacionados do Cruzeiro:

Goleiros: Fábio e Lucas França

Laterais-direitos: Geovane e Raúl Cáceres

Laterais-esquerdos: Alan Ruschel e Matheus Pereira

Zagueiros: Eduardo Brock, Ramon e Weverton

Volantes: Adriano, Jadson, Matheus Barbosa, Matheus Neris e Rômulo

Meias: Claudinho e Marcinho

Atacantes: Airton, Bruno José, Felipe Augusto, Marcelo Moreno, Rafael Sóbis, Stênio e William Pottker

>> Superesportes

"Muito se fala, mas tudo é resolvido em campo", diz Fábio sobre clássico

Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Jogador que mais vezes vestiu a camisa do Cruzeiro, inclusive em clássicos, o goleiro Fábio terá mais um compromisso diante do Atlético neste domingo, às 16h, no Mineirão. Em entrevista na Toca da Raposa II, o camisa 1 destacou que, apesar da diferença técnica entre as equipes atualmente, o resultado do jogo será resolvido em campo.

“Independentemente dos números, o clássico se equilibra muito. Muito se fala, mas tudo é resolvido nas quatro linhas. Quem tiver atitude, comprometimento, gana de poder vencer, e colocar em prática no jogo, vai ficar mais próximo de um resultado positivo”, destacou o goleiro.

“Esperamos que o Cruzeiro possa fazer isso. Neutralizar os jogadores que o Atlético tem no seu plantel, é um grupo de bastante qualidade, mas em um clássico a gente tem uma camisa gigantesca, uma torcida grandiosa que a gente representa. É isso que a gente tem que pensar. Nesses torcedores e na alegria deles”, disse.

Desde 2019, quando foi rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro encontra dificuldades para atingir bons resultados. O Atlético, por sua vez, teve aporte financeiro milionário de empresários que torcem pelo clube e realizou grandes investimentos desde meados de 2020.

Enquanto o alvinegro buscará títulos como o da Copa Libertadores e do Campeonato Brasileiro nesta temporada, a Raposa disputará a Segunda Divisão nacional pelo segundo ano consecutivo.

Em campo, o Cruzeiro aposta na mescla de jovens promessas e jogadores experientes, como Fábio e Rafael Sobis, para bater o Atlético de estrelas como Hulk, Nacho Fernández e Keno.

A três rodadas do fim da primeira fase do Campeonato Mineiro, o Cruzeiro é o terceiro colocado, com 14 pontos. O Atlético é o líder do Estadual, com 21. O time comandado pelo técnico Cuca já garantiu classificação à semifinal da competição.

>> Superesportes

sábado, 10 de abril de 2021

Atlético fecha preparação para o clássico contra o Cruzeiro

Divulgação

O Atlético fechou a preparação para o clássico contra o Cruzeiro, às 16h deste domingo, no Mineirão, em Belo Horizonte, pela 9ª rodada do Campeonato Mineiro. A única ausência certa é o volante Jair. O camisa 8 se recupera de lesão muscular na coxa direita, diagnosticada no último sábado (3/4), e segue entregue ao departamento médico.
Poupados na vitória sobre o Pouso Alegre, por 1 a 0, na última quarta-feira (7/4), no Mineirão, por desgaste muscular, o lateral-direito Guga e o meia Nacho Fernández devem estar em campo no clássico contra a Raposa. O zagueiro Réver, que estreou na temporada 2021 diante do Pousão, também está à disposição para o duelo deste domingo (11/4).

Já os atacantes Savarino e Hulk disputam um lugar no time que começa jogando. Contra o Pouso Alegre, Hulk iniciou entre os titulares e Savarino entrou após o intervalo.

O ídolo atleticano, atacante Diego Tardelli, por sua vez, também pode aparecer no clássico. Ele, que tem histórico de bons jogos contra o Cruzeiro, está recuperado de uma lesão na coxa direita. Tardelli iniciou o processo de transição muscular nesta semana e pode figurar no banco de reservas.

Então, o Galo deve começar o clássico com: Everson; Guga, Réver, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Matías Zaracho e Nacho Fernández; Hulk (Savarino), Eduardo Vargas e Keno.

O Atlético lidera o Campeonato Mineiro com folga até o momento. O Galo tem 21 pontos decorrentes de sete vitórias em oitos jogos ou 87,5% de aproveitamento. Uma vitória neste domingo garante o Alvinegro, que busca o bicampeonato, na semifinal. Se ficar com a taça, será o 46º título do Estadual que vai para Lourdes.

>> Superesportes

No superclássico espanhol, Real leva a melhor sobre o Barça e embola a parte de cima da tabela de classificação

Reprodução/Twitter

Por José Dias Sorriso
FUTBLOG DO SORRISO

Com gols de Benzema e Tony Kroos, o Real Madrid derrotou o Barcelona, por 2 a 1, no superclássico pelo Campeonato Espanhol neste sábado. Mingueza descontou para o Barcelona.

O jogo foi realizado na casa do Real. O Atlético de Madrid lidera com 66 pontos (mesmo número do Real que conseguiu vencer seu rival). O Barcelona é terceiro com 65 e o Sevilla é quarto com 58.

Presidente da FMF confirma todos os jogos da rodada de domingo

Reprodução - Presidente da FMF, Adriano Aro

Em meio à expectativa pela realização ou não do clássico entre Cruzeiro e Atlético neste domingo (11), às 16h, no Mineirão, após o Ministério Público de Minas Gerais pedir o cancelamento dos jogos em virtude da pandemia de Covid-19, o presidente da Federação Mineira de Futebol (FMF), Adriano Aro, confirmou esta e as outras partidas da rodada em comunicado na manhã deste sábado (10).

"Teremos os jogos no domingo e estamos estabelecendo o contato para entender a recomendação do MP, já que agimos sempre alinhados com as autoridades de saúde desde o início da pandemia", diz a nota enviada pela assessoria da FMF.

Em vídeo, Adriano Aro afirma entre outros pontos que somente 2,2% de cerca de 90 mil testes realizados ao longo do ano em todas as competições de futebol do país deram resultado positivo, e que a grande maioria era de casos assintomáticos.

Aro afirma ainda que todos os protocolos adotados pela FMF têm aval do Comitê Extraordinário de Combate à Pandemia, do qual o Ministério Público tem assento, e que por isso se diz surpresa com a decisão.

"A entidade recebeu esse comunicado com muita surpresa, uma vez que a nossa atitude sempre foi de diálogo prévio com autoridades sanitárias. Antes de retomarmos nosso campeonato, elaboramos um protocolo sanitário feito conforme orientações de infectologistas e médicos da linha de frente, e ele foi elabotado com base na experiência técnica que tivemos ao longo do último ano. O protocolo foi avaliado e aprovado, inclusive pelo Comitê de Combate Extraordinário à Pandemia, do qual o MP tem um assento", diz em um dos trechos.

Por fim, Aro afirma que assim que tomar conhecimento dos dados usados pelo MP para sugerir a paralisação dos jogos, ele irá confrontá-los e depois então chegar a uma posição.

"O que a FMF pretende fazer agora é, em primeiro lugar ter acesso a esses dados do MP para saber se eles são ou não conflitantes com os dados já levantados ao longo do último ano. Tendo acesso a esses dados, a FMF pretende fazer uma nova análise e aí sim formar o seu convencimento, seja no sentido de suspender o campeonato ou de buscar alternativas para sua continuidade junto ao MP", completa o dirigente.

>> O Tempo

Sub-20 do Ipatinga FC goleia Seleção Amadora de Caratinga em amistoso de preparação para o Mineiro

Divulgação

Por José Dias Sorriso
FUTBLOG DO SORRISO

Visando a disputa do Campeonato, o time sub-20 do Ipatinga Futebol Clube goleou a Seleção Amadora de Caratinga, na manhã deste sábado, no Centro de Treinamento do Tigre, pelo placar de 4 a 0. 

O jogo teve a arbitragem de Jardel Rocha, sendo auxiliado por Geraldo da Silva Sá e Carol Ribeiro. 

A disputa do Campeonato Mineiro Sub-20 começará no dia 15 de maio e tem previsão de término para o dia 29 de agosto. A tabela será divulgada no fim deste mês de abril.

As 20 equipes se dividem em 4 grupos de 5 participantes, com jogos dentro do próprio grupo. Os dois melhores de cada grupo se classificam para as quartas de final, com semifinais e final, sempre em ida e volta. 

Confira os grupos:

GRUPO A

Atlético

Araguari

Guarani

Figueirense

Nacional


GRUPO B

Tupi

Coimbra

Inter de Minas

Minas Boca

Santarritense


GRUPO C

Cruzeiro

Betim

Serranense

Boston City

Atlético Três Corações


GRUPO D

América

América-TO

Betis

Ipatinga

Pouso Alegre

Zagueiro Manoel pede para deixar o Cruzeiro

Bruno Haddad/Cruzeiro

O zagueiro Manoel está fora do clássico contra o Atlético, neste domingo, no Mineirão, pela primeira fase do Campeonato Mineiro. O defensor tem contrato com o Cruzeiro até o final do ano, mas pode deixar o clube. A informação foi apurada pelo repórter Samuel Venâncio, da Itatiaia, neste sábado, véspera do duelo.

De acordo com informação da imprensa do Rio de Janeiro, Manoel tem negociação avançada com o Fluminense e pediu para deixar o Cruzeiro. Com isso, o zagueiro, titular absoluto da Raposa, pode não jogar mais pelo clube celeste.

Em comunicado, o Cruzeiro informou que o jogador procurou a comissão técnica na manhã deste sábado, manifestando o desejo de não mais atuar pelo clube.

Conforme a Raposa, o clube tentava renovar o contrato com o zagueiro, que terminaria no final de junho, porém o valor pedido pela staff seria muito alto. "O Cruzeiro tem feito todos os esforços possíveis para tentar viabilizar a renovação do contrato do atleta dada a sua importância para o elenco. Considerando a alta pedida do atleta e de seu staff para a renovação, o clube entendia que a negociação ainda estava em andamento e seguia buscando alternativas para que a pedida do jogador pudesse se adequar à realidade de momento da instituição", informou.

O clube informou ainda que passa por um momento de austeridade e que não fará nada além de suas possibilidades financeiras.

>> Rádio Itatiaia

sexta-feira, 9 de abril de 2021

Grêmio perde para o Independiente del Valle; decisão de vaga será em Porto Alegre

Site oficial/Grêmio

O Grêmio entrou em campo na noite desta sexta-feira, no Estádio Defensores del Chaco, em Assunção, no Paraguai, para enfrentar o Independiente del Vale, pelo jogo de ida da terceira fase da Conmebol Libertadores. Com alguns atletas e o técnico Renato Portaluppi positivado para o Covid-19, a equipe foi comandada por Alexandre Mendes. Mas o resultado não foi o esperado e o Tricolor saiu superado pelo placar de 2 a 1. 

Em campo, a equipe foi escalada com Brenno, Felipe, Rodrigues, Ruan, Diogo Barbosa, Lucas Silva, Matheus Henrique, Pinares, Alisson, Ferreira e Diego Souza. 

Os primeiros minutos de jogo foram equilibrados e de muita disputa no meio-campo, mas apesar disso, na primeira chegada ao ataque, o Tricolor foi efetivo. Com 8’, em cobrança de falta, Alisson colocou na marca penal para Diego Souza subir e desviar de cabeça, preciso, mandando para o fundo das redes, abrindo o marcador. 

Aos 15’, o Independiente tentou chegar ao empate com Hurtado, mas Brenno saiu bem, protegendo a meta e acompanhando a bola até ela se perder pela linha de fundo. No lance seguinte, Ortiz arriscou de longe, chutando forte. A bola quase explodiu na trave, mas saiu à esquerda. 

Os gremistas não recuaram e partiram novamente para o ataque. Desta vez, Pinares deu um belo passe para Ferreira, que recebeu em condições, invadiu a área, mas acabou dividindo com os defensores. No lance, Moisés saiu para defender e cortar o perigo. 

Passados 20 minutos, Diego Souza acionou Alisson, que cortou a marcação e finalizou, mas mandou pra fora. Quatro minutos depois, foi a vez dos mandantes darem a resposta: Faravelli finalizou forte, a bola desviou em Pellerano e saiu. Ainda no ataque, o time equatoriano chegou muito bem com uma jogada bem trabalhada - Ortiz recebeu na pequena área e cara a cara com Brenno, chutou, mas o goleiro gremista fez uma defesa sensacional, com 27’ jogados. 

Aos 35’, após uma cobrança de falta, o Independiente Del Valle levou perigo com Vite, que arrematou da entrada da área - Brenno fez mais uma grande defesa, com a ponta dos dedos e a bola explodiu na trave antes de sair por sobre a meta. 

Já o Grêmio se lançou em contra-ataque com Ferreira e Pinares, mas o meia acabou parado por Ramírez ao chutar. Na sequência, Alisson sofreu uma falta. Na cobrança, Diego Souza mandou direto, mas a bola passou à direita da meta, com 39’. 

Na reta final, Alisson recebeu um lançamento, rolou para Diego Souza, que deu de letra para Ferreira. O atacante mandou de cavadinha para o fundo das redes, mas a arbitragem assinalou impedimento neste que seria o segundo gol tricolor, que por sinal, seria um golaço. 

O Grêmio voltou a campo com uma mudança na equipe: Darlan ocupou o lugar do Pinares. 

A primeira chance de ataque foi adversária, aos 2 minutos. Ortiz cobrou, mandando direto na trave e Ruan completou afastando o perigo. Mas os adversários seguiram no ataque e conseguiram empatar aos 7 minutos com Faravelli. Montenegro deu um passe para o volante, que invadiu a área chutou, conseguindo deslocar Brenno, deixando tudo igual no Defensores del Chaco. 

O Grêmio buscou responder e quase marcou com Diego Souza. Matheus Henrique deixou o centroavante pifado para invadir a área. Assim fez, mas ao cortar o goleiro, acabou pegando muito embaixo da bola e mandando por sobre a meta, com 12 minutos jogados. 

O Independiente chegou bem e com efetividade no minuto seguinte. Dentro da área, Ruan acabou cometendo falta sobre Montenegro, recebendo seu segundo cartão amarelo e sendo expulso da partida. Na cobrança do pênalti, Faravelli chutou e assinalou o segundo gol, aos 15’. 

O técnico Alexandre Mendes mudou: Saiu Diego Souza e Lucas Silva para as entradas de David Braz e Fernando Henrique, com 17’. 

Após uma sequência de escanteios, o Independiente chegou com Ortiz, que chutou de fora da área, obrigando Brenno a voar para fazer mais uma grande defesa, com 22’. 

Mais uma alteração foi providenciada no Grêmio: Alisson saiu para Léo Chú ocupar sua posição. 

Aos 27 minutos, o Tricolor chegou com Léo Chú invadindo a área, mas o atacante acabou desarmado. 

Dois minutos depois, a última substituição: Bruno Cortez passou a assumir o lugar de Felipe, atuando mais na defensiva, junto a zaga. 

O Del Vale seguiu pressionando os gremistas, mas a equipe acabou conseguindo segurar os ataques adversários. 

Na reta final, o Tricolor ainda teve uma falta a seu favor. Diogo Barbosa colocou na área, mas a zaga fez o corte. Nos acréscimos, após uma cobrança de escanteio, Rodrigues cruzou na área, David Braz tentou a finalização, mas Moisés defendeu.

Com o resultado, o Grêmio precisa vencer o jogo de volta, que ocorre na Arena na próxima quarta-feira, 14. O vencedor integrará o Grupo A, junto a Palmeiras, Defensa y Justicia (ARG) e Universitario (PER). 

>> Via: Site oficial

Quarteto finalista da Superliga reforça seleção feminina de vôlei

Wander Roberto/Novafoto

O técnico José Roberto Guimarães reforçou nesta sexta-feira (9) a seleção feminina de vôlei para a temporada 2021, a da Olimpíada de Tóquio (Japão). Finalistas da Superliga, a ponteira Fernanda Garay, a central Carol (ambas do Dentil Praia Clube), a também central Carol Gattaz e a levantadora Macris (as duas do Minas Tênis Clube) foram convocadas. Ainda foi chamada a ponteira Natália, do Dínamo Moscou (Rússia).

Entre elas, Carol e a dupla do Minas vivem a expectativa de disputar uma Olimpíada pela primeira vez. Em especial, Carol Gattaz. A central de 39 anos foi cortada na véspera dos Jogos de 2004, em Atenas (Grécia), e 2008, em Pequim (China), ambas por lesão. A veterana defendeu o Brasil pela última vez em 2013 e retorna em ótimo momento na carreira, como um dos destaques do Minas na conquista da Superliga, ao lado de Macris, da ponteira Pri Daroit (que ficou fora da convocação) e da também central Thaísa (que anunciou a aposentadoria da seleção nacional).

O quinteto se apresenta entre segunda (12) e quarta-feira (14) e se une às 11 atletas chamadas inicialmente por Zé Roberto, que já iniciaram os treinos no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ): as centrais Adenízia (Sesi Bauru), Bia e Mayany (ambas do Osasco), as líberos Camila Brait (Osasco) e Nyeme (São Paulo/Barueri), as levantadoras Dani Lins (Sesi Bauru) e Roberta (Osasco), as opostas Tandara (Osasco) e Lorenne (Sesc-RJ/Flamengo), a ponteira/oposta Rosamaria (Casalmaggiore, da Itália) e a ponteira Ana Cristina (Sesc-RJ/Flamengo). As centrais Diana e Lorena e a ponteira Karina (todas do São Paulo/Barueri) participam das atividades como convidadas.

O primeiro desafio da seleção feminina será a Liga das Nações, que será disputada em sistema de bolha sanitária na cidade de Rimini (Itália), de 25 de maio a 20 de junho. A competição será a oportunidade para a comissão técnica observar as atletas e definir os 12 nomes a serem convocados para Tóquio.

>> Agência Brasil