quinta-feira, 29 de julho de 2021

Galo vence Bahia com outra ótima atuação de Hulk e dá grande passo para a vaga

Foto: Divulgação

O Atlético voltou a vencer o Bahia e deu um importante passo para a classificação às quartas de final da Copa do Brasil. Depois de fazer 3 a 0, pelo Brasileiro, no último domingo, o Galo foi novamente superior aos baianos e venceu por 2 a 0 no jogo de ida das oitavas de final da competição eliminatória.


Mais uma vez Hulk foi decisivo e teve participação direta nos dois gols, o segundo marcado por ele. No primeiro, a jogada por elevação saiu dos pés do camisa sete, que achou Dodô, o autor da assistência para Zaracho marcar.

Na próxima quarta-feira (4), em Feira de Santana, o time de Cuca pode até perder por uma diferença de um gol que estará classificado à próxima fase da Copa do Brasil.

Ao contrário do duelo do último domingo, quando o Galo venceu por 3 a 0 pelo Campeonato Brasileiro, o time alvinegro começou bem o jogo e fez um bom primeiro tempo, propondo um duelo franco. Já o Bahia manteve a postura de atuar com linhas baixas e esperando o contragolpe.

E quase veio, se não fosse a péssima tomada de decisão de Ronaldo, que recebeu belo passe de Jonas e, cara a cara com Everson, chutou em cima do goleiro do Atlético, que salvou.

Os donos da casa apertaram em busca do gol e abrir o placar em uma jogada do melhor jogador do time na temporada. Hulk achou Dodô em um passe por elevação, e o lateral cruzou para Zaracho tocar para as redes.

No segundo tempo, o Bahia voltou melhor e chegou a empurrar o Atlético para trás. Incomodou o goleiro Everson, que fez boas defesas.

Mas o Bahia cometeu o pecado de errar uma saída de bola, na qual Hulk recebeu limpa para driblar o defensor e soltar a bomba, de direita, para o fundo das redes.

Atlético x Bahia

Motivo: jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil 2021

Local: estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Gols: Zaracho, Hulk (A)

Cartões amarelos: Zaracho, Alonso (A); Gilberto, Nino Paraíba (B)

Atlético

Everson; Mariano, Réver, Alonso e Dodô; Allan, Tchê Tchê, Zaracho (Calebe) e Nacho (Hyoran); Savarino (Eduardo Sasha) e Hulk. Técnico: Cuca

Bahia

Danilo Fernandes; Nino Paraíba, Conti, Luis Otávio e Matheus Bahia (Juninho Capixaba); Patrick, Jonas (Lucas Araújo) e Daniel (Matheus Galdezani); Rossi, Gilberto e Ronaldo (Rodriguinho). Técnico: Dado Cavalcanti

>> O Tempo/SuperFC

quarta-feira, 28 de julho de 2021

Ramon diz que pessoas envolvidas com o Cruzeiro ainda não acordaram para a Série B

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

O Cruzeiro segue caindo cada vez mais na tabela da Série B. Ainda que o clube mantenha o discurso de busca pelo acesso, Ramon admite que o time ainda não despertou para a disputa da competição. E não só dentro de campo, mas também fora dele.

Ramon foi o entrevistado na Toca da Raposa, na tarde dessa segunda-feira, e falou sobre isso quando perguntado o que julga necessário fazer para melhorar os resultados.

“O principal fator que está faltando é a gente acordar para o campeonato. O campeonato está passando, e nós estamos deixando muito a desejar. Eu digo não só os jogadores, mas todo mundo que está envolvido com o Cruzeiro”

Ramon também comentou sobre o Cruzeiro ter a defesa mais vazada, com 23 gols sofridos em 14 jogos na Série B. O zagueiro comparou os números defensivos da equipe com o desempenho do setor na competição do ano passado, quando foi o terceiro melhor em 38 jogos. Ramon disse que é necessário buscar equilíbrio.

- Estamos com a defesa mais vazada, o que a gente não sofreu ano passado na Série B. Precisamos ter o equilíbrio de parar de tomar gols e também fazer os gols. Estamos batendo nessa tecla todos os dias, conversando com o elenco e com a comissão sobre o que a gente tem que melhorar.

“Os treinamentos estão aí para que a gente possa melhorar a cada dia, porque daqui a pouco acaba o primeiro turno, começa o segundo e vai afunilando. Precisamos, o mais rápido possível, procurar o equilíbrio para conseguir nosso objetivo principal”.

Ramon voltou ao time titular contra o Vila Nova, após se recuperar de lesão muscular e ser reserva diante do Remo. A tendência é que seja mantido entre os 11 por Mozart, ainda mais com a possibilidade de ausência de Rhodolfo, com edema na panturrilha.

Sem vencer há oito rodadas, o Cruzeiro tem apenas 12 pontos e ocupa a penúltima colocação. Em caso de tropeço contra o Londrina, na sexta-feira, às 21h30, pela 15ª rodada, e vitória do Confiança sobre o Brusque, a equipe de Mozart pode terminar na lanterna.

>> Globo Esporte

Atlético x Bahia: veja prováveis times para duelo pela Copa do Brasil

Foto: Pedro Souza/Atlético-MG

Após a goleada por 3 a 0 no domingo, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Atlético volta a enfrentar o Bahia, desta vez pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O jogo de ida será nesta quarta-feira, às 21h30, no Mineirão.
A tendência é que o técnico Cuca faça apenas uma modificação na equipe titular. Por já ter disputado a competição pelo Atlético-GO, o zagueiro Nathan será desfalque e dará lugar provavelmente a Réver.

A provável formação alvinegra terá Everson; Mariano, Réver, Junior Alonso e Dodô; Allan, Alan Franco, Tchê Tchê, Zaracho e Nacho Fernández; Hulk.

Já o Bahia, conduzido pelo técnico Dado Cavalcanti, conseguiu a conversão de uma penalidade no STJD para o meia Daniel, que se envolveu em briga generalizada na final da Copa do Nordeste.

Daniel cumpriu metade dos oito jogos de suspensão e pagará o restante em doações. O Bahia será responsável por repassar R$30 mil a quatro instituições beneficentes.

Desta forma, Dado Cavalcanti escalará o Tricolor com Matheus Teixeira; Nino, Conti, Ligger (Luiz Otávio) e Matheus Bahia; Patrick, Lucas Araújo (Jonas) e Daniel; Rossi, Rodriguinho e Gilberto.

>> Superesportes

Brasil bate Arábia Saudita com dois de Richarlison e avança em 1º do grupo

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

O Brasil encontrou mais dificuldades do que o esperado, mas confirmou o favoritismo diante da Arábia Saudita, venceu por 3 a 1 e confirmou sua vaga no mata-mata dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Em Saitama, a Seleção Brasileira deslanchou no segundo tempo e chegou ao triunfo com gols de Matheus Cunha e outros dois de Richarlison, o nome do jogo e o novo artilheiro da competição.
Com isso, o Brasil avançou às quartas na liderança do Grupo D, com sete pontos, fruto de duas vitórias e um empate. Os árabes, que balançaram as redes com Al Amri, e mostraram coragem e organização, se despediram da Olimpíada sem pontuar e na lanterna da chave.

O outro classificado do grupo foi a Costa do Marfim, que segurou um empate com a Alemanha e eliminou o time europeu, atual vice-campeão olímpico.

Garantida nas quartas, a seleção atual campeã olímpica ainda não tem adversário definido. Certo é que será o segundo colocado do Grupo C, que pode ser Espanha, Austrália, Argentina ou Egito.

O rival será conhecido ainda na manha desta quarta e o duelo decisivo está marcado para o próximo sábado, às 7h (de Brasília), em Saitama.

O Brasil fez bons 20 primeiros minutos, apertou a saída de bola do adversário e chegou ao seu gol por meio da bola aérea aos 13 minutos.

Claudinho bateu escanteio da esquerda e Matheus Cunha apareceu na primeira trave para desviar de cabeça e abrir o placar. Foi seu primeiro gol em Tóquio após oito finalizações. Destaque na jogada para a bola roubada de Antony antes de o time ter dois escanteios e, em um deles, originar-se o gol.

Embora não tenham feito uma grande apresentação, os brasileiros chegarão invictos e com moral para o mata-mata olímpico. Nesta quarta, engrenaram na etapa final à medida que encontraram os espaços na defesa dos árabes.

Pouco produtivo, Antony teve a chance de ampliar o resultado ao receber cruzamento perfeito de Arana, mas mandou de cabeça no travessão. No rebote, Claudinho arrematou em cima da marcação.

Ocorre que o Brasil enfrentou um adversário que, mesmo sem chance de classificação, entrou em campo disposto a surpreender. Os árabes, ao contrário da Costa do Marfim no último jogo, não se intimidaram diante dos brasileiros, subiram a marcação e se arriscaram no ataque.

A Seleção Brasileira encontrou o gol pelo alto e foi dessa mesma maneira que levou o empate. Aos 26, Diego Carlos saltou, mas não alcançou a bola, e ela sobrou para Al Amri. O zagueiro desviou de cabeça no cantinho, sem chance de defesa para o goleiro Santos.

Arana e Claudinho, dois dos que mais tomaram a iniciativa no primeiro tempo, tiveram uma oportunidade cada para recolocar o Brasil em vantagem, mas o meia cabeceou mal e o lateral soltou uma bomba que fez a curva ao contrário e saiu muito perto da trave esquerda. No fim, Antony ainda perdeu um gol incrível. O jovem atacante do Ajax recebeu passe de Matheus Cunha e, dentro pequena área, desviou devagar para a meta. Mas o goleiro Al Bukhari se jogou nos pés dele para fazer a defesa.

Segundo tempo

O Brasil melhorou seu desempenho com a entrada de Malcom no intervalo. Jardine colocou o atacante no lugar de Antony, que até conseguiu bons dribles, mas falhou na objetividade e enfeitou demais as jogadas.

Saiu dos pés de Matheus Cunha a melhor oportunidade de gol no segundo tempo. Matheus Henrique concluiu para a defesa do goleiro e, no rebote, com o gol escancarado, Matheus Cunha, bateu de primeira e mandou na trave.

Até que Richarlison apareceu para recolocar o Brasil à frente. A zaga afastou após cobrança de escanteio e a bola sobrou para Bruno Guimarães, que rebateu de cabeça em direção ao camisa 10. O "pombo" desviou de cabeça para as redes.

Jardine oxigenou a equipe ao lançar mão de Reinier, Menino e Gabriel Martinelli no fim da partida. Reinier teve a chance para ampliar após tabelar com Malcom na área, mas parou no goleiro Al Bukhari.

Nos acréscimos, Richarlison balançou as redes novamente Mas Malcom estava impedido na origem do lance e o gol do atacante do Everton não foi validado.

Não fez falta porque Richarlison marcou mais um aos 47 e desta vez valeu. Ele apareceu na pequena área para completar cruzamento rasteiro de Reinier, sacramentar o triunfo em Saitama e assumir a artilharia do torneio olímpico, com cinco gols, ultrapassando o experiente goleador francês Gignac.

ARÁBIA SAUDITA 1 X 3 BRASIL

ARÁBIA SAUDITA - Al Bukhari; Al Dawsari Khalifah, Amri e Hindi; Abdulhamid, Al Faraj (Al Omran), Al Hassan, Al Dawsari Salem, Al Naji (Ghareeb) e Al Shahrani; Al Hamddan (Al Brikan). Técnico: Saad Ali Al Shehri.

BRASIL - Santos; Daniel Alves, Nino, Diego Carlos e Guilherme Arana (Abner Vinícius); Bruno Guimarães (Gabriel Menino), Matheus Henrique e Claudinho (Reinier); Antony (Malcom), Richarlison e Matheus Cunha (Gabriel Martinelli). Técnico: André Jardine.

GOLS - Matheus Cunha, aos 13, e Al Amri, aos 26 minutos do primeiro tempo. Richarlison, aos 30, e aos 47 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Bamlak Tessema (Etiópia).

CARTÕES AMARELOS - Guilherme Arana, Al Shahranik, Mukhtar, Khalifah Al Dawsari, Daniel Alves e Gabriel Martinelli

LOCAL - Estádio de Saitama.

>> Estadão Conteúdo 

terça-feira, 27 de julho de 2021

Futebol feminino nas Olimpíadas! Brasil enfrenta Canadá nas quartas de final

Getty Images

O time do Brasil saiu na frente e venceu a Zâmbia pela terceira rodada da fase de grupos do Futebol feminino nas Olimpíadas de Tóquio. Sendo assim, com esse resultado, a seleção brasileira avança para as quartas de final como segunda colocada do Grupo F com sete pontos.

Canadá, Estados Unidos, Grã-Bretanha, Austrália, Suécia, Holanda e Japão são os outros times classificados. Nessa fase os confrontos são mata-mata, assim quem ganhar, avança, quem perder, está fora, e volta pra casa.

Todo os jogos das quartas de final vão ser no dia 30 de julho, sexta-feira. O Brasil vai jogar às 5h da manhã (horário de Brasília), contra a seleção do Canadá. Assim se o time de futebol feminino brasileiro ganhar, nossas meninas pegam a equipe vencedora da partida entre Holanda e Estados Unidos. Mas esse jogo vai ser um pouquinho mais tarde, às 8h da manhã, também na sexta-feira. Na outra chave, Grã-Bretanha e Austrália jogarão em Kashima às 6h da manhã. Uma hora depois, começa o confronto entre suécia e Japão em Saitama.

Veja como serão das quartas de final do Futebol Feminino nas Olimpiadas:

Canadá x Brasil – 5h00 em Miyagi

Grã-Bretanha x Austrália – 6h00 em Kashima

Suécia x Japão – 7h00 em Saitama

Holanda x Estados – 8h00 em Yokohama

>> Uai/Mundo Ela

Conmebol anuncia que final da Libertadores será no dia 27 de novembro, em Montevidéu

Foto: Reprodução/Twitter

A Conmebol anunciou nesta terça-feira que a final da Copa Libertadores deste ano será realizada no dia 27 de novembro, no Estádio Centenário, em Montevidéu. Trata-se de uma modificação no planejamento inicial da confederação, que previa na tabela original que o título fosse definido uma semana antes, no dia 20, sábado.

A decisão da Copa Sul-Americana estava prevista para o dia 6 de novembro, mas foi adiada para o dia 20. Essa partida única também ocorrerá no Estádio Centenário. A Conmebol não informou o motivo da alteração das datas.

A confederação sul-americana de futebol havia definido o Estádio Centenário como o grande palco das duas finais em maio, de maneira surpreendente, já que a arena não fazia parte da lista inicial.

O estádio se tornou uma das opções favoritas da Conmebol depois de o governo do Uruguai atuar como intermediário para a obtenção de 50 mil vacinas contra a Covid-19 do laboratório chinês Sinovac. Também pesou a favor do Uruguai o ritmo de vacinação da população, que garantiria a possibilidade de fazer os jogos com portões abertos e presença de público.

Essa será a terceira vez que a Copa Libertadores será decidida em sede única, em campo neutro. As outras duas foram em Lima, em 2019, com o duelo entre Flamengo e River Plate, e no Maracanã, no ano passado, em que o Palmeiras venceu o Santos.

Cinco equipes brasileiras seguem na disputa pelo título da Libertadores neste ano, com a competição chegando nas quartas de final. Flamengo, Palmeiras, São Paulo e Atlético-MG estão classificados para a próxima fase - e o Fluminense ainda jogará o duelo de volta contra o Cerro Porteño, que foi adiado pela morte do filho do técnico Arce. Na ida, o clube carioca venceu por 2 a 0.

As quartas de final da Copa Libertadores e da Copa Sul-Americana serão realizadas entre os dias 11 e 18 de agosto, conforme anunciado na semana passada.

>> Globo Esporte 

Atlético poderá receber público em jogo contra o River pela Libertadores

Site oficial/Atlético

O Atlético poderá ter o apoio de sua torcida no jogo de volta das quartas de final da Copa Libertadores, contra o River Plate. Nesta terça-feira, a Prefeitura de Belo Horizonte anunciou a liberação de público nas partidas de futebol com limitação de 30% da capacidade do estádio.

Em busca do bicampeonato na Libertadores, o Galo encara os argentinos em 18 de agosto (quarta-feira), às 21h30, no Mineirão. O confronto de ida está marcado para uma semana antes, no dia 11, também às 21h30, no Monumental de Núñez, em Buenos Aires.

Como o Gigante da Pampulha comporta 60 mil espectadores, o jogo entre Atlético e River receberá até 18 mil torcedores e terá comercialização de ingressos somente pela internet. Nas dependências do estádio, pessoas de núcleos distintos serão obrigadas a manter distância de um assento lateral e frontal.

Em entrevista coletiva, o secretário Municipal de Saúde, Jackson Machado, explicou que os torcedores terão de apresentar o teste negativo de COVID-19 para acessar o Mineirão, além de usar máscaras (inclusive quem já foi vacinado). Ele ainda recomendou que grávidas não frequentem o estádio e deu o alerta a possíveis fraudes nos exames.

“Gostaria de lembrar que a falsificação de resultado de exames é crime e será contemplada como tal. É muito importante que tenha o resultado de um exame em um laboratório confiável, com estrutura de saúde confiável”.

De acordo com Machado, o primeiro evento esportivo será em caráter de teste. “A ideia é que, se der certo, na medida que as condições permitirem, haverá expansão da liberação de público”.

O secretário não entrou em detalhes quanto ao fato de a CBF ainda não ter liberado a presença de público no Brasileirão e na Copa do Brasil. Segundo ele, é um assunto a ser resolvido em conjunto com os clubes e a Federação Mineira de Futebol.

“Se os clubes conseguirem convencer a CBF de liberar antes (do jogo entre Atlético e River), pode ser que no próximo jogo já seja assim. Vai depender, agora, da conversa dos clubes e da Federação Mineira com a CBF”, frisou Jackson Machado.


No último dia 20, o jornalista Rodrigo Mattos publicou em sua coluna no portal UOL que a Confederação Brasileira de Futebol pretende estabelecer o regresso de público a partir das quartas de final da Copa do Brasil, em 25 de agosto. No Brasileirão, a liberação só seria efetivada mediante autorização de todos os estados.

Todos os setores abertos

Em Atlético x River Plate, todos os setores do Mineirão estarão abertos. Samuel Lloyd, diretor do estádio, explicou que o objetivo da medida é minimizar aglomerações.

“A gente abre tudo para que todos tenham espaçamento, a esplanada também é grande, e a gente pede que as pessoas cheguem com antecedência para fazer o check-in. Tudo isso exigirá mais tempo”.

Samuel espera que os resultados do evento-teste sejam bem-sucedidos, de modo que partidas futuras tenham condições de contar com público maior.

“Para que a gente tenha 40, 50, 60% de público no estádio, precisamos da colaboração do torcedor nesse evento de 30%. Vamos trabalhar muito a comunicação para que as pessoas não tenham dúvidas de como proceder”.

>> Superesportes

Punido, Cruzeiro aguarda CBF para saber quando jogará com público

Mineirão virou campo de guerra no jogo que marcou rebaixamento do Cruzeiro à
Série B (Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A. Press - 08/12/2019)

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) anunciou, nesta terça-feira, a liberação de 30% da capacidade total de público nos estádios da capital. O Cruzeiro, no entanto, ainda precisará aguardar mais que os adversários para ter seu torcedor no Mineirão, uma vez que precisa cumprir cinco jogos de punição pelos incidentes na reta final da Série A de 2019.

Em entrevista coletiva, o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado, informou que os 30% de torcedores autorizados devem ser apenas dos mandantes dos jogos. Há, ainda, exigência de teste PCR negativo para COVID-19, mesmo para vacinados. A comercialização de camarotes está proibida. Veja outras regras:

Uso obrigatório de máscaras

Um assento lateral e um assento frontal de distância entre torcedores

Sem limitação de idades, mas há recomendação para que grávidas não compareçam

Venda de ingressos apenas pela internet

Todos os portões dos estádios deverão ser abertos

Há uma dúvida se o Cruzeiro começará a pagar sua pena com a liberação parcial do público ou se terá de aguardar a autorização para presença da capacidade total.

>> Superesportes 

BH libera público nos estádios de futebol com 30% de ocupação e sem venda de bebidas alcoólicas

Reprodução

Os estádios de futebol de Belo Horizonte poderão receber 30% do público nas arquibancadas. A liberação foi confirmada nesta terça-feira (27) após reunião entre o prefeito Alexandre Kalil (PSD), membros do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 e representantes dos clubes e das arenas esportivas da capital.

Para isso, haverá um protocolo sanitário rígido, com objetivo de minimizar a possibilidade de circulação do novo coronavírus entre os torcedores presentes. Terão acesso ao espaço aqueles que apresentarem um teste negativo para a doença com espaço de 72 horas. A fiscalização será feita pela administração dos estádios.

“O torcedor vai ter que levar, no dia do jogo, o ingresso e o resultado de seu teste negativo para a doença. A falsificação de resultado de exames é crime e será contemplada como tal”, afirmou o secretário Municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto.

De acordo com o gestor, a primeira partida servirá como evento teste. “Se esse der certo, com a medida que as condições permitirem, haverá uma expansão da liberação de mais público”, completou.

Além disso, segundo o chefe da pasta, não haverá venda de camarotes nem bebidas alcoólicas. Os ingressos só poderão ser comprados pela internet e existirá a necessidade de informar contatos para monitoramento por parte da administração municipal.

Não haverá limitação de idade, apenas o distancimanto físico entre os presentes e o uso obrigatório de máscara. No entanto, Jackson afirmou que exista a recomendação de que grávidas evitem os jogos.

A Conmebol, entidade máxima do futebol sul-americano, já liberou as torcidas nos eventos chancelados por ela. Dessa forma, o Atlético está apto a contar com a presença do público no Mineirão nas partidas da Copa Libertadores. Restava apenas o sinal verde da PBH, que tinha a palavra final.

Eventos da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), como o Campeonato Brasileiro, ainda não foram autorizados a abrir os portões aos torcedores. Por outro lado, a Federação Mineira de Futebol (FMF) já divulgou o protocolo que deverá ser seguido nas partidas sob sua tutela. Neste momento, apenas o Módulo II do Campeonato Mineiro se enquadra nas regras.

>> Hoje em Dia

VÍDEO! Arbitral do Amador de Belo Oriente na sexta-feira

 

Resultados da 5ª rodada e a classificação atualizada do Mineiro Módulo 2

Foto: Pamella Tomich/EC Democrata

Tupynambás 2 x 1 Guarani

Betim 1 x 2 União Luziense 

Democrata-SL 1 x 1 Tupi

Nacional de Muriaé 0 x 0 Aymorés 

Villa Nova 0 x 1 Serranense

Democrata-GV 0 x 0 Ipatinga

FMF

Vagner Mancini espera por reforços para jogo do América-MG com o Atlético-GO

Foto: João Zebral 

O elenco do América-MG volta aos treinos na manhã desta terça-feira, no CT Lanna Drumond. O time do técnico Vagner Mancini inicia a preparação para o jogo diante do Atlético-GO, no próximo domingo, às 20h30 (de Brasília), pela sequência do Campeonato Brasileiro.

Mancini pode ter novidades no grupo para a partida fora de casa. O meia Isaque, contratado por empréstimo, está liberado para atuar pelo América. Cedido ao Coelho pelo Grêmio, o jogador não pode atuar contra o ex-clube, por questões contratuais, no empate em 1 a 1, no último sábado, em Porto Alegre.

Perto de ser oficializado pelo América, o lateral Patric também tem chance de reforçar a equipe para o jogo diante do Atlético-GO. Eduardo, titular do setor, está em tratamento no departamento médico do clube, em função de um problema na tíbia. Diego Ferreira, que atuou diante do Grêmio, pode ser mantido na ala, caso Patric não possa estrear.

O atacante colombiano Berrío segue trabalhando com a preparação física, enquanto aguarda a abertura da janela de transferências para regularizar o contrato e poder ir a campo com a camisa do América.

Os atacantes Ribamar, Rodolfo e Yan Sasse continuam em tratamento no departamento médico do Coelho. Os três não têm previsão de retorno ao time. O meia Bruno Nazário, que não viajou para o jogo em Porto Alegre, por causa de incômodo na coxa esquerda, deve estar à disposição do treinador para a partida de domingo.

Em 18º lugar na tabela, com 10 pontos em 13 jogos, o América vem de quatro jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro (derrotas para Fortaleza, Atlético-MG e Sport; e empate diante do Grêmio). Um triunfo em Goiânia junto com tropeços de rivais diretos, pode resultar na saída do Coelho do Z-4 ao término da 14ª rodada do Brasileirão.

>> Globo Esporte 

Atlético e Bahia iniciam disputa por desempate na Copa do Brasil

Foto: Pedro Souza/Atlético

Atlético e Bahia iniciam, nesta quarta-feira (28), às 21h30, a disputa por um 'desempate' na Copa do Brasil. Isso porque as equipes já se enfrentaram pelo torneio em duas oportunidades - com uma classificação para cada lado. No primeiro confronto das oitavas de final da atual edição, os times medirão forças no Mineirão, em Belo Horizonte.

Em 1999, pela segunda fase, o Tricolor de Aço avançou com empate por 1 a 1, em casa, e vitória por 1 a 0, fora. Em 2002, nas quartas de final, foi a vez de o alvinegro avançar graças ao gol qualificado como visitante: triunfo em BH, por 2 a 1, e revés em Salvador, por 4 a 3.

O Atlético já garantiu premiação de R$4,4 milhões na Copa do Brasil - R$1,7 milhão pela presença na terceira fase e R$2,7 milhões referentes às oitavas de final. Caso avance às quartas, receberá mais R$3,45 milhões e conhecerá o adversário por meio de um novo sorteio.

Desde a edição de 2018, a Copa do Brasil não prevê em seu regulamento a vantagem do gol fora de casa. Assim, em caso de empate no placar agregado das duas partidas, Atlético e Bahia vão decidir a vaga nos pênaltis.

No Brasileirão, o Galo deu bom indício no duelo ante ao Tricolor de Aço. Neste domingo (25), no Mineirão, em Belo Horizonte, o clube mineiro aplicou um confortável 3 a 0 na equipe nordestina, com gols de Hulk (2x) e Nathan.

Quanto o Atlético pode arrecadar na Copa do Brasil?

Por fase

Terceira fase - R$1,7 milhão
Oitavas de final - 2,7 milhões
Quartas de final - R$3,45 milhões
Semifinal - R$7,3 milhões
Vice-campeão - R$23 milhões
Campeão - R$56 milhões

Acumulado

Terceira fase - R$1,7 milhão
Oitavas de final - R$4,4 milhões
Quartas de final - R$7,85 milhões
Semifinal - R$15,15 milhões
Vice-campeão - R$38,15 milhões
Campeão - R$71,15 milhões

>> Superesportes

Após ausência por questões particulares, Adriano e Moreno voltam aos treinos do Cruzeiro

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Mozart ganhou duas opções pensando no jogo contra o Londrina, às 21h30 (de Brasília) de sexta-feira, no Mineirão, pela 15ª rodada da Série B. O volante Adriano e o atacante Marcelo Moreno treinaram com o elenco nesta segunda-feira.

Os dois foram liberados de parte das atividades, na semana passada, em função de questões particulares. O trabalho desta tarde na Toca da Raposa marcou a reapresentação do elenco depois do empate sem gols com o Vila Nova.

Adriano ficou fora das partidas contra Avaí, Remo e Vila Nova em função do nascimento da filha. Marcelo Moreno, titular contra a equipe catarinense, foi ausência nos dois últimos jogos por causa de um problema de saúde na família.

A volta do volante acontece em boa hora. Nos últimos dias, Mozart perdeu duas opções para o setor, com a saída de Matheus Barbosa para o Atlético-GO e a lesão de Lucas Ventura. O garoto é dúvida para o jogo de sexta-feira.

Marcelo Moreno volta para tentar ajudar o Cruzeiro a retomar o caminho dos gols. O time não marcou nas três últimas rodadas da Série B. Com a ausência dele, Sobis foi titular contra o Remo, e Thiago atuou no comando de ataque diante do Vila Nova.

Nos últimos dias, o atacante boliviano teve o nome envolvido com o Colo-Colo. O treinador do clube chileno confirmou interesse na contratação. Segundo apurou o ge, Moreno não tem interesse (ao menos por ora) no acerto, mas a diretoria cruzeirense tem monitorado a situação.

Mozart terá mais três dias de treinamento até a partida contra o Londrina. Sem vencer há oito rodadas, o Cruzeiro é o penúltimo colocado da Série B, com 12 pontos. O próximo adversário tem a mesma pontuação, mas leva vantagem no saldo (-5 contra -7).

>> Globo Esporte

segunda-feira, 26 de julho de 2021

Clubes são convocados para o arbitral de sexta-feira na Liga de Desportos de Belo Oriente

Arquivo

*POR JOSÉ DIAS SORRISO

A Liga de Desportos de Belo Oriente convoca os clubes filiados para o arbitral da próxima sexta-feira (30) que ocorrerá no Salão de Eventos da Secretaria Municipal de Educação, localizado na Praça Nossa Senhora da Piedade, 06, Centro, Belo Oriente/MG. Já houve um pré-arbitral com os clubes e desta vez os assuntos com relação a realização do Campeonato Amador de Belo Oriente será complementado. 

Nota oficial da Liga de Desportos de Belo Oriente abaixo: 

Belo Oriente, 26 de julho de 2021.

Aos Clubes Filiados

À Liga de Desportos de Belo Oriente

Prezados Senhores,

A Liga de Desportos de Belo Oriente através de seu presidente, vem por meio deste, convocar os clubes filiados junto a entidade para o ARBITRAL DE CLUBES a realizar-se nesta sexta-feira dia 30/07/2021 às 19 horas no Salão de Eventos da Secretaria Municipal de Educação, localizado na Praça Nossa Senhora da Piedade, 06, Centro – Belo Oriente/MG.

Ordem do Dia:

 Credenciamento e definição das equipes participantes;

 Definição do formato de disputa;

 Sorteio e composição da tabela de jogos;

 Leitura e aprovação do regulamento.

Na certeza de poder contar com os nobres desportistas de nossa cidade, desde já manifestamos nossos agradecimentos.

Atenciosamente,

Gerson dos Santos Silva

Presidente da Liga de Desportos de Belo Oriente

(31) 99385-6204

Ipatinga empata com o Democrata-GV no Mamudão e segue sem vencer no Mineiro Módulo 2

Foto: Pamella Tomich/ Assessoria Democrata

*POR JOSÉ DIAS SORRISO

Ipatinga e Democrata-GV ficaram no empate por 0 a 0 na tarde desta segunda-feira pela 5ª rodada do Campeonato Mineiro Módulo 2. O Democrata é quarto colocado com 8 pontos ganhos. O Ipatinga FC segue na lanterna da competição e ainda sem vencer com apenas 2 pontos ganhos. Na próxima rodada, o Democrata encara o Betim fora de casa. O Ipatinga recebe o Democrata de Sete Lagoas no Ipatingão. 

Placar do futebol regional - Confira todos os resultados do final de semana

José Dias Sorriso

*POR JOSÉ DIAS SORRISO

AMISTOSOS 

Limoeiro/Ipatinga 3 x 4 LDU

Juventus/BJG 1 x 0 Terror 

Pedra Branca 2 x 1 Palmeiras/Ipatinga

ARF 2 x 2 Ponte Preta 

Real Master 2 x 0 Milionários 

São Lourenço 4 x 2 Aluvaeira 

Manchester/Paraíso 3 x 3 Galácticos/Fabriciano

Santo André 3 x 1 Rio Branco

Batuque 2 x 6 EC 600

Palmeiras/Fabriciano 3 x 2 Íbis 

Polêmicos 3 x 1 Juventus Árica

AERP 1 x 4 Shock 

Bethânia 0 x 3 Itamarati D

Minas EC 3 x 0 Lucas FC

Ubaporanga 2 x 1 União Rodoviário

Vila Celeste 3 x 3 Industrial/Paraíso

IBBJ 1 x 2 Independente do Limoeiro

Londrina 0 x 0 Chupa Cabra 

Penharol 5 x 3 Olímpico 

Fusão 3 x 0 Amigos do VDS

Opção 2 x 1 AABB Manhuaçu

Caravelas 1 x 4 Roma 

Flamenguinho/Ipatinga 2 x 3 Desportiva

Oriente 3 x 2 Ajax 

Borussia/Ipatinga 6 x 2 BEC

CBY 4 x 1 Palmeiras/Timóteo

Social 4 x 8 Barra Alegre

Serraria 2 x 4 Galeto

Galo Velho Cesjo 0 x 2 Botafogo/Inhapim

Vila Nova 4 x 1 Valencia

Ipabinha 3 x 3 Barcelona/Ipatinga

Caratinga B 4 x 1 Niterói

Primos 4 x 4 Vila Martins 

Arsenal 0 x 1 Folha Viva

Mercenários 9 x 3 Dupla Honra

Ipaba 1 x 1 Pesquisa

Real Vale 5 x 2 Ilha

Borussia/Fabriciano 2 x 1 Cachoeirinha

Braúnas 1 x 2 Besiktas

Areia Preta 1 x 1 Cachoeiro 

ABC 7 x 2 Rio Branco

Leicester 3 x 1 Coritiba

SERGRAF 0 x 1 RIC

Novo Vale 3 x 1 Nacional

Comunitário 3 x 1 Redução

Industrial/Ipatinga 3 x 2 Vale do Aço

ADI Master 0 x 0 Monza

Ipanema 1 x 1 Flamenguinho

Penharol 5 x 3 Olímpico

Napoli/Fabriciano 2 x 2 Ana Moura

Oriente 3 x 2 Ajax

Iguaçu B 3 x 0 Juventus

Vila do Carmo 2 x 5 Galáticos/Ipatinga

Brejaúba 3 x 4 Serra Clube 

Xodó 4 x 3 Jorge Neca 

Boca Rica 6 x 1 Sevale 

Falando de Esportes - Ouça o programa desta segunda-feira

 

domingo, 25 de julho de 2021

Atlético-MG 3 x 0 Bahia - Ouça como foi o jogo

Vila Nova-GO 0 x 0 Cruzeiro - Ouça como foi o jogo

 

Brasileiros conquistam as primeiras medalhas nas Olimpíadas de Tóquio

O skatista brasileiro Kelvin Hoefler fez história ao participar do primeiro pódio olímpico do skate e garantir a primeira medalha do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Kelvin competiu no começo da madrugada desse domingo (25) e chamou atenção ao usar fones de ouvido.

Ele revelou que não escutava música, mas orientações da esposa Ana e da colega de delegação Pâmela Rosa. Partiu delas o incentivo para Kelvin Hoefler encerrar a sequência de manobras com aquela que rendeu a medalha de prata.

Também neste domingo, o judô brasileiro conquistou medalha com o estreante Daniel Cargnin. Ele faturou o bronze da categoria meio-leve ao vencer o israelense Baruch Shmailov por waza-ari. É a terceira vez que o país sobe ao pódio olímpico nessa categoria. Em 1992, Rogério Sampaio foi ouro em Barcelona e, em 96, Henrique Guimarães foi bronze em Atlanta.

E mais medalhas estão à vista. Também neste domingo, as ginastas Rebeca Andrade e Flávia Saraiva garantiram vagas nas finais. Na quinta-feira (29), Rebeca vai disputar o ouro no salto, no solo e no individual geral. Já no próximo domingo (1º), Flávia pode trazer medalha nos aparelhos.

>> Agência Brasil 

sábado, 24 de julho de 2021

Nas Olimpíadas, Brasil começa bem no vôlei de quadra e areia, mas decepciona na esgrima, na ginástica artística e no tiro

Foto: Gaspar Nóbrega/COB

A primeira noite/madrugada do Brasil nos Jogos Olímpicos teve boas estreias, algumas decepções e nada de medalhas. Favoritos a um lugar no pódio, o vôlei e o vôlei de praia começaram bem, apesar do nervosismo inicial. Já na ginástica, decepção com Arthur Nory e esperança com Arthur Zanetti. Nas disputas por medalhas, o país não levou nada no tiro esportivo, na esgrima e no judô.

Confira como foi a noite/madrugada do Brasil

Vôlei masculino

Atual campeão da Liga das Nações de vôlei masculino, o Brasil encontrou surpreendente dificuldade no início do confronto com a Tunísia, na estreia em Tóquio. Apesar de ter ficado em desvantagem nas duas primeiras parciais, o time de Renan Dal Zotto buscou a virada em ambos os sets e, no terceiro, fechou com tranquilidade: 3 sets a 0 (25/22, 25/20 e 25/15). O próximo jogo da equipe será na segunda-feira, às 9h45 (de Brasília), contra a Argentina.

Vôlei de praia

Sem grandes complicações, as duplas brasileiras confirmaram o favoritismo e bateram as adversárias argentinas na estreia do vôlei de praia. Alison e Álvaro abriram a noite contra Ulian Amado Azaad e Nicolas Capogrosso e dominaram o primeiro set para administrar a vitória tranquila por 2 a 0 (21/16 e 21/17).

Na partida seguinte, Ágatha e Duda despacharam Ana Gallay e Fernanda Pereyra, também por 2 sets a 0. Uma das principais postulantes à medalha de ouro, a dupla brasileira demorou um pouco a pegar o ritmo e teve dificuldades, mas deslanchou na reta final do primeiro set e passeou no segundo. As parciais foram de 21/19 e 21/11.

Judô

No primeiro dia de disputas de medalhas, nada de pódio olímpico. No judô, os dois representantes do país no peso-ligeiro foram eliminados logo nas oitavas de final e não tiveram sequer a oportunidade de disputar a repescagem. Entre as mulheres até 48kg, Gabriel Chibana animou ao derrotar Harriet Bonface, do Malawi, com um ippon logo no seu primeiro ataque. Mas o duelo seguinte foi contra a cabeça de chave do torneio, Distria Krasniqi, de Kosovo. Apesar de ter dificultado o duelo num primeiro momento, ela acabou sofrendo um ippon.

Na disputa masculina de até 60kg, Eric Takabatake também começou com um resultado positivo: superou Soukphaxay Sithisane, de Laos, ao acumular dois wazaris. Seu duelo seguinte, contra o sul-coreano Kim Won-Jin, porém, foi mais complicado. O nono colocado no ranking buscou o ataque a todo momento e conseguiu a vitória com um wazari no tempo extra.

Tiro esportivo

Medalhista de prata no Rio-2016, Felipe Wu teve um ciclo mais complicado, em lesões e resultados, a caminho de Tóquio-2020. E isso se refletiu em seu desempenho: foi eliminado ainda na primeira fase da pistola de ar 10m. O brasileiro terminou apenas na 32ª posição entre 36 atletas, passando longe da vaga entre os oito melhores na decisão.

Esgrima

Campeã mundial em 2019 e quarta colocada no ranking de esgrima, Nathalie Moellhausen era esperança de medalha para o Brasil, mas caiu na estreia para vice-campeã olímpica e deu adeus aos Jogos de Tóquio. Em um combate equilibrado que acabou empatado em 9 a 9, a brasileira ficou sem vaga nas oitavas depois de perder para a italiana Rossella Fiamingo na prorrogação (com ponto de ouro).

Ginástica artística

No primeiro dia da ginástica, a primeira decepção. Atual campeão mundial na barra fixa e esperança no solo, onde ganhou bronze no Rio, Arthur Nory foi mal nas duas provas qualificatórias e está fora da final.

O ginasta cometeu erros de execução na barra e ficou fora do top 8, que garante vaga nas finais. Abalado, no solo ele caiu sentado na hora da finalização.

Já Arthur Zanetti, um dos favoritos ao pódio nas argolas, fez uma boa apresentação e manteve o sonho de se tornar o primeiro a conquistar três medalhas em Olimpíadas seguidas em um mesmo aparelho. Após uma apresentação com boa pontuação na classificação, ele está praticamente na final, mas ainda tem de aguardar os resultados dos demais ginastas.

Handebol masculino

A seleção masculina de handball teve um desafio dos mais ingratos na estreia: a Noruega, uma das favoritas a medalhar nos Jogos de Tóquio. O início foi animador e, com força defensiva, o Brasil chegou a abrir vantagem de quatro gols. Mas os europeus reagiram, levaram a seleção a cometer muitas faltas passíveis de punição por dois minutos, e viraram: 27 a 24. O próximo compromisso do Brasil também será duro, às 21h de domingo, contra a França.

Tênis

Número 1 do Brasil, o tenista Thiago Monteiro caiu na estreia na chave de simples em Tóquio. O número 95 do ranking perdeu para o alemão Jan-Lennard Struff (48º) por 2 a 0, parciais de 6/3 e 6/4, em 1h16 de jogo. O vencedor do jogo enfrenta o top-1 Novak Djokovic na segunda rodada.

Já nas duplas femininas, o Brasil iniciou bem. Luisa Stefani e Laura Pigossi derrubaram as favoritas Gabriela Dabrowski e Sharon Fichman, cabeças de chave número 7. Com a vitória por 7/6 (7/3) 6/4, as brasileiras que entraram de última hora nos Jogos, avançam para as oitavas.

>> Informações: O Globo

sexta-feira, 23 de julho de 2021

Escalação do América-MG: Coelho prepara novidade e retorno para o jogo contra o Grêmio

Foto: Marina Almeida

A delegação do América-MG trabalha nesta sexta-feira em Porto Alegre, fechando a preparação pra o jogo contra o Grêmio. O Coelho terá mudanças para a partida deste sábado, às 17h (de Brasília), pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. As principais estão no ataque do time do técnico Vagner Mancini.

Regularizado e apresentado pelo clube nesta quinta-feira, o atacante Chrigor deve compor o setor ofensivo do América ao lado de Fabrício Daniel. Recuperado de lesão na coxa direita, o velocista Ademir pode aparecer entre os titulares do Coelho.

Na defesa, o esquema com três zagueiros tem chance de ser mantido na partida diante do Grêmio, com Anderson podendo entrar na vaga de Ricardo Silva. O lateral Eduardo, com dor na tíbia, corre o risco de ficar fora do jogo, dando lugar a Diego Ferreira na ala direita.

Provável escalação do América-MG: Matheus Cavichioli; Eduardo (Diego Ferreira), Anderson (Ricardo Silva), Eduardo Bauermann, Zé Vitor e Alan Ruschel; Juninho Valoura, Juninho e Felipe Azevedo (Carlos Alberto ou Ademir); Fabrício Daniel e Chrigor

Em 18º lugar na tabela com nove pontos em 12 jogos, o América faz um confronto direto com o Grêmio, que ocupa a 19ª colocação (com dois jogos a menos). Se vencer o jogo deste sábado e São Paulo e Sport tropeçarem, o Coelho deixa a zona de rebaixamento do Brasileirão ao fim da rodada de domingo.

>> Globo Esporte 

Atlético: veja como ficaram os cruzamentos das quartas da Libertadores

Reprodução

Com os jogos desta semana, os duelos das quartas de final da Copa Libertadores ficaram definidos. A única exceção é o confronto entre Fluminense e Cerro Porteño, que teve o jogo da volta adiado para o dia 3 de agosto por causa da morte do filho do técnico Arce em um acidente de carro. Na partida da ida, em Assunção, no Paraguai, o time carioca venceu por 2 a 0.

O Atlético está na chave mais difícil da competição. Nas quartas de final, vai enfrentar o perigoso River Plate, dono de quatro Libertadores (1986, 1996, 2015 e 2018). Caso avance, o adversário alvinegro virá do duelo entre São Paulo e Palmeiras. Do outro lado do chaveamento, o Flamengo encara o Olimpia, que eliminou o Internacional nesta quinta-feira em pleno Beira-Rio. O Barcelona de Guayaquil espera o vencedor de Fluminense e Cerro.

Ainda não há datas definidas para os jogos. Os dias reservados pela Conmebol para as quartas de final da Copa Libertadores são 10, 11 e 12 de agosto (ida) e 17, 18 e 19 de agosto (volta).

Por ter feito a melhor campanha na fase de grupos, o Atlético decidirá em casa. O primeiro confronto com o River será disputado no Estádio Monumental de Núñez, em Buenos Aires. A princípio, a volta será no Mineirão, em Belo Horizonte. A direção do Galo não descarta transferir a partida como mandante para o Mané Garrincha, em Brasília, cidade que já liberou a presença de público.

>> Superesportes

De página virada, Galo coloca o foco nos confrontos contra o Bahia

Divulgação

Com adversário na Libertadores definido e tudo resolvido após a confusão causada pelo Boca Juniors no Mineirão, o Atlético vira a página e passa a pensar apenas no próximo jogo contra o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro. A partida, deste domingo (25), será às 11h, no Mineirão, pela 13ª rodada e a boa fase da equipe, em todas competições que disputa, motiva os jogadores.

Na competição nacional, o Galo vem de uma sequência positiva de cinco vitórias. Na vice-liderança com 25 pontos, a boa fase do Atlético na temporada tem como pilar o forte elenco comandado por Cuca. Mesmo com desfalques importantes em algumas partidas, o Galo conseguiu se manter de pé e demonstrar a força do grupo. Quem conquistou a confiança do treinador foi o volante Allan.

Titular da posição, o jogador acredita que a equipe está mais confiante por conta dos bons resultados e projeta jogos com muita intensidade, independentemente de quem entrar em campo.

“Essas vitórias vão deixando a gente mais confiante para exercer aquilo que o professor pede. Agora é não baixar a intensidade. Continuar daqui para frente no mesmo ritmo, na mesma pegada. Independente de quem joga, todos sabem, que temos um elenco muito forte, independente de quem o professor coloque em campo. É continuar daqui para frente e não deixar cair o ritmo", disse o volante.

O jogo contra o Bahia de domingo é pelo Brasileirão, mas, no meio da próxima semana, o confronto com o Tricolor baiano será pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Para o volante Allan, o Galo não irá priorizar nenhuma das competições, mas assume a vontade de chegar a liderança do Brasileirão nesta rodada.

“Pelo nossos objetivos, a gente trata todos os jogos com a mesma grandeza, porque a gente tem essa vontade, esse objetivo de tentar conquistar todos os campeonatos que a gente disputa, independente de qual que seja. O jogo da Copa do Brasil a gente pode pensar com um pouco mais de calma, porque são dois jogos, mas a gente está focado agora no fim de semana, no Brasileiro, que a gente tá tentando buscar a liderança, então,nosso foco total hoje é no jogo de domingo”, disse Allan.

>> O Tempo/SuperFC

Pastana diz que Airton pediu pra sair e que cláusula 'tirou' Barbosa do Cruzeiro

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

O diretor de futebol do Cruzeiro Rodrigo Pastana deu detalhes das saídas do atacante Airton, que foi para o Ceará, e do meio-campo Matheus Barbosa, emprestado ao Atlético-GO. Segundo o dirigente, motivos foram pessoais e contratuais.

"O Airton já havia recebido duas sondagens de clubes da Série A, já tinha exposto a sua vontade de sair do clube por 'n' motivos, principalmente, pessoais. Infelizmente, ele não vinha desempenhando um resultado esportivo satisfatório, avaliamos que seria uma boa a proposta do Ceará e nós aceitamos e devemos fechar nos próximos dias", ressaltou.

A saída de Matheus Barbosa causou surpresa, por causa de um artigo no contrato. "O Matheus Barbosa foi uma questão contratual. Me pegou de surpresa porque jamais imaginaria que um clube como o Cruzeiro deixaria uma cláusula insegura como essa, de liberação para clubes de Série A. Ela existe. Mesmo que não seja onerosa, ela preferiu aceitar uma proposta do Atlético-GO e está indo por empréstimo até dezembro de 2022", ponderou.

Pastana também explicou a situação de Marcelo Moreno, que ficou de fora dos últimos jogos. O nome do atacante foi especulado pelo Colo-Colo, segundo a imprensa chilena. O jogador, porém, não enfrentou o Remo e não vai jogar contra o Vila Nova-Go, neste sábado (24), por motivos pessoais.

"Ele teve um problema familiar, solicitou no sábado de madrugada que não fosse treinar e não viajasse a Belém, nós entendemos. Ele voltou a treinar só na terça feira e por isso não está aqui", disse o diretor da Raposa.

>> O Tempo/SuperFC

FMF divulga protocolo para retorno de público aos estádios de Minas

Divulgação

A Federação Mineira de Futebol (FMF), em acordo com a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, divulgou, nesta quinta-feira (22), um protocolo para o retorno do público aos estádios. No documento, a entidade estabelece diretrizes para uma volta gradual dos torcedores, que não engloba competições amadoras, de categorias de base e femininas. Veja, a seguir, o protocolo completo.
No ofício, a FMF estabelece algumas condicionantes para o retorno dos torcedores aos estádios de futebol em Minas Gerais, de acordo com as 'ondas' estabelecidas pelo programa 'Minas Consciente'.

Entre elas:

Não será permitida a presença de menores de 18 anos e gestantes

Não será permitida a presença de público em cidades na 'Onda Vermelha'

Será necessária autorização expressa das Prefeituras das cidades

Medidas para reduzir contato entre pessoas

Não será permitida a venda de bebidas alcoólicas

Apenas cidades que estejam enquadradas nas ondas amarela e verde poderão ter seus estádios reabertos para a presença de público.

É imprescindível que haja autorização dos municípios para a realização de jogos com público. Além disso, os clubes mandantes devem solicitar, com dez dias de antecedência, a liberação da comercialização de ingressos e garantir o cumprimento de todas as medidas sanitárias.

Diante deste prazo, ainda não teremos jogos com torcedores neste fim de semana em Minas Gerais. No entanto, caso os times façam o pedido ainda hoje, há a possibilidade de que, no fim de semana seguinte, se concretize o retorno da torcida aos estádios.

Mediante apresentação do pedido de público e das comprovações necessárias por parte dos clubes, a FMF promoverá visitas aos estádios que receberão os jogos. Caso atendam as condições exigidas, estará apta a venda de bilhetes para os jogos. No ato da comercialização, que deve ser feita até, no máximo, 24 horas antes de cada confronto, os clubes devem divulgar todas as orientações de prevenção da COVID-19 para os torcedores.

Para acessar o estádio, os cidadãos terão que cumprir exigências. São elas:

Submissão ao controle de temperatura corporal: em caso de temperatura superior a 37,5°C, o indivíduo será impedido de acessar a arquibancada
Apresentação do cartão de vacinação com imunização completa ao coronavírus (mínimo 15 dias após a aplicação da segunda dose, se for o caso) ou resultado de exame PCR ou laudo médico comprovando infecção pelo coronavírus (com, no mínimo, 15 dias e, no máximo, 90)

Kalil admite reabrir estádios de BH
 
 O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, revelou nesta quinta-feira que fará uma reunião com os clubes da capital na próxima terça, dia 27, para discutir a reabertura dos estádios mediante protocolos rígidos.

“Teremos uma reunião na segunda (26) para tratar de novas flexibilizações e uma reunião na terça (27) com os clubes de futebol para ver a volta, tudo dentro de protocolo obviamente. Não podemos ter pressa, não podemos ter açodamento nem euforia. A doença está aí, não acabou. Então, o que eu peço à população de Belo Horizonte é o seguinte, na linguagem do futebol: não vamos tomar gol aos 45 do segundo tempo, que é burrice, que é estupidez. Então, espero que a população de BH entenda que não chegamos ao final. O final pode estar próximo. É hora de ter muita responsabilidade para que a gente não coloque tudo em risco. Vamos abrir a cidade devagarzinho, com calma, mas o importante é que a população entenda que a doença não acabou”, declarou à Rádio Super.

>> Superesportes 

quinta-feira, 22 de julho de 2021

Atlético fecha acordo com atacante Ricardo Oliveira e finaliza pendências judiciais entre as partes

Divulgação

NOTA DO SITE OFICIAL: 

O Clube Atlético Mineiro acertou hoje (22) acordo com o atacante Ricardo Oliveira, para dar fim às pendências judiciais entre as partes. O ato denota a seriedade e o compromisso da atual gestão no processo de saneamento das finanças do clube, um dos pilares da administração do presidente Sérgio Coelho e do vice-presidente José Murilo Procópio.

Ao todo, serão pagos perto de 3,6 milhões de reais, em 30 parcelas, já incluindo impostos, taxas e honorários. Graças às negociações estabelecidas entre as partes, conseguiu-se uma redução dos valores devidos, em cerca de 1 milhão de reais. Também foi acordado o alongamento do prazo, sem incidência de juros e correção.

O Clube agradece ao ex-atleta pelo profissionalismo e seriedade que pautaram as tratativas.

>> Site oficial

Cruzeiro vence o Boston City, fora de casa, e garante o primeiro lugar do Grupo C do Mineiro Sub-20

Divulgação

A equipe Sub-20 do Cruzeiro bateu o Boston City, em Manhuaçu, por 3 a 1, e garantiu a primeira colocação do grupo C do Campeonato Mineiro, com 17 pontos. Os gols celestes foram marcados por Daniel Jr (2) e um contra.

Agora, a equipe estrelada aguarda o desfecho das outras chaves para saber sua classificação geral e conhecer o adversário das quartas de final. O Campeonato Mineiro é formado por 20 equipes divididas em quatro grupos, com os dois melhores de cada se classificam para as quartas de final, com semifinais e final, sempre em ida e volta.

Antes disso, a Raposa volta suas atenções para o Campeonato Brasileiro. O time celeste recebe o Corinthians, no sábado, às 9h30, em Sete Lagoas, pela 7ª rodada da competição.

O técnico Paulo Castro levou a campo a seguinte escalação: Denivys; Riquelmy, Aysson, Matheus Vieira e Kaiki; Ageu (Vitor Neves), Breno (Miticov) e Daniel Jr (Alex Matos); Queiroz (Victor Diniz), Paulinho (Juninho) e Igor Lemos (Vitor Leque).

>> Site oficial

Os relacionados do Cruzeiro para o duelo contra o Vila Nova-GO

Divulgação

Depois de enfrentar o Remo, em Belém (PA), a delegação cruzeirense seguiu viagem para Goiânia (GO), visando o confronto contra o Vila Nova, marcado para as 16h30 deste sábado, no estádio Onésio Brasileiro Alvarenga.

A lista de relacionados para a partida em solo goiano tem algumas novidades, como as presenças de Raúl Cáceres e Giovanni, que foram direto de Belo Horizonte para Goiás. O lateral direito se recuperou de uma entorse no tornozelo esquerdo, enquanto o meio-campista retorna após cumprir suspensão pelo acúmulo de três cartões amarelos.

Relacionados - Vila Nova x Cruzeiro:

Goleiros: Fábio e Vinícius

Laterais: Jean Victor, Matheus Pereira, Norberto e Raúl Cáceres

Zagueiros: Eduardo Brock, Léo Santos, Ramon e Rhodolfo

Meio-campistas: Ariel Cabral, Flávio, Giovanni, Lucas Ventura, Marcinho e Rômulo

Atacantes: Bruno José, Dudu, Felipe Augusto, Guilherme Bissoli, Rafael Sobis, Thiago e Wellington Nem

>> Site oficial

Série B do Campeonato Brasileiro terá VAR a partir do segundo turno

Série B ainda não conta com o árbitro de vídeo (Foto: Nayra Halm/
Fotoarena/Estadão Conteúdo)

A Série B do Campeonato Brasileiro irá contar com o árbitro de vídeo (VAR) a partir do segundo turno da atual edição. Assim como ocorre na Série A, os custos serão pagos pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A informação foi noticiada pela Rádio Itatiaia e confirmada pelo Superesportes.
A CBF, no entanto, ainda não confirma oficialmente e deve anunciar a decisão nos próximos dias. Os clubes já aceitaram a utilização da tecnologia para diminuir erros cruciais de arbitragem na competição.

O VAR chega à Série B após três anos da implantação na elite nacional. O grande problema, até então, era a adaptação de alguns estádios para o uso da tecnologia, como adiantou o vice-presidente da CBF, Castellar Guimarães Neto.

"É uma questão estudada pela CBF. Não é tão simples. Obviamente envolve custos, e, no caso da Série B, envolve também adaptação em estádios ligeiramente mais acanhados do que em estádios da Série A", disse, em entrevista à Itatiaia no dia 11 de julho.

A 20ª rodada da competição, que abre o segundo turno, está marcada inicialmente para o dia 20 de agosto. O Cruzeiro, único mineiro na atual edição, enfrentará o Confiança, no Mineirão.

A Raposa, inclusive, reclamou bastante da arbitragem nas primeiras rodadas da competição, quando chegou a ter cinco expulsos em seis jogos. Felipe Conceição, ainda técnico do clube na segunda rodada, contestou as decisões do árbitro Douglas Marques das Flores na derrota para o CRB. O treinador chegou a falar em roubo e pediu um movimento da CBF.

“São várias situações dentro de uma partida que você sente que estão mal intencionados. Que estão puxando para o outro lado. Isso é um absurdo. Aqui a gente trabalha todos os dias de maneira honesta e tem um trio de arbitragem que vem e rouba a gente. Até quando a gente vai aguentar isso no futebol brasileiro? A gente tem que esperar algum movimento da CBF, alguma coisa, para melhorar isso. Não é possível. Até quando a gente vai trabalhar, trabalhar e ser prejudicado de maneira tão grotesca nos jogos de futebol? O Cruzeiro foi prejudicado nos dois jogos. Esses seis pontos vão na conta de quem? Da equipe? Do treinador? Do presidente? Do diretor? E a arbitragem?”, questionou na época.

>> Superesportes

Presidente do Boca alerta River: "Atlético deve ter relação com o poder"

Reprodução

Inconformado com a eliminação do Boca Juniors nas oitavas de final da Copa Libertadores, por entender que houve favorecimento do VAR ao Atlético nos dois jogos, o presidente xeneize Jorge Ameal sugere que o clube mineiro tem 'relações com o poder'.

Em entrevista à ESPN da Argentina nessa quarta-feira, Ameal voltou a reclamar dos gols do Boca anulados com auxílio do árbitro de vídeo nos jogos de ida, na Bombonera, e de volta, no Mineirão. Diante do 0 a 0 nas duas partidas, a classificação foi decidida nos pênaltis, e o Atlético avançou ao vencer por 3 a 1 em Belo Horizonte.

Em declaração reproduzida pelo jornal Olé, Ameal afirmou sobre o Atlético: "Este time deve ter alguma relação com o poder. Fica evidente pelo que passou no primeiro jogo e ontem (terça). Com pessoas e árbitros diferentes, ocorreu a mesma coisa duas vezes".

Antes mesmo de saber que o arquirrival River Plate seria o adversário do Atlético nas quartas de final, Ameal lançou ainda um alerta: "Que tenham cuidado quando viajem para enfrentar o Mineiro. Sentimos que nos roubaram, foi o que todos viram. Todos os jornalistas opinam o mesmo sobre o prejuízo que o Boca teve. Nossos jogadores ficaram 12 horas em cima do ônibus com suas famílias perguntando o que ia acontecer".

"Jogamos contra o time que, diziam, era o melhor da América do Sul. Ganhamos os dois jogos (Boca teve um gol anulado no primeiro jogo e outro no segundo) e não nos classificamos", desabafou o dirigente, colocando a classificação do Galo sob suspeita.

>> Superesportes

Brasil estreia com vitória sobre a Alemanha nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão

Richarlison e Arana fazem a dança do Pombo na vitória do Brasil contra a
Alemanha (Foto: Ian MacNicol/Getty Images)

Foi bonito de ver, mas também deu certa agonia. O Brasil atropelou a Alemanha na estreia da seleção masculina no torneio de futebol olímpico, venceu por 4 a 2, mas poderia ter feito sete - sim! - com tranquilidade.

A vitória garante a liderança do grupo D ao Brasil, que enfrenta Costa do Marfim, vencedora também na primeira rodada, no próximo domingo.

Richarlison fez três gols, Paulinho marcou um golaço no fim da partida. Para os alemães, marcaram Amiri e Ache, na segunda etapa.

Dupla poderosa

O técnico André Jardine transformou o 4-3-3 - formação mais usada na preparação do time olímpico - num 4-4-2. E quem se deu bem foi o Pombo. O atacante Richarlison fez dupla com Matheus Cunha, marcou três gols em menos de 30 minutos e poderia ter feito ainda mais.

Foi massacre brasileiro desde o início da partida - 12 finalizações, com várias chances claras, no primeiro tempo. Os alemães, finalistas da Euro sub-21 em 2017, 2019 e 2021, marcavam lá em cima os brasileiros, que achavam latifúndios com ótima visão de jogo.

Segundo tempo

A segunda etapa parecia que seria no mesmo ritmo. Com poucos minutos, Antony, Matheus Cunha e Claudinho criaram e perderam boas chances. Mas a Alemanha descontou. Amiri aproveitou rara chegada próxima da área e chutou. A bola quicou, enganou Santos, que falhou no gol alemão.

O Brasil voltou à pressão e teve a expulsão do capitão Arnold, da Alemanha, depois de entrada em Daniel Alves. Quando parecia que estava tudo resolvido, bola na área, quem é que sobe? Diego Carlos subiu pouco, o cruzamento encontrou Ache - evitemos o trocadilho - e a cabeçada saiu certeira: 3 a 2..

No fim, depois de novas oportunidades desperdiçadas, Paulinho abriu na entrada da área e colocou no ângulo. Filho de Oxóssi, o camisa 7 sacramentou a boa vitória brasileira na caminha rumo ao bicampeonato olímpico.

>> Globo Esporte

quarta-feira, 21 de julho de 2021

Pelo Mineiro Módulo 2, Ipatinga FC é goleado em casa pelo Nacional de Muriaé

Arquivo

*POR JOSÉ DIAS SORRISO 

Ipatinga FC 0 x 3 Nacional de Muriaé

PRIMEIRO TEMPO
 
O Nacional de Muriaé se impôs em campo no primeiro tempo e foi para o intervalo com excelente vantagem de 2 a 0 sobre o Ipatinga em pleno estádio Ipatingão. O jogo válido pela 4ª rodada do Campeonato Mineiro do Módulo 2. Ao Tigre do Vale do Aço apenas a vitória interessava na tarde desta quarta-feira, porém, mais uma vez não deu. O time soma apenas 1 ponto na competição figurando na lanterna. Depois da saída de Alessandro, Eugênio Souza assumiu a equipe, no empate com o Aymorés de Ubá por 0 a 0. Mesmo com a troca de comando a equipe do Vale do Aço segue devendo com relação ao futebol apresentado em campo. O Nacional no primeiro tempo colocou a bola na rede através de Joãozinho e Lucas Lima.

SEGUNDO TEMPO

Márcio Luiz ampliou para o Nacional de Muriaé aos 24 minutos do segundo tempo: 3 a 0. O resultado abre dois extremos na competição. Coloca o Nacional na liderança e o Ipatinga na lanterna. 

Com dois de Marta, Brasil estreia nas Olimpíadas com goleada sobre a China

Foto: Sam Robles

Que estreia! Com dois gols de Marta, um ataque envolvente e participativo, com Bia Zaneratto, Debinha e a reserva Andressa Alves também marcando, e a goleira Bárbara brilhando nos momentos mais difíceis, a seleção brasileira feminina goleou a China por 5 a 0 nesta quarta-feira, em Miyagi, na abertura do Grupo F dos Jogos Olímpicos de Tóquio. O placar repete a melhor estreia brasileira em Olimpíadas, a goleada sobre Camarões em Londres-2012, e mantém a escrita da seleção feminina, que venceu todas as partidas iniciais em suas sete participações nos Jogos.

MARTA HISTÓRICA

Marta se tornou a primeira jogadora a fazer gol em cinco edições de Olimpíadas. Com os dois que fez na estreia, chegou a 12 na história do torneio, e agora está a apenas dois de igualar a também brasileira Cristiane, a maior artilheira do futebol olímpico. E só não fez o terceiro porque não quis, abrindo mão da cobrança de pênalti convertida por Andressa Alves no segundo tempo. Após o jogo, Marta exaltou o espírito de união na equipe: “Aqui não tem vaidade”.

PRÓXIMOS JOGOS

A seleção brasileira volta a campo sábado, às 8h (horário de Brasília), de novo em Miyagi, para enfrentar a Holanda, pela segunda rodada do Grupo F. Depois, enfrentará Zâmbia, dia 27, encerrando a fase inicial. A primeira rodada do torneio olímpico já teve uma grande surpresa: pelo Grupo G, a Suécia venceu a favorita seleção dos Estados Unidos por 3 a 0; no Grupo F, a Grã-Bretanha estreou derrotando o Chile por 2 a 0. Confira a tabela completa do torneio feminino de futebol nos Jogos de Tóquio.

PRIMEIRO TEMPO EMPOLGANTE

Com um primeiro tempo praticamente perfeito, o Brasil resistiu à pressão inicial da China, confirmando a confiança de Pia Sundhage no sistema defensivo, e mostrou o “samba style” no ataque, abrindo 2 a 0 em jogadas de muita movimentação do trio Marta-Debinha-Bia Zaneratto. No primeiro gol, aos oito, Debinha cabeceou no travessão, Bia brigou pelo rebote, e a bola sobrou para Marta chutar e fazer seu 11º gol em Olimpíadas. Aos 21, Bia chutou forte, a goleira deu rebote, e Debinha ampliou para o Brasil.

BÁRBARA BRILHA NO SEGUNDO TEMPO

A defesa brasileira não voltou bem do intervalo, e deu muito espaço à China, que levou perigo seguidas vezes. Foi a vez da goleira Bárbara brilhar, com pelo menos três grandes intervenções. Aos dois minutos, travou com as mãos a atacante Wang Shanshan, lançada livre nas costas da zaga. Logo depois, a trave salvou o Brasil, e aos 21 Zhang Xin recebe sozinha na área mas Bárbara espalma o chute cruzado.

BRASIL ACORDA E AMPLIA

Após os sustos, a seleção brasileira acordou e voltou a dominar a partida, chegando sem dificuldade à goleada. Aos 28, Marta pegou a sobra a defesa pela direita e surpreendeu a goleira, batendo no canto esquerdo. Andressa Alves, que entrou na etapa final, sofreu pênalti de Wang Xiaoxue. Marta, cobradora oficial, abriu mão de fazer seu terceiro gol e deixou a própria Andressa Alves bater a penalidade, aos 36 minutos. E, aos 43, Debinha cruzou na medida para Bia Zaneratto fechar a goleada.

>> Globo Esporte

terça-feira, 20 de julho de 2021

Liga de Desportos de Belo Oriente convoca clubes para pré-arbitral

Divulgação

A Liga de Desportos de Belo Oriente por meio de nota convoca os clubes filiados para o pré-arbitral programado para ocorrer na próxima sexta-feira (23 de julho de 2021). 

Cruzeiro é derrotado pelo Remo de Felipe Conceição e se afunda em crise na Série B do Brasileiro

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

O Cruzeiro perdeu mais uma vez, chegou ao sétimo jogo sem vitória e se afundou em crise na Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta terça-feira, o time comandado por Mozart foi superado por 1 a 0 pelo Remo, comandado pelo ex-técnico da Raposa, Felipe Conceição. O único gol da partida no estádio Baenão, em Belém-PA, foi marcado por Victor Andrade, de voleio, ainda na primeira etapa.

Com o resultado, o Cruzeiro poderá encerrar a 13ª rodada na zona de rebaixamento. Na 16ª colocação, com 11 pontos em 13 jogos, o time celeste pode ser ultrapassado por Vitória ou Ponte Preta, que somam nove pontos cada e se enfrentam nesta terça, às 21h30, no Barradão, em Salvador-BA.

O próximo compromisso do Cruzeiro será no sábado, às 16h30, diante do Vila Nova, no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, também conhecido como OBA, em Goiânia-GO. Já o Remo mede forças com o Londrina, na sexta-feira, às 16h, no Estádio do Café, no Paraná.

O jogo

Sem estratégia clara, sem repertório e apático, o Cruzeiro fez, mais uma vez, um primeiro tempo de jogo muito pobre. Lento nas transições, os mineiros, que tinham time com média de idade de 31 anos nesta terça, encontraram extrema dificuldade para fugir da marcação bem feita pelo Remo, que saiu na frente do placar.


Aos 22', Victor Andrade marcou um belo gol de voleio após receber, sem marcação, cruzamento da direita feito por Thiago Ennes.
1 a 0. Mesmo atrás do marcador, o Cruzeiro não conseguiu criar chances para empatar. Artilheiro do time na temporada, Matheus Barbosa foi o mais lúcido em campo e chegou a finalizar aos 31', mas a bola saiu pela linha de fundo.

Apesar da baixa produção do time, Mozart optou por retornar do intervalo sem alterações. Aos 3', Sobis perdeu chance clara, ao lado da marca do pênalti, após receber passe de Bruno José da linha de fundo. O atacante posicionou o corpo de forma errada e desperdiçou a oportunidade. O Remo respondeu em jogada muito parecida quatro minutos depois, mas Gedoz também falhou no arremate.

Se a situação do Cruzeiro já era muito difícil com 11 em campo, ficou ainda mais a partir dos 24', quando Matheus Barbosa recebeu o segundo cartão amarelo e acabou expulso. O meio-campista foi punido por falta em Felipe Gedoz após levar um chapéu do jogador do Remo.

Com um jogador a mais, o Remo intensificou a estratégia de manter a posse de bola no campo do adversário e o controle do jogo. Realizando o jogo que o interessava, o time de Belém conquistou a terceira vitória consecutiva na Série B e impôs ao Cruzeiro o sétimo jogo sem vitória na competição nacional.

REMO 1X0 CRUZEIRO

REMO
Vinícius; Thiago Ennes, Romércio, Kevem e Igor Fernandes (Marlon); Anderson Uchôa, Lucas Siqueira (Marcos Júnior) e Felipe Gedoz; Dioguinho (Wallace), Erick Flores (Arthur) e Victor Andrade (Wellington Silva). Técnico: Felipe Conceição

CRUZEIRO
Fábio; Norberto, Eduardo Brock e Rhodolfo e Jean Victor; Matheus Barbosa, Rômulo (Flávio) e Marcinho (Guilherme Bissoli); Bruno José (Wellington Nem), Felipe Augusto (Dudu) e Rafael Sobis (Thiago). Técnico: Mozart Santos

Gol: Victor Andrade (aos 22'1ºT)
Cartões amarelos: Rafael Sobis, Matheus Barbosa (2) (Cruzeiro); Igor Fernandes, Victor Andrade (Remo)
Cartão vermelho: Matheus Barbosa (Cruzeiro)

Motivo: 13ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
Estádio: Baenão, em Belém-PA
Data e horário: 20 de julho de 2021 (terça-feira), às 19h
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)
Assistentes: Tiago Augusto Kappes Diel e Luiza Naujorks Reis (RS)

>> Superesportes

Everson salva nos pênaltis, Galo derruba Boca Juniors e avança na Libertadores

Reprodução

Tinha que ser com emoção. O Atlético conseguiu eliminar o Boca Juniors, nos pênaltis, na noite desta terça-feira, no Mineirão. Nas quartas de final, encara o vencedor entre River Plate e Boca Juniors. Pelo Galo, Hulk e Hyoran erraram, Nacho, Alonso e Everson acertaram. Do lado do Boca, Rojo acertou, Villa, Rolón e Izquierdoz erraram.

O Atlético começou o primeiro tempo pressionando o Boca, querendo marcar para encaminhar a classificação. Logo no início, aos três minutos, Matias Zaracho perdeu uma grande oportunidade de abrir o placar. No contra ataque, Tchê Tchê encontrou Zaracho, que ficou cara a cara com o goleiro Rossi, mas bateu mal, em cima do goleiro e perdeu a oportunidade.

Até a metade do primeiro tempo, o Galo ainda conseguia fazer uma pressão maior, mas o Boca também conseguiu criar algumas oportunidades e sobrou para o goleiro Everson defender. Ao fim do primeiro tempo, as duas equipes tinham finalizado duas vezes cada ao gol.

No segundo tempo, o árbitro de vídeo salvou o Galo. Aos 17 minutos, o Boca Juniors chegou a balançar as redes, mas quase 10 minutos depois do lance, o gol não foi validado. Em cobrança da falta do Boca Juniors, Everson sai errado com a bola, e deixa a bola nos pés do adversário, que finaliza e balança as redes. Depois de revisar o lance, o árbitro de campo viu impedimento.

Enquanto o árbitro revisava, confusão no Mineirão. Primeiro, Esteban Ostojich ficou uns minutos apenas ouvindo o árbitro de vídeo. Depois, foi conferir as imagens do lance. No momento em que o juiz foi em direção a cabine rever, jogadores do Boca correram fazendo pressão atrás. Victor, ex-goleiro e hoje gerente de futebol do clube, que estava no banco de reservas iniciou a confusão entre as equipes e foi expulso com um membro da comissão argentina.

O jogo, que já era quente, ficou ainda mais, porém nada das duas equipes criarem chances importantes, que poderiam definir a classificação. No tempo normal, mais um 0 a 0, assim como no primeiro jogo na Bombonera. A tensão tomou conta de novo dos jogadores.

ATLÉTICO 0 (3) X (1) 0 BOCA JUNIORS

Atlético
Everson; Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso e Dodô (Calebe, 52/2°T); Allan (Hyoran, 52/2°T), Tchê Tchê (Eduardo Sasha, 25/2°T), Matías Zaracho (Alan Franco, 34/2°T) e Nacho Fernández; Savarino (Dylan, 34/2°T) e Hulk
Técnico: Cuca

Boca Juniors
Rossi; Weigandt, Izquierdoz, Rojo e Sández; Rolón, Medina (Molinas, 46/2°T) e González (Campuzano, 46/2°T); Villa, Pavón e Briasco (Orsini, 35/2°T)
Técnico: Miguel Ángel Russo

Disputa por pênaltis
Atlético: Hulk (na trave); Nacho Fernández (gol); Junior Alonso (gol); Hyoran (chutou para fora); Everson (gol)
Boca Juniors: Rojo (gol); Villa (Everson defendeu); Rolón (Everson defendeu); Izquierdoz (chutou para fora);

Cartões amarelos: Nacho Fernández, 13/2°T; Nathan Silva, 28/2°T; Sández, 32/2°T; Rojo, 40/2°T; Hulk, 47/2°T

Motivo: jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores
Estádio: Mineirão
Data: terça-feira, 20 de julho
Horário: 19h15 (Brasília)

Árbitro: Esteban Daniel Ostojich Vegah (URU)
VAR: Julio Bascuñán (CHI)

>> O Tempo e Superesportes

DEU LEÃO! Com atuação sólida e golaço no fim, Sport vence o América-MG fora de casa

Foto: Anderson Stevens/Sport

O Sport levou a melhor! Jogando na noite desta segunda-feira (19) na Arena Independência contra o América Mineiro, em Belo Horizonte, o Leão rugiu alto fora de casa e conquistou uma super importante vitória no Campeonato Brasileiro. Com emoção e golaço já no finalzinho, os três pontos preciosíssimos nasceram dos pés de Paulinho Moccelin, que entrou no segundo tempo e definiu após contra-ataque muito bem construído. O triunfo por 1 a 0 frente aos mineiros fez o Rubro-Negro ultrapassar o próprio adversário na tabela e abandonar o Z-4, assumindo a 16ª posição, com 10 pontos ganhos.

A grande verdade do jogo é que o protagonismo de Moccelin no lindo lance que decretou a vitória leonina nasceu bem antes. Mais uma vez com um coletivo muito consistente e uma solidez defensiva com margem de erro fixada ao número zero, o Sport tirou os espaços do América Mineiro e, mesmo com menos posse, foi a equipe que mais levou perigo nas retomadas e transições rápidas. O contra-ataque do gol parecia que a cada novo lance tinha um traço diferente até o desenho final.

Desenho final que foi uma repetição ao que muitas vezes era tônica dos lances rubro-negros durante o confronto. Bola recuperada no campo defensivo, Gustavo arrancando e passe final para a finalização. A diferença do lance do gol esteve no acabamento final. O último passe, último detalhe, tudo foi executado de modo muito correto. Gustavo acertou o timing no momento que soltou a bola e Moccelin foi perfeito no gesto técnico: dominou já tirando do zagueiro e colocando a bola no guia de seu pé bom. Chapada linda, alta, indefensável para o arqueiro rival. Grande gol, grande vitória!

Momento chave para uma grande retomada após um início de competição difícil, é momento de descansar, voltar ao Recife e preparar a semana para o clássico nordestino contra o Ceará, na Ilha do Retiro, domingo, às 20h30.

>> Site oficial