A mais completa cobertura. Informação com credibilidade. O blog campeão absoluto de visualizações. SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS: FACEBOOK, YOUTUBE, INSTAGRAM E TWITTER. ACESSE NOSSO SITE: www.futblogdosorriso.com.br

terça-feira, 30 de novembro de 2021

América goleia Chapecoense, quebra tabu e se firma na luta por vaga na Libertadores

Divulgação

Pela 'missão Libertadores', o América fez seu papel e goleou a Chapecoense por 3 a 0 nesta terça-feira (30), no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 35ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Com dois gols do atacante Ademir, de rebote e de pênalti, e um do centroavante Fabrício Daniel, completando cruzamento, o Coelho derrubou a escrita de nunca ter vencido o time catarinense na história. Desde 2013, foram cinco empates e quatro derrotas.
Com o triunfo, o Alviverde sobe do décimo para o oitavo lugar do Brasileirão, com 49 pontos. Sendo assim, o sonho de disputar a principal competição de clubes da América do Sul fica cada vez mais perto, já que o Ceará, um dos concorrentes diretos à vaga, foi derrotado pelo Flamengo por 2 a 1 no Maracanã, nesta terça-feira. Por sua vez, a Chapecoense continua na lanterna do campeonato, com 15.

O próximo compromisso do América na Série A será decisivo para definir o planejamento de 2022. Neste domingo (5/12), às 19h, o time mineiro enfrenta justamente a equipe cearense na Arena Castelão, em Fortaleza, pela 37ª rodada.

O JOGO

América e Chapecoense entraram em campo com esquemas espelhados (4-3-3). Quem esperava um jogo de amplo domínio dos donos da casa, em virtude da falta de ambição dos visitantes no restante do campeonato, pode ter se surpreendido com um duelo franco, mais vertical e de jogadas rápidas em contra-ataques.

O primeiro lance de perigo da partida foi do Coelho. Logo aos dois minutos, o lateral-esquerdo Marlon chutou forte no canto esquerdo e exigiu uma bela defesa do goleiro João Paulo. Após a jogada, a pressão inicial mudou de lado. A Chapecoense cresceu no jogo e levou mais perigo à meta alviverde.

Aos 31 minutos, em um dessas escapadas de perigo da Chape, o lateral-direito Ezequiel fez bela jogada pelo corredor direito, cruzou para trás e encontrou o atacante Henrique Almeida, que chutou a bola no braço do zagueiro Ricardo Silva. Após muita reclamação dos jogadores catarinenses, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira foi até a cabine do VAR, revisou o lance e marcou pênalti.


O atacante Mike assumiu a responsabilidade e se prontificou para cobrar a penalidade. Ele tomou um passo de distância e tentou surpreender o arqueiro do Coelho batendo rápido no canto direito, mas Cavichioli voou para buscar a bola.


Perto do fim do primeiro tempo, aos 42', o atacante Ademir recebeu boa bola de Fabrício Daniel na entrada da área e soltou uma bomba para a defesa parcial de João Paulo. No rebote, o 'Fumacinha', como é carinhosamente chamado pela torcida, bateu firme no meio do gol e colocou o América na frente: 1 a 0 . Foi o nono gol de Ademir no Brasileirão.

Segundo tempo

Se no primeiro tempo houve certo equilíbrio, na segunda etapa o América dominou completamente as ações ofensivas. O técnico Marquinhos Santos ajustou o posicionamento dos jogadores americanos e mudou o estilo de jogo. A equipe passou a pressionar mais a Chapecoense em seu campo de defesa até chegar ao segundo gol.


Aos 13', Marlon ganhou a disputa de Ezequiel na saída de bola e, em cruzamento perfeito, achou Fabrício Daniel dentro da área. O atacante do Coelho se antecipou à marcação do zagueiro Ignácio e escorou no contrapé de João Paulo, que nada pôde fazer: 2 a 0 .

Em outro ataque de perigo, aos 25', Ademir foi derrubado dentro da área por Ignácio e pediu pênalti, mas Luiz Flávio mandou o jogo seguir. Segundos depois, o árbitro do jogo foi chamado na cabine do VAR para revisar o lance. Após a consulta, ele mudou a decisão e marcou pênalti. Ademir converteu com perfeição: 3 a 0 . O jogador ampliou a própria marca na Série A com o gol. Agora, ele soma dez tentos.

Com o resultado já seguro, o Coelho diminuiu o ritmo no fim do jogo e trocou passes na intermediária. A Chapecoense sentiu o baque e não teve forças para reagir nos minutos finais.


AMÉRICA 3 x 0 CHAPECOENSE

América
Cavichioli; Patric, Eduardo Bauermann (Anderson), Ricardo Silva e Marlon (Marcelo Toscano); Lucas Kal, Juninho e Alê (Juninho Valoura); Felipe Azevedo (Alan Ruschel), Ademir e Fabrício Daniel (Rodolfo).
Técnico: Marquinhos Santos

Chapecoense
João Paulo; Ezequiel, Joilson, Ignácio e Busanello; Ronei, Lima (Perotti), Moisés Ribeiro (Renê Júnior) e Mike (Kaio Nunes); Henrique Almeida (Marquinho) e Bruno Silva (Geovânio).
Técnico: Felipe Endres

Motivo : 35ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro
Data : terça-feira, 30 de novembro de 2021
Local : Estádio Independência, em Belo Horizonte
Árbitro : Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes : Neuza Inês Back e Miguel Cataneo (SP)
VAR : Leone Carvalho Rocha (GO)

Gols : Ademir, aos 43' do 1ºT (América); Fabrício Daniel, aos 13' do 2ºT (América); e Ademir, aos 25' do 2ºT (América)
Cartões Amarelos : Ricardo Silva (América), Moisés Ribeiro (Chapecoense), Alê (América) e Busanello (Chapecoense)

(Superesportes) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.