Publicidade

Publicidade

Publicidade

segunda-feira, 23 de março de 2020

Preocupado com economia, Justus trata coronavírus como 'gripezinha' e revolta web

Reprodução/Instagram 
Um áudio do empresário e apresentador de TV Roberto Justus revoltou a web ao tratar o coronavírus de forma fria. Em mensagem enviada ao também apresentador Marcos Mion, que tem feito campanha para as pessoas ficarem em casa, Justus diz que a pandemia é uma “gripezinha leve” que só “mata velhinhos” e não acomete crianças da favela.

Justus ainda destaca que apenas 10% a 15% dos velhinhos vão morrer.

Sespa confirma dois novos casos de Covid-19 no Pará

Ele garante ainda, no áudio, que o coronavírus não vai matar ninguém na periferia e se mostrou preocupado com os “prejuízos econômicos”.

“Então, na favela não vai acontecer po**a nenhuma se entrar o vírus, muito pelo contrário. Essa molecada que está na favela. Criança então, de zero a dez anos nenhum caso. E as crianças nem pegam a doença”, afirmou.

O empresário disse ainda que caso todos fossem infectados com o vírus, seria interessante, já que “pegaríamos anticorpos e ele [covid-19] acabaria de uma vez”. Essa tese foi adotada no primeiro momento pelo governo britânico, mas logo descartada após a divulgação de alguns estudos.

JUSTUS X MION

De acordo com a imprensa, o áudio faz parte de uma conversa de grupo de WhatsApp. Na ocasião, Justus questionava a postura de Marcos Mion, que demonstrar apoio à quarentena. Este ultimo, inclusive, chegou a postar um vídeo em suas redes sociais alertando sobre o alto risco de contaminação da doença nos próximos dias.

Após grande repercussão do áudio, Justus confirmou a autoria. “Era um áudio restrito a um grupo de sete amigos, não sei qual deles me sacaneou, estou até um pouco agressivo com o Mion porque ele soltou um vídeo falando de um número alto de vítimas”, diz.

(DOL - Diário On Line)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.