Cruzeiro pagará R$ 600 mil em acordo na Justiça com Sidnei Lobo, auxiliar de Mano Menezes

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

O Cruzeiro fechou mais um acordo judicial. Desta vez, com o auxiliar Sidnei Lobo, que trabalhou no clube por quase três anos ao lado do técnico Mano Menezes. O profissional entrou com ação contra a Raposa em fevereiro deste ano pedindo R$ 1.084.230,00 por acerto de verbas rescisórias, não recolhimento de FGTS e multas e acabou fechando por R$ 600 mil.

Conforme o acordo firmado entre as partes e que a Itatiaia teve acesso, o Cruzeiro se compromete a pagar os R$ 600.000,00 em 36 parcelas, sendo as 12 primeiras de R$ 10.000,00 e as 24 subsequentes de R$ 20.000,00. A primeira prestação será quitada em 30 de outubro e as demais todo dia 30 de cada mês posterior. Sidnei Lobo foi representado pelo advogado Sávio Mares.

Caso o Cruzeiro deixe de pagar alguma das parcelas no prazo combinado, haverá multa de 50% sobre a prestação em atraso e vencimento antecipado das faltantes. Em atraso superior a 10 dias, incidirá ainda juros.

As três últimas parcelas do acordo são correspondentes aos valores devidos a título de FGTS e serão creditadas na conta vinculada de Sidnei Lobo.

Sidnei Lobo trabalhou no Cruzeiro entre julho de 2016 e agosto de 2019, quando Mano Menezes pediu demissão devido à má campanha do time no Brasileirão. No mês seguinte, o treinador acertou com o Palmeiras, e o auxiliar seguiu com o comandante para São Paulo.

Rádio Itatiaia

Acesse nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/futblogdosorriso/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.