A mais completa cobertura. O blog campeão absoluto de visualizações. SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS NO FACEBOOK, YOUTUBE, INSTAGRAM E TWITTER. ACESSE NOSSO SITE: www.futblogdosorriso.com.br

sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

A era Sérgio Sette Câmara no Atlético-MG vive seus momentos finais

Foto: Divulgação

 A era Sérgio Sette Câmara no Atlético-MG vive seus momentos finais. O atual presidente não é candidato à reeleição, e seu substituto será Sérgio Coelho - o empresário é o único postulante para a eleição da próxima sexta-feira, dia 11. A exatamente uma semana do pleito, o processo transitório já acontece a todo vapor. O ge apurou detalhes sobre a passagem de bastão entre os "Sérgios" no Galo.

Os xarás conversam diariamente. Além de contatos telefônicos, os dois têm feito reuniões no escritório de Sérgio Coelho. Sette Câmara tem se esforçado para passar as informações mais detalhadas possíveis para seu substituto.

- Eu tenho falado insistentemente pra imprensa, pro Conselho, e falo isso diretamente pro Sérgio Coelho: eu estou aqui para poder mostrar pra ele tudo que é o Atlético. A pessoa que entra no Atlético hoje, como é o caso dele, não pode dizer que não sabia (da situação do clube). Foi meu caso (quando entrei). Muita coisa que não estava nem contabilizada no Atlético nós tivemos que depois jogar no balanço, e nosso balanço ficou ruim - disse Sérgio Sette Câmara em entrevista à Rádio da Massa.

Sérgio Sette Câmara já entrou em contato com os departamentos do Atlético (logística, financeiro e futebol) comunicando que assuntos do clube podem ser repassados e tratados também diretamente a Sérgio Coelho.

A transição é muito bem avaliada por ambas as partes. O futuro presidente, segundo apurou a reportagem, está satisfeito com a colaboração do atual mandatário. A relação entre os dois é boa.

A eleição da próxima sexta-feira é apenas protocolar, e Sérgio Coelho, sem adversário, deve começar efetivamente a "ter o poder da caneta" já no dia seguinte. O estatuto do Galo define que o presidente eleito em dezembro tome posse no primeiro dia útil de janeiro, mas, segundo apurou a reportagem, Sérgio Sette Câmara vai assinar uma procuração para seu xará, tão logo passe a eleição, para que o novo presidente já possa assinar pelo clube a partir de 12 de dezembro.

As primeiras decisões de Sérgio Coelho, porém, devem ser discretas. O empresário não pretende fazer grandes mudanças na estrutura do clube neste primeiro momento, muito menos em relação ao futebol.

Além de ter a intenção de manter Alexandre Mattos e Jorge Sampaoli, o futuro presidente quer mexer o mínimo possível na estrutura que interfere no resultado em campo, justamente por entender que o Atlético briga por título brasileiro com os profissionais atuais e que a manutenção do trabalho que vem sendo feito potencializa as chances de sucesso. Mudanças mais substanciais devem acontecer apenas após o Brasileirão, previsto para ser finalizado em fevereiro.

Por Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.