quinta-feira, 29 de abril de 2021

Cruzeiro: grupo de conselheiros reprova balanço e pede impeachment de Rodrigues

Igor Sales/Cruzeiro/Divulgação

No mesmo dia em que o Cruzeiro divulgou aprovação do balanço das suas contas, a atual gestão viu um pequeno grupo de conselheiros se manifestar contra as informações apresentados, pedindo a saída de toda a cúpula comandada por Sérgio Santos Rodrigues.

A manifestação acontece na data em que o Conselho do clube vai se reunir para aprovar ou reprovar as contas, que tiveram ok de auditoria contratada com esta intenção.

O documento do 'Grupo Independente' é assinado por Luiz Carlos Rodrigues Filhos e conta com outros três membros do Conselho. Eles contestam os números apresentados e fazem acusações contra Santos Rodrigues.

"São pedaladas fiscais a nos iludir. Esse balanço é esdrúxulo, o relatório é fajuto, tudo balela. Merece ser reprovado. Chega! Se fosse na iniciativa privada, o presidente e a mesa do conselho estariam demitidos e respondendo pela má-gestão. Agem de má fé. Utilizam de manobras (pedaladas) para diminuir o exorbitante déficit de R$180 milhões. E não levam a sério o risco de insolvência. Falta a eles, realidade", informa o documento.

"Gastou-se duas vezes mais do que o arrecadado. E gastou-se mal. R$250 milhões com o futebol e temos um time série B. Pasmem, fechamos 2020 com 83 jogadores. E 35 atletas romperam seus contratos. Fora a desvalorização dos direitos econômicos, nosso principal ativo. R$25 milhões de despesas administrativas. 20% do faturamento! Como assim?", protestam, pedindo o impeachment do presidente.

Confira abaixo o documento na íntegra:

"Genocídio sim... estamos perdendo torcedores. Estamos cada vez mais desacreditados. E não há saída para o futebol, senão pelos verdadeiros Cruzeirenses (torcedores). Que são conclamados, a todo o momento, mas alijados da aprovação das contas. O link da reunião é pessoal e o Conselheiro que divulgar corre os riscos previstos no Estatuto. Estatuto este, atropelado a todo momento por essa atual diretoria. E pedaladas fiscais a nos iludir. Esse balanço é esdrúxulo. Relatório fajuto. Balela. Merece ser REPROVADO.

Premente a abertura de processo de impeachment contra a Presidência e sua Mesa Diretora. Chega! Se fosse na iniciativa privada, o Presidente e a Mesa do Conselho estariam demitidos e respondendo pela má-gestão. Dúvida nenhuma. Presidências despreparadas. Má fé. Utilizam de manobras (pedaladas) para diminuir o exorbitante déficit de R$180 milhões. E não levam a sério o risco de insolvência. Falta a eles, realidade.

Gastou-se duas vezes mais do que o arrecadado. E gastou-se mal. R$250 milhões com o futebol e temos um time série B. Pasmem, fechamos 2020 com 83 jogadores. E 35 atletas romperam seus contratos. Fora a desvalorização dos direitos econômicos, nosso principal ativo. R$25 milhões de despesas administrativas. 20% do faturamento!

Como assim? O caixa é zero. Atrasos salariais constantes. Aumento do passivo da ordem de 164 milhões, e as piores dívidas ainda estão por vir.

Nos engabelam com a redução do passivo circulante de R$680 para R$380 milhões e se vangloriam do perfil da dívida, que aumentou de R$207 para R$670 milhões de reais, alongada por grande prazo. Tivemos um superávit apenas no mês de outubro, quando computado o acordo com a PGFN.

Temos dívida de R$128 milhões junto a bancos privados, com juros exorbitantes, dívidas de R$50 milhões com pessoas físicas / jurídicas não financeira (Pedro BH) que merecem uma maior atenção (também pela Receita Federal), e não se protege as dívidas atreladas a outras moedas.

Faturas em aberto na ordem de R$163,5 milhões em obrigações trabalhistas e sociais, R$16,3 milhões em obrigações fiscais correntes, R$217,6 milhões em obrigações fiscais e sociais parceladas, R$158,2 milhões em provisão para contingências, R$11,3 milhões em fornecedores e R$201,8 milhões em “contas a pagar”.

Somados, os valores correspondem a R$1,052 bilhão, porém descontado R$155 milhões das “receitas a apropriar”, faz a dívida fechar em R$897 milhões. São R$312 milhões com vencimento em até um ano (incluindo salários atrasados) e R$585 milhões superiores a 12 meses. Amadorismo, estrelismo, vaidade e arrogância são marcas desta diretoria.

Não há meta. Como vamos virar empresa SAF? Quem investiria nessa empresa? Qual a expectativa de pagamento da dívida? Promessas em vão, foram feitas. Que ilegítima essa administração. Fora apresentada, solução para tudo. Com muita convicção e eloquência. Sabiam, oficialmente, da realidade financeira. E o marketing a bradar o “céu de brigadeiro”... sem crise. Com a mesma prepotência. Festival de mentiras, omissões e desrespeito ao Estatuto pela Mesa Diretora.

Convoca-se a reunião ordinária, mas não encaminham o balanço. Vergonha. Aliás, faz a análise de forma fracionada: Conselho Gestor, até outubro de 20 e por fim, o consolidado. E creditam a Consultoria... Justificam a pandemia para tudo: para o bem e para o mal. Ora o virtual é considerado. Ora não. Antes, a exposição dos Conselheiros contava. Agora não... Onde está a transparência? Precisamos de “projeto”, de ética, de transparência e de democracia, consolidada sob pilares rígidos, a suportar a grandeza de nossa Instituição vitoriosa, e que não se sujeite a pessoas e ações, incompatíveis com nossa história". 

>> O Tempo

quarta-feira, 28 de abril de 2021

Felipe é o novo técnico do Bangu

Divulgação

O Bangu anunciou na manhã desta terça-feira o ex-jogador Felipe como seu novo treinador. O técnico assume com o objetivo de preparar a equipe para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro, após péssimo Campeonato Carioca do time da Zona Oeste do Rio.

O Bangu foi o penúltimo colocado do estadual, com apenas seis pontos em 11 jogos. Ficou à frente apenas do Macaé, que terminou rebaixado. Ele chega para assumir o posto que Júnior Martins ocupava interinamente desde a saída do técnico Marcelo Marelli.

Felipe viveu como jogador seu auge no Vasco, clube que o revelou e onde conquistou a Libertadores de 1998 e os Brasileiros de 1997 e 2000. Como treinador, teve experiência no Tigres-RJ, em 2017, tendo seu ex-colega de Vasco Pedrinho como auxiliar.

>> Globo Esporte

Itair Machado é condenado por injúria e difamação contra Vicintin

Divulgação

Ex-vice-presidente de futebol do Cruzeiro, Itair Machado foi condenado em segunda instância por injúria e difamação na ação movida por seu antecessor no clube, o também ex-dirigente Bruno Vicintin. Em fevereiro, ele já havia sido condenado em primeira instância. A nova decisão cabe recurso.
Itair foi condenado a cinco meses e dez dias de detenção e 12 dias de multa. A pena, no entanto, foi substituída por pagamento de 20 salários mínimos, além das multas. O valor total supera R$ 85 mil.

Vicintin acionou a Justiça por entender que durante a passagem de Itair Machado pelo Cruzeiro, entre 2018 e 2019, o ex-vice-presidente de futebol usou o espaço que tinha na mídia para caluniá-lo e difamá-lo. "Quando este senhor assumiu um cargo remunerado no Cruzeiro se preocupou em usar o cargo para me difamar e caluniar, usou o espaço que tinha para mentir sobre mim e com isso ganhar tempo para causar tudo que causou de fato, desembocando em uma péssima gestão, muita coisa sem pé nem cabeça, pura gestão temerária que levou o clube ao caos", argumentou Bruno, em 2020.

Longe dos holofotes desde que deixou o Cruzeiro, em outubro de 2019, Itair não foi encontrado para comentar a decisão. Nas redes sociais, Vicintin comemorou a vitória.

“A condenação do senhor Itair Machado não é motivo de orgulho, apenas enxergo como justiça, que precisava e foi feita”, escreveu (leia a publicação na íntegra ao fim desta reportagem).

Vale lembrar que, em novembro de 2020, a Justiça aceitou denúncia oferecida pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) contra integrantes da antiga diretoria do Cruzeiro, incluindo Itair Machado.

Além de Itair, o ex-presidente Wagner Pires de Sá e o ex-diretor-geral Sérgio Nonato vão responder por até quatro crimes: lavagem de dinheiro, apropriação indébita, falsidade ideológica e organização criminosa. Segundo o MPMG, o rombo nos cofres do clube na gestão de 2018/2019 foi estimado em R$ 6,5 milhões.

Veja, na íntegra, a publicação de Bruno Vicintin nas redes sociais:

Acabei de receber uma informação que me deu muita alegria, não sou de guardar rancor, mas não gosto de injustiça e principalmente de pessoas que tentam enganar ou prejudicar os outros.

A condenação do senhor Itair Machado não é motivo de orgulho, apenas enxergo como JUSTIÇA, que precisava e foi feita.

Itair Machado que já havia sido condenado em primeira instância, agora também teve a condenação confirmada pela turma recursal (segunda instância), por injúria e difamação, a sentença foi de cinco meses e dez dias de detenção e 12 dias de multa. A pena foi substituída para pagamento de 20 salários mínimos e ainda o valor de 5 salários mínimos dia/multa.

A condenação foi mantida na íntegra pela turma recursal por unanimidade.

Assim serão 20 salários mínimos convertidos pela pena e outros 60 pelos convertidos pela multa.

Total de 80 salários mínimos e o senhor Itair Machado perde a primariedade.

>> Superesportes

terça-feira, 27 de abril de 2021

Hulk brilha, Atlético supera América de Cáli e vence 1ª na Libertadores

Atlético/Divulgação

Em pouco tempo, o futebol é capaz de transformar trajetórias, modificar papéis e criar heróis. Pivô de um desentendimento com o técnico Cuca no último fim de semana, o atacante Hulk foi reserva nesta terça-feira de Copa Libertadores. No segundo tempo, brilhou no gramado do Mineirão e marcou os gols do Atlético na vitória por 2 a 1 sobre o América de Cáli-COL, pela segunda rodada do Grupo H. Luis Sánchez descontou para os visitantes, que esboçaram uma pressão nos minutos finais, mas não conseguiram o empate.

Com a vitória, o Atlético chega a quatro pontos e assume, ainda que provisoriamente, a liderança da chave. Zerado, o América de Cáli-COL amarga a lanterna e vê a pressão sobre o técnico Juan Cruz Real aumentar.

A vice-liderança do grupo é do Cerro Porteño-PAR, que soma três pontos. O terceiro colocado é o Deportivo La Guaira-VEN, com um. Paraguaios e venezuelanos se enfrentam nesta quarta-feira, às 19h, em Assunção.

As equipes voltam a campo para a terceira rodada no meio da próxima semana. O Atlético recebe o Cerro Porteño-PAR na terça-feira, a partir das 19h15, no Mineirão. Na quinta, Deportivo La Guaira-VEN e América de Cáli-COL se enfrentam às 23h, no Estádio Olímpico da Universidade Central da Venezuela, em Caracas.

Antes do próximo compromisso pela Libertadores, o time alvinegro tem pela frente a primeira partida da semifinal do Campeonato Mineiro, contra o Tombense. A bola rola às 16h30 deste sábado, no Independência, com mando da equipe de Tombos.

Pressão ineficiente

Ainda suspenso por conta da expulsão na final da última Libertadores, o técnico Cuca armou um Atlético mais “leve” para a primeira partida em casa nesta edição do torneio. Matías Zaracho entrou no lugar de Allan, em alteração que recuou Tchê Tchê para a função de primeiro volante. Na linha defensiva, outras duas mudanças: Mariano e Igor Rabello substituíram Guga e Réver, respectivamente.

A metade inicial do primeiro tempo foi de muito estudo e pouca agressividade. A proposta ofensiva alvinegra passou a ter resultados depois dos 25 minutos. Muito acionado, Keno monopolizou as ações verticais dos donos da casa e chegou a levar perigo em uma finalização de média distância, mas errou a maioria das coisas que tentou. Na direita, Nacho Fernández foi o mais participativo e formou uma dupla promissora com Zaracho.

Com mais posse de bola (56%), o Atlético ocupou o campo adversário, esboçou uma pressão e acertou a trave em duas oportunidades. Mas faltou caprichar mais nas finalizações (apenas uma de Keno, das 12 do time, foi na direção do gol). Defensivamente, o time nada sofreu com a proposta de contragolpes do América de Cáli-COL. Os zeros persistiram até o apito final da primeira etapa.

Domínio vira vitória

No intervalo, Hulk entrou no lugar de Eduardo Vargas para atuar como centroavante. E o volume ofensivo do Atlético seguiu alto na retomada para o segundo tempo. Logo aos 8 minutos, Zaracho, um dos destaques do time, sentiu dores no tornozelo após levar um pisão do companheiro Igor Rabello e deixou o jogo para a entrada de Nathan.

No primeiro lance em campo, o meia tabelou com Nacho e deu lindo passe para Hulk, que invadiu a área e foi derrubado pelo goleiro Graterol. Na cobrança do pênalti, o ex-atacante da Seleção Brasileira abriu o placar, aos 13’: 1 a 0.

A estrela de Hulk brilhou novamente menos de cinco minutos depois. Keno lançou Savarino, que avançou em diagonal, invadiu a área e tocou de calcanhar. A bola chegou para o camisa 7 alvinegro finalizar de esquerda e ampliar a vantagem: 2 a 0.

Com a desvantagem, o técnico Juan Cruz Real fez alterações para lançar o América de Cáli-COL ao ataque. A princípio, não deu certo - e o Atlético aparentava ter o jogo sob controle. Aparentava.

Aos 31 minutos, Tchê Tchê falhou e perdeu a posse na intermediária defensiva. Luis Sánchez ficou com a bola, finalizou cruzado de fora da área e diminuiu a desvantagem para 2 a 1.

A partir daí, o ritmo alvinegro caiu. Preocupado com os avanços adversários, a comissão técnica tirou o atacante Savarino para a entrada do lateral-esquerdo Dodô. A precaução do Atlético se transformou em tentativa de pressão do América de Cáli-COL, que arriscava em chutes de fora da área.

Nos minutos finais, Nathan foi expulso após falta dura na intermediária, que originou uma confusão. Passados os desentendimentos, os avanços colombianos não deram resultado efetivo. O Atlético - com auxílio da "cera" nos minutos finais - manteve o resultado e conseguiu a primeira vitória na Libertadores.


ATLÉTICO 2 X 1 AMÉRICA DE CÁLI-COL

Atlético
Everson; Mariano, Igor Rabello, Junior Alonso e Guilherme Arana; Tchê Tchê, Matías Zaracho (Nathan, aos 11’ minutos) e Nacho Fernández (Marrony, aos 45' do 2ºT); Savarino (Dodô, aos 37’ do 2ºT), Keno (Alan Franco, aos 45' do 2ºT) e Eduardo Vargas (Hulk, no intervalo)
Técnico: Cuquinha

América de Cáli-COL
Joel Graterol; Cristian Arrieta, Kevin Andrade, Pablo Ortiz e Héctor Quiñones; Luis Paz, Yesus Cabrera (Rodrigo Ureña, aos 19’ do 2ºT) e Rafael Carrascal (Luis Sánchez, aos 20’ do 2ºT); Guillermo Murillo (Santiago Moreno, aos 8’ do 2ºT), Duván Vergara e Aldair Rodríguez (Dimber Cambindo, aos 19’ do 2ºT)
Técnico: Juan Cruz Real

Motivo: segunda rodada do Grupo H da Copa Libertadores
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: terça-feira, 27 de abril de 2021, às 19h15 (de Brasília)

Gols: Hulk, aos 13’ e aos 17’ do 2ºT (ATL); Luis Sánchez, aos 31’ do 2ºT (AME)
Cartões amarelos: Junior Alonso, a 1’, Hulk, aos 39’, e Alan Franco, aos 51' do 2ºT (ATL); Carrascal, aos 35’, Kevin Andrade, aos 45’ do 1ºT, e Arrieta, aos 49' do 2ºT (AME)
Cartão vermelho: Nathan, aos 48' do 2ºT (ATL)

Árbitro: Daniel Fedorczuk (URU)
Assistentes: Richard Trinindad (URU) e Martín Soppi (URU)

>> Superesportes

FMF confirma Tombense x Atlético no sábado e Cruzeiro x América no domingo

Cristiane Mattos/FMF

A Federação Mineira de Futebol (FMF) confirmou, nesta segunda-feira (26), os dias e horários dos jogos das semifinais do Campeonato Mineiro 2021. A partida entre Tombense e Atlético será realizada no próximo sábado (01/05), às 16h30, no estádio Independência, em Belo Horizonte, com mando da equipe de Tombos. O clássico entre Cruzeiro e América será no domingo (02/05), no Mineirão, às 16h, com transmissão da Globo.
 
O Tombense, dono do mando de campo no primeiro jogo com o Atlético, decidiu levar a partida para BH por uma questão de logística. O time da Zona da Mata reconhece que no estádio Almeidão, em Tombos, o posicionamento das câmeras poderia prejudicar a arbitragem de vídeo. Todos os jogos da segunda fase do Mineiro terão o auxílio do VAR.

As datas das partidas de volta também foram divulgadas pela entidade. Galo e Tombense duelam no sábado, dia 8 de maio, às 16h30, no Mineirão. No dia seguinte, o Coelho receberá a Raposa no estádio Independência, às 16h.

Por terem garantido as primeiras colocação na tabela de classificação, Atlético (1º, com 27 pontos) e América (2º, com 22) entram na semifinal com vantagem. Ambas as equipes avançam à final se empatarem os dois jogos ou se tiverem uma vitória e uma derrota pela mesma diferença de gols. Cruzeiro e Tombense se classificaram na terceira e quarta colocações, com 20 pontos, respectivamente.

Troféu Inconfidência

Os classificados para a disputa do Troféu Inconfidência também já sabem as datas e horários de seus jogos. URT e Athletic duelam no sábado (01/05), às 11h, no estádio Zama Maciel, em Patos de Minas. Por sua vez, Pouso Alegre e Caldense duelarão por uma vaga na final também no sábado, às 15h, no estádio Manduzão, em Pouso Alegre. As partidas serão disputadas em jogo único e quem vencer avança à final do torneio.

A URT (5ª, com 16 pontos) terminou a primeira fase do Campeonato Mineiro mais bem colocada que o Athletic (8º, com 13), próximo adversário no torneio. Já o Pousão fechou a primeira etapa em 6º empatado com a Veterana, com 15 pontos, mas com o salgo de gol positivo (3 a -2).

>> Superesportes

Atlético x América de Cali: onde assistir, escalações e tudo sobre a partida

Pedro Souza/Atlético/Divulgação

O Atlético encara o América de Cali na Copa Libertadores, pela segunda rodada do Grupo H, nesta terça-feira (27), às 19h15, no Mineirão. O Galo precisa vencer para começar a construir uma boa campanha na competição. Do outro lado, o time colombiano não vive boa fase. Perdeu na estreia e também precisa da vitória.

Onde assistir

Depois que o SBT voltou atrás, a partida terá transmissão com imagens apenas da Conmebol TV. O Show de Esportes da Super começa às 18h com apresentação de Dimara Oliveira, narração de Pedro Abílio, comentários de Lélio Gustavo e reportagens de Roberto Abras.

Escalações

Sem Cuca na beira do gramado, porque cumpre suspensão, o auxiliar técnico Cuquinha comanda a equipe na partida. O meia Matias Zaracho, pouco utilizado pelo treinador, deve ganhar uma oportunidade no time titular, depois da boa partida que fez contra o La Guaira, saindo do banco de reservas. Com isso, Allan deve perder espaço no time, caso Cuca decida escalar a equipe mais uma vez com três meias. Nacho Fernández e Tchê Tchê devem compor o meio.

O ataque atleticano também é mistério, mas Cuca pode manter a formação com Savarino, Eduardo Vargas e Keno, mesmo com a sequência de atuações medianas do ponta esquerda. Apesar do desentendimento com Hulk no fim de semana, ele também pode aparecer no grupo titular. Diego Tardelli, liberado pelo departamento médico, pode aparecer no banco de reservas pela primeira vez com Cuca.

Provável Atlético: Everson; Guga, Réver, Junior Alonso e Guilherme Arana; Tchê Tchê, Matias Zaracho e Nacho Fernández; Savarino, Eduardo Vargas e Keno.

O América de Cali, assim como o Galo, não usou o time titular na rodada do fim de semana, poupando jogadores para o confronto da Liberta. Na partida de terça (27), deve repetir o time que perdeu por 2 a 0 para o Cerro Porteño na estreia na Libertadores, sem alterações. Com exceção do zagueiro Marlon Torres, lesionado.

Provável América de Cali: Joel Graterol; Arrieta, Kevin Andrade, Malagón e Pablo Ortiz; Rafael Carrascal, Luis Paz e Cabrera; Vergara, Diber Cambindo (Aildair Rodrigues) e Santiago Moreno.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO X AMÉRICA DE CALI

Motivo: 2ª rodada do Grupo H da Libertadores

Data: terça-feira, 27 de abril de 2021

Horário: 19h15

Local: Mineirão

Transmissão: Conmebol TV e rádio Super 91,7 FM

Árbitro: Daniel Fedorczuk (URU)

Árbitro Assistente 1: Richard Trinidad (URU)

Árbitro Assistente 2: Martin Soppi (URU)

>> O Tempo/Super FC

Cruzeiro reduz em 10% dívidas de empréstimos e alonga prazo de pagamento

Cruzeiro/Divulgação

Dos R$897 milhões devidos pelo Cruzeiro nos demonstrativos contábeis de 2020, R$128,2 milhões correspondem a empréstimos contraídos junto a bancos e pessoas físicas/jurídicas não financeiras. Houve uma queda de quase 10% em comparação ao montante apurado em 2019, de R$142,2 milhões.

De acordo com o balanço, o Cruzeiro quitou por completo uma dívida de R$3,5 milhões que tinha com o banco Digimais (descrito no documento como banco Renner), ex-patrocinador master do time principal, e saldou também uma pendência de R$79 mil junto à Caixa Econômica Federal.

O clube ainda abateu valores junto a Daycoval (R$257 mil para R$180 mil), Santander (R$3,1 milhões para R$ 2,9 milhões), Mercantil do Brasil (R$13,9 milhões para R$9,5 milhões) e Bmg (R$70,9 milhões para R$66,5 milhões).

Com relação a pessoas físicas e/ou jurídicas não financeiras, o passivo do Cruzeiro baixou de R$50,3 milhões, em 2019, para R$49,1 milhões, em 2020. Um dos principais credores é o empresário Pedro Lourenço, do Supermercados BH.

Se as obrigações com empréstimos e financiamentos são consideradas elevadas, o clube celeste ganhou um “respiro” ao “esticar” o pagamento. A dívida circulante, com vencimento em até um ano, caiu de R$65,6 milhões para R$14,4 milhões, enquanto o débito não circulante, com prazo superior a um ano, pulou de R$76,6 milhões para R$113,8 milhões.

“Os valores registrados referem-se a recursos captados junto a instituições financeiras e terceiros e são contabilizados inicialmente pelo valor justo, líquido dos custos de transações e posteriormente são mensurados pelo custo amortizado. Os financiamentos bancários estão garantidos por avais de dirigentes e direitos creditórios do clube e estão atualizados até 31/12/2020”, diz a nota do balanço.

Além dos R$128,2 milhões de empréstimos, o Cruzeiro registrou R$163,5 milhões em obrigações trabalhistas e sociais, R$16,3 milhões em obrigações fiscais correntes, R$217,6 milhões em obrigações fiscais e sociais parceladas, R$158,2 milhões em provisão para contingências, R$11,3 milhões em fornecedores e R$201,8 milhões em “contas a pagar”.

Somados, os valores correspondem a R$1,052 bilhão, porém é descontado o dinheiro das “receitas a apropriar” - cerca de R$155 milhões -, fazendo a dívida fechar em R$897 milhões. São R$312 milhões com vencimento em até um ano e R$585 milhões superiores a 12 meses.

>> Superesportes

segunda-feira, 26 de abril de 2021

Em nota, Atlético lamenta falecimento do ex-jogador Vander Luiz

Divulgação

NOTA DO ATLÉTICO

O Atlético lamenta o falecimento de Vander Luiz, ex-jogador do clube, que morreu em um acidente na cidade de Juiz de Fora. Revelado no Galo, esteve na última equipe campeã da Copa São Paulo de Juniores, em 1983. Pelo profissional, Vandinho conquistou o Mineiro em 1986 e 1988.

Goleiros do Cruzeiro de camisa nova

Igor Sales/Cruzeiro/Divulgação

Clube centenário, o Cruzeiro construiu sua trajetória vitoriosa dentro de campo com a habilidade e expertise de centenas de jogadores que vestiram a camisa estrelada. Entre os nomes estão goleiros inesquecíveis como Geraldo II, arqueiro mais atuante do Palestra Italia, Paulo César Borges, Dida e Gomes, além dos defensores que hoje protegem a meta celeste, como Fábio, recordista de jogos pelo masculino, e Mary Camilo, que vem deixando seu nome marcado na equipe feminina.

E como forma de homenagear esses grandes ídolos e destacar o ano do Centenário do Clube, o Cruzeiro apresenta nesta segunda-feira, Dia do Goleiro, a camisa oficial dos arqueiros cinco estrelas para 2021. O manto, produzido em parceria com a adidas, faz referência ao primeiro escudo do Palestra Italia, trazendo o vermelho como cor predominante e o verde, localizado na gola e na parte lateral do manto.

Ao longo do novo material, estão presentes grafismos estilizados e as cinco estrelas na cor branca, mesmo tom das listras da adidas presente nos ombros.

Para o ensaio oficial de divulgação da camisa, o Cruzeiro e a adidas convidaram os goleiros que atualmente são os responsáveis por defender as cores e a história do Gigante. Estrelam a campanha Fábio, Lucas França, Vitor Eudes e Vinícius, do plantel profissional masculino, Mary Camilo, das Cabulosas, e Denivys, do time sub-20 cruzeirense.

A nova camisa de goleiros do Cruzeiro já está disponível nas lojas oficiais da Raposa, lojas adidas, ShopCruzeiro e adidas.com.br por R$ 279,99.

>> Site oficial

América avança para contratar Marlon, lateral-esquerdo do Sampaio Corrêa

Divulgação/Sampaio Corrêa

O América tem negociações avançadas para contratar o lateral-esquerdo Marlon, do Sampaio Corrêa. O jogador deve ser o décimo reforço do clube para a disputa da Série A do Campeonato Brasileiro. A informação foi antecipada pelo Esporte News Mundo e confirmada pelo Superesportes.
Em entrevista concedida no último domingo (25), após a goleada por 5 a 0 sobre a URT, no Campeonato Mineiro, o técnico Lisca confirmou que o Coelho possui uma 'situação bem encaminhada com um jogador da função'. A expectativa é que a negociação seja concretizada nos próximos dias.

Se confirmada a contratação, Marlon terá a concorrência de João Paulo e Lucas Luan no elenco principal do América. Lisca analisa que o Coelho precisa ter duas ou três opções por setor, já que conciliará o início do Campeonato Brasileiro com a Copa do Brasil.

“O João e o Luan me dão bom retorno, mas estamos querendo ter duas ou três opções por setor, para podermos valorizar demais as três competições. O Campeonato Mineiro, a Copa do Brasil e a Série A. Vocês já viram que a Série A vai começar ‘encavalada’ com a Copa do Brasil. Vamos jogar no meio de semana e fim de semana. Serão cinco jogos em 14 dias, e de alto nível. Nós precisamos de plantel e todos vão ser muito úteis”, pontuou Lisca.

>> Superesportes

Atlético x Tombense, e América x Cruzeiro: semifinais do Mineiro definidas

FMF

As semifinais do Campeonato Mineiro estão definidas. Líder da fase classificatória, o Atlético enfrentará o Tombense, que terminou na quarta posição. América (2° colocado) e Cruzeiro (3°) vão disputar a outra vaga na decisão do Estadual.

Os confrontos ainda não têm datas definidas, mas serão nos dois próximos fins de semana. Atlético e América terão vantagem de jogar por dois empates ou por uma vitória e uma derrota pelo mesmo saldo de gols.

O Atlético fechou a primeira fase com a liderança geral, com 27 pontos. O Galo venceu nove partidas e perdeu duas. Adversário na semifinal, o Tombense terminou com 20 - cinco vitórias, cinco empates e apenas uma derrota, justamente para o alvinegro, na segunda rodada, de virada.

Vice-líder, o América terminou a classificatória com 22 pontos. O Coelho venceu sete, empatou uma e perdeu três. Já o Cruzeiro ficou com 20 pontos, sendo seis vitórias, dois empates e três derrotas. No clássico da primeira fase, o time de Lisca conquistou o triunfo no Independência por 1 a 0.

Confrontos da semifinal

(1°) Atlético x Tombense (4°)

(2°) América x Cruzeiro (3°)

>> Superesportes

domingo, 25 de abril de 2021

Na "volta do futebol" no Vale do Aço, muitos gols nos jogos realizados na tarde de sábado

Futblog do Sorriso 

POR JOSÉ DIAS SORRISO 

A região do Vale do Aço voltou a onda vermelha neste sábado conforme destacado pelo governador de Minas Gerais Romeu Zema. Várias regiões do Estado estavam na onda roxa do plano Minas Consciente devido o agravamento dos casos de covid-19. 

Sendo assim, com a flexibilização, a região voltou a ter os acontecimentos esportivos. Neste sábado foram realizados vários jogos amistosos. A Desportiva empatou com o Pesquisa pelo placar de 4 a 4, em jogo realizado no campo do AERC. O Caravelas Master bateu o Novo Cruzeiro por 4 a 2. O Limoeiro foi derrotado pelo Amigos por 1 a 0. O único gol da partida e da vitória do Amigos foi marcado por Zetinha.

Já Real Vale e Barcelona ficaram no empate por 2 a 2. Em outro jogo que terminou empatado, Ipabinha e Shock ficaram no 1 a 1. Em um jogo recheado de gols, o Barra Alegre fez 6 a 5 sobre o Vila Nova. O IBBJ goleou o Servos por 5 a 2. 

Itamarati D e Juventus Árica ficaram no empate por 1 a 1. Em outro empate, Sirrose e Industrial do Paraíso ficaram no 3 a 3. O Pedra Branca derrotou o Chácara Madalena por 5 a 3. O Caravelas A derrotou o Madrileño por 3 a 2. O Real Madrid derrotou o Londrina por 2 a 1, no campo do União. Palmeiras e Íbis ficaram no empate pelo placar de 4 a 4. Já a Usipa goleou o Vila Ipanema por 5 a 0.