sábado, 23 de maio de 2020

Caixa pagou até este sábado R$ 60 bilhões em auxílio emergencial

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
A Caixa Econômica Federal pagou R$ 60 bilhões de auxílio emergencial, somadas as primeiras e segunda parcelas. No total, 55,1 milhões de pessoas receberam a primeira parcela. O pagamento da segunda parcela alcançou 30,4 milhões de trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados. O auxílio emergencial é de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras), por parcela.

Do total pago até agora, R$ 22,8 bilhões foram para beneficiários do Bolsa Família, R$ 11,7 bilhões para aqueles inscritos no Cadastro Único para os Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e R$ 25,5 bilhões para quem se cadastrou pelo site ou aplicativo do auxílio emergencial.

Os cadastros processados para pedir o benefício chegaram a 101,2 milhões. Desse total, 59 milhões foram considerados elegíveis e 42,2 milhões inelegíveis. Quase 10 milhões de pessoas ainda aguardam para saber se terão o benefício: 4,9 milhões de cadastros estão em análise e outros 4,8 milhões em reanálise. O cadastro no programa pode ser feito até o dia 3 de junho.

Saques da primeira parcela

Hoje (23), 901 agências da Caixa Econômica Federal abriram para pagamento do auxílio emergencial. As agências ficaram abertas entre 8h e 12h. Foram atendidas as pessoas que fazem aniversário em maio, junho e julho. Segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, em transmissão ao vivo pela internet, foram feitos pagamentos para 2,1 milhões de pessoas.

De acordo com Guimarães, havia “pouquíssimas filas” nas agências, que se formaram antes da abertura em algumas unidades. Ele reforçou que não é preciso chegar de madrugada nas agências para garantir o atendimento. O banco tem informado que atenderá todas as pessoas que chegarem às agências no horário.

Na próxima segunda-feira (25), poderão sacar em dinheiro os beneficiários nascidos em agosto; na terça-feira (26), nascidos em setembro; na quarta-feira (27), aniversariantes de outubro; na quinta-feira (28), de novembro, e na sexta-feira (29), de dezembro.

Cartão virtual

A Caixa informou hoje que há maior movimentação dos recursos depositados na poupança social digital por meio de compras no débito do que saques. Até ontem (22), foram registradas 484,9 mil transações por débito (no valor total de R$ 181,5 milhões) e 139,8 mil saques (R$ 93,1 milhões).

O presidente da Caixa disse que na próxima semana deverá anunciar “novidades” sobre o cartão virtual, mas não adiantou detalhes.

A poupança social digital Caixa é uma modalidade simplificada, aberta para beneficiários de programas governamentais. A movimentação é feita pelo aplicativo Caixa Tem.

Segunda parcela

A Caixa iniciou na última segunda-feira (18) o pagamento da segunda parcela do benefício. No caso dos beneficiários do Bolsa Família, o calendário está dividido conforme as datas habituais de pagamento para quem integra o programa. Para as demais pessoas, o pagamento é feito de acordo com o mês de nascimento.

Segunda parcela nas contas digitais

Na quarta-feira (20), começou o crédito da segunda parcela nas contas sociais digitais da Caixa para as pessoas que nasceram nos meses de janeiro e fevereiro e que não estão no grupo do Bolsa Família. Hoje (23), foi feito o depósito para aqueles que nasceram em julho e agosto, totalizando 5,2 milhões de pessoas. Na próxima segunda-feira (25), será a vez dos nascidos em setembro e outubro, e na terça-feira (26), novembro e dezembro.

Saques da segunda parcela

O calendário para saques da segunda parcela é diferente do calendário do crédito nas contas digitais e tem início no próximo sábado (30), para os nascidos em janeiro.

No dia 1º de junho, os saques serão permitidos para quem nasceu em fevereiro, seguindo nessa ordem até 13 de junho para os nascidos em dezembro.

No dia 7 de junho (domingo) não haverá saques.

Na quinta-feira (21), o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que a segunda parcela do auxílio emergencial só será depositada em contas fora da Caixa Econômica Federal a partir do dia 30. Segundo ele, os beneficiários receberão o dinheiro automaticamente na conta corrente de outros bancos no período de 30 de maio a 13 de junho, conforme o cronograma de saque em espécie do segundo lote.

Agência Brasil

Pato defende Bolsonaro e atriz dispara: “Falta trocar o nome para gado”

Foto: Reprodução/Instagram 
O jogador do São Paulo, Alexandre Pato, decidiu expor sua visão política. Nas redes sociais, o atacante usou o lema de campanha do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”.

Após defender sua posição, ele recebeu apoio e também críticas. Entre os que não gostaram do post de Pato, estava a da atriz Fernanda Paes Leme, que sugeriu uma mudança de nome do jogador.

“Só falta trocar o nome pra gado”, disparou.

Já entre os que apoiaram Pato está o volante Felipe Melo. Rival do são-paulino, o jogador repetiu o slogan de Bolsonaro, com um pequeno “ajuste”.

“Deus acima de tudo; Deus acima de todos”, postou Felipe Melo.

Além de recorrer à frase de campanha do atual presidente, Pato defendeu seu ponto de vista em outros posts. “Quanta maldade e como é difícil ver a situação que passamos. E o Brasil em si. Torço pelo Brasil melhorar e crescer cada vez mais e ser um exemplo de país seguido. Então vou apoiar o PR, sim, para que ele possa fazer um Brasil melhor”, afirmou o jogador.

Pato ainda ressaltou que não concorda com todas as decisões tomadas pelo governo, mas o defende. “Ele está no comando hoje. Mas, também, as vezes, não concordo com algumas coisas. Então, torço para um Brasil melhor. E viva o meu país! Deus proteja e ilumine cada um de nós.”

Metrópoles

Coronavírus: paciente de Açucena morre no Hospital Municipal de Ipatinga

Foto: Divulgação/Secretaria de Saúde de Açucena 
Uma paciente de 60 anos, do município de Açucena, faleceu na manhã deste sábado, 23 de maio, no Hospital Municipal, em Ipatinga. Ela testou positivo para o coronavírus. Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Açucena confirmou a informação, que anteriormente havia sido dada pela Administração Municipal de Ipatinga. 

Curado do coronavírus: prefeito de Vargem Alegre deixa hospital após 12 dias internado

Foto: Divulgação/FSFX
NOTA OFICIAL DA PREFEITURA DE VARGEM ALEGRE:

O prefeito de Vargem Alegre está curado do COVID-19 (coronavírus). É com muita alegria que a Prefeitura de Vargem Alegre comunica a todos que o paciente Neudmar Ferreira Campos, o "prefeito Mário" recebeu alta do Hospital Márcio Cunha, neste sábado, dia 23/05/2020, depois de ter diagnosticado positivo para o COVID-19.

Agradecemos a toda equipe de profissionais da saúde envolvidos, Fundação São Francisco Xavier, e a toda a população vargem-alegrense, amigos e familiares pelas orações e apoio que levaram a cura do prefeito.

Ex-jogador de futebol é preso por tráfico de drogas

Foto: Divulgação
O ex-jogador de futebol Luís Alves de Oliveira, 45, conhecido no mundo do futebol como ‘Luíca’, foi preso na tarde da última quinta-feira (21), em sua casa, que fica na Rua Padre Francisco, bairro Coroado 3, zona leste de Manaus. No local, foram encontrados mais de 15 tabletes de maconha.

Segundo os policiais militares das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), uma denúncia anônima contou que Luíca estaria com uma grande quantidade de drogas em sua casa. Por volta das 14h30, a equipe da Rocam foi ao endereço informado na denúncia e, durante a revista, encontrou 15 tabletes de maconha, uma balança de precisão e R$ 1,5 mil em espécie.

Luíca foi preso e encaminhado ao 14º Distrito Integrado de Polícia (Dip) para os procedimentos legais. Ele já havia sido preso em 2011, por participar de um roubo a um mercadinho no bairro Zumbi, zona leste. Nesse crime, os suspeitos usaram um carro que pertencia ao ex-jogador. Desta vez, ele vai responder por tráfico de drogas.

Carreira no futebol

Luíca foi jogador de futebol e atuou por vários times de futebol do Amazonas e até em Portugal. Ele foi revelado pelo Sul América no início dos anos 1990. Em 1995 e 1996, atuou pelo Nacional, onde foi bi-campeão estadual. No ano de 1997 foi para o São Raimundo. Lá, brilhou e foi cinco vezes campeão amazonense e tricampeão da Copa Norte.

O jogador era conhecido como ‘Talismã do Tufão’, pois trazia sorte ao time e, toda vez que estava em campo, mudava o jogo. Ele também atuou pelo Rio Negro, América, CDC Manicoré e Fast Clube, além do Panafiel de Portugal.

Diário 24 Amazonas

Piá, ex-meia de Corinthians e Ponte Preta, é preso pela quarta vez por furto a caixa eletrônico

Foto: Guarda Municipal de Cordeirópolis
Ex-meia tentava levar envelopes de depósito de agência bancária de Cordeirópolis

O ex-meia Piá, com passagens por Ponte Preta, Corinthians e Santos, está novamente envolvido em um caso de polícia. Ele, que atualmente trabalha como técnico de futebol, foi preso em flagrante neste sábado em Cordeirópolis, no interior de São Paulo, por furto de envelopes de depósitos em caixas eletrônicos.

Segundo o delegado William Marchi, de Cordeirópolis e da DIG de Limeira, Piá já vinha sendo monitorado e estava acompanhado de outra pessoa. Eles foram detidos quando deixavam a segunda agência bancária da cidade e levados para a delegacia local.

É a quarta vez que Piá é preso pelo mesmo tipo de crime. As outras aconteceram entre 2014 e 2015. Na última, ele chegou a ficar oito meses na cadeia. Piá também já tinha passagens por porte de drogas e armas, além de falta de pagamento de pensão.

Segundo a Guarda Municipal, Piá passou a ser monitorado há alguns dias a partir de informações de que ele estava agindo em cidades da região. O levantamento encontrou o veículo que ele utilizou em outras ações e colocou a placa no sistema de alerta de Cordeirópolis, que acusou quando ele entrou na cidade na manhã deste sábado.

Em ação conjunta, viaturas da Guarda Municipal, Polícia Militar e Polícia Civil encontraram o veículo estacionado próximo à área central, sem ninguém. Os policiais aguardaram que Piá saísse da agência e fizeram a abordagem. Também foram apreendidos equipamentos para "pescar" envelopes, cheques, dinheiro.

A primeira vez que Piá teve o nome envolvido em caso policial foi em julho de 1999, quando ele, então atleta da Ponte Preta, foi indiciado como coautor do assassinato de um mecânico, em uma lanchonete de Limeira. A acusação era que Piá foi o responsável por dar a ordem para um primo pegar o revólver em seu carro e atirar na vítima. Ele foi absolvido.

Piá parou de jogar em 2011, pelo Aparecidense-GO. O auge da carreira foi entre 1999 e 2003, quando fez parte dos times da Ponte que atingiram as semifinais do Paulistão e também da Copa do Brasil, além das quartas do Brasileirão.

Já as passagens por Corinthians e Santos foram bem mais discretas. Pelo Timão, atuou apenas sete jogos durante o Brasileirão de 2004 antes de ser liberado pelo clube.

No Peixe, foi comprado ainda no início da carreira, em 1996, mas nunca se firmou e acabou repassado a outros times até ser comprado pela Macaca, em 2000. Durante o período no Santos, aliás, Piá conta que o Rei Pelé foi até o seu apartamento para cobrá-lo pelo comportamento pouco profissional fora de campo.

Além de Macaca, Corinthians e Santos, ele defendeu, entre outros clubes, Portuguesa, Santa Cruz, Coritiba, Inter de Limeira, Bragantino, São Raimundo, Rio Preto e Independente de Limeira, entre outros. Foram 26 clubes ao todo durante a carreira. Como treinador, dirigiu Independente, Novoperário, Batatais e Paraíba do Sul-RJ mais recentemente.

Globo Esporte

Nota triste! Faleceu Juvanês, um dos maiores craques da história do futebol regional

Foto: Reprodução
Um dos grandes jogadores que o futebol da região já teve: Juvanês.

Na última quinta, havíamos destacado que, Juvanês, de 51 anos, havia sofrido um Acidente Vascular Cerebral (AVC), na última terça-feira, e foi levado para o Hospital Municipal de Governador Valadares, onde estava sob cuidados médicos. Neste sábado, Juvanês não resistiu e faleceu.

Passou pelos mais diversos times, inclusive pelo futebol belo-orientino, onde colecionou vários amigos. Além de jogador, era tido como um grande treinador. Os desportistas da região lamentaram o ocorrido. Juvanês era o atual Secretário de Esportes da cidade de Cuparaque. Mais um que deixa seu nome cravado na história.

"É com muita tristeza no coração que comunico o falecimento do nosso grande amigo Juvanês Silva! Que Deus conforte todos seus familiares e amigos! Vá em paz meu amigo!", destacou a prefeita de Cuparaque, Mônica Tessarolo Balbino.

sexta-feira, 22 de maio de 2020

Jogadores do Flamengo postam mensagens de apoio a treinos

Foto: Reprodução/Instagram
Jogadores da equipe profissional de futebol masculino do Flamengo postaram, nesta sexta (22), em seus perfis em redes sociais, mensagens de apoio à decisão do clube de realizar treinos em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19), e mesmo com a proibição da Prefeitura do Rio de Janeiro para tais atividades.

O atacante Gabriel Barbosa, por exemplo, publicou em seu perfil no Instagram uma foto treinando com a seguinte mensagem: “Feliz em voltar fazer o que amo. Obrigado Flamengo por todos cuidados e responsabilidade nesse momento difícil. Mas, tenho certeza que vamos superar juntos”.

Quem também expressou seu apoio à decisão do Flamengo de retornar às atividades em campo foi o lateral Rafinha, que, também no Instagram, publicou: “Muito feliz em poder voltar a treinar com a segurança que o clube está proporcionando! Quero agradecer ao Flamengo pelos cuidados que está tendo com nós jogadores e nossos familiares”.

Impedimento de vistoria

Estas postagens foram feitas um dia após a Prefeitura do Rio informar que, na última quinta, “fiscais da Subsecretaria de Vigilância Sanitária, pasta vinculada à Secretaria Municipal de Saúde, e da Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização da Secretaria Municipal de Fazenda estiveram [...] no Centro de Treinamento do Clube de Regatas do Flamengo para conferir denúncia de descumprimento ao Decreto RIO 47.282/20, referente a normas de restrição de aglomeração, medida essencial ao enfrentamento da pandemia da covid-19”.

Segundo a Prefeitura, os fiscais não tiveram a entrada no local liberada, “sob alegação de não haver funcionário do setor administrativo para acompanhar a inspeção”. Assim, o Flamengo “foi autuado e o responsável notificado a comparecer na sede da Vigilância nesta sexta, 22, para prestar esclarecimentos quanto à denúncia e também ao fato ocorrido”.

Em nota enviada à Agência Brasil, a assessoria do Flamengo informou: "O Flamengo informa que não foi multado. Apenas foi procurado pela Prefeitura para prestar esclarecimentos sobre o episódio de quinta-feira, envolvendo um representante da vigilância sanitária".

Reforço de proibição
Também na quinta, a secretária municipal de saúde, Ana Beatriz Busch, reforçou a proibição de treinos durante entrevista: “Retorno ao treino, seja físico ou tático, ainda não está permitido, ao menos até o dia 25, quando a gente vai rediscutir as restrições. Nós soubemos pela imprensa, tem [a Prefeitura] mecanismos de fiscalização que está acontecendo. O decreto tem sanções para qualquer tipo de instituição que não cumpra a legislação”.

“Mas nós temos certeza de que se o Flamengo [que é um grande parceiro do Rio de Janeiro] estiver fazendo algum tipo de atividade, ele vai voltar atrás e cumprir seu papel como formador de opinião. Imagina se nossos jovens virem o Flamengo treinando, eles vão querer sair de casa num momento em que isso ainda não é possível”, finalizou Beatriz Busch.

Agência Brasil

Datena diz que não entrevistará mais Bolsonaro após acusação do presidente da Caixa à Band

Foto: Reprodução/BAND
O apresentador do programa Brasil Urgente, José Luiz Datena, ficou indignado durante transmissão ao vivo hoje após exibir acusações do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, de que a emissora Band queria dinheiro. As acusações foram feitas na reunião ministerial, cuja gravação foi divulgada nesta sexta-feira (22), por ordem do Supremo Tribunal Federal (STF).

A frase de Guimarães dá a entender que o banco recusou um pedido de ajuda da emissora. "Acho que a gente tá com um problema de narrativa. Hoje de manhã, por exemplo, o pessoal da Band queria dinheiro. O ponto é o seguinte: vai ou não vai dar dinheiro pra Bandeirantes? Ah, não vai dar dinheiro pra Bandeirantes? Passei meia hora levando porrada, mas repliquei", declarou. A fala ocorreu na reunião ministerial do dia 22 de abril.

Após exibir o trecho o apresentador José Luiz Datena protestou. "Aí vem o cara (Pedro Guimarães) numa reunião ministerial com o presidente da República e diz 'o pessoal da Band quer dinheiro'. Se você deu dinheiro para alguém aqui da Band, Pedro, você indique para quem você deu, que com certeza essa pessoa vai ser demitida, se não foi uma coisa legal, se não foi mídia técnica. E do jeito que você colocou tem dúbia interpretação. Ou você prevaricou e o Bolsonaro devia te mandar embora hoje."

Datena afirmou que o "Brasil Urgente" vinha exibindo uma ação comercial da Caixa sobre o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600. O apresentador criticou a fala de Pedro Guimarães, cobrando esclarecimentos sobre o que ele quis dizer. Datena disse também que não entrevistará mais o presidente Jair Bolsonaro no seu programa.

"De preferência, eu não quero mais entrevistar o senhor presidente da República. Depois de uma atitude dessa eu gostaria que o presidente da República desse entrevista para quem ele quisesse. Com todo respeito que eu tenho a ele e ao cargo dele, eu me permito nunca mais fazer uma entrevista com ele."

O Liberal

Prefeitura realiza ação em parceria com ACE-CDL para conscientização do uso de máscaras

Divulgação/PMBO
A Prefeitura de Belo Oriente, por meio do setor de Fiscalização, em parceria com a Associação Comercial e Empresarial (ACE/CDL), além do apoio da Polícia Militar, realizou na última quinta-feira (21), uma ação de conscientização sobre o uso de máscaras de proteção para a prevenção ao contágio pelo vírus Covid-19.

A ação ocorreu nas ruas da Sede, dos distritos de São Sebastião de Braúnas e Perpétuo Socorro "Cachoeira Escura". Os servidores da fiscalização percorreram o comércio entregando um informativo avisando sobre a obrigatoriedade do uso de máscaras nos comércios do município.

Desde o dia 15 de maio, o uso de máscara é obrigatório em espaços públicos de uso comum (praças e ruas), estabelecimentos com funcionamento autorizado ou com restrição e repartições públicas todo o território de Belo Oriente, por meio do Decreto 48/2020.

Confira o Boletim Epidemiológico de Belo Oriente divulgado nesta sexta-feira

Foto: Divulgação

quinta-feira, 21 de maio de 2020

VÍDEO! Sérgio Rodrigues é o novo presidente do Cruzeiro.

Foto: Reprodução
Sérgio Santos Rodrigues, de 37 anos, da chapa "Centenário", é o novo presidente do Cruzeiro. A eleição foi realizada nesta quinta-feira e debaixo de clima tenso. Sérgio superou o adversário Ronaldo Granata, da chapa “Cruzeiro Primeiro”, e foi eleito ao lado dos vices-presidentes Lidson Potsch Magalhães e Biagio Pelluso. Ele ficará por 7 meses na presidência do clube, sendo o período de 1º de junho a 31 dezembro de 2020.

Zezé Perrella é alvo de lata e cusparadas em eleição para definir novo presidente do Cruzeiro

Foto: Reprodução
Zezé Perrella foi bastante hostilizado ao chegar no Ginásio do Barro Preto para votar na eleição do novo presidente do Cruzeiro e da nova mesa diretoria do Conselho, cargos que ele já ocupou no clube.

Na chegada, passou por uma área próxima aos torcedores que estavam no local protestando pela drástica situação do Cruzeiro, cheio de dívidas e na Série B do Campeonato Brasileiro. Uma lata de cerveja, por muito pouco, não o atingiu.

Dentro do ginásio, Perrella votou e minutos depois deixou o local, por uma outra saída. Um carro já o esperava. Nesse momento, Zezé Perrella foi novamente alvo de ofensas e também de uma chuva de cusparadas. Uma delas, aparentemente, acertou.

Ex-presidente do Cruzeiro de 1995 a 2002 e de 2009 a 2011, Zezé Perrella ocupou ainda a presidência do Conselho desde o fim de 2017. Em outubro do ano passado, ele assumiu a gestão do futebol do clube, após Itair Machado, vice-presidente do futebol ser demitido. Ficou cerca de dois meses. Em grave crise, o Cruzeiro não escapou do rebaixamento.

Globo Esporte

Volante Elias aciona Atlético na Justiça do Trabalho e cobra R$ 2,7 milhões

Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG
O volante Elias acionou o Atlético na Justiça do Trabalho. Na ação, o ex-jogador alvinegro, que atualmente está sem clube, pede R$ 2.705.719,25 por atrasos salariais e multas rescisórias. A Itatiaia teve acesso ao documento e detalhou os valores (confira ao fim da matéria).

Contratado em fevereiro de 2017, ainda na gestão de Daniel Nepomuceno, Elias tinha um dos maiores salários do Atlético no ano passado - segundo a ação, o jogador recebia R$ 300 mil mensais -, conforme revelou o atual presidente do Atlético, Sergio Sette Câmara, na última semana, quando o mandatário também informou que o caso deveria se arrastar à Justiça.

"Ele vai ter que ir para a Justiça, porque nós não vamos fazer um acordo com o jogador nos termos que ele gostaria. Temos nossos termos, colocamos pra eles como poderia ser, na época não aceitaram. É uma coisa natural. Pode sair um acordo, mas tem que ser dentro daquilo que é a capacidade de pagamento do clube. Não vou fazer um acordo que não posso honrar", disse.

Elias possuía contrato com o Atlético até 31 de janeiro deste ano, mas foi notificado pelo departamento jurídico do clube no dia 8, data da reapresentação do elenco para temporada 2020, que estava liberado.

A ação cobra:

- Pagamento dos salários e reflexos trabalhistas no valor de R$ 1.777.399,36 (sendo: R$ 600 mil referente aos meses de outubro e novembro de 2019, R$ 300 mil de 13º integral de 2019, R$ 77.419 referente a oito dias de dezembro, R$ 799.980,00 de férias acrescidas de 1/3 de 2019 em dobro)

- Pagamento de rebas rescisórias no valor de R$ 255.000 (sendo: R$ 230 mil referentes a 23 dias de janeiro de 2020, R$ 25 mil referentes ao 13º salário proporcional deste ano

- R$ 20,4 mil fundiários rescisórios

- R$ 300 mil multa rescisória

- R$ 352.919,90 de honorários advocatícios (no patamar máximo de 15% sobre o valor da causa).

Rádio Itatiaia

quarta-feira, 20 de maio de 2020

Açucena tem 2 casos de coronavírus confirmados

Divulgação/Prefeitura Municipal de Açucena

Atlético quita dívida na Fifa com Caracas-VEN pelo mecanismo de solidariedade de Otero

Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG
O presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, anunciou nesta quarta-feira a quitação da dívida junto ao Caracas, da Venezuela, pelo mecanismo de solidariedade do meia-atacante Otero, revelado nas categorias de base do clube venezuelano. O Galo desembolsou R$ 734 mil.

O caso estava na Fifa e o Atlético havia sido condenado a pagar o clube formador pela compra do jogador em 2017 junto ao Huachipato, do Chile.

“Mais uma conta paga. Quitamos, junto à FIFA, o valor de R$ 734.503,00, referente a contratação de Otero, junto ao Caracas, de 2016. Menos uma! (sic)”, publicou o presidente atleticano no Twitter.

O Caracas, equipe onde Otero atuou dos 15 aos 23 anos, tinha direito a receber cerca de 4,25% dos 800 mil euros pagos pelo Atlético ao Huachipato. Pelas regras da Fifa, em toda transferência internacional de jogador, os clubes que participaram da formação do atleta têm que receber, de forma proporcional.

De acordo com o vice-presidente do Atlético, Lásaro Cândido da Cunha, o dinheiro para quitar a dívida veio da ação vencida pelo clube contra o Portimonense, de Portugal, também na Fifa, no caso envolvendo o atacante Bruno Tabata, que deixou o Galo para se transferir para a equipe portuguesa em 2016.

“Extraído do dinheiro que ganhamos da ação do caso Tabata, referente ação que movemos contra o Portimonense na FIFA!”, destacou Lásaro.

Em março deste ano, os portugueses foram condenados a pagar 110 mil euros (R$ 566 mil) ao Galo.

Rádio Itatiaia

Belo Oriente tem quarto caso de coronavírus confirmado

Divulgação

A Secretaria de Saúde de Belo Oriente não informou maiores detalhes sobre o quarto caso da doença confirmado no município nesta quarta-feira (20 de maio).

Congresso discute adiar eleição de prefeitos e vereadores no Brasil para o fim do ano

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
As eleições municipais de outubro correm risco de adiamento por causa da pandemia do novo coronavírus, mas a ideia é que as disputas sejam realizadas ainda neste ano para evitar a prorrogação dos mandatos de prefeitos e vereadores. Até recentemente, o Congresso resistia a tratar do tema, mas, com o avanço da doença, o cumprimento do calendário eleitoral - que exige convenções partidárias para a apresentação das candidaturas - ficou apertado.

O Congresso vai agora criar um grupo de trabalho, composto por deputados e senadores, para discutir o assunto. O primeiro turno das eleições está marcado para 4 de outubro e o segundo, para 25 daquele mês, em cidades com mais de 200 mil habitantes. Uma das propostas prevê adiar a primeira etapa para 15 de novembro e deixar a segunda rodada para o início de dezembro. Para tanto é necessária a aprovação de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que tem de passar pelo crivo da Câmara e do Senado.

O assunto tem sido analisado em reuniões entre os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ); do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP); do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, e o ministro da Corte Luiz Roberto Barroso, que assumirá o comando do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no dia 25.

"Na discussão com os líderes (dos partidos) é posição quase de unanimidade que devemos ter adiamento, mas sem prorrogação de nenhum mandato", afirmou Maia. Alcolumbre foi na mesma linha. "Temos acompanhado, nos últimos dias, essa aflição dos brasileiros em relação ao problema de saúde pública e, naturalmente, a preocupação com a democracia", observou ele.

A preocupação das cúpulas do Congresso e do Judiciário, no entanto, é barrar qualquer iniciativa que permita a prorrogação de mandatos. "Essa decisão sobre as eleições deixa um pouco de ser puramente política, jurídica, e passa a ser uma decisão de saúde pública, sanitária (...). "O meu desejo é não adiar. Mas é inegável que neste momento, olhando para a frente, há uma possibilidade real de isso ser necessário", disse Barroso.

O líder do Podemos na Câmara, Léo Moraes (RO), afirmou que o Congresso não aceitará a unificação de eleições de prefeitos, governadores e presidente da República, em 2022. O deputado argumentou, no entanto, que prorrogar as disputas municipais por um curto período será inevitável. Moraes é autor de uma proposta de emenda à Constituição que propõe o adiamento das eleições de 4 de outubro para 20 de dezembro. "Não tem como a gente colocar em risco a população agora. Temos que priorizar a saúde e ter coerência".

Pré-candidata à Prefeitura de São Paulo, a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), vê o adiamento como um "fato consumado". "Temos de discutir isso rápido, mas ainda não há um consenso sobre a data", comentou. Para Joice é preciso também definir critérios sobre o que os candidatos poderão fazer. "Vamos poder trabalhar online? Vai ter convenção ou não?" Pelo calendário atual, os partidos precisam realizar convenções de 20 de julho a 5 de agosto.

Integrante do Centrão e líder do bloco que reúne nove partidos e 220 deputados, Arthur Lira (Progressistas-AL) disse que defende o adiamento das eleições para dezembro. A proposta, segundo ele, deve ser votada "imediatamente".

Na avaliação do líder do PT, deputado Enio Verri (PR), as disputas não podem ultrapassar o mês de dezembro. "Seria inconstitucional. Se não der para votar em 4 de outubro, que seja feita a eleição no fim de outubro ou no início de novembro", insistiu ele.

A expectativa é de que o grupo de trabalho para discutir as novas regras seja formado nesta semana. "O PSDB é radicalmente contrário à prorrogação de mandatos, mas entende que o adiamento será necessário em razão da pandemia. Não seria possível começar o processo eleitoral no dia 15 de agosto", disse o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), líder da bancada tucana.

Agência Estado

Petrobras anuncia reajuste de 12% no preço da gasolina; alta vale a partir do dia 21

Foto: André Motta de Souza/Agência Petrobras
A Petrobras informou nesta quarta-feira, às distribuidoras que vai aumentar a gasolina em 12% a partir da quinta-feira, 21. É o terceiro aumento em maio, seguindo a recuperação do preço do petróleo no mercado internacional. De acordo com a Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), o aumento será de R$ 0,1350 por litro.

A medida agrada importadores e também o setor de etanol, que reivindica aumento no valor da gasolina para reduzir as perdas com as vendas observadas desde o início da pandemia, quando o combustível fóssil caiu cerca de 5% nos postos de abastecimento.

Recentemente, a Petrobras elevou também o preço do diesel, em 8% o primeiro aumento após o início da pandemia. Este reajuste passou a valer a partir da terça-feira (19).

Depois de ter chegado a ser cotado abaixo dos US$ 20 o barril em meados de abril, o petróleo iniciou na semana passada uma escalada de alta, motivado pela volta de algumas economias após meses de retração decorrente da pandemia do coronavírus.

Nesta quarta, o petróleo tipo Brent para os contratos de julho operava em alta de 2,91% há pouco, cotado a US$ 35,66 o barril.

Agência Estado

Lula: "Ainda bem que natureza criou esse monstro chamado coronavírus"

Foto: Ricardo Stuckert 
Ex-presidente usou a pandemia para atacar o governo Bolsonaro e a suposta ineficiência do Estado em lidar com a crise provocada pelo vírus

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançou mão da existência da pandemia do "monstro do coronavírus" para atacar o governo de Jair Bolsonaro, supostamente "cego" para perceber que o Estado é o único capaz de combater a crise econômica atual. A declaração foi dada em entrevista da revista Carta Capital na última terça-feira (19)

"Ainda bem que a natureza, contra a vontade da humanidade, criou esse monstro chamado coronavírus porque esse monstro está permitindo que os cegos enxerguem e que os cegos comecem a enxergar que apenas o Estado é capaz de dar solução a determinadas crises. Essa crise do coronavírus... somente o Estado pode resolver isso", afirmou o petista.

Impedido de disputar eleições por ter se enquadrado na Lei da Ficha Limpa, que veta a possibilidade de candidatura a pessoas físicas condenadas por órgãos colegiados da Justiça, Lula ficou preso de 7 de abril de 2018 a 8 de novembro de 2019.

Lula ficou encarcerado na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba em uma cela especial de cerca de 15 metros quadrados e sem contato com outros detentos.

O petista foi condenado pelo ex-juiz federal Sergio Moro no caso do triplex do Guarujá. Os recursos na segunda e terceria instâncias não surtiram efeito e Lula teve a condenação mantida por aceitar uma reforma no imóvel bancada pela empreiteira OAS. Em troca, a construtora teve contratos firmados com a Petrobras. O ex-presidente sempre negou o crime.


No final de abril, Lula defendeu o impeachment de Jair Bolsonaro ao dizer que, caso não seja retirado do cargo, vai "acabar com esse país". Porém, afirmou que o pedido de impedimento deveria vir da sociedade civil e que um movimento do PT neste sentido seria considerado político.

"Meu problema com o Bolsonaro é que ele não está cuidando da pandemia. Não cuida do povo, não cuida da economia. Ou a gente encontra um jeito de tirar ele com base nos crimes de responsabilidade que já cometeu, ou ele vai acabar com esse país", disse Lula em entrevista, cujos trechos o petista publicou em sua conta no Twitter.

"Mas eu acho que o pedido de impeachment deveria vir de várias entidades e de forma conjunta da sociedade civil, e não apenas de uma única entidade partidária. Avaliamos que se vier do PT vão dizer que é político, quando o Bolsonaro já cometeu vários crimes de responsabilidade", afirmou o ex-presidente.

Portal R7

Atlético rescinde contrato de lateral-direito Alex Silva

Foto: Bruno Cantini/Atlético/Divulgação
Jogador de 26 anos tinha vínculo com o clube até o fim da temporada

O Atlético rescindiu o contrato com o lateral-direito Alex Silva. O vínculo do jogador com o clube iria até o fim desta temporada.

No início do ano, Alex Silva foi emprestado ao Coimbra, para a disputa do Campeonato Mineiro. Ele fez seis partidas antes de retornar ao alvinegro no mês de março.

Alex Silva não fazia parte dos planos do clube alvinegro e treinava em separado na Cidade do Galo. A rescisão do atleta já foi publicada no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF.

Alex Silva foi revelado pelas categorias de base do clube. Desde que subiu para o profissional, em 2013, ele foi emprestado para Sport (2015), Ferroviária (2016), América (2017), Goiás (2018), Avaí (2019) e Coimbra (2020).

Já pelo Atlético, ele atuou em 56 partidas como profissional e nenhum gol marcado.
Volta aos treinos
O Atlético retomou as atividades em Vespasiano na manhã desta terça-feira. Os jogadores foram divididos em cinco grupos, em horários distintos.

Há espaçamento de horário para evitar aglomeração entre os atletas. Imprensa, familiares e convidados não terão acesso à Cidade do Galo durante o período da pandemia.

Superesportes

Cruzeiro não cumpre acordo de R$ 1,9 milhão, e Mano Menezes cobra agora R$ 5,3 milhões na Justiça

Foto: Divulgação
Mano Menezes acusa o Cruzeiro de não cumprir um acordo de aproximadamente R$ 1,9 milhões quando da sua demissão, em 2019, e agora cobra do clube cerca de R$ 5,3 milhões na Justiça do Trabalho. O GloboEsporte.com apurou a existência de dois processos, distribuídos nessa terça-feira, na 27ª e 42ª Vara de Belo Horizonte.

No primeiro processo, Mano diz que teve o contrato rescindido antecipadamente em agosto de 2019, por consenso entre as partes (o vínculo iria até dezembro). Foi feito um acerto de R$ 1.911.924,11, a ser pago em duas parcelas de R$ 955.962,00, sendo a data da primeira parcela no dia da assinatura da rescisão, e a outra em 12 de setembro de 2019.

- O Clube Reclamado não efetuou o pagamento de qualquer valor pactuado para a rescisão de contrato de trabalho, tampouco cumpriu com os prazos estabelecidos no respectivo instrumento, em evidente conduta de má fé e desconsideração, tendo o autor conseguido tão somente sacar os valores existentes na conta vinculada do FGTS até o momento - diz a petição.

Diante disso, Mano Menezes acionou o clube na Justiça e pede:

Que seja declarada nula a cláusula 2.5 do Instrumento de Resilição Consensual de Contrato de Trabalho;

R$ 1.349.424,11 de parcelas rescisórias incontroversas (R$ 500 mil pela conquista do Mineiro 2018);

Diferenças sobre as parcelas rescisórias, considerando o salário base de R$600.000,00 que deveria ser pago a partir de 01/01/2019 até o término de vigência contratual: R$ 23.333,33, R$ 58.333,33, R$ 66.666,67 e R$ 20.888,89;

Pagamento das diferenças salariais relativas à cláusula 5.1 do contrato de trabalho onde o valor do salário bruto deveria ser de R$600.000,00 (cláusula 5.1) relativo a janeiro/2019 até a rescisão: R$ 700.000,00;

Saldo de Salário do mês de Junho de 2019: R$ 199.597,00;

Saldo de Salário do mês de Julho de 2019: R$ 362.903,00;

Pagamento da multa do artigo 477,§ 8º, da CLT: R$ 600.000,00;

Caso o Reclamado não efetue o pagamento de todas as parcelas incontroversas, na primeira audiência, seja o mesmo condenado ao pagamento da multa do artigo 467 da CLT, no montante de: R$ 876.249,9;

Pagamento das diferenças de FGTS: R$69.537,77;

Pagamento dos honorários do procurador da Reclamante na razão de 15% sobre o valor da condenação;

“Dá-se à causa o valor para fins meramente fiscais de R$ 4.326.934,00”, diz a petição.

Direito de imagem

Uma segunda ação também foi protocolada por Mano nessa terça-feira na Justiça do Trabalho. Em nome de sua empresa, o treinador cobra direitos de imagem.

- Os valores mensais, conforme contratação, eram de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais), os quais seriam creditados mensalmente na conta da Empresa demandante. Todavia, o clube demandado não honrou com todos os pagamentos devidos, restando valores em aberto - diz a reclamação.

O documento diz que as partes acertaram que a quantia devida de R$ 846.666,66 seria quitada até 18/08/2019, o que, segundo a defesa, não ocorreu. O valor atualizado da dívida seria de R$ 1.011.374,23.

Mano Menezes ainda pede para juntar as duas reclamações em um mesmo processo.

Procurado, o Cruzeiro disse que ainda não foi notificado pela Justiça

Informações de Rodrigo Fonseca - Globo Esporte 

Cruzeiro pode perder mais 6 pontos, iniciar a Série B com 12 pontos a menos e risco até mesmo de cair para a Série C

Foto: Divulgação/Fifa
O Cruzeiro foi punido pela Fifa com a perca de 6 pontos pela dívida não paga no caso do jogador Denilson, conforme já informamos aqui no Blog.  A equipe foi punida por não pagar os mais de R$ 5 milhões da negociação com o volante em 2016.

Nota oficial do Cruzeiro sobre o caso do jogador Denilson:

O Cruzeiro Esporte Clube segue trabalhando firmemente para evitar as consequências do não pagamento ao Al-Whada de mais de 5 milhões da dívida pelo empréstimo do volante Denilson, contratado em 2016. O prazo venceu nesta segunda-feira, 18. E por causa deste processo, que não cabe mais recursos na Fifa, o clube celeste pode sofrer a punição de seis pontos na Série B do Campeonato Brasileiro. No entanto, a direção do Clube ainda não recebeu nenhuma comunicação oficial, e o Cruzeiro está finalizando a negociação com o clube dos Emirados Árabes.

As tratativas com o Al-Whada vinham se desenvolvendo positivamente nas últimas semanas, embora a troca iminente na direção do clube, com as eleições para presidente na próxima quinta-feira, 21, também tenham colaborado para dificultar as negociações. Outra dificuldade, além da falta de receitas da Raposa, que teve seus recursos ‘varridos’ na antiga administração, é o atual momento, com a pandemia da Covid-19, o coronavírus.

“Estamos negociando com o Al-Whada e vamos seguir até o último minuto, aguardando um desfecho positivo, para que o Cruzeiro não seja penalizado com a perda de pontos. Estamos vivendo um momento de exceção, em que o mundo está sofrendo com as consequências desta crise com o Coronavírus. Todos sabem da falta de recursos do Cruzeiro e o Clube teve suas receitas ainda mais comprometidas pela situação de pandemia”, explicou Sandro Gonzalez, CEO do Conselho Gestor, falando sobre as negociações com o clube árabe.

“Vínhamos tentando um adiamento para o segundo semestre, mas os dirigentes do Al-Whada foram taxativos. Eles disseram que o processo corre há mais de quatro anos na Fifa e ninguém do Cruzeiro, nenhum dirigente neste período todo, procurou o Al-Whada para buscar um acordo. Eles disseram que se sentiram frustrados e descrentes, e que por isso não poderiam facilitar nada para o Cruzeiro neste momento. Nós explicamos a eles que o clube também foi uma vítima de tudo o que aconteceu nos últimos anos, que agora são outras pessoas que estão à frente da instituição, e que temos a total intenção de resolver. Já tínhamos tratativas avançadas desde a semana passada, e vamos fazer de tudo para evitar qualquer tipo de punição ao Cruzeiro”, ressaltou Sandro.

Os dois pré-candidatos à presidência do Cruzeiro foram comunicados sobre a situação deste processo na Fifa.

O que está ruim pode piorar

Se estava ruim, pode piorar ainda mais para a Raposa. No próximo dia 29 de maio, o clube precisa pagar R$ 11 milhões ao Zorya da Ucrânia, por causa do caso envolvendo o atacante William Bigode. Caso não pague, perderá mais 6 pontos, iniciando assim o Campeonato Brasileiro da Série B com 12 pontos a menos.

Um possível rebaixamento para a Série C

Isso é algo que pode acontecer. O rebaixamento do Cruzeiro seria automático para a Série C, caso a dívida de R$ 5 milhões com o Al Wahda, por Denilson, não seja paga em até 5 meses.

Bolsonaro: “Quem é de direita toma cloroquina, quem é de esquerda, tubaína”

Foto: Isác Nóbrega/PR
Durante entrevista, presidente da República disse que Ministério da Saúde deve publicar novo protocolo sobre uso da substância nesta quarta

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender nesta terça-feira (19/05) o uso da cloroquina por pacientes que apresentarem sintomas do novo coronavírus.

Em entrevista ao Blog do Magno, feita em uma rede social, Bolsonaro disse que “toma [a substância] quem quiser”.

“Pode ser que lá na frente digam que foi placebo. Mas pode ser que digam que curava. Na minha consciência, não vai ter isso. Toma quem quiser. Quem não quiser, não toma. Quem for de direita toma cloroquina, quem for de esquerda toma tubaína”, ironizou o presidente.

Na mesma entrevista, Bolsonaro anunciou que o ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, vai assinar um novo protocolo sobre a substância nesta quarta-feira (20/05).

Pazuello foi nomeado secretário-executivo do então ministro da Saúde Nelson Teich, que deixou o cargo na semana passada. Desde então, o general comanda a pasta de forma interina.

Assim como Teich, o também ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta deixou o governo após discordar de Bolsonaro sobre cloroquina e isolamento e distanciamento social.

O presidente da República é defensor da substância no combate ao novo coronavírus. De acordo com balanço do Ministério da Saúde no início da noite desta terça, o Brasil tem 17.971 mortes e 271.628 casos confirmados da Covid-19.

O que diz o Conselho Federal de Medicina

Em abril, após uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro, o Conselho Federal de Medicina (CFM) disse que não recomenda o uso da hidroxicloroquina para pacientes em tratamento de Covid-19. O órgão liberou (não é uma recomendação, é uma autorização), no entanto, que médicos receitem o medicamento em três casos específicos:

- quando o paciente está em estado crítico, internado em terapia intensiva, com lesão pulmonar estabelecida. Nesse caso, a hidroxicloroquina pode ser usada pelos médicos “por compaixão”. Geralmente, isso ocorre quando o paciente já está fora de possibilidade terapêutica e o médico, com autorização da família, utiliza a substância;

- quando o paciente, com sintomas de coronavírus, chega ao hospital. Segundo o conselho, existe um momento de replicação viral em que a droga pode ser usada pelo médico com autorização do paciente e familiares; e

- quando o paciente tem sintomas leves, parecidos com o da gripe comum. Nesse caso, o médico pode usar a hidroxicloroquina, descartando a possibilidade de que o paciente tenha: influenza A ou B, dengue ou H1N1. A decisão deve ser discutida com o paciente.

“O Conselho Federal de Medicina não recomenda o uso da hidroxicloroquina. O que estamos fazendo é dando ao médico brasileiro o direito de, junto com seu paciente, em decisão compartilhada com seu paciente, utilizar essa droga. Uma autorização. Não é recomendação”, disse o presidente do CFM, Mauro Luiz de Britto Ribeiro, na ocasião.

Metrópoles

Anvisa alerta sobre falsificação de vacina contra gripe

A Agência Nacional de Vigilância Santirária (Anvisa) alerta que foram identificados três casos de falsificação da vacina Fluarix Tetra, da empresa GlaxoSmithKline Brasil (GSK), utilizada para prevenir a influenza ou gripe.

De acordo com a Anvisa, em nota publicada em seu portal na internet, a vacina falsificada é vendida na apresentação frasco-ampola multidose, ou seja, um frasco que permite que várias doses sejam retiradas e aplicadas em diversas pessoas.

Segundo a Agência, a vacina original, Fluarix Tetra da GSK, é produzida e comercializada em embalagem que contém uma seringa preenchida com dose única, agulha, estojo plástico (para acondicionamento da seringa e da agulha), bula e cartucho.

A empresa GSK também fabrica a Fluarix com dez doses, porém a embalagem contém dez seringas preenchidas.

No Diário Oficial da União, do dia 4 de maio deste ano, foi publicada a Resolução Específica (RE) 1.319/2020, que determinou a apreensão e a inutilização dos produtos falsificados, bem como a proibição da sua comercialização, da sua distribuição e do seu uso.

“Se você encontrar a vacina Fluarix Tetra da GSK em frasco-ampola multidose, esteja certo de que se trata de falsificação e, portanto, a vacina não deve ser utilizada. Nesse caso, entre em contato com a Anvisa, via Notivisa, ou com o Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) da GSK, por meio do telefone 0800 701 22 33 ou do e-mail sac.brasil@gsk.com.”

Anvisa e Agência Brasil

terça-feira, 19 de maio de 2020

FIFA comunica CBF que Cruzeiro vai começar o Brasileiro da Série B com 6 pontos a menos na tabela. Entenda o caso

Foto: Washington Alves/Light Press - Denilson (em detalhe na foto)
A FIFA comunicou a CBF de que o Cruzeiro vai começar o Brasileiro da Série B com 6 pontos a menos na tabela. Pelo clube não ter quitado pagamento referente ao empréstimo do volante Denilson ao Al Wahda e não cabe recurso.

Valor na casa dos R$5 milhões tinha ontem como data limite para pagamento. Agora o processo volta para julgamento e o Cruzeiro terá algo em torno de 5 meses para pagar. Se não conseguir, aí a punição será mais severa, como rebaixamento.

O Conselho Gestor do Cruzeiro começou uma reunião por volta de 21h50 desta terça-feira para discutir o assunto. Reunião via conferência digital.

Via: Thiago Reis e Samuel Venâncio (Rádio Itatiaia)

Belo Oriente: o internauta perguntou e buscamos junto à Secretaria de Saúde detalhes sobre a forma de divulgação dos boletins

Após a divulgação do Boletim Epidemiológico nesta terça-feira, sendo confirmado mais um caso de coronavírus em Belo Oriente, o terceiro, um internauta, por meio de comentário na página do FUTBLOG DO SORRISO, nos sugeriu que buscássemos junto à Secretaria Municipal de Saúde um parecer sobre a forma como os boletins são divulgados.

De forma imediata contactamos o órgão responsável, que nos retornou também de forma imediata, nos dando uma resposta e assim repassamos ao nosso público.

O internauta

- Gostaria de sugerir ao Futblog do Sorriso, o endosso de cobrar da Prefeitura Municipal Belo Oriente a divulgação de um boletim mais detalhado. Indicações como: a localidade (distrito) dos pacientes positivos (confirmados); qual a forma mais provável do contágio, e o acompanhamento das pessoas que tiveram contato com o paciente antes dos sintomas se manifestarem.

A nota da Secretaria Municipal de Saúde em resposta a pergunta do internauta

- A Secretaria Municipal de Saúde não informa a localidade de residência para não violar o respeito ao sigilo do paciente e assim, evitar qualquer tipo de constrangimento ao mesmo. A equipe da Saúde tem acompanhado e monitorado os casos confirmados e que se encontram no momento cumprindo o isolamento social obrigatório. Informamos também, que o País decretou transmissão comunitária, ou seja, não há possibilidade de identificar a forma e local de transmissão. A Secretaria Municipal de Saúde, reforça as orientações de prevenção contra a propagação da Covid-19, que é, saia de casa, apenas quando necessário, e sempre com máscara, lave bem as mãos com água e sabão ou álcool gel, mantenha o distanciamento social nos locais fechados.

Presidente da Federação Alemã de Futebol propõe limites salariais aos clubes

Fritz Keller, presidente da Federação de Futebol da Alemanha (DFB, sigla em alemão), propôs limites salariais para ajudar a tornar o esporte mais sustentável. Segundo o dirigente, a pandemia do coronavírus apresentou a oportunidade de implementar reformas para o futuro.

No último sábado (16), a liga alemã se tornou a primeira da Europa a ser retomada após a suspensão do futebol por causa da pandemia da covid-19. Jogadores, técnicos e funcionários foram submetidos a exames completos.

"Temos de aproximar o futebol profissional das pessoas novamente", disse Keller, em um comunicado no site da federação. "Temos que pensar em um teto salarial. Comissões para consultores de jogadores e enormes quantias de transferências irritam cada vez mais nossa sociedade e deixam nosso amado esporte alienado", acrescentou o dirigente.

Ele disse que o futebol alemão precisava ser autocrítico, e que a crise por causa da covid-19 "oferece a oportunidade de olhar para o futuro e reposicionar o futebol". "Vejo o futebol como responsável por contribuir. Testes preventivos em larga escala podem ajudar a conter a pandemia até que uma vacina seja desenvolvida. A política e a ciência devem decidir em favor da prevenção testes, o futebol dará sua contribuição para o sucesso desta medida: com seu poder unificador, popularidade, logística e infraestrutura."

Agência Estado

Em meio à incerteza sobre retorno do Mineiro, Atlético retoma treinamentos

Foto: Pedro Souza/Atlético
O Atlético retomou os treinamentos na manhã desta terça-feira na Cidade do Galo depois de dois meses. Porém, a data de volta das competições é incerta. Inclusive, o presidente Sérgio Sette Câmara e o vice Lásaro Cândido têm perspectivas diferentes sobre o retorno do Campeonato Mineiro: um acredita que o campeonato possa não terminar, enquanto o outro prevê viabilidade da competição.

Lásaro é otimista. O principal argumento, na visão dele, é o pagamento da TV Globo sobre os direitos de transmissão, que já foi efetuado. "Eu acho que a fase de competição ainda vai demorar um pouco. Nós temos a competição estadual, onde temos seis datas, duas da fase de classificação e quatro das fases finais", diz.

Como solução, ele sugere "reduzir as fases semifinal e final para somente duas datas, ao invés de quatro". Ou seja, elas seriam disputadas em jogos únicos. "Em relação ao panorama geral do Brasil, o Campeonato Mineiro está mais fácil de ser finalizado. Portanto, a realização da competição, ainda que não seja em julho, agosto, pode ser em setembro, a gente coloca outra data", diz.

Enquanto isso, o presidente Sette Câmara demonstra certo pessimismo. Ele diz que há omissão da Federação Mineira de Futebol (FMF). "Não sei se o Campeonato Mineiro vai de fato acontecer porque não estou sentindo nenhum tipo de esforço neste sentido. Quem sabe, diante das nossas reclamações, isso possa chegar ao ouvido de quem tenha que tomar atitude e esse tipo de postura mude", diz.

"Infelizmente, estou aqui esperando uma ligação (do presidente da FMF, Adriano Aro) e, por enquanto, ela não aconteceu. Então, nós não sabemos se o Campeonato Mineiro vai acontecer, se não vai, quando vai acontecer. Estamos meio ao 'Deus dará' aqui em Minas Gerais. Vamos aguardar pra ver se alguma coisa acontece. Tenho me dirigido diretamente à CBF e pensando no Campeonato Brasileiro", alegou.

Os protocolos de retorno do futebol são estudados. A CBF, inclusive, já deu aval às federações para retomada das competições. A decisão final, contudo, depende das autoridades de saúde. Em Minas Gerais, o certo é que o retorno do futebol, conforme o presidente da FMF, Adriano Aro, poderá acontecer apenas após o pico de casos do coronavírus, previsto para a primeira quinzena de junho.

Rádio Itatiaia

Cruzeiro aguarda resultados de testes de covid-19 nesta terça para definir volta aos treinos

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro
O elenco profissional do Cruzeiro está perto de voltar aos treinos na Toca da Raposa II. Após a realização de exames de detecção do novo coronavírus (covid-19) em dirigentes, alguns membros da comissão técnica e funcionários do clube na última sexta-feira (15), jogadores e outros integrantes do departamento de futebol foram testados nesta segunda (18).

Ao todo, 42 pessoas foram submetidas aos testes nesta segunda-feira, de acordo com o Cruzeiro. Os jogadores passaram por testes sorológicos e de sangue. Além disso, aqueles que ainda não foram vacinados contra a gripe H1N1, também conhecida como gripe suína, receberam uma dose.

O clube informou também que todos os 55 colaboradores avaliados na última sexta (15) apresentaram resultado negativo para a doença.

A expectativa do Cruzeiro é que os resultados dos jogadores fiquem prontos nesta terça-feira (19). Responsável pelo departamento médico do clube, Sérgio Campolina explicou a forma como os testes foram aplicados e afirmou que os treinos só serão retomados após os resultados.

“Complementamos os testes em atletas e funcionários da comissão técnica. Tivemos duas tendas, sendo uma para a realização do exame nasal e outra para a coleta de sangue. Ou seja, nos cercamos por todos os lados para reduzir ao máximo as possibilidades de contágio da doença. O mais importante é que a Axial nos garantiu que o resultado será liberado dentro das próximas 24 horas, que será fundamental para que continuemos a preparação para o reinício dos trabalhos”, observou.

Além da testagem, o Cruzeiro reforçou a higienização em todos os departamentos da Toca II.

O Cruzeiro recebeu a liberação da prefeitura de Belo Horizonte para realizar atividades na Toca II com os jogadores do time profissional masculino na última quarta-feira (13).

Rádio Itatiaia

Secretaria Municipal de Saúde de Belo Oriente confirma o terceiro caso de coronavírus

Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde confirma o 3º caso positivo de Covid-19 em Belo Oriente. O paciente, homem de 21 anos, encontra-se em isolamento domiciliar e está sendo acompanhado pela equipe de saúde.

Justiça Federal mantém nomeação de diretor-geral da PF

O juiz federal Francisco Alexandre Ribeiro, da 8ª Vara Federa Cível de Brasília, negou um pedido em ação popular para que fosse anulada a nomeação do delegado Rolando Alexandre de Souza como diretor-geral da Polícia Federal (PF).

A suspensão da nomeação havia sido pedida pelo advogado Rubens Alberto Gatti Nunes, que coordena o grupo Movimento Brasil Livre (MBL).

Rolando de Souza foi nomeado e empossado em 4 de maio, após o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), ter anulado a nomeação de Alexandre Ramagem, atual diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), para o cargo.

Moraes impediu a posse de Ramagem após o então ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, ter pedido demissão alegando interferência política na PF por parte do presidente Jair Bolsonaro, a quem compete nomear o diretor-geral.

Para o MBL, a nomeação de Rolando de Souza, que trabalhava com Ramagem na Abin, foi um meio encontrado pelo governo para burlar a decisão do Supremo, o que foi negado pela Advocacia-Geral da União (AGU) na ação popular.

Ao não anular a nomeação de Rolando de Souza, o juiz federal Francisco Alexandre Ribeiro reconheceu a “gravidade da denúncia” feita por Moro, cujas alegações justificaram a anulação da nomeação de Ramagem e a abertura de inquérito no Supremo.

O magistrado afirmou, porém, que não poderia estender a Rolando de Souza as suspeitas que recaem sobre Alexandre Ramagem, “como se fosse possível presumir que ambos seriam cúmplices de alguma empreitada ilícita ou criminosa, ainda em estágio inicial de apuração”.

Entendimento em contrário resultaria na “colocação sob suspeição de todo e qualquer delegado que viesse a ser nomeado pelo Presidente da República”, acrescentou o juiz federal. Para ele, uma nova suspensão anularia, indevidamente, a competência presidencial de nomear o diretor-geral da PF.

Agência Brasil

Governo sanciona lei que cria programa de apoio às microempresas

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que cria o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). A Lei nº 13.999/2020, que abre crédito especial no valor de R$ 15,9 bilhões, foi publicada no Diário Oficial da União e entra em vigor hoje. O objetivo é garantir recursos para os pequenos negócios e manter empregos durante a pandemia do novo coronavírus no país.

Pelo texto, aprovado no fim de abril pelo Congresso, micro e pequenos empresários poderão pedir empréstimos de valor correspondente a até 30% de sua receita bruta obtida no ano de 2019. Caso a empresa tenha menos de um ano de funcionamento, o limite do empréstimo será de até 50% do seu capital social ou a até 30% da média de seu faturamento mensal apurado desde o início de suas atividades, o que for mais vantajoso.

As empresas beneficiadas assumirão o compromisso de preservar o número de funcionários e não poderão ter condenação relacionada a trabalho em condições análogas às de escravo ou a trabalho infantil. Os recursos recebidos do Pronampe servirão ao financiamento da atividade empresarial e poderão ser utilizados para investimentos e para capital de giro isolado e associado, mas não poderão ser destinados para distribuição de lucros e dividendos entre os sócios.

As instituições financeiras participantes poderão formalizar as operações de crédito até três meses após a entrada em vigor desta lei, prorrogáveis por mais três meses. Após o prazo para contratações, o Poder Executivo poderá adotar o Pronampe como política oficial de crédito de caráter permanente com o objetivo de consolidar os pequenos negócios.

Deverá ser aplicada ao valor concedido a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 3%, acrescidos de 1,25%. O prazo para pagamento do empréstimo será de 36 meses. Os bancos que aderirem ao programa entrarão com recursos próprios para o crédito, a serem garantidos pelo Fundo Garantidor de Operações (FGO-BB) em até 85% do valor.

Os empréstimos poderão ser pedidos em qualquer banco privado participante e no Banco do Brasil, que coordenará a garantia dos empréstimos. Outros bancos públicos que poderão aderir são a Caixa Econômica Federal, o Banco do Nordeste do Brasil, o Banco da Amazônia e bancos estaduais. É permitida ainda a participação de agências de fomento estaduais, de cooperativas de crédito, de bancos cooperados, de instituições integrantes do Sistema de Pagamentos Brasileiro, das fintechs e das organizações da sociedade civil de interesse público de crédito.

A lei foi sancionada com quatro vetos

Um dos trechos vetados previa que os bancos deveriam conceder o financiamento no âmbito do Pronampe, mesmo que a empresa tivesse anotações em quaisquer bancos de dados, públicos ou privados, de restrição ao crédito, inclusive protesto.

Para o governo, essa medida contraria o interesse público, bem como os princípios da seletividade, da liquidez e da diversificação de riscos, ao possibilitar que empresas que se encontrem em situação irregular, bem como de insolvência iminente, tome empréstimo, em potencial prejuízo aos cofres públicos. Além disso, com dispositivo proposto, as instituições financeiras poderiam direcionar as operações de crédito sob garantia do Pronampe para o pagamento de dívidas de suas próprias carteiras.

Acesso ao crédito

De acordo com pesquisa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em parceria da Fundação Getúlio Vargas, cresceu em 8 pontos percentuais a proporção de empresários que buscou crédito entre 7 de abril e 5 de maio deste ano. O levantamento mostra ainda que 90% das empresas de micro e pequeno porte registram queda nas receitas.

Entretanto, o mesmo estudo mostra que 86% dos pequenos empresários que buscaram crédito para manter seus negócios não conseguiram ou ainda têm seus pedidos em análise. Desde o início das medidas de isolamento no Brasil, apenas 14% daqueles que solicitaram crédito tiveram sucesso.

A pesquisa, realizada entre 30 de abril e 5 de maio, ouviu 10.384 microempreendedores individuais (MEI) e donos de micro e pequenas empresas de todo o país. Essa é a 3ª edição de uma série iniciada pelo Sebrae no mês de março, pouco depois do anúncio dos primeiros casos da doença no país.

O levantamento da entidade confirma uma tendência já identificada em outras pesquisas do Sebrae, de que os donos de pequenos negócios têm, historicamente, uma cultura de evitar a busca de empréstimo. Mesmo com a queda acentuada no faturamento, 62% não buscaram crédito desde o começo da crise. Dos que buscaram, 88% o fizeram em instituições bancárias. Já entre os que procuraram em fontes alternativas, parentes e amigos (43%) são a fonte de empréstimos mais citada, seguidos de instituições de microcrédito (23%) e negociação de dívidas com fornecedores (16%).

Para o Sebrae, esse comportamento pode ter diversas razões, entre elas as elevadas taxas de juros praticadas pelas instituições financeiras, o excesso de burocracia ou a falta de garantias por parte das pequenas empresas.

Analisando a procura de crédito junto aos agentes financeiros, a 3ª Pesquisa do Impacto do Coronavírus nos Pequenos Negócios mostrou que os mais demandados, desde o início da crise, foram os bancos públicos (63%), seguidos dos bancos privados (57%) e cooperativas de crédito (10%). Entretanto, avaliando a taxa de sucesso desses pedidos, o estudo do Sebrae apontou que as cooperativas de crédito lideram na concessão de empréstimos (31%) e, na sequência, aparecem os bancos privados (12%) e os bancos públicos (9%).

A pesquisa completa está disponível no site do Sebrae.

Agência Brasil

Portugal deve ter maratona de jogos no retorno do campeonato

Imagina 90 partidas de futebol sendo disputadas praticamente todos os dias? É o que pode acontecer no Campeonato Português. Em entrevista ao programa Bola Branca, da Rádio Renascença, de Lisboa, Sónia Carneiro, diretora-executiva da Liga Portugal, afirmou que as dez rodadas que faltam para terminar a competição serão jogadas de segunda a domingo, exceto em alguns dias de julho.
A expectativa é que o futebol retorne no dia 4 de junho e o campeonato termine já no dia 26 de julho. Ou seja, serão oito semanas de bola rolando, como explicou Sónia Carneiro.

“Estamos trabalhando com os operadores para otimizar os horários e preencher o calendário o mais rápido possível com o número máximo de dias de jogos. Os clubes estão fazendo um grande esforço neste sentido e o trabalho está sendo feito com os departamentos de futebol para que as equipes tenham um período de descanso mínimo de três a quatro dias”.

A diretora-executiva lembrou que as duas primeiras rodadas após a paralisação - em decorrência da pandemia do novo coronavírus (covid-19) - terão um espaçamento maior, de quatro ou cinco dias, mas depois os jogos passarão a ocupar o calendário quase diariamente.

O calendário deve ser divulgado ainda nesta semana, assim que a Liga Portugal definir quais os estádios poderão receber as partidas. A tendência é que o processo seja concluído até quinta-feira (21).

O Porto lidera o Campeonato Português, com 60 pontos conquistados. O Benfica é o segundo colocado, com 59 pontos, seguido por Braga, com 46, Sporting, com 42 e Rio Ave, com 38 pontos.

Agência Brasil

segunda-feira, 18 de maio de 2020

Seis novos casos de Covid-19 são confirmados pela Prefeitura de Ipatinga

Divulgação
A Prefeitura de Ipatinga confirmou seis novos casos de Covid-19 no município nesta segunda-feira (18). Segundo o boletim epidemiológico, Ipatinga tem 45 casos positivos para a doença.

De acordo com o município, trata-se de cinco homens de 29, 36, 38, 39 e 50 anos e uma mulher de 20 anos. Todos os pacientes estão cumprindo a quarentena em isolamento domiciliar e sendo acompanhados por equipes da Secretaria Municipal de Saúde.

Segundo o boletim divulgado pelo município, do total de confirmados até esta segunda-feira, dois estão internados, 16 em isolamento domiciliar e 27 curados.

G1 dos Vales

Prefeitura de Santana do Paraíso confirma quatro casos de coronavírus no município

A Prefeitura de Santana do Paraíso confirmou, nesta segunda-feira (18), quatro novos casos de coronavírus. De acordo com o município, agora são 12 infectados pela Covid-19.

Segundo a prefeitura, trata-se de duas mulheres de 25 e 38 anos, e dois homens de 37 e 43 anos. O município não divulgou o estado de saúde dos pacientes e se estão em isolamento domiciliar.

Até essa sexta-feira (15), último dia em que a prefeitura divulgou um boletim, na cidade havia 63 casos suspeitos e 134 descartados.

G1 dos Vales

Belo Oriente tem 2 casos confirmados e 1 curado de Covid-19. Veja os números

Divulgação

Oito novos casos de covid-19 em Governador Valadares. Ao todo, 7 pessoas já morreram por causa da doença.

Foto: Divulgação

Mais um caso confirmado de coronavírus em Caratinga

Divulgação
Nota da Secretaria de Saúde de Caratinga:

A Secretaria de Saúde de Caratinga, através do Departamento de Epidemiologia e Estatística, informa o Boletim Epidemiológico Diário do Covid-19 desta segunda-feira, dia 18/05/2020.

Sobre o novo caso confirmado: trata-se de uma moradora de Caratinga, que trabalha na área da saúde, do sexo feminino, de 41 anos de idade. Não houve a necessidade de internação da mesma, pois clinicamente ela passa bem. A família foi colocada em quarentena e até o momento ninguém apresenta sintoma sugestivo para Covid-19

Fifa promoverá jogo para levantar recursos para combater covid-19

A Fundação Fifa anunciou nesta segunda (18) que promoverá uma partida de futebol com o objetivo de arrecadar recursos para contribuir com a Access to Covid-19 Tools Accelerator, iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) que tem o objetivo de acelerar o desenvolvimento de novas tecnologias essenciais de saúde para combater o novo coronavírus (covid-19) por meio de diagnóstico, ações terapêuticas e vacinas.

“A Fundação Fifa se envolverá não apenas com a comunidade mundial de futebol, mas também com outras partes interessadas, de organizações não governamentais a outras fundações e do setor privado a governos, para garantir que esta iniciativa seja uma ajuda significativa para aqueles que estão na vanguarda da pesquisa do combate à covid-19”, disse o presidente executivo da Fundação Fifa, Mauricio Macri.

A entidade se comprometeu a anunciar futuramente a data, o local, os participantes e o formato do evento. A Fundação Fifa foi fundada em 2018 e se apresenta como “independente com os objetivos de ajudar a promover mudanças sociais positivas em todo o mundo e aumentar o apoio à recuperação e reconstrução de infraestrutura esportiva danificada ou destruída em todo o planeta”.

O trabalho da organização é supervisionado pelo Conselho da Fifa, que é liderado pelo presidente Gianni Infantino. O mandatário explica que o jogo pode demorar a acontecer, levando em consideração a segurança sanitária: “Temos participado ativamente da conscientização por meio de várias outras campanhas, e a Fifa também contribuiu financeiramente para essa causa, mas agora nos comprometemos a organizar esse evento global de captação de recursos quando a situação de saúde permitir, mesmo que seja apenas em alguns meses.”

Agência Brasil

Caixa deve receber 2,5 milhões de pessoas por dia até 13 de junho

Os novos calendários de saques do auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras) foram elaborados de modo a manter o fluxo nas agências da Caixa Econômica Federal em torno de 2,5 milhões de pessoas por dia, disse nesta segunda, em Brasília, o presidente do banco, Pedro Guimarães.

Explicou que, em todo o país, esse movimento se repetirá diariamente nesta terça (19) até 13 de junho, quando acabará o saque em dinheiro da segunda parcela.

Segundo Guimarães, o cronograma foi pensado para impedir picos de movimentação nas agências, como os ocorridos em 4 e 5 de maio, quando o saque da primeira parcela em espécie coincidiu com a retirada do dinheiro por quem tinha transferido o benefício para a conta de amigos ou de parentes. “Esse equilíbrio é para ter 2,5 milhões de pessoas [sacando nas agências] na mesma data”, explicou o presidente da Caixa.

De hoje até o dia 29, as agências receberão diariamente 1,9 milhão de beneficiários do Bolsa Família, que retirarão a segunda parcela do auxílio emergencial com base no último dígito do Número de Inscrição Social (NIS). A partir de amanhã, o movimento diário será reforçado por pessoas que tiveram a primeira parcela liberada na última sexta-feira (15) . Esse contingente, de 8,3 milhões de pessoas, irá ao banco dividido em grupos de 600 mil pessoas por dia, com base no mês de nascimento.

De 30 de maio a 13 de junho, será a vez de os inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e dos trabalhadores informais irem às agências sacarem a segunda parcela em dinheiro. A retirada também se dará conforme o mês de nascimento, num total estimado entre 2,4 milhões e 2,7 milhões de pessoas por dia.

O pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial para os informais e os inscritos no CadÚnico começa amanhã e vai até o dia 26, mas o dinheiro só será depositado na conta poupança digital da Caixa.

Até o dia 30, esses beneficiários só poderão movimentar o dinheiro por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas, de boletos bancários e de compras em lojas e estabelecimentos parceiros do banco.

O presidente da Caixa explicou que o dinheiro da segunda parcela depositado na conta digital só poderá ser sacado em espécie a partir do dia 30 para evitar aglomerações nas agências.

Diferentemente do pagamento da primeira parcela, a transferência da conta digital para contas de terceiros também só será liberada quando começar o saque em dinheiro.

“O movimento nas agências subiu no início de maio por causa disso. Muita gente transferiu para a conta de amigos ou de parentes que foram sacar nas agências da Caixa, aumentando as filas”, justificou.

Guimarães explicou ainda que quem teve o auxílio emergencial liberado mais tarde terá um calendário próprio, recebendo as três parcelas com 30 dias de diferença cada. Como o benefício pode ser pedido até 3 de julho, quem tiver o auxílio liberado após essa data receberá até setembro, caso a primeira parcela saia em julho, ou outubro, caso a primeira parcela só saia em agosto.

Balanço
A Caixa Econômica apresentou o balanço mais recente do auxílio emergencial. Até as 14h de hoje, o banco pagou R$ 37,3 bilhões a 52,3 milhões de pessoas. O número inclui tanto a primeira parcela como o primeiro dia de pagamento da segunda parcela. Em relação ao primeiro lote, 96% dos beneficiários sacaram todos os recursos.

A vice-presidente de Governo da Caixa, Tatiana Thomé, apresentou dados do Benefício Emergencial (BEm), que complementa a renda do trabalhador com jornada reduzida ou com contrato suspenso durante a pandemia com uma parcela do seguro-desemprego a que o empregado teria direito se fosse demitido. Desde 4 de maio, a Caixa, que opera o BEm, pagou R$ 1,7 bilhão a 1,8 milhão de empregados.

Desse total, R$ 1,1 bilhão foram creditados em contas de correntistas do próprio banco, R$ 597,5 milhões na conta poupança digital e R$ 27,4 milhões no Cartão do Cidadão.

Segundo a vice-presidente, nesta semana o banco deverá pagar R$ 425 milhões a 428 mil trabalhadores. O BEm é pago 30 dias depois da assinatura do acordo de redução de jornada ou de suspensão de contrato, em duas ou três parcelas.


Agência Brasil

Premier League autoriza treinos em pequenos grupos

Os clubes da Inglaterra deram um passo importante para o retorno do campeonato nacional do país. Em uma reunião por videoconferência, realizada nesta segunda (18), os clubes que participam da competição decidiram, de forma unânime, permitir o retorno de treinos em pequenos grupos a partir da tarde da próxima terça.

“Os acionistas da Premier League [entidade que organiza o Campeonato Inglês] votaram hoje, por unanimidade, pelo retorno dos treinos em pequenos grupos a partir da tarde de amanhã, o primeiro passo para reiniciar a Premier League, quando for seguro”, diz o comunicado.

Segundo a Premier League: “O primeiro passo do protocolo de retorno aos treinos permite que as equipes treinem, mantendo distanciamento social. O treinamento com contato ainda não é permitido. Esta primeira etapa foi acertada em consulta com jogadores, dirigentes, médicos de clubes da Premier League, especialistas independentes e Governo. Protocolos médicos rigorosos do mais alto padrão garantirão que todos retornem aos treinos no ambiente mais seguro possível. A saúde e o bem-estar de todos os participantes são a prioridade da Premier League, e o retorno seguro ao treinamento é um processo passo a passo”.

No final da última semana foi dado outro sinal de que a competição pode estar no caminho do reinício, quando o secretário de Internet, Cultura, Mídia e Esporte do governo britânico, Oliver Dowden, afirmou que o Governo está “abrindo a porta” para o futebol voltar no próximo mês.

“O Governo está abrindo a porta para o futebol voltar com segurança em junho. Isto deveria incluir ampliar o acesso para torcedores verem cobertura ao vivo e fazer com que as finanças da retomada dos jogos sustente a família do futebol como um todo”, declarou o líder político naquela oportunidade.

Agência Brasil

Campeonato Escocês termina, prematuramente, com Celtic campeão

O conselho da Liga Escocesa de Futebol (SPFL, sigla em inglês) decidiu nesta segunda (18) antecipar o fim do campeonato da primeira divisão do país, a Premiership Ladbrokes, e declarou o Celtic como o campeão da temporada 2019/2020. A decisão, tomada em comum acordo com todos os 12 clubes que disputam o torneio, foi tomada por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

“A covid-19 causou estragos nas competições esportivas em todo o mundo e as repercussões serão sentidas por um longo tempo. As restrições do governo escocês e as profundas preocupações com a segurança dos jogadores e espectadores deixaram a SPFL sem opção realista. (...) agradecemos aos clubes da Premiership por seu apoio a essa decisão”, explicou o presidente da SPFL, Murdoch MacLennan, em comunicado oficial publicado no site da entidade.

Se adaptando aos novos tempos, pós-surgimento da covid-19, o Celtic também divulgou nota oficial comemorando o nono título consecutivo no Escocês, e pediu aos torcedores para que não comparecessem ao estádio do clube para comemorar.

“Queremos que os fãs celtas de todo o mundo celebrem com estilo mas, é claro, a segurança é a prioridade número um para todos e, por enquanto, isso significa celebrar em nossas casas. Todos devemos permanecer seguros e ficar em casa. Por favor, NÃO venha ao Celtic Park.”

O Campeonato Escocês reúne 12 clubes e cada um deles joga três vezes contra todos os adversários, totalizando nesta primeira fase 33 jogos. Na segunda etapa, dois grupos são formados: os seis primeiros e os seis últimos na tabela, que se enfrentam entre si dentro da sua chave, somando cinco jogos por equipe. Ou seja, todos os times disputam 38 partidas, de acordo com o regulamento da competição.

Restavam ainda oito jogos para a maioria dos clubes para o término da competição, com exceção do Rangers e St. Johnstone, que realizaram 29. A classificação final manteve as pontuações da última rodada disputada, em dia 13 de março. Na parte debaixo da tabela, o Hearts, o último colocado, caiu para a segunda divisão.

Pandemia já causou o fim precoce de torneios de futebol na Bélgica, França e Holanda.

Agência Brasil

Conselheiras tutelares de Belo Oriente falam sobre combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

Na manhã desta segunda-feira, conversamos em Belo Oriente-MG, com as conselheiras tutelares: Vanessa Reis, Fábia Domingos e Raquel Geyse. O dia 18 de maio é de conscientização: Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Confira abaixo: