sábado, 9 de maio de 2020

Zagueiro Léo, em entrevista disse: "Quase jogamos Thiago Neves dentro do armário"

Foto: Divulgação
Em entrevista ao site "Deus me Dibre", no YouTube, o zagueiro Léo, de forma bem descontraída, disse que "quase jogaram" o meia Thiago Neves no armário com a má campanha do time no último Brasileirão e rebaixamento para a Série-B do futebol nacional pela primeira vez.

"Não faltou cobrança, não faltou exigência, houve dias em que exigimos muito. E quase jogamos ele (Thiago Neves) dentro do armário, passamos a ele várias questões. Só que tem uma questão que somos funcionários do clube, há coisas que vêm de cima, da diretoria, e somos pressionados como um todo”, disse o atleta.

Citou inclusive que, esperavam ações vindas da diretoria com relação a situação do time, o que acabou não acontecendo, e a queda veio, para a tristeza do torcedor celeste, que viu o time ser derrotado pelo Palmeiras no Mineirão, na última apresentação pela Série-A.

Zagueiro Dedé faz trabalho de recuperação em casa e futuro segue indefinido

Foto: Divulgação
O zagueiro Dedé se recupera em casa de mais uma lesão. O jogador que acumula no decorrer das últimas temporadas um histórico de lesões.

Em casa ele vem fazendo exercícios e disse que nunca desistirá. O jogador tem futuro incerto no Cruzeiro.

Ele que foi apontado por parte da torcida como um dos responsáveis pelo fracasso do time na temporada que culminou com o rebaixamento.

Alexandre Mattos sai em defesa de Felipe Melo: "Fomos campeões juntos e, acima de tudo, é um baita profissional"

O ex-diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, entrou em defesa de Felipe Melo, após o jogador ter sido duramente criticado pelo italiano Chiellini, em sua biografia. O jogador italiano havia dito que Felipe Melo "foi o pior dos piores, uma maçã podre".

Quem também acabou criticado foi o atacante Balotelli. O defensor da Juventus falou muito mal a respeito do atleta. “Fomos campeões juntos e, acima de tudo, é um baita profissional, um cara que quer vencer.

Às vezes, o cara que quer vencer e fala o que pensa carrega com ele essas bobagens, principalmente muitos invejosos, o que deve ser o caso desse jogador aí (Chiellini)”, disse Alexandre Mattos em entrevista ao Fox Sports.

Membros do departamento de futebol "interfere" e Sampaoli deve repensar sobre descartar jogadores

O técnico Jorge Sampaoli vai reconsiderar as medidas que teve participação direta dele com relação a saída de jogadores do Atlético.

O treinador foi convencido por membros do departamento de futebol e atletas preteridos e que estavam praticamente fora dos planos, voltam a ganhar nova oportunidade fazendo parte do elenco.

Nomes como de Zé Wellison, Ricardo Oliveira, Di Santo e outros, por enquanto, seguem como opção.

Presidente do Corinthians reclama que patrocinadores reduziram ou suspenderam valores por causa do coronavírus

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, disse que ps nove patrocinadores do clube, de alguma forma, reduziram ou suspenderam os valores, deixando a situação financeira do clube ainda mais delicada.

Os atuais patrocinadores do clube são: BMG, Joly, Marjosports, Cartão de Todos, Hapvida, Alê, Midea, Poty e TOTVS - em julho a Serasa Limpa Nome passa a ser patrocinador também.

Ex-Corinthians marca na vitória do Daejeon sobre o Suwon FC pelo Sul-Coreano

Emprestado pelo Corinthians, o atacante André Luis deixou sua marca, neste sábado, na vitória do Daejeon Hana Citizen sobre o Suwon FC, por 2 a 1, na retomada do Campeonato Sul-Coreano.

Foi o primeiro gol dele pelo clube, onde chegou em janeiro.

Mais dois jogadores do Galo furam quarentena e jogam futebol com os amigos

Depois de Cazares e Otero, mais dois jogadores do Atlético, Zé Welison e Mansur, furam quarentena e são fotografados jogando futebol com amigos no campo do Santa Cruz, em Belo Horizonte.

Os dois atletas que à princípio estariam de fora dos planos dos planos do técnico Jorge Sampaoli. Informações destacadas pelo repórter Cláudio Rezende, da Rádio Itatiaia.

Presidente Jair Bolsonaro desiste de churrasco no Alvorada após repercussão negativa

Foto: Alan Santos/PR
O presidente Jair Bolsonaro desistiu de realizar um churrasco no Palácio da Alvorada neste sábado, após forte repercussão negativa pela confraternização em meio ao avanço de mortes pela covid-19. Bolsonaro ainda chamou de "churrasco FAKE", em publicação nas redes sociais, o evento que ele mesmo havia anunciado dias antes.

"Alguns jornalistas idiotas criticaram o churrasco FAKE, mas o MBL se superou, entrou com AÇÃO NA JUSTIÇA", escreveu o presidente neste sábado.

Na quinta-feira (7), Bolsonaro disse que receberia "uns 30 convidados" no Palácio do Alvorada. O churrasco seria bancado com "vaquinha" de R$ 70 por pessoa. Segundo o presidente, os convidados ainda fariam uma "peladinha", como são chamados jogos de futebol.

O assunto #churrascodamorte esteve entre os mais comentado no Twitter neste sábado. Pela manhã, Bolsonaro recebeu apenas o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, na residência oficial da Presidência.

Desde a decretação do estado de emergência em razão da pandemia, o presidente Bolsonaro tem tido vários compromissos no fim de semana, que contrariam as recomendações de isolamento social. Em Brasília, ele já visitou o comércio local, causando aglomeração em regiões administrativas da capital federal, e participou de manifestações favoráveis ao seu governo e contrárias ao Congresso Nacional e Supremo Tribunal Federal.

Agência Estado

sexta-feira, 8 de maio de 2020

Três homens são presos em operação das Polícias Civil e Militar no município de Sardoá

Foto: Divulgação/Polícia Militar 
Autores são suspeitos de cometerem diversos crimes na região. Foram apreendidas drogas, celulares, dinheiro e motocicleta, entre outros itens.

Três homens foram presos durante uma operação das Polícias Civil e Militar no município de Sardoá, no Vale do Rio Doce, nesta quinta-feira (7). A ação teve como objetivo prevenir homicídios na região e coibir o tráfico de entorpecentes.

Durante a operação, um homem foi preso em cumprimento de mandado de prisão. Outros dois foram detidos em flagrante durante cumprimento de mandados de busca e apreensão, nos quais foram apreendidas 34 pedras de crack, uma bucha e um cigarro de maconha, cinco celulares, R$ 864, uma motocicleta, entre outros itens.

De acordo com a polícia, os autores eram suspeitos de cometerem vários crimes na região. Eles foram encaminhados para a Delegacia Civil juntamente com o material apreendido.

G1 dos Vales

Confira os números dos casos de coronavírus atualizados nesta sexta-feira

Foto: Divulgação/Secretaria Municipal de Saúde de Belo Oriente

Clubes assinam nota pelo retorno do futebol, exceto Flu e Botafogo

Foto: Marco Antonio Rezende/Prefeitura do Rio de Janeiro 
Documento da Ferj cita retomada com aval das autoridades de saúde

O campeonato carioca segue paralisado devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). Já nos bastidores do futebol a movimentação intensa. Entre os quatro grandes clubes do estado do Rio de Janeiro, há posições divergentes sobre o retorno das competições, mesmo que sejam realizadas com portões fechados, respeitando rígidos protocolos de segurança na prevenção ao contágio do novo coronavírus. O desacordo ficou evidente na nota oficial publicada nesta sexta (8), no site da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), com a assinatura de representantes de 13 times de primeira e segunda divisões do Campeonato Carioca, exceto Botafogo e Fluminense.

O presidente do Alvinegro Nelson Mufarrej explicou porquê não assinou o documento. “É questão de coerência o nosso posicionamento público. Estamos próximos ao pico da pandemia com o sistema de saúde perto da asfixia e o que mais se fala é em lockdown”. O dirigente defende a ideia de que o futebol pode esperar. “O retorno tem que ser orgânico. Respeito a atitude dos demais clubes, mas entendemos ser a hora de preservar a saúde de todos e por isso não assinamos”.

A nota de esclarecimento da Ferj menciona que “por inúmeros motivos os clubes desejam retornar as suas atividades o mais breve que lhes for possível e permitido, e estão prontos para reiniciar, em primeira fase, tão somente os treinamentos, de forma responsável, restrita, reduzida, sob vigilância, sem aglomerações ou presença de público e em obediência a um rigoroso protocolo médico de normas e procedimentos imperativos , sempre comprometidos com a preservação da integridade da saúde de todos os envolvidos e também em atenção às medidas de prevenção e combate à disseminação da COVID”.

O Fluminense explicou por meio de nota oficial publicada no site do clube, o motivo pelo qual não assinou a carta da Ferj. “Não é o momento do futebol brasileiro dar qualquer sinalização de retorno do esporte quando o país inteiro, particularmente o Rio de Janeiro, está com extrema dificuldade de cumprir o isolamento social necessário para reduzir o número de contaminações e mortes”.

Vasco e Flamengo ainda não haviam se manifestado até o fechamento desta edição. Além dos dois clubes, assinaram a nota da Ferj: América, Americano, Bangu, Boavista, Cabofriense, Friburguense, Madureira, Nova Iguaçu, Portuguesa, Resende e Volta Redonda.

Agência Brasil

Caixa atualiza aplicativo e agiliza atendimento para saque emergencial

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
O vice-presidente da Rede de Varejo da Caixa Econômica, Paulo Henrique Angelo, participou de entrevista coletiva virtual, direto de Manaus.

Ele disse que foram realizados 270 mil saques na poupança digital desde ontem(7). Espera-se que 350 mil saques ocorram até o fim desta sexta-feira. O número de saques vem caindo ao longo da semana. O pico de saques ocorreu na segunda(5) e terça-feira, quando foram feitos mais de um milhão de saque do auxílio emergencial.

Até o momento, foram feitas 20 milhões de transições em poupança digital. Paulo Henrique Angelo lembrou que o aplicativo da Caixa passou por atualização e agilizou a fila virtual.

Neste sábado, 680 agências da Caixa estarão abertas entre 8h e 12h para pagamento de auxílio emergencial. Clique aqui para saber quais agências vão abrir no sábado.

A expectativa dos benecifiários é que a Caixa divulgasse hoje quando será pago a 2ª parcela do auxílio emergencial de R$ 600. O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, disse ontem (7), em reunião virtual da comissão mista de deputados e senadores que acompanha as medidas do governo federal para o enfrentamento da covid-19, que o calendário seria anunciando nesta sexta-feira (8).



Pagamento do segundo lote dos R$ 600 será mais eficiente, diz Caixa

O pagamento do segundo lote do auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras) será mais eficiente porque a base de dados da Caixa Econômica Federal está montada, disse hoje (6) o presidente do banco, Pedro Guimarães. Segundo ele, o novo calendário, que será divulgado ainda esta semana, terá datas mais espaçadas para evitar aglomerações nas agências.

“Na segunda parcela, poderemos pagar de maneira diferente, estamos discutindo com o Ministério da Cidadania uma maneira onde já temos a base de dados. E a grande maioria das pessoas terá essa organização com datas espaçadas, ou seja, não faremos a forma de pagar [nascidos em] janeiro e fevereiro em um dia ou maio e junho em outro dia. Porque pagar 20 milhões de pessoas com conhecimento muito baixo da questão de tecnologia acabava gerando demanda muito grande”, disse Guimarães em coletiva.

Justiça determina que Caixa adote regras para reduzir filas no Rio

A 3ª Vara Federal do Rio de Janeiro determinou na quinta-feira (7) que a Caixa Econômica Federal adote regras para agilizar a concessão do auxílio emergencial no estado, com o objetivo de diminuir as longas filas em frente às agências do banco de pessoas em busca do benefício concedido durante a pandemia do novo coronavírus (covid-19).

A decisão atendeu a ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF), pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro e pela Defensoria Pública da União.

Com a decisão, a Caixa tem que pagar o auxílio emergencial mediante depósito na conta indicada pelo beneficiário, no prazo máximo de cinco dias, a partir da data da conclusão da análise dos dados pela Dataprev.

Paga a trabalhadores informais de baixa renda e a beneficiários do Bolsa Família, a renda básica emergencial de R$ 600 ou de R$ 1,2 mil para mães solteiras será depositada de forma automática para quem já está inscrito no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) a partir de quinta-feira (9) e tem conta no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal. Os demais trabalhadores terão de se cadastrar no aplicativo Caixa Auxílio Emergencial ou no site Auxílio Caixa.

Agência Brasil

Lateral brasileiro Renan Lodi testa positivo para coronavírus

Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Jogador da seleção e do Atlético de Madri está assintomático

O lateral brasileiro Renan Lodi, da seleção brasileira e do Atlético de Madri (Espanha), testou positivo para o novo coronavírus (covid-19), publicou nesta sexta (8) o jornal espanhol Marca.

O brasileiro, que realizou o teste na última quarta, está assintomático e realiza isolamento social em sua casa. O lateral realizará um novo teste quando o médico do clube decidir, e, tendo o resultado negativo, poderá se juntar aos treinos individuais que o elenco do Atlético inicia no próximo sábado.

Além de Lodi, outros nove jogadores da equipe espanhola testaram positivo para o novo coronavírus.

O teste do brasileiro foi realizada alguns dias após a La Liga (entidade que organiza o Campeonato Espanhol) anunciar que os clubes das duas principais divisões da Espanha voltariam aos treinos seguindo um protocolo firmado entre as autoridades esportivas e de saúde do país.

Renan Lodi, de 22 anos, é uma das novas caras da seleção brasileira, tendo sido convocado pela primeira vez pelo técnico Tite no final de 2019 após boas atuações pelo time espanhol.

Agência Brasil

Com gol solitário, Jeonbuk vence Suwon na abertura do Campeonato Sul-Coreano

Foto: Reprodução/Twitter
Começou nesta sexta-feira, a K-League (Campeonato Sul-Coreano). Em meio a pandemia que assola o mundo, a competição terá suas rodadas, pelo menos por enquanto, com portões fechados. O jogo de abertura aconteceu no estádio Jeonju World Cup, em Jeonju.

O primeiro tempo entre Jeonbuk e Suwon não teve grandes emoções. Como em todos os cantos do mundo, teve brasileiro em campo, Murilo, ex-jogador do Botafogo de Ribeirão Preto, Novorizontino, Ponte Preta, Linense e Goiás. Ele esteve em campo atuando pelo Suwon.

Em jogada que teve participação do atleta precisou inclusive da consulta ao VAR ser feita pelo árbitro da partida. No lance, a bola aparentemente havia tocado a mão do brasileiro dentro da área, mas o árbitro, após fazer a consulta, não deu a penalidade. Na etapa final, o jogo teve a companhia da chuva.

No minuto 84, o gol único da partida, e do Jeonbuk, saiu. Lee Dong-Gook, de cabeça, colocou a bola na rede, após cruzamento de Son Jun-Ho, pela esquerda. A rodada prossegue no final de semana.

Sexta-feira
Jeonbuk 1 x 0 Suwon

Sábado
Ulsan x Sangju Sangmu
Incheon x Daegu
Gwangju x Seongnam

Domingo
Pohang Steelers x Busan
Gangwon x Seoul

quinta-feira, 7 de maio de 2020

Horário normal do comércio varejista de Belo Oriente será restabelecido nesta sexta-feira

Foto: José Dias Sorriso
O comércio varejista de Belo Oriente terá, a partir desta sexta-feira (8), seu horário de funcionamento normal restabelecido, conforme informações da Associação Comercial e Empresarial de Belo Oriente, na noite desta quinta-feira. O horário será restabelecido e o funcionamento seguirá com algumas medidas por parte do decreto municipal que terá uma nova formatação.

NOTA DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE BELO ORIENTE

"Boa Noite, 

Prezados Associados, em resposta a nossa solicitação enviada à Prefeitura Municipal de Belo Oriente, informamos que à partir de amanhã (sexta-feira) dia 08/05, está restabelecido o horário de funcionamento normal do Comércio varejista, de 08h00 às 18h00. A decisão vem acompanhada de regras de prevenção obrigatórias, que deverão ser adotadas pelas empresas. O decreto será disponibilizado amanhã (sexta-feira), com todas as informações, inclusive detalhes e regras de funcionamento dos demais ramos. Orientamos que as empresas adotem desde já, o uso de máscaras pelos colaboradores, e disponibilização de álcool em gel para os clientes.

Atenciosamente,

Ace Cdl Belo Oriente.

Cidade: Prefeitura de Belo Oriente realiza higienização e desinfecção de espaços públicos

Foto: Divulgação
A Prefeitura de Belo Oriente por meio da Secretaria Municipal de Saúde iniciou nesta quinta-feira, 07, a higienização e desinfecção dos espaços públicos do município. O serviço teve início na Praça Nossa Senhora da Piedade, no Centro e será realizado em todos os espaços públicos da cidade onde ocorrem aglomerações de pessoas.

Para realizar o trabalho de higienização e desinfecção dos espaços, os profissionais da saúde estão utilizando uma solução de hipoclorito de sódio. O produto tem eficácia em desinfecção de locais em que apenas água e sabão não seriam eficientes para desinfetar.

O serviço é importante, pois o vírus pode ficar retido na superfície de objetos e também no solo, e a solução de hipoclorito de sódio é eficiente nesses casos. Para realizar o trabalho, os servidores da saúde têm seguido todos os protocolos.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Ranieri Prado, a Administração Municipal tem tomado uma série de medidas para o combate da propagação do Novo Coronavírus, mas que é necessária a cooperação da população.

“Para que o trabalho da prevenção à transmissão do Novo Coronavírus seja mais eficaz, é necessário que a população nos ajude fazendo a sua parte. Somente saia de casa apenas quando for necessário, evite aglomerações, ao sair de casa, use máscara. Esses pequenos gestos são importantes para combatermos este vírus”, pontua o secretário.

PMBO

Pastor Valdemiro Santiago promete cura da Covid-19 com ''semente'' de R$ 1 mil

Foto: Reprodução
Líder religioso da Igreja Mundial do Poder de Deus apresentou supostamente um paciente curado

O pastor Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus, prometeu a cura do novo coronavírus com uma ‘semente milagrosa’.

Em vídeo publicado no YouTube da igreja, o líder explica que o item custa R$ 1 mil e que, após seu plantio, será possível ler ‘sê tu uma bênção’ (ele mostrou imagens).



Santiago levou uma pessoa, que disse ser uma paciente grave curado do novo coronavírus. Ele teria estado em "estágio muito avançado" da doença, segundo o pastor. Santiago até sugere que seria bom uma "reportagem (em redes de televisão) para mostrar" o caso.

A Organização Mundial da Saúde não considera que o novo coronavírus possua algum tratamento completamente eficaz, assim como vacinas.

O TEMPO

Campeonato Alemão volta no dia 16 de maio com Borussia e Schalke

Foto: Reprodução/Bundesliga
Na Coreia do Sul, futebol já retorna nesta sexta

O Campeonato Alemão já tem uma data de reinício, o dia 16 de maio, com a partida entre Borussia Dortmund e Schalke 04 (o clássico do vale do Ruhr). A decisão foi anunciada nesta quinta (7) pela Liga Alemã de Futebol (DFL).

Desta forma, o Campeonato Alemão é o primeiro dos principais campeonatos da Europa a retornar os jogos após o início da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Segundo a DFL, outros cinco jogos serão realizados no dia 16 de maio, todos seguindo um rigoroso protocolo de saúde que impede a presença de torcedores nos estádios.

O diretor-executivo da DFL, Christian Seifert, afirma há grande expectativa em relação ao retorno da competição: “Vejo relatos de Los Angeles, Londres e Tóquio de que somos a primeira grande liga a retornar”.

Na opinião do dirigente, que falou em uma entrevista por videoconferência: “Isso só é possível porque temos o privilégio de morar em um país [Alemanha] com um dos sistemas de saúde mais modernos do mundo”.

Para o retorno dos jogos as equipes terão que seguir um estrito protocolo de segurança no qual todas as equipes terão que ficar em isolamento completo por sete dias antes de 16 de maio, com todos os jogadores sendo testados para reduzir o risco de qualquer contágio.

Reinício da Coreia do Sul
Se na Alemanha a bola ainda demorará um pouco para voltar a rolar, na Coreia do Sul o futebol profissional volta na próxima sesta (8). O primeiro confronto da K-League será entre o atual campeão Jeonbuk Motors e o Suwon Bluewings.

Sem público até vacina
Onde o futebol só retorna na próxima temporada é na Holanda, onde o campeonato foi encerrado de forma antecipado por causa da pandemia do novo coronavírus. A novidade é a decisão do ministério da saúde do país de proibir a presença de público em jogos de futebol até que se descubra uma vacina para o covid-19.

Agência Brasil

Não há regra geral sobre isolamento social, diz ministro da Saúde

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Diferentes medidas devem ser adotadas por estados e municípios

O ministro da Saúde, Nelson Teich, disse nesta quinta (7) que o governo não tem uma uma regra geral para todo o país sobre a necessidade do isolamento social. Segundo ele, diferentes medidas devem ser adotadas por estados e municípios a depender do avanço do novo coronavírus em cada local.

Teich, que assumiu a pasta da Saúde há cerca de 20 dias, participa de uma reunião da comissão externa da Câmara dos Deputados que debate ações preventivas contra o coronavírus.

“A gente tem desde medidas mais simples, que vão passar principalmente por distanciamento social, higiene das mãos, uso de álcool em gel e das máscaras, até situações em que vai ter que ter o lockdown [fechamento total, confinamento]. O problema é que não dá para trabalhar essa discussão como se o lockdown fosse a essência de tudo”, disse o ministro, ao ser questionado sobre qual a orientação do governo sobre o isolamento social.

De acordo com Teich, o ministério elaborou uma “matriz de riscos” para orientar os entes federados nas medidas. A matriz leva em conta critérios como a incidência e o crescimento da doença no local, a estrutura disponível, como hospitais, leitos deunidade de terapia intensiva (UTI) e ambulatórios para tratar os casos do novo coronavírus e os recursos humanos disponíveis.

“Com isso, a gente avalia o quão difícil vai ser para a estrutura suportar o crescimento [da doença]. A partir daí, você define se tem que segurar muito o número de casos novos e aí você pode ter que chegar a situações extremas como o lockdown”, disse Teich. "O que não podemos é transformar isso em uma discussão política, é uma discussão técnica. Vai ter uma situação para cada lugar e cada momento", acrescentou.

O lockdown, uma espécie de bloqueio total, é considerado como uma medida mais radical de distanciamento social, quando o funcionamento de estabelecimentos e a circulação de pessoas é restringida ao máximo.

De acordo com o ministro, caberá a estados e municípios decidir qual o tipo de medida, inclusive o lockdown, deve ser adotada. “A orientação geral hoje é que se analise cada região com base nas variáveis, lembrando que essa é uma decisão local de estados de municípios”, afirmou.

A medida foi adotada no Maranhão na última terça-feira (5), por determinação judicial, em quatro municípios da região metropolitana de São Luís.

O lockdown também foi anunciado pelo governo do Pará, em 10 cidades, e vai funcionar de hoje até o próximo domingo (9) de forma "educativa". Depois, punições poderão ser aplicadas em caso de descumprimento até o domingo (17).

No Ceará, a capital Fortaleza, decretou a partir de amanhã (8) a proibição da circulação de pessoas" em locais ou espaços públicos, "salvo quando em deslocamentos imprescindíveis para acessar as atividades essenciais".

Agência Brasil

São Paulo retoma e amplia rodízio de veículos para conter coronavírus

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Mudança entra em vigor na capital paulista na próxima segunda-feira

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, anunciou nesta quinta (7) a volta e a ampliação do rodízio de veículos na capital paulista. A medida que proíbe os automóveis de transitarem pela cidade em determinados dias da semana a partir do número das placas havia sido suspensa no início da quarentena na cidade. Normalmente, a restrição valia para um dia da semana para cada veículo.

No rodízio apresentado hoje, como medida de combate à disseminação do coronavírus, os veículos cuja placa tenha número final par poderão circular apenas nos dias pares do mês. Da mesma forma, os veículos que tenham placas terminadas em numero ímpar terão autorização para circular nos dias ímpares. Ao contrário do rodízio normal, a restrição vale também para os finais de semana e durante todo o dia, não apenas nos horários de pico, como no sistema anterior. A mudança entra em vigor na próxima segunda-feira (11). Motos estão liberadas do rodízio.

Pressão no sistema de saúde
Covas justificou a medida devido ao número crescente de mortes e novos casos de covid-19 que vem sendo registrados nos últimos dias. “Não dá para a gente deixar de tomar medidas como essa em um momento que a taxa de ocupação de leitos de UTI [unidades de tratamento intensivo] passa de 80%”, ressaltou.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, em algumas unidades a ocupação dos leitos de UTI passa de 90%, como no hospital da Bela Vista (região central) e de Itaquera (zona leste). A cidade tem, segundo o último balanço da prefeitura, 1.928 mortes confirmadas por coronavírus e 2.372 óbitos suspeitos, em um total de 4,3 mil possíveis vítimas da doença.

Medidas alternativas
O prefeito disse que a intenção inicial ao suspender o rodízio era reduzir as aglomerações de pessoas no transporte público. Porém, a avaliação, agora, é que a medida teve o efeito indesejado de incentivar as pessoas a saírem de casa nos veículos particulares. “A liberação do rodízio tem servido como um estimulante para as pessoas saírem de casa”, enfatizou.

Nesta semana, a prefeitura havia tentado colocar bloqueios em avenidas importantes da cidade como forma de reduzir a circulação. No entanto, a ação não aumentou a adesão à quarentena, além de fazer o Ministério Público de São Paulo abrir uma investigação sobre denúncias de que a restrição teria afetado o trânsito de ambulâncias.

Segundo o prefeito, o Executivo municipal vem buscando medidas alternativas ao confinamento extremo, quando as pessoas são impedidas de sair de casa sem justificativa, chamado de lockdown. “Essa é uma medida necessária para que a gente evite decretar lockdown na cidade de São Paulo, evite impedir a circulação de pessoas na cidade de São Paulo”, enfatizou

Isenções
Os profissionais de saúde poderão fazer um cadastro para não serem submetidos ao rodízio. A medida também não afeta veículos que já não eram submetidos ao rodízio convencional, como viaturas de polícia e ambulâncias.

A frota de ônibus será reforçada com mil veículos para absorver o aumento de demanda sobre o transporte público.

Agência Brasil

quarta-feira, 6 de maio de 2020

TRF-4 mantém condenação de Lula em segunda instância por caso do sítio em Atibaia

Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação
Tribunal julgou recurso de condenação a mais de 17 anos de regime fechado. Defesa considera manutenção da pena 'injusta e arbitrária'.

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) negou recurso e manteve a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em segunda instância, pelo caso do sítio de Atibaia, em julgamento virtual finalizado nesta quarta-feira (6). A decisão foi unânime.

Em função da pandemia de coronavírus, as sessões do tribunal passaram a ser feitas virtualmente. O julgamento do recurso de Lula iniciou em 27 de abril.

A Oitava Turma, responsável na Corte pelos processos da Lava Jato, também rejeitou o pedido de adiamento da análise dos embargos de declaração. A defesa do ex-presidente pedia que o julgamento ocorresse em sessão presencial.

Lula foi condenado em novembro do ano passado a 17 anos, 1 mês e 10 dias pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, em julgamento na segunda instância, acusado de receber propina de construtoras, que teriam reformado e decorado um sítio, em Atibaia, interior paulista, em troca de benefícios em contratos com a Petrobras. Segundo a acusação, o local era utilizado pela família do ex-presidente.

O recurso protocolado pela defesa de Lula, chamado de embargos de declaração, solicitava a revisão de dúvidas, revisões ou contradições na sentença. O ex-presidente sustenta que é inocente.

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) negou recurso e manteve a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em segunda instância, pelo caso do sítio de Atibaia, em julgamento virtual finalizado nesta quarta-feira (6). A decisão foi unânime.

Em função da pandemia de coronavírus, as sessões do tribunal passaram a ser feitas virtualmente. O julgamento do recurso de Lula iniciou em 27 de abril.

A Oitava Turma, responsável na Corte pelos processos da Lava Jato, também rejeitou o pedido de adiamento da análise dos embargos de declaração. A defesa do ex-presidente pedia que o julgamento ocorresse em sessão presencial.

Lula foi condenado em novembro do ano passado a 17 anos, 1 mês e 10 dias pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, em julgamento na segunda instância, acusado de receber propina de construtoras, que teriam reformado e decorado um sítio, em Atibaia, interior paulista, em troca de benefícios em contratos com a Petrobras. Segundo a acusação, o local era utilizado pela família do ex-presidente.

O recurso protocolado pela defesa de Lula, chamado de embargos de declaração, solicitava a revisão de dúvidas, revisões ou contradições na sentença. O ex-presidente sustenta que é inocente.

O julgamento foi virtual e não pôde ser acompanhado pela imprensa. O resultado da sessão foi publicado às 14h46. Até a tarde desta quarta-feira (6), o acórdão, com a íntegra dos votos, ainda não havia sido publicado.

Para o advogado Cristiano Zanin, que defende Lula, a manutenção da prisão é "injusta e arbitrária". A defesa aguarda a publicação do acórdão para definir possíveis recursos. Leia a nota na íntegra abaixo.

Na primeira instância, o ex-presidente tinha sido condenado a 12 anos e 11 meses.

Esse é o segundo processo a que Lula respondeu na Justiça Federal após investigações na Lava Jato. O primeiro foi o caso Triplex, pelo qual foi condenado e preso, de abril de 2018 a novembro de 2019.

Nota da Defesa do ex-Presidente Lula

Em relação ao julgamento virtual finalizado hoje (06/05/2020) pela 8ª. Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª. Região (“embargos de declaração” - Autos nº 5021365-32.2017.4.04.7000/PR), reforçamos o caráter injusto e arbitrário da decisão que manteve a condenação do ex-presidente Lula, originariamente imposta por sentença proferida por “aproveitamento” de outra sentença proferida pelo ex-juiz Sergio Moro – que também foi o responsável pela instrução do processo com a parcialidade que sempre norteou sua atuação em relação a Lula, como sempre demonstramos e como foi reforçado pelo escândalo da Vaza Jato. Esclarecemos ainda que:

1 – É sintomático que o TRF4, após ter julgado o recurso anterior (apelação) com transmissão ao vivo e grande espetáculo, tenha realizado esse novo julgamento, contraditoriamente, pelo meio virtual, que sequer permite aos advogados de defesa participem do ato e, se o caso, possam fazer as intervenções previstas em lei (Estatuto do Advogado) para esclarecimento de fatos ou para formulação de questões de ordem. Essa situação, por si só, configura violação à garantia constitucional da ampla defesa e violação às prerrogativas dos advogados.

2 – Com a rejeição do recurso, diversas omissões, contradições e obscuridades apontadas em recurso de 318 laudas e que dizem respeito a aspectos essenciais do processo e do mérito do caso deixaram de ser sanadas — inclusive o fato de Lula ter sido condenado nessa ação com base na afirmação de que “seria o principal articulador e avalista de um esquema de corrupção que assolou a Petrobras”, em manifesta contradição com sentença definitiva que foi proferida pela 12ª. Vara Federal de Brasília, que absolveu o ex-presidente dessa condenação com a concordância do Ministério Público Federal (Ação Criminal nº 1026137-89.2018.5.01.3400 – caso conhecido como “Quadrilhão”). Nesta decisão proferida pela Justiça Federal de Brasília, o juiz federal prolator, Dr. Marcos Vinicius Reis Bastos, fez consignar com precisão e de forma inconciliável com as decisões proferidas no processo em referência, que “a utilização distorcida da responsabilização penal, como no caso dos autos de imputação de organização criminosa sem os elementos do tipo objetivo e subjetivo, provoca efeitos nocivos à democracia, dentre elas a grave crise de credibilidade e de legitimação do poder politico como um todo”.

3 – Mesmo com todo o cerceamento de defesa imposto ao longo da fase de instrução pelo então juiz Sergio Moro, conseguimos comprovar, por perícia, a partir da análise da suposta cópia dos sistemas da Odebrecht que estão na posse da Polícia Federal, que os R$ 700 mil que o MPF acusou Lula de ter recebido em suposta reforma no sítio de Atibaia, foram, em verdade, sacados em favor de um alto executivo da própria Odebrecht. A prova, no entanto, foi simplesmente desprezada pela sentença e também pelo TRF4. O que foi levado em consideração foram apenas depoimentos de delatores que foram beneficiados para acusar Lula — inclusive o de Marcelo Odebrecht, que em depoimento posterior, prestado em ação penal que tramita perante a Justiça Federal de Brasília, reconheceu que “é tremendamente injusto fazer uma condenação de Lula sem que esclareça as contradições dos depoimentos de meu pai e Palocci”.

4 – Assim que os votos proferidos no julgamento virtual forem disponibilizados na plataforma do TRF4 definiremos o recurso que será interposto para reverter essa absurda condenação.

Cristiano Zanin Martins

G1 RS

Em carta emocionante à Inter de Milão, Adriano Imperador fala de sua infância, família e trajetória

Reprodução/Twitter
Longe dos gramados no momento atual, o atacante Adriano, carinhosamente chamado de Imperador ou até mesmo de Didico, escreveu uma carta emocionante à sua ex-equipe, Internazionale de Milão, da Itália. Nela (carta) o jogador conta detalhes minuciosos de sua infância, sua vida em família, trajetória no futebol, até chegar ao clube da "Velha Bota" (Itália). Adriano relata que antes de ser o atacante goleador que era, jogava de lateral. Na emocionante carta ele revela ainda que uma das coisas que mais o abalou foi a perca de seu pai.

Abaixo o que escreveu Adriano à Inter:

Felicidade é uma coisa simples. É o gosto da pipoca que minha tia vendia na estrada. É a cor da poeira dos campos da Vila Cruzeiro. Short e pés descalços. Esse sempre foi meu uniforme. Assim é a vida de uma criança que cresce na favela."

Eu tinha 10 anos e, em uma tarde de repente ouvi o ruído de balas na rua. Uma delas se alojou na cabeça do meu pai, Almir. Ele foi atingido por acaso, por acidente. Se você mora em uma favela, não vê muito futuro, mas sempre tentei mirar um pouco mais, graças ao futebol.

Eu já jogava no futsal do Flamengo, mas os dias eram longos e difíceis, com minha mãe Rosilda no hospital e eu em casa com a vó Wanda. Eu queria ajudar, então passei a engraxar sapatos. O dia em que meu pai Almir voltou do hospital foi um dos mais felizes da minha vida.

Sabe meu pé esquerdo? Eu treinei desde criança. Sempre quebrava coisas em casa, deixava minha mãe louca. Por isso ela decidiu me levar ao Flamengo. Não tínhamos dinheiro, não podíamos pagar a escolinha. Mas minha mãe começou um trabalho extra vendendo doce na rua para pagar.

Acredita que eu jogava de lateral? Foi difícil, mas eu não podia desistir. Já em 2000, como atacante, veio o Torneio Rio-São Paulo. Estreei contra o Botafogo, depois pegamos o São Paulo. Perdíamos por 1 a 0, eu entrei, marquei 1 gol e dei 3 assistências. Vencemos por 5-2.

A ligação da Itália logo chegou. Não estava nervoso nem preocupado: entrei no avião para Milão, cheio de alegria e entusiasmo. Minha maior jornada começou, a que eu esperava e sonhava. E sim, o começo foi um sonho.

A melhor lembrança? Em agosto de 2001, enfrentei o Real Madrid no Bernabéu. Um sonho. Entrei e joguei como na Vila Cruzeiro: driblei, dei rolinho e sofri uma falta. Lembra do pé esquerdo que deixava minha mãe louca? Eu o apresentei ao mundo ali. A bola teria ido a 170 km/h.

No entanto, chegaram más notícias. Agosto de 2004, Bari. Eu estava no ônibus e meu celular tocou: “O papai Almir morreu". Nunca senti uma dor tão terrível na minha vida. Só eu sei o quanto sofri. A morte do meu pai deixou um vazio irreparável na minha vida.

Voltei à Europa e foi na Suíça que vi uma luz em meio aos dias sombrios. Contra o Basel, ganhei uma dividida, a segunda, passei por 2 marcadores, depois passei pelo goleiro e fiz o gol com o pé direito. Dei toda a energia que tinha para dedicar o gol ao papai Almir.

Ainda me lembro dos abraços dos companheiros. A Inter estava muito perto de mim em um dos períodos mais difíceis da minha vida. Moratti era como um pai. Não apenas ele, mas também Zanetti e outros. Sou extremamente grato a todos. Levarei essas memórias comigo para sempre.

O Imperador. No começo, achava que não gostavam de mim. Mas foi bom descobrir o carinho dos torcedores. Sempre me senti em casa em Milão: meu amor pela Inter é interminável. Imediatamente me tornei um Nerazzurri: meu gol no último minuto nos 3 a 2 no Derby é uma prova disso.

Lembro-me de tudo: de driblar metade do time para fazer o gol contra a Udinese, as maiores vitórias, as derrotas, os triunfos, aquela bomba contra a Roma na final da Copa da Itália, tudo. Meu último gol com a camisa da Inter? Contra o AC Milan no Derby, é claro!

A Inter é uma grande parte de mim, está entrelaçada com a minha vida, iluminando os momentos mais bonitos e me acompanhando nos mais tristes e difíceis. Ainda hoje, quando penso em Milão, no San Siro e na camisa nerazzurra, sinto vontade de cantar aquela música.

Sempre que a ouvia eu ficava feliz, me fazia sentir em casa, como um de vocês, um de nós: 'Enquanto gritamos e aplaudimos, por este grande jogador que vocês temem, todos levantamos diante do nosso 'Brasiliano'. Bata palmas, porque só nós temos ADRIANO!

Forza Inter!

Adriano

Produção industrial no Brasil pode regredir quase duas décadas

Foto: Pexels
Com a economia paralisada por conta da pandemia do novo coronavírus, a expectativa é que a produção industrial este ano caia 8,2%, segundo estimativa de pesquisadores do Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), feita a pedido do jornal O Estado de S. Paulo. Se o cenário se concretizar, o setor pode regredir quase duas décadas em termos de produção e voltar ao nível de 2003.

Assim, se o cenário de queda de produção de 8,2% para este ano se concretizar, será o pior resultado da série da PIM, iniciada em 2002, empatando com o resultado de 2015, quando o País entrou em recessão.

Na terça-feira, 5, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que a produção industrial caiu 9,1% em março, na comparação com fevereiro - o pior resultado para o mês desde 2002, pela Pesquisa Industrial Mensal (PIM).

Como os efeitos do isolamento social, necessário para achatar a curva de contágio do novo coronavírus, foram mais fortes a partir de abril, a queda da produção da indústria deve ter sido pior no mês passado, lembra a economista Luana Miranda, pesquisadora de Economia Aplicada do Ibre.

"Vai ser uma recuperação bastante dolorosa para a indústria, que já vinha de dois anos de recessão, após o desastre com o rompimento da barragem em Brumadinho (em 2019) e as perdas no setor de transformação, por conta da crise econômica na Argentina, principal destino de manufaturados brasileiros", diz Luana.

Rafael Cagnin, economista do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi), avalia que é preciso trabalhar com um cenário de recuperação lenta e fraca da indústria após a pandemia. "A gente pode ter períodos intermitentes de isolamento social, com desemprego alto e falência de empresas. O que estamos vendo na indústria é um momento parecido com o da greve dos caminhoneiros, em 2018, só que mais imprevisível."

Quando considerado o Produto Interno Bruto (PIB) industrial, que leva em conta mais setores da indústria do que a PIM, a expectativa de queda é menor, mas ainda assim expressiva: de 7% este ano ante 2019, segundo projeção da consultoria MacroSector para o jornal O Estado de S. Paulo.

Não houve uma queda dessa magnitude desde 1990, época do confisco da poupança pelo plano Collor, quando a taxa caiu 8,2%.

Antes da pandemia a expectativa era de aumento de 2% do PIB industrial, após uma alta de 0,5% no ano passado.

"Se nada for feito, a indústria brasileira vai ser minúscula daqui a alguns anos. Ela já praticamente não consegue competir com os equivalentes internacionais. Faltam planejamento e liderança para uma virada de jogo", avalia Fábio Silveira, sócio-diretor da MacroSector.

Estado de Minas

Bolsonaro sobre apelidos: 'Me chamam de Bozo, eu dou risada'

Foto: Reprodução/CNN
Presidente foi até os repórteres, em frente ao Palácio do Planalto, para comentar a divulgação do depoimento do ex-ministro Sergio Moro à PF

Em declaração concedida em frente ao Palácio do Planalto na tarde desta terça-feira (5) o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comentou os apelidos dados a ele pela oposição. “Me chamam de Bozo. Eu dou risada”, diz. O presidente foi até os repórteres para comentar a divulgação do depoimento do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Segio Moro à Polícia Federal.

“Que gabinete de ódio é esse? Isso não existe. O que existe são os memes. Esses todo mundo faz. Me chamam de Bozo o tempo todo. Eu dou risada”, afirma o presidente.

De acordo com Bolsonaro, a mídia orquestra ataques contra ele e seu gabinete. “Agora, imaginem o que seria de mim se você ouvisse só o que a imprensa fala? Por isso querem censurar nas redes sociais. É disso que estamos falando”, disse.

O presidente ainda citou os casos em que foi processado por racismo e homofobia.

Durante o discurso, Bolsonaro ainda afirmou que Moro diz "mentiras desavadas" e que nem ele, nem os filhos, estão sendo investigados pela Polícia Federal. “São mentiras, em cima de mentiras”, disse.

Estado de Minas

Comércio de Belo Oriente funcionará na véspera do Dia das Mães

Foto: Divulgação
O comércio em Belo Oriente funcionará na véspera em que se comemora o "Dia das Mães". No sábado, o comércio de Belo Oriente funcionará, conforme nota publicada pela Associação Comercial e Empresarial de Belo Oriente.

Nota da Associação Comercial:

"Prezados associados, informamos que após contato feito pelo presidente Edison da Conceição (Edinho) ao prefeito Hamilton Rômulo, foi autorizado o funcionamento do comércio no próximo sábado, dia 09/05, no horário de 08h00 às 16h00".

terça-feira, 5 de maio de 2020

Israel anuncia descoberta de anticorpo para o coronavírus

O Instituto de Israel para a Investigação Biotecnológica, do Ministério da Defesa, anunciou que desenvolveu um anticorpo para o coronavírus e que prepara a patente para depois entrar em contato com empresas farmacêuticas, com o objetivo de produzir em escala comercial.

Em comunicado, o instituto assegura que o anticorpo desenvolvido ataca e neutraliza o vírus nas pessoas doentes.

"De acordo com os pesquisadores, liderados pelo professor Shmuel Shapiro, a fase de desenvolvimento do anticorpo foi concluída", acrescenta a nota.

O ministro da Defesa de Israel, Naftali Benet, visitou o laboratório do instituto em Nezz Ziona, ao sul de Tel Aviv, onde tomou conhecimento da pesquisa. Ele afirmou que o "anticorpo ataca o vírus de forma monoclonal" qualificando o trabalho desenvolvido como "grande conquista".

"Estou orgulhoso do pessoal do Instituto de Biotecnologia por esse avanço. A criatividade e o pensamento judaico atingiram grande resultado", disse o ministro na nota. O texto não especifica se foram realizados testes em seres humanos.

Altos cargos do setor da defesa e da segurança israelita disseram que a descoberta é a "primeia desse tipo em nível mundial".

De acordo com a publicação digital Times of Israel, no mundo há cerca de uma centena de equipes de investigação à procura de uma vacina para o novo coronavírus, que provocou a pandemia, sendo que cerca de uma dezena estão, neste momento, em fase de teste em seres humanos.

Especialistas avisaram, em março, que o processo após o desenvolvimento de uma vacina em laboratório pode demorar pelo menos 18 meses.

O Instituto para a Investigação e Biotecnologia de Israel dedica-se, entre outras atividades, a investigar armas químicas, procurando antídotos contra novas substâncias.

Em março, o jornal Haaretz publicou que o centro tinha conseguido avançar nas investigações sobre a vacina, tendo o Ministério da Defesa desmentido a informação.

Em nível global, segundo balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 250 mil mortes e infetou mais de 3,5 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Agência Brasil

Termina nesta quarta prazo para regularizar situação eleitoral

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Procedimento é feito por meio eletrônico

Termina nesta quarta (6) o prazo para o eleitor regularizar a situação com a Justiça Eleitoral e votar nas Eleições Municipais de 2020. Para evitar aglomerações, por causa da pandemia provocada pelo novo coronavírus (Covid-19), a regularização está sendo feita somente por meio eletrônico.

Por meio de atendimento remoto é possível solicitar alistamento (primeira via do título), mudança de município (transferência), alteração de dados pessoais, alteração de local de votação por justificada necessidade de facilitação de mobilidade e revisão para a regularização de inscrição cancelada.

Além do passo a passo e da indicação dos documentos necessários, o espaço também contém link direcionando para as páginas de atendimento de cada um dos 27 tribunais regionais eleitorais (TREs) para efetuar o requerimento de alistamento eleitoral.

Regularização eleitoral

Os eleitores que precisam regularizar sua situação na Justiça Eleitoral podem emitir, no portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sem sair de casa, a Guia de Recolhimento da União para o pagamento de débitos eleitorais. O pagamento da guia deve ser feito no Banco do Brasil (agências ou app).

O eleitor que não tem condições financeiras para fazer o pagamento de débitos eleitorais pode pedir a dispensa do pagamento de multas. Assim como os demais documentos exigidos, o pedido de isenção também deve ser anexado ao requerimento de regularização eleitoral feito pelo Título Net, que pode ser acessado no TRE , devendo ser incluído no campo “outros”.

Estão sujeitos à multa os eleitores que não votaram em uma eleição sem apresentar justificativa eleitoral, sendo cada turno um pleito específico; que se ausentaram dos trabalhos eleitorais; e que realizaram o alistamento eleitoral fora do prazo legal.

Plantão

O regime de plantão extraordinário, por causa da pandemia de Covid-19, foi instituído pelo TSE no dia 20 de março. Desde então, o atendimento presencial, a coleta biométrica e os prazos processuais ficaram suspensos por tempo indeterminado. Os prazos de processos que tramitam em meio físico continuam suspensos enquanto durar o regime diferenciado de trabalho. Já os processos em todos os graus de jurisdição da Justiça Eleitoral que tramitam em meio eletrônico tiveram os prazos retomados ontem (4), sendo vedados os atos presenciais.

Suspensão de títulos cancelados
Em razão do contexto de crise, o TSE suspendeu temporariamente o cancelamento de títulos de cerca de 2,5 milhões de eleitores que não compareceram ao cadastro biométrico obrigatório. A medida atinge 17 estados (AC, AM, BA, CE, ES, MA, MG, MS, MT, PA, PE, PR, RJ, RS, SC, SP e RO). Com isso, esse eleitorado estará apto a votar normalmente nas Eleições Municipais de 2020.

Com o fim do prazo, o cadastro eleitoral será fechado e nenhuma alteração será permitida, somente a impressão da segunda via do título será autorizada.

Além de ficar impedido de votar, o cidadão que teve o título cancelado fica impedido de tirar passaporte, tomar posse em cargos públicos, fazer matrícula em universidades públicas, entre outras restrições.

Agência Brasil

Deputado insinua influência de Itair na política do Cruzeiro e bastidores do clube incendeiam

Fotomontagem: Vinnicius Silva e Ricardo Barbosa 
A 15 dias da eleição que vai definir o presidente do clube entre 1º de junho e 31 de dezembro, a política pega fogo no Cruzeiro. E um tuíte do deputado estadual Léo Portela (PR), na tarde do último domingo (3), foi o ponto de partida para que a chamada "Família União", grupo de base do ex-presidente Wagner Pires de Sá - que renunciou ao cargo após várias denúncias de irregularidades durante sua gestão - voltasse ao cenário do clube. Informações de Guilherme Piu e Alexandre Simões, destacadas no Hoje em Dia, de Belo Horizonte.

“Que vergonha! A quadrilha que derrubou o #Cruzeiro continua com o mesmo modus operandi, oferecendo cargos na base e no jurídico em troca de votos. E na coordenação disso estão Itair e Capivara (apelido de Sérgio Nonato), despachando do infame QG na Getúlio Vargas em prol do ‘irmão’ candidato a Presidente”, postou Portela em sua conta particular no Twitter.

Procurado pela reportagem, Léo Portela revelou o que está acontecendo nos bastidores da eleição cruzeirense, segundo informações recebidas por ele.

“As informações são de que tem conselheiro sendo contactado pelo Itair (Machado ex-vice de futebol do Cruzeiro), pedindo votos para o candidato dele. Há conselheiros que abordam (outros conselheiros) oferecendo espaço principalmente na base e no jurídico, onde o modo de operação há muito tempo é o ganho com a sucumbência”, afirma o deputado.

Portela é sócio do Cruzeiro, mas não é conselheiro do clube. Ele participa ativamente da campanha de Sérgio Santos Rodrigues, candidato ao cargo de presidente com a chapa "Centenário". O parlamentar é, inclusive, diretor do Instituto Palestra Itália, presidido pelo próprio Rodrigues.

O deputado estadual garante que seu objetivo, mesmo sendo próximo de um candidato à presidência do Cruzeiro, é outro: “não quero deixar o Itair derramando na campanha o dinheiro que ele roubou no Cruzeiro”, disparou.

Outro lado

Procurado pelo Hoje em Dia, Itair Machado respondeu por mensagem de WhatsApp. O ex-dirigente garante que as acusações são falsas e que vai processar judicialmente o deputado Léo Portela. Além disso, o ex-vice-presidente de futebol do Cruzeiro afirmou que peças importantes da chamada "Família União" estariam ligados à campanha de Sérgio Santos Rodrigues.

“Não estou envolvido em assunto nenhum relativo ao Cruzeiro. E os principais líderes políticos da chamada Família União, Alexandre Comoreto (Gaúcho), Vitorio Galinare, Dr. Eduardo Delegado, Sérgio Nonato (Alterosa) e vários outros, fizeram acordo com o candidato Sérgio Rodrigues. E isso é fácil provar. É só você entrevistar alguns conselheiros e isso vai ser comprovado. E esse deputado vai responder na Justiça a todos os ataques que ele tem feito à minha pessoa (sic)”, afirmou Itair Machado.

Candidato à presidência com a chapa "Cruzeiro Primeiro", Ronaldo Granata, ex vice-presidente quando Wagner Pires presidiu o clube, também criticou o deputado Léo Portela.

“O Léo Portela está batendo só no Itair e Wagner. Por que ele não bate no Sérgio Nonato? Essa é a pergunta que faço. Da nossa parte, esse tipo de coisa não acontece (promessa de cargo). Mas do outro lado tem, com o Galinari recebendo a Campestre, o Gaúcho pedindo voto. Os pilares da campanha do Sérgio (Santos Rodrigues) são da Família União. Ele prometeu o cargo de secretário-geral para um conselheiro que era Diretor de Esportes da Campestre, o José Odilon Pina Neto”, afirma Granata.

Apesar da fala de Ronaldo Granata, o tuíte de Portela que gerou toda a repercussão cita a palavra "Capivara", termo pejorativo usado por torcedores nas redes sociais para designar Sérgio Nonato, outro representante importante durante a gestão de Wagner Pires de Sá.

Em contato com o HD, Sérgio Nonato afirmou não fazer parte de nenhuma ala política atualmente. "Capivara não sou eu, me chamo Sérgio. E não estou ligado a nenhum candidato, nem Sérgio (Rodrigues), nem Granata. Não vou mexer com política no Cruzeiro nunca mais", disse o ex-dirigente.



Citados

Diante da mensagem de Itair Machado, o Hoje em Dia procurou Sérgio Santos Rodrigues. O candidato à presidência celeste não poupou críticas ao ex vice de futebol. “O Itair não tem a menor credibilidade em relação ao Cruzeiro. Tudo o que ele fala jogo no lixo”, afirmou o advogado.

Em relação ao conselheiro Eduardo, Sérgio garante “que ele é um delegado aposentado, que foi sub-secretário de segurança do Estado, uma pessoa muita séria e que acredita na proposta do próprio advogado”, comentou.

Sérgio Rodrigues garante que não haverá nenhum conselheiro remunerado na sua gestão. Que vai agir assim como em 2017. Quem ocupar cargo, será não remunerado, e mesmo assim com perfil técnico. E se ele ganhar a eleição, isso ficará claro a partir de 1º de junho.

Outro citado por Itair Machado foi Vitorio Galinari, conselheiro nato do clube, e um dos expulsos do Conselho Deliberativo celeste por desrespeitar o estatuto sendo remunerado durante a gestão Wagner Pires de Sá.

“Tenho conversado muito pouco com o Itair e da última vez que falei com ele, disse a ele que eu apoiaria o SSR (Presidente) e Paulo Pedrosa/Nagib (Conselho) e ele me disse que está fora de qualquer articulação política no Cruzeiro (sic)”, afirmou Galinari.

Alexandre Comoretto, conhecido como "Gaúcho", e um dos grandes articuladores da gestão Wagner Pires de Sá, não é conselheiro do Cruzeiro. Ele é associado das sedes sociais do clube e praticante da modalidade bocha. Comoretto tinha um cargo remunerado e livre acesso na sede administrativa celeste. Porém, com a renúncia do ex-presidente Wagner e a reforma administrativa promovida pelo Conselho Gestor, Gaúcho acabou perdendo o emprego.

Hoje em Dia

Pesquisadores encontram coronavírus no sistema de esgoto de BH e Contagem

Pesquisadores encontraram o novo coronavírus, causador da Covid-19, em oito das 26 amostras colhidas no sistema de esgoto de Belo Horizonte e Contagem, na região metropolitana. O resultado corresponde a 31% de contaminação e foi obtido na primeira semana dos trabalhos de campo do projeto-piloto que começou em Minas e pretende verificar em quais regiões do país há maior incidência do vírus.

Segundo a Agência Nacional de Águas (Ana), dessas oito amostras positivas para o novo coronavírus, três foram coletadas na sub-bacia do ribeirão Arrudas e cinco na sub-bacia do ribeirão do Onça, que corta a capital e Contagem. As coletas foram feitas entre os dias 13 e 24 de abril.

A pesquisa pretende identificar a prevalência e a dinâmica de circulação para identificar a ocorrência por região, o que poderia direcionar a adoção de medidas de relaxamento consciente do isolamento social, além e possibilitar avisos dos riscos de aumento de incidência da doença de forma regionalizada, ajudando na tomada de decisão dos gestores públicos.

Ainda conforme a agência, não há evidências da transmissão do vírus, ainda com potencial de causar a infecção da Covid-19, por meio das fezes - transmissão feco-oral - e que o objetivo da pesquisa é mapear os esgotos para indicar áreas com maior incidência da transmissão.

O trabalho deve durar dez meses e é uma parceria entre a Agência Nacional de Águas (ANA) e O Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Estações Sustentáveis de Tratamento de Esgoto (INCT ETEs Sustentáveis - UFMG), Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM), Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) e Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG).

Hoje em Dia

Pandemia do novo coronavírus pode levar a queda de cabelo

Foto: Pixabay
Especialista explica que stress causado pelo período desencadeia mudanças hormonais que podem culminar em problemas capilares, como a alopécia areata

As transformações provocadas pela pandemia do novo coronavírus podem gerar um quadro de stress. Isso porque o momento exige mudanças em todos os âmbitos da vida, principalmente o profissional, o familiar e, claro, o da saúde. O stress, por sua vez, pode desencadear outros problemas, que se manifestam não só na mente, mas também no corpo, entre os quais está a queda de cabelo.

Quando uma pessoa está estressada, ocorre produção exagerada de cortisol - também conhecido como hormônio do stress - no organismo, e isso gera inflamações que impedem a entrada e absorção de nutrientes na região capilar, prejudicando o crescimento dos cabelos e o surgimento de novos fios, conforme explica o cirurgião plástico André Giannini, membro da Associação Brasileira de Cirurgia da Restauração Capilar e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

O especialista destaca, ainda, manifestações como o eflúvio telógeno e a alopecia areata, doenças que podem levar à calvície localizada ou total, e que, muitas vezes, são agravadas pelo stress. "A alopecia areata é uma doença inflamatória ligada a aspectos genéticos e imunológicos, mas que pode piorar em quadros de ansiedade, e leva a queda de cabelos em regiões delimitadas. Já o eflúvio telógeno, que também pode ser agravado em indivíduos estressados, geralmente surge em situações de pós-parto, febre, infecção, dietas muito restritivas, doenças metabólicas e cirurgia bariátrica", detalha André Giannini.

O cirurgião comenta que os tratamentos mais utilizados atualmente para combater a queda de cabelo são: fototerapia, à base de lasers e LED, que estimula os folículos capilares; o microagulhamento, que atua estimulando a produção de colágeno, e a microinfusão de medicamentos na pele, além de tratamentos com substâncias de uso oral e tópico, como a finasterida e o minoxidil. Ainda segundo o médico, esses procedimentos podem ser combinados para a obtenção de melhores resultados,

Para evitar o stress e os problemas de saúde decorrentes, ele recomenda manter a calma durante a pandemia e buscar atividades prazerosas nas horas livres, mas, em caso de qualquer alteração no corpo, procurar ajuda médica. "A telemedicina foi regulamentada para ajudar nesse momento. Vale frisar, ainda, que as clínicas e consultório têm começado a retomar as atividades aos poucos, com todos os cuidados necessários", tranquiliza André Giannini.

Estado de Minas e Revista Encontro

Temer revela que ligou para Bolsonaro para dar 'palpites' sobre forma de agir no governo

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
FHC e Collor também analisaram postura do atual presidente diante da crise

O ex-presidente Michel Temer revelou durante entrevista nesta segunda-feira que ligou para seu sucessor Jair Bolsonaro para dar ‘palpites’ sobre o modo de governar o país, especialmente durante a pandemia de COVID-19.

No vídeo, produzido pelo site Conjur, Temer disse que sugeriu ao atual presidente da República que determinasse medidas de isolamento social no país e que falasse menos com a imprensa.

“Num dado sábado, resolvi ligar para o presidente Bolsonaro. Pedi licença e dei dois palpites. O primeiro é que ele deveria decretar um isolamento social por 10, 12, 15 dias, dizendo que iria fazer uma revisão dali a 15 dias”, disse Temer em um vídeo que contou com a participação dos também ex-presidentes Fernando Collor e Fernando Henrique Cardoso, com mediação de Nelson Jobim, ex-ministro da Justiça e do Supremo Tribunal Federal.

Temer completou, sobre o segundo conselho. “Segundo, que não falasse todo dia com a imprensa. Aquela coletiva que ele dá de manhã. O presidente muitas vezes faz a pauta do país. Ele diz de manhã e passa em conflituosidades o dia todo pelo que disse. Você precisa ter um porta-voz para falar o que aconteceu durante o dia e você fala uma vez, duas vezes por semana”.

Entretanto, apesar de ter ouvido as recomendações, Bolsonaro parece não tê-las acatado, segundo Temer. “Foram dois palpites que eu dei. Ele até recebeu muito bem, mas percebo que depois conduziu-se outra maneira. Afinal ele é o presidente”, disse.

Michel Temer recriminou a participação de Bolsonaro em manifestações contra os poderes Legislativo e Judiciário. De acordo com o ex-presidente, o clima bélico criado por esses atos não é característico do povo brasileiro.

“Essa coisa de participar de eventos detrimentosos, desvalorizadores do Legislativo e do Judiciário, especialmente do Supremo, vai gerar um certo ódio. Uma raivosidade no pais, que não é típica do brasileiro”, analisou.

Fernando Henrique Cardoso também criticou a forma agressiva com a qual Bolsonaro tem conduzido sua carreira política, sobretudo no comando do Executivo nacional.

“O momento é muito delicado e, como está existindo um esfacelamento de poder, cada Poder da República quer ocupar espaço. É preciso contenção. O presidente da República é um pouco como um poder moderador. Ele é Executivo, mas como chefe da nação tem que ouvir a todos e fazer a composição. O presidente atual, como vai para a agressão e não a coesão, abre espaço para que outros poderes queiram cumprir funções que são próprias do Executivo”, afirmou FHC.

Estado de Minas

Bolsonaro retira sigilo bancário de operações com recursos públicos

Foto: Isác Nobrega/PR
O governo vai retirar o sigilo bancário das operações de crédito envolvendo recursos públicos federais, inclusive em transações com estados, municípios, além de autarquias e fundações da administração pública. É o que define um parecer da Advocacia-Geral da União (AGU) ratificado pelo presidente Jair Bolsonaro durante transmissão ao vivo em sua página no Facebook. Participaram da transmissão o advogado-geral da União, André Luiz Mendonça, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, o líder do governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), e o secretário da Aquicultura e Pesca, Jorge Seif.

"Nós temos que ser transparentes. Quantas vezes eu falei de caixa preta do BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social]? Tem melhorado o BNDES? Tem melhorado sim, mas nós queremos algo que seja aberto a toda administração pública. Não pode mais ter aquela história de que esse ministério, esse banco ofical ou essa estatal não pode [abrir os dados]", disse Bolsonaro, ao assinar o parecer.

Segundo o advogado-geral da União, o parecer cria efeito vinculante sobre toda a administração pública e deverá ser observado pelos gestores.

"Todos os órgãos de controle, Polícia Federal, tribunais de Conta, eles vão ter acesso livre ao dinheiro público, ou seja, tem um dinheiro da União que foi repassado ao BNDES , lá para o município ou para o estado, esses órgãos de controle vão ter acesso livre. Não vai poder ser defendido que não pode ter acesso por causa do sigilo bancário. Não tem sigilo bancário, a partir dessa assinatura, em relação ao dinheiro público federal", disse André Luiz Mendonça.

Divulgação

O parecer estabelece que as instituições financeiras da administração pública deverão divulgar os contratos de empréstimos contraídos por empresas nas hipóteses em que os créditos se originarem dos orçamentos da União, dos estados, do Distrito Federal ou dos municípios, ou se tratarem de recursos privados administrados pelo poder público, como é o caso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Nesses casos, no entanto, os titulares de contas individualizadas continuarão resguardados pelo sigilo bancário.

A AGU cita no parecer as manifestações feitas pelo BNDES e pela Caixa Econômica Federal, segundo as quais o sigilo bancário é inexistente em contratos celebrados com entidades integrantes da Administração Pública.

“Convém lembrar que a Lei Complementar nº 105, de 2001 [que trata do sigilo bancário], teve sua constitucionalidade reconhecida pelo Supremo Tribunal Federal no julgamento conjunto de diversas ações diretas de inconstitucionalidade. Completando este julgamento, o STF, no já citado Mandado de Segurança nº 33340/DF, reconheceu que o sigilo bancário incide de modo diferenciado se estiverem presentes recursos públicos e que o Tribunal de Contas da União pode fiscalizar a atuação de instituições financeiras públicas”, informa o parecer.

Sigilo
Nas situações em que houver sigilo bancário, o parecer prevê que o Ministério Público, os tribunais de contas da União, dos estados e municípios, além do Ministério Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) poderão celebrar convênios com o Banco Central e a Comissão de Valores Mobiliários com o objetivo de promover fiscalizações conjuntas por meio do compartilhamento das informações sob segredo.

A AGU informou também que o parecer continua a garantir o sigilo bancário a partir do momento em que os valores forem depositados na conta-corrente dos tomadores do empréstimo. Isso significa, segundo o órgão, que as operações financeiras privadas e as contas dos particulares destinatários dos recursos seguem protegidas.

"O entendimento não ocasiona a supressão de outros sigilos previstos em lei ou em norma editada pelo Banco Central, impedindo a divulgação de informações relativas ao chamado dossiê de crédito, no qual as empresas repassam aos bancos informações sobre balanços contábeis, onde pode haver dados privilegiados sobre sociedades anônimas, protegidos por segredo industrial, dentre outros", informou a AGU, em nota.

Agência Brasil

Cerca de 12,4 milhões devem refazer cadastro no auxílio emergencial

Este é o total de inscritos com pedidos avaliados como “inconclusivos”

Pelo menos 12,4 milhões de brasileiros que pediram o auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras) devem refazer o cadastro no aplicativo do programa ou no site auxilio.caixa.gov.br, disse nesta segunda (4) o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. Segundo ele, este é o total de inscritos que tiveram o cadastro classificado como inconclusivo, porque as informações não puderam ser analisadas pela Dataprev, estatal de tecnologia que processa os pedidos.

De acordo com o presidente da Caixa, os cadastros inconclusivos podem estar relacionados a dados divergentes, como número do Cadastro de Pessoa Física (CPF), endereço e informações sobre dependentes. Guimarães enfatizou que apenas os cidadãos com pedidos considerados inconclusivos podem refazer o cadastro. Quem teve o benefício rejeitado e recebeu a classificação de inelegível não pode retificar os dados.

Conforme balanço apresentado por Guimarães, dos 97 milhões de pedidos de auxílio emergencial, 50,1 milhões foram aprovados, 26,1 milhões, considerados inelegíveis e 12,4 milhões receberam a classificação de inconclusivos. Ainda há um total de 5,2 milhões de cadastros em análise.

Segunda parcela
O presidente da Caixa informou que divulgará o calendário de pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial nesta semana. Previsto para começar em 23 de abril, o pagamento foi adiado para o início de maio porque o número de pedidos superou a previsão, levando o governo a pedir crédito suplementar no Orçamento.

Guimarães reiterou que os inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) e os trabalhadores informais que se cadastraram no site e no aplicativo receberão em dias diferentes dos beneficiários do Bolsa Família para evitar aglomerações nas agências. Quem está no Bolsa Família recebe o benefício nos últimos 10 dias úteis do mês, conforme o dígito final do Número de Inscrição Social (NIS).

O presidente da Caixa disse que aguarda definição do ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e do presidente Jair Bolsonaro para divulgar o novo cronograma.

Filas
Segundo Guimarães, o aumento do horário de funcionamento das agências da Caixa em duas horas diárias ajudou a reduzir o tamanho da fila de beneficiários que querem sacar o benefício em dinheiro. Desde hoje, todas as agências do banco abrem das 8h às 14h para o saque em dinheiro e para serviços essenciais, como emissão e troca de cartões.

No sábado (2), apenas algumas agências da Caixa estavam abertas. Por causa das filas, a instituição resolveu adotar o horário estendido em todas as agências. O banco orienta que pedidos de informações sejam resolvidos pelo site auxilio.caixa.gov.br, pelo aplicativo Caixa Auxílio Emergencial ou pelo telefone 111.

Até amanhã (5), os beneficiários que receberam o auxílio por meio da conta poupança digital da Caixa poderão sacar a primeira parcela em espécie. O banco informou que, de 9 de abril até as 18h de sábado (2), havia pago R$ 35,5 bilhões para 50 milhões de brasileiros.

O site auxilio.caixa.gov.br registrou 606,5 milhões de visitas, e o telefone 111 acumula 115,8 milhões de ligações. O aplicativo Auxílio Emergencial Caixa supera 74,3 milhões de downloads e o aplicativo Caixa TEM, para movimentação da poupança digital (como transferências e pagamentos de boletos e de contas domésticas), soma 77,2 milhões de downloads.

Agência Brasil

Brasil registra 105 mil casos e 7,2 mil mortes por novo coronavírus

É o terceiro dia consecutivo de queda no registro de novos casos

O Brasil chegou a 105.222 mil pessoas infectadas pelo novo coronavírus (covid-19) nesta segunda-feira (4). Nas últimas 24 horas foram adicionadas às estatísticas mais 4.075 casos, aumento de 4% em relação a ontem, quando foram registradas 101.147 mil pessoas nessa condição. Foi o terceiro dia consecutivo de estatísticas de queda de novos casos em 24 horas, após o recorde de 7.218, registrado na quinta-feira.

Conforme o balanço dessa segunda, o número de pessoas recuperadas da doença chegou a 45.815, o equivalente a 43,5% do total de casos. Estão em acompanhamento 52.119 (49,5%) dos pacientes confirmados e 1.360 mortes continuam em investigação.

Segundo atualização do Ministério da Saúde divulgada hoje, o total de mortes subiu para 7.288. Com 263 novos óbitos, a marca representou um aumento de 4% em relação a ontem. No domingo foram contabilizados 7.025 falecimentos e com a inclusão de 275 óbitos. A letalidade permaneceu em 6,9%, a mesma de ontem.

São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no país, concentrando o maior número de falecimentos (2.654). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (1.065), Pernambuco (691), Ceará (491) e Amazonas (425).

Além disso, foram registradas mortes no Pará (330), Maranhão (249), Bahia (134), Paraná (94), Espírito Santo (116), Minas Gerais (90), Paraíba (79), Rio Grande do Sul (74), Rio Grande do Norte (62), Santa Catarina (52), Alagoas (72), Amapá (49), Distrito Federal (33), Goiás (30), Piauí (28), Acre (28), Sergipe (17), Rondônia (25), Mato Grosso (13), Mato Grosso do Sul (10), Roraima (11) e Tocantins (6).

Agência Brasil

Temporada 2019/2020 do NBB é cancelada

Foto: Gabriella Tayane/Marketing Unifacisa
Clubes decidiram pelo fim da competição

Cestas, enterradas e o quique da bola laranja do basquete não acontecerão mais profissionalmente este ano. Reunidos por videoconferência, as 16 equipes que participam do NBB (Novo Basquete Brasil) concordaram em cancelar a temporada 2019/2020. A decisão da assembleia desta última segunda (4) foi tomada por unanimidade. O motivo são os riscos de contaminação dos profissionais envolvidos na competição pela pandemia do novo coronavírus (covid-19).

“Nós fomos até o estouro do cronômetro. É triste ter que encerrar a temporada e não queríamos isso, mas saímos dessa experiência convictos de que fizemos tudo o que foi possível”, afirmou o presidente interino da LNB (Liga Nacional de Basquete), Nilo Guimarães.

Segundo Diego Gadelha, diretor médico da Unifacisa e um dos líderes médicos do grupo multidisciplinar da LNB, se o país estivesse mais avançado em relação à pandemia, o retorno do NBB poderia acontecer: “O relatório realizado pela equipe multidisciplinar foi muito bem preparado e teria viabilidade para execução. Porém, nesse momento, o Brasil ainda não apresentou evoluções e não é possível seguir com o processo agora”.

Desde o dia 13 de março, quando a LNB tomou as primeiras providências em relação à disseminação do covid-19 no Brasil, todas as semanas foram marcadas por constantes reuniões com os diversos envolvidos com o NBB.

Outra decisão tomada pelos clubes na assembleia geral é que a classificação final da fase regular da temporada 2019/2020 do NBB será mantida para definir, somente, quais equipes representarão o Brasil nas competições internacionais na próxima temporada.

Na próxima terça (5), às 16h, o presidente da LNB, Nilo Guimarães, e alguns dirigentes da entidade farão uma apresentação ao vivo pelos perfis oficiais do NBB nas redes sociais para explicar com mais detalhes como foi todo o processo de criação do projeto de retomada da competição, e como foi tomada a decisão de cancelar a temporada.

Agência Brasil

segunda-feira, 4 de maio de 2020

Veja quanto cada estado e município receberá no Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus

Aprovado pelo Senado neste último sábado (2), o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus (PLP 39/2020) prestará auxílio financeiro a estados e municípios. O texto voltou à análise da Câmara dos Deputados, cujo presidente adiantou que os valores aprovados pelos senadores devem ser aprovados.

Pelo texto, a União deve destinar R$ 125 bilhões a estados e municípios para o combate à pandemia da covid-19. O valor inclui repasses diretos e suspensão de dívidas.

Veja nas tabelas abaixo quanto deve ser destinado a cada estado e a cada município.

Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus

Distribuição por Unidade da Federação
(parcela que cabe aos Estados)
Agência Senado 
Agência Senado 



Distribuição por Unidade da Federação
(parcela que cabe aos respectivos Municípios)
Agência Senado 
Agência Senado 

Destacando algumas cidades da região do Vale do Aço e Colar Metropolitano, confira quanto cada uma delas deve receber:

Belo Oriente: R$ 2.938.809,03

Açucena: R$ 1.042.341,63

Governador Valadares: R$ 30.806.313,28

Periquito: R$ 749.561,40

Naque: R$ 770.034,01

Ipatinga: R$ 28.992.947,04

Timóteo: R$ 9.888.707,14

Coronel Fabriciano: R$ 12.091.493,10

Fonte: Agência Senado

Ipaba confirma terceiro caso de coronavírus

Foto: Divulgação
Nessa segunda-feira, 04 de maio, a Secretaria Municipal de Saúde de Ipaba recebeu notificação da Superintendência Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) sobre o terceiro caso confirmado de Coronavírus Covid-19 no município.

Trata-se de um paciente do sexo masculino, de 34 anos, que realizou o exame em rede privada.

A enfermeira responsável pelos monitoramentos de casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 do município, entrou em contato com o paciente para reforçar a orientação de isolamento, seguindo todos os Protocolos e orientações do Ministério da Saúde.

No momento o paciente se encontra bem e segue em isolamento domiciliar conforme orientação.

A Secretaria de Saúde reforça o pedido à população sobre o isolamento social. Que evitem aglomerações e saiam de casa somente se necessário. As medidas preventivas ainda constituem o melhor meio para vencermos esta Pandemia. Nota da Secretaria Municipal de Saúde de Ipaba.