Manifestantes protestam por falta de indenizações da Fundação Renova em Belo Oriente

Foto: Enviada a redação do Futblog do Sorriso
G1 dos Vales

Protesto ocorreu no Distrito de Cachoeira Escura, em frente a dois escritórios da Fundação Renova, na manhã da última segunda-feira (29).

Um grupo de pessoas faz um protesto nesta segunda-feira (30) em Cachoeira Escura, Distrito de Belo Oriente (MG). Eles alegam falta de assistência da Fundação Renova, que representa as empresas Samarco e a Vale, é responsável pelas indenizações para os moradores afetados pelo rompimento da barragem em Mariana, em novembro de 2015.

O protesto acontece de forma pacífica em frente a dois escritórios da Fundação Renova, na Rua Presidente Tancredo Neves.

“Estamos com os nossos direitos sonegados pela Fundação Renova. Eles estão negando o pagamento, dão prioridade para pagar outros municípios primeiro, sendo que gente foi atingido direto. O Rio Doce passa dentro da nossa cidade, as cidades que eles estão arcando primeiro, o Rio Doce passa longe”, disse Josué Santos, um dos manifestantes.

Sobre a Fundação Renova

Criada em 2016, a Fundação Renova é uma organização sem fins lucrativos que tem como objetivo a reparação de danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão, da mineradora Samarco, em Mariana. A lama de rejeitos que vazou da estrutura atingiu o Rio Doce, prejudicando diversas cidades de Minas Gerais e Espírito Santo, que dependem do rio.

A Renova é o resultado de um Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta (TTAC), assinado pela Samarco e pelas suas donas, Vale e BHP Billiton, e por autoridades e representantes de governos estaduais, federal e autarquias.

Em nota enviada ao G1, a Fundação Renova afirma propôs uma reunião com o manifestantes para discutir as reivindicações.

A Fundação Renova entende como legítima a manifestação em Perpétuo Socorro, também conhecido como Cachoeira Escura, distrito de Belo Oriente e reafirma estar aberta à escuta, ao diálogo e à participação social como práticas norteadoras de suas ações. A Fundação Renova informa ainda que propôs, para esta semana, uma reunião para esclarecer as demandas apresentadas pelos manifestantes e aguarda retorno da comunidade.

Postar um comentário

0 Comentários