A mais completa cobertura. O blog campeão absoluto de visualizações. SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS NO FACEBOOK, YOUTUBE, INSTAGRAM E TWITTER. ACESSE NOSSO SITE: www.futblogdosorriso.com.br

sábado, 12 de março de 2022

Brasileiros cruzam a fronteira para abastecer mais barato na Argentina e filas se estendem em postos

Reprodução

Com o novo reajuste da Petrobras de 18,8% no preço da gasolina, brasileiros estão enfrentando filas ao cruzar a fronteira para abastecer na Argentina. Em média, o preço do combustível na Argentina é de R$ 4,50.
O preço médio do combustível já passa de R$ 7 reais em Foz do Iguaçu, no Paraná, que faz fronteira com Paraguai e Argentina.

Na Argentina, desde dezembro há restrições para veículos estrangeiros abastecerem. O limite é de 15 litros de gasolina por abastecimento.
 
O reajuste da Petrobras já está sendo repassado aos consumidores desde essa quinta-feira (10), logo após o anúncio do aumento. O preço do litro da gasolina já passa de R$ 7,09 nos postos da Região Metropolitana de Pernambuco. 

A Petrobras anunciou um reajuste de 18,8% no preço da gasolina que sai das refinarias. O preço médio era de R$ 3,25. Com a alta, o valor salta para R$ 3,86 o litro.

O aumento no diesel foi ainda maior, de 24,9%. O preço médio para as distribuidoras passará de R$ 3,61 para R$ 4,51 por litro.

Além do aumento nos combustíveis, o gás de cozinha (GLP) também sofre com o reajuste da Petrobras. O preço médio às distribuidoras foi reajustado em 16,1%. Com isso, o preço por quilo sai de R$ 3,86 para R$ 4,48. Para 13 kg (peso do gás de cozinha), isso representa um custo de R$ 58,21 às distribuidoras.

(Folha de Pernambuco)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.