Seus anúncios aqui

Programa Bandas de Minas tem renovação garantida

📷 Marco Evangelista / Imprensa MG
Agência Minas 

Durante a solenidade de entrega de instrumentos musicais do programa Bandas de Minas, nesta quarta-feira (17/7), na Cidade Administrativa, o diretor-presidente da Codemge, Dante de Matos, anunciou a renovação do convênio para os próximos anos. A medida garantirá a continuidade desta importante política pública, uma das mais antigas e tradicionais da Secretaria de Cultura e Turismo (Secult).

Esta foi a terceira e última entrega do edital de 2017. Foram disponibilizados R$ 1,5 milhão para a compra de aproximadamente 900 instrumentos. Ao todo, 74 bandas civis e duas militares foram contempladas com diversos equipamentos musicais, entre os quais sax soprano, sax alto, bumbo, clarinete, flauta, pratos, sousafone, trombone de vara, e trompete.

A abertura do evento foi feita pelo governador Romeu Zema que enfatizou a importância da tradição para a população mineira. “Conseguimos via Codemge esse recurso, para que possamos levar adiante e dar vida a essa tradição tão forte aqui em Minas Gerais. Eu venho de uma cidade do interior, pequena, e sempre fez parte da minha memória essa questão de ver uma banda passando na rua em algum momento especial, em alguma data comemorativa. Queremos manter isso vivo. Faz parte da nossa cultura, faz parte da nossa vida”


O programa Bandas de Minas vem fortalecendo e incentivando as bandas do estado desde 1983. Ele prevê a doação de instrumentos musicais, kits de partituras, vestimentas e indumentárias, além de realização de oficinas e outras ações de fomento a esta tradicional manifestação artística. O secretário de Cultura e Turismo, Marcelo Matte, ressalta que a principal manifestação da mineiridade são as bandas. “Muito da alma mineira reside nesta tradição centenária, que passa de geração para geração. Estamos celebrando a renovação da parceria que garante a preservação desta manifestação cultural mineira”.

As doações dos instrumentos são essenciais para a continuidade dos trabalhos das bandas. De acordo com o presidente da Codemge, uma banda de música possui importante papel na realidade social na qual está inserida. “Bons projetos deste tipo requerem investimentos essenciais para sua continuidade. Atendendo ao chamado do governo, renovamos o convênio, ” afirma Dante de Matos.

Patrimônio do povo mineiro

Entre os estados da Federação, Minas é o que possui o maior número de bandas registradas. Atualmente, existem 705 corporações civis cadastradas pela Secult. Muitas delas com o mesmo tempo de existência que a própria cidade, ou quase, como a Corporação Euterpe Fraternidade, em Brasília de Minas.

"Brasília de Minas tem 125 anos e a banda tem 111, então ela é a história da cidade, esteve presente em diversos acontecimentos políticos, sociais e culturais. Sem a doação desses instrumentos seria impossível a banda continuar, pois eles são caros e não temos recursos para comprá-los. Tocamos em toda a região, somos convidados para mais de 200 apresentações por ano“, afirma o presidente da agremiação, Vicente Geraldo.

Guardiãs de uma tradição de longa data, as bandas possuem a importante missão de alegrar as comemorações cívicas e religiosas das cidades mineiras, além de promover a música popular brasileira.

Na centenária Sociedade Musical Euterpe Itabirana, em Itabira, as relações familiares e de amizades prevaleceram como elemento de união dos membros, onde é possível encontrar até quatro gerações de músicos em uma mesma família. Fundada em 22 de novembro de 1863 por Emílio Soares Gouveia Horta Junior, então chefe da Guarda Municipal Itabirana, a Euterpe se constituiu – inicialmente – como uma banda paramilitar. A atual presidente, Cristina de Fátima Ferreira, explica que, hoje, a banda possui apenas 16 músicos e que está organizando uma escola de formação. “Esses instrumentos são importantíssimos para a formação dos novos músicos, para a renovação de nosso acervo e para a permanência de nossa Sociedade”.

Programa

O Programa Bandas de Minas tem o objetivo de incentivar e valorizar um dos principais elementos da identidade cultural mineira. A doação de instrumentos às corporações musicais contribui para a manutenção e aperfeiçoamento dos seus conjuntos. Além disso, as escolas públicas estaduais das localidades mineiras contempladas ganham duas apresentações gratuitas das Bandas Civis, em formato de concerto didático.

Postar um comentário

0 Comentários