A mais completa cobertura. O blog campeão absoluto de visualizações. SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS NO FACEBOOK, YOUTUBE, INSTAGRAM E TWITTER. ACESSE NOSSO SITE: www.futblogdosorriso.com.br

sexta-feira, 11 de março de 2022

Eu vou estar nos debates e vamos até o fim, diz Moro em entrevista

Foto: Marcos Corrêa/PR

Ex-juiz e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública reiterou que declarações sobre refugiadas ucranianas do deputado estadual Arthur do Val são inaceitáveis e diz que quer retomar discussão sobre corrupção

O pré-candidato à Presidência da República Sergio Moro (Podemos) declarou, nesta quinta-feira (10), em entrevista à CNN, que não há possibilidade de desistência das eleições de 2022 e que vai estar em todos os debates presidenciais.

“Desistir da minha candidatura seria desistir de mudar o Brasil, o que é meu sonho, e por isso coloquei meu nome à disposição da população brasileira. O que está acontecendo aqui na verdade é que muita gente tem medo da minha pré-candidatura e de me enfrentar nos debates. O que tenho a dizer para essas pessoas é que eu vou até o fim. Alguém vai ter que falar a verdade em 2022, não só em relação ao passado e presente, mas em relação ao futuro”, afirmou Moro.

“Então sim, eu vou para os debates, vamos conversar com os demais candidatos Lula e Bolsonaro. Eu pelo menos vou estar nos debates e vamos até o fim. Não existe nenhuma possibilidade, zero chance de desistência. O que existe no fim são esses boatos, mas que refletem, no fundo, o medo que minha pré-candidatura oferece para essas pessoas que se aproveitam da situação política e se beneficiam quando o país vai mal”, continuou.

Segundo o ex-juiz e e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não estarão nos debates. Ele acredita que a “população brasileira gostaria de ouvi-los” e diz que tem “muita coisa para dizer para eles”.

“Quero ver a presença deles lá, se eles vão ter medo em não comparecer ou se vão ter coragem de olhar no olho com a gente para estar presente nesses debates. Acho que é dever de todo candidato de se apresentar e dizer o que pretende fazer e o que fez para a população brasileira.”

Justificando a afirmativa, Moro alega que ambos sabem que representam um “governo do passado que não deu certo” e “um governo do presente que desapontou os brasileiros e não entregou”, citando dados de desemprego, estagnação da economia e fome.

A CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e pelas plataformas digitais.

(CNN Brasil)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.