A mais completa cobertura. O blog campeão absoluto de visualizações. SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS NO FACEBOOK, YOUTUBE, INSTAGRAM E TWITTER. ACESSE NOSSO SITE: www.futblogdosorriso.com.br

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2022

Cruzeiro pega Sergipe na estreia mirando alto e de olho na grana

Divulgação/Cruzeiro

Cruzeiro encara o Sergipe, em Aracaju, com vantagem do empate para avançar; maior campeão do torneio tem como metas apagar má impressão das últimas edições, ir o mais longe possível e ‘engordar’ os cofres com premiação milionária

Enfim chegou o primeiro teste pra valer do ‘novo Cruzeiro’, agora sob a gestão Ronaldo. Comandada pelo técnico Paulo Pezzolano, a versão 2022 da Raposa faz seu primeiro duelo eliminatório, a estreia na Copa do Brasil, diante do Sergipe, nesta quarta (23), às 21h30, no Batistão, em Aracaju. O time celeste avança com um simples empate, mas pensa mais alto: quer apagar a má impressão deixada nas últimas edições, ir ‘o mais longe possível’ e abocanhar as elevadas premiações concedidas pelo torneio.

Maior vencedor da competição, com seis títulos (1993, 1996, 2000, 2003, 2017 e 2018), o Cruzeiro foi mal nas duas últimas edições. Depois de penar em ambos os anos logo na estreia (repetida) diante do modesto São Raimundo, de Roraima, acabou eliminado na terceira fase tanto em 2020 quanto em 2021. Agora, com o elenco totalmente reformulado, quer voltar a escrever sua história vitoriosa no torneio.

Além do aspecto esportivo, não há como negar que outra motivação é financeira. A equipe do Fenômeno vê como fundamental uma boa campanha na Copa do Brasil. Só por participar da primeira fase, a Raposa já tem direito a R$ 1,27 milhão. Se avançar, recebe mais R$ 1,5 mi, o que seria um alívio para o momento complicado em que o clube se encontra fora das quatro linhas.

Dentro de campo, os jogadores e comissão técnica têm um discurso bem afinado. Apesar da vantagem de poder jogar por empate, todos falam em buscar uma grande vitória diante do Sergipe.

“Na minha cabeça, na do elenco e da comissão técnica pode ter certeza de que não passa o empate. Passa é vencer a partida, como a gente vem fazendo no ano, buscando sempre as vitórias, sempre jogar bem. Esse é o nosso objetivo. O foco de todos os jogadores é entrar e vencer o jogo”, diz Giovanni. “No decorrer da partida, claro, a gente tem que estudar também, mas lá no final da partida, se for válido o empate”, ressalta.

Apesar de Pezzolano não ter divulgado a escalação, Giovanni tem presença certa. Ele pode atuar tanto como quarto homem de meio campo quanto como atacante. Mas, independentemente do esquema escolhido pelo treinador, ele garante que o time estará pronto para buscar a vitória.

“Estou me sentindo bem, estou 100%, estou focado no jogo e nossa equipe vem forte. Temos uma maneira de jogar, um jeito de pensar e acreditamos nele. Vamos para cima de todos os adversários, seja ele quem for. Hoje o Cruzeiro tem uma maneira de jogar e é sempre buscando o ataque, fazendo gols e saindo com as vitórias", garante.

Até aqui, no Campeonato Mineiro, Pezzolano testou praticamente todos os atletas do grupo e também variou o esquema tático. Agora, em um duelo eliminatório, a tendência é de que não faça ‘testes’ e mande a campo a equipe que considera a ideal, inclusive optando por atletas experientes. Os únicos desfalques continuam sendo os zagueiros Maicon (negocia adequação salarial) e Sidnei e o atacante Vitor Leque, os dois últimos ainda em recondicionamento físico após se recuperarem de lesões.

Assim, a defesa parece definida, com Rafael Cabral, Rômulo, Oliveira, Eduardo Brock e Matheus Bidu. No meio campo, William Oliveira, muito elogiado pelo comandante, e Filipe Machado também são nomes certos. Daí pra frente é que surge o mistério.

Se o uruguaio optar pelo esquema com quatro homens no meio, Giovanni, João Paulo e Daniel Jr disputam duas posições. Entretanto, os três podem até jogar juntos, com Giovanni fazendo às vezes de um terceiro atacante, apoiando Edu e Waguininho. A última alternativa seria a entrada de Pedro Castro, deixando o time com um pouco mais de pegada.

Assim, o provável Cruzeiro teria Rafael Cabral; Rômulo, Oliveira, Eduardo Brock e Matheus Bidu; William Oliveira, Filipe Machado e Daniel Jr (João Paulo); Giovanni; Edu e Waguininho.


Adversário a perigo

Se o Cruzeiro chega para o confronto em um bom momento (lidera o Estadual e vem de quatro triunfos e um empate), pelos lados do Sergipe a situação é praticamente inversa. A equipe não sabe o que é vencer há sete partidas (três empates e quatro derrotas). A última foi em 30 de janeiro: 6 a 0 sobre o Boca Júnior-SE.

O time terá hoje a estreia do técnico Daniel Neri, português de 42 anos contratado para tentar fazer a equipe reagir. Apresentado no sábado (19), ele acompanhou a derrota de 2 a 1 para o CRB, no domingo (20). Com pouco tempo de trabalho, ainda não deve promover muitas mudanças na escalação.

Assim, o time do Sergipe deve formar com João Gabriel; Márcio Lima, Alexandre Lazarini, Wendel e Elivélton; Diego Augusto, Diego Aragão, Mateus Silva e Doda; Hiago e Arthur Caculé.

Ficha Técnica

Sergipe x Cruzeiro

Sergipe
João Gabriel; Márcio Lima, Alexandre Lazarini, Wendel e Elivélton; Diego Augusto, Diego Aragão, Mateus Silva e Doda; Hiago e Arthur Caculé
Técnico: Daniel Neri

Cruzeiro
Rafael Cabral; Rômulo, Oliveira, Eduardo Brock e Matheus Bidu; William Oliveira, Filipe Machado e Daniel Jr (João Paulo); Giovanni; Edu e Waguininho
Técnico: Paulo Pezzolano

Motivo: Primeira fase Copa do Brasil 2022
Local: Estádio Batistão, em Aracaju, Sergipe
Horário: 21h30
Árbitro: Douglas Schwengber da Silva (RS)
Auxiliares: Leirson Peng Martins (RS) e Lucas Beiersdorf Flor (RS)
Transmissão: Amazon Prime

(O Tempo/SuperFC) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.