Alexandre 'Gaúcho' aciona Cruzeiro na Justiça, cobra R$ 461 mil e inclui reembolso de 'Churrascão'

Reprodução

O ex-assessor da presidência da gestão Wagner Pires de Sá no Cruzeiro, Alexandre Comoretto, mais conhecido como 'Gaúcho', acionou o clube na Justiça cobrando R$ 461.472,93. O ex-funcionário, que foi demitido em janeiro de 2020, cobra salário, aviso prévio, férias, multa sobre saldo do FGTS e outros direitos trabalhistas.

Entre as diversas cobranças de Gaúcho, chama atenção o pedido pelo reembolso do 'convite churrascão de 2020'.

"Sem mais delongas, [Gaúcho] requer ainda o reembolso do valor referente ao convite do churrascão de 2020 (ora cancelado) no valor de R$ 260,00 (...), que corrigido soma o importe de R$ 279,54", consta parte do documento da ação, obtido pela reportagem da Rádio Itatiaia.

O evento em questão é o tradicional "Churrascão do Cruzeiro", que aconteceria no dia 30 maio do ano passado, no Clube Cruzeiro Pampulha, mas foi cancelado em função da pandemia de covid-19.

Dentro do valor global das cobranças, Gaúcho pede que o Cruzeiro arque com o pagamento de honorários advocatícios da ação, o que representa R$ 60.192,93.

Logo no início da ação, a defesa de Gaúcho argumenta que o ex-assessor da presidência "não tem condições de arcar com as custas judiciais e honorários
advocatícios sem prejuízo de seu sustento e de sua família, uma vez que atualmente se encontra desempregado, não recebe renda ou salário".

Gaúcho faz parte do time de bocha do Cruzeiro e é associado do clube. Na gestão de Wagner Pires, que começou em janeiro de 2018 e terminou antes do prazo legal por conta da renúncia em dezembro de 2019 do ex-presidente, que era acusado de corrupção, Alexandre Comoretto coordenava a Sede Campestre e o Clube Social do Barro Preto. No entanto, ele também coordenava apoio político para a diretoria no Conselho Deliberativo.

>> Rádio Itatiaia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.