Árbitro e família são ameaçados de morte

Foto: Jose Manuel Alvarez/Quality Sport Images/Getty Images

O árbitro português Luís Godinho foi ameaçado de morte após a partida entre Braga e Porto pela Taça de Portugal, na última quarta-feira. Na ocasião, o juiz expulsou dois jogadores portistas, Luís Días e Mateus Uribe, e a equipe adversária conseguiu o empate.

Além disso, a sede da Liga Portuguesa de Futebol, justamente no Porto, foi alvo de ataques durante a madrugada também com ameaças. A frase "É preciso matar um?" foi escrita no muro exterior ao prédio.

Segundo a Agência Lusa, além do árbitro, familiares do mesmo também sofreram ameaças.

O Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa divulgou um comunicado sobre os atos.

"O CA condena de forma veemente estas ameaças, que infelizmente não são uma novidade no futebol nacional, e deseja que as autoridades policiais sejam capazes de intervir e levar perante a justiça quem age desta forma vil.", afirmou a nota.

Com informações da Gazeta Esportiva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.