Na volta da competição, um duelo que já decidiu o título paulista

Foto: Site Oficial/Santos FC
Quando Santos e Santo André entrarem no campo da Vila Belmiro para o jogo desta quarta-feira, às 19h15, pela décima primeira rodada do Campeonato Paulista, será impossível refrear o sentimento de nostalgia. Esse mesmo duelo, agora de arquibancadas vazias, há dez anos foi o que atraiu mais público na decisão do Paulista.

Somados, os dois jogos da final de 2010, que deram ao Santos o seu décimo oitavo título estadual, levaram ao Pacaembu 68.355 espectadores. Então, Santos e Santo André viviam momentos de bom futebol e muita esperança.

Estrelado por Neymar, escolhido pela Federação Paulista como o craque do campeonato, o Alvinegro Praiano fazia o futebol brasileiro reviver momentos de sonho.

Basta lembrar que dos melhores jogadores de cada posição, o Santos terminou com nada menos que seis: Wesley, Edu Dracena, Arouca, Paulo Henrique Ganso, Robinho e Neymar. O time do ABC, em sua melhor fase dos últimos tempos, colocou o goleiro Júlio César e o atacante Rodriguinho na Seleção do Campeonato.

Ofensivo como os grandes times de sua história, o Santos marcou 72 gols em 23 jogos, com média de 3,1 por partida. A segunda artilharia ficou com o Santo André, com 43 gols, média de 2,3. Neymar foi o artilheiro santista, com 14 gols; Rodriguinho, do Santo André, marcou 15 (a artilheria do campeonato ficou com Ricardo Bueno, do Oeste, com 16 gols).

Como se sabe, os dois jogos das finais foram difíceis e equilibrados, com cinco gols cada um (3 a 2 para o Santos e 3 a 2 para o Santo André), além de muitas jogadas empolgantes. Enfim, espetáculos fartos de beleza e emoção, em estádios lotados, uma situação bem diferente do jogo dessa quarta-feira.

Ampla vantagem santista

O Santos já enfrentou o Santo André 36 vezes, obtendo 17 vitórias (47%), 11 empates e oito derrotas, marcando 52 gols e sofrendo 11. Essa diferença é ainda maior em jogos na Vila Belmiro.

Na Vila, pelo Campeonato Paulista, o duelo se repetiu em 12 oportunidades, com oito vitórias do Santos (66%), três empates e uma vitória do Santo André, 22 gols santistas e quatro do time do ABC.

Artilheiros santistas do confronto

1 – Neymar, 4 gols.

2 – Serginho Chulapa, 3 gols.

3 – Basílio, Cléber Santana, Wesley e Marcelo Passos, 2 gols.

Último jogo na Vila Belmiro

Santos 2 x 0 Santo André

25 de fevereiro de 2018, domingo, às 19h30

Público e renda: 6.687/ R$ 135.240,00

Santos: Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Alison; Eduardo Sasha, Vecchio (Vitor Bueno), Léo Cittadini (Matheus Jesus) e Arthur Gomes; Gabriel (Rodrygo). Técnico: Jair Ventura.

Santo André: Neneca, Dudu Vieira, Sueliton, Domingos e Heilton; Flavio, Garré (Paulinho) e Tinga (Joãozinho); Hugo Cabral, Walterson (João Lucas) e Lincom. Técnico: Sérgio Soares.

Gols: Gabriel aos 28 e Eduardo Sasha aos 42 minutos do segundo tempo.

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza

Cartões amarelos: Santos: Léo Cittadini, Gabigol e Alison. Santo André: Domingos e Flávio.

Site Oficial/Santos FC

Odir Cunha, do Centro de Memória

Estatísticas por Guilherme Guarche

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.