Presidente do Avaí cobra Atlético-MG por Guga e ameaça ir à CBF: 'Está contratando e não me paga'

Foto: Bruno Cantini/Atlético/Divulgação
O Avaí vendeu o lateral-direito Guga para o Atlético-MG em dezembro de 2018, mas ainda não viu o pagamento pela contratação. É o que garante o presidente do clube catarinense, Francisco Battistoni, que afirmou não ter recebido o valor completo pela transferência. Inclusive, ameaçou acionar a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para buscar uma solução.

— Tem time que está me devendo e está contratando. Não me paga. É o Atlético-MG. Eu estou ameaçando fazer uma denúncia nele, pois está me devendo o valor que é de 30% da última parcela, que não pagou, e eu estou ameaçando denunciar na CBF e eu vou fazer isso — disse o presidente, em entrevista à Rádio CBN de Florianópolis.

Cabe destacar que o Atlético-MG adquiriu 70% dos direitos econômicos de Guga no final de 2018 por 1,8 milhão de euros (cerca de R$ 7,9 milhões na cotação da época). O valor que o Atlético deve ao clube é de aproximadamente R$ 500 mil.

Na ocasião, Guga tinha 20 anos e vinha de uma temporada de destaque pelo clube catarinenense na segunda divisão. Em 2019, o lateral fez 37 jogos pelo Atlético-MG, com cinco partidas disputadas neste ano.

EXTRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.