Publicidade

Publicidade

Publicidade

sábado, 6 de junho de 2020

Bayern de Munique vence Leverkusen de virada e fica mais perto do título

Foto: Mattias Hangst/Getty Images
O Bayern de Munique conta os dias para levantar a taça do Campeonato Alemão pela oitava temporada seguida. Vivendo uma fase esplêndida, o time bávaro derrotou o Bayer Leverkusen fora de casa por 4 x 2, de virada, ampliou o número de jogos invicto no torneio e estabeleceu um novo recorde de gols. O duelo deste sábado (06/06) foi válido pela 30ª rodada.

Agora, o líder da competição está há 16 partidas sem perder, sendo nove triunfos consecutivos, chegou aos 70 pontos e abriu dez de diferença para o vice-líder Borussia Dortmund, que ainda joga neste sábado. Logo, com mais quatro partidas restantes, só um desastre tiraria o título das mãos do Bayern. Pode até comemorar o oitavo troféu seguido já na próxima rodada, caso vença seu jogo e o Dortmund tropece diante do Hertha Berlin neste sábado. O Leverkusen parou no quinto lugar, com 56 pontos, e desperdiçou a chance de entrar na zona de classificação para a próxima edição da Liga dos Campeões.

Pulverizador de recordes, o time de Hansi Flick alcançou mais uma marca expressiva: chegou a 90 gols em 30 jogos. O poderoso ataque bávaro é comandado por Robert Lewandowski, que marcou um terço dos tentos do time de Munique no torneio.

Com 30 gols em 28 jogos, o centroavante polonês lidera a artilharia da competição de forma isolada. Em toda a temporada, Lewandowski ostenta 44 tentos, alcançando um novo recorde pessoal. Neste sábado, ele foi o último a balançar as redes pelos visitantes, que também marcaram com Coman, Goretzka e Gnabry, todos os três ainda na primeira etapa. Os anfitriões foram às redes com o argentino Lucas Alario e o alemão Wirtz, concluindo jogada do brasileiro Paulinho, que entrou na etapa final e jogou pouco mais de 30 minutos.

Outro que tem se destacado com frequência é o atacante Thomas Müller. Mas não por marcar e sim por servir. O alemão deu duas assistências na vitória diante do Leverkusen e agora tem 20 passes para o gol em toda a competição, número que nenhum outro jogador das cinco principais ligas europeias alcançou.

Em ação contra o racismo, membros das comissões técnicas e jogadores dos dois times vestiram camisas com mensagens endossando a combate à discriminação racial. Alguns atletas, como o meia Gnabry, também usaram faixas no braço. No adereço estava escrito “Black Lives Matter” (Vidas Negras Importam).

Tropeço em Leipzig

Quem perdeu a oportunidade de abrir vantagem em relação aos concorrentes na briga por uma vaga na Liga dos Campeões e até assumir — mesmo que provisoriamente — a vice-liderança do torneio foi o RB Leipzig, que só empatou em casa por 1 x 1 com o lanterna Paderborn.

O RB Leipzig, terceiro colocado com 59 pontos, só não lamenta tanto o tropeço porque a rodada foi favorável, já que o Borussia Mönchengladbach e o Bayer Leverkusen, quarto e quinto colocados, respectivamente, foram derrotados. Soma três pontos a mais que os dois rivais e um a menos que o segundo colocado Borussia Dortmund, que ainda entra em campo.

O atacante checo Patrik Schick fez o gol que ia assegurando o triunfo dos donos da casa até os acréscimos da partida, exatamente aos 47 da etapa final, quando o zagueiro Strohdiek marcou para os visitantes e decretou o empate.

Nos outros dois jogos já encerrados neste sábado, Fortuna Düsseldorf (16º) e Hoffenheim (sexto) empataram em 2 x 2 e o Mainz 05 (15º) derrotou o Eintracht Franfkurt (11º) por 2 x 0 fora de casa.

Estadão Conteúdo e Metrópoles

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.