terça-feira, 19 de maio de 2020

Em meio à incerteza sobre retorno do Mineiro, Atlético retoma treinamentos

Foto: Pedro Souza/Atlético
O Atlético retomou os treinamentos na manhã desta terça-feira na Cidade do Galo depois de dois meses. Porém, a data de volta das competições é incerta. Inclusive, o presidente Sérgio Sette Câmara e o vice Lásaro Cândido têm perspectivas diferentes sobre o retorno do Campeonato Mineiro: um acredita que o campeonato possa não terminar, enquanto o outro prevê viabilidade da competição.

Lásaro é otimista. O principal argumento, na visão dele, é o pagamento da TV Globo sobre os direitos de transmissão, que já foi efetuado. "Eu acho que a fase de competição ainda vai demorar um pouco. Nós temos a competição estadual, onde temos seis datas, duas da fase de classificação e quatro das fases finais", diz.

Como solução, ele sugere "reduzir as fases semifinal e final para somente duas datas, ao invés de quatro". Ou seja, elas seriam disputadas em jogos únicos. "Em relação ao panorama geral do Brasil, o Campeonato Mineiro está mais fácil de ser finalizado. Portanto, a realização da competição, ainda que não seja em julho, agosto, pode ser em setembro, a gente coloca outra data", diz.

Enquanto isso, o presidente Sette Câmara demonstra certo pessimismo. Ele diz que há omissão da Federação Mineira de Futebol (FMF). "Não sei se o Campeonato Mineiro vai de fato acontecer porque não estou sentindo nenhum tipo de esforço neste sentido. Quem sabe, diante das nossas reclamações, isso possa chegar ao ouvido de quem tenha que tomar atitude e esse tipo de postura mude", diz.

"Infelizmente, estou aqui esperando uma ligação (do presidente da FMF, Adriano Aro) e, por enquanto, ela não aconteceu. Então, nós não sabemos se o Campeonato Mineiro vai acontecer, se não vai, quando vai acontecer. Estamos meio ao 'Deus dará' aqui em Minas Gerais. Vamos aguardar pra ver se alguma coisa acontece. Tenho me dirigido diretamente à CBF e pensando no Campeonato Brasileiro", alegou.

Os protocolos de retorno do futebol são estudados. A CBF, inclusive, já deu aval às federações para retomada das competições. A decisão final, contudo, depende das autoridades de saúde. Em Minas Gerais, o certo é que o retorno do futebol, conforme o presidente da FMF, Adriano Aro, poderá acontecer apenas após o pico de casos do coronavírus, previsto para a primeira quinzena de junho.

Rádio Itatiaia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.