Hoffmann prega respeito ao América, adversário da grande final do Mineiro de Futebol Feminino

Site oficial/Cruzeiro/Vinnícius Silva
No último final de semana, o Cruzeiro confirmou sua vaga na final do Campeonato Mineiro de Futebol Feminino ao golear o Ipatinga por 8 a 0, na partida de volta da semifinal. O adversário celeste na luta pelo título será o América-MG. A Raposa aguarda a definição da Federação Mineira de Futebol para saber local, data e horário da decisão, que acontece em uma única partida.

O Cruzeiro chega à final com o melhor ataque da competição, tendo balançado as redes adversárias 44 vezes. E a melhor defesa, sem sofrer nenhum gol. Micaelly é a artilheira do campeonato com nove gols marcados.

Feliz com o desenho da equipe, o técnico Hoffmann Túlio explicou as mudanças na escalação diante do Ipatinga e ressaltou o espírito de duas atletas.

“Estou muito feliz com o que as atletas desempenharam. As mudanças na escalação não foram testes, precisávamos de opções para encarar o Ipatinga. Eu analisei o que o Conrado (técnico do Ipatinga) fez na primeira partida, e que complicou nossa equipe, e armei meu time para enfrentá-las. A entrada da Isa Leone em outra posição foi para gerar espaço nas beiradas e para fazer algumas trocas com a Dantas. Isso nos ajudou bastante. Foi tudo pensado para ganhar do Ipatinga e chegar na final”, disse.

Hoffmann, que no ano passado conquistou o estadual comandando o América-MG, comentou sobre a força do adversário, que possui muita tradição no futebol feminino de Minas Gerais.

“Temos que ter muita cautela nessa decisão. Na minha visão o América-MG é um grande favorito, já que é o atual tricampeão mineiro. É um clube muito forte no futebol feminino. Estamos com os pés no chão porque sabemos da capacidade do adversário, já estive lá e conheço bem”, revelou.

Segundo o treinador estrelado, além da parte técnica, o América-MG se destaca pelo controle emocional. Para Hoffmann, é preciso igualar essa qualidade para que o Cruzeiro consiga sair com o título.

“O América-MG possui uma equipe mentalmente muito forte e temos que igualar isso. Se tentarmos apenas propor o nosso jogo em uma final, não vai dar. Nossas atletas sabem disso, foi assim que nos preparamos para a partida da primeira fase, quando ganhamos de 1 a 0. Espero que minha equipe se sobressaia nesse quesito”, concluiu.

Postar um comentário

0 Comentários