Coelho bate São Bento em Sorocaba e começa a ver mais próximo topo da tabela na Série B

Daniel Hott / América / Divulgação
Hoje em Dia

Sete jogos invicto, com direito a cinco vitórias no período. O América que namorou com a lanterna da Série B do Brasileiro recupera, a cada rodada, o direito de sonhar com situação melhor na competição. O Coelho confirmou a fama de visitante indigesto ao bater o São Bento por 2 a 0, em Sorocaba. E se não saiu da 13ª posição devido aos demais resultados da última rodada do returno, encostou no pelotão intermediário da tabela, vendo o G-4 a apenas sete pontos.

Como já havia feito diante de Vitória (empate sem gols em Salvador) e Guarani (3 a 2 no Independência), o time de Felipe Conceição soube se aproveitar da situação delicada dos rivais, também dispostos a se afastar da zona da degola. E se o São Bento esboçou um domínio nos primeiros momentos, já na primeira chance de gol a festa era americana. O forte chute de João Paulo acertou a trave e, no rebote, Marcelo Toscano, que entrou na vaga do vetado Geovane, marcou seu primeiro na competição.

A vantagem não diminuiu o ímpeto do Coelho, nem mudou o panorama de domínio do time mineiro. Explorando bem as laterais, a equipe chegava com facilidade à intermediária do time de Sorocaba. Se a marcação era forte na área, João Paulo resolveu arriscar novamente de longe, surpreendendo Gabriel Félix aos 15 minutos.

O Bentão buscou o ataque, mas a forte marcação pela direita neutralizou Caio Rangel, principal opção na armação de jogadas. Zé Roberto, que vinha dos quatro gols marcados na vitória sobre o Londrina, também tinha poucos espaços.

Obrigado a improvisar na escalação do time, o técnico Doriva optou por um esquema mais ofensivo na segunda etapa, com Minho no lugar de Dudu Vieira. Os paulistas começaram no campo americano, mas não conseguiam concluir para o gol de Jori. E, com as entradas de Neto Berola, Flávio e França, o Coelho ganhou fôlego para o contra-ataque. Com direito a duas bolas na trave: de Diego Ferreira e Júnior Viçosa. Nem foi necessário o terceiro. Mais uma vez sólido na defesa, o time americano segurou sem sustos a vantagem, e embala cada vez mais. No sábado, às 19h, o Coelho abre o returno recebendo o Operário-PR no Horto.

SÃO BENTO 0 X 2 AMÉRICA

SÃO BENTO
Gabriel Félix; Dudu Vieira (Minho), Joílson, Guilherme Mattis e Mansur; Doriva, Rodolfo e Vinícius Kiss; Caio Rangel (Hugo Almeida), Paulinho Boia (Joãozinho) e Zé Roberto
Técnico: Doriva

AMÉRICA
Jori; Leandro Silva, Paulão, Ricardo Silva e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho, Diego Ferreira (Neto Berola) e Marcelo Toscano (Flávio); Felipe Azevedo e Júnior Viçosa
Técnico: Felipe Conceição

Postar um comentário

0 Comentários