As últimas do esporte na região, no Brasil e no mundo. Saiba de tudo aqui no FUTBLOG DO SORRISO. Visite nossa página no Facebook (Futblog do Sorriso) e siga-nos ainda no Twitter (@futblogsorriso), no Instagram (Futblog do Sorriso) e no YouTube (Futblog do Sorriso). Informação com dinamismo!

sábado, 25 de agosto de 2018

Um amor que não acredito nele: jogador que beija camisa de clube.


Gilberto Silva e o Atlético travaram uma verdadeira guerra na justiça. Ele (Gilberto) pedia em torno de R$ 13 a 15 milhões. A justiça decidiu que o clube (Atlético) pague R$ 300 mil.

Para entender a história, estarei destacando, mas antes, neste espaço, sem antes relatar os porquês da situação, observamos que esse negócio de beijar escudo é conversa que não encaixa. Tem jogador que faz promessas e promessas e no final das contas não consegue dar liga no clube. Pego essa carona com base no conflito clube e atleta.

No próprio Atlético já ouvimos de alguns amigos torcedores que "a pessoa entra funcionário e sai torcedor". Isso não existe. O jogador está em um clube e quando se sente prejudicado é o que acontece. Muitos fazem de tudo para cair fora do clube o quanto antes. Deixo claro aqui que se o Gilberto Silva acha no direito de buscar seus direitos não há nada de mal nisso, até por que o meu destaque aqui é com foco nesse amor exagerado e inexistente que muitos ficam falando que ama o clube e aquilo outro (falo de uma forma geral).

Tem jogadores que muitos torcedores jamais pensariam que eles pudessem deixar o determinado clube e seguir para o rival. Pois é uma das coisas que mais acontece. Esse tal de amor a camisa é algo que não dá para acreditar. Para se ter ideia, Ronaldo Fenômeno jogou no Milan e na Internazionale. Romário esteve no Flamengo e no Vasco. Rivaldo vestiu a camisa de Corinthians e também a do Palmeiras. E assim vai.

Voltando ao caso Gilberto Silva e Atlético, a informação é da Rádio Itatiaia, de Belo Horizonte. Confira e entenda o caso: 

A Justiça decidiu neste sábado que o Atlético deve pagar ao ex-jogador Gilberto Silva R$300 mil. A informação é do vice-presidente do Atlético, Lázaro Cunha, com exclusividade para o repórter Cláudio Rezende, da Rádio Itatiaia. A sentença é em primeiro caso e cabe recurso. O jogador pedia algo em torno de R$13 a 15 muilhões alegando que em 2016 estava incapacitado de atuar devido a uma lesão que sofreu em julho de 2013, quando rompeu o menisco do joelho direito no clássico contra o Cruzeiro, pelo Campeonato Brasileiro.

Após dois meses da cirurgia, Gilberto Silva disse na petição que foi forçado a voltar para a disputa do Mundial de Clubes, no Marrocos, em dezembro. O fato, segundo o jogador, agravou o problema, que traz reflexos até os dias de hoje.

O setorista já entrou em contato com o Gilberto Silva e aguarda retorno sobre a sentença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.