As últimas do esporte na região, no Brasil e no mundo. Saiba de tudo aqui no FUTBLOG DO SORRISO. Visite nossa página no Facebook. Siga-nos ainda no Instagram, Twitter e YouTube. FUTBLOG DO SORRISO: informação com dinamismo!

segunda-feira, 12 de março de 2018

Em um jogo de arrepiar em Ipaba, Talismã reencontra o Novo Horizonte e vence na estreia pelo Supercampeonato Regional

Pescoço (detalhe) fazendo de pênalti
Foto: Reprodução

NOVO HORIZONTE 2 X 3 TALISMàIPABA - Como já era esperado, Novo Horizonte e Talismã fizeram um jogaço em Ipaba, pela rodada inaugural do Supercampeonato Regional de Inhapim. 


Os torcedores de ambos os times compareceram e fizeram uma grande festa. O jogo começou bem aberto e as duas equipes buscando o gol.

O Novo Horizonte como mandante buscava o jogo e o Talismã fazia duas linhas de marcação para sair no contra-ataque. O time da casa teve sua primeira oportunidade através do atacante João Bosco, que chutou forte e o goleiro Leonam mandou para escanteio. Logo em seguida, foi a vez do Talismã responder, com Washin arrancando pela direita e chutando forte, levando muito perigo. 

A bola passou muito perto da meta adversária. Os papéis dos times se inverteram durante o primeiro tempo e o time de Cachoeira Escura acabara dando o contra-ataque para equipe de Ipaba. Em uma dessas oportunidades, saiu o primeiro gol do jogo. Contra-golpe fulminante pela esquerda, a bola foi alçada na área e João Bosco apareceu na segunda trave, com um cabeceio certeiro. Mandou no contrapé do goleiro Leonam, que nada pode fazer. O Talismã ainda criou boas chances antes do término da primeira etapa, mas a bola insistia em não entrar. 

Na volta para o segundo tempo, o time de Cachoeira Escura chegou com duas mudanças e focado em fazer gols, porém, quem quase ampliou em dois lances parecidos foi o time local (Novo Horizonte), em contra-ataque pela direita. A defesa do Talismã tentou jogar em linha e a bola chegou a João Bosco, que cruzou para área, e não apareceu ninguém para aproveitar. 

O Novo Horizonte contando com grandes jogadores, como Antônio Carlos, João Bosco, Mateus Missão, entre outros. Já o Talismã, tinha Jefinho Japão, Washin, Negão, e o experiente meia Thiaguinho, que poderiam resolver a partida a qualquer momento. E foi assim que aconteceu. Bela trama no ataque do Talismã e a bola chegou até Jefinho Japão, que foi puxado dentro da área. 

Penalidade assinalada pelo árbitro David William. Negão cobrou forte no canto direito do goleiro e empatou para o Talismã. Bola na rede e agito geral dos torcedores do time de Cachoeira Escura que compareceram ao estádio Manoel Carreiro, em Ipaba. Duelo entre dois grandes times do futebol regional. Aos 20 minutos do segundo tempo o técnico Rafhael Douglas tirou o atacante Washin e colocou o meia Pescoço. O jogador entrou bem na partida e sempre criando preocupação para a defesa do time adversário. O Talismã chegou a virada. 

Depois de uma linda jogada de Jefinho Japão pela direita, Negão recebeu dentro da área pelo lado esquerdo de ataque, deu um drible desconcertante no zagueiro e tomou um pontapé dentro da área. Marca da cal. É pênalti para o Talismã. Pescoço foi para a cobrança e chutou forte no canto esquerdo do goleiro para virar o jogo para equipe de Cachoeira Escura. 

O Talismã seguia forte dentro de campo com uma estratégia definida em liquidar com o jogo no contra-ataque, mas aos 26 minutos do segundo tempo aconteceu o que ninguém esperava. Negão, que era um dos melhores em campo, acabou sendo expulso pelo árbitro David Wilian. 

Após se passar 3 minutos depois da expulsão de Negão, o Talismã não conseguiu segurar o ímpeto da equipe da casa, que em jogada pela direita, o meia Antônio Carlos foi derrubado por Léo, dentro da área. O próprio Antônio Carlos bateu o pênalti e empatou o jogo para o time do Novo Horizonte: 2 a 2. 

O técnico Rafhael Douglas resolveu fechar seu time e colocou Lucas Vanisson no lugar de Thiaguinho. O jogo tomava contornos dramáticos para a equipe de Cachoeira Escura, que ficou com um a menos em campo, e se defendia como podia. Até que, aos 38 minutos do segundo tempo, Julimar que já estava amarelado, deu uma entrada forte em Jefinho, e também foi expulso. Os dois times com 10 homens em campo.

O jogo já caminhava para o seu encerramento. Momentos finais. Eram decorridos 43 minutos. O atacante Zoi recebeu uma falta de muito longe pelo lado esquerdo. Jefinho bateu a bola, que acabou desviando no zagueiro Ju e foi parar no fundo da rede do Novo Horizonte. 

O Talismã chegou ao terceiro gol que garantiu ao time uma estreia positiva no Supercampeonato Regional de Inhapim. Foi o reencontro dos times. Na última temporada, o Novo Horizonte eliminou o Talismã na semifinal da competição, nas cobranças de pênaltis. No final, em Ipaba, na tarde deste domingo, Novo Horizonte 2 x 3 Talismã. Jogo que teve a arbitragem de David William. 

O próximo compromisso do Talismã será contra o Resgate do Vale Verde, no próximo domingo, no estádio Jurandir Ferreira, em Cachoeira Escura. Contra o Novo Horizonte, o Talismã jogou e venceu com: Leonam, Dodô (Júlio), Uarlei Madimbu, Leo e André; Luiz Henrique, Jefinho, Thiaguinho (Lucas Vanisson) e Pablo (Zoi); Washin (Pescoço) e Negão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.