domingo, 12 de novembro de 2017

Madrileño leva a melhor e vence o Oriente em um jogão de cinco gols

Duelo de sábado aconteceu no Menezão

ORIENTE 2 X 3 MADRILEÑO - AMISTOSO - VETERANO

Madrileño e Oriente fizeram um jogão na tarde deste sábado pelos veteranos. Um dia chuvoso em Belo Oriente e que veio a calhar com uma chuva de gols: cinco no total. Um primeiro tempo sem muitas alternativas de ambos os times. As emoções estavam guardadas para a etapa final. Os dois times criaram muito pouco no primeiro tempo, com os goleiros Morais (Oriente) e Cristian (Madrileño) pouco acionados.

Mas, ainda na etapa inicial teve bola na rede. Faltando apenas 1 minuto para o encerramento do tempo inicial, Leandro fez um perfeito lançamento para Foguete, que na saída do goleiro do Oriente, tocou com precisão no canto esquerdo: 1 a 0 para o Madrileño.

Veio a etapa final e o duelo ganhou em disputa e emoção. Logo na primeira jogada de perigo, Foguete conseguiu se esquivar da defesa do Oriente - que pediu falta no lance - e chutou forte - no canto direito - contando ainda com a bola tocando no pé da trave do goleiro Paulo Otávio - entrou no lugar de Morais. O Madrileño fazia 2 a 0. Mas, o Oriente colocou fogo no jogo. Yago cruzou a bola da esquerda e Washington tocou de cabeça para o fundo do gol, diminuindo a contagem em favor do Oriente.

Após o gol, o Oriente passou a dominar a partida e teve a oportunidade de até mesmo virar o marcador, porém, as chances não foram aproveitadas. Até que, quem não faz, leva. O Madrileño jogou um balde de água fria no Oriente. Uma jogada simplesmente espetacular que começou pela esquerda. Charlinho limpou o lance, tocou para Foguete e passou no costado da defesa adversária para receber de volta.

Após estar de posse da bola na entrada da grande área pelo lado esquerdo, Charlinho cruzou com perfeição para Ro anotar o terceiro gol do Madrileño. Jogadaça. Bola na rede. O Oriente procurou se manter vivo após uma cobrança de falta ensaiada. Nego tocou a bola na esquerda para Everaldo, que bateu de primeira na chamada trivela "rosca", com a bola encontrando a cabeça de Kélcio, que finalizou, diminuindo mais uma vez para o Oriente. E acabou não restando tempo para mais nada.

O Madrileño deixou o campo com a vitória por 3 a 2. O jogo no Menezão teve a arbitragem de Geraldo da Silva Sá, que foi auxiliado por José João e Marcelo Ramos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

FUTBLOG DO SORRISO NO FACEBOOK