A mais completa cobertura. Informação com credibilidade. O blog campeão absoluto de visualizações. SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS: FACEBOOK, YOUTUBE, INSTAGRAM E TWITTER. ACESSE NOSSO SITE: www.futblogdosorriso.com.br

sexta-feira, 15 de julho de 2022

VALE DO AÇO! Três cidades vão usar novas urnas eletrônicas nas eleições 2022

Tribunal Superior Eleitoral 
Nova urna eletrônica será usada em 68 municípios mineiros, incluindo Belo Horizonte, todas as cidades da Região Metropolitana da capital.

As cidades do Vale do Aço, Timóteo, Coronel Fabriciano e Mesquita também vão usar o novo modelo nas eleições deste ano. A definição dos municípios levou em conta a logística de distribuição dos equipamentos e a proximidade da sede do Tribunal Regional Eleitoral, o que possibilita um suporte mais rápido às zonas eleitorais.

De acordo com o TRE a urna eletrônica modelo UE2020 tem algumas melhorias em relação aos modelos anteriores e será utilizada pela primeira vez nas Eleições 2022. É mais moderna, mais rápida, tem um visual diferente e é ainda mais segura.

Características

O teclado da urna fica abaixo da tela, e não mais ao lado. A tela, aliás, tem mais qualidade de vídeo, o que melhora a visualização de informações e fotos.

O terminal do mesário não tem mais teclado físico. Na nova urna, ele tem tela sensível ao toque (touchscreen), como em smartphones.

Quanto ao funcionamento da nova urna eletrônica, o processador é 18 vezes mais rápido que o modelo anterior, e a bateria terá duração por toda a vida útil da urna (10 a 12 anos), reduzindo os custos de manutenção.

Acessibilidade

Para as eleições deste ano, os modelos anteriores e o novo modelo de urna, terão novidades para facilitar o voto das pessoas que têm deficiência auditiva ou visual.

Uma intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras) indica o cargo que estão em votação em cada etapa.

Fabricação

A urna modelo UE2020 é fabricada pela Positivo Tecnologia, que venceu licitação homologada em 2020. Todas as fases de produção dos equipamentos, realizadas em fábricas em Manaus (AM) e Ilheús (BA), são acompanhadas de perto pela equipe da Coordenadoria de Tecnologia Eleitoral (Cotel) da Secretaria de Tecnologia da Informação do TSE.

O que não mudou

As urnas eletrônicas não se conectam a nenhum tipo de rede, internet ou bluetooth.

Uso do que há de mais moderno em termos de criptografia, assinatura e resumo digitais, garantindo que somente o sistema e programas desenvolvidos pelo TSE e certificados pela Justiça Eleitoral (JE) sejam executados nos equipamentos.

Possibilidade de auditoria das urnas, antes, durante e após a votação, pelos partidos e instituições fiscalizadoras que integram a Comissão de Transparência das Eleições (CTE) e pela sociedade em geral.

Impressão da zerésima (comprovante que mostra que, no início da votação, não há voto registrado na urna para nenhuma candidatura).

Emissão dos Boletins de Urna (BUs) logo após o término da votação, com a distribuição de cópias aos partidos e a afixação do BU em cada seção eleitoral para quem quiser comparar com os dados divulgados no Portal do TSE.

As urnas continuam contando com o Registro Digital do Voto (RDV). Nele, as informações sobre os votos são embaralhadas em uma tabela que assegura o sigilo da votação. (G1 Vales de Minas Gerais) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.