A mais completa cobertura. O blog campeão absoluto de visualizações. SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS NO FACEBOOK, YOUTUBE, INSTAGRAM E TWITTER. ACESSE NOSSO SITE: www.futblogdosorriso.com.br

domingo, 6 de março de 2022

Pezzolano detona FMF: "Nunca vi isso na vida"

Reprodução

O técnico Paulo Pezzolano não poupou críticas à Federação Mineira de Futebol por causa da influência da arbitragem na derrota do Cruzeiro para o Atlético (2 a 1), neste domingo, no Mineirão, pela nona rodada do Campeonato Mineiro.

O gol de empate do adversário saiu de um pênalti polêmico aos 38 minutos da etapa final. O zagueiro Oliveira tirou a bola de carrinho em uma disputa com Hulk, que caiu na área e “induziu” Igor Junio Benevenuto a assinalar a infração. A virada alvinegra veio aos 52, com Ademir.

Pezzolano, que cumpriu suspensão no clássico e foi substituído por seu auxiliar, Martín Varini, fez questão de se pronunciar nos canais oficiais do clube. O uruguaio se mostrou convicto quanto à inexistência da penalidade de Oliveira em Hulk e deu a entender que o favorecimento ao Atlético no estadual é algo jamais visto em outras partes do mundo.

“Não queria falar, mas vimos tudo, né?! Esse pênalti que não foi. Já sabíamos que jogaríamos contra isso. É difícil jogar assim. A Federação… está ficando ruim. Sou uruguaio e nunca vi isso na minha vida em nenhuma parte do mundo. Pode errar um jogo? Pode errar. Mas errar todo jogo e marcar esse pênalti é incrível”.

Antes do pênalti convertido por Hulk, o Cruzeiro segurou o ímpeto do Atlético, atual campeão da Copa do Brasil e do Brasileirão. Além de se defender com firmeza, o time trocou bons passes e criou situações de perigo. O gol de cabeça de Vitor Roque saiu aos 25 minutos do segundo tempo, após cruzamento de Fernando Canesin.

Depois de tomar o gol de empate, o Cruzeiro viu o Atlético crescer de produção em busca da virada. A jogada decisiva ocorreu aos 52 minutos: Arana levantou a bola nas costas da defesa, e Ademir tocou no canto direito de Rafael Cabral. O acréscimo de oito minutos se deu em razão das substituições e das paralisações para atendimento médico ao goleiro Everson e ao centroavante Edu.

Pezzolano admitiu que a qualidade do rival acabou acuando a Raposa. “A equipe estava bem. Mas depois de sofrer o gol, teve uma movimentação maior de ir para frente, ficou aberto, e eles tiveram qualidade para fazer o segundo gol. Nunca o time ficou para trás. A qualidade deles é que levou o time para trás”.

Mesmo assim, o treinador se orgulhou do rendimento dos jogadores diante de um time que ficou em evidência durante toda a temporada 2021. “Tivemos chance de gols, eles também. Como falamos antes do jogo, enfrentamos um time de muita qualidade, é uma realidade. Mas nos portamos de igual para igual. Fiquei muito contente”.

Pezzolano estará de volta no compromisso do Cruzeiro contra o Pouso Alegre, às 17h30 do próximo domingo, no Independência, pela 10ª rodada do Mineiro. Com 19 pontos, o time celeste busca a vitória para tentar ao menos recuperar a segunda colocação, que ficou com o Athletic graças à vantagem no saldo de gols: 9 a 7. O líder Atlético soma 22.

(Superesportes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.