A mais completa cobertura. O blog campeão absoluto de visualizações. SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS NO FACEBOOK, YOUTUBE, INSTAGRAM E TWITTER. ACESSE NOSSO SITE: www.futblogdosorriso.com.br

terça-feira, 22 de fevereiro de 2022

Moro segue Bolsonaro e critica liberação de aborto na Colômbia

Foto: Sérgio Dutti / Divulgação

O pré-candidato à Presidência da República Sergio Moro (Podemos) seguiu Jair Bolsonaro (PL) e criticou a liberação do aborto até sexta semana de gestação na Colômbia. 

Moro se posicionou dizendo ainda que, caso eleito, indicará minsitros ao Supremo Tribunal Federal (STF) contrários ao aborto. 

"Não concordo com a liberação do aborto através de Tribunais, como foi feito na Colômbia, pior ainda por ser até o sexto mês de gravidez. Temos o compromisso de manter a lei atual e indicar para o STF magistrados contrários à ampliação por decisão judicial", disse o ex-juiz. 

Mais cedo, Bolsonaro usou seu perfil nas redes sociais para comentar a decisão da Corte Constitucional da Colômbia, que na segunda-feira (21) descriminalizou o aborto nas primeiras 24 semanas de gravidez.

"Que Deus olhe pelas vidas inocentes das crianças colombianas, agora sujeitas a serem ceifadas com anuência do Estado no ventre de suas mães até o 6° mês de gestação, sem a menor chance de defesa. No que depender de mim, lutarei até o fim para proteger a vida de nossas crianças!", disse o presidente que também deve disputar a reeleição nas eleições de outubro próximo. 

O próximo presidente do Brasil indicará dois nomes ao STF. Isso porque  Ricardo Lewandowski e Rosa Weber nasceram em 1948, portanto, eles completarão 75 anos em 2023. 

(O Tempo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.