A mais completa cobertura. O blog campeão absoluto de visualizações. SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS NO FACEBOOK, YOUTUBE, INSTAGRAM E TWITTER. ACESSE NOSSO SITE: www.futblogdosorriso.com.br

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2022

Após pedido do MP, Galoucura é banida dos estádios por seis meses pela FMF

Reprodução

A Federação Mineira de Futebol acatou nesta terça-feira (8/2) a recomendação do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) para banir por seis meses a torcida organizada Galoucura, do Atlético, de todos os estádios de futebol do Brasil.

"Considerando que o Ministério Público do Estado de Minas Gerais recomendou, através de ofício encaminhado nesta data, a aplicação de medida educativa de banimento temporário dos estádios do país nos dias de jogos, considerados estes o raio de cinco mil metros dos estádios, perímetro de segurança e vinculação com o evento esportivo, previsto por analogia ao art. 41-B, §1º, inciso i, do Estatuto do Torcedor, da Torcida Organizada Galoucura, vinculada ao Clube Atlético Mineiro, pelo período de 06 (seis) meses, contados a partir do dia 04 de fevereiro de 2022".

A solicitação havia sido feita pelo órgão após a briga generalizada que ocorreu em 1º de fevereiro nas arquibancadas do Mineirão, durante a vitória do Brasil por 4 a 0 sobre o Paraguai, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar.
"O #MPMG recomendou à @FMF_Oficial o banimento temporário dos estádios de todo o país da Torcida Organizada Galoucura, do @Atletico, pelo período de seis meses. A medida foi tomada após o registro de atos de violência ocorridos no jogo entre Brasil e Paraguai, no Mineirão", divulgou o MP, em nota, na sexta-feira (4/2).

Após avaliar imagens gravadas pelas câmeras de segurança do estádio, o MP identificou que integrantes da Galoucura iniciaram a briga com membros da Máfia Azul, principal torcida organizada do Cruzeiro, ainda nos minutos iniciais da partida da Seleção Brasileira.

De acordo com a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), 21 pessoas foram presas por conta do episódio, todas integrantes da Galoucura.

Quatro integrantes da organizada - incluindo um adolescente de 16 anos e o presidente da organizada atleticana, Josimar Júnior - responderão por tentativa de homicídio pelo espancamento de dois membros da Máfia Azul.

Uma das vítimas, de 31 anos, foi internada em estado grave no Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, com traumatismo craniano.

Ciente da recomendação do MP, a Galoucura se manifestou em nota na semana passada. A organizada afirmou que cumprirá "as orientações de não adentrar nos estádios Independência e Mineirão com materiais da torcida, como bateria, bandeiras e faixas, até o dia 3 de agosto de 2022.

"Continuaremos apoiando o Clube Atlético Mineiro em todas as competições e dentro do que nos é permitido, trajados de Galoucura na bancada, representando a entidade sempre", prosseguiu.

Leia a Resolução da FMF:

O Presidente da Federação Mineira de Futebol, Adriano Guilherme de Aro Ferreira, no uso de suas atribuições, com base no que dispõem o artigo 4º e os incisos I, XXXIX e LVIII do artigo 59, do Estatuto da FMF,

Considerando o Termo de Ajustamento de Conduta, datado de 28 de Abril de 2009, firmado entre pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais, Ministério do Esporte, Comissão de Monitoramento da Violência em Eventos Esportivos e Culturais – COMOVEEC, Polícia Militar de Minas Gerais, Polícia Civil de Minas Gerais, Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Minas Gerais, Federação Mineira de Futebol, Administração de Estádios de Minas Gerais, Clube Atlético Mineiro, Cruzeiro Esporte Clube e as Torcidas Organizadas de ambas as equipes, em especial os termos da Cláusula Sexta;

Considerando que o Ministério Público do Estado de Minas Gerais recomendou, através de ofício encaminhado nesta data, a aplicação de medida educativa de banimento temporário dos estádios do país nos dias de jogos, considerados estes o raio de cinco mil metros dos estádios, perímetro de segurança e vinculação com o evento esportivo, previsto por analogia ao art. 41-B, §1º, inciso i, do Estatuto do Torcedor, da Torcida Organizada Galoucura, vinculada ao Clube Atlético Mineiro, pelo período de 06 (seis) meses, contados a partir do dia 04 de fevereiro de 2022
.

(Superesportes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.