A mais completa cobertura. Informação com credibilidade. O blog campeão absoluto de visualizações. SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS: FACEBOOK, YOUTUBE, INSTAGRAM E TWITTER. ACESSE NOSSO SITE: www.futblogdosorriso.com.br

domingo, 1 de agosto de 2021

GP da Hungria: Ocon vence pela primeira vez na F1 em corrida excepcional

Esteban Ocon comemora primeira vitória na F1, no GP da Hungria — Foto:
Lars Baron/Getty Images

Nem o torcedor mais esperançoso da Fórmula 1 poderia prever o roteiro do GP da Hungria, neste domingo. Largando da oitava colocação, Esteban Ocon sobreviveu a uma confusão provocada na largada por Valtteri Bottas para vencer pela primeira vez na carreira, segurando o veterano Sebastian Vettel pela maior parte das 70 voltas no Circuito de Hungaroring. Lewis Hamilton, que largou da pole position e caiu para 14º, obteve o terceiro lugar nas últimas voltas ao superar Carlos Sainz, da Ferrari. Max Verstappen, envolvido no incidente inicial, terminou em décimo.

O triunfo veio oito meses após o primeiro pódio de Ocon, com o segundo lugar no GP de Sakhir de 2020, e é a segunda vitória da França desde Olivier Panis em Mônaco, em 1996; antes, a conquista de Pierre Gasly na Itália, no campeonato passado, havia quebrado o jejum do país.

A chuva que começou a cair no Circuito de Hungaroring a menos de 1h para o começo da prova foi decisiva para selar o destino de uma corrida imprevisível. Os pilotos abandonaram as estratégias e adotaram os pneus intermediários para a largada, marcada por um "boliche" de Bottas que tirou Charles Leclerc, Lance Stroll, Sergio Pérez, Lando Norris e a si mesmo da disputa.

O fim da chuva fez as equipes se movimentarem para uma nova troca, fazendo 19 dos 20 pilotos relargarem do pit lane enquanto Hamilton ficou sozinho no grid, perdendo um precioso tempo que o jogou para 14º.

Além da primeira vitória da Alpine e de Esteban Ocon, e do segundo pódio de Carlos Sainz pela Ferrari, a prova teve a surpresa do desempenho das Williams. Liderada por Nicholas Latifi, que chegou a andar em terceiro lugar por boa parte da corrida, o time conquistou um oitavo lugar com o canadense e um nono com George Russell, somando seis pontos. Essa é a primeira vez que a equipe britânica pontua desde 2019, quando Robert Kubica obteve um décimo lugar no GP da Alemanha.

O resultado inesperado ajudou a RBR a conter os danos provocados pela batida de Bottas. Porém, não impediu que Hamilton retomasse a liderança do campeonato de pilotos com o pódio. O heptacampeão soma 192 pontos contra 186 de Verstappen, diferença de seis. No Mundial de Equipes, a Mercedes superou a RBR e ocupa a ponta da tabela com 300 pontos, dez a mais que a rival.

A Fórmula 1 encara uma pausa de verão até a 12ª etapa da temporada 2021 no GP da Bélgica, no Circuito de Spa-Francorchamps, em 29 de agosto.

>> Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.