A mais completa cobertura. Informação com credibilidade. O blog campeão absoluto de visualizações. SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS: FACEBOOK, YOUTUBE, INSTAGRAM E TWITTER. ACESSE NOSSO SITE: www.futblogdosorriso.com.br

quinta-feira, 1 de abril de 2021

Cruzeiro rebate Cacá, mostra depósitos e admite pendência de R$ 251 mil

Bruno Haddad/Cruzeiro/Divulgação


Pouco depois de o zagueiro Cacá se queixar do descumprimento do acordo para pagamento de salários atrasados, o Cruzeiro rebateu as declarações do jogador por meio de nota em seu site oficial na noite desta quinta-feira.

A Raposa informou que repassou ao atleta R$205.993,00, em 17 de fevereiro, referentes a remunerações pendentes; e R$385.630,00, em 23 de março, correspondentes a uma fatia da venda dos direitos econômicos ao Tokushima Vortis, do Japão.

“Desta forma, mesmo em um momento de crise mundial com a pandemia, o Cruzeiro pagou ao atleta – que alegou de forma irresponsável não ter recebido nada – o valor de R$591.623,00 entre fevereiro e março de 2021”, escreveu o clube.

A diretoria do Cruzeiro admitiu que existe um débito com Cacá, na ordem de R$251.443,04, com vencimento para esta sexta-feira, 2 de abril.

O clube explicou que o pagamento ainda não foi feito por causa de um bloqueio corrente nas contas bancárias, “situação que infelizmente se tornou comum graças às dívidas acumuladas em gestões anteriores e desastrosas”.

No encerramento do comunicado, o Cruzeiro classificou como inverídico o conteúdo postado por Cacá e insinuou que o atleta “está mal orientado”. Os comprovantes da transferência do dinheiro para a conta do jogador foram publicados no fim da nota.

Leia o posicionamento do Cruzeiro

O Cruzeiro Esporte Clube informa que recebeu com surpresa e estranheza a publicação feita pelo atleta Cacá em suas redes sociais na noite desta quinta-feira (1º de abril de 2021), alegando que o Clube não cumpriu nada do que foi acordado em relação à sua recente saída para o futebol japonês.

Desta forma, em nome da transparência, o Cruzeiro esclarece que, no dia 17 de fevereiro de 2021, acertou parte considerável dos atrasados que eram de direito do atleta, na ordem de R$ 205.993,00.

O Clube também informa que, após a venda concretizada, no mês de março, repassou a Cacá e seu staff, com ciência de seu agente Leonardo, a quantia de US$ 70 mil (R$ 385.630,00 na conversão para Real), referentes à sua porcentagem na negociação. O pagamento foi efetuado no dia 23 de março de 2021.

Desta forma, mesmo em um momento de crise mundial com a pandemia, o Cruzeiro pagou ao atleta – que alegou de forma irresponsável não ter recebido nada – o valor de R$ 591.623,00 entre fevereiro e março de 2021, conforme demonstrado nos comprovantes ao final desta nota.

O Cruzeiro informa que ainda há pendente um pagamento de R$ 251.443,04 ao atleta, referente ao restante de seus atrasados, com vencimento previsto para esta sexta-feira, 2 de abril de 2021. O pagamento ainda não foi realizado somente devido a um bloqueio corrente nas contas do Clube, situação que infelizmente se tornou comum graças às dívidas acumuladas em gestões anteriores e desastrosas. O compromisso será cumprido assim que a conta esteja desbloqueada.

Por fim, o Cruzeiro lamenta o conteúdo inverídico da postagem de Cacá feita na noite desta quinta-feira e lamenta mais ainda a precipitação do seu ex-jogador, Cria da Toca, que talvez esteja sendo mal orientado, já que, mesmo tendo sido liberado pelo Clube para se apresentar dias após seus companheiros de elenco em fevereiro, preferiu não se apresentar na data combinada até que a venda fosse concretizada, se ausentando de diversos compromissos em um momento de contrato vigente com o Clube.

>> Superesportes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.