domingo, 19 de julho de 2020

Hamilton domina GP da Hungria e assume a ponta do mundial de Fórmula 1

Reprodução/Twitter/Fórmula 1 
Lewis Hamilton conquistou sua vitória de número 86 na Fórmula 1 na manhã deste domingo. O piloto da Mercedes dominou de ponta a ponta o GP da Hungria e terminou na primeira colocação. Max Verstappen, da Red Bull, e Valtteri Bottas completaram o pódio.

A próxima etapa do mundial de F1 está agendada para o dia 2 de agosto, no tradicional circuito de Silverstone, na Inglaterra. Até o momento, apenas 10 GPs foram confirmados para esta temporada, em função da pandemia do novo coronavírus.

A corrida

Uma corrida maluca, assim podemos definir o GP da Hungria de Fórmula 1. Os carros foram para o grid com pneus de chuva, tendo em vista a forte garoa que caiu na hora da largada. Mas, logo na volta de ida para o grid, Verstappen perdeu o controle e parou na mureta. Sua asa e pneu esquerdo dianteiro ficaram completamente danificados e a equipe de mecânicos da Red Bull correu muito para conseguir deixar o carro em condição de corrida.

Na volta de apresentação, ficou claro que a pista não estava molhada o suficiente para os pilotos andarem com pneus intermediários e a partir daí a prova ganhou muita emoção. Na terceira volta, todos os carros pararam e colocaram compostos de condição seca, fazendo uma reviravolta na classificação.

Lewis Hamilton foi quem se deu bem. O piloto da Mercedes não perdeu a ponta e só abriu vantagem diante do cenário. Em contrapartida, Bottas fez uma péssima largada e caiu para oitavo. Apesar do mau início, o finlandês conseguiu fazer uma prova de recuperação.

As condições de pista deixaram a corrida muito mais equilibrada e cheia de ultrapassagens. Alex Albon, da Red Bull conseguiu se recuperar e terminou o GP em 5º , depois de largar apenas em 13º. Já Verstappen, mesmo depois de reclamar da unidade de potência do carro durante os treinos livre e classificatório, além do acidente na ida ao grid, terminou em 2º.

Vettel ficou em sexto, seu melhor resultado da temporada. Leclerc teve problemas com pneus e ficou em 11º.

A equipe sensação de 2020, a Racing Point terminou em 4º e 7º, com Stroll e Pérez, respectivamente.

O único abandono foi de Pierre Gasly, da Alpha Tauri, na volta 17 com problemas de motor.

Veja como ficou o resultado do GP da Hungria de Fórmula 1:
1- Lewis Hamilton (Mercedes)
2- Max Verstappen (Red Bull): +8.702
3- Valtteri Bottas (Mercedes): +9.452
4- Lance Stroll (Racing Point): +57.579
5- Alexander Albon (Red Bull): +78.316
6- Sebastian Vettel (Ferrari): + 1 volta
7- Sergio Pérez (Racing Point): +1 volta
8- Daniel Ricciardo (Renault): + volta
9- Kevin Magnussen (Haas): + 1 volta
10- Carlos Sainz (McLaren): + 1 volta
11- Charles Leclerc (Ferrari): + 1 volta
12- Daniil Kvyat (Alpha Tauri): + 1 volta
13- Lando Norris (McLaren): + 1 volta
14- Esteban Ocon (Renault): + 1 volta
15- Romain Grosjean (Haas): + 1 volta
16- Kimi Raikkonen (Alfa Romeo): + 1 volta
17- Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo): + 1 volta
18- George Russell (Williams): + 1 volta
19- Nicholas Latifi (Williams): +5 voltas
20- Pierre Gasly (Alpha Tauri): não terminou na corrida

Gazeta Esportiva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.