Homem de confiança de Itair Machado, Amarildo Ribeiro cobra R$ 577 mil do Cruzeiro na Justiça

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro 
Ex-diretor da base, dispensado no começo do ano, pede ainda bloqueio nas contas do clube

O Cruzeiro enfrenta mais um processo na Justiça do Trabalho. Desta vez, quem aciona o clube é Amarildo Ribeiro, ex-diretor das categorias de base. Considerado “homem de confiança” do ex-vice presidente de futebol, Itair Machado, Amarildo cobra R$ 577.179,25 do Cruzeiro. A ação foi distribuída nessa segunda-feira na 17ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte.

Há um pedido de Tutela de Urgência Antecipada para bloquear nas contas do clube os valores pretendidos pelo ex-diretor.

Confira os pedidos de Amarildo Ribeiro

Saldo de salários de outubro 2019 no valor de R$7.500,00;

Salários de novembro 2019 no valor de R$35.000,00;

Salários de dezembro 2019 (16/30) no valor de R$19.833,33;

Saldo de salários de janeiro 2020 (04/30) no valor de R$4.666,66;

Aviso Prévio indenizado, equivalente a 33 dias, no valor de R$ R$38.500,00;

13º Salario 2019 vencido e não pago, no valor de R$35.000,00;

13º Salario proporcional 2020 (1/12) no valor de R$2.916,67;

13º Salario indenizado (1/12) no valor de R$2.916,67;

Férias vencidas, acrescidas de 1/3, em dobro, no total de R$93.333,34;

Férias proporcionais + 1/3 (7/12) no valor de R$27.222,23;

Férias indenizadas + 1/3 (1/12) no valor de R$3.888,89;

Diferença FGTS no importe de R$27.160,09;

Juros de mora de R$1.802,45 e multa de 10% de R$2.773,01 sobre os valores faltantes dos depósitos de FGTS, no valor total de R$4.575,46;

Multa art. 467 da CLT, perfazendo o total de R$167.298,33;

Multa art. 477 da CLT, perfazendo o total de R$35.000,00;

Honorários sucumbenciais no importe de 15% no valor de R$75.284,25.

Amarildo Ribeiro foi contratado pelo Cruzeiro em junho de 2018, indicado por Itair Machado. Eles trabalharam juntos no Ipatinga. Em outubro do ano passado, já em meio a uma crise, o Cruzeiro passou por uma reformulação, tendo o ex-presidente Zezé Perrella como gestor de futebol. Amarildo Ribeiro foi mantido no cargo por Perrella, que elogiou o trabalho na base. Entretanto, em janeiro, ele foi demitido, já com o clube administrado pelo Conselho Gestor.

Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.