Ex-jogador do Atlético, argentino Jonathan Fabbro é condenado por estuprar afilhada

Reprodução / Instagram
Rádio Itatiaia

O meia argentino Jonathan Fabbro, que jogou pelo Atlético, foi condenado nesta quinta-feira, em Buenos Aires, a 14 anos de prisão por abuso sexual com conjunção carnal da afilhada, de 13 anos. Os crimes foram cometidos quando a vítima tinha de 5 a 11 anos.

O jogador, que tem 37 anos e um relacionamento com a modelo paraguaia Larissa Riquelme, está preso preventivamente há mais de um ano.

Fabbro ficou no Atlético por quatro meses em 2006, atuou em quatro jogos e não marcou gol. Ele também jogou por clubes como Boca Juniors-ARG e River Plate-ARG. Ao ser preso defendia o Jaguares Chiapas-MEX.

Postar um comentário

0 Comentários