Ministério Público de MG abre investigação para apurar supostas irregularidades no Cruzeiro

Foto: Vinnícius Silva / Cruzeiro 
HOJE EM DIA - Mais de um mês desde o primeiro capítulo da crise do Cruzeiro e o clube ainda tenta apagar o fogo pelas denúncias envolvendo seus dirigentes. E como a cada dia um novo episódio inflama os bastidores celestes, agora é o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) que entra em cena e busca esclarecimentos sobre o assunto.

O MPMG acatou o pedido para abrir investigação sobre os supostos desmandos de membros da cúpula cruzeirense. A matéria divulgada no programa Fantástico, da TV Globo, foi o ponto principal que provocou o Ministério Público mineiro.

Além do programa dominical da Rede Globo, um torcedor do Cruzeiro também pediu que o órgão investigasse o clube.

“Sou sócio-torcedor há anos, e, diante de tanta corrupção e farra com nosso dinheiro, juntei todas as reportagens recentes (com as denúncias que recaem sobre membros da diretoria do Cruzeiro) e formalizei no site do Ministério Público de Minas Gerais um pedido de investigação, intervenção no clube”, disse André Maurício, de 33 anos.

Nas redes sociais o Ministério Público informou que abriu investigação paralela ao inquérito conduzido pela Polícia Civil.

“Há procedimento investigatório criminal em andamento no MPMG para apurar possíveis irregularidades praticadas por dirigentes do clube. As investigações estão em fase inicial, e não há mais detalhes a serem fornecidos no momento. O MPMG também acompanha inquérito conduzido pela Polícia Civil”, informou o órgão ao Hoje em Dia pouco antes de publicar a mesma mensagem em suas redes sociais.

Mesmo se tratando de um assunto bem delicado, Maurício entende que fez o seu papel em cobrar do MPMG um posicionamento sobre o atual momento e cenário do Cruzeiro.

“Eu poderia ter feito a denúncia anônima, mas preferi me identificar. No próprio site, no dia 13 de junho, coloquei meus dados e fiz um texto com o que a mídia havia publicado sobre as denúncias”, explicou o torcedor.

Postar um comentário

0 Comentários