quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Série B: VAR anula gol nos acréscimos e Cruzeiro empata com Operário

Bruno Haddad/Cruzeiro

Em duelo entre clubes que ocupam o meio da tabela da Série B do Campeonato Brasileiro, Cruzeiro e Operário-PR empataram por 1 a 1 na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG). A partida desta quinta-feira (16) valeu pela 24ª rodada da competição.

O confronto teve dois protagonistas. Um deles foi o goleiro Simão, que salvou o Fantasma da derrota fora de casa, principalmente na etapa final. O outro foi a arbitragem de vídeo (VAR), cujas intervenções alteraram duas decisões de campo. A última delas nos acréscimos do segundo tempo, levando à invalidação do gol que daria a vitória à Raposa.

O empate não ajuda a ninguém na briga pelo acesso à Série A. O Operário aparece em nono lugar, com 34 pontos, quatro mais que o Cruzeiro, que está em 12º. Ambos podem cair na tabela na sequência da rodada, que termina no sábado (18). Os paranaenses chegaram ao quarto jogo sem vitória. Os mineiros estão invictos há dez partidas, mas não têm conseguido emplacar uma sequência de triunfos.

Os anfitriões saíram na frente aos 16 minutos do primeiro tempo. O lateral Fabiano tentou conduzir a bola de cabeça na área, mas a deixou escapar nos pés do meia Claudinho, que encobriu Simão. A resposta do Operário teve auxílio do VAR, que identificou uma penalidade do zagueiro Eduardo Brock no meia Djalma Silva. Após rever o lance, o árbitro Rodrigo Dalonso Ferreira marcou a infração. O atacante Paulo Sérgio bateu o pênalti e deixou tudo igual.

O Cruzeiro voltou melhor do intervalo, mas encontrou em Simão um paredão. O goleiro salvou o Operário em pelo menos quatro ocasiões. A primeira em tentativa do atacante Wellington Nem, logo no começo do segundo tempo. Aos 17 minutos, o camisa 1 do Fantasma defendeu, no ângulo, um chute do volante Adriano. Aos 36, evitou duas vezes (uma delas com o pé) que o atacante Marcelo Moreno recolocasse a Raposa à frente. Quatro minutos depois, ele ainda voltou a levar a melhor sobre o camisa 9.

A insistência celeste quase foi recompensada no fim. No último dos sete minutos de acréscimo, Moreno recebeu do meia Giovanni na entrada da área e finalizou no canto de Simão. Seria o 2 a 1. Uma confusão entre atletas e comissões técnicas teve início, com a expulsão do técnico cruzeirense, Vanderlei Luxemburgo. O lance do gol foi longamente analisado pelo VAR, que viu um toque de mão de Giovanni. Após 11 minutos de paralisação, o árbitro foi chamado para conferir o vídeo, anulando a jogada em seguida, para revolta do time da casa.

Os mineiros voltam a campo neste domingo (19), às 16h (horário de Brasília), para encarar o Vasco em São Januário, no Rio de Janeiro. O Operário descansa e só tem compromisso na próxima quarta-feira (22), contra a Ponte Preta, no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR). As partidas valem pela 25ª rodada da Série B. 

(Agência Brasil)

Resultados da 1ª rodada do Campeonato Mineiro da Terceira Divisão

FMF

Resultados e classificação atualizada do Quadrangular Final do Mineiro Módulo II

 
FMF

Galo vence Fluminense novamente e é semifinalista da Copa do Brasil

Site oficial

O Galo continua impecável na temporada 2021. Líder isolado do Brasileirão e semifinalista da Copa Libertadores da América, a equipe comandada pelo técnico Cuca também avançou para semifinal da Copa do Brasil, ao vencer o Fluminense por 1 a 0, no jogo de volta das quartas de final.

A partida foi disputada na noite desta quarta-feira, 15, no Mineirão. No jogo de ida, no Rio de Janeiro, o Atlético venceu por 2 a 1.

O gol da vitória foi marcado por Hulk, aos dez minutos do segundo tempo, em cobrança de pênalti.

O adversário na semifinal será o Fortaleza.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO 1 x 0 FLUMINENSE

Competição: Copa do Brasil

Etapa: quartas de final (volta)

Data: 15/09/2021

Estádio: Mineirão

Cidade: Belo Horizonte (MG)

Gol: Hulk (10' - 2ºT)

Atlético

Everson; Mariano, Igor Rabello, Alonso, Guilherme Arana, Allan, Jair (Réver), Zaracho (Keno), Nacho Fernández (Eduardo Sasha), Vargas (Diego Costa) e Hulk (Nathan).

Técnico: Cuca.

Fluminense

Marcos Felipe; Samuel Xavier, Nino, Luccas Claro, Danilo Barcelos, Wellington (Arias), Nonato (Calegari), Yago Felipe, Luiz Henrique (Bobadilla), Caio Paulista (Gustavo Apis) e Fred (Abel Hernández).

Técnico: Marcão.

Cartões amarelos: Zaracho (Atlético); Danilo Barcelos, Yago Felipe (Fluminense)

Árbitro: Raphael Claus (Fifa-SP)

Árbitro Assistente 1: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa-SP)

Árbitro Assistente 2: Alex Ang Ribeiro (AB-SP)

4º Árbitro: Ilbert Estevam da Silva (CD-SP)

5º Áribitro: Frederico Soares Vilarinho (AB-MG)

Analista de Campo: Márcio Eustáquio Souza Santiago (CBF-MG)

VAR: José Claudio Rocha Filho (VAR – Fifa-SP)

AVAR 1: Fabrício Porfírio de Moura (AB-SP)

Observador de VAR: José Antônio Chaves Franco Filho (CBF-RS)

(Site oficial)

Cruzeiro em campo contra o Operário! Raposa tentará manter 100% de aproveitamento em jogo com presença de sua torcida

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Em ascensão na Série B, o Cruzeiro tenta manter 100% de aproveitamento com a presença de sua torcida no confronto com o Operário, às 19h desta quinta-feira, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, pela 24ª rodada. As equipes se encontram relativamente próximas na pontuação: os mineiros somam 29 e os paranaenses 33.

A partir do momento em que passou a contar com o apoio das arquibancadas, a Raposa se fortaleceu na competição. Na 20ª rodada, em 20 de agosto, o time bateu o Confiança por 1 a 0, no Mineirão, diante de 4.730 torcedores. Já no último sábado, pela 22ª rodada, foi a vez de superar a Ponte Preta, também por 1 a 0, na Arena do Jacaré, para um público de 4.467.

Nos últimos dias, 13 clubes da Série B tentaram barrar a presença de torcedores em partidas do Cruzeiro, porém o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) indeferiu os pedidos e ainda concedeu o mesmo benefício a Goiás, Vila Nova-GO e Confiança, desde que respeitadas as medidas de cada estado ou município no enfrentamento à pandemia de COVID-19.

Em Sete Lagoas, a permissão atual é para 5.452 torcedores - ou seja, 30% da capacidade total de 18.184. Porém, para compromissos futuros do Cruzeiro na Arena do Jacaré, o Comitê Local de Enfrentamento da COVID-19 concordou em aumentar para 40%, possibilitando a presença de mais de 7.200 espectadores. A medida provavelmente será aplicada no duelo contra o CSA, dia 26 de setembro (domingo), às 16h - desde que o clube retire o evento do Mineirão.

Os atletas celestes comentaram a importância do público para a parte motivacional. “A gente viu (a diferença) nos últimos jogos com torcida, a gente sentiu dentro de campo que seria diferente também, o apoio da torcida, o calor, isso motiva a gente muito mais dentro de campo”, disse o volante Adriano. “Foi nítida a diferença que eles fizeram para nós. Ter a presença deles é muito bom. Eu já vivi isso de estar na torcida pelo Cruzeiro, e sei da diferença que faz”, ressaltou o meia Marco Antônio.

Quando jogou de cadeiras vazias em Mineirão e Independência, o Cruzeiro só conseguiu superar o Vasco, pela sexta rodada (2 a 1), além de empatar seis vezes - Goiás (1 a 1), Guarani (3 a 3), Coritiba (0 a 0), Londrina (2 a 2), Vitória (2 a 2) e Sampaio Corrêa (1 a 1) - e perder duas - CRB (4 a 3) e Avaí (3 a 0).

Protocolos

Torcedores que já foram vacinados com duas doses (ou uma dose única, no caso da vacina Janssen) poderão acessar a Arena do Jacaré sem a necessidade de realização do teste para COVID-19. Será exigido no estádio o comprovante de vacinação.

Os cruzeirenses que ainda estão com a vacinação incompleta precisam fazer o teste (antígeno ou PCR) e apresentá-lo impresso no acesso ao estádio. O exame tem quer ser realizado no máximo 72h antes da data do jogo.

A prefeitura de Sete Lagoas liberou a venda de cerveja dentro do estádio até o fim do intervalo do primeiro para o segundo tempo. De acordo com a administração local, “todas as regras da Vigilância Sanitária já foram apresentadas ao Cruzeiro, inclusive com apontamento de correções quanto aos bares, tendo em vista a partida contra a Ponte Preta realizada no último sábado, 11 de setembro”.

Times

Invicto desde que chegou à Toca - quatro vitórias e quatro empates -, o técnico Vanderlei Luxemburgo pode fazer modificações na formação em relação à vitória em cima da Ponte Preta. É que a equipe intensificou a produtividade com as substituições feitas no intervalo e no decorrer do segundo tempo: entradas de Bruno José, Marco Antônio, Giovanni e Marcelo Moreno. Ao menos três desses jogadores devem ser titulares.

Já o Operário, do técnico Matheus Costa, ganhou o retorno do lateral-direito Alex Silva e do atacante Felipe Garcia. O principal nome do ataque do Fantasma é Paulo Sérgio, autor de um belo gol de bicicleta na vitória por 2 a 1 sobre a Raposa, pela quinta rodada. “Devemos ter bastante concentração, sabemos que jogos assim são definidos em detalhes. A gente tem um grande desafio pela frente e vai lá para trazer os três pontos”, frisou o jogador.

CRUZEIRO X OPERÁRIO

CRUZEIRO

Fábio; Cáceres, Ramon, Eduardo Brock e Matheus Pereira; Adriano, Rômulo (Flávio) e Wellington Nem; Claudinho (Giovanni), Bruno José e Marcelo Moreno

Técnico: Vanderlei Luxemburgo

OPERÁRIO

Simão; Fábio Alemão, Reniê, Rodolfo Filemon (Alex Silva) e Fabiano; Leandro Vilela, Marcelo Santos e Marcelo Oliveira; Thomaz (Felipe Garcia), Paulo Sérgio e Djalma Silva

Técnico: Matheus Costa

Motivo: 24ª rodada da Série B

Estádio: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas

Data: quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Horário: 19h

Árbitro: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)

Assistentes: Alex dos Santos e Helton Nunes (SC)

VAR: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN) 

(Superesportes) 

Jornalista Flávio Anselmo morre em Belo Horizonte

Reprodução

A imprensa mineira está de luto. Morreu nesta quarta-feira (15), em Belo Horizonte, aos 78 anos, o jornalista Flávio Anselmo, que teve passagens pelo jornal O Tempo, como colunista, além de Sportv, Record e TV Bandeirantes.

Flávio Anselmo estava internado há 20 dias, no hospital Vila da Serra, com insuficiência respiratória. Um pulmão parou de funcionar. Na madrugada de terça (14) para quarta, ele precisou ser intubado. 

O velório será em Belo Horizonte, onde o corpo será cremado. Depois, a família levará as cinzas para Caratinga, cidade natal do jornalista.

Flavio Geraldo Anselmo nasceu no ano de 1943, em Caratinga, Minas Gerais. Foi jornalista, advogado, cronista esportivo por mais de 50 anos, escritor, palestrante, pós-graduado em docência superior e com curso em especialização de textos para jornal e revista, além de aposentado no INSS e no Estado.  

Ele possui oito livros escritos, dentre eles, romances, contos e poesias. (Informações: O Tempo/SuperFC)

Confira a edição do jornal Informativo JDS desta quinta-feira, 16 de setembro de 2021

domingo, 12 de setembro de 2021

Confira a edição do jornal Informativo JDS deste domingo, 12 de setembro de 2021

 

Confira a edição do jornal Informativo JDS deste domingo, 12 de setembro de 2021. Clique no link para ler: https://bit.ly/3nqqJYM