A mais completa cobertura. Informação com credibilidade. O blog campeão absoluto de visualizações. SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS: FACEBOOK, YOUTUBE, INSTAGRAM E TWITTER. ACESSE NOSSO SITE: www.futblogdosorriso.com.br

quinta-feira, 12 de agosto de 2021

'Disseram que meu filho mereceu morrer', diz goleiro Elisson após jogo em MG

Foto: Reprodução

O que era para ser um jogo festivo, com torcida pela segunda vez durante a pandemia no estádio Castor Cifuentes, em Nova Lima, na região Metropolitana de Belo Horizonte, terminou com cenas lamentáveis, se é que esse é um adjetivo que se encaixa nessa situação, na noite dessa quarta-feira (11). O goleiro Elisson, de 34 anos, revelado pelo Cruzeiro e que atualmente defende o Ipatinga, afirmou que foi vítima de ofensas e até ameaças por parte de torcedores do Villa Nova.

Em novembro de 2018, o filho do atleta, Lucca Guilherme Silva Rosa, de apenas 6 anos, morreu enquanto brincava de futebol com amigos na casa de parentes. Uma bola acertou um armário da residência, que caiu sobre o garoto.

Em relato nas redes sociais, Elisson, que já jogou pelo time de Nova Lima entre 2011 e 2012, afirmou que parte da torcida dizia que ele era o culpado pela morte do filho e que iriam matá-lo para os dois se reencontrarem. "Há anos venho tentando me reconstruir, com a força de Deus, tratando não só a mente, mas o coração. Há anos peço a Deus força e discernimento, na luta pela sobrevivência, após perder o grande amor da minha vida, meu filho Lucca. A vida tem sido dura", disse.

"Todavia, infelizmente, ao escutar ontem de diversos torcedores do Villa Nova Atlético Clube de Nova Lima, equipe esta que sempre torci e lutei pela camisa, quando lá estava, pela qual o meu filho, que no céu descansa ao lado de Deus e da minha mãe, sua avó, gritava 'vai Villa': Que eu sou culpado pela morte do meu filho; que meu filho mereceu morrer porque eu sou mercenário e processei o Cruzeiro para obter meus salários atrasados; que iriam me matar para eu encontrar o meu filho; tornou-se um dos fatos mais tristes da minha vida", escreveu.

Elisson se questionou sobre o ocorrido. "Fui agredido, ferido e novamente dilacerado com esses dizeres cruéis, que ferem a mim, ao meu filho e a todos os meus familiares. E me pergunto: em qual momento a humanidade se perdeu? Qual o motivo de tanta maldade?", pergunta.

"Salvou vidas"

O goleiro, natural de Belo Horizonte, fez questão de mencionar que Lucca salvou vidas através da doação de órgãos. "Lucca é um anjo, que doou todos os seus órgãos passíveis de transplante e salvou diversas vidas. Eu sei que ele veio com a missão de salvar vidas. Enquanto esteve, de forma física, em minha vida e na dos meus familiares, e, mesmo após a sua partida, já em nossos corações, só nos trouxe alegria e amor", relatou.

O goleiro ainda disse que não deseja, para nenhuma das pessoas que proferiram tais palavras contra ele, esse sentimento. "Mesmo escrevendo em lágrimas esta mensagem, com uma dor e um sofrimento que rasga o coração, não desejo a nenhum de vocês que proferiram essas palavras duras nem sequer 1% (um por cento) do que passei e venho passando desde o dia que meu filho se acidentou e faleceu", explicou.

Por fim, Elisson afirmou que vai procurar identificar e tomar medidas judiciais contra os agressores.

Posicionamento

Tentamos contato com Elisson, mas ele preferiu não conversar devido ao abalo.

Em nota, o Villa Nova repudiu o acontecimento e disse que as atitudes não condizem com o clube. "O Villa Nova Atlético Clube repudia as manifestações infelizes direcionadas ao goleiro Elisson no jogo de ontem. Os fatos ocorridos não condizem com as ações e práticas adotadas pela Instituição", informou.

A reportagem entrou em contato com Bruno Almeida Sarti, presidente do Villa Nova. Ele se mostrou surpreso com o ocorrido, mas disse que iria entrar em contato com Elisson para pedir desculpas e que iria apurar o fato para tomar as medidas cabíveis.

Wagner Augusto, presidente do Conselho Deliberativo do clube, lamentou. "Em meu nome e em nome do Conselho Deliberativo do Villa Nova AC peço desculpas pelo lamentável acontecimento. Tive o prazer de trabalhar com você no Villa em 2012 e fui testemunha do seu profissionalismo e caráter. A perda de um filho jamais deveria ser assunto de arquibancada, na boca de pseudo-torcedores. Triste e deprimente. Que Deus tenha piedade desses infelizes. Eles não representam o Villa Nova AC", direcionou o conselheiro à vítima.

O jogo

A partida, válida pela 8ª rodada do Módulo II do Campeonato Mineiro terminou em 3 a 0 para o Villa Nova. Time da casa manteve a liderança, com 17 pontos, enquanto o clube do Vale do Aço ficou em 9º, com oito pontos.

>> O Tempo/SuperFC

Cruzeiro x Vitória, River Plate x Atlético-MG e Villa Nova x Ipatinga - Pós-jogo

 

Cruzeiro empata com Vitória e perde chance de se afastar do Z4 da Série B

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

O Cruzeiro desperdiçou boa chance de se afastar da zona de rebaixamento da Série B ao empatar por 2 a 2 com o Vitória, nesta quarta-feira, no Independência, pela 17ª rodada. Com gols de Rafael Sobis e Giovanni, o time celeste vencia por 2 a 1 até os 35 minutos do segundo tempo, quando Samuel, que já havia balançado a rede em cobrança de pênalti na etapa inicial, deixou tudo igual ao driblar Fábio e bater de pé esquerdo.

O tropeço em Belo Horizonte manteve a Raposa em 15º lugar, agora com 17 pontos - um a mais que a 16ª, Ponte Preta, e a 12 do Guarani, 4º colocado (29). No sábado, às 16h30, a equipe mineira volta a jogar no Horto, diante do Sampaio Corrêa, pela 18ª rodada. Já o Vitória, 17º, com 14, receberá o CRB às 16h de domingo, no Barradão, em Salvador.

O técnico Vanderlei Luxemburgo optou por repetir a equipe titular que bateu o Brusque por 2 a 1, no último sábado, em Santa Catarina. Assim, ele manteve Rômulo na lateral direita, apesar de ter novamente Norberto à disposição, e deixou Giovanni, autor do segundo gol, no banco de reservas.

Mesmo com 61% de posse de bola, o Cruzeiro praticamente não levou perigo à meta do Vitória, que fechou bem os espaços pelas laterais e dificultou os avanços de Wellington e Bruno José. Com isso, Marcelo Moreno ficou isolado no ataque, e Rafael Sobis não rendeu na função de armador.

Além de ser ineficaz na frente, a Raposa vacilou na retaguarda. Aos 22 minutos, Marcinho dominou a bola dentro da grande área e foi agarrado por Rômulo. Pênalti. Samuel cobrou rasteiro no canto esquerdo e abriu o placar para o Leão no Independência: 1 a 0.

A resposta celeste veio apenas na reta final da primeira parte. Aos 38, Bruno José arrancou pela esquerda, foi à linha de fundo e rolou para trás. Sobis chegou batendo de primeira, porém Mateus Moraes fez o corte dentro da pequena área e evitou o gol cruzeirense.

Preocupado com o mau desempenho do time, Luxemburgo fez três substituições no intervalo: trocou Rômulo, Flávio e Marcelo Moreno por Norberto, Giovanni e Marcinho. Com isso, Rafael Sobis virou centroavante e deu resposta com um chute rasteiro aos 4min, após falha da defesa do Vitória e escorada de Wellington Nem: 1 a 1.

Aos 6 minutos, Sobis quase virou o jogo para o Cruzeiro. O arremate de longa distância passou muito perto da meta rubro-negra. Na sequência, o goleiro Lucas Arcanjo precisou trabalhar em três oportunidades: duas em conclusões de Marcinho e uma de Ariel Cabral.

Em meio à evidente melhora do Cruzeiro no segundo tempo, Vanderlei precisou trocar Ariel Cabral, que sentiu fisgada na coxa, por Adriano. A modificação não interferiu na postura ofensiva da equipe, que seguiu pressionando em busca de mais um gol.

Aos 23, Giovanni resolveu soltar a bomba de longa distância, assim como havia feito no confronto com o Brusque. Se no último sábado ele contou com falha do goleiro Zé Carlos, nesta quarta-feira foi a vez de Pablo Siles dar sua parcela de contribuição para a virada do Cruzeiro. Com um desvio de cabeça no meio do caminho, o volante uruguaio revelado pelo Danubio tirou Lucas Arcanjo da jogada: 2 a 1.

Tudo estava conspirando para a manutenção dos 100% de aproveitamento de Vanderlei Luxemburgo, porém um descuido do lado esquerdo da defesa possibilitou o empate do Vitória, aos 35 minutos. Samuel se aproveitou do apagão celeste, driblou Fábio e finalizou forte: 2 a 2. O Cruzeiro ainda esteve perto de fazer 3 a 2, mas Lucas Arcanjo brilhou novamente e espalmou o cabeceio do zagueiro Ramon, aos 46 minutos.

CRUZEIRO 2X2 VITÓRIA

CRUZEIRO
Fábio; Rômulo (Norberto, no intervalo), Ramon, Eduardo Brock e Jean Victor; Flávio (Giovanni, no intervalo), Ariel Cabral e Rafael Sobis (Matheus Neris, aos 25 do 2T); Wellington Nem, Bruno José e Marcelo Moreno (Marcinho, no intervalo)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

VITÓRIA
Lucas Arcanjo; Raul Prata, João Victor, Mateus Moraes e Roberto; Pablo Siles, Fernando Neto (Eduardo, aos 41 do 2T) e Bruno Oliveira (Soares, aos 29 do 2T); Marcinho, Guilherme Santos (David, aos 11 do 2T) e Samuel (Eron, aos 41 do 2T)
Técnico: Ricardo Amadeu (interino)

Gols: Rafael Sobis, aos 4, Giovanni, aos 23 do 2T (Cruzeiro); Samuel, aos 23 do 1T e aos 35 do 2T (Vitória)

Cartões amarelos: Wellington Nem, aos 16, Bruno José, aos 34 do 1T; Giovanni, aos 27, Jean Victor, aos 49 do 2T (Cruzeiro); João Victor, aos 13, Pablo Siles, aos 27, Roberto, aos 31, Samuel, aos 35 do 2T (Vitória)

Motivo: 17ª rodada da Série B

Estádio: Independência, em Belo Horizonte

Data: quarta-feira, 11 de agosto de 2021

Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)

Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade e José Reinaldo Nascimento Júnior (ambos do DF)

>> Superesportes

Sub-20 do Atlético goleia e abre vantagem nas quartas do Mineiro

Foto: Portal Miradouro

Boa vitória! A equipe Sub-20 do Atlético goleou o Nacional, de Muriaé, por 4 a 0, na noite desta quarta-feira, no jogo de ida das quartas de final do Campeonato Mineiro.

A partida aconteceu no estádio Soares de Azevedo, em Muriaé.

Os gols da bela vitória foram de Rubens (2), Felipe Felício e Léo Simoni, que marcou pela primeira vez com a camisa alvinegra.

A partida de volta será realizada no dia 19/8 (quinta-feira), às 10h, na Cidade do Galo. Com o resultado, o Galinho pode perder por até três gols de diferença que garante a classificação para a semifinal.

Em caso de dois empates ou vitória e derrota pela mesma diferença de gols, a vaga será disputada nos pênaltis.

O Atlético finalizou a primeira fase do Mineiro Sub-20 invicto e em 1° lugar do grupo A, com 20 pontos. Foram seis vitórias e dois empates. Marcou 26 gols no torneio e sofreu apenas dois. Na classificação geral, o Alvinegro terminou na 2ª colocação, e o Nacional em 7° lugar.

Na 1° fase, os times se enfrentaram em jogos de ida e volta, dentro dos respectivos grupos, e os dois primeiros colocado de cada chave avançaram para as quartas de final.

O Atlético é o atual campeão estadual, tendo conquistado a competição em 2019. No ano passado, em razão da pandemia da Covid-19, o torneio não foi realizado.

>> Site oficial

Galo sai na frente em duelo com River Plate pelas quartas de final da Libertadores da América

Foto: Divulgação

Com gol de Nacho Fernández, o Galo venceu o River Plate por 1 a 0, em Buenos Aires, na primeira partida das quartas de final da Copa Libertadores. Com o resultado, o time do técnico Cuca tem a vantagem do empate no confronto de volta, na próxima quarta-feira (18.08), no Mineirão.
No primeiro tempo, o River Plate postou-se com marcação avançada e pressionou o Galo no campo de defesa. 

Aos 23, Angileri chutou, Everson espalmou e a bola bateu na trave. Aos 31, Angileri cruzou da esquerda e Romero cabeceou para defesa de Everson. Na melhor das oportunidades da equipe argentina, aos 43, com Álvarez, o goleiro atleticano fez outra boa defesa.

As duas melhores chances do Atlético foram de Zaracho. Aos 19, ele cabeceou após batida de falta pela esquerda, mas a bola saiu pela linha de fundo. Aos 36, livre de marcação na área, novamente ele chutou para fora.

Segundo tempo
 
O Galo voltou com maior movimentação ofensiva para a segunda etapa. Logo no primeiro minuto, Vargas finalizou e exigiu boa defesa de Armani, que espalmou a escanteio. Aos dois minutos, foi a vez de Arana exigir boa defesa do goleiro do time argentino.

Aos 13, em boa jogada coletiva, Nacho fez o gol do Galo. O ataque teve início com o próprio Nacho, passou pelos pés de Zaracho e, por fim, Hulk ajeitou de cabeça para o meia argentino finalizar.

O Galo teve outras boas oportunidades. Aos 21, Allan acertou a trave. Aos 32 Hulk bateu falta e Armani espalmou a escanteio. Aos 39, Nacho foi expulso e, com isso, desfalcará a equipe alvinegra no jogo decisivo da semana que vem. Aos 44, Réver cabeceou e Armani espalmou.

Campeonato Brasileiro
 
O próximo compromisso do Atlético será sábado (14.08), no Mineirão, contra o Palmeiras, pelo Campeonato Brasileiro. O Galo é o líder da competição, com 34 pontos, seguido pelo próprio Palmeiras, com 32.

FICHA TÉCNICA

RIVER PLATE-ARG 0 X 1 ATLÉTICO
Competição: Copa Libertadores da América
Etapa: quartas de final (ida)
Estádio: Monumental de Nuñez
Cidade: Buenos Aires (ARG)
Gol: Nacho (13´ 2º T - Atlético)

River Plate: Armani, Casco, Díaz, Martínez, Angileri, Perez, Zuculini (Girotti), De La Cruz (Paradela), Carrascal (Suárez), Álvarez, Romero
Técnico: Marcelo Gallardo

Atlético: Everson, Mariano, Nathan Silva, Alonso (Igor Rabello), Arana, Allan (Réver), Jair, Nacho, Zaracho (Franco), Vargas (Dylan Borrero), Hulk

Técnico: Cuca

Cartões amarelos: Díaz e Enzo Perez (River Plate)
Cartões vermelhos: Nacho (Atlético)

Árbitro: Jesus Valenzuela - VEN
Assistente 1: Tulio Moreno - VEN
Assistente 2: Lubin Torrealba - VEN
4° Árbitro: Angelo Hermosilla - CHI
VAR: Jhon Ospina - COL
AVAR: Cristian Garay - CHI
AVAR 2: Alexander Guzman - COL
Assessor de Arbitragem: Angel Sanchez - ARG
Assistente de Vídeo: Enrique Caceres - PAR

>> Site oficial

quarta-feira, 11 de agosto de 2021

Atlético-MG acerta com Diego Costa até dezembro de 2022

Reprodução

O Atlético acertou os últimos detalhes e Diego Costa é o mais novo reforço do clube para a temporada. O atacante de renome internacional, chega para ser uma das estrelas da equipe alvinegra, que já conta com nomes como de Nacho Fernandez e Hulk.
 
Ele fecha com o Atlético até dezembro de 2022, podendo haver uma extensão no contrato por mais uma temporada.

Atlético inicia disputa com River Plate por vaga na semi da Libertadores

Foto: Pedro Souza/Atlético

Atlético e River Plate iniciam, na noite desta quarta-feira, às 21h30, no Monumental de Núñez, em Buenos Aires, a disputa por uma vaga na semifinal da Copa Libertadores. O Galo entra em campo na Argentina em busca de vantagem no duelo das quartas de final do torneio continental. O confronto de volta será realizado no dia 18, no Mineirão, em Belo Horizonte.

O Atlético chega embalado para o confronto. Nos últimos 12 jogos, o time teve nove vitórias, dois empates - ambos contra o Boca Juniors, nas oitavas de final da Libertadores - e apenas uma derrota, para o Bahia, em jogo que marcou a classificação às quartas da Copa do Brasil.

O Alvinegro vive grande fase na temporada. Entre os oito melhores na Copa Libertadores e na Copa do Brasil, o Galo também é o líder do Campeonato Brasileiro. No último domingo, ao bater o Juventude de virada, por 2 a 1, o Atlético alcançou o seu recorde de vitórias seguidas na Série A, com oito triunfos.

Já o River Plate vem de resultados ruins. São três partidas consecutivas sem vitória. No duelo contra o Boca Juniors, pelas oitavas de final da Copa da Argentina, os Millonarios foram eliminados nos pênaltis após empate no tempo normal.

Na Libertadores

O Atlético fez a melhor campanha na fase de grupos da Copa Libertadores. O Galo teve cinco vitórias e um empate, com 15 gols marcados e apenas três sofridos.

Nas oitavas de final, o time comandado pelo técnico Cuca viveu um drama para se classificar. Depois de dois empates sem gols, o Atlético eliminou o time argentino nos pênaltis. O goleiro Everson foi o grande herói, defendendo duas cobranças e marcando o gol da classificação.

Já o River Plate viveu um drama na fase de grupos, sendo obrigado a jogar com o meia Enzo Pérez no gol na vitória sobre o Santa Fe - o time argentino passou por um surto de COVID-19 e não tinha nenhum goleiro disponível para o confronto. Os rivais atleticanos garantiram a vaga nas oitavas graças ao empate do Junior-COL com o Santa Fe-COL na última rodada.

Nas oitavas de final, o River Plate voltou a apresentar um bom futebol. Depois do empate em casa, a equipe de Marcelo Gallardo eliminou o Argentinos Juniors com uma boa vitória por 2 a 0 fora de casa. O nome do jogo foi o atacante Braian Romero, autor dos dois gols.

Atlético

O Atlético conta com retornos relevantes para enfrentar o River Plate. São eles: o lateral-esquerdo Guilherme Arana, campeão olímpico em Tóquio com a Seleção Brasileira; o meio-campista Matías Zaracho, recuperado de lesão; e o atacante Eduardo Vargas - que cumpriu suspensão e desfalcou o Atlético diante do Juventude no Brasileirão.

A principal dúvida na escalação do clube mineiro, inclusive, está entre os dois últimos nomes. Há a possibilidade de o técnico Cuca optar por um trio de ataque com Vargas, Savarino e Hulk. Outra hipótese é reforçar o meio-campo com o retorno de Zaracho.

As ausências do Galo seguem as mesmas. Em recuperação de lesões no departamento médico, o goleiro Rafael e os atacantes Marrony e Keno seguem em tratamento.

O meia Nacho Fernández espera um jogo aberto no reencontro com o ex-clube. "Na quarta teremos uma partida muito difícil, contra o River, na Argentina. Eu os conheço muito bem, sei que é uma grande equipe. Vamos buscar um bom resultado. Creio que vai ser um jogo mais aberto. O River propõe o jogo em busca do resultado. Ao buscar o resultado, eles deixam espaços. Temos que ser inteligentes", disse.

River Plate

O técnico Marcelo Gallardo tem dois desfalques para enfrentar o Galo. O zagueiro Pinola e o lateral-direito Montiel estão em tratamento de lesões no departamento médico do clube argentino. Ambos representam perdas do time titular do River Plate.

Há também uma dúvida na formação dos 'Millonarios': o atacante Matías Suárez, que sofreu lesão muscular há duas semanas, foi liberado. Ainda que esteja à disposição de Gallardo, o atleta é dúvida e pode iniciar no banco.

RIVER PLATE X ATLÉTICO

River Plate
Armani; Casco, Paulo Díaz, Martínez e Angileri; Zuculini, Pérez, De La Cruz e Carrascal; Braian Romero e Suárez (Julian Álvarez)
Técnico: Marcelo Gallardo

Atlético
Everson; Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Tchê Tchê, Zaracho (Vargas) e Nacho Fernández; Savarino e Hulk
Técnico: Cuca

Motivo: jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores
Estádio: Monumental de Núñez, em Buenos Aires
Data: quarta-feira, 10 de agosto
Horário: 21h30

Árbitro: Jesus Valenzuela (VEN)
Assistentes: Túlio Moreno e Lubin Torrealba (VEN)
VAR: John Ospina (COL)

>> Superesportes

Cruzeiro enfrenta o Vitória e tenta abrir distância do Z4 da Série B

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

O Cruzeiro tentará abrir distância da zona de rebaixamento da Série B no confronto direto com o Vitória, às 19h desta quarta-feira, no Independência, em Belo Horizonte, pela 17ª rodada. O time celeste é o 15º colocado no campeonato, com 16 pontos, enquanto o rubro-negro abre o Z4, em 17º, com 13. Se depender do retrospecto geral do duelo, a torcida azul pode ficar confiante em um bom resultado: são 33 triunfos mineiros, 10 empates e 11 derrotas, com 103 gols marcados e 57 sofridos.

O jogo entre Raposa e Leão foi transferido para o Independência em razão de uma reforma no gramado do Mineirão, palco de Atlético x River Plate, em 18 de agosto, pelas quartas de final da Copa Libertadores. No Horto, a equipe de Vanderlei Luxemburgo buscará a segunda vitória como mandante na Série B - a única até aqui foi em cima do Vasco, por 2 a 1, em 24 de junho, pela sexta rodada. Houve ainda quatro empates e duas derrotas, com 33,33% de aproveitamento.

Na véspera de enfrentar o Vitória, o Cruzeiro correu o risco de perder Marcelo Moreno, um de seus principais jogadores, que era cobiçado pelo Colo Colo, do Chile. Contudo, após conversar com Vanderlei Luxemburgo e o presidente Sérgio Santos Rodrigues, o centroavante boliviano reiterou o desejo de cumprir seu contrato com o clube até dezembro de 2022.

“Queria reafirmar o compromisso que eu tenho com a torcida do Cruzeiro, com o Cruzeiro e falar que vou permanecer no Clube. Conversei com o presidente, diretoria e comissão técnica e decidimos pela minha permanência. Sabemos que é um momento em que o Cruzeiro está precisando e continuaremos juntos”, disse o maior artilheiro estrangeiro do Cruzeiro, com 52 gols em 135 jogos.

Nesta quarta-feira, Moreno reencontra o clube ao qual chegou ainda adolescente, aos 17 anos, em 2004, após iniciar a trajetória no mundo da bola no Oriente Petrolero, da Bolívia. Pelo Vitória, ele foi peça importante no vice-campeonato da Série C de 2006 ao marcar 12 gols em 30 jogos. No geral, balançou a rede 18 vezes em 64 apresentações.

Da escalação que venceu o Brusque por 2 a 1, no último sábado, em Santa Catarina, Luxemburgo deve mudar apenas a lateral direita, visto que Norberto cumpriu suspensão na rodada anterior. Resta saber se ele voltará com Rômulo para o meio-campo ou manterá a dupla de volantes com Flávio e Ariel Cabral. Outra novidade é o zagueiro Rhodolfo, recuperado de edema na panturrilha direita e que ficará no banco de reservas.

O astral no elenco do Cruzeiro está renovado com a regularização de pendências salariais. Jogadores e funcionários da Toca da Raposa II tiveram grande parte dos pagamentos colocados em dia na última sexta-feira com aporte financeiro de quase R$9 milhões do empresário Pedro Lourenço, do Supermercados BH. Novo diretor técnico celeste, o ex-zagueiro da Seleção Brasileira Ricardo Rocha tratou o tema como prioridade no clube.

“É ruim ter atrasos como houve. Mas aos poucos as coisas vão se acertando. Há algumas coisas pendentes sim, mas a maioria das coisas que o Vanderlei pediu, está resolvida. Ainda há algumas coisas a serem cumpridas, mas podem ter certeza que é o que a gente quer o mais rápido possível. Isso foi uma exigência do Vanderlei”.

Vitória

O Vitória vive situação delicada na Série B tanto pela posição na tabela quanto pelo limite de troca de técnicos estabelecido pela CBF para as duas principais divisões nacionais. Conforme o regulamento, cada clube pode demitir um treinador. Se optar por desligar dois, terá de promover um funcionário que esteja há pelo menos seis meses a serviço da instituição, como um auxiliar ou um integrante das categorias de base.

Rodrigo Chagas e Ramon Menezes dirigiram o Vitória na Série B. Com relação a este último, o clube ressalta que ocorreu “rescisão amigável”, o que abriria brecha para a contratação de um terceiro profissional, porém o treinador diz que foi demitido. A diretoria baiana tenta resolver a situação enquanto negocia com Wagner Lopes.

Contra o Cruzeiro, o Vitória será dirigido por Ricardo Amadeu, que promoverá mudanças na escalação. Na zaga, Wallace (suspenso pelo terceiro amarelo) e Marcelo Alves (expulso na rodada anterior) dão lugar a João Victor e Mateus Moraes. Na lateral direita, Raul Prata se recuperou de lesão muscular e substituirá Van.

CRUZEIRO X VITÓRIA

CRUZEIRO
Fábio; Norberto (Flávio), Ramon, Eduardo Brock e Jean Victor; Rômulo, Ariel Cabral e Rafael Sobis; Bruno José, Wellington Nem e Marcelo Moreno
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

VITÓRIA
Lucas Arcanjo; Raul Prata, João Victor, Mateus Moraes e Paulo Roberto; Pablo Siles, Fernando Neto e Bruno Oliveira; Marcinho, Guilherme Santos e Samuel
Técnico: Ricardo Amadeu (interino)

Motivo: 17ª rodada da Série B

Estádio: Independência, em Belo Horizonte

Data: quarta-feira, 11 de agosto de 2021

Horário: 19h

Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)

Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade e José Reinaldo Nascimento Júnior (ambos do DF)

>> Superesportes

Messi vai ganhar R$ 24 mil por hora no PSG; veja valores

Reprodução

O valor do contrato de Lionel Messi assinado com o Paris Saint-Germain não foi divulgado, mas a imprensa europeia já especula que pode chegar aos 35 milhões de euros (o que equivale a R$ 210 milhões) por temporada. Com isso, o jogador ganharia R$ 24 mil por hora.

Já mensalmente, o valor ganho pelo atleta seria de R$ 17,5 milhões. Por dia, ele ganharia R$ 580 mil.

Messi assinou com o clube francês após deixar o Barcelona. O argentino ficará pelo menos dois anos no time de Neymar, mas pode ter o contrato prorrogado.

>> CNN Brasil

terça-feira, 10 de agosto de 2021

Marcelo Moreno fica! Permanência na Toca é oficializada pelo clube

Foto: Gustavo Aleixo

Sobre Marcelo Moreno, o que diz o Cruzeiro por meio de nota:

O Cruzeiro Esporte Clube informa que, após diálogo entre a presidência e o atacante Marcelo Moreno, decidiu-se pela permanência do atleta, que vem sendo procurado por outras grandes equipes nos últimos meses.

Com essa decisão, tomada de maneira conjunta, o artilheiro boliviano segue cumprindo normalmente seu contrato com a equipe celeste e está relacionado para a partida de quarta-feira, contra o Vitória, no Independência, válida pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

"Queria reafirmar o compromisso que eu tenho com a torcida do Cruzeiro, com o Cruzeiro e falar que vou permanecer no Clube. Conversei com o presidente, diretoria e comissão técnica e decidimos pela minha permanência. Sabemos que é um momento em que o Cruzeiro está precisando e continuaremos juntos", declarou o maior artilheiro estrangeiro da história do Cruzeiro.

Presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues comentou sobre a continuidade de Moreno no Cruzeiro e acredita na importância do atleta para os objetivos do Clube na temporada.

"Estamos em um momento decisivo do Cruzeiro na competição e acreditamos muito em uma sequência positiva da equipe para alcançarmos nosso principal objetivo. O Marcelo é um atleta muito identificado com a nossa camisa e já provou o seu valor em inúmeras oportunidades. Tenho certeza que ele nos ajudará muito no decorrer da competição", ressaltou Sérgio Santos Rodrigues, presidente do Cruzeiro.

Galo faz última proposta a Diego Costa e aguarda resposta do jogador

Reprodução

A chegada de Diego Costa ao Atlético só ainda não foi confirmada por questões financeiras. O Galo segue tentando negociar com o jogador, que pede um salário acima do plano alvinegro. O Atlético fez uma última proposta e aguarda o retorno favorável do jogador, que havia pedido um salário de R$2 milhões, valor maior do que é recebido por Hulk, maior estrela do elenco atleticano.

O Galo fez uma proposta abaixo do valor de R$2 milhões, pedido inicialmente pelo jogador, mas garante benefícios em caso de conquistas pelo clube, com um contrato bem parecido com o do atacante Hulk. A possível contratação de Diego Costa anima a diretoria e principalmente a comissão técnica atleticana.

Toda a carreira profissional de Diego Costa foi construída na Europa. Em Portugal, atuou por Braga e Penafiel. Na Espanha, vestiu várias camisas (Rayo Vallecano, Celta, Albacete, Valladolid e Atlético de Madrid), enquanto na Inglaterra defendeu o Chelsea. Confira o número de gols marcados pelo atacante em cada clube:

Atlético de Madrid - 83 gols (216 jogos)

Chelsea - 58 gols (120 jogos)

Rayo Vallecano - 10 gols (16 jogos)

Valladolid - 9 gols (36 jogos)

Albacete - 9 gols (36 jogos)

Celta - 6 gols (30 jogos)

Penafiel - 5 gols em 13 jogos

Braga - 1 gol em 9 jogos

Diego tem uma média bem interessante de gols na Premier League. Em 89 jogos, fez 52 gols na competição nacional mais acirrada do planeta. Já pela seleção espanhola, Diego Costa marcou 10 gols em 24 jogos com a camisa vermelha. Em duas Copas, fez três gols em seis jogos. Nas eliminatórias, foram 5 tentos em 5 partidas.

>> O Tempo/SuperFC

PSG fecha acordo com Messi; veja os detalhes do contrato

Reprodução

Lionel Messi está de casa nova! O astro argentino acertou com o PSG por dois anos, com opção de renovação por mais uma temporada. A informação foi divulgada pelo jornal francês L'Équipe e confirmada pelo pai do atleta, Jorge Messi, a jornalistas no aeroporto de Barcelona. O salário do jogador está na casa dos 35 milhões de euros por ano (R$214 milhões). Messi embarcou com a família para Paris nesta manhã de terça-feira para fazer exames médicos e assinar contrato.

Messi voltará a jogar com o amigo Neymar, com quem fez parceria no Barcelona de maio de 2013 a agosto de 2017. O brasileiro é um dos grandes entusiastas da contratação de Messi pelo PSG. Na vida pessoal, os dois são muito próximos.

O craque argentino deixou o Barcelona por causa da dificuldade orçamentária do clube espanhol. Mesmo aceitando reduzir o seu salário, Messi não poderia continuar porque a folha de pagamento do clube deve ficar dentro do teto financeiro imposto pela Liga Espanhola (La Liga).

Em função da grande crise econômica causada pela COVID-19, o time catalão perdeu receitas e ficou sem condições de manter o ídolo do clube. O presidente do Barcelona, Joan Laporta, chegou a fazer dois acordos com Messi, mas não havia condições de cumpri-los. Laporta escreveu no Twitter: "Desejo o melhor para você Messi, e para sua família. Você terá sempre as portas abertas no Barça. Obrigado por tudo, Leo!".

Desde de segunda-feira, torcedores do Paris Saint-Saint Germain (PSG) já esperam no aeroporto de Le Bourget, que fica ao norte da capital francesa, a chegada do astro. Messi, contudo, foi filmado à vontade em sua casa, sem camisa, por uma equipe da Sky Sports. A viagem ocorre nesta terça-feira.

>> Superesportes

segunda-feira, 9 de agosto de 2021

De virada, Grêmio bate a Chapecoense e volta a vencer no Brasileirão

Foto: Lucas Uebel/GFBPA

O Grêmio contou com um gol do estreante Miguel Borja para bater a Chapecoense por 2 a 1, de virada, na noite desta segunda-feira (9), e conquistar a sua primeira vitória na Arena no Campeonato Brasileiro. O gol do colombiano, de pênalti, foi o segundo do Tricolor, que tinha empatado antes com Alisson, após Anselmo Ramon ter aberto o placar aos 4 minutos de partida para os visitantes. Todos os gols foram anotados no primeiro tempo.

A vitória sobre a Chapecoense ainda foi insuficiente para tirar o Grêmio da penúltima posição do Brasileirão, mas dá uma esperança já que o jogo marcou o início de uma série de três confrontos diretos com equipes da parte de baixo da tabela. No sábado, o Tricolor irá ao Morumbi encarar o São Paulo (16º colocado) e, no dia 18, vai ter o Cuiabá (18º), na Arena Pantanal. Com missão inadiável de conquistar a primeira vitória como mandante no Brasileirão, o técnico Luiz Felipe Scolari contou com a estreia de Miguel Borja e a volta de Douglas Costa como reforços para encarar a Chapecoense.

Outra novidade na escalação foi Thiago Santos, que havia entrado no segundo tempo diante do Vitória, pela Copa do Brasil, e iniciou como titular pela primeira vez desde a lesão sofrida no final de junho. Borja demorou apenas 29 segundos para ter a sua primeira tentativa de finalização com a camisa 9 gremista. Ele buscou o cabeceio em cruzamento de Alisson e acabou dividindo com a defesa. A bola saiu para a linha de fundo e, após a cobrança do escanteio, Ruan quase marcou.

Apesar do bom começo, o Tricolor logo teve sua defesa vazada. Aos 4, Ruan não conseguiu afastar a bola e acabou perdendo a disputa para Denner. Ele tocou para Busanello, que cruzou para Anselmo Ramon chegar antes de Cortez para abrir o placar na Arena. O Grêmio sentiu o gol e voltou a errar na sequência. A defesa marcou mal e permitiu um chute de Geuvânio da entrada da área. A bola bateu na trave e sobrou para Anselmo Ramon, que só não fez o gol porque Chapecó mostrou rápida reação para abafar o chute.

A defesa de Chapecó foi o primeiro passo para reação gremista. O segundo veio aos 17 minutos, e começou com um belo passe de Darlan entre as linhas de marcação da Chapecoense para encontrar Alisson. O criticado atacante recebeu, girou e acertou um chute no canto para vencer João Paulo e empatar a partida: 1 a 1.

O Grêmio seguiu no campo de ataque e encontrava certa dificuldade para criar chances até que Borja se enroscou com Derlan na área da Chapecoense e foi para o chão. O árbitro Marcelo de Lima Henrique não teve dúvidas e marcou pênalti. O estreante da noite mostrou personalidade. Borja pegou a bola e fez a cobrança com categoria para botar o Tricolor em vantagem.

Mostrando consistência defensiva, o Grêmio sequer deixou a Chapecoense ameaçar uma reação antes do intervalo. Geromel acertou a trave ao ganhar uma disputa com o goleiro João Paulo quase marcando o terceiro gol gremista ainda no primeiro tempo.


Na volta para a etapa final, Marcelo de Lima Henrique quase fez uma lambança ao marcar pênalti em lance no qual Douglas Costa foi derrubado por Derlan fora da área, mas acabou salvo pelo VAR. Com a marcação na entrada da área, Jean Pyerre bateu a falta e acertou a barreira.

O jogo do segundo tempo teve um desenho diferente do primeiro. Em vantagem, o Grêmio recuou sua marcação e passou a tentar explorar contra-ataques. Assim, Felipão procurou dar fôlego novo ao time aos 20 minutos. Léo Pereira foi opção de velocidade no lugar de um ainda fora de ritmo Douglas Costa enquanto Lucas Silva entrou por Darlan, amarelado.

A partida seguiu com poucas jogadas de perigo. Felipão mexeu novamente aos 29: Maicon e Luiz Fernando entraram nas vagas de Jean Pyerre e Miguel Borja.


Com o final do jogo se aproximando, a Chapecoense passou a se arriscar colocando mais homens no campo de ataque. O Grêmio estava bem postado defensivamente e oferecia poucos espaços. Assim, as ações dos visitantes se resumiram a muitos cruzamentos, que foram tirados pela zaga ou cortador por boas saídas de Gabriel Chapecó.

Não foi uma atuação de encher os olhos, mas o Grêmio fez o que precisava. Venceu o lanterna, quebrou o jejum na Arena e mostrou que conta com um centroavante que pode lhe garantir pontos importantes no Brasileirão.

Ficha técnica

Brasileirão – 15ª rodada –9/8/2021

GRÊMIO (2)
Gabriel Chapecó; Vanderson, Ruan, Geromel, Cortez; Thiago Santos, Darlan (Lucas Silva, 20’/2ºT); Douglas Costa (Léo Pereira, 20’/2ºT), Jean Pyerre (Maicon, 29’/2ºT), Alisson (Diogo Barbosa, 41’/2ºT); Borja (Luiz Fernando, 29’/2ºT)
Técnico: Felipão

CHAPECOENSE (1)
João Paulo; Matheus Ribeiro, Kadu, Derlan, Busanello; Anderson Leite (Foguinho, 38’/2ºT), Léo Gomes (Moisés Ribeiro, 20’/2ºT); Mike (Felipe, aos 28’/2ºT), Geuvânio (Ravanelli, INT), Denner; Anselmo Ramon (Perotti, 38’/2ºT)
Técnico: Pintado.


Gols: Anselmo Ramon (C), aos 4min, Alisson (G), aos 17, Borja (G), aos 32min do 1º tempo;
Cartões amarelos: Darlan (G); Derlan, Denner, Anselmo Ramon (C)
Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique (RJ), auxiliado por Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE). VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Local: Arena, em Porto Alegre

Próximo jogo
Sábado, 14/8 - 21h
São Paulo x Grêmio
Morumbi - Brasileirão (16ª rodada)

>> GaúchaZH

Alívio e euforia: Cruzeiro se reapresenta após encerrar jejum na Série B

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Os jogadores do Cruzeiro tiraram um peso dos ombros após a vitória sobre o Brusque por 2 a 1, no último sábado, em Santa Catarina, pela 16ª rodada da Série B. O resultado fez o time sair da zona de rebaixamento e alcançar a 15ª colocação, com 16 pontos em 16 rodadas.

Nesta segunda-feira, o elenco se reapresentou na Toca da Raposa II visando ao confronto com o Vitória, às 19h de quarta-feira, no Independência, pela 17ª rodada.

O técnico Vanderlei Luxemburgo não contará com o atacante Felipe Augusto, autor do primeiro gol diante do Brusque, em finalização de cabeça aos 41 minutos do segundo tempo. O camisa 22 foi advertido com o terceiro cartão amarelo e cumprirá suspensão no meio da semana.

Em contrapartida, o zagueiro Rhodolfo, recuperado de edema na panturrilha direita, trabalhou com bola juntamente com os atletas que atuaram por menos de 45 minutos no Sul do país. Os titulares realizaram atividade regenerativa na academia.

Contratado para o cargo de diretor técnico de futebol, o ex-zagueiro Ricardo Rocha teve a primeira conversa com o grupo nesta segunda-feira. Em entrevista ao Superesportes na última quarta-feira, o ex-comentarista do SporTV explicou como será a sua função no clube.

Euforia

Vídeo compartilhado no canal oficial do Cruzeiro no YouTube mostrou a euforia dos jogadores com a vitória sobre o Brusque.

A equipe colocou fim a um jejum de nove partidas (três derrotas e seis empates) e superou um adversário que está na briga pelo acesso à Série A (10º, com 24 pontos).

Nas imagens, destaque para a comemoração enérgica de Felipe Augusto (10'30") e o discurso de Vanderlei Luxemburgo (13'38") no vestiário do estádio Augusto Bauer.

>> Superesportes

Parceiro comercial do Galo comemora negociação com atacante Diego Costa

Divulgação

Presidente do conselho de administração e CEO da Intralot, Sérgio Alvarenga, mostrou otimismo na contratação do atacante brasileiro Diego Costa. A empresa de apostas é uma das parceiras comerciais do Atlético desde o ano passado.

O tuíte de Sergio Alvarenga repercutiu entre os torcedores principalmente porque, em fevereiro, ele fez um post semelhante quando o Galo ainda negociava a contratação do meia argentino Nacho Fenández.

Segundo apurou o Super.FC, o Atlético está com negociações avançadas para contratar Diego Costa, de 32 anos.

Vila Bráz e Ruinha ficaram no empate

Vila Bráz

 Vila Bráz e Ruinha empataram por 1 a 1 no último domingo. Jogo amistoso realizado em Açucena. 

Vitória do Fusão sobre o Vila do Carmo

Foto: Fusão

Amistoso realizado na tarde deste sábado. 

O Fusão derrotou o Vila do Carmo pelo placar de 2 a 0. Os gols da vitória anotados por Vinícius e Fábio.

Uma chuva de gols! Ana Moura 5 x 4 Penharol

Divulgação

Jogo amistoso realizado na tarde deste sábado no campo do Ana Moura.

Real Master e Ilha tudo igual!

Divulgação

Real Master e Ilha empataram neste sábado por 0 a 0. 

O jogo amistoso aconteceu no campo do Saete, em Pingo D'água.

Marca histórica de Adilson com a camisa do Industrial

Foto: Industrial

Na tarde deste sábado, em amistoso em São Sebastião de Braúnas, o time da casa, Braúnas, bateu o Industrial, de Ipatinga, também carinhosamente chamado de ''Industrial do Bom Retiro'', em um clássico intermunicipal, pelo placar de 6 a 5.
 
O placar não foi favorável ao time ipatinguense, mas um jogador teve muito que comemorar. O atacante Adilson chegou a marca de 300 jogos com a camisa do Industrial. O goleiro Branco em destaque na foto o entrega a camisa com o número 300 fixado. Muita história com a camisa de um dos mais tradicionais times da região do Vale do Aço.

Jogo amistoso de 9 gols entre Desportiva e Independente do Limoeiro

Divulgação

Desportiva 3 x 6 Independente do Limoeiro

Arbitragem de William Pechara

Goleada do Barra Alegre sobre o Flamenguinho no amistoso deste sábado

Divulgação

Flamenguinho 1 x 5 Barra Alegre

Arbitragem: Zé Luiz

O Vila levou a melhor sobre o BEC

Divulgação

Amistoso

Vila Nova 3 x 0 BEC

No clássico, São Lourenço derrota o Cachoeiro

São Lourenço

Em um duelo considerado um clássico, o São Lourenço venceu o Cachoeiro, por 2 a 1, neste sábado, em amistoso.
 
O jogo aconteceu no campo de São Lourenço.

Bolsonaro sanciona lei que regulamenta transformação de times de futebol em empresas


O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que estabelece regras para transformação de times de futebol em empresas e cria a figura da Sociedade Anônima do Futebol (SAF).

O texto foi aprovado em junho pelo Senado e em julho pela Câmara.

Atualmente, os clubes de futebol são associações civis sem fins lucrativos. A proposta, chamada de Marco Legal do Clube-empresa, prevê estímulos para a conversão dos clubes ao modelo da SAF. Não há obrigatoriedade de que os clubes se transformem em empresas.

Com a transformação, as equipes terão instrumentos para capitalização de recursos e para o financiamento próprio, como:

emissão de títulos de dívida (debêntures-fut);

atração de fundos de investimento;

lançamento de ações em bolsa de valores.

Segundo a proposta, a Sociedade Anônima do Futebol cuidará somente do futebol masculino e do feminino.

Isso exclui a possibilidade de outros esportes, como o vôlei, migrarem para a SAF e também impede que entidades, federações e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) se transformem em SAF.

Nome, escudo e sede

Pelo texto, alterações no nome, no escudo, no hino, nas cores, no local da sede do time só serão efetuadas com a concordância do clube, detentor das chamadas ações da classe A, que deu origem à Sociedade Anônima do Futebol.

A lei prevê também a transferência obrigatória à SAF dos direitos e deveres decorrentes de relações com o clube, inclusive os direitos de participação em competições, contratos de trabalho e de uso de imagem.

A transferência de direitos e patrimônio do clube para a SAF "independe de autorização ou consentimento de credores ou partes interessadas".

Se instalações como estádio e centro de treinamento não forem transferidas, o clube e a empresa deverão firmar contrato com as condições para uso desses espaços.

Ainda conforme A eli, enquanto as ações ordinárias de classe A — aquelas do clube que originou a SAF — corresponderem a pelo menos 10% do total, o voto do titular das ações de classe A será condição necessária para a empresa decidir, entre outras questões, sobre:

alienação, oneração, cessão, conferência, doação ou disposição de qualquer bem imobiliário ou de 
direito de propriedade intelectual conferido pelo Clube ou Pessoa Jurídica Original para formação do 
capital social;

qualquer ato de reorganização societária ou empresarial, como fusão, cisão, incorporação de ações, 

incorporação de outra sociedade;

dissolução, liquidação e extinção.

Dívidas

O texto dá prazo de seis anos, prorrogáveis por mais quatro anos, para o clube quitar suas dívidas cível e trabalhista e dá alternativas aos times para pagamento dos débitos:

pagamento direto das dívidas pelo clube;

recuperação judicial (negociação coletiva);

consórcio de credores.

A nova lei também prevê mecanismo de transferência mensal de um percentual de receitas destinado ao pagamento de dívidas de natureza civil e trabalhistas.

Ainda constam na lei os chamados "instrumentos de aceleração" para pagamento dessas dívidas:

deságio: permite ao titular do crédito negociar a redução da dívida com o devedor, para recebimento dos valores;

cessão do crédito a terceiro: permite ao titular do crédito, não concordando com o deságio oferecido pelo devedor, buscar no mercado condições melhores;

conversão da dívida em ações da SAF: permite a conversão de toda ou parte da dívida em ações do clube-empresa;

emissão de títulos de mercado revertendo para o pagamento da dívida.

>> Globo Esporte