sábado, 10 de julho de 2021

MÓDULO 2 DO MINEIRO - Ipatinga é derrotado em casa pelo Tupynambás; Democrata-GV perde fora para o Villa

Divulgação/Tupynambás 

* POR JOSÉ DIAS SORRISO 

Pela segunda rodada do Campeonato Mineiro do Módulo 2, o Ipatinga jogando no estádio Ipatingão, acabou sofrendo a sua segunda derrota consecutiva na competição. O time do Vale do Aço perdeu para o Tupynambás, de Juiz de Fora, por 1 a 0. 

O único gol do jogo, foi marcado por Daniel, aos 26 minutos do segundo tempo. O Ipatinga que já havia estreado com derrota (2 a 1) para o Tupi no estádio radialista Mário Helênio. O próximo compromisso do Ipatinga Futebol Clube será em Ubá contra o Aimorés no próximo sábado (15h). 

Já o Democrata, de Governador Valadares, também não teve a melhor sorte nessa rodada. A Pantera acabou derrotada pelo Villa Nova, em Nova Lima, por 1 a 0. O gol da vitória do Villa saiu aos 48 minutos do primeiro tempo através de Bruno Gonçalves. No próximo sábado, o Democrata recebe em casa, o time do União Luziense.

Os resultados deste sábado pela 2ª rodada:

Reprodução/FMF

Em jogo recheado de gols, Cruzeiro cede empate ao Botafogo pela Série B

Foto: Vitor Silva/Botafogo

O Cruzeiro adoçou o paladar de sua torcida e indicou que a sequência sem vitórias na Série B estava perto do fim no confronto deste sábado com o Botafogo, no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, pela 11ª rodada. Depois de ficar por duas vezes atrás no placar, com gols de Chay, a equipe celeste reagiu na etapa complementar e fez 3 a 2 em cima do Botafogo - um gol de Gilvan, contra, e dois de Marcelo Moreno. Contudo, o time carioca pressionou na reta final e conseguiu o 3 a 3 novamente com Chay, aos 47 minutos.

O resultado foi amargo para ambos os clubes, que seguem distantes da zona de acesso à primeira divisão do Campeonato Brasileiro. A Raposa contabilizou o 11º ponto em 11 rodadas (13º lugar) e ampliou a série negativa para cinco partidas (uma derrota e quatro empates). Já o Fogão estacionou na 10ª posição, com 13 pontos - quatro a menos que o CRB, 4º colocado.

Mineiros e cariocas voltam a campo pela Série B no próximo sábado, dia 17. O Cruzeiro receberá o Avaí, às 16h30, no Mineirão, em Belo Horizonte. Por sua vez, o Botafogo visitará o Brusque, às 19h, no estádio Augusto Bauer, em Brusque-SC.

O jogo

Distante do G4 da Série B, o Cruzeiro teve a formação mantida no 4-3-3 pelo técnico Mozart Santos, que mexeu apenas na lateral direita ao trocar Norberto por Raúl Cáceres. Logo no primeiro minuto, Marcinho abriu espaço no meio-campo, carregou a bola até a intermediária de ataque e soltou a bomba de pé direito. Diego Loureiro caiu no canto esquerdo e espalmou.

O Botafogo respondeu aos 3 minutos, quando Rafael Navarro fez fila na defesa celeste e chutou forte de canhota. Bem posicionado, Fábio mandou para escanteio. Em nova investida alvinegra, Diego Gonçalves deu caneta em Raúl Cáceres, invadiu a grande área e caiu após carrinho de Léo Santos. O árbitro Rodolpho Toski Marques marcou pênalti. Chay finalizou à meia-altura no canto esquerdo:
1 a 0.

O gol adversário obrigou o Cruzeiro a correr atrás do placar e manter a posse de bola. A peça mais lúcida do time na etapa inicial foi Marcinho, que buscou o jogo com movimentação, distribuição e finalizações. Um escanteio cobrado por ele, aos 24, quase se transformou em gol - Rafael Navarro tentou afastar de cabeça e acertou o travessão. Minutos antes, o time sofreu uma baixa: Raúl Cáceres, machucado, deu lugar a Norberto.

A partir dos 30, o Cruzeiro intensificou o domínio territorial, seja por iniciativa própria ou "permissão" do oponente. Entretanto, entrar na área do Botafogo era uma tarefa complicada. Assim, a solução foi arriscar do meio da rua. Giovanni experimentou a primeira dele aos 43 e quase enganou Diego Loureiro, já que a bola desviou em Kanu e passou muito perto da trave esquerda. Na segunda, o goleiro do Fogão mergulhou no canto direito e espalmou.

No intervalo, o técnico Mozart Santos queimou duas substituições. Na zaga, Rhodolfo entrou no lugar de Léo Santos, que demonstrou lentidão nas jogadas por baixo e cometeu muitos erros de passe. No ataque, Marcelo Moreno foi acionado na vaga de Rafael Sobis. As mexidas surtiram efeito, pois o Cruzeiro empatou aos 8 minutos, em cruzamento de Bruno José na ponta direita e corte malsucedido do botafoguense Gilvan em direção ao próprio gol: 1 a 1.

Pouco depois de o Cruzeiro empatar, Mozart foi expulso por Rodolpho Toski Marques após reclamar de forma acintosa. Para piorar a situação, a defesa celeste se atrapalhou ao tentar afastar uma bola alçada por Daniel Borges, e Chay finalizou de bico para fazer 2 a 1, aos 15 minutos.

A Raposa não se abateu com o gol sofrido e buscou a reação. Aos 21 minutos, Jean Victor cruzou na grande área, e Kanu tocou com o braço na bola. Pênalti. Marcelo Moreno chamou a responsabilidade e cobrou rasteiro no canto direito. Diego Loureiro conseguiu rebater a bola, porém o boliviano apanhou a sobra e teve frieza para converter: 2 a 2.

Três minutos depois, o Cruzeiro virou para 3 a 2 em uma linda finalização de Moreno de fora da área, após Diego Loureiro abafar a penetração em velocidade de Wellington Nem. Com os dois gols no estádio Nilton Santos, o camisa 9 chegou a 51 em 132 partidas pela Raposa e se tornou o maior artilheiro estrangeiro, deixando para trás o uruguaio Arrascaeta, que anotou 50 em 188 jogos.

A partir dos 30 minutos, o Cruzeiro se preocupou em sustentar a vitória parcial e chamou o Botafogo para cima. Até que aos 47 minutos, Gilvan tentou driblar Giovanni na grande área e foi derrubado. Pênalti. Chay chutou forte, dessa vez no canto direito, e pôs números finais ao confronto: 3 a 3.

BOTAFOGO 3X3 CRUZEIRO

BOTAFOGO

Diego Loureiro; Daniel Borges (Warley, aos 32min do 2ºT), Kanu, Gilvan e Guilherme Santos (Rafael Carioca, aos 32min do 2ºT); Barreto (Matheus Frizzo, aos 23min do 2ºT), Pedro Castro e Felipe Ferreira (Marco Antônio, aos 23min do 2ºT); Diego Gonçalves, Chay e Rafael Navarro (Rafael Moura, aos 23min do 2ºT)
Técnico: Marcelo Chamusca

CRUZEIRO

Fábio; Cáceres (Norberto, aos 21min do 1ºT), Léo Santos (Rhodolfo, no intervalo), Ramon e Jean Victor; Lucas Ventura (Flávio, aos 31min do 2ºT), Giovanni e Marcinho; Bruno José, Airton (Wellington Nem, aos 23min do 2ºT) e Rafael Sobis (Marcelo Moreno, no intervalo)
Técnico: Mozart Santos

Gols: Chay, aos 8min do 1ºT, aos 15min e aos 47min do 2ºT (Botafogo); Gilvan, contra, aos 8min do 2ºT, Marcelo Moreno, aos 21min e aos 24min do 2ºT (Cruzeiro)

Cartões amarelos: Barreto, aos 12min, Gilvan, aos 34min do 2ºT (Botafogo); Léo Santos, aos 8min, Bruno José, aos 27min do 1ºT; Giovanni, aos 10min, Marcelo Moreno, aos 41min do 2ºT(Cruzeiro)

Cartão vermelho: Mozart Santos, aos 11min do 2ºT (Cruzeiro)

Motivo: 11ª rodada da Série B

Estádio: Nilton Santos, no Rio de Janeiro

Data: sábado, 10 de julho de 2021

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)

Assistentes: Jefferson Cleiton Piva da Silva e João Fabio Machado Brischiliari (PR)

>> Superesportes 

Marcelo Moreno vira maior artilheiro estrangeiro da história do Cruzeiro

Foto: Igor Sales/Cruzeiro

Autor de dois gols no empate por 3 a 3 com o Botafogo, neste sábado, no Engenhão, em jogo pela 11ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, Marcelo Moreno se tornou o maior artilheiro estrangeiro da história do Cruzeiro. O atacante boliviano chegou a marca de 51 gols com a camisa celeste e ultrapassou o uruguaio De Arrascaeta para assumir o topo da lista.
 
"É uma marca histórica para mim. Agradeço a todos os companheiros que tive no Cruzeiro nessas três passagens pelo clube. Agradeço a todos pelas assistências, pela dedicação. Essa conquista é deles também. Eu estou muito feliz", declarou à TV Globo, na saída do gramado.

Atualmente no Flamengo, Arrascaeta anotou 50 gols pelo Cruzeiro em 188 jogos, entre 2015 e 2018. Marcelo Moreno precisou de 132 partidas para atingir a marca de 51 tentos pela Raposa.

O boliviano está na terceira passagem pela Toca - atuou de 2007 a 2008, em 2014 e retornou em 2020. Ele conquistou dois títulos estaduais (2008 e 2014) e um brasileiro (2014) com a camisa celeste. Nesta temporada, marcou três vezes em sete partidas.

No Engenhão, Marcelo Moreno também quebrou o jejum de quase quatro meses sem marcar gol pelo Cruzeiro - a última vez foi na vitória por 1 a 0 sobre o Athletic, em 14 de março, pelo Campeonato Mineiro. Foram apenas três jogos sem balançar as redes pelo time no período em que o atacante teve poucas oportunidades com o então técnico Felipe Conceição e conviveu com convocações para Seleção Boliviana.

Neste sábado, o boliviano começou a partida no banco de reservas e ganhou a oportunidade de entrar em campo no início do segundo tempo, no lugar de Rafael Sobis. Aos 21 minutos, o centroavante teve a cobrança de pênalti defendida por Diego Loureiro, mas completou para as redes no rebote. Três minutos depois, o camisa 9 acertou uma bela finalização de fora da área e virou o jogo. No entanto, a Raposa cedeu o empate nos acréscimos.

Com o empate no Rio de Janeiro, o Cruzeiro ficou no 13º lugar da Série B, com 11 pontos. A equipe celeste volta a campo no próximo sábado, contra o Avaí, às 16h30, no Mineirão, em Belo Horizonte, pela 12ª rodada da competição.

>> Superesportes

Argentina derrota o Brasil no Maracanã e é campeã da Copa América

Reprodução

Final da Copa América disputada no Brasil 

Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro

Brasil 0 x 1 Argentina 

Gol: Dí Maria 

A Argentina é campeã da Copa América 

Atlético-MG derrota o América-MG e aumenta boa sequência no Brasileirão

Foto: Mourão Panda/América-MG

Em jogo muito equilibrado e com chances para os dois lados neste sábado, o Atlético-MG visitou o América-MG no Independência e conseguiu a vitória por 1 a 0. Agora, o Atlético-MG aumenta sua sequência de vitórias na competição para quatro.

Com o resultado, o Galo vai a 22 pontos e assume a terceira colocação do campeonato. O América-MG segue com nove pontos, na 16ª colocação.

Sem muito tempo para descanso, o Atlético-MG volta a campo já nesta terça-feira, quando visita o Boca Juniors na Bombonera. A partida é válida pelas oitavas de final da Libertadores e acontece às 19h15 (de Brasília). Já o Coelho joga apenas na segunda-feira da semana que vem, quando recebe o Sport no Independência, às 20 horas.

O jogo - Logo no começo do jogo, o atacante Ribamar sofreu lesão e precisou ser substituído com apenas 4 minutos. Mesmo assim, a equipe da casa foi para cima do Galo com Juninho Valoura, Carlos Alberto e Rodolfo José.

Quem deu mais trabalho mesmo foram os atacantes do Atlético-MG, que ameaçaram em diversas ocasiões. O goleiro Matheus Cavichioli precisou fazer uma grande partida e até contar com a sorte para não ser vazado ainda na primeira etapa.

O segundo tempo da partida seguia com o empate sem gols, até a estrela de Cuca brilhar. O treinador promoveu a entrada de Hulk e Borrero e, aos 22 minutos, o camisa 7 iniciou a jogada que culminou no gol do jogador colombiano do Atlético-MG.

Passando por uma maratona de jogos, o Galo preferiu recuar depois do gol e adotar uma postura mais defensiva. Mesmo com substituições na dupla de atacantes, o América-MG não conseguiu encontrar o empate.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 0 X 1 ATLÉTICO-MG

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 10 de julho de 2021, sábado
Hora: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Michael Stanislau (RS)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)

Cartão Amarelo: Bruno Nazário (América-MG); Igor Rabello (Atlético-MG)

GOLS:
América-MG:
Atlético-MG: Borrero, aos 22 minutos do 2º tempo

AMÉRICA-MG: Matheus Cavichioli, Eduardo, Ricardo Silva, Bauermann e Alan Ruschel (João Paulo); Zé Vitor (Anderson Jesus), Juninho Valoura e Juninho; Bruno Nazário (Felipe Azevedo), Carlos Alberto e Ribamar (Rodolfo José) (Fabrício Daniel)
Técnico: Vagner Mancini

ATLÉTICO-MG: Everson, Nathan Silva, Igor Rabello (Hulk), Junior Alonso e Guga; Tchê Tchê, Jair e Zaracho (Neto); Savarino (Felipe), Eduardo Sasha (Calebe) e Hyoran (Borrero)
Técnico: Cuca

>> Gazeta Esportiva

Jornalista do SporTV diz que vai torcer para a Argentina e Messi em final contra o Brasil neste sábado: ‘Por justiça’

Reprodução

A jornalista esportiva Fabíola Andrade, do SporTV, causou polêmica nas redes sociais ao declarar publicamente que irá torcer para a Argentina na final da Copa América, que disputa o título com o Brasil neste sábado (10).

Fabíola justificou a torcida para o maior rival do Brasil no futebol como um caso de “justiça”.

– Antes de me apedrejarem em praça pública, deixem me explicar: eu amo o Brasil, o futebol brasileiro, amo morar aqui e não acho que nacionalidade define o caráter de uma pessoa. Logo, tenho vários amigos argentinos. Mas não vou torcer para a Argentina na final da Copa América por causa deles não – iniciou.

Em seguida, ela justificou a escolha.

– Torço porque amo o futebol e a pessoa de Messi. Esse cara precisa ganhar um título com a camisa do país dele! Por justiça! Quero uma rival forte e vitoriosa! O maior clássico do mundo só é gigante porque ambas as seleções são gigantes. O Brasil acabou de ser campeão da Copa América… deixo esse título pro maior do mundo: Leo – escreveu ela.

>> Pleno News

América e Atlético se reencontram na Série A em duelo de opostos no Horto

Foto: Pedro Souza/Atlético-MG

De um lado, um time que busca um melhor jogo para se afastar da zona de rebaixamento. Do outro, uma equipe embalada por três vitórias consecutivas e que mira o topo da classificação do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, América e Atlético se reencontram na Série A após quase três anos e fazem clássico de opostos no Independência. A bola rola às 19h, em compromisso válido pela 11ª rodada.

Mandante, o América fez, nas últimas cinco partidas, oito dos nove pontos conquistados na competição. A boa sequência de dois empates e duas vitórias no início de trabalho do técnico Vagner Mancini, porém, foi interrompida de forma drástica com a goleada por 4 a 0 sofrida contra o Fortaleza, na quarta-feira. O resultado fez o time parar na 15ª posição, a ameaçadores dois pontos do Z4.

Já o visitante Atlético chega com moral ao duelo. Afinal, são três vitórias consecutivas na competição: 4 a 1 sobre o Atlético-GO, 1 a 0 diante do Cuiabá e 2 a 1 em cima do atual bicampeão Flamengo, na última quarta-feira. A equipe alvinegra inicia a rodada na quarta colocação, com 19 pontos - só três a menos que o líder Palmeiras.

Reencontro

América e Atlético já se enfrentaram três vezes nesta temporada, todas pelo Campeonato Mineiro. Na decisão estadual, foram dois empates sem gols. Os resultados garantiram o título ao time do técnico Cuca, que teve melhor campanha ao longo da primeira fase da competição - etapa em que venceu o clássico por 3 a 1.

O jogo deste sábado será o reencontro das equipes na Série A após quase três anos. O último duelo na elite do futebol nacional foi em 14 de outubro de 2018, quando os rivais empataram por 0 a 0 no Horto, pela 29ª rodada. Em 2019 e 2020, o América jogou a Série B e, por isso, não enfrentou o Atlético pelo certame nacional.

América

Com recentes experiências negativas na Série A, o América tenta afastar da zona de rebaixamento já no início da competição para não se complicar no futuro. Para isso, considera prioritários os pontos disputados em casa - e não é diferente mesmo contra o forte Atlético.

"Vai ser um jogo de xadrez, no qual quem mexer uma peça antes da outra vai ter algum tipo de consequência. O Cuca é um excelente estrategista - eu acompanhei no São Paulo. Eu espero, realmente, um time forte no sábado. Um jogo muito competitivo de ambas as partes. São dois times que têm muita força de transição. Então, por isso, a gente tem que estudar bem o adversário, montar uma boa estratégia. Com certeza, vai ser um grande jogo", projetou Vagner Mancini.

O treinador americano terá à disposição força máxima para o duelo. A tendência é que Mancini mande a campo uma formação semelhante à escalada na última rodada. A principal mudança deve ser feita no meio-campo para fortalecer o sistema defensivo contra o poderoso ataque alvinegro.

Titular nos dois últimos jogos, Marcelo Toscano pode dar lugar ao volante Juninho, que foi reserva na goleada sofrida contra o Fortaleza. Os meio-campistas Alê e Geovane também são opções.

Atlético

Em busca do tão sonhado título brasileiro, o Atlético pode, se vencer o clássico, assumir a liderança nos critérios de desempate. Para isso, depende também dos resultados do Palmeiras (que encara o Santos) e de Red Bull Bragantino e Athletico-PR, que se enfrentam.

O Atlético, porém, não pensa apenas no Brasileirão. A escalação de Cuca contra o América levará em conta o desgaste dos jogadores, uma vez que, na próxima terça-feira, o time enfrentará o Boca Juniors em Buenos Aires, pela partida de ida das oitavas de final da Copa Libertadores.

"Antes do jogo do Boca, a gente tem um clássico diante do América, que vem de sua primeira derrota com o Mancini. Jogar lá é difícil. A gente respeita o América, sabe que é um clássico. Os últimos dois jogos contra eles foram difíceis, na final do Mineiro. Cabe a nós focar no América e, depois do jogo, pensar na decisão contra o Boca", analisou o goleiro Everson.

Cuca terá de lidar com uma série de desfalques. O goleiro Rafael, o meia Nacho Fernández e os atacantes Keno, Eduardo Vargas e Marrony estão fora por lesão. Integrado ao elenco da Seleção Brasileira Olímpica, o lateral-esquerdo Guilherme Arana é outra ausência. O zagueiro Gabriel está em negociação rumo ao futebol japonês e será preservado.

A tendência é que Cuca deixe de lado a escalação com três zagueiros utilizada contra o Flamengo. Com isso, Hyoran pode ganhar uma vaga no time. Na lateral esquerda, Dodô - recuperado de lesão na coxa - volta a ser opção. Se o técnico optar por preservá-lo para a Libertadores, há três opções improvisadas: o zagueiro Junior Alonso e os meio-campistas Tchê Tchê e Allan.

AMÉRICA X ATLÉTICO

América

Matheus Cavichioli; Eduardo, Eduardo Bauermann, Anderson e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho Valoura, Juninho (Marcelo Toscano); Felipe Azevedo, Ribamar e Rodolfo.
Técnico: Vagner Mancini

Atlético

Everson; Mariano (Guga), Igor Rabello (Réver ou Nathan Silva), Junior Alonso e Dodô (Jair); Allan, Tchê Tchê, Matías Zaracho e Hyoran; Savarino e Hulk
Técnico: Cuca

Motivo: 11ª rodada do Campeonato Brasileiro

Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)

Data e horário: sábado, 10 de julho de 2021, às 19h (de Brasília)

Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)

Assistentes: Rafael da Silva Alves (Fifa-RS) e Michael Stanislau (RS)

VAR: Daniel Nobre Bins (RS)

>> Superesportes

Atlético-MG é condenado a pagar mais de R$ 4 milhões a empresário por negociação

Foto: Bruno Cantini

O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou o Atlético-MG a pagar 1,1 milhão de euros ao empresário André Cury pela intermediação na negociação do zagueiro Erazo em 2016. A informação foi publicada inicialmente pelo Globo Esporte.

Caso o valor fosse convertido, representaria mais de R$ 7 milhões, mas a condenação assinada pela juíza Camila Rodrigues Borges de Azevedo estabeleceu que seja considerada a cotação de agosto, ou seja, R$ 4.078.360,00.

A decisão pela condenação ainda é em primeira instância e cabe recurso do Atlético em até 15 úteis. O clube citou, a seu favor, “perda substancial de renda” devido ao período pandêmico.

"A tese não pode ser acolhida. A pandemia, por si mesmo e isoladamente, não conduz à revisão da obrigação. Certo é que os clubes de futebol mantiveram suas atividades durante o período, percebendo rendimentos por outros meios relacionados à publicidade e à transmissão dos jogos", afirmou a juíza em trecho da sentença.

>> Gazeta Esportiva

Cruzeiro encara Botafogo e tenta encerrar sequência sem vitórias na Série B

Divulgação - Cáceres será uma das novidades voltando a ficar à disposição do técnico Mozart após
 passar pelo departamento médico

O Cruzeiro tenta encerrar a sequência sem vitórias na Série B (uma derrota e três empates) no duelo contra o Botafogo, às 16h30 deste sábado, no estádio Nilton Santos, pela 11ª rodada. As equipes brigam diretamente por melhor posição - os mineiros estão em 13º, com 10 pontos, e os cariocas em 9º, com 12.

A partida no Rio de Janeiro será a 93ª entre os clubes. O retrospecto aponta ampla vantagem da Raposa: 40 vitórias, 29 empates e 23 derrotas, com 133 gols marcados e 106 sofridos. Marcelo Ramos, com seis gols, é o artilheiro celeste no confronto, seguido por Carlos Alberto Seixas (5) e Guilherme (4).

O status de tetracampeão brasileiro, hexa da Copa do Brasil e bicampeão da Libertadores fez o Cruzeiro ser apontado favorito ao acesso na Série B, assim como o Botafogo, bicampeão nacional e promovido à elite nas duas ocasiões anteriores em que disputou a segunda divisão (2003 e 2015).

Contudo, o peso da camisa não ajudou a engrenar os times, que demonstram rendimento abaixo do esperado e geram dúvidas na torcida se vão somar os pontos necessários para alcançar o G4. Na terça-feira, a equipe celeste empatou por 0 a 0 com o Coritiba, no Mineirão, enquanto o alvinegro perdeu de virada para o CRB, por 2 a 1.

Com relação à escalação do Cruzeiro, o técnico Mozart Santos tende a manter o 4-3-3, com o meio-campo formado por um volante (Lucas Ventura) e dois meias (Giovanni e Marcinho). O objetivo é fazer a bola chegar com mais qualidade a Marcelo Moreno, que deve entrar no lugar de Rafael Sobis.

Aos 34 anos, Moreno persegue o gol de número 50 com a camisa do Cruzeiro para se igualar ao uruguaio Arrascaeta como maior artilheiro estrangeiro do clube. Em três passagens pela Toca - 2007 a 2008; 2014; e 2020 a 2021 -, o boliviano balançou a rede 49 vezes em 131 partidas.

Desde que retornou ao Cruzeiro, em fevereiro de 2020, Marcelo só conseguiu marcar quatro gols em 38 jogos. Já pela Bolívia, os números são diferentes: seis gols em cinco jogos nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022. A missão de Mozart é fazer com que o camisa 9 consiga repetir no clube o desempenho pela seleção.

Outras dúvidas na formação são na lateral-direita (Norberto ou Raúl Cáceres) e na ponta-esquerda (Felipe Augusto ou Airton). Caso Mozart surpreenda e inicie o jogo com três zagueiros, Rhodolfo atuará ao lado de Léo Santos e Ramon. Opção banco de reservas, Wellington Nem deve ser acionado no segundo tempo.

BOTAFOGO X CRUZEIRO

BOTAFOGO

Diego Loureiro; Daniel Borges, Kanu, Gilvan e Guilherme Santos; Barreto, Matheus Frizzo e Pedro Castro; Chay, Diego Gonçalves (Felipe Ferreira) e Rafael Navarro

Técnico: Marcelo Chamusca

CRUZEIRO

Fábio; Cáceres (Norberto), Léo Santos, Ramon e Jean Victor; Lucas Ventura, Giovanni e Marcinho; Bruno José, Airton (Felipe Augusto) e Marcelo Moreno (Rafael Sobis)

Técnico: Mozart Santos

Motivo: 11ª rodada da Série B

Estádio: Nilton Santos, no Rio de Janeiro

Data: sábado, 10 de julho de 2021

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)

Assistentes: Jefferson Cleiton Piva da Silva e João Fabio Machado Brischiliari (PR)

>> Superesportes

Flamengo anuncia na madrugada a demissão de Rogério Ceni

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Rogério Ceni não é mais o técnico do Flamengo. Utilizando as redes sociais do clube, a direção rubro-negra comunicou na madrugada deste sábado a demissão do treinador. Maurício Souza dirigirá a equipe contra a Chapecoense, domingo, no Maracanã, pela 11ª rodada do Brasileirão.

No início das discussões sobre o sucessor de Ceni, o nome de Renato Gaúcho é o primeiro a ser colocado na mesa, mas é preciso convencer o presidente rubro-negro, Rodolfo Landim, sobre a contratação do treinador, que deixou o Grêmio no dia 15 de abril.

Depois de uma sexta-feira intensa nos bastidores rubro-negros, o anúncio da demissão de Ceni ocorreu às 2h46 deste sábado, pelas redes sociais do clube.

- O Clube de Regatas do Flamengo informa que não continuará com Rogério Ceni à frente do time principal. O Clube agradece pelos serviços prestados e deseja sucesso nos próximos desafios - diz o comunicado.

Contratado em novembro de 2020, Rogério acabou não resistindo aos maus (e decepcionantes) resultados colhidos neste início de Brasileirão e também ao conturbado ambiente interno. O desgaste no departamento de futebol era crescente nas últimas semanas, e o treinador estava cada vez mais isolado e desconfiado da maioria daqueles que o cercavam no centro de treinamento. O silêncio da diretoria mesmo diante dos conflitos virem a público aumentava ainda mais o incômodo.

Em sua última entrevista coletiva, após a derrota para o Atlético-MG na quarta-feira, Ceni disse entender as críticas, mas ressaltou que se tratou do nono jogo seguido com desfalques importantes, cedidos para seleções.

Na sexta-feira, o treinador comandou normalmente as atividades no campo, enquanto Rodolfo Landim, Marcos Braz e Bruno Spindel debatiam os rumos do futebol em reunião no Ninho. O presidente queria se inteirar da realidade dos conflitos recorrentes naquele ambiente, e o trio foi surpreendido com dois vazamentos que estremeceram as bases do trabalho do técnico ao longo da sexta.

No início da manhã, o UOL publicou imagens de um relatório do setor de análise de desempenho que tratava Geromel e Kannemann, zagueiros do Grêmio, como jogadores do Sport. Mais do que o erro técnico, que já havia sido debatido longamente na ocasião, no fim de janeiro, causou revolta a divulgação de um documento interno, especialmente depois de seis meses.

A diretoria iniciou um processo de caça às bruxas com o aval de Landim para demissão dos envolvidos. A percepção nos bastidores é de que o vazamento partiu da pequena ala favorável a Ceni para expor pontos fracos do departamento.

Não tardou, no entanto, e o contragolpe veio em alto e bom som pela voz do analista de scout Roberto Drummond. Por mais que o departamento comandado pelo ex-volante Fabinho não tenha relação com o trabalho da análise de desempenho, o vazamento gerou burburinho em razão das críticas ferrenhas de Drummond a Ceni em áudio para pessoas próximas ao qual o ge teve acesso.

A publicação da reportagem ocorreu durante a reunião no Ninho entre presidente, vice de futebol e diretor executivo, e causou revolta. De imediato, Marcos Braz ordenou a demissão do analista, e Landim aproveitou a presença no CT para acelerar os trâmites trabalhistas legais.

Tais acontecimentos deixaram ainda mais a sensação de ambiente contaminado, e a demissão de Rogério Ceni passou a ser debatida com maior veemência. A decisão pelo fim do trabalho foi comunicada pessoalmente ao treinador na madrugada e logo depois publicada nas redes sociais do clube.

Neste sábado, às 9h (de Brasília), o elenco fará seu último treinamento antes da partida contra a Chapecoense, domingo, que marca a volta rubro-negra ao Maracanã. Maurício Souza estará no comando da equipe, que tentará a reabilitação após as derrotas para o Fluminense e Atlético-MG. Com 12 pontos (e dois jogos a menos que a maioria dos adversários), o Rubro-Negro ocupa a 12ª colocação do Campeonato Brasileiro.

>> Globo Esporte

sexta-feira, 9 de julho de 2021

Jogos, locais e horários. Sábado e domingo de bola rolando em todos os cantos da região.


Sábado e domingo de bola rolando e vamos conferir aqui no Futblog do Sorriso todos os jogos, locais e horários. 


AMISTOSOS - SÁBADO - 15:30

Real Vale x Unidos de Ipaba

Água Limpa dos Vianas


Caravelas x Shock

Caravelas


IBBJ x Barcelona (Iapu)

Canaã


Polêmicos x Íbis

Cachoeira Escura 


Colorado x Social Ypê

Dom Carloto


AERP x LDU

Minas Caixa 


Esplanada B x EC 600

Esplanada 


Juventus(Bom Jesus do Galho) x Tricolor do Barracão

Bom Jesus do Galho


Palmeiras (Ipatinga) x Itamarati D

Campo da Família


Faixa Azul x Galo Velho CESJO

Inhapim


Primavera x Santo André

Campo do Palmeiras (Timóteo)


Social (Ipatinga) x Juventus Árica

Panorama 


ARF x Desportiva

Campo do AERC


Vila Celeste x Independente do Limoeiro

Vila Celeste


Real Master x Juventus (Timóteo)

Pingo D'água 


Chácara Madalena x Pedra Branca 

Chácara Madalena 


Ipabinha x Barra Alegre

Ipabinha


São Francisco x Industrial (Paraiso)

Santana do Paraíso 


Boca Rica x Vila Martins 

Iapu 


Mercenários (Fabriciano) x Roma 

Campo do JOC


Ipaba x Ilha

Ipaba


União Rodoviário x União São Cândido

Rodoviário 


São Lourenço x Areia Preta

São Lourenço


Londrina x Flamenguinho (Ipatinga)

União do Veneza


Revés do Belém x Aluvaeira

Revés do Belém 


Borussia (Fabriciano) x Real (Fabriciano)

Mangueiras


Palmeiras (Fabriciano) x Barcelona (Ipatinga)

Cidade do Menor 


Borussia (Ipatinga) x Vila Nova 

Forquilha


Braúnas x Expressinho (Governador Valadares)

São Sebastião de Braúnas 


Opção x Santo Antônio

Barracão


Limoeiro Caratinga x Fluminense do Salatiel 

Santa Efigênia


Bethânia x Galeto

Bethânia 


Itamarati A x Pesquisa 

Itamarati 


Manchester x Ajax 

Industrial do Paraíso


CBY x Holanda 

Campo do Vila Nova (Timóteo)


Limoeiro Ipatinga x Galáticos 

Limoeiro


Usipa B x Canaã

Usipa 


Real Master x Juventus 

Pingo D'Água 


Industrial (Ipatinga) x Ana Moura 

Jabaquara 


ADI Master x Flamenguinho

Campo do Madri 


Galácticos (Fabriciano) x Milionários 

Avante 


Oriente x Botafogo

Campo do Oriente


Penharol x Rio Branco

Ferreirão


Vila Ipanema x Vale do Aço

Vila Ipanema 


Unidos x Vila do Carmo

Industrial 


Napoli de Fabriciano x Monza

Campo do Alegre


Limoeiro x Olímpico

Limoeiro (Timóteo) 


Fusão x Usipa 

Campo do Olaria


AMISTOSOS - DOMINGO - 8:30

JUPING MASTER x AERC

Pingo D'Água 


Novo Vale x Chácara Madalena 

Ferreirão


Esquadrão x ABC

Cachoeirinha


Comunitário x Besiktas

Jabaquara


Cachoeiro x Servos

Cachoeira Escura


De Bobeira x Leicester 

Sílvio Pereira 1


SERGRAF x Valeverdense 

Campo da Família 


Vila Nova x Croácia

Água Limpa dos Vianas


ASSOCIAÇÃO MASTER 45 - DOMINGO - 8:30

Veneziano x Industrial (Santana do Paraíso)

AERBI x Vila Nova 

Estrela do Vale  x Acesita 

Diplomata x Limoeiro

União Ana Moura x Iguaçu

Industrial (Timóteo) x Rio Branco

Final de semana tem torneio de futebol em Brejaúba



*POR JOSÉ DIAS SORRISO

No domingo pela manhã, a bola rola em Brejaúba, localidade pertencente a Açucena. Será realizado um torneio que promete agitar a galera. 

A competição programada para ter seu pontapé a partir de 10:00. Serão quatro clubes participantes: Pompéu, Mirante, Coqueiro e Brejaúba. 

MAIS BOLA ROLANDO

Em Virginópolis, na área de Camping, domingo, 9:00, amistoso pela categoria sub-17, entre Virginópolis x Guanhães. Já às 14:00, pelo amador, no mesmo local, Virginópolis x Divinolândia.

Em Santa Efigênia, 15:00, amistoso programado entre Xodó x Lagoa.  

Pai de Messinho aciona o Cruzeiro na Justiça

Divulgação

Pai do jogador Estevão Willian, o Messinho, de 14 anos, que deixou o Cruzeiro e acertou com o Palmeiras, Ivo Gonçalves acionou o clube celeste na Justiça do Trabalho. Ele era funcionário da Raposa e cobra R$ 162.811,00 por salários atrasados, férias, verbas rescisórias e 13º salário não pagos.
Ivo tinha salário de R$ 15 mil no clube. Segundo a ação, o Cruzeiro chegou a iniciar uma negociação de parcelamento com um representante de Ivo, mas o "reclamante recebeu um comunicado de que, caso quisesse receber algo, ajuizasse uma ação".

Considerado uma promessa da base, Messinho deixou o Cruzeiro em maio deste ano. Ele assinou um contrato de formação com o Palmeiras, já que ainda não tem idade para ter vínculo profissional.

Relatório feito pela Kroll, empresa de investigação corporativa contratada para auditar o período da gestão do ex-presidente Wagner Pires de Sá (2018 a 2019), revelou um contrato de prestação de serviços de Ivo com o Cruzeiro. Por meio da empresa EW10 Sports LTDA, ele recebia remuneração de R$10 mil mensais. Depois, o salário aumentou. O documento aponta que, entre junho de 2018 e abril de 2019, o pai de Messinho embolsou R$ 102.961,00.

Estevão foi um dos temas de reportagem exibida pelo Fantástico, da TV Globo, em maio de 2019. Na ocasião, a emissora revelou que o Cruzeiro, então administrado por Wagner Pires de Sá, cedeu 20% de supostos direitos econômicos da criança ao empresário Cristiano Richard dos Santos Machado.

A comercialização dos direitos econômicos da criança não poderia ter acontecido. Inicialmente, porque a Fifa determinou, em 2015, que apenas clubes e jogadores podem ter partes de direitos econômicos. Depois, porque revelações só podem assinar contratos profissionais com os clubes a partir dos 16 anos. Até lá, só existe o contrato de formação, sem direitos federativos ou econômicos.

Mesmo após a repercussão extremamente negativa sobre a comercialização desses 'direitos', o Cruzeiro voltou a negociar, em 1º de junho de 2019, outros 15% do 'passe' da criança. A transação foi feita com o Estrela Sports Ltda, do então conselheiro Fernando Ribeiro de Morais. Posteriormente, os negócios foram desfeitos.

Com a saída do atleta, o Cruzeiro divulgou uma nota criticando o empresário André Cury, que agencia a criança, o pai do garoto, Ivo Gonçalves, e o gerente do Centro de Formação de Atletas do clube paulista, João Paulo Sampaio.

O Cruzeiro disse que foi uma "ingrata surpresa" "a saída do jovem Estevão Willian, guiada de maneira bastante questionável pelo seu estafe, que faltou com respeito e profissionalismo para com a instituição, dando um mau exemplo para o próprio garoto, que como muitos outros sonham em trilhar uma carreira de sucesso no futebol e em se tornarem referências positivas".

O Cruzeiro ainda lembrou que "Ivo Gonçalves, pai do garoto, é réu em um dos processos dos quais o Cruzeiro é vítima, sendo investigado pelo crime de falsidade ideológica".

A nota também traz ataques a André Cury. O clube fez questão de informar que o empresário, que faz parte do estafe da promessa, foi "supostamente um dos alvos da recente operação de busca e apreensão da Polícia Civil, de acordo com informações veiculadas por alguns veículos de imprensa".

>> Superesportes 

Com Cáceres e sem Matheus Barbosa, Cruzeiro divulga relacionados contra o Botafogo

Foto: Bruno Haddad

Relacionado, Raúl Cáceres está de volta aos jogos do Cruzeiro. O lateral direito, após ficar fora dos dois últimos compromissos do time, se recuperou de uma otite. O paraguaio voltou aos treinos na quarta-feira passada e entra novamente nos planos do técnico Mozart.

Neste sábado, o Cruzeiro enfrenta o Botafogo, às 16h30, no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, pela 11ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

O time celeste tem baixas. Rômulo está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Matheus Barbosa apresenta desgaste muscular e está em tratamento, assim como Eduardo Brock, Henrique, Geovane e Weverton, que seguem se recuperando no departamento médico.

Confira os relacionados

Goleiros: Fábio e Vitor Eudes

Laterais: Jean Victor, Norberto e Raúl Cáceres

Zagueiros: Léo Santos, Rhodolfo e Ramon

Meio-campistas: Adriano, Claudinho, Flávio, Giovanni, Lucas Ventura e Marcinho

Atacantes: Airton, Bruno José, Felipe Augusto, Marcelo Moreno, Rafael Sóbis e Wellington Nem

Mozart, na última coletiva, após o empate por 0 a 0 com o Coritiba, sinalizou que poderá fazer mudanças na equipe, afirmando que ainda busca a melhor forma de jogar. O setor ofensivo é o principal alvo do treinador.

>> Globo Esporte

Atlético faz quatro mudanças na lista da Libertadores; veja as novidades

Divulgação

O Atlético realizou, nesta sexta-feira, quatro mudanças na lista de jogadores inscritos na Copa Libertadores. As alterações valem para a fase mata-mata da competição. O time vai enfrentar o Boca Juniors nas oitavas de final.

Entraram na lista Nathan Silva, Ruan, Vitinho e Yan nas respectivas vagas de Bueno, Giovani, Kevin e Talison. Destes, só o primeiro - zagueiro que estava emprestado para o Atlético-GO e cujo retorno foi solicitado pelo técnico Cuca - é presença constante nas atividades do time principal. O restante é das categorias de base.

O atacante Diego Tardelli, cujo contrato com o Atlético se encerrou, já havia sido retirado da lista anteriormente. O clube alvinegro tem 49 inscritos na competição (veja todos ao fim da matéria). São 50 vagas disponíveis. Apenas a camisa 9 - vestida pelo próprio Tardelli - está sem dono.

Atlético e Boca Juniors se enfrentam nas duas próximas terças-feiras, a partir das 19h15. O jogo de ida será na Bombonera, em Buenos Aires, capital da Argentina. Já a partida de volta está marcada para o Mineirão, em Belo Horizonte.

Veja a lista completa do Atlético

1. Gabriel Delfim
2. Guga
3. Junior Alonso
4. Réver
5. Alexandre
6. Dodô
7. Hulk
8. Jair
10. Vargas
11. Keno
12. Caio Ribas
13. Guilherme Arana
14. Carlos Daniel
15. Zaracho
16. Igor Rabello
17. Savinho
18. Eduardo Sasha
19. Dylan Borrero
20. Hyoran
21. Alan Franco
22. Everson
23. Nathan
24. Daniel Borges
25. Mariano
26. Nacho Fernández
27. Calebe
28. Felipe Felício
29. Allan
30. Gabriel
31. Matheus Mendes
32. Rafael
33. Sávio
34. Jean
35. Gabriel Souza
36. Ruan
37. Tchê Tchê
38. Marrony
39. Júlio César
40. Nathan Silva
41. Neto
42. Leonardo Simoni
43. Luiz Filipe
44. Rubens
45. Micael
46. Rômulo
47. Thiago Juan
48. Echaporã
49. Vitinho
50. Yan

>> Superesportes

Com gramado 'tapete', Maracanã está pronto para receber a final da Copa América

Divulgação

Não será apenas a possibilidade da presença de torcida a única novidade da decisão da Copa América. No último jogo da competição, Brasil e Argentina também terão ao seu dispor um gramado de qualidade, algo que muito pouco se viu nesta edição da competição. Até o técnico Tite, que chegou a ser multado pela Conmebol por reclamar das condições dos campos, elogiou o palco da final.

A última partida disputada no estádio aconteceu em 23 de junho, quando o Flamengo derrotou o Fortaleza por 2 a 1 pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro. Horas depois, o gramado passou a ser trabalhado visando a decisão da Copa América. Quase metade do campo foi reformado.

"O gramado estava bastante desgastado, por causa da carga de uso que ele tem", disse a engenheira agrônoma Maristela Kuhn, contratada pela Conmebol para cuidar do campo. "De uma área aproximada de 8 mil metros quadrados, nós trocamos 3,8 mil - a parte norte, que fica na sombra, uma parte central, e o gol sul, que são as partes mais desgastadas."

A reforma consiste, basicamente, na troca da grama. Rolos prontos, com quase uma tonelada cada, são colocados nos lugares onde o piso já não era da qualidade que se esperava.

Todo esse processo foi demonstrado em vídeo produzido pela entidade sul-americana. "Envolve muita tecnologia. O gramado é preparado por mais de um ano para ser um gramado pronto pro jogo É um gramado muito duro, muito denso, e tem uma densidade que permite o jogo imediato", explica Maristela.
>> Estadão Conteúdo

Prefeitura libera 10% de público no Maracanã na final da Copa América

Divulgação

A Prefeitura do Rio autorizou a participação de público no Maracanã na final da Copa América, na noite deste sábado (10). A presença de torcedores será limitada a 10% da capacidade do estádio — e a 10% de cada setor. O jogo entre Brasil e Argentina está marcado para as 21h.

A decisão foi publicada na edição desta sexta-feira (9) do Diário Oficial do município. O pedido de liberação foi analisado e aceito pela Secretaria Municipal de Saúde. O público sentado deverá obedecer um espaçamento mínimo de dois metros entre cada pessoa ou família.

O organizador do evento, a Conmebol, ficou responsável por fazer, nesta quinta e nesta sexta, teste de Covid-19 em todos que entrarem no estádio. Quem estiver positivo não pode entrar.

Durante a divulgação do Boletim Epidemiológico da Prefeitura, no Centro de Operações Rio (COR), o prefeito Eduardo Paes falou sobre a liberação e destacou que a realização do evento acontece em diferentes termos da final da Copa Libertadores, entre Palmeiras e Santos, que também aconteceu no estádio.

"A gente teve a final da Copa Libertadores, liberamos para que tivesse cinco mil convidados à época. E eles concentraram os cinco mil convidados em um setor do Maracanã, o que acabou sendo um problema, e a prefeitura multou naquele momento. A mudança que temos é essa: 10% em cada setor do estádio, ou seja, você tem um espaçamento grande entre as pessoas e, até onde eu entendo, são convidados da Conmebol, todos eles testados", disse Paes.

Segundo ele, a realização também servirá como um teste sobre a atual capacidade de realização de eventos neste momento da pandemia da Covid-19.

"Não deixa de ser também, a decisão tomada pela Secretaria Municipal de Saúde, para nós, uma espécie de evento-teste a partir do momento que as notícias são melhores e a gente começa a viver uma transição", afirmou o prefeito.

>> G1 

América apresenta o meia Isaque

Divulgação

Nesta quinta-feira, mais um atleta foi oficialmente apresentado pelo Coelhão. O meia Isaque, anunciado no início da semana, vestiu o manto americano e concedeu entrevista respondendo às perguntas enviadas pela imprensa. Após boa passagem pelo Grêmio-RS e Fortaleza-CE, o jovem atleta de 24 anos chega ao Clube por vínculo de empréstimo com a equipe gaúcha até o fim de dezembro.

Após o treino desta manhã, o meia foi oficialmente apresentado por Armando Desessards, Diretor de Futebol do América. Ele já vem treinando com o elenco no CT Lanna Drumond.

Armando Desessards deu as boas-vindas ao meia e destacou as qualidades do novo reforço do América.

“Quero desejar as boas-vindas ao Isaque, que ele tenha uma passagem brilhante pelo América. Ele é um jogador com um futuro muito promissor, que fez uma transição profissional de muito sucesso no Grêmio. Que a alegria dele seja a alegria da Nação Americana!”

Focado na disputa da Série A, Isaque comentou sobre o desempenho bem avaliado que obteve no Grêmio-RS e as expectativas para defender o manto americano.

“As expectativas são as melhores possíveis, que não fogem do pensamento geral: fazer uma grande Série A. Acredito que o professor Mancini conseguirá nos ajudar a fazer um grande ano. Tive, anteriormente, uma passagem muito boa no Grêmio, em uma Série A também, e desde então me vejo muito melhor, tanto como jogador quanto como pessoa.”

O meia aproveitou a ocasião para deixar um recado à Nação Americana.

“Podem esperar de mim um atleta que dará sempre o seu máximo para ajudar a equipe e os meus companheiros”, enfatizou Isaque.

Pelo Grêmio-RS, Isaque atuou em quase 50 partidas, sendo 40 na temporada 2020, foi tricampeão gaúcho e campeão da Recopa Sul-americana. Em março deste ano, foi emprestado ao Fortaleza-CE. Lá atuou em 7 partidas e anotou 1 gol, conquistando também o Campeonato Cearense.

>> Site oficial

América acerta a contratação do atacante Fabrício Daniel

Divulgação

O América concretizou mais uma rápida negociação e anuncia sua 14ª contratação na atual temporada. O jovem atacante Fabrício Daniel, de 23 anos, é o mais novo atleta do Clube. Com seus direitos pertencentes ao Mirassol-SP, ele assina contrato de empréstimo válido até o fim de dezembro com o Coelho.

Apesar de jovem, Fabrício Daniel já acumula uma boa vivência no futebol. Natural de Araraquara (SP), o atacante começou sua carreira em clubes formadores do interior paulista. Em 2014, retornou a sua cidade natal para defender a Ferroviária-SP nas categorias Sub-17 e Sub-20.

Contudo, sua primeira oportunidade no profissional aconteceu em 2015, quando foi emprestado ao Noroeste-SP. No ano seguinte, voltou para a Ferroviária-SP e fez uma grande temporada pela categoria Sub-20 do time de sua cidade. Em setembro de 2016, teve sua primeira experiência no profissional da equipe e se destacou na Copa Paulista.

Em 2017, recebeu proposta do Santos-SP e foi para o time da Baixada Paulista. Foram duas temporadas no clube, nas quais ele atuou pelo time Sub-23 e time B da categoria profissional.

Após atuar pelo Cianorte-PR, em 2019, Fabrício teve sua segunda passagem pelo Noroeste-SP no início de 2020. Lá ele foi o artilheiro do time no campeonato estadual, chamando a atenção do Cuiabá-MT, que disputava o acesso à primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Contudo, ainda em 2020, o atacante foi para o Mirassol-SP.

No Mirassol-SP, Fabrício Daniel vivenciou uma passagem de destaque e conquistou o título mais importante de sua carreira até aqui: o Campeonato Brasileiro da Série D. Nessa competição, o atacante brilhou com 11 gols marcados e terminou a disputa sendo vice-artilheiro. Dessa forma, contribuiu diretamente para o primeiro título nacional da história do clube do interior paulista.

Na temporada atual, Fabrício Daniel atuou em 17 partidas e anotou 4 gols, chegando com o Mirassol-SP até as semifinais do Campeonato Paulista. Além do estadual, ele atuou também na Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro da Série C neste ano. O atacante concluiu sua passagem no Mirassol-SP com 15 gols marcados em 38 atuações.

Ficha do jogador

Nome completo: Fabrício Daniel de Souza

Data de nascimento: 23/7/1997

Local de nascimento: Araraquara (SP)

Altura: 1,82 m

Clubes: Palmeirinha-SP (até 2012), Paulistinha-SP (2013), Ferroviária-SP (2014 a 2017), Santos- SP (2017 a 2018), Cianorte-PR (2019), Noroeste-SP (2015 e 2020), Cuiabá-MT (2020) e Mirassol-SP (2020 a 2021).

Principal título: Campeonato Brasileiro – Série D (2020).

>> Site oficial

Atlético quita dívida na FIFA, relativa a Dylan Borrero

Foto: Pedro Souza/Atlético

Em mais uma importante etapa do processo de saneamento das finanças do clube, um dos pilares da gestão do presidente Sérgio Coelho e do vice-presidente José Murilo Procópio, o Galo quitou, nesta quinta-feira, 8 de julho, na FIFA, dívida referente à compra do atleta Dylan Borrero, realizada junto ao Independiente Santa Fé-COL, em janeiro de 2020. Foram pagos 5,19 milhões de reais, incluindo impostos e taxas.

Com a transação, o passivo do Clube na FIFA, atinente a ações do passado, fica praticamente debelado, restando, apenas, cerca de 1,6 milhão de reais, valor referente às 3 últimas parcelas (de um total de 5), devidas ao ex-técnico Rafael Dudamel. As duas primeiras parcelas foram pagas rigorosamente em dia.

>> Site oficial

Galo treina para clássico com o América

Divulgação

O elenco atleticano se reapresentou hoje (08), para iniciar os treinos visando o clássico contra o América, em partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O lateral Mariano, um dos destaques do confronto com o Flamengo, concedeu entrevista coletiva para falar sobre a preparação.

"No Campeonato Brasileiro não tem jogo fácil. Estamos em uma crescente muito boa e trabalhando para fazer mais uma grande apresentação".

O clássico com o América acontecerá no sábado (10), às 19h, no Independência. O Galo ocupa a quarta colocação na tabela de classificação do Brasileirão, a apenas três pontos do líder.

>> Site oficial

Cruzeiro: presidente admite falta de 'recursos' para pagar dívidas e pede: 'Torcedor, entenda a realidade'

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

A conturbada fase vivida pelo Cruzeiro dentro e fora das quatro linhas foi assunto de entrevista de quase uma hora gravada pelo presidente Sérgio Santos Rodrigues. O mandatário admitiu que o clube não tem dinheiro para pagar dívidas. O clube celeste está punido pela Fifa com o chamado 'transfer ban' que impede o registro de novos atletas pelo não pagamento do débito com o Defensor-URU, pela compra do meia uruguaio Arrascaeta.

"É claro que a gente quer, a cada dia mais, performar dentro de campo. Mas o torcedor do Cruzeiro tem que entender a realidade. Já foi divulgado recentemente as contratações chamadas de últimas antes de tomar o 'transfer ban', porque sabíamos que íamos tomar [a penalidade]. Aquelas coisas que não explicamos, o Arrascaeta foi vendido por um valor absurdo e não foi paga a dívida. Estoura mais uma no nosso colo", alegou.

"Em julho vem outra [dívida], da aquisição do Riascos, que também não tem nada a ver com a gente. De fato, a realidade que o torcedor precisa encarar. Ah, eu vejo o torcedor dizendo: 'O Cruzeiro precisa contratar um atacante, um meia'. Nós não temos essa perspectiva em curto prazo, apenas se acontecer uma situação excepcional", afirmou o presidente.

Ainda no âmbito de julgamentos na entidade máxima do futebol, o Cruzeiro acumula outra dívida que já lhe rendeu prejuízos desportivos: o débito pela aquisição do volante Denílson. Em 2020, a Raposa iniciou a Série B do Campeonato Brasileiro com 6 pontos negativos por não ter pago cerca de R$ 5,3 milhões ao Al Wahda, dos Emirados Árabes Unidos. Nova ordem de pagamento deve chegar ainda este ano. Caso não pague, o clube seria rebaixado à Série C do Brasileiro.


Segundo Sérgio, o dinheiro destinado ao pagamento da dívida será proveniente da venda da Sede Campestre II. "Conseguimos arrumar um, que vai pagar o valor de avaliação, mas são problemas micro do Cruzeiro que as pessoas não sabem. Quando fomos efetivar a venda do terreno, vimos que não estava regularizado. Faltam detalhes de cartório, de patrimônio, diversos documentos a serem conseguidos", disse.

Confiança no elenco

O presidente, ao reafirmar a inviabilidade de contratações, pediu confiança no elenco montado para o retorno à divisão de elite do futebol nacional. "Temos que abraçar o time da forma como está, confiar nos treinamentos", afirmou. Apesar disso, o momento é ruim. O Cruzeiro é o 13º colocado, com apenas 10 pontos somados.

Sérgio também garantiu que os salários atrasados não interferem no desempenho dos atletas dentro de campo. Conforme revelado pela Rádio Itatiaia, os jogadores somam três meses de atraso na CLT. O clube tem débitos com funcionários administrativos.


“Quero enaltecer muito o nosso grupo e dizer que o torcedor jamais pode imaginar que vai haver uma não entrega, ou um corpo mole por parte dos nossos atletas em razão disso, pelo contrário. Eu estou todo dia na Toca, praticamente, viajo com o elenco esse ano e se tem uma coisa que não tem no nosso elenco é isso. Tem entrega e dedicação. Em nenhum momento atrelar o desempenho esportivo a questão salarial", completou.

>> Rádio Itatiaia

quinta-feira, 8 de julho de 2021

FMF não libera a presença da torcida no Ipatingão no próximo sábado

Divulgação

A Federação Mineira de Futebol não autorizou a presença de público no jogo entre Ipatinga e Typnambás neste sábado, dia 10, pelo Módulo 2 do Campeonato Mineiro.

Pelo regulamento da competição, a FMF precisava ter sido comunicada sobre o decreto municipal que liberou a entrada de torcedores com pelo menos dez dias de antecedência.

De acordo com a Federação, esse tempo é necessário para providenciar questões como os protocolos sanitários exigidos para a volta do público e também a venda de ingressos.

Nesta quinta-feira, dia 8, o governo de Minas autorizou a volta do público aos estádios, em cidades que estejam na Onda Verde.

Diante da situação, a diretoria do Ipatinga acredita que poderá abrir os portões do estádio no dia 21 deste mês, quando o time recebe o Nacional de Muriaé.

Conforme o decreto municipal, O Ipatingão poderá receber até 15% de sua capacidade de lotação, que hoje é de 22 mil espectadores. O público terá que usar máscara e respeitar o distanciamento de 1,5 metro, que equivale ao espaçamento de duas cadeiras para cada uma ocupada. Já os organizadores dos eventos devem disponibilizar álcool gel em pontos específicos, além de sinalizar as cadeiras vagas que não podem ser ocupadas.

NOTA OFICIAL DA FMF

A Federação Mineira de Futebol informa que vem conversando com o Governo do Estado De Minas Gerais, juntamente com a Secretaria Estadual de Saúde acerca do retorno de público nos estádios. Está marcada, para a tarde desta sexta-feira (09), uma reunião entre os órgãos competentes para definir detalhes operacionais sobre a possibilidade da retomada da presença dos torcedores nas partidas de futebol.

>> Globo Esporte