sábado, 2 de maio de 2020

Atualizando os números deste sábado sobre coronavírus em Belo Oriente

Foto: Divulgação

Polícia Civil busca mulher que aparece em vídeo de fake news sobre caixões em BH

Foto: Reprodução/WhatsApp
Prefeitura já havia se posicionado desmentindo as informações que circulam nas redes sociais

O vídeo com informações falsas que circula nas redes sociais, de uma mulher dizendo que “caixões estão sendo enterrados com pedras e pedaços de madeira em vez de corpos em BH”, será alvo de investigações da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG). Através de nota, a corporação confirma que vai instaurar procedimento para apurar a origem do vídeo e encontrar a pessoa que aparece nas imagens. “Quem tiver informações sobre essa mulher, é importante denunciar no 181”, diz o comunicado.

Como a corporação está em regime de plantão durante o feriadão, não foi informado em qual delegacia específica a investigação irá ocorrer. No vídeo, a mulher procurada diz que: "mandaram arrancar todos os caixões para poder fazer o exame e ver se é coronavírus mesmo. Sabe o que tem dentro do caixão? Pedra e madeira. Um monte de caixão cheio de pedra e madeira".

Na sexta-feira, (1º/5), a Prefeitura de Belo Horizonte já havia se manifestado sobre o vídeo, desmentindo as informações, classificadas pelo governo municipal como “sem fundamento”. Em nota, a PBH também afirma que "os sepultamentos em cemitérios públicos e privados na capital mineira são realizados, exclusivamente, por profissionais específicos (coveiros) de cada necrópole - utilizando equipamento de proteção individual e adotando as medidas sanitárias cabíveis."

Nos cemitérios municipais da capital mineira, os sepultamentos são feitos mediante a apresentação de atestado de óbito ou da guia de sepultamento emitida pelo cartório em conformidade com as informações contida no atestado de óbito.

"Esta deve ser apresentada no cemitério, acompanhada de documentos pessoais do solicitante - familiar ou pessoa responsável pela solicitação -, que deve comprovar seu vínculo com o falecido (por meio de documentos pessoais e/ou procuração)", finalizou a nota da Prefeitura.

Estado de Minas

Depois de um mês, MG não registra morte por coronavírus em 24h

De acordo com a SES, foram registrados 88 óbitos. No entanto, casos suspeitos chegam a quase 90 mil

O número de mortes em Minas pela COVID-19 se manteve nas últimas 24 horas. De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES), foram confirmadas 88 mortes no Estado e outras 450 foram descartadas.

Desde 3 de abril, Minas não apresentava estabilidade na curva de óbitos no Estado. De 3 a 5 de abril, não houve alteração no registro de mortes, permanecendo o número de seis óbitos registrados por três dias. Depois de um mês, novamente, o número se mantém inalterado em 24 horas, com 88 óbitos. O crescimento foi verificado no número de casos confirmados que passou, nas últimas 24 horas, de 1.935 para 2.023.

Epicentro da pandemia, Belo Horizonte também manteve o número de mortes, são 20 até o momento. A capital é seguida por Uberlândia com 131 casos confirmados e oito mortes e Juiz de Fora com 169 casos confirmados e seis mortes. O número de casos subiu para 606. Foram confirmados casos da COVID-19 em 169 municípios. As mortes foram registradas em 46 cidades.

A maioria dos óbitos, 82%, concentra-se na faixa etária acima dos 60 anos. A doença levou a morte 72 idosos. No entanto, também acometeu pacientes jovens: 13 adultos com idades entre 40 e 59 anos e três pessoas com idades entre 20 e 39 anos.

O perfil dos óbitos demonstra que há letalidade semelhante entre homens e mulheres, 48 homens morreram em decorrência das complicações da COVID-19. Mulheres foram 40. Os dados indicam também que as pessoas que morreram, em maioria (85%), apresentavam doenças associadas.

O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

Febre
Tosse
Falta de ar e dificuldade para respirar
Problemas gástricos
Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

Pneumonia
Síndrome respiratória aguda severa
Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Estado de Minas

Itália tem menor número de mortes por coronavírus desde o dia 14 de março

Epicentro da pandemia de coronavírus na Europa, o país registrou o óbito de 192 pessoas por Covid-19 na tarde deste sábado (02/05)

Epicentro da pandemia de coronavírus na Europa, a Itália registrou a morte de 192 pessoas por coronavírus na tarde deste sábado (02/05), o menor número de óbitos pela doença em 24h desde 14 de março.

Segundo o boletim de Proteção Civil, o número total de mortos no país é de 29.328.

O número total de infecções desde que o primeiro caso foi detectado, em 21 de fevereiro, é de 209.328, com 1,9 mil novos casos desde sexta-feira (01/05), um número alinhado com os últimos dias, segundo dados deste sábado da Proteção Civil.

Atualmente, as pessoas testadas positivo para o coronavírus no país são 100.704, o que representa uma redução de 239 nas últimas 24 horas.

Metrópoles

Homem debocha do auxílio de R$ 600, faz churrasco com o dinheiro e é preso

Foto: PCMG/Divulgação
A polícia já havia emitido um mandado de prisão contra o homem por tráfico de drogas

Um vídeo que circula nas redes sociais, em que um homem debocha do auxílio emergencial recebido e faz um churrasco com o dinheiro, está sendo investigado pela Polícia Civil de Minas Gerais. Segundo as autoridades, o jovem que aparece nas imagens é “conhecido no meio policial pela prática de diversos crimes”. Ele foi preso nesta sexta-feira (1º).

No vídeo, filmado em Caratinga, o homem agradece, ironicamente, ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pelo dinheiro do auxílio. A ajuda é destinada aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados durante a crise econômica imposta pela pandemia da Covid-19.

“Otário, mandou 600 reais pra mim, nunca trabalhei na vida. Muito obrigado, Bolsonaro, comédia”, diz ele no vídeo. Um amigo, por trás das câmeras, também ironiza a situação e diz que o dinheiro foi usado para pagar o churrasco.

Metrópoles e BHAZ

Calendário da 2ª parcela do auxílio emergencial sai na próxima semana

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
A informação é do presidente da Caixa, Pedro Guimarães

O calendário para o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 sai na próxima semana. A informação foi dada nesta última sexta-feira (1º) pelo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, durante videoconferência para apresentar balanço do pagamento da primeira parcela.

A previsão inicial era de que a segunda leva de pagamentos começasse a ser paga na última segunda-feira (27) para os inscritos no Cadastro Único e os cadastrados por meio do aplicativo e do site do programa. Mas o Ministério da Cidadania soltou uma nota afirmando que a divulgação do calendário deve ocorrer agora em maio.

Segundo Guimarães, o banco ainda está fechando o detalhamento dos pagamentos da primeira parcela e fechará o calendário após reunião com o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e aprovação do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Pagamento em dias diferentes

De acordo com o presidente da Caixa, o pagamento da segunda parcela ocorrerá em dias distintos dos dias para o pagamento do Bolsa Família. A medida visa evitar aglomerações nas agências bancárias.

“O segundo pagamento levará em conta tudo o que esta acontecendo agora. De uma maneira muito clara: não há condição de misturar o pagamento do Bolsa Família com o das contas digitais. Passamos este mês montando a base de dados”, disse Guimarães. “Na semana que vem, vamos publicar o calendário do segundo pagamento e ele vai ser muito mais simples porque já temos uma base de dados de 50 milhões de pessoas”, acrescentou.

Até o momento, cerca de 50,1 milhões de pessoas foram aprovadas para receber o auxílio. Desse total, 19,2 milhões são beneficiários do Bolsa Família; 10,5 milhões estão inscritos no Cadastro Único e 20,3 milhões são formados por trabalhadores informais, micro empreendedores individuais (MEI's) e contribuintes individuais. Outras 12,4 milhões estão com o cadastro inconclusivo.

Problemas

Durante a coletiva, o presidente da Caixa disse que o pagamento da primeira parcela teve problemas devido ao banco ainda não ter informações mais precisas sobre o perfil de quem pediu o benefício. Guimarães disse ainda que um terço das pessoas não tinha acesso a conta em banco.

“Todos os que já receberam vão receber de novo e agora já sabemos quem é Bolsa Família, Cadastro Único e informais, estes últimos vão receber de acordo com a data de nascimento”, disse.

Medidas contra aglomerações

Questionado sobre as medidas tomadas para evitar aglomerações, Guimarães disse que o banco está adquirindo mais equipamentos de proteção individual para os empregados, como máscaras (560 mil), protetores faciais (11 mil) e 600 mil litros de álcool em gel. Também estão sendo contratados mais três mil seguranças para ajudar no controle de filas e 500 recepcionistas. Cinco caminhões da Caixa também vão ajudar no atendimento, especialmente em cidades das regiões com maior dificuldade.

“Teremos conversas com as prefeituras porque é fundamental, a gente precisa de ajuda das prefeituras não tem a menor dúvida disso”, disse. Vamos ter o máximo possível de cuidado na separação entre as pessoas, redução ao máximo desses dias de pagamentos para que não tenhamos no mesmo dia dois pagamentos [de benefícios] de pessoas carentes”, afirmou Guimarães.

Agências abrem neste sábado

Guimarães lembrou que as agências da Caixa Econômica Federal ficarão abertas neste sábado (2), das 8h às 12h, exclusivamente para tirar dúvidas de beneficiários do auxílio emergencial nascidos de janeiro a outubro e fazer o pagamento dos que, nesse grupo, desejam receber o crédito em dinheiro.

Pelo calendário inicial informado pelo banco, nascidos em setembro e outubro receberiam o benefício a partir de segunda-feira (4), mas com a abertura das agências esse pagamento será antecipado. No dia 5 de maio será a vez de pessoas que querem receber a ajuda em espécie e fazem aniversário em novembro e dezembro.

Agência Brasil

Boletim desta sexta-feira dos casos de coronavírus em Belo Oriente

Divulgação

Panionios comemora mais um ano da conquista do bicampeonato da Copa da Grécia

Foto: Reprodução
Em 1998, o Panionios voltaria a conquistar a Taça da Grécia ou Copa da Grécia (como queiram). O clube comemorou mais um ano da conquista do tão importante título em sua história. O clube nunca foi campeão do principal campeonato nacional, mas foi vice-campeão nas temporadas de 1950/1951 e 1970/1971. Se o título de campeão grego ainda não chegou, o certo é, que na conquista da Copa da Grécia não faltou comemoração naquela temporada de 1998. Aliás, com o título daquele ano, somou-se duas Copas da Grécia para o currículo, a primeira na temporada de 1978-1979, onde venceu o AEK Atenas por 3 a 1 e a segunda conquista na temporada de 1997-1998. Uma vitória cirúrgica contra o sempre forte time do Panathinaikos: 1 a 0.

O clube peruano que tem o uniforme idêntico ao da Seleção Brasileira

Foto: Redes sociais/Atlético Juventud La Stancia
Em solo peruano há um clube com todos os traços da Seleção Brasileira de Futebol. Quem olha a equipe perfilada já pensa que é a maior campeã de Copas do Mundo. O Club Sport Atlético Juventud La Estancia tem 55 anos. O clube foi campeão em duas oportunidades da Liga Distrital de Olmos e é uma das equipes integrantes da edição atual da Copa Peru - corresponde ao terceiro escalão do futebol nacional. Vale sempre lembrar que o clube que levanta a taça da Copa Peru garante vaga direta na elite do futebol nacional.

sexta-feira, 1 de maio de 2020

Futebol profissional em Minas (possibilidade) de somente em junho; já o futebol amador é uma incerteza

Pois bem amigos que nos acompanham. O futebol profissional em Minas Gerais não deve voltar antes das primeiras semanas de junho, e mesmo assim, com portões fechados. Todos sabem da reunião que teve a presença, em especial, do presidente da Federação Mineira de Futebol, Adriano Aro, e o governador do Estado de Minas Gerais, Romeu Zema, realizada na última quinta-feira.

A repórter Edilene Lopes, da Rádio Itatiaia, de Belo Horizonte, explanou em sua coluna, algo a respeito da volta do futebol. Conforme ela destacou, o futebol profissional chegaria primeiro devido a possibilidade de fazer os testes antes dos jogos, o que não se pode dizer do futebol amador e outros seguimentos esportivos.

"Segundo o presidente da FMF, pelos dados do governo, que no momento prevê o pico da curva para 3 de junho, é praticamente impossível o retorno das partidas em maio. De acordo com ele, os primeiros jogos a serem retomados devem ser os de futebol profissional, que terão condições de testar e monitorar os jogares e funcionários. Na reunião com o governador, ficou definido que a federação criará uma comissão médica, com representantes dos clubes e a Secretaria de Estado de Saúde, para elaboração de um protocolo a ser adotado no retorno das atividades. Para o futebol amador e os demais esportes, como o vôlei, que têm partidas em ambientes fechados, o retorno deve ser posterior. Presidente da Comissão de Esportes da Assembleia Legislativa, Zé Guilherme solicitou ao governo estadual um protocolo para o retorno seguro dessas atividades", destacou Edilene Lopes em sua coluna.

"Pensar em futebol agora é coisa de débil mental", diz prefeito

Foto: Reprodução
O ex-presidente do Atlético-MG e atual prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD-MG), afirmou nesta quinta-feira, 30, que, se depender da autoridade dele, 'o futebol na capital mineira não irá retornar tão cedo'. Além da declaração, o gestor ainda foi bastante ríspido em afirmar que pensar em futebol atualmente 'é coisa de débil mental'.

"Um jogo de futebol envolve, pelo menos, 200 pessoas, para fazer uma partida, e mais os jogadores dentro de campo, que não vão tomar cuidados para não transmitir a doença. Em São Paulo, está faltando saco plástico, estão fazendo cova rasa e estão pensando em futebol. Pensar em futebol agora é coisa de débil mental. [...] Se depender de Belo Horizonte, o Campeonato Mineiro não volta. Se forem jogar na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, tudo bem. Aqui, não vai jogar", garantiu Kalil em entrevista à ESPN.

As declarações do atual prefeito da capital mineira tem sido bastante defensivas com relação às medidas de controle da pandemia. Segundo Kalil, ele tem encarado o atual momento do mundo como uma guerra e ratificou a necessidade de que as pessoas saíam de casa.

"O mundo já suspendeu Olimpíadas e Copas do Mundo por conta de guerras. Estamos enfrentando uma guerra. [...] Eu sou absolutamente contra o retorno do futebol. Não estamos acostumados com guerra e isso é uma guerra. Se você está em casa e ouve um tiroteio, você vai sair de casa? Está tendo um tiroteio lá fora. Não é hora de sair", concluiu.

UOL e Diário On Line

Mundo chega a marca de 1 milhão de curados do novo coronavírus

Foto: Reprodução
Cerca de um terço da população mundial que foi infectada pelo Covid-19 ou pouco mais de 1 milhão de pessoas conseguiram se curar da doença, segundo levantamento feito pela Universidade Johns Hopkins.

A Espanha é o país com maior número de recuperados (137.9845), seguida vem os Estados Unidos (125.636), Alemanha (123.500), China (78.493) e Itália (75.945).

Segundo informações divulgadas ontem pelo governo brasileiro, o total de recuperados está em 34.132.

UOl e Diário On Line

Futuro presidente do TSE, Barroso vê “risco real” de adiamento das eleições

Foto: Nelson Jr/STF
As eleições estão marcadas para ocorrer no início de outubro. O ministro, porém, se diz contrário à prorrogação de mandatos

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso, futuro presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), afirmou, nesta sexta-feira (01/05), que vê “riscos reais” de as eleições deste ano – que escolherão prefeitos e vereadores nas cidades do país – seja adiada em função da pandemia do novo coronavírus.

Atualmente, o primeiro turno das eleições está marcado para o dia 4 de outubro e o segundo para o dia 25 do mesmo mês.

“Por minha vontade, nada seria modificado porque as eleições são um rito vital para a democracia. Portanto, o ideal seria nós podermos realizar as eleições. Porém, há um risco real, e, a esta altura, indisfarçável, de que se possa vir a ter que adiá-las”, disse o ministro live realizada em uma rede social promovida pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

Na sua avaliação, porém, não seria o caso de prorrogar mandatos até 2022, quando serão escolhidos novos presidente, governadores, deputados federais e estaduais, além de senadores.

“Sou totalmente contra essa possibilidade. A democracia é feita de eleições periódicas e alternância no poder”, disse. “Os prefeitos e vereadores que estão em exercício neste momento foram eleitos para quatro anos.”

Barroso vai suceder a ministra Rosa Weber na presidência da corte eleitoral no final deste mês de maio.

Metrópoles

PF prende estelionatários que tentavam sacar auxílio emergencial

Bandidos portavam 108 cartões do Bolsa Família quando foram abordados

A Polícia Federal anunciou a prisão em flagrante de uma dupla de estelionatários que tentavam realizar saques indevidos com cartões do Bolsa Família. Segundo a PF, a dupla teria teria retirado com sucesso cerca de R$ 96 mil de contas que receberam parcelas do auxílio emergencial. O crédito é fornecido pelo governo para a população de baixa renda como forma de minimizar danos econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus.

Os homens portavam 108 cartões do programa Bolsa Família de diversas titularidades. Para os beneficiários do programa, as parcelas do auxílio emergencial são automáticas, sem necessidade de cadastros adicionais.

O crime aconteceu na cidade de São Luís (MA), na madrugada desta quinta-feira (30), na agência da Caixa Econômica Federal localizada na praça João Lisboa, no centro.

Agência Brasil

Coronavírus: Brasil registra mais de 91 mil casos e 6,3 mil mortos

Número de recuperados é de 38.039, o que corresponde a 41,5% do total

O Brasil chegou neste dia 1º de maio a 91.589 pessoas infectadas por covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronavírus. Em 24h, foram registrados no país 6.209 casos, um aumento de 7% em relação ao total de notificações do dia anterior (30), quando 85.380 pessoas testaram positivo para o vírus. O número de recuperados é de 38.039, o que corresponde a 41,5% do total de infectados.

De acordo com a atualização do Ministério da Saúde divulgada nesta sexta-feira (1°), o total de mortes subiu para 6.329. De ontem para hoje, foram registrados 428 novos óbitos, um aumento de 7% em relação à quinta-feira (30), quando foram contabilizados 5.901 falecimentos.

São Paulo se mantém como o epicentro da pandemia no país, com 30.374 casos. O estado também concentra o maior número de falecimentos (2.511). Em seguida vem o Rio de Janeiro, com 10.166 casos e 921 óbitos.

Com 7.334 casos, Pernambuco aparece em terceiro no número de óbitos, com 603. O Ceará tem 7.879 casos e 505 mortes e o Amazonas registra 5.723 caos e 476 óbitos.

Também foram registradas mortes no Pará (235), Maranhão (204), Bahia (117), Espírito Santo (96), Paraná (89), Minas Gerais (88), Paraíba (67), Rio Grande do Sul (58), Rio Grande do Sul (56), Alagoas (53), Santa Catarina (48), Amapá (37), Distrito Federal (30), Goiás (29), Piauí (24), Acre (19), Rondônia (18), Sergipe (14), Mato Grosso (11), Mato Grosso do Sul (9), Roraima (8) e Tocantins (3).

Agência Brasil

Dirigente da CBF fala de retorno de treinos no futebol brasileiro

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
O secretário-geral da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Walter Feldman, falou nesta quinta (30) que já se começa a trabalhar na possibilidade de retorno dos treinos das equipes brasileiras de futebol, mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

“Decidimos iniciar nessa semana o processo de retorno ao futebol baseados exatamente em uma pergunta ao Ministério da Saúde. Se era possível voltarmos com segurança. Já havíamos elaborado um protocolo de segurança para o retorno do futebol baseado em passos consistentes e subsequentes, que foi aprovado pelo secretário de saúde”, declarou o dirigente em uma entrevista realizada pela internet.

Segundo Feldman, no momento só haverá um retorno aos treinos, mas com várias restrições, para garantir a segurança de atletas e membros de comissões técnicas: “Haverá restrições de alojamento e refeitórios, para que possa haver uma configuração de Centro de Treinamento parecido com o que acontece em casa, com aspectos até mais rigorosos, pois teremos a presença de médicos regularmente”.

No entanto, o dirigente garantiu que, mesmo com o retorno dos treinos, ainda é cedo para se falar na volta de jogos de futebol: “Não há possibilidade alguma de falar em retomada das competições, seria insensato. Esse período de treinos pode demorar cerca de 15, 20 dias. Isso dependerá do sucesso desse processo controlado e do combate à pandemia. Porém, já sabemos que, se retornarmos ao futebol, será com portões fechados”.

Agência Brasil

Governo libera R$ 1 bi para acolhimento de moradores de rua

O Ministério da Cidadania anunciou nesta quinta-feira (30) a liberação de recursos para ampliação de vagas para moradores de rua e pessoas desabrigadas ou sem-teto em casas de acolhimento e abrigos públicos. Ao todo, serão repassados pouco mais de R$ 1 bilhão para estados e municípios. O recursos poderão atender até 290 mil pessoas, que representa cerca da metade da população de rua estimada no país.

O objetivo, segundo o governo, é permitir a esse público condições adequadas de alojamento, isolamento, alimentação e outras demandas sanitárias e de prevenção dos riscos de infecção ou disseminação do novo coronavírus. Os recursos serão repassados aos municípios via Fundo Nacional de Assistência Social (FNAS).

Também foram anunciadas mais duas ações no âmbito do Sistema Único de Assistência Social (Suas): um para a compra de 192,4 mil kits de equipamentos de proteção individual (EPI) para agentes de assistência social e aquisição de alimentos para instituições de acolhimento de idosos e de pessoas com deficiência.

"Nós vamos transferir, para os municípios, recursos para o atendimento das nossas instituições de longa permanência de idosos, as Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes), as instituições Pestalozzi, os nossos orfanatos, ou seja, toda a estrutura institucional, que protege vulneráveis, em qualquer município brasileiro, vai estar disponibilizado o recurso", informou o ministro Onyx Lorenzoni.

Para serem elegíveis a receber os equipamentos de proteção, os estados, os municípios e o Distrito Federal precisam ter em sua estrutura unidades do Suas, como centros de Referência de Assistência Social (CRAS), centros de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), Centro-Dia, Centro-Pop, Centros de Convivência e Unidades de Acolhimento.

Os critérios e detalhamento das ações para repasse dos recursos estão descritos na Portaria nº 369, publicada na edição desta quinta-feira do Diário Oficial da União. Os recursos foram garantidos na Medida Provisória nº 953, publicada no dia 16 de abril, que abriu crédito extraordinário de R$ 2,5 bilhões para o Suas.

Agência Brasil

Auxílio emergencial: mais de 32 milhões de pessoas foram inelegíveis

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Governo já processou mais de 96 milhões de cadastros

O governo federal já processou 96,9 milhões de cadastros inscritos no programa de auxílio emergencial de R$ 600 e rejeitou o pagamento para 32,8 milhões de pessoas. Segundo o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, os CPFs dessas pessoas foram analisados pelo sistema e considerados inelegíveis, segundo as regras do programa.

"São pessoas que não tinham, perante a legislação, a habilitação. Isso demonstra claramente que houve as tentativas de burla à legislação, e isto acabou dificultando a rapidez da análise daqueles que tinham direito", afirmou nesta quinta-feira (30) o ministro em coletiva de imprensa para o enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, no Palácio do Planalto,.

O auxílio emergencial foi um programa aprovado pelo Congresso Nacional para assegurar o pagamento de uma renda básica no valor R$ 600 a trabalhadores informais, autônomos e sem renda fixa, durante três meses, por causa dos efeitos da pandemia.

Segundo Lorenzoni, até esta quinta-feira o governo terá concluído a análise de todos os cadastros feitos até o dia 26 de abril. Está previsto, na próxima semana, o pagamento a mais 5 milhões de pessoas que tiveram o auxílio aprovado nos últimos dias.

O ministro também informou que cerca de 13,6 milhões de cadastros ainda não tiveram a análise concluída porque o sistema acusou duplicidade de informações, que é quando mais de um membro da mesma família realiza o cadastro no programa.

"Nós temos CPFs inconclusos. [O problema] pode estar na composição familiar, onde o pai registra uma família, a mãe registra a mesma família e nós não podemos fechar porque precisamos ter clareza de quem é o cabeça desta família", explicou o ministro.

Nestes casos, o ministro recomenda que as famílias baixem a nova versão do aplicativo e ajustem as informações. Para acelerar a análise, nos casos em que uma mãe e um pai cadastraram uma mesma família, informando também o CPF dos filhos, o sistema vai considerar como chefe dessa família a mãe, que é quem poderá receber o recurso, se atendidos os requisitos do programa.

O Ministério da Cidadania informou que, até agora, cerca de 50 milhões de pessoas foram consideradas elegíveis para o recebimento do auxílio emergencial. O governo liberou, até agora, cerca R$ 123 bilhões em crédito extraordinário para custear o programa.

Agência Brasil

Quinta-feira foi de duelo acirrado no play-off do rebaixamento na Nicarágua: Deportivo Masaya x ART Jalapa

Foto: Reprodução/Liga de Primera
Aquele futebol "alternativaço" que amo demais. Nesta quinta-feira (30) foi disputado o jogo de ida do play-off do rebaixamento do Campeonato da Nicarágua. Um dos poucos campeonatos do planeta que está em andamento. Em toda a América, juntando a do Sul, Central e do Norte, é a única Liga com bola rolando. Uma competição, seja em seu primeiro escalão ou nos inferiores, com muitas coisas curiosas e que nos leva a amar mais ainda esse maravilhoso esporte chamado futebol.

Tem jogos com torcedores em cima do muro, em cima de árvores, a imprensa trabalhando em cabines pra lá de alternativas, como andaimes montados (estruturas metálicas), campos com gramado sintético e com demarcações para a prática até mesmo de outros esportes. Me fez lembrar alguns campos de várzea em que já narrei, narro e tenho plena convicção de narrar de forma bem alternativa (em estruturas montadas por exemplo). Eu até concordo e não seria doido em discordar com relação a ter um sistema mais moderno (boas condições de trabalho) e tudo mais, porém, que é fascinante demais esse cenário desafiador, isso é. Estive acompanhando o duelo entre Deportivo Masaya e ART Jalapa.

O curioso de tudo que, o ART Jalapa na disputa do Clausura, conseguiu chegar na repescagem, ou seja, brigou até mesmo para chegar na grande final, porém acabou sendo eliminado pelo conhecido e sempre forte time do Walter Ferretti - que depois ficaria pelo caminho também. O Jalapa não teve grande chance contra uma das maiores forças do país. O ART Jalapa pelo fato da média de pontos, mesmo que chegasse na decisão da competição, já que conquistou a vaga na repescagem, ficando entre os seis primeiros, ainda sim, teria que disputar o play-off do rebaixamento. Parece bem louco e de fato é, mas é exatamente isso.

Nesta quinta-feira, fora de casa, o ART Jalapa visitou e foi derrotado pelo Deportivo Masaya por 2 a 1. O jogo de volta acontece no próximo dia 3, domingo, com mando do ART Jalapa, que precisa do resultado diante de seus torcedores. Nesta quinta, os gols da vitória do Deportivo Masaya na partida de ida do play-off do rebaixamento foram marcados por Ronald Rocha e Gutierrez; Gabriel Coelho marcou em favor do ART Jalapa - foi o gol inclusive de abertura do placar. Tivemos vencedor com virada no marcador.

Agora é aguardar para sabermos se o Jalapa fica na elite ou se o Sub-campeón (vice-campeão) da Segundona consegue passar e chegar no principal escalão. Somente domingo para podermos ter essa certeza. Em breve falarei do mais novo integrante da Primeirona na Nicarágua. Uma matéria bem interessante sobre o campeão da Segundona que tem todos os seus traços baseados em um tradicional time de futebol colombiano. Vou trazer aqui no Blog ainda por esses dias.

quinta-feira, 30 de abril de 2020

FMF e Zema se reúnem para criar protocolo médico; futebol segue sem data para voltar em Minas

Foto: Reprodução - Adriano Aro (detalhe)
Adriano Aro, presidente da Federação Mineira, diz que a volta dos treinos e jogos dependerá de sinal verde de autoridades de saúde: "Fazer tudo com cautela, planejamento e segurança"

O presidente da Federação Mineira de Futebol, Adriano Aro, se dirigiu na tarde desta quinta-feira à Cidade Administrativa, sede do governo de Minas Gerais, e se reuniu com o governador Romeu Zema para apresentar diretrizes tomadas na CBF, e discutir medidas e decisões a respeito do futuro do futebol mineiro em tempos de Covid-19. Por enquanto, não há data certa para a bola rolar em Minas, ainda que a CBF cite 17 de maio como prazo possível.

O que foi decidido é que a FMF, em parceria com o governo estadual, irá desenvolver um protocolo médico a ser seguido pelas figuras do futebol - dirigentes, comissão técnica, funcionários e jogadores - como preparo para o retorno das atividades, seja os treinamentos das equipes, ou os jogos oficiais dos Módulos I e II do Estadual 2020.

- Estive hoje com o governador do Estado, Romeu Zema, e conversamos sobre a possibilidade de retorno do futebol em Minas Gerais. A Federação Mineira, em conjunto com o Estado de Minas Gerais, irá desenvolver um protocolo médico possibilitando que as equipes possam, sim, retomar as partidas de futebol no estado de Minas.

Adriano Aro salienta que a volta da bola depende ainda de uma resposta dos órgãos de saúde, nos âmbitos federal, estadual e municipal. Segundo o presidente da FMF, haverá um diálogo direto com o poder municipal de cada cidade com times filiados na Federação.

- Claro que, o momento adequado da volta dependerá da sinalização dos órgãos de saúde, em especial do Ministério da Saúde, da Secretaria da Saúde do Estado e de cada município do nosso estado. Cada cidade, cada prefeito que terá a condição de avaliar se é possível ou não a retomada do futebol em seu município. Mas a FMF pretende, em conjunto com o Estado, dialogar com todos os prefeitos e demais interessados, para que possamos ter o futebol em Minas o mais rápido possível. O importante neste momento é fazer tudo com cautela, planejamento e segurança, garantindo a prática sadia do futebol em todo o nosso estado.

A Covid-19 em Minas Gerais: total de 1.872 casos confirmados, sendo 82 mortes por causa do vírus, além de outros 81 óbitos sob suspeita. Outras 421 mortes foram descartadas. A ideia da FMF é que o Campeonato Mineiro 2020 seja disputado em sua integralidade ainda este ano. A primeira divisão foi paralisada após a nona rodada da primeira fase, em 16 de março. Os clubes, dias após, entraram em regime de quarentena. Ainda faltam seis datas para o Estadual de Minas acabar, no Módulo I - mais duas da fase de classificação, quatro jogos na semifinal em duas datas, e mais as duas finais.

Em nova enviada à reportagem, a Secretaria de Saúde de Minas Gerais afirmou que o retorno das atividades esportivas está entre os estudos já realizados.

Em atenção à sua solicitação, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) esclarece que a retomada das atividades consideradas como esportivas está dentro dos já estudos realizados e que agentes ligados ao futebol profissional entraram em contato, tendo como orientação a "observação das medidas postas no Minas Consciente".

Globo Esporte

Por causa do coronavírus: Cruzeiro suspende cobrança de mensalidade dos alunos de esportes especializados

Foto: Igor Sales/Cruzeiro
Com o fechamento de seus clubes sociais em razão ao cumprimento de lei municipal como uma das medidas de combate ao COVID-19 (coronavírus), o Cruzeiro informou, na última sexta-feira, a redução dos preços das taxas de administração a partir de maio. Agora, o time celeste traz outra medida importante: a suspensão das mensalidades dos alunos do Departamento de Esportes Especializados.

Tal situação será válida até o retorno das atividades nos espaços. Com a não cobrança da taxa, o Cruzeiro orienta que os pais dos alunos desconsiderem os boletos a vencer já a partir do próximo mês. Informações da Assessoria de Comunicação do Cruzeiro

Cristãos em quarentena são atacados e queimados vivos por radicais na Nigéria

A perseguição religiosa aos cristãos tem sido um adicional de extrema preocupação para a vida de quem já enfrenta a pandemia do novo coronavírus, e ainda tem que lidar com o radicalismo de pessoas, por exemplo, da etnia Fulani, na Nigéria.

Segundo informações da organização Barnabas Fund, sete cristãos foram queimados vivos enquanto estavam de quarentena em suas casa, na Nigéria, após um ataque feito por radiciais.

O ataque ocorreu em uma aldeia no estado de Plateau, região onde outros episódios de agressão aos cristãos já ocorreram. Cerca de 300 radicais tocaram fogo nas casas da vila Hukke, perto da cidade de Jos, no começo desse mês.

A maioria dos mortos não conseguiu fugir do local, pois muitos eram idosos com mais de 67 anos e outro de 90. “Enquanto o ataque durou, por mais de duas horas, uma força de segurança veio composta por alguns policiais”, afirmou um pastor local.

O líder religioso, no entanto, criticou a forma com que os agentes de segurança abordaram a situação, demonstrando aparente desinteresse em ajudar os cristãos atacados. “Eles simplesmente pararam à distância e continuaram atirando no ar e acabaram saindo”, detalhou o pastor.

Em 1º de abril, a vila de Nkeidoro, outro ataque dos radicais também afetou cristãos da região. Muitos tiveram que deixar suas casas e seis deles ficaram mortos.

O grupo da etnia Fulani ficou conhecido nos últimos anos pelo radicalismo, em boa parte influenciado pela facção terrorista Boko Haram, também conhecida como o Estado Islâmico da África.

“Acabei de sair de casa naquela noite, por volta das 19 horas, quando vi movimentos no escuro. Perguntei: ‘Quem são esses?’ Então eu ouvi os tiros. Eu me virei e fugi e fui atingido por uma bala e caí. Havia cerca de dez deles no caminho que leva ao rio”, afirmou Abah Yoki, um morador de 50 anos de Nkeidoro.

“Não consegui distinguir nenhum dos rostos deles, mas ouvi uma ordem dada na língua fulani”, afirmou a testemunha, segundo a Barnabas.

Gospel Mais

Em entrevista, Lula descarta candidatura em 2022 e diz: "Já fui longe demais"

Foto: Ricardo Stuckert - Lula descarta candidatura em 2022
O ex-presidente do Brasil, Luis Inácio Lula da Silva, em entrevista concedida ao site UOL, disse pela primeira vez que não irá se candidatar em 2022. Ele descartou a possibilidade. Na entrevista não poupou críticas a Sergio Moro. Devido a Lei da Ficha Limpa Lula fica impossibilitado de concorrer a eleição presidencial. "Fico olhando minha vida e já fui longe demais. Acho que, quando chegar 2022, o PT terá candidato. Eu, sinceramente, vou estar com 77 anos quando chegar outubro de 2022. Se eu tiver juízo, tenho que ajudar para que o PT tenha outro candidato e que eu seja um bom cabo eleitoral”, disse Lula.

Jovem é presa após usar dinheiro do auxílio emergencial para fazer festa

Uma jovem de 20 anos foi presa nessa terça-feira (28/04) após fazer uma festa para comemorar a retirada do auxílio emergencial oferecido pelo governo federal para amparar as pessoas que são mais impactadas pela pandemia do novo coronavírus.

Ela foi denunciada por perturbação do sossego alheio com o uso de equipamentos de som. Os policiais então foram até a casa e prenderam a jovem.

Metrópoles

Caixa paga R$ 2,6 bi de auxílio emergencial a 3,6 milhões de pessoas

A Caixa disponibilizará hoje (30) R$ 2,6 bilhões do auxílio emergencial para mais de 3,6 milhões de beneficiários. A liberação visa reduzir os efeitos do coronavírus na economia.

Dessa soma, R$ 1,1 bilhão será destinado a 1,7 milhão de pessoas do total de elegíveis que se inscreveram pelo aplicativo ou pelo site. No total, R$ 920 milhões serão creditados em contas da Caixa e R$ 211 milhões em contas de outros bancos.

Desde o dia 9 de abril, quando teve início o pagamento do auxílio emergencial do governo federal, a quantidade de pessoas que tiveram o benefício creditado é de 50 milhões, somando R$ 35,5 bilhões, já considerando os créditos desta quinta-feira.

Até o fim da manhã de ontem (29), 49,2 milhões de pessoas se cadastraram para solicitar o benefício. O site auxilio.caixa.gov.br superou a marca de 503,2 milhões de visitas e a central exclusiva 111 registra mais de 103 milhões de ligações.

O aplicativo conta com 67,5 milhões de downloads e o aplicativo Caixa Tem, para movimentação da poupança digital, ultrapassa 64,7 milhões de downloads.

Saque em espécie

Os beneficiários que receberam o crédito do auxílio emergencial na poupança social digital já podem efetuar o saque do benefício em espécie. O saque é realizado nos caixas eletrônicos da Caixa, nas unidades lotéricas e nos correspondentes Caixa Aqui, de forma escalonada, de acordo com o mês de nascimento.

A Caixa antecipou o saque sem cartão para os nascidos em setembro e outubro, que já poderão efetuar a transação a partir do próximo sábado (2):

30 de abril – nascidos julho e agosto

2 de maio – nascidos em setembro e outubro

5 de maio – nascidos em novembro e dezembro

Para realizar o saque, o beneficiário precisa atualizar o aplicativo Caixa Tem, fazer o login e selecionar a opção “saque sem cartão”. O aplicativo vai gerar um código autorizador para saque, com validade de duas horas.

O aplicativo Caixa Tem está disponível exclusivamente para clientes da poupança social digital. Os beneficiários do Bolsa Família, pessoas que já têm poupança na Caixa e correntistas de outros bancos não precisam baixar o aplicativo.

A Caixa organizou o calendário de pagamento em espécie com o objetivo de evitar aglomerações nos pontos de atendimento.

Caixa abre agências no sábado

A Caixa abrirá 800 agências no país neste sábado (2) para atendimento exclusivo de informações e saque sem cartão do auxílio emergencial.

Agência Brasil

Presidente do Vasco prevê jogos com portões fechados até o fim de 2020

Foto: Paulo Fernandes/Vasco/Divulgação
Alexandre Campello diz que treinos devem recomeçar em maio

O Vasco ainda não sabe quando vai poder voltar aos gramados. Entretanto, em coletiva virtual transmitida nesta quarta (29) pelo canal do clube no Youtube, o presidente Alexandre Campello analisou as consequências do novo coronavírus (covid-19) sobre o futebol. “Para ser bem sincero, este ano acho que não teremos condições de ter público nos estádios”, afirmou o dirigente, que também é médico. Ele ainda lembrou que a pandemia veio pra mudar toda a sociedade, inclusive o futebol, que depende da autorização do Governo estadual para voltar a acontecer no Rio de Janeiro.

Participou ainda da coletiva o vice-presidente financeiro, Carlos Leite, que disse que a construção do novo Centro de Treinamento, em Jacarepaguá, está em andamento. “As obras não foram paralisadas e a previsão é de que o time profissional já possa usá-lo em julho”. De Porto Alegre (RS), Leão recordou que o CT do Almirante, em Vargem Pequena, era alugado e já foi devolvido, proporcionando uma economia de R$ 500 mil por mês.

Segundo Campello, o gigante da colina aproveitou a pausa para preparar a estrutura de São Januário para receber a comissão técnica e os atletas no retorno aos treinos. “Vamos voltar aos poucos. O nosso protocolo de segurança começa da saída do jogador de casa até o gramado. Inicialmente, os treinamentos devem começar em pequenos grupos em horários diferentes de treinamento, com monitoramento e testes não só para os jogadores, mas para os familiares e aqueles que tenham contato com eles”, afirmou o presidente do Vasco, que elogiou o protocolo Jogo Seguro, elaborado pela Federação de Futebol do Rio (Ferj) a partir da reunião dos departamentos médicos dos clubes e de um infectologista.

O presidente vascaíno prometeu ainda publicar o balanço financeiro do clube na próxima quinta (30). “Ainda não dá pra medir o impacto do prejuízo econômico da pandemia no clube, mas certamente não será menor do que R$ 40 milhões”, concluiu Campello, reiterando que a volta do futebol só acontecerá após a liberação do poder público.

Agência Brasil

Confira como pedir a renda básica emergencial de R$ 600

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Paga a trabalhadores informais de baixa renda e a beneficiários do Bolsa Família, a renda básica emergencial de R$ 600 ou de R$ 1,2 mil para mães solteiras será depositada de forma automática para quem já está inscrito no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) a partir de quinta-feira (9) e tem conta no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal. Os demais trabalhadores terão de se cadastrar no aplicativo Caixa Auxílio Emergencial ou no site Auxílio Caixa e começarão a ser pagos até o dia 14.

Quem está no Bolsa Família não precisa se cadastrar e receberá o auxílio emergencial no mesmo dia do pagamento do programa social, que ocorre entre nos últimos dez dias úteis de cada mês. O beneficiário desse grupo receberá o maior valor entre o Bolsa Família e a renda básica emergencial no fim de abril, de maio e de junho.

Nesta fase, o dinheiro será depositado em contas poupança digitais ou na conta corrente informada pelo beneficiário e só poderá ser movimentado eletronicamente. Os saques em dinheiro em casas lotéricas e em caixas eletrônicos começam no dia 27.

Confira abaixo mais questões sobre o benefício.

Quem tem direito ao auxílio emergencial?

O benefício será para às seguintes pessoas:

» Que estão inscritas no CadÚnico até o último dia dia 20 de março;

» Que são microempreendedores individuais;

» Que são contribuintes individuais ou facultativos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS);

» Que estão na informalidade, sem inscrição em programas sociais nem contribuir para o INSS;

» Que são inscritos no Bolsa Família;

Atenção: O auxílio não será pago a quem recebe aposentadorias, pensões e demais benefícios previdenciários, seguro-desemprego, benefícios assistenciais como o Benefício de Prestação Continuada (BPC) ou outro programa federal de transferência de renda que não seja o Bolsa Família.

Todos os beneficiários deverão:

» Ter mais de 18 anos de idade e Cadastro de Pessoa Física (CPF) ativo;

» Ter renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50);

» Ter renda mensal até 3 salários mínimos (R$ 3.135) na família inteira;

» Não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018;

» A renda familiar considera os rendimentos de todos os membros que vivem na mesma residência, exceto os pagamentos do Bolsa Família.

Como será feito o pagamento a mães solteiras?

» Mulheres mães e chefes de família poderá receber R$ 1,2 mil (duas cotas) por mês caso se enquadrem nos critérios anteriores.

O que acontecerá se quem recebe o auxílio emergencial conseguir emprego?

» Beneficiário que, durante a vigência do programa, for contratado com carteira assinada ou vir a renda familiar ultrapassar o limite continuará a receber a renda básica emergencial

Quem precisa baixar o aplicativo e se cadastrar?

» Trabalhadores informais sem registro

» Microempreendedores individuais

» Contribuintes individuais ou facultativos do INSS

» Embora os MEI e os contribuintes do INSS estejam inscritos na base de dados do governo, a Caixa Econômica Federal e o Ministério da Cidadania recomendam baixar o aplicativo e para ajustar dados, como a renda familiar. O aplicativo avisará caso o CPF do trabalhador já esteja inscrito no CadÚnico

» Beneficiários do Bolsa Família não precisam se cadastrar

Como fazer o cadastro?

O cadastro pode ser feito de três formas:

» Pela internet, no site auxilio.caixa.gov.br

» Pelo aplicativo Caixa Auxílio Emergencial, disponível para celulares e tablets do sistemas Android e iOS

» Cadastro em lotéricas e agências da Caixa para quem não tem acesso à internet. Por causa da pandemia de coronavírus, as agências da Caixa estão funcionando com horário reduzido, das 10h às 14h

» Os aplicativos podem ser baixados de graça por quem não tenha crédito no celular, graças a um acordo entre o governo e as operadoras de telefonia

» Governo recomenda apenas usar os canais indicados para evitar enviar dados a sites falsos e aplicativos fraudulentos

Que informações são necessárias para fazer o cadastro?

» Nome completo, número do CPF, data de nascimento e Nome da mãe;

» Número de celular para receber um SMS com a informação se o benefício foi concedido ou negado;

» Renda individual e ramo de atividade;

» Cidade e estado onde reside;

» Número de conta corrente, para quem tem conta em banco;

» Número da identidade (RG) ou da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para quem deseja criar a conta poupança digital

Qual será o calendário de pagamento?

Para inscritos no CadÚnico:

» Primeira parcela: a partir de 9 de abril para 2,5 milhões de pessoas, a partir de 14 de abril para trabalhadores com conta no Banco do Brasil e para trabalhadores nascidos em janeiro que terão o crédito pela conta poupança digital da Caixa, 15 de abril para nascidos de fevereiro a abril, 16 de abril para nascidos de maio a agosto e 17 de abril para nascidos de setembro a dezembro;

» Segunda parcela: ocorreria entre 23 e 29 de abril, mas foi adiado por necessidade de governo pedir crédito suplementar no orçamento, novo calendário só será divulgado em maio;

» Terceira e última parcela: 26 de maio para nascidos de janeiro a março, 27 de maio para nascidos de abril a junho, 28 de maio para nascidos de julho a setembro e 29 de maio para nascidos de outubro a dezembro

Para os trabalhadores informais, MEI e contribuintes individuais ou facultativos do INSS, que fizeram o cadastro no site ou no aplicativo:

» Primeira parcela: a partir de 16 de abril, dois dias depois de a Caixa receber da Dataprev a relação de quem teve o dinheiro liberado;

» Segunda parcela: entre 27 e 30 de abril, com a mesma escala de mês de nascimento definida para os inscritos no CadÚnico;

» Terceira e última parcela: entre 26 e 29 de maio, com a mesma escala de mês de nascimento definida para os inscritos no CadÚnico.

Quem recebe Bolsa Família:

» As três parcelas serão pagas nos mesmos dias de pagamento do Bolsa Família, nos últimos dez dias úteis de cada mês, conforme o final do Número de Inscrição Social (NIS);

» Meses de pagamento das parcelas: abril, maio e junho.

Como será feito o pagamento?

Nesta primeira fase, não haverá saques, apenas depósitos. O dinheiro só poderá ser movimentado eletronicamente. Beneficiários com conta aberta no próprio nome em qualquer outro banco podem indicá-la para receber o valor. A Caixa transferirá o dinheiro sem custos adicionais.

Já beneficiários sem conta em banco terão de autorizar a abertura de uma conta poupança digital na hora de cadastrar o benefício no site ou no aplicativo. O processo é automático e dispensa a apresentação física de documentos.

Beneficiários sem acesso à internet poderão fazer o cadastro nas agências da Caixa ou nas casas lotéricas (se estiverem abertas), com o recebimento do dinheiro na conta indicada, seja ela conta corrente ou conta poupança digital. O saque em dinheiro só começa em 27 de abril.

Os usuários de conta poupança digital terão direito a:

» Isenção de tarifas de manutenção;

» Até três transferências eletrônicas por mês para outros bancos sem custo nos próximos 90 dias;

» Transferências ilimitadas para outras contas da Caixa Econômica, mesmo no nome de terceiros;

» Acesso e movimentação apenas por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas e de boletos bancários
Os usuários de conta poupança digital não terão direito a:

» Cartão físico para movimentar a conta

Saque em dinheiro da primeira parcela:

Quem não tem conta em banco e receber exclusivamente por meio da conta poupança digital da Caixa poderá retirar o dinheiro em casas lotéricas (caso estejam abertas na localidade) ou em caixas eletrônicos nas seguintes datas

» 27 de abril: nascidos em janeiro e fevereiro

» 28 de abril: nascidos em março e abril

» 29 de abril: nascidos em maio e junho

» 30 de abril: nascidos em julho e agosto

» 4 de maio: nascidos em setembro e outubro

» 5 de maio: nascidos em novembro e dezembro

» A segunda e a terceira parcela seguirão os calendários estabelecidos para cada grupo de beneficiários
Para evitar aglomerações, Caixa orienta evitar corridas a pontos de saques e a usar ao máximo o aplicativo Caixa Tem.

Existe um telefone para tirar dúvidas?
O trabalhador pode ligar para o telefone 111, criado pela Caixa, para tirar dúvidas sobre a renda básica emergencial. A linha está disponível apenas para o esclarecimento de informações. O trabalhador pode consultar se está no CadÚnico, no Bolsa Família e se precisa cadastrar-se no aplicativo ou no site.

As ligações podem ser feitas pelo celular de forma gratuita, graças a um acordo entre o governo e operadoras telefônicas

A Secretaria de Comunicação da Presidência da República fez um vídeo que detalha a medida:

O aplicativo da @Caixa e do @GovBr para a solicitação do Auxílio Emergencial já está disponível para os sistemas iOS e Android. Aqueles que já recebem o Bolsa Família e estão incluídos no Cadastro Único não precisam realizar novo cadastro e receberão o benefício automaticamente. pic.twitter.com/hhSmFTraKS

— SecomVc (@secomvc) April 8, 2020

Agência Brasil

Covid-19: Brasil tem 78.162 casos; 44% dos pacientes estão curados

O número de óbitos subiu para 5.466

O Ministério da Saúde divulgou, nesta quarta-feira (29), que o Brasil registra 78.162 pessoas com covid-19. O número de óbitos subiu para 5.466. A taxa de letalidade é de 7%.

Até o momento, 34.132 pacientes foram curados da doença.

São Paulo concentra o maior número de falecimentos (2.247). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (794), Ceará (441), Pernambuco (538), e Amazonas (380).

Além disso, foram registradas mortes no Maranhão (166), Bahia (96) Pará (137), Espírito Santo (76), Santa Catarina (44), Minas Gerais (80), Rio Grande do Sul (50), Paraná (82), Distrito Federal (28), Rio Grande do Norte (53), Amapá (31), Alagoas (41), Goiás (27), Paraíba (58), Roraima (seis), Piauí (24), Rondônia (15), Acre (17), Sergipe (12), Mato Grosso (11), Mato Grosso do Sul (nove), e Tocantins (três).

Agência Brasil

Definidos os finalistas do Campeonato da Nicarágua: Real Estelí x Managua

Foto: Liga de Primera
Definidos os clubes finalistas do Campeonato da Nicarágua - Torneio Clausura. O Estelí eliminou o Cacique Diriangén. Na ida: 1 a 0 Estelí (na casa do adversário). Na volta: 0 a 0 (estádio Independência).

Já no outro confronto disputado nesta quarta, também de volta da semifinal, o Managua eliminou o rival Walter Ferretti vencendo por 4 a 2, em um jogo muito movimentado. O Ferretti que teve dois jogadores expulsos na etapa final. O jogo de ida havia terminado em 0 a 0. Portanto, Real Estelí e Managua farão a grande final.

Os dois clubes serão os representantes do país na próxima edição da Liga dos Campeões da Concacaf. O jogo de ida da grande final está programado para sábado. O Real Estelí fará o jogo de ida em casa.

quarta-feira, 29 de abril de 2020

Lateral do Independente de Limeira morre eletrocutado em acidente com pipa

Foto: Independente de Limeira/Divulgação
O jovem lateral-esquerdo Kaio Felipe Santos Silva, do Independente de Limeira, faleceu na tarde desta terça-feira, em São Paulo, após sofreu uma descarga elétrica. Ele estava empinando pipa e atingiu uma fiação aérea.

Revelado pela Internacional de Limeira, o atleta de 21 anos foi promovido ao profissional em 2017 e jogou a Segunda Divisão do Campeonato Paulista de 2019 pelo Independente. Foram 22 jogos e seis gols. Ele também acumula passagem pelo CSP, da Paraíba.

Kaio Felipe, de 21 anos, jogou pelo profissional da Inter de Limeira em 2017 (Foto: Divulgação/Inter de Limeira)

Pelas redes sociais, o Independente lamentou a tragédia e decretou luto oficial. “É com sentimento de pesar que o Independente Futebol Clube, comunica o falecimento do jogador Kaio Felipe, externamos à família e amigos sinceras condolências”, escreveu.

A Inter de Limeira também prestou homenagem ao lateral. “A A. A. Internacional se solidariza aos familiares e amigos neste momento de tristeza. Nossos sentimentos”, declarou.

Gazeta Esportiva

Definidos os finalistas da Copa da Bielorrússia

Foto: reprodução/Instagram/BATE Borisov
Foram realizados nesta quarta-feira (29) os jogos de volta da semifinal da Copa da Bielorrússia. O Brest avançou para a grande final depois de passar pelo Soligorsk. No jogo de ida, o Brest havia batido o adversário por 2 a 0, no estádio Regional Sport Complex Brestskiy, em Brest. No jogo de volta realizado nesta quarta, o Soligorsk venceu por 4 a 2, no estádio Stroitel, em Soligorsk.

O Brest ficou com a vaga devido os gols anotados fora de casa. O jogo teve público de 349 torcedores. No primeiro tempo, com gols de Savitskiy e Gordejchuk, o Brest abriu 2 a 0 no placar. Veio a etapa final e o jogo ganhou em emoção. Ivanovic, Lisakovich (2) e Podstrelov marcaram em favor do Soligorsk. Porém, não adiantou.

O Brest se classificou e na grande final vai enfrentar o BATE Borisov - duelo único - que será realizado no estádio Regional Sport Complex Brestskiy, em Brest, no dia 25 de maio, às 12h (de Brasília). O BATE Borisov chegou a decisão ao passar pelo Slavia Mozyr. Na ida, o Slavia Mozyr havia ganho por 1 a 0, no estádio Junost, em Mozyr. Já nesta quarta, na volta, na Arena de Borisov, o BATE derrotou o adversário por 2 a 0. Os gols foram anotados por Volkov e Tymonyuk (contra). O jogo teve um público de 791 torcedores.

No Campeonato Sub-21 do Turcomenistão teve goleada do Altyn sobre o Ahal

Pelo Campeonato do Turcomenistão, categoria sub-21, o Altyn goleou o Ahal pelo placar de 4 a 0 nesta quarta-feira. Muradov, Rosiev, Toydzhanov e Khadyrov anotaram os gols da vitória do time da casa.

Nesta quinta tem reunião para discutir a volta ou não do Campeonato Angolano

Nesta quinta-feira haverá reunião para discutir a retomada ou não da temporada do futebol angolano. Angola conta já com 27 casos confirmados de covid-19, entre os quais 18 casos confirmados, dois óbitos e sete recuperados. O país está em estado de emergência até 10 de maio, segundo informações da Agência Lusa. O Petro de Luanda é o atual líder da competição somando 54 pontos ganhos.

Campeonato Suíço deve retornar no dia 8 de junho com restrições

O Campeonato Suíço retorna no próximo dia 8 de junho e será com portões fechados. A competição foi uma das primeiras a optar pela parada na Europa. Haverá ainda uma reunião no dia 27 de maio para uma batida final de martelo com relação a questão. Tudo dependerá do momento com relação aos números da pandemia no país.

“Não vão botar no meu colo essa conta”, diz Bolsonaro sobre mortes pelo coronavírus

Foto: José Cruz/Agência Brasil
O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (29) que o governo federal fez “tudo que é possível ser feito” para conter a crise causada pela pandemia do coronavírus e que não pode ser responsabilizado pelas mais de 5 mil mortes no País.

“Não vão botar no meu colo uma conta que não é minha”, afirmou ao presidente ao deixar o Palácio da Alvorada. Segundo o presidente, governadores e prefeitos que adotaram medidas de isolamento social é que devem ser cobrados.

“A imprensa tem que perguntar para o [João] Doria por que mais pessoas estão perdendo a vida em São Paulo”, disse Bolsonaro, destacando que o governo federal fez sua parte ao liberar recursos para a Saúde e destinar um benefício de R$ 600 a trabalhadores informais.

“Não adianta a imprensa querer colocar na minha conta essas questões que não cabe a mim”, disse. “O Supremo [Tribunal Federal] decidiu que quem decide essas questões [sobre restrição] são governadores e prefeitos.”

As medidas de isolamento social para conter a pandemia de coronavírus e evitar a sobrecarga do serviço de saúde são recomendadas pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e foram adotadas em diversos países.

Rodeado por parlamentares do PSL, com que se reuniu mais cedo, o presidente acusou a imprensa de “mentir” ao dar destaque a uma declaração dele na véspera, quando respondeu com um “e daí?” ao ser questionado sobre o número de mortes pela Covid-19 no País. Na terça-feira (28) o Brasil ultrapassou a quantidade registrada na China, onde a doença surgiu.

“E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre”, respondeu o presidente ao ser questionado na noite de ontem sobre os números. Após questionar e ser informado que as TVs estavam gravando a declaração, Bolsonaro lamentou as mortes e disse que se solidarizava com as pessoas que perderam familiares por conta da doença.“É a vida. Amanhã vou eu”, completou.

Nesta quarta-feira, ele afirmou que a frase foi tirada do contexto. “Você mentiu”, disse a um jornalista que o questionou se ele negava o que disse na terça-feira. “Lamento as mortes profundamente. Sabia que iam acontecer. Mas eu desde o começo me preocupei com vida e emprego, porque desemprego também mata. Então, essa conta, tem que ser perguntada para os governadores”, afirmou Bolsonaro.

O presidente ainda disse que foi “achincalhado” nas vezes que citou a preocupação com a economia, mas que a “segundo onda” do desemprego provocará uma “recessão gravíssima”.

“O que estou fazendo é sugerir ao Ministério da Saúde medidas para a gente voltar rapidamente, tá? Com responsabilidade, [voltar] a uma normalidade. Como disse um parlamentar aqui, os países que adotaram o isolamento horizontal foi onde mais faleceram gente”, disse.

O Sul

Bolsonaro revoga nomeação de Ramagem para diretor-geral da PF

Marcos Oliveira/Agência Senado 
O presidente Jair Bolsonaro tornou sem efeito a nomeação de Alexandre Ramagem Rodrigues para o cargo de diretor-geral da Polícia Federal. O decreto foi publicado em edição extra do DOU (Diário Oficial da União) desta 4ª feira (29.abr.2020).

No mesmo texto, Bolsonaro também torna sem efeito a exoneração de Ramagem do cargo de diretor-geral da Abin (Agência Brasileira de Inteligência).

Bolsonaro publica a medida horas depois de o ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), suspender em decisão liminar a posse de Ramagem como comandante da Polícia Federal.

A medida atendeu a 1 pedido feito em ação movida pelo PDT que declara “ilegalidade” na nomeação. Eis a íntegra (207 KB) da decisão.

O delegado foi nomeado para o cargo na 3ª feira (29.abr), mesmo após críticas à possibilidade de sua indicação demonstrar possível tentativa do chefe do Executivo de interferir na PF. O evento de posse estava marcado para esta 4ª (29.abr), às 15h.

Na decisão, Alexandre de Moraes afirma que houve “desvio de finalidade do ato presidencial” na nomeação de Ramagem “em inobservância aos princípios constitucionais da impessoalidade”.

“Em tese, apresenta-se viável a ocorrência de desvio de finalidade do ato presidencial de nomeação do Diretor da Polícia Federal, em inobservância aos princípios constitucionais da impessoalidade, da moralidade e do interesse público”, disse.

Ramagem assumiu o cargo em substituição a Maurício Valeixo, indicação do ex-ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública). O ex-diretor-geral foi demitido na última 6ª feira (24.abr.2020) sem o consentimento do ex-juiz federal, que se demitiu em seguida.

Ao anunciar sua demissão, Moro fez uma série de acusações contra Bolsonaro, entre elas a de que o presidente queria uma pessoa de seu “contato pessoal” em cargos de comando na PF para poder “ligar” e “colher informações”. O ex-ministro disse que, para Bolsonaro, Ramagem poderia ser essa pessoa.

O chefe do Executivo negou querer fazer interferência direta no órgão policial. Disse que queria alguém de confiança no cargo e que, por não possuir informações da Polícia Federal, precisaria “todo dia ter 1 relatório do que aconteceu, em especial nas últimas 24 horas”.

Ramagem tomaria posse do cargo de diretor-geral da PF numa cerimônia nesta 4ª feira (29) no Palácio do Planalto. Está mantida a cerimônia de posse do ministro André Mendonça, que comandará o Ministério da Justiça e Segurança Pública. Mendonça era advogado-geral da União. Quem vai substituí-lo no cargo é o José Levi, que também toma posse nesta 4ª (29).

AGU DECIDE NÃO RECORRER

Em nota, a AGU (Advocacia Geral da União) informou que não irá apresentar recurso contra a decisão do STF em razão de decreto publicado na tarde desta 4ª feira (29.abr) no Diário Oficial da União que revoga o ato.

Poder 360

Na mira de outros clubes, meia brasileiro diz que segue "tranquilo" e focado no Barcelona

Foto: Divulgação/Barcelona 
O meia brasileiro Arthur vem nos últimos dias sendo especulado no futebol inglês e italiano, segundo informações do Esporte Interativo. Porém, o jogador desconversa um possível interesse e destaca que seu foco é o Barcelona. "A única opção que me interessa é seguir no Barcelona. Estou muito seguro e tranquilo”.

Vicenzo Spadafora, Ministro do Esporte na Itália, quer que o país siga o exemplo da França e dê a temporada por encerrada

Foto: reprodução/Instagram
Vicenzo Spadafora, Ministro do Esporte na Itália, quer que o país siga o exemplo da França e dê a temporada por encerrada. O país foi um dos mais afetados na pandemia do coronavírus. "Voltar aos treinos não significa que o campeonato será retomado. Se não queremos ter incertezas, basta seguir a linha da França e Holanda que cancelaram seus campeonatos. Sinceramente, vejo que o caminho para a recuperação se estreita. Eu já pensaria na próxima temporada", disse Spadafora.

Três corridas do Mundial de MotoGP são canceladas

Foto: Divulgação/MotoGP
O Mundial de MotoGP teve três corridas canceladas devido ao coronavírus. Foram adiados os GP's da Alemanha (seria entre os dias 19 a 21 de junho), Holanda (entre 26 a 28 de junho) e Finlândia (entre 10 a 12 de julho). Tudo devido a pandemia do covid-19. Segundo a Federação Internacional de Motociclismo: " a situação (o coronavírus) continua num estado de evolução constante".

PSG estuda jogar reta decisiva da Champions fora do país, de acordo com o presidente do clube

Foto: Divulgação/PSG
Em agosto acontece as quartas de final da Liga dos Campeões, conforme informações da UEFA. O PSG estuda realizar seu jogo no Qatar, já que na França, o futebol está proibido até setembro por causa do coronavírus. Inclusive a Liga local foi encerrada de forma precoce. O dono do PSG, Al-Khelaifi, estuda a possibilidade.

Atacante do Boca Juniors é acusado de agredir a mulher

Foto: reprodução/Instagram
Por meio de rede social, Daniela Cortés, esposa de Sebastián Villa, jogador do Boca Juniors, denunciou o companheiro. Conforme as fotos publicadas por Daniela, acabou sendo mais uma vez agredida por Sebastián. Os desentendimentos entre o casal vem ocorrendo nos últimos dois anos. "Infelizmente tenho que fazer isso hoje, porque não aguento mais! Foram dois anos vivendo juntos, com muito sofrimento, mas eu perdoei os golpes esperando uma mudança da parte dele e isso nunca aconteceu! Existem ameaças e ele diz vai fazer mal à minha vida e a da minha família", disse ela.

Cruzeiro: eleição para presidente com mandato 'tampão' será em maio

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro/Divulgação
Pleito terá medidas de segurança para evitar o contágio da covid-19

Mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19), o Cruzeiro vai realizar eleições à presidência do clube no dia 21 de maio. Após o aval das autoridades de saúde da prefeitura de Belo Horizonte (MG), a comissão eleitoral foi formada e todos os envolvidos no pleito estão orientados a usar máscaras de proteção e álcool em gel.

Segundo o jornalista esportivo, Orlando Augusto, estas eleições já estavam programadas. Ele ressalta ainda que o vencedor só terá mandato até dezembro, quando irá ocorrer uma nova disputa. “Havia uma divisão na torcida e entre os dirigentes, muitos estavam satisfeitos com a atual gestão do Conselho Diretivo e defendiam que ficasse até o fim do ano, porém, outra ala queria eleições agora”, explica Orlando, que faz a cobertura jornalística do futebol mineiro há quatro décadas. “O favorito a vencer é o advogado Sérgio Santos Rodrigues pela Chapa Centenário, mas até o dia 10 de maio podem surgir outros candidatos, o que certamente irá acontecer. O empresário Giovani Baroni, por exemplo, deve ser um dos concorrentes à presidência”.

Além do mais alto cargo do Cruzeiro, também será definido o próximo presidente do Conselho Deliberativo do clube. Várias medidas de segurança deverão ser tomadas para evitar aglomerações. Dois ou três pontos de votação devem ser implantados para evitar a aglomeração dos aproximadamente 400 conselheiros. Segundo a Secretaria estadual de Saúde, Minas Gerais registrava 71 mortes e 1.649 casos confirmados da covid-19, segundo a noite do ontem 28). Havia ainda 79.313 casos suspeitos e 88 óbitos sendo investigados.

Desde a renúncia de Wagner Pires de Sá e dos diretores nomeados por ele, o Cruzeiro é administrado por um Conselho Diretivo, tendo José Dalai Rocha, de 81 anos, como presidente interino. Rocha foi infectado pelo novo coronavírus no final de março, mas já passa bem de saúde.

Agência Brasil

URGENTE: Alexandre de Moraes suspende nomeação de Ramagem na PF

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
O ministro Alexandre de Moraes, do STF, acaba de suspender a nomeação de Alexandre Ramagem como diretor-geral da Polícia Federal.

A decisão é no âmbito de um mandado de segurança impetrado ontem pelo PDT, por meio do qual o partido tenta impedir a posse de Ramagem, que foi marcada pelo Palácio do Planalto para às 15h de hoje.

O partido alega que, ao indicar Ramagem para o posto, Jair Bolsonaro cometeu “abuso de poder”, com o objetivo de controlar a PF.

“A vontade pessoal contida no ato coator [decreto de nomeação] é de, através da pessoa do Litisconsorte [Ramagem], imiscuir-se na atuação da Polícia Federal, sobremodo, a do exercício exclusivo de função de polícia judiciária da União (CF, art. 144, § 1º, IV), perante esta Corte, inclusive. Pretende-se, ao fim, o aparelhamento particular – mais do que político, portanto – de órgão qualificado pela lei como de Estado”, diz a ação do PDT.

O Antagonista

Confira os repasses aos municípios para combate da covid-19

terça-feira, 28 de abril de 2020

Investigação sobre facada será reaberta, afirma Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou na noite desta terça-feira (28/04) que a investigação sobre a facada que levou em setembro de 2018, durante a campanha eleitoral, será reaberta.

A declaração foi feita a apoiadores que aguardavam o presidente na entrada do Palácio da Alvorada. Bolsonaro, porém, não deu detalhes sobre quem reabrirá a investigação, quem determinará esse movimento, quando ele será feito e como ele será conduzido.

“Vai ser reaberta a investigação. Foi negligenciada. Foi a conclusão… [de que] foi um lobo solitário. Como pode um lobo solitário com três advogados? Quatro celulares? Inclusive andando pelo Brasil”, questionou Bolsonaro.

Bolsonaro disse ainda que o seu caso, o da facada, é “200 vezes mais fácil de solucionar que o da Marielle [Franco]”, em referência ao assassinato da vereadora do PSol do Rio de Janeiro, assinada em março de 2018, no Rio de Janeiro.

A investigação da Polícia Federal sobre o atentado concluiu que o autor da facada, Adélio Bispo de Oliveira, agiu sozinho no momento do crime e por motivação política.

Em maio do ano passado, Adélio foi considerado inimputável, ou seja, ele não pode ser punido criminalmente, porque a Justiça de Minas Gerais aceitou o laudo médico de que ele é portador de doença mental.

Metrópoles

Brasil tem 32.544 pacientes recuperados do coronavírus

De acordo com a última atualização feita pelo Ministério da Saúde, na tarde desta terça-feira (28/04), o Brasil tem, até agora, 32.544 pacientes recuperados do coronavírus. Das 71.886 pessoas diagnosticados até o momento, 45% já são consideradas curadas, 48% estão em acompanhamento (34.325).

Segundo a pasta, 5.017 pessoas morreram em decorrência da doença, o que corresponde a 7% dos casos diagnosticados até o momento. Há ainda 1.156 óbitos em investigação, esperando o resultado de exames.

Metrópoles

Coronavírus: ministro da Saúde reconhece agravamento da situação

Reprodução
Em entrevista coletiva em Brasília, o ministro da Saúde, Nelson Teich, afirmou que o aumento de casos constitui uma tendência. Anteriormente, ele havia ponderado que seria preciso ver se os números expressam a atualização de casos anteriores ou se representavam um aumento de fato.

“A curva vem crescendo e há agravamento da situação. Isso continua restrito aos lugares que estão vivendo maiores dificuldades, como Manaus, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo. Entendendo que Brasil tem que ser tratado de forma diferente, mas nesses lugares com um quadro de piora vamos continuar acompanhando para ver como vai ser a evolução”, declarou Nelson Teich.

De acordo com o último levantamento do Ministério da Saúde, o Brasil chegou a 71.886 pessoas infectadas, 5.017 óbitos e 32.544 pacientes recuperados que deixaram de apresentar os sintomas da doença. A letalidade subiu para 7%, o maior índice desde o início da pandemia no país.

As cidades mais afetadas pela pandemia estão vivendo já o colapso de seus sistemas de saúde. Em Manaus, Fortaleza e Rio de Janeiro há filas de espera por leitos de unidade de tratamento intensivo (UTI). O cenário é preocupante em outros locais, como a região metropolitana do Recife e Belém.

Hoje (28), Teich se reuniu com governadores da Região Norte. Amanhã, com os governadores das regiões Sul e Nordeste. E na quinta, do Sudeste e do Centro-Oeste. Ele afirmou que o ministério está “trabalhando para dar apoio” a locais mais afetados, como por meio da aquisição de respiradores, equipamentos de proteção individual (EPI) e recursos humanos.

“A partir de amanhã vamos distribuir 185 respiradores para estados e municípios mais afetados. Vamos encaminhar novos kits de EPI para estados mais complicados e estamos contratando recursos humanos para reforçar equipes de saúde. Além disso, testes laboratoriais, testes rápidos, tudo isso está acontecendo simultaneamente”, acrescentou o secretário executivo, Eduardo Pazuello.



Pazuello não detalhou acerca de números para além dos respiradores. Segundo o Painel de Leitos e Insumos do órgão, até o momento, foram repassados 20 respiradores. Embora não haja registro no painel de leitos locados, o governo anunciou que teria disponibilizado 540 leitos. Hoje foi divulgado edital para a contratação de mais dois mil leitos. A abertura das propostas do pregão será na quinta-feira(30). As selecionadas terão de sete a 10 dias para montar os leitos, divididos em 200 kits de 10 cada um.

De acordo com a plataforma do Ministério da Saúde, até hoje haviam sido repassados 3,4 milhões de testes rápidos, 35,2 milhões de toucas, 25,9 milhões de máscaras cirúrgicas, 2,2 milhões de máscaras N95 e 1,5 milhões de aventais.

“É uma situação difícil. A gente sabe como está difícil obter recursos como respiradores. Este é talvez o grande problema. É um problema mundial. A gente concorre com o mundo inteiro. Estamos buscando entender como está funcionando o Brasil. Essa centralização é fundamental para que a distribuição seja baseada na necessidade mais imediata de cada cidade”, comentou Nelson Teich.

Agência Brasil

CBF libera volta das férias e sugere data para retomada dos estaduais

Em videoconferência com dirigentes de clubes, nesta terça-feira, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) deu aval para que as férias coletivas, forçadas por causa da pandemia do novo coronavírus, sejam encerradas a partir desta sexta-feira, 1º de maio. A entidade ainda sugeriu que os campeonatos estaduais sejam retomados no fim de semana do dia 17 de maio, sem a presença de público nos estádios.

Com a pandemia do novo coronavírus, os clubes decidiram dar férias aos jogadores, que terminariam, em um primeiro momento, em 21 de abril. Como a doença ainda avançou no território brasileiro, o período foi prorrogado até o dia 30 deste mês, com início previsto para 1º de maio, feriado do Dia do Trabalhador.

A medida de liberar a volta das férias abre uma possibilidade de os clubes retomarem as atividades na próxima sexta-feira. Mas não significa que todos vão aderir ao movimento. O Cruzeiro, conforme o presidente do Núcleo Dirigente Transitório, Saulo Fróes, oficializará nesta quarta-feira o retorno dos jogadores à Toca da Raposa II no dia 1º de maio.

O Atlético ainda não tem uma posição anunciada, o que deverá ocorrer nesta quarta-feira, de acordo com a assessoria de imprensa, em contato com o presidente Sérgio Sette Câmara. Outras equipes dependerão também de aval dos órgãos de saúde das cidades e respectivos estados de origem.

Na videoconferência desta terça-feira, o presidente da CBF, Rogério Caboclo, sugeriu que alguns estaduais poderiam ser retomados no fim de semana do dia 17 de maio. Isso dependeria, de acordo com o debate entre os dirigentes, de autorização dos governos estaduais e autoridades sanitárias locais.

"PALAVRA FINAL É DO GOVERNO"

O presidente do Sindicato dos Atletas de Futebol do Rio de Janeiro (Saferj), Alfredo Sampaio, foi taxativo ao comentar sobre o retorno dos campeonatos. Ele disse que a decisão final será dos órgãos de saúde e dos governos de cada estado. O representante dos atletas garantiu que os jogadores não estão propensos a voltar a atuar, mesmo com portões fechados, se não houver garantias de segurança.

“É uma decisão que vai depender do posicionamento do governo estadual. Não há como estipularmos uma data para voltar no dia 17. E se a pandemia não tiver diminuído? Isso tem que ser bem discutido, argumentado e debatido. Sabemos que há necessidade do retorno, para que os clubes voltem a ter cotas de TV e que os estaduais terminem. Mas não adianta querer acelerar sem a confirmação do governo e do departamento de saúde”, declarou, em entrevista à Rádio Itatiaia.

“Não podemos dizer que será em 17 de maio ou 17 de junho, é uma decisão motivada pela necessidade do retorno, para não afetar o início do Brasileiro, mas isso dependerá do governo. Ninguém pode autorizar sem ter a garantia que as pessoas estarão seguras. É importante criar possibilidades, mas a data tem que partir do governo. Não sei se os atletas vão aceitar de forma passiva, eles têm a preocupação com as famílias. A palavra final será do governo, não da CBF”, frisou.

Superesportes