Publicidade

Publicidade

Publicidade

sexta-feira, 6 de março de 2020

Caso julgado: Vila Bráz é finalista da Intermunicipal, após punição aplicada ao Cachoeiro

Divulgação

Os times de Belo Oriente haviam se enfrentado na partida de ida da semifinal


No último domingo (01/03), Vila Bráz e Cachoeiro se enfrentaram pelo jogo de ida da semifinal da Copa Intermunicipal de Futebol Amador 2020. Desde então se formou um imbróglio no decorrer da semana. Segundo consta no regulamento da competição, um jogador não poderia ser inscrito após a data prevista (25 de janeiro), sendo assim impossibilitado de assinar súmula.

Caso uma equipe assim o fizesse, seria a perdedora dos 3 pontos, não repassando para o adversário envolvido. O Vila Bráz alegou que o Cachoeiro entrou em campo com jogadores irregulares. Já o Cachoeiro em sua defesa alegou ter havido um erro de digitação com relação a lista de atletas. Na ida, o Vila Bráz construiu a vantagem, fazendo 3 a 1 no placar.

Com a decisão da Comissão Julgadora (formada por membro dos próprios clubes), o Vila Bráz vai à final da competição e o Cachoeiro está eliminado. O time da Sede aguarda agora o vencedor de Boa Vista (Naquinho) e Ipabinha (Ipaba do Paraíso), que voltam a se enfrentar neste domingo. Na ida da semifinal: Boa Vista venceu por 3 a 2.

NOTA SOBRE O ENQUADRAMENTO DA COMISSÃO JULGADORA

Comunicado 

A equipe do Cachoeiro 

Comunico a equipe que foi denunciado irregularidades na inscrição de jogadores, que entraram em campo diante da equipe do Vila Bráz, na partida válida pelo jogo de ida da semifinal da Copa Intermunicipal, enquadrando a equipe no artigo 21 do regulamento.

“Artigo 21: O clube que inscrever o jogador após a data prevista (25 de janeiro) e colocar esse atleta para assinar a súmula, será perdedora dos 3 pontos no campeonato, não repassando para a adversário envolvido”.

Vanisson  Lucas Barbosa e Vitor Henrique assinaram na partida e não tem o nome deles na lista de inscritos.

O responsável terá direito a defesa para ser levado em votação com os representantes dos demais clubes do campeonato.

NOTA AINDA SOBRE A DENÚNCIA

Sobre a denúncia de irregularidades dos jogadores do Cachoeiro.

O artigo 21, do regulamento da Copa Intermunicipal de Futebol Amador 2020, fala o seguinte:

Artigo 21: O clube que inscrever o jogador após a data prevista (25 de janeiro) e colocar esse atleta para assinar a súmula, será perdedora dos 3 pontos no campeonato, não repassando para a adversário envolvido”.

O regulamento fala que a equipe que escalar o jogador irregular, será perdedora dos 3 pontos na competição, portanto se o Cachoeiro tivesse ganhado à partida, ele perderia os pontos, as duas equipes ficariam com 0 pontos deixando a disputa em aberto, como o Cachoeiro perdeu a partida, eles no caso não tem pontos e estaria com a punição, ficando com -3 pontos, impossibilitando a equipe de avançar a próxima fase da competição.

O Cachoeiro fez seus argumentos de defesa sobre a irregularidade de seus jogadores, através de seus representantes e concordaram que seus jogadores estavam irregulares, que foi um erro na digitação, ocorrido ao ir em uma lan house. 

VOTAÇÃO

Os dirigentes de clubes envolvidos na competição e aptos a opinar, de forma unânime, penderam pela punição ao Cachoeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.