sábado, 27 de julho de 2019

Lançada em Açucena a 9ª edição do Campeonato Amador: competição começa neste domingo

Prefeitura Municipal de Açucena / Divulgação
Em um belíssimo evento realizado na noite desta sexta-feira (26), na área de festas, houve o lançamento da 9ª edição do Campeonato Amador de Açucena 2019. Na oportunidade, estiveram presentes várias autoridades do município e também de fora do mesmo.

Prefeitura Municipal de Açucena / Divulgação -
Fernando Oliveira, Darcira, Wilson, Ângela
e Flanne (em destaque na foto)
O evento contou em especial com a presença da prefeita de Açucena, Darcira; a secretária de Desenvolvimento Social, Ângela; o presidente do Conselho Municipal de Esportes, Wilson; a representante do Departamento de Esportes, Flanne; o árbitro Fernando Oliveira, que ficará a cargo da arbitragem da competição, além de componentes da Câmara de Vereadores, entre outros.

A prefeita da cidade de Açucena, Darcira, abriu a cerimônia com uma breve palavra. Houve a entrega dos materiais para os 15 clubes que estarão participando da competição que promete ser das mais disputadas.

O Campeonato Amador de Açucena terá seu pontapé inicial no próximo domingo (28). Os 15 clubes participantes da competição estão divididos em quatro grupos.

Prefeitura Municipal de Açucena / Divulgação -
O público marcando presença no evento 
No Grupo A: São Serrano, Serra Clube, Travessão e Ruinha; Grupo B: Mirante, Coqueiros, Pompéu e Lagoa; Grupo C: Santo Antônio, São Pedro e Gama e o Grupo D: Internacional, Barcelona, Brejaúba e União.

O atual campeão açucenense é a equipe do Serra Clube, que estreia no domingo contra o Travessão, na Sede/Açucena, em um clássico que promete fortes emoções.

Confira os grupos e os jogos da primeira rodada:

Divulgação
O Campeonato Açucenense terá a cobertura da maior mídia esportiva da região, FUTBLOG DO SORRISO. Todos os detalhes da competição serão tragos aos nossos milhões de leitores espalhados pela região, pelo Brasil e pelo mundo.

Atlético treina para enfrentar o Goiás

Agência Galo / Divulgação
Atlético 

O técnico Rodrigo Santana comandou, na tarde desta sexta-feira, na Cidade do Galo, o penúltimo treinamento antes da partida contra o Goiás, pela 12ª rodada do Brasileirão. O jogo acontecerá às 19h deste domingo, no Serra Dourada, em Goiânia.

"É um jogo importante para continuarmos ali, próximos da liderança do campeonato. A gente sabe que o jogo de quarta-feira também é muito importante, lembrando que deixamos de somar três pontos aqui, no último jogo do Campeonato Brasileiro, e temos que ir com uma equipe forte para somar pontos fora de casa, que é sempre importante. Então, se der para trazer a vitória, melhor, mas, no mínimo, um ponto a gente tem que buscar", comenta o treinador atleticano.

O comandante do time alvinegro revelou que a sua ideia para o jogo do final de semana é, se possível, ir com os onze que terminaram o jogo de quarta-feira, contra o Botafogo.

"Hoje, eles ainda farão um trabalho de recuperação, vamos reunir com a fisiologia, os médicos e a preparação física para definir quem terá condição. Mas a minha ideia é mantê-los para jogar, domingo, com a mesma equipe que enfrentou o Botafogo", destacou.

Neste sábado, haverá treino às 10h30 e a delegação seguirá para Goiânia às 16h25.

Paola Antonini visita menino que amputou perna após corte com linha chilena

Reprodução / Instagram 
Estado de Minas 

O adolescente Gabriel Nascimento, de 15 anos, que teve que amputar a perna depois de ter um corte profundo provocado por uma linha chilena, recebeu a visita da modelo Paola Antonini nesta sexta-feira no Hospital Regional de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Em rede social, a modelo que perdeu um membro após ser atropelada em Belo Horizonte contou sobre a visita: "Quero te ver logo pra todo lado com essa perna do galo, hein", escreveu. Isso porque o garoto que sonha ser jogador de futebol deve ganhar uma prótese do fisioterapeuta Fabrício Daniel de Lima – o mesmo responsável pela prótese da modelo após o acidente. "Recebi tanta mensagem me contando da história dele e foi muito lindo ver todo carinho e comoção das pessoas," completou.

Gabriel teve que amputar a perna por causa da irresponsabilidade de pessoas que ainda insistem a soltar pipas e papagaios utilizando cerol ou linha chilena. O menino caminhava na direção do estabelecimento comercial dos pais quando se deparou com uma linha chilena esticada na rua. Um ônibus passou pela rua e a linha enroscoou na perna dele. O menino foi socorrido por uma enfermeira e dois motociclistas que passavam pelo local e chamaram o Samu. Ele chegou ao hospital em choque e sangrando muito, em risco iminente de morte.

O ferimento ocorreu na parte traseira do joelho. Gabriel passou por uma cirurgia, foi para o Centro de Terapia Intensiva (CTI), mas no dia seguinte teve complicações e precisou entrar novamente no bloco cirúrgico. Devido aos ferimentos, a equipe médica optou pela amputação.

Paola Antonini passou por uma situação semelhante. Ela estava na porta de uma casa na Avenida Raja Gabáglia, nas proximidades do Hospital Madre Teresa, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, quando foi atropelada. A motorista de um carro perdeu o controle da direção e bateu na traseira de um Fiat Bravo, que estava estacionado. Paola colocava malas no bagageiro para começar uma viagem de férias quando o Fiat 500 bateu e ela foi prensada. De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar feito à época, o carro estaria em alta velocidade.

Aneel anuncia bandeira tarifária vermelha patamar 1 em agosto

EBC
Estado de Minas 

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira, 26, que as contas de luz vão ter a bandeira vermelha em seu primeiro patamar no mês de agosto, com taxa extra de R$ 4,00 a cada 100 quilowatts-hora consumidos (kWh). Em julho, as tarifas estavam com a bandeira amarela, também com custo adicional para o consumidor.

"Agosto é um mês típico da estação seca nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN)", informou a Aneel. "A previsão hidrológica para o mês sinaliza vazões abaixo da média histórica e tendência de redução dos níveis dos principais reservatórios. Esse cenário requer o aumento da geração termelétrica."

No sistema de bandeiras tarifárias, em vigor desde 2015, a cor verde não tem cobrança de taxa extra, indicando condições favoráveis de geração de energia no País. Na bandeira amarela, com condições menos favoráveis, a taxa extra é de R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos.

A bandeira vermelha pode ser acionada em um dos dois níveis cobrados. No primeiro nível, o adicional é de R$ 4,00 a cada 100 kWh. No segundo nível, a cobrança extra é de R$ 6,00 a cada 100 kWh.

As bandeiras tarifárias indicam o custo da energia gerada para possibilitar o uso consciente de energia. Antes do sistema, o custo da energia era repassado às tarifas no reajuste anual de cada empresa, e tinha a incidência da taxa básica de juros. A bandeira tarifária que vai vigorar em setembro será divulgada pela Aneel no dia 30 de agosto.

Acidente deixa família e professora mortas na BR-262, em Minas Gerais

PRF / Divulgação
Estado de Minas 

Seis pessoas morreram em um grave acidente ocorrido na manhã desta sexta-feira (26), em Araxá, na Região do Alto Paranaíba. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), que atendeu a ocorrência, três envolvidos também ficaram feridos no fato. A batida aconteceu na altura do Km 637 da BR-262.

De acordo com a polícia, o acidente envolveu um carro de passeio modelo Fiat Palio prata, com placa de Belo Horizonte, e uma caminhonete Toyota Hilux também prata, emplacada em Contagem.

Segundo a corporação, o veículo menor vinha em alta velocidade e tentava uma ultrapassagem em uma curva, quando o motorista perdeu o controle da direção e se chocou de frente contra a caminhonete.

Ainda conforme a PRF, os cinco ocupantes do carro morreram na hora. Quatro desses eram da mesma família: o pai de 59 anos; a mãe de 53; a filha, 20; e o filho caçula de 18. O outro ocupante do Palio, que a polícia não sabe detalhar a ligação com a família, tinha 30 anos.

Na caminhonete, uma mulher morreu também na hora. Trata-se da professora Vanessa Flávia, da Escola Municipal Bento Machado, localizada no Bairro Santo Antônio, em Betim (Grande BH). Segundo a polícia, a Hilux era dirigida pelo marido dela e também ocupada por um casal de amigos.

A concessionária Triunfo Concebra, responsável pelo trecho, levou o motorista da caminhonete e os outros dois feridos para um hospital de pronto-socorro de Araxá. Um deles estava em estado grave, enquanto outros dois sofreram ferimentos leves.

A BR-262 ficou interditada no sentido Araxá das 8h30 até por volta das 13h para os trabalhos da perícia da Polícia Civil e do Instituto Médico-Legal. Neste período, o trânsito fluiu no sistema pare e siga.

Prováveis escalações, dúvidas e desfalques de Cruzeiro e Athletico-PR na 12ª rodada do Brasileiro

Vinnicius Silva / Cruzeiro / Divulgação
Hoje em Dia 

Pensar no Campeonato Brasileiro não é o maior foco do Cruzeiro neste momento. Com a partida contra o River Plate-ARG, volta das oitavas de final da Copa Libertadores chegando (na próxima terça-feira), o duelo com o Athletico-PR terá em campo uma 'Raposa bem alternativa' no Mineirão, às 19h, neste sábado, pela 12ª rodada do Brasileirão.

Sem vencer na competição desde 5 de maio, quando bateu o Goiás por 2 a 1, no Gigante da Pampulha, o time celeste tenta quebrar o tabu de não comemorar a conquista de três pontos no Nacional há quase três meses.

Apesar de escalar um time bem diferente, Mano Menezes terá jogadores importantes no meio da "molecada". Um deles é o atacante Fred, que assim como o Cruzeiro também vive um jejum. No caso do camisa 9 o problema é a falta de gols.

A última vez que Fred balançou as redes foi em 23 de abril, pela Libertadores, quando a Raposa venceu o Deportivo Lara, no Mineirão.

Um dos mais experientes em campo contra o Furacão, Fred terá ao seu lado jovens promessas e que começam a ganhar chance com o técnico Mano Menezes. Dentre esses o lateral-direito Weverton, o meia Maurício e o volante Ederson, que renovou o seu contrato recentemente.

Já o Athletico-PR, que também disputa as oitavas de finald a Copa Libertadores, deve ir com força máxima contra o Cruzeiro. Isso, mesmo tendo perdido o jogo de ida contra o Boca Juniors-ARG na última quarta-feira, jogando na Arena da Baixada.

O único desfalque do técnico Thiago Nunes deve ser o atacante Marcelo Cirino, poupado por causa de desgaste físico.

Confira as prováveis escalações e desfalques para o jogo deste sábado:

CRUZEIRO: Rafael; Weverton, Fabrício Bruno, Cacá e Dodô; Éderson, Ariel Cabral, Jadson e Maurício; David e Fred. Técnico: Mano Menezes.
Desfalques: Edilson (Lesionado), Rodriguinho (Lesionado).

ATHLETICO-PR: Santos, Jonathan, Leo Pereira (Bambu), Pedro Henrique e Márcio Azevedo; Wellignton, Bruno Guimaraes e Nikao; Rony, Marco Ruben e Vitinho. Técnico: Thiago Nunes

Desfalques: Marcelo Cirino (Poupado)

CRUZEIRO X ATHLETICO-PR

Motivo: Campeonato Brasileiro (12ª rodada)
Data: 27/07/2019
Estádio: Mineirão
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Auxiliado por: Luiz Claudio Regazone e Carlos H. Alves de Lima Filho, ambos de SP
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)
Transmissão: Sem Transmissão pela TV; Rádio Itatiaia (95,7 FM), Rádio 98 FM (98,3 FM)

América erra pênalti, leva gol no fim e perde mais uma no Campeonato Brasileiro da Série B

Mourão Panda / América / Divulgação
Hoje em Dia 

O América deu mais um vexame no Campeonato Brasileiro da Série B. Jogando no Independência, o Coelho perdeu por 1 a 0 para o Atlético-GO, nesta sexta-feira (26), e segue afundado na zona de rebaixamento do torneio. A derrota do time alviverde veio dos pés de Jorginho, que marcou o gol do Dragão aos 43 minutos do segundo tempo.

O lance crucial da partida aconteceu logo aos seis minutos de jogo. Após Juninho sofrer pênalti, Jonas Belusso parou na defesa de Maurício Kozlinski, e desperdiçou a chance de mudar o cenário do duelo.

No restante da primeira etapa, a equipe comandada pelo técnico Felipe Conceição até chegou a produzir muitas oportunidades de gol, mas esbarrou na falta de pontaria do próprio Bellusso e de Felipe Amorim, que, apesar da dedicação habitual, também viveu uma noite infeliz.

Melhor postado no segundo tempo, o Atlético-GO diminuiu os espaços do América, que pouco ameaçou nos 45 minutos finais.

Nem mesmo a necessidade da vitória diante do seu torcedor para iniciar uma reação na competição fez o técnico Felipe Conceição abrir mão do pragmatismo, consolidado com a manutenção dos três volantes durante todo o tempo, pelo segundo jogo consecutivo.

Afobado e visivelmente ansioso em campo, o Coelho cedeu espaços para o contra-ataque e foi castigado com o gol do adversário já nos minutos finais.

Com o novo revés, o Alviverde, que soma apenas uma vitória na competição, se manteve com sete pontos, na 19º colocação, podendo terminar a rodada na lanterna, caso o Guarani ao menos empate com o São Bento, em duelo que também vai ser realizado também nesta sexta.

O América volta a campo na próxima terça-feira (30), às 20h30, para enfrentar Ponte Preta, em Campinas, pela 13ª rodada da Série B.

No mesmo dia e horário, o Atlético-GO recebe o Operário-PR, em Goiânia.

O jogo

O América teve a chance de abrir o placar, e ter mais tranquilidade no jogo logo aos 6 minutos. Juninho foi derrubado dentro da grande área, e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, o goleiro Maurício Kozlinski pulou no canto direito para defender a cobrança de Jonatas Belusso.

Belusso teve a segunda chance marcar aos 23 minutos. Depois de invadir a área, o camisa 19 do Coelho driblou o defensor, bateu no canto direito, mas errou o alvo.

No minuto seguinte, Felipe Azevedo fez boa jogada individual pela direita, cortou para o meio, mas finalizou fraco, nas mãos de Kozlinski.

Mesmo vaiado pela torcida, Belusso não se abateu e continuou procurando o jogo, e sendo uma das principais opções ofensivas do Alviverde. Aos 30 minutos, o atacante tabelou com Felipe Azevedo e, mesmo sem ângulo, finalizou com perigo, por cima da meta do Atlético-GO.

Dois minutos depois, novamente o camisa 19 do América chegou perto de balançar as redes ao desviar de cabeça uma cobrança de lateral, assustando o goleiro do adversário.

Aos 38 minutos, de novo Jonatas Belusso. O atacante do Coelho arriscou de fora da área e a bola passou rente ao gol do adversário.

No lance seguinte, os visitantes assustaram pela primeira vez. Matheuzinho carregou a bola pela faixa central do campo, arriscou de longe e quase surpreendeu Jori.

No último lance da primeira etapa, um milagre do goleiro americano. Após cruzamento da direita de Jorginho, o atacante Mike cabeceou, e Jori, à queima roupa, fez grande defesa.

Segundo tempo

Diferentemente dos primeiros 45 minutos, o Atlético-GO voltou melhor postado em campo, dando menos espaços ao América.

A primeira oportunidade da segunda etapa foi justamente do Dragão. Aos 16 minutos, Jorginho recebeu lançamento dentro da área e finalizou com força, com perigo ao gol do Coelho.

O América chegou com perigo pela primeira vez apenas aos 31 minutos. Neto Berola fez bonita jogada individual pela direita, invadiu a área, mas bateu na rede pelo lado de fora. Júnior Viçosa e Juninho fechavam sozinhos na pequena área.

Aos 40 minutos, um lance bizarro no Independência. O zagueiro Lucas Rocha, do Atlético-GO tentou cortar cruzamento da direita, errou o chute e quase mandou contra as próprias redes.

O castigo para o Coelho veio aos 43 minutos. Nicolas cruzou pela esquerda, e Jorginho cabeceou no contrapé de Jori para marcar.

Júnior Viçosa, que entrou muito mal na partida, ainda tentou o empate, mas errou a finalização na entrada da área.

O zagueiro Paulão, de cabeça, teve a última chance de jogo, mas cabeceou para fora, depois de cruzamento de Zé Ricardo.

FICHA DO JOGO

América 0 x 1 Atlético-GO

Motivo: 12ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B

Local: Estádio Independência

Arbitragem: Gilberto Rodrigues Castro Junior, auxiliado por Clovis Amaral da Silva e Bruno Cesar Chaves Vieira. Trio de Pernambuco.

Gol: Jorginho, aos 43 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos: Ricardo Silva, Felipe Azevedo e Matheusinho (América); Pedro Raul e Kozlinski (Atlético-GO)

Público: 1.241

Renda: R$ 5.982

América

Jori; Leandro Silva, Paulão Ricardo Silva e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho e Willian Maranhão; Matheusinho (Neto Berola), Felipe Azevedo (Rafael Bilu) e Jonatas Belusso (Júnior Viçosa). Técnico: Felipe Conceição

Atlético-GO

Maurício Kozlinski; Jonathan, Lucas Rocha, Oliveira e Nicolas; André Castro, Moacir e Jorginho; Matheuzinho (Bustamante), Mike (Jarro Pedroso) e Pedro Raul. Técnico: Wagner Lopes

Adolescente que teve a perna amputada deixa CTI e vai para o quarto

Hoje em Dia 

Arquivo Pessoal -
Amilton, irmão de Gabriel,
registra momento da chegada
ao quarto do hospital 
Gabriel Lucas Alves, adolescente que teve a perna amputada após ser ferido com linha chilena, deixou o Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Regional de Betim e foi para o quarto, na tarde desta sexta-feira (26). A família espera que o jovem de 15 anos, que passou por uma cirurgia de amputação na quarta-feira (24), receba alta no início da semana que vem.

Desde o dia em que ficou ferido, na tarde de sábado (20), quando voltava de um treino de futebol, Gabriel vem recebendo muitas mensagens de solidariedade. O sonho de se tornar um atleta agora ganhou um novo caminho: o adolescente está sendo incentivado a apostar no esporte paralímpico.

Para isso, o jovem ganhará uma prótese especial. Nesta sexta-feira, o fisioterapeuta Fabrício Daniel de Lima – profissional que atende a modelo mineira Paola Antonini, que perdeu uma das pernas em um acidente na Raja Gabaglia, em 2014 – garantiu que dará a prótese de presente para o garoto.

Os custos da prótese e do tratamento de reabilitação, estimado em R$ 80 mil, serão arcados pelo profissional de saúde. A expectativa é de que o menino esteja com o equipamento em até 40 dias, prazo para que sejam retirados os pontos da cirurgia e feitos os procedimentos de pré-protetização.

Seleção feminina de rugby vence a anfitriã nos Jogos Pan-Americanos

Pedro Ramos/Rede do Esporte 
Agência Brasil

No terceiro dia de disputas nos Jogos Pan Americanos de Lima, o Brasil conseguiu bons resultados no vôlei de praia. As mulheres venceram o jogo e os homens venceram apenas um set, suficiente para garantir vaga direto nas quartas de final. Também teve rugby feminino – com massacre do Brasil em cima das donas da casa – e masculino, além de patinação artística.

Rugby

As seleções brasileiras masculina e feminina de rugby estrearam ontem (26). O time masculino ficou no empate contra o Chile, por 14 a 14, já o time feminino venceu o Peru por 33 a 5. As duas seleções voltam a campo amanhã para duas partidas cada, uma pela manhã e outra à tarde, para definir a classificação à próxima fase.

A seleção feminina venceu o Peru sem dificuldades. A seleção anfitriã até chegou a abrir o placar, mas o gosto da vitória durou pouco. Pouco mais de três minutos depois o Brasil empatou com Rafaela Zanellato e passou à frente com a conversão de dois pontos. No segundo tempo, Isadora Cerullo ampliou e em menos de quatro minutos marcou outros dois tries. Raquel Cristina Kochhhann fechou a goleada.

No duelo masculino, o Brasil abriu o placar com uma jogada rápida de Felipe Sancery. Marcado por três chilenos, ele deu um passe para Daniel Sancery, que passava em velocidade e saiu na frente dos adversários para marcar o primeiro try do jogo. Os chilenos empataram ainda no primeiro tempo com Rodrigo Grossetete, que recebeu um passe livre de marcação já perto da linha do try.

A seleção brasileira ficou à frente do placar mais uma vez, com Lucas Duque, após boa troca de passes já próximo à linha do try. Mas, faltando 2:15 para o fim da partida, o Chile conseguiu o empate novamente. O Brasil joga neste sábado (27) contra a Guiana e a vitória é fundamental para manter chances de classificação.

Vôlei de praia

A dupla masculina de vôlei de praia Oscar Brandão e Thiago Dealtry perderam para os cubanos Sergio González e Luis Reyes na tarde de ontem (26), pela última rodada da fase de grupos dos Jogos Pan Americanos de Lima. Mas, mesmo com a derrota por 2 sets a 1, Thiago e Oscar estão garantidos nas quartas-de-final do torneio.

A dupla brasileira se impôs no início do jogo, com ataques inteligentes, explorando bem os espaços vazios deixados pelos cubanos e contando com bons momentos na defesa. Oscar e Thiago fecharam o primeiro set por 21 a 16. A vitória nesse set foi fundamental para o futuro da dupla na competição.

O segundo set foi diferente. A dupla cubana melhorou muito seu jogo, sobretudo na defesa. Os cubanos fizeram pontos importantes de bloqueio e foram eficientes para neutralizar os ataques brasileiros. Oscar e Thiago não pioraram tanto no segundo set, mas enfrentaram um adversário visivelmente mais focado. Sergio González e Luis Reyes venceram por 21 a 14.

O tie-break foi o set mais equilibrado de todos. Brasileiros e cubanos se revezaram na liderança do placar, mas nos últimos pontos os cubanos cresceram na defesa e forçaram erros importantes da dupla brasileira. No final, os cubanos garantiram a vitória por 18 a 16.

“Eles usaram uma estratégia muito boa, usaram bem o bloqueio e a gente demorou para perceber isso”, disse Oscar logo após a partida, em entrevista ao canal SporTV. “Fica de aprendizado. Mas estou muito feliz com o nosso jogo, viemos fazer o nosso melhor e é isso que estamos fazendo”, acrescentou Thiago.

Os brasileiros terminaram a fase de grupos em primeiro no grupo C, à frente de Cuba, por terem menos sets perdidos (Cuba perdeu três sets e o Brasil apenas dois). Com isso, passam direto às quartas-de-final do torneio e ganham um dia de folga antes de voltarem à quadra. Eles enfrentarão a dupla vencedora do duelo entre México e El Salvador.

A dupla brasileira feminina, Ângela Rebouças e Carol Horta, venceram mais uma partida. As adversárias da manhã de hoje foram as mexicanas, mas o placar foi o mesmo dos jogos anteriores: 2 a 0. Ângela e Carol fecharam a fase de grupos com três vitórias, seis sets ganhos e nenhum perdido. Com isso, elas já estão garantidas nas quartas de final e aguardam as vencedoras de Colômbia e Canadá, que se enfrentam pelas oitavas de final.

Patinação artística

Bruna Wurts ficou em segundo lugar no programa curto da patinação artística. Ela obteve 36.70 pontos e ficou atrás apenas da argentina Giselle Soller, que conseguiu 38,53 pontos. Amanhã, as oito competidoras da modalidade voltam à pista para o programa longo, em disputas que já valerão medalha.

Já pelo masculino, Gustavo Casado ficou em quarto lugar no primeiro dia de competição. Ele fez 44.90 pontos. O primeiro colocado foi o argentino Juan Sanchez, com 60.95 pontos. Assim como no feminino, os patinadores se apresentam no programa longo amanhã.

Handebol

Na última quinta (25), a seleção brasileira feminina venceu o Canadá por 41 a 12, mantendo sua invencibilidade no torneio. Neste sábado (27) as brasileiras enfrentam Porto Rico às 20h. O Brasil é a única seleção do grupo A a ter vencido os dois primeiros jogos. Na primeira rodada, venceu Cuba por 29 a 20.

sexta-feira, 26 de julho de 2019

Atlético vence o São Paulo e mantém série positiva no Brasileiro Sub-20

Agência Galo / Divulgação
Atlético

O Galinho manteve a sequência de bons resultados no Campeonato Brasileiro Sub-20 ao vencer o São Paulo por 1 a 0, na noite desta quinta-feira, no estádio das Alterosas, no Sesc Venda Nova, em Belo Horizonte, pela 7ª rodada da competição.

O gol da vitória foi marcado por Thiago Ruan, aos 12 minutos do primeiro tempo.

Nas últimas cinco rodadas, foram quatro vitórias e um empate. O Alvinegro soma 13 pontos na tabela de classificação, onde ocupa o 5º lugar.

O técnico Leandro Zago escalou a equipe com Matheus Mendes; Talison, Vítor Mendes, Isaque, Grigio (Cauê 82’), Pedro Henrique (Castilho - Intervalo), Adriano (Wesley 64’), Marquinhos, Thales Quadros (Carlos Manuel 64’), Luciano (Guilherme 64’) e Thiago Ruan (Samuel Toscas 88’).

O torneio é disputado pelos 20 times melhores colocados no Ranking Nacional de Clubes de 2018.

Na primeira fase, os clubes se enfrentam em turno único, em módulo de pontos corridos. Os oito primeiros colocados se classificam para as quartas de final, que serão disputadas no sistema de mata-mata, em partidas de ida e volta, assim como as semifinais e a final.

Confira a tabela do Galinho no torneio:

1ª rodada – 26/6 - Cefat-RJ – Botafogo 3 x 1 Atlético
2ª rodada – 3/7 - SESC Venda Nova - Atlético 1 x 4 Fluminense
3ª rodada – 10/7 - SESC Venda Nova - Atlético 3 x 0 Palmeiras
4ª rodada – 13/7 - Local a definir - Athletico-PR 1 x 1 Atlético
5ª rodada – 17/7 - Arena Condá - Chapecoense 2 x 3 Atlético
6ª rodada – 21/7 - SESC Venda Nova - Atlético 2 x 0 Grêmio
7ª rodada – 25/07 (19h) - SESC Venda Nova - Atlético 1 x 0 São Paulo
8ª rodada – 03/08 (15h) – local à definir - Sport x Atlético
9ª rodada – 07/08 (15h) - SESC Venda Nova - Atlético x Bahia
10ª rodada – 14/08 (15h) – Águas de Lindóia - Ponte Preta x Atlético
11ª rodada – Atlético x América
12ª rodada – Atlético x Santos
13ª rodada – Cruzeiro x Atlético
14ª rodada – Flamengo x Atlético
15ª rodada – Atlético x Vitória
16ª rodada – Atlético x Internacional
17ª rodada – Corinthians x Atlético
18ª rodada – Vasco x Atlético
19ª rodada – Atlético x Coritiba

Projeto de lei da PBH quer garantir R$ 100 por seis meses a lares carentes na capital

Rodrigo Clemente / PBH
Hoje em Dia 

Para um universo de 40 mil famílias que vivem na extrema pobreza em Belo Horizonte, com renda per capita de até R$ 89, o prefeito Alexandre Kalil trabalha para aprovar, na Câmara Municipal, o Projeto de Lei 754/2019, que cria repasses mensais temporários em torno de R$ 100 aos lares carentes por meio do Programa de Assistência Alimentar e Nutricional Emergencial (Paan). A prefeitura ainda não sabe quantas destas famílias poderão ser beneficiadas, pois a quantidade levará em conta o orçamento anual.

O PL 754 não trata do valor a ser repassado mensalmente às famílias em extrema pobreza, mas a Secretaria de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania (Smasac), que será responsável pelo projeto, em caso de aprovação no Legislativo, informou que a intenção é que esta cifra chegue a R$ 100 mensais. A ideia é que ao menos R$ 1 milhão sejam reservados no orçamento para o programa a cada ano.

Kalil informou no projeto encaminhado à Câmara Municipal que “a proposta é fornecer subsídio financeiro mensal pelo período de seis meses, prorrogável, uma única vez, para famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais e inseridas no acompanhamento sociofamiliar realizado pelos serviços vinculados ao Sistema Único de Assistência Social (Suas)”.

Desta forma, cada família beneficiada poderá receber até R$ 1,2 mil por ano, levando-se em conta o período de seis meses e o acréscimo, se necessário, de igual período. Os beneficiários, contudo, não poderão acumular o Paan com ações de segurança alimentar e nutricional, com acesso a refeições gratuitas.

A prefeitura informou que o Paan observa o compromisso que o município assumiu ao aderir ao Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan), criado em 2006 com objetivo de assegurar o direito humano à alimentação adequada e promover “a segurança alimentar e nutricional que abrange grupos populacionais específicos e populações em situação de vulnerabilidade”.

“BH é uma das poucas cidades no país que, historicamente, avança na constituição de uma política pública de segurança alimentar e nutricional. A instituição do programa por uma lei eleva o patamar das ações de enfrentamento à fome vivenciada por famílias em contexto de extrema pobreza, ao status de política pública de estado, com critérios transparentes, público alvo definido e orçamento público assegurado”, disse José Crus, secretário adjunto na Smaasac.

Novo censo deve mapear moradores em situação de rua

Um novo censo sobre moradores em situação de rua pode estar a caminho em Belo Horizonte. Numa conversa entre integrantes da Secretaria de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, ventilou-se a necessidade de uma nova edição da pesquisa.

A última foi feita em 2017 e constatou 4.553 homens e mulheres dormindo ao relento na capital, contingente superior ao de muitas cidades de Minas Gerais, como Serra da Saudade, no Centro-Oeste do Estado, onde havia 815 moradores, conforme o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2010.

O número de moradores em situação de rua no censo de 2017 é 306% maior que o total de pessoas que dormiam debaixo de marquises na primeira edição do estudo, realizada em 1998, quando foram encontrados 1.120 pessoas.

Em 2005, o número passou para 1.164. Em 2014, voltou a subir. Daquela vez para 1.827 adultos, adolescentes e crianças.
É importante frisar que Programa de Assistência Alimentar e Nutricional Emergencial não alcança os moradores em situação de rua. Para eles, a prefeitura tem outros projetos.

A proposta do Paan é priorizar as famílias com crianças, adolescentes, jovens, idosos e pessoas com algum tipo de deficiência. Outra ação é focar nos lares que têm as mulheres como responsável pelo núcleo familiar.

Enquanto o PL 754 não é votado em dois turnos na Câmara Municipal, a prefeitura informou que, desde novembro de 2018, distribui cestas básicas para famílias em contexto de extrema pobreza, com prioridade para aquelas que não possuem renda. O município não informou se a cesta básica é a mesma cujo preço é calculado pela Fundação Ipead/UFMG: o valor de junho foi de R$ 438,31.

América recebe o Atlético-GO no Independência pressionado para sair do fundo do poço

João Zebral / América / Divulgação
Hoje em Dia 

Apenas sete pontos em 33 disputados, a penúltima posição na tabela e a cobrança cada vez maior da torcida. O que seria um ano para buscar o retorno à elite se transformou na missão imediata de deixar a zona da degola na Série B do Brasileiro. O que, para o América, passa obrigatoriamente pela vitória no jogo de hoje, às 19h15, no Independência.

O Coelho recebe um Atlético-GO que está a apenas dois pontos da faixa de classificação à Série A e, mesmo se superá-lo, ainda não respira o ar de alívio de uma posição entre os 16 primeiros. Por outro lado, novo tropeço traz o risco de uma situação ainda mais desesperadora, especialmente se o lanterna Guarani superar o São Bento, em Campinas.

“A equipe mostrou contra o Oeste (empate sem gols) que está mais estruturada na defesa, agora é hora de aprimorar as finalizações para fazer os gols e tirar o time de uma região em que ele não merece estar. Nós nos cobramos bastante e estamos trabalhando muito. Logo logo as coisas vão melhorar”, acredita o meia Felipe Azevedo, que pede o apoio da torcida. “O momento é difícil, mas vamos nos dedicar para dar uma alegria ao americano”.

No time goiano, a ordem também é a reabilitação depois da derrota em casa para o Botafogo-SP (2 a 1). O técnico Wagner Lopes (que como jogador chegou a defender a seleção do Japão) só não conta com o zagueiro Gilvan, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Oliveira atua em seu lugar.

América x Atlético-GO
Campeonato Brasileiro (Série B): 12ª rodada

América
Jori; Leandro Silva, Paulão, Ricardo Silva e João Paulo; Zé Ricardo, Willian Maranhão, Juninho, Neto Berola (Matheusinho) e Felipe Azevedo; Jonatas Belusso (Júnior Viçosa).
Técnico: Felipe Conceição

Atlético-GO
Kozlinski; Jonathan, Lucas, Oliveira e Nicholas; André Castro, Moacir, Matheus e Jorginho; Pedro Raul e Mike.

Técnico: Wagner Lopes

Horário: 19h15
Estádio: Independência
Arbitragem: Gilberto Rodrigues Castro, auxiliado por Clóvis Amaral da Silva e Bruno César Vieira (todos de Pernambuco)

Bolsonaro: decisão de saques do FGTS foi tomada em interesse do povo

Antonio Cruz / Agência Brasil 
Agência Brasil 

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (26) que acha difícil que o Congresso Nacional modifique a medida provisória com as novas regras para os saques de parte das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), mas ressaltou que os parlamentares “têm todo o direito” de tomar alguma medida nesse sentido. O presidente foi perguntado pelos jornalistas sobre a intenção de alguns parlamentares de aumentar o valor do saque de R$ 500 para contas ativas e inativas do FGTS entre setembro deste ano a março de 2020.

“O Parlamento sabe muito bem, acho difícil tomarem medida nesse sentido, mas têm todo o direito de tomar. Se, na ponta do lápis, eles falarem que não será atingida a construção de casas populares no Brasil, não tem problema, está certo? Depende deles mostrarem. Matemática não tem como fugir, né? Matemática, pelo que eu aprendi até hoje, dois e dois são quatro e ponto final”, disse o presidente.

E acrescentou: “Nós procuramos atender 82% das pessoas cujo saldo é abaixo de R$ 500. Alguns falam que atendi o interesse de construtoras. Não. Atendi o interesse do povo, não majorando isso, porque temos que ter recursos para continuar o Programa Minha Casa, Minha Vida que é muito importante para quem não tem onde morar. Essa que é a nossa intenção”, afirmou o presidente, na saída do Palácio Alvorada.

Na quarta-feira (24), o governo federal anunciou a liberação de saques de contas ativas e inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e do PIS-Pasep. O anúncio foi feito no Palácio do Planalto com a presença do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Economia, Paulo Guedes.

O presidente deixou o Palácio do Alvorada e seguiu para Goiânia, onde visita o Comando de Operações Especiais do Exército Brasileiro, participa do aniversário de 161 anos da Polícia Militar de Goiás e da formatura da 45ª turma de aspirantes.

Navios iranianos
O presidente também disse esperar que o problema envolvendo os dois navios iranianos que estão parados, desde junho, perto do Porto de Paranaguá, no Paraná, seja resolvido nas próximas horas ou até no máximo na segunda-feira (29).

A Petrobras tem se recusado a abastecer os navios. Com isso, eles ficam impedidos de retornar ao país de origem. A empresa teme violar a legislação norte-americana devido ao embargo dos Estados Unidos ao Irã. A violação poderia trazer graves prejuízos para a Petrobras, que é grande exportadora de petróleo para os Estados Unidos e tem ações negociadas na Bolsa de Valores de Nova York.

A empresa exportadora que contratou os navios chegou a conseguir uma liminar na Justiça do Paraná ordenando que a Petrobras abastecesse os cargueiros. A petrolífera recorreu, e a decisão foi derrubada por uma liminar do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

Hoje, presidente Jair Bolsonaro voltou a destacar a importância do alinhamento entre o governo brasileiro e o governo norte-americano. "Temos conversado desde ontem com o embaixador americano nessa questão. Tem adesão do Toffoli. Agora, bancos não querem receber o recurso para esse reabastecimento do navio. Espero que nas próximas horas ou até no máximo segunda-feira, a gente resolva esse problema sem criar qualquer rusga com os Estados Unidos”, afirmou.

Construção civil registra inflação de 0,91% em julho, diz FGV

Antônio Cruz / Agência Brasil 
Agência Brasil 

O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) registrou inflação de 0,91% em julho, percentual superior ao apurado no mês anterior (0,44%). Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), o INCC-M acumula taxas de 2,73% no ano e de 3,95% em 12 meses.

A maior alta de preços foi observada no custo da mão de obra, que ficou 1,63% mais cara em julho. A mão de obra auxiliar teve inflação de 1,74%.

Os serviços ficaram 0,20% mais caros no mês, puxados principalmente pelos aluguéis e taxas (0,34%).

Os materiais e equipamentos tiveram uma taxa mais moderada (0,04%). Se por um lado, o material para pintura ficou 1,63% mais caro, por outro, o material metálico ficou 0,65% mais barato.

Confiança do empresário da construção sobe 2,6 pontos em julho

Arquivo / Agência Brasil 
Agência Brasil 

O Índice de Confiança da Construção (ICST), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 2,6 pontos de junho para julho deste ano. Com o resultado, que foi a segunda alta consecutiva, o indicador chegou a 85,4 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos, e voltou ao nível observado em dezembro de 2018.

A alta do índice foi influenciada tanto pela melhora da situação corrente quanto pelas expectativas do curto prazo. O Índice da Situação Atual cresceu 1,5 ponto e chegou a 75,1 pontos. Houve melhoras na situação atual da carteira de contratos, que avançou 1,4 ponto, e na situação atual dos negócios, que subiu 1,6 ponto.

O Índice de Expectativas subiu 3,5 pontos, passando para 96 pontos, nível abaixo do observado em dezembro de 2018 (96,5 pontos). A demanda prevista nos próximos três meses cresceu 2,3 pontos e a tendência dos negócios nos próximos seis meses aumentou 4,7 pontos.

Segundo a pesquisadora da FGV Ana Maria Castelo, o resultado é reflexo de uma melhora no ambiente de negócios corrente e expectativas de curto prazo mais favoráveis. “A iminência de aprovação da reforma da Previdência e a retomada das obras do Programa Minha Casa Minha Vida certamente contribuíram para a melhora do cenário nesses dois últimos meses. No entanto, se a adoção de uma política para incentivar o consumo comprometer a fonte de financiamento do programa habitacional, não haverá sustentação nessa melhora a médio e longo prazo”.

O Nível de Utilização da Capacidade do setor registrou a quarta alta seguida ao variar 0,6 ponto percentual em julho, para 68,9%, maior patamar desde julho de 2015 (69,4%).

Todos os resultados: como foram os jogos de quinta-feira

Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians 
Uma noite de quinta-feira de bola rolando. Tivemos brasileiros em campo. O Grêmio recebeu o Libertad, do Paraguai, pelo jogo de ida das oitavas da Copa Libertadores da América e venceu por 2 a 0 na Arena, em Porto Alegre. Diego Tardelli e David Braz anotaram os gols. Na Sul-Americana, o Corinthians venceu o Montevideo Wanderes por 2 a 0, com gols de Clayson e Pedrinho.

Confira todos os resultados de quinta-feira: 

Copa da Libertadores 
Grêmio 2 x 0 Libertad
Tardelli e David Braz
Público pagante: 36.819
Público total: 39.572
Renda: R$ 1.941.888,00

Copa Sul-Americana 
Corinthians 2 x 0 Montevideo Wanderes
Público: 32.955 pagante
Público: 33.204 total
Renda: R$ 1.324.119,88

Independiente-ARG 1 x 0 Universidade Católica-EQU

Brasileiro Série C 
Ferroviário-CE 0 x 1 Sampaio Corrêa-MA
Imperatriz-MA 2 x 1 Botafogo-PB

Catarinense Série B
Concórdia 2 x 1 Camboriú

Copa Verde 
Sobradinho 4 x 1 Manaus
União ABC 1 x 0 Galvez
Costa Rica-MS 2 x 0 Genus

Brasileiro Sub-20 
Grêmio 1 x 2 Bahia
Atlético-MG 1 x 0 São Paulo
Flamengo 2 x 1 Vasco

Grêmio é superior e vence o Libertad por 2 a 0 no jogo de ida das oitavas de final da Libertadores

Lucas Uebel / Grêmio FBPA
Grêmio 

A noite desta quinta-feira foi de Libertadores da América na Arena. O Grêmio enfrentou o Libertad, no jogo de ida das oitavas de final da competição. Impôs seu ritmo na partida e mesmo com um jogador a menos - Geromel, expulso por uma falta sobre Benítez - venceu o time paraguaio por 2 a 0, com gols de Diego Tardelli, assinalado aos 25' da etapa complementar e de David Braz, aos 38'.

O Tricolor começou pressionando os paraguaios nos minutos iniciais, impondo o seu ritmo na partida, tanto que aos 3', ameaçou com um cruzamento de Alisson que chegou a Everton - o atacante recebeu, fez uma jogada individual e finalizou, obrigando Martín Silva a cair para defender e jogar a escanteio. Aos 9 minutos, outra vez no ataque, Alisson cruzou na área, a zaga tirou parcialmente e a bola chegou a Maicon, que arriscou de longe, mas ele acabou mandando por sobre a meta.

A maior parte das ações da partida seguiram sendo dos gremistas. Com 16', Alisson desarmou o adversário e cruzou rasteiro para a área, mas Cardozo afastou o perigo. Em seu primeiro ataque, o Libertad tentou com Mejía, que conseguiu pegar um rebote e finalizar em direção a meta tricolor, mas a bola desviou na defesa e saiu pela linha de fundo. 23 minutos jogados e a segunda oportunidade dos visitantes, desta vez com Bareiro, que chutou a gol, mas Paulo Victor segurou firme.

Já o Grêmio seguiu bem no jogo e chegou novamente com um cruzamento na área aos 26'. Rebatida pela defensiva, a bola sobrou para Maicon, que mandou de perna direita - houve o desvio na zaga e Martín Silva voou para espalmar pela linha de fundo.

Outra boa chance saiu já na reta final da partida, quando Maicon tabelou com Jean Pyerre e acionou André. Entre dois defensores, o centroavante recebeu e tentou a finalização, mas houve o desvio na zaga e a arbitragem assinalou impedimento do capitão que ainda acreditou na jogada e tentou mandar a gol. Em contra-ataque, o Libertad arrancou com Benítez, que dividiu com Kannemann, mas conseguiu chutar em direção a meta. Paulo Victor defendeu.

A etapa complementar começou com o Grêmio no ataque e quase abrindo o placar. Aos 2', André finalizou com perigo, mas a bola passou por sobre a meta. Em um lance no campo de defesa tricolor, Geromel cometeu uma forte falta sobre Benítez, sendo expulso da partida. Aos 9 minutos, Alisson recebeu e finalizou, mas Martín Silva defendeu com rebote, Maicon chegou ainda tentou mandar a gol, mas acabou sendo flagrado em impedimento.

A primeira alteração feita pelo técnico Renato Portaluppi foi tirar André e colocar David Braz, aos 11', reforçando o setor defensivo. Já Tardelli ocupou o lugar de Jean Pyerre aos 17'. O Libertad tentou com Franco pela direita, que carregou até próximo a linha e fundo e cruzou na marca penal. Paulo Victor abandonou a meta e fez a defesa. Outra chance adversária surgiu com Martínez, que chutou da intermediária, mas por sorte a bola saiu a esquerda da meta gremista.

Foi com 25 minutos, em uma jogada ensaiada, de escanteio, que nasceu o gol gremista. Alisson cobrou, David Braz desviou e a bola chegou a Tardelli, que completou de voleio, abrindo o placar na Arena.

Os paraguaios tiveram uma oportunidade com Bareiro, que desviou de cabeça um cruzamento vindo da direita. Paulo Victor fez uma grande defesa, impedindo o gol de empate nos minutos seguinte. Em um lance de contra-ataque, Maicon arrancou em velocidade, invadiu a área e cruzou, mas a zaga afastou, aos 35'.

E em uma cobrança de falta o segundo gol. Alisson fez um cruzamento no primeiro poste, David Braz subiu e mandou de cabeça para o fundo das redes, aumentando o marcador, aos 38'. O comandante gremista fez sua última alteração e tirou Maicon para colocar Rômulo na reta final.

Com o resultado da partida, o Grêmio viaja com vantagem para Assunção, no Paraguai. O próximo jogo acontece no dia 1 de agosto, quinta-feira da próxima semana.

Micro-ônibus tomba e deixa pelo menos 12 feridos na BR-381, em Barão de Cocais

Corpo de Bombeiros / Divulgação
Hoje em Dia 

Pelo menos doze pessoas ficaram feridas após um micro-ônibus tombar na BR-381, altura do município de Barão de Cocais, na Região Central de Minas Gerais, no início da manhã desta sexta-feira (26).

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo levava pacientes de Simonésia para tratamento em Belo Horizonte. Dos feridos, duas pessoas tiveram ferimentos graves, sendo encaminhadas para um hospital de Itabira.

Por conta do acidente, a pista chegou a ser totalmente interditada, sendo liberada logo após a retiradas dos feridos, que forma encaminhados para hospitais da região.

quinta-feira, 25 de julho de 2019

Pan: Brasil vence no vôlei de praia e estreia no squash e boliche

Pedro Ramos/ rededoesporte.gov.br
Agência Brasil 

O segundo dia de Jogos Pan Americanos teve o Brasil mantendo sua invencibilidade no vôlei de praia. Também teve Brasil na quadra de squash e na pista de boliche. No fim da noite, as meninas do handebol retornarão à quadra em busca da segunda vitória na competição.

Boliche - masculino

No primeiro dia da classificatória das duplas masculinas de boliche, os brasileiros Marcelo Suartz e Bruno Costa terminaram na 13ª colocação entre as 16 duplas participantes. Foram ao todo seis jogos, e o Brasil totalizou 2.359 pontos, bem distante dos três primeiros colocados: Porto Rico (2.919 pontos), Estados Unidos (2.688) e México (2.681).

A dupla brasileira volta a competir no sábado, às 18h (horário de Brasília): serão mais seis jogos antes da definição dos medalhistas de duplas. As disputas individuais também acontecerão no domingo.

Vôlei de praia

Masculino

Um dia após a vitória sobre a Costa Rica, a dupla brasileira assegurou a segunda vitória consecutiva. Oscar Brandão e Thiago Dealtry derrotaram por 2 sets a 0 os uruguaios Maurício Vieyto e Marco Cairus, após uma hora e meia de partida. O segundo triunfo na fase de grupos, consolidou o Brasil na liderança do grupo C e se venceram o terceiro jogo amanhã (26), contra Cuba, garantem vaga direta para as quartas de final.

Diferentemente da partida tranquila na estreia contra os costarriquenhos, Oscar e Thiago começaram atrás no placar contra a dupla uruguaia, que botou pressão e chegou a abrir 6 a 2 no primeiro set. Mas aos poucos os brasileiros equilibraram o jogo e retomaram o domínio do set, até fecharem a parcial em 21 a 16. No set seguinte, a dupla verde e amarela controlou o ritmo do início ao fim: ganhou o set por 21 a 14 e selou a segunda vitória seguida pelo placar de 2 sets a 0. Oscar anotou 13 pontos em ataques e um no saque. O parceiro Thiago também fez 14 pontos: oito em ataques e seis em bloqueios.

A dupla brasileira volta à quadra amanhã, às 15h (horário de Brasília), contra os cubanos Sérgio Gonzalez e Luis Reyes. Será a última partida da primeira rodada da fase grupos. Se vencer, os brasileiros avançam direto para as quartas de final.

Feminino

Ângela Rebouças e Carol Horta venceram mais uma vez no Pan Americano. Depois de uma vitória fácil na primeira rodada contra as Ilhas Virgens, foi a vez de enfrentar as chinelas. As adversárias de hoje ofereceram mais dificuldade, mas não evitaram a derrota por 2 a 0 para o Brasil, parciais de 21 a 16 e 21 a 19. As próximas adversárias, pelo grupo C, são as mexicanas.

A dupla brasileira começou arrasadora. Abriu 4 a 0 antes das adversárias começarem a pontuar. As brasileiras cometiam poucos erros e em poucos minutos a vitória no primeiro set já parecia garantida. A vitória, de fato, veio, mas não sem uma breve reação da dupla chilena. Maria Mardones e María Rivas começaram a melhorar no ataque e também na defesa.

E esse desempenho chileno se manteve no segundo set, mais equilibrado. As chilenas chegaram a passar à frente nos primeiros pontos, mas Ângela e Carol tiveram a virtude de manter a tranquilidade, mesmo com a melhora das adversárias e diante dos próprios erros, incomuns no primeiro set. A dupla brasileira voltou à frente do placar e teve tranquilidade para fechar o jogo.

Squash

Individual masculino

O segundo dia de competições em Lima também teve reveses: o Time Brasil deu adeus à disputa de medalhas no Squash individual masculino. Na partida de estreia o catarinense Pedro Mometto perdeu para o canadense Shawn Delierre, por 3 sets a 1.

A outra derrota logo na estreia foi de Diego Gobbi, atual campeão brasileiro e número um no ranking nacional: ele foi eliminado depois de perder por 3 sets a 2 para o guatemalteco Júnior Franco, por 3 sets a 2.

Dupla masculina

O Brasil acabou derrotado também na partida de duplas, realizada às 17h. Diego Gobbi e Pedro Mometto perderam para os colombianos Andrés Herrera e Juan Camilo Vargas, por 2 a 0, parciais de 11-3 e 11-2.

Boliche - feminino

O Brasil também estreou no boliche feminino de duplas. Stephanie Martins e Roberta Rodrigues jogam neste momento a primeira série. Um bom desempenho é importante para chegar à segunda série, marcada para amanhã (26), com boas chances de medalha.

Handebol - feminino

Ainda hoje, a seleção brasileira feminina de handebol volta à quadra para sua segunda partida no Pan de Lima. As brasileiras enfrentam o Canadá às 22h30 em busca da segunda vitória no torneio. Ontem (24) à noite, a seleção brasileira venceu Cuba por 29 a 20.

Grupo armado rouba 750 kg de ouro de terminal em Guarulhos

Arquivo / Agência Brasil 
Agência Brasil 

Oito homens armados invadiram nesta quinta-feira (25), o armazém de exportação do terminal de cargas do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, e roubaram 750 quilos (kg) de metais preciosos, incluindo ouro.

A ação, segundo informações da GRU Airport, concessionária responsável pelo aeroporto, ocorreu por volta das 14h30. A carga está avaliada em US$ 30 milhões, cerca R$ 113 milhões.

O grupo entrou no armazém em dois veículos simulando viaturas da Polícia Federal e abordaram os agentes do terminal de cargas. Os metais preciosos seguiriam para Zurich e Nova York. A concessionária informou que não houve tiroteio ou feridos.

A operação de embarque e desembarque não foi afetada pelo roubo e funciona normalmente. A ação está sob investigação das autoridades policiais que atuam no aeroporto.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que os assaltantes mantiveram o supervisor de logística como refém e que a família dele estava com os criminosos sob cárcere privado desde a noite anterior. Os reféns já foram liberados. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, os assaltantes podem, dessa forma, ter tido acesso a informações privilegiadas das operações no terminal.

Pedro Rocha garante Cruzeiro forte no jogo de volta contra o River Plate e espera Mineirão lotado

Bruno Haddad / Cruzeiro / Divulgação -
Atacante Pedro Rocha valorizou empate contra
o River Plate e dá o recado para o jogo de volta
Cruzeiro 

Um dos destaques do Cruzeiro nesta temporada, o atacante Pedro Rocha valorizou o empate sem gols conquistado pela equipe celeste na partida de ida contra o River Plate, válida pelas oitavas de final da Copa Conmebol Libertadores, na cidade de Buenos Aires, deixando a disputa totalmente em aberto.

O atacante frisou que o pensamento não é o de comemoração pelo resultado, mas, sim, de que a equipe suportou bem a pressão do forte rival jogando em seus domínios.

“Não diria comemorar, porque viemos para vencer também. Dentro das circunstâncias do jogo foi um bom resultado. Agora temos a chance de decidir em casa. Vamos em cima disso, para que na próxima semana a gente possa fazer um grande jogo e conseguir a classificação”, projetou.

“Agora é descansar. Sabemos que jogos de Copa Libertadores sempre são duros. É perninha para o alto e depois trabalhar ainda mais para fazermos outro grande jogo”, reforçou.

Bastante marcado pelos defensores adversários, Pedro Rocha acredita que o time estrelado poderia ter caprichado um pouquinho mais nos acabamentos das jogadas de contra-ataque, especialmente no segundo tempo do jogo.

No entanto, o veloz atacante da Raposa garante que, no Mineirão, o Cruzeiro imprimirá seu ritmo e fará um jogo ainda mais forte, como exige a ocasião.

“Eles se arriscam e lá atrás deixam às vezes no mano a mano. Faltou um pouquinho a gente encaixar e acertar. Mas tenho certeza que na terça-feira que vem vamos encaixar, acertar e buscar a vitória”, enfatizou.

Outro fator importante no jogo decisivo diante dos argentinos será o apoio da Nação Azul. Pedro Rocha, que em pouco tempo caiu nas graças do torcedor celeste, espera um Mineirão abarrotado para ajudar o Cruzeiro em busca da classificação.

“A gente sabe que o apoio é fundamental. Quero convocar desde já todos os torcedores que puderem ir, para que possam nos apoiar, nos empurrar durante os 90 minutos, porque isso faz muita diferença”, decretou.

Cruzeiro e River Plate se enfrentam na terça-feira, 30 de julho, às 19h15, no Mineirão. Ao time estrelado é necessária uma vitória por uma vantagem mínima. Um novo empate sem gols leva a partida para os pênaltis. Empate com gols dá a vaga ao time adversário.

Atlético tem melhor ataque do ano entre clubes da Série A

Agência Galo
Atlético

Com 71 gols em 44 jogos, média de 1,6 por partida, o Atlético detém o melhor ataque do Brasil, em 2019, entre os clubes participantes da Série A do Campeonato Brasileiro.

Os gols do Galo estão divididos da seguinte forma: 34 no Campeonato Mineiro, 13 na Copa Conmebol Libertadores, 18 no Campeonato Brasileiro, quatro na Copa do Brasil e dois na Copa Conmebol Sul-Americana.

Os artilheiros da equipe na temporada são: Alerrandro e Ricardo Oliveira, com 13 gols cada, Cazares, com oito, Chará, com seis, Vinicius, com cinco, Elias e Fábio Santos, com quatro, Jair, Luan, Maicon, Réver e Nathan, com dois, e Geuvânio, Leonardo Silva, Maidana, Terans, Adilson e Patric, com um gol cada.

O Galo também teve dois gols contra a seu favor, nas partidas contra Boa, pelo Estadual, e Fortaleza, pelo Brasileirão.

Mais de 480 atletas brasileiros disputam Jogos Pan-Americanos de Lima

Wander Roberto / COB
Agência Brasil 

Atletas brasileiros disputam, em Lima, no Peru, 49 das 61 modalidades da 18ª edição dos Jogos Pan-Americanos. Deste total, 22 disputas podem garantir vagas diretas para competir nos Jogos Olímpicos ou somam pontos para o ranking que classifica para Toquio 2020. A delegação brasileira reúne o recorde de 486 atletas nas disputas em busca de medalhas. Os Jogos de Lima registraram o maior volume de competidores de forma geral: seis mil atletas de 41 países competem em 417 eventos de 38 modalidades ao longo de dezessete dias.

A expectativa do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) é que o Brasil brigue pela segunda colocação no quadro de medalhas, assim como ocorreu na edição do Pan em 1963, na cidade de São Paulo. Na época, os brasileiros superaram o Canadá com um total de 52 medalhas: 14 ouros, 20 pratas e 18 bronzes. Os Estados Unidos lideraram a competição com 199 medalhas.

Entre os atletas com maiores chances de subir ao pódio estão onze medalhistas olímpicos: Mayra Aguiar e Rafaela Silva (judô); Rosângela Santos e Thiago Braz (atletismo); Arthur Zanetti e Arthur Nory (ginástica olímpica); Isaquias Queiroz e Erlon Souza (canoagem velocidade); Martine Grael e Kahena Kunze (vela); e Maicon Andrade (Taekwondo).

No atletismo, a delegação brasileira quer superar o fraco desempenho no Pan de Toronto, em 2017, cujo saldo se resumiu a duas medalhas. A equipe conta com 46 atletas entre homens e mulheres. As principais apostas estão concentradas em Darlan Romani (arremesso de peso), Alison Santos (400m com barreira) e Altobelli Silva (3000m com obstáculos).

A natação brasileira reúne a segunda maior equipe em Lima, com 35 atletas, entre homens e mulheres. A modalidade amealhou dez ouros nas últimas três edições do Pan (Rio de Janeiro, Guadalajara e Toronto). Entre os favoritos nas provas rápidas de nado livre estão Bruno Fratus (líder do ranking mundial nos 50m), Marcelo Chierighini (100m) e Fernando Scheffer (200m). O brasileiro Guilherme Guido tem sido apontado como aposta na competição dos 100 metros da modalidade Costas. Nos 100m Peito, João Gomes e Felipe Lima também vão brigar por medalhas. Entre as mulheres, Etiene Medeiros vai à luta nos 50m Livre e nos 100m Costas.

Curiosidades
A delegação brasileira nesta 18ª edição dos Jogos Pan-Americanos registra a maior igualdade de gêneros desde o início do evento. Dos 486 atletas, 236 são mulheres (48,5%) e 250 homens (51,5%). Em 1951, a primeira edição do Pan, em Buenos Aires, na Argentina, havia apenas 22 brasileiras entre os 179 inscritos. Nas últimas edições, a média histórica de participação feminina do Brasil – aproximadamente 34% - começou a subir. Nos Jogos de Guadalajara, em 2011, elas representavam 45%. Na última edição, em Toronto, somaram 47,6%.

O recordista brasileiro em jogos Pan-Americanos é o velejador Cláudio Biekarck, de 68 anos. O Pan de Lima será o décimo na carreira do atleta. Com nove medalhas conquistadas, Biekarck é o mais velho da equipe. Dois anos mais novo, o velejador Gunnar Ficker (64) também está na disputa pelo pódio. No encontro de gerações do Time Brasil também estão duas atletas de 15 anos: a esgrimista Victória Vizeu e a Bia Mantellato, do polo aquático.

As diferenças extremas também aparecem no quesito peso: a atleta mais leve é Nicole Duarte, da ginástica rítmica, com apenas 40 quilos. Darlan Romani, do atletismo, levou o título de mais pesado da delegação brasileira com 155 quilos. Quanto à estatura, a atleta mais baixa é Flávia Saraiva, da ginástica artística, com 1,45 metros. Na outra ponta, Felipe Roque, da seleção masculina de vôlei, é o mais alto do Time Brasil, com 2,12 metros.

Obesidade no país aumentou entre 2006 e 2018, diz pesquisa

Wilson Dias / Agência Brasil 
Agência Brasil 

Enquanto parte dos brasileiros incorporou mais frutas e hortaliças à dieta e tem se exercitado mais, outra parcela da população está ficando mais obesa.

De acordo com a Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), divulgada hoje (24) pelo Ministério da Saúde, a taxa de obesidade no país passou de 11,8% para 19,8%, entre 2006 e 2018.

Foram ouvidas, por telefone, 52.395 pessoas maiores de 18 anos de idade, entre fevereiro e dezembro de 2018. A amostragem abrange as 26 capitais do país, mais o Distrito Federal.

Para o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, apesar de ter havido melhora no cardápio, o brasileiro ainda compra muitos itens calóricos e sem tanto valor nutricional. "Temos ainda um aumento maior de obesidade porque ainda há consumo muito elevado de alimentos ultraprocessados, com alto teor de gordura e açúcar." Segundo ele, o excesso de peso é observado sobretudo entre pessoas de 55 e 64 anos e com menos escolaridade.

O estudo mostra que, no período, houve alta do índice de obesidade em duas faixas etárias: pessoas com idade que variam de 25 a 34 anos e de 35 a 44 anos. Nesses grupos, o indicador subiu, respectivamente, 84,2% e 81,1% ante 67,8% de aumento na população em geral.

A capital com o menor índice de obesidade foi São Luís, com 15,7%. Na outra ponta, está Manaus, com 23% de prevalência.

O ministério destacou que, no ano passado, ocorreu uma inversão quanto ao recorte de gênero. Diferentemente do padrão verificado até então, identificou-se um nível maior de obesidade entre as mulheres. A percentagem foi de 20,7% contra 18,7% dos homens.

Além de conferir a prevalência de obesidade, a Vigitel reúne dados sobre o excesso de peso. Os pesquisadores concluíram que mais da metade da população brasileira (55,7%) se encontra nessa condição, índice que resultou de um crescimento de 30,8%, acumulado ao longo dos 13 anos de análise. Em 2006, a proporção de brasileiros com excesso de peso era de 42,6%.

Nesse quesito, o grupo populacional com predominância é o de pessoas mais jovens, com idade entre 18 e 24 anos. As mulheres apresentaram um crescimento mais significativo do que os homens. O delas aumentou 40%, ao passo que o deles subiu 21,7%.

Mudança de hábitos

A pesquisa também constatou que os brasileiros têm seguido uma linha de hábitos mais saudável. O consumo regular de frutas e hortaliças, por exemplo, passou de 20% para 23,1%, entre 2008 e 2018, uma variação de 15,5%.

A recomendação é da ingestão de, no mínimo, cinco porções diárias desses alimentos, cinco vezes por semana, segundo parâmetros da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Com base nessa referência, a Vigitel considera que as mulheres têm se alimentado melhor, já que 27,2% delas mantêm o consumo recomendado. Entre homens, a taxa é de 18,4% e, entre brasileiros, de 23,1%.

Mexendo o corpo

Outro registro positivo diz respeito à prática de atividades físicas no tempo livre. A taxa subiu 25,7%, na comparação de 2009 com 2018. O salto foi de 30,3% para 38,1%.

A dedicação a uma rotina de exercícios que dure ao menos 150 minutos semanais, é algo mais comum entre homens (45,4%) do que mulheres (31,8%). Adultos com idade entre 35 e 44 anos geraram o aumento mais expressivo na última década, de 40,6%.

A taxa global de inatividade física sofreu queda de 13,8% em relação a 2009. O percentual de inatividades das mulheres é de 14,2% e o dos homens, ligeiramente inferior, de 13%.

Ao mesmo tempo em que muitos deixam o sedentarismo, um número maior de pessoas também afasta da mesa refrigerantes e bebidas açucaradas. Ao todo, de 2007 a 2018, o índice de consumo desses produtos caiu 53,4% entre adultos das capitais.

Em material distribuído à imprensa, o ministério ressalta que uma das medidas do governo federal para promoção de uma alimentação adequada é um acordo fechado com representantes da indústria alimentícia, que se comprometeram a reduzir a quantidade de açúcar em produtos.

Segundo a pasta, o acordo, feito em novembro de 2018, deve atingir mais da metade das bebidas adoçadas, biscoitos, bolos, misturas para bolos, produtos lácteos e achocolatados que chegam às prateleiras dos mercados.

A previsão é de que 144 mil toneladas de açúcar deixem de ser usadas nos produtos até 2022.

Diabetes

No documento, o ministério ressalta que nos últimos anos os entrevistados da pesquisa Vigitel têm demonstrado um conhecimento mais amplo sobre saúde, o que facilita a descoberta de doenças como diabetes.

Na avaliação da pasta, outro fator que tem contribuído para os diagnósticos é o acesso às Unidades Básicas de Saúde (UBS), na Atenção Primária. De 2006 para 2018, houve um aumento de 40% no volume de pessoas diagnosticadas com a doença.

O balanço mais recente, feito no ano passado, contabilizou 7,7% da população adulta brasileira com o quadro de diabetes confirmado, proporção que era de 5,5% em 2006. As mulheres têm um percentual maior de diagnóstico: 8,1%. O índice dos homens é de 7,1%.

Segundo o ministério, no intervalo de 2008 a 2018, o acesso a medicamentos para diabetes aumentou em mais de 1.000%. No ano passado, foram distribuidos 3,2 bilhões de medicamentos a 7,2 milhões de pacientes. Em 2008, o quantitativo foi de 274 milhões de unidades entregues a 1,2 milhão de pacientes.

Atualmente, o SUS [Sistema Único de Saúde] oferta de forma gratuita o tratamento medicamentoso para a doença, entre eles, cloridrato de metformina, glibenclamida e insulinas NPH e regular. Em 2018, a pasta investiu R$ 726 milhões na aquisição dos medicamentos.

Colecionou amigos por onde passou: faleceu o desportista Ricardo, do Vila Celeste A

Divulgação - Ricardo com a camisa do Vila 
O futebol regional perde mais um de seus ícones. Uma pessoa que contribuiu muito com o esporte. Faleceu em Ipatinga, o conhecido desportista Ricardo, da equipe master do Vila Celeste A.

Os amigos e amantes da bola lamentaram muito tamanha perca. Ricardo colecionou amizades por onde passou e deixa seu grande legado no esporte.

Acometido de uma enfermidade, Ricardo estava internado. Os mais diversos clubes de futebol veterano prestaram sua solidariedade aos familiares.

'Não faz isso comigo, nunca mais vou jogar bola', grita garoto ao saber de amputação

Arquivo Pessoal / Divulgação
Hoje em Dia 

"Nunca mais vou poder jogar bola! Mãe, não deixa fazer isso comigo, não". Essas foram as frases ditas, aos prantos, pelo adolescente Gabriel Lucas Alves do Nascimento, ao saber que teria a perna esquerda amputada. O jovem de 15 anos teve que ser submetido a uma cirurgia de amputação do membro, após ser ferido com uma linha chilena.

O menino, que sonhava ser jogador de futebol profissional, está sendo operado no Hospital Regional de Betim, na Grande BH, na manhã desta quarta-feira (24). O procedimento começou por volta das 11h30 e pode durar até 4h30. "Os médicos optaram por fazer a cirurgia para mantê-lo vivo", disse a tia Rosimeire Alves Rosa, de 43 anos.

Ela contou que o sobrinho começou a ser preparado para receber a notícia de que teria parte da perna amputada, na noite de terça-feira (23). Na ocasião, o menino teve que ser sedado para conseguir dormir. Nesta manhã, o jovem teve a confirmação da cirurgia. "Ele gritou muito, ficou desesperado. Lamentou demais por não poder realizar o sonho de jogar bola", relatou emocionada a tia. "Meus amigos vão rir de mim", lamentou Gabriel, ela contou.

Operação

O menino terá a perna esquerda amputada do joelho para baixo. Depois do procedimento, os médicos Fernando de Assis Figueiredo Júnior, cirurgião cardiovascular, e Victor Leite Ikeda, diretor-técnico do hospital, explicarão o procedimento à imprensa.

O caso do adolescente comoveu os mineiros, que fizeram redes de oração e solidariedade para ajudar o jovem e a família dele. O caso também repercutiu entre jogadores de futebol, que chegaram a gravar mensagens de apoio para o menino. "Ainda não mostramos os vídeos. Vamos colocar para ele assistir depois da cirurgia, para ele ter força para lutar", disse a tia.

Acidente

O acidente aconteceu na tarde de sábado (20), quando Gabriel Lucas caminhava pela avenida José Inácio Filho, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O menino voltava do treino de futebol no clube São Cristóvão quando foi atingido pela linha chilena, usada para empinar pipa.

Segundo o irmão dele, Amilton Júnior, de 18 anos, algumas pessoas que passavam pelo local contaram que uma pipa com a linha estava suspensa na rua quando um ônibus passou e ela ficou presa no escapamento. Ao se mover junto com o ônibus, a linha atingiu a perna do adolescente e deixou sérios ferimentos.

Gabriel foi socorrido por um motoqueiro que passava pelo local e, depois, por uma enfermeira, que realizou os primeiros-socorros e acionou uma ambulância.

Linha mortal

A linha chilena é vinte vezes mais cortante que um bisturi. Ela é tão potente pois recebe camadas de óxido de alumínio. Assim como o cerol, a linha chilena foi proibida há 17 anos em Minas Gerais. Lei de julho de 2002 prevê multa de até R$ 1.500 para quem portar o material. Além disso, segundo a Polícia Civil, o Código Penal qualifica o uso como crime passível de prisão.

Vem aí o 1º Arraiá APAE Xonados pela Causa

Divulgação
No próximo dia 10 de agosto, na Avenida Brasil, em Belo Oriente-MG, acontece o 1º Arraiá APAE Xonados pela Causa.

O evento terá atrações musicais, como as participações de Rosi Miranda, Ademir dos Teclados e a dupla Cláudio Freitas e Warley.

Em conjunto com a APAE, o evento tem o apoio em especial da Associação Comercial e Empresarial de Belo Oriente (ACE).

Tabela detalhada dos jogos das semifinais do Brasileiro Feminino A-2

Mauro Jefferson / Cearasc.com
CBF 

Depois de conquistar o acesso para a elite, quatro clubes ainda brigam pelo título do Brasileiro Feminino A-2. E não faltarão camisas pesadas: São Paulo, Palmeiras, Grêmio e Cruzeiro estão na disputa, que começa no próximo domingo. A Diretoria de Competições da CBF divulgou, nesta terça-feira, a tabela detalhada dos jogos das semifinais.

No domingo, o São Paulo recebe o Palmeiras no Pacaembu, 14h, com transmissão para todo o Brasil na Band e no MyCujoo. O jogo de volta será disputado no Nelo Bracalente, em Vinhedo, no domingo seguinte (4). A partida também será transmitida pela Band e pelo MyCujoo, no mesmo horário, 14h.

Do outro lado da chave, o Cruzeiro vai até Gravataí para enfrentar o Grêmio no Vieirão, também no domingo (28), às 15h. No sábado seguinte (3), é a vez do Cruzeiro jogar ao lado de sua torcida. No Alterosas, em Belo Horizonte, a bola rola às 16h para o jogo de volta. Os dois embates entre Grêmio e Cruzeiro terão transmissão da plataforma MyCujoo.

Confira a tabela detalhada das semifinais do Campeonato Brasileiro Feminino A-2:

28/7 - domingo

14h - São Paulo x Palmeiras - Pacaembu, São Paulo (Band e MyCujoo)
15h - Grêmio x Cruzeiro - Vieirão, Gravataí (MyCujoo)

3/8 - sábado

16h - Cruzeiro x Grêmio - Alterosas, Belo Horizonte (MyCujoo)

4/8 - domingo

14h - Palmeiras x São Paulo - Nelo Bracalente, Vinhedo (Band e MyCujoo)

Governo sensibiliza população para importância do diagnóstico e tratamento das hepatites virais

Divulgação
Agência Minas 

Celebrado no próximo domingo (28/7), o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais convida a sociedade a se informar sobre a importância do diagnóstico e tratamento adequado para cada um dos diferentes tipos da doença. Afinal, em grande parte dos casos, as hepatites virais são doenças silenciosas que não apresentam sintomas ou, quando estes aparecem, surgem num estágio avançado da doença, o que reforça a necessidade dos exames de rotina.

No Brasil, as hepatites virais mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C. Contudo, também existem os vírus D e E, sendo este último mais frequente na África e na Ásia. Entre os principais sintomas dos diferentes tipos da doença estão febre, fraqueza, mal-estar, dor abdominal, enjoo, náuseas, vômitos, perda de apetite, urina escura (cor de café), olhos e pele amarelados, além de fezes esbranquiçadas.

Entretanto, quando os primeiros sintomas surgem, a doença já está num estágio mais avançado, o que reforça a necessidade dos exames que fazem o diagnóstico. Além disso, todas as hepatites virais devem ser acompanhadas pelos profissionais de saúde, pois as infecções podem se agravar.

Conforme explica a coordenadora de Infecções Sexualmente Transmissíveis/Aids e Hepatites Virais, da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Mayara Marques de Almeida, a evolução das hepatites varia conforme o tipo do vírus. “Os vírus A e E apresentam apenas formas agudas de hepatite, não possuindo potencial para formas crônicas. Isso significa que, após uma hepatite A ou E, o indivíduo pode se recuperar completamente, eliminando o vírus do organismo. Já as hepatites causadas pelos vírus B, C e D podem apresentar tanto formas agudas, quanto crônicas de infecção, quando a doença persiste no organismo por mais de seis meses”, explica.

Diagnóstico

O diagnóstico precoce das hepatites é um dos principais determinantes para evitar a transmissão, progressão da doença e suas consequências. O teste rápido fornecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é uma forma simples e acessível de diagnosticar a doença, sendo feito por meio de punção digital.

O resultado fica pronto em cerca de 20 minutos, é seguro, sigiloso e não há a necessidade de estrutura laboratorial para sua realização, sendo, portanto, realizado em Unidades Básicas de Saúde (UBS) e outros serviços. Além do teste rápido, outros exames para diagnóstico e acompanhamento das hepatites virais estão disponíveis em toda a rede do SUS.

Para saber se há a necessidade de realizar exames que detectam as hepatites, basta observar se o indivíduo já se expôs a uma das seguintes situações: realizou transfusão de sangue antes de 1993; fez cirurgia de grande porte antes de 1993 (incluindo cesária); usa piercing ou tem tatuagem; utiliza ou já utilizou drogas injetáveis, inaláveis ou pipadas; utiliza ou já utilizou anabolizantes ou outros produtos injetáveis para atividade física; teve mais de dois parceiros sexuais no último ano.

Diferentes tipos

A hepatite A é uma doença aguda e o tratamento se baseia em dieta e repouso. Geralmente melhora em algumas semanas e a pessoa adquire imunidade, ou seja, não terá uma nova infecção. Sua transmissão é fecal-oral, por contato entre indivíduos ou por meio de água ou alimentos contaminados pelo vírus.

A doença é totalmente curável quando o portador segue corretamente todas as recomendações médicas. Na maioria dos casos, a hepatite A é uma doença de caráter benigno. Em menos de 1% dos casos pode causar insuficiência hepática aguda grave. Em Minas Gerais, foram registrados em 2019, até o momento, 20 casos de hepatite provocada pelo vírus A. No ano passado foram 124 casos notificados.

A hepatite B, por sua vez, é sexualmente transmissível e geralmente não apresenta sintomas em sua fase inicial. A doença possui potencial de evolução para as formas crônicas e suas complicações, como a cirrose e o câncer do fígado, manifestações responsáveis pelas principais causas de transplante hepático em todo o mundo. Em 2019, foram notificados em Minas, até o momento, 364 novos casos de hepatite causada pelo vírus B. Em 2018 foram 1.146 novos casos.

A transmissão do vírus da hepatite B ocorre pelo contato com o sangue ou fluidos corporais infectados pelo vírus como em relações sexuais desprotegidas, realização de procedimentos com instrumentos e materiais de corte não esterilizados, compartilhamento de seringas e agulhas, dentre outros. Por isso, é fundamental o uso de preservativo em todas as relações sexuais, além de outras medidas como não compartilhar instrumentos de manicure e pedicure, materiais de uso pessoal como lâminas e escovas de dentes.

Já a hepatite C é transmitida, principalmente, por via parenteral, por meio do contato com sangue contaminado, a exemplo do compartilhamento de agulhas, seringas e outros objetos para uso de drogas, reutilização ou falha de esterilização de equipamentos médicos ou odontológicos, falha de esterilização de equipamentos de manicure e reutilização de material para realização de tatuagem, além do uso de sangue e seus derivados contaminados.

A hepatite C tem cura em mais de 90% dos casos quando o tratamento é seguido corretamente. Todos os tratamentos para as hepatites virais estão disponíveis gratuitamente no SUS. Minas Gerais registrou em 2019, até o momento, 511 novos casos da hepatite causada pelo vírus C. Em 2018 foram notificados 1.555 casos.

Vacinação

Atualmente, o calendário nacional de vacinação preconiza a imunização contra hepatite A pelo SUS, com uma dose única aplicada em crianças com 15 meses. Em 2018, a cobertura vacinal contra hepatite A era de 90,42%.

A hepatite B também pode ser prevenida por meio da vacinação, disponível a toda a população por meio do SUS, independente da faixa etária ou condições de vulnerabilidade. Recém-nascidos devem receber a primeira dose nas primeiras 24 horas de vida, preferencialmente nas primeiras 12 horas, ainda na maternidade ou na primeira visita ao serviço de saúde, em até 30 dias de vida.

Já a continuidade do esquema vacinal será garantida com a aplicação da vacina Pentavalente (que protege contra hepatite B, difteria, tétano, coqueluche e Haemophilus influenzae) em três doses, com intervalo de 60 dias entre as doses.

Para indivíduos a partir dos cinco anos de idade e sem comprovação vacinal, administra-se três doses da vacina hepatite B, com intervalo de um mês (30 dias) entre a primeira e a segunda dose e de seis meses (180 dias) entre a primeira e a terceira dose. A imunização só é efetiva quando se administra as três doses.

Atualmente, a cobertura vacinal acumulada contra hepatite B em Minas Gerais é de 56,1%, sendo 95% a meta preconizada pelo Ministério da Saúde. A faixa etária de maiores de 30 anos de idade apresenta a maior população de não vacinados.