sábado, 17 de maio de 2014

Após 18 temporadas, Atlético de Madri volta a conquistar a Liga Espanhola


Time da capital espanhola conquistou seu 10° título nacional


Godín comemora o gol do título espanhol, em Barcelona | Crédito: Alex Livesey/Getty Images

O Atlético de Madri finalmente colocou um ponto final na fila de títulos nacionais. Com um empate em 1 x 1 contra o Barcelona, da Catalunha, o time de Madri garantiu o primeiro lugar geral na tabela, garantindo a taça após 18 temporadas.

O último título da equipe foi na temporada 1995/1996. Naquele ano, o time madrilenho foi campeão com quatro pontos de vantagem sobre o Valencia. Naquela temporada, o rival Real Madrid acabou em sexto.

Neste ano, o título veio apenas na última rodada, no sufoco. O Barça vencia por 1 x 0, mas graças ao gol de Diego Godín, o Atlético chegou aos 90 pontos e foi campeão com três pontos de vantagem sobre o vice-campeão (Barcelona) e terceiro colocado (Real Madrid).

Diego Costa, com 27 gols, foi o artilheiro e grande destaque da equipe.

Esse foi o 10° título espanhol do Atlético de Madri.

Fonte: PLACAR

sexta-feira, 16 de maio de 2014

ROTEIRO DO FUTEBOL REGIONAL

Aluvaeira e PEC  fazem o clássico em Belo Oriente



Por: José Dias Sorriso
Futblog do Sorriso







Aluvaeira

BELO ORIENTE - A bola vai rolar neste final de semana nos principais gramados da região do Vale do Aço, com destaque especial para o futebol varzeano. Estarão em campo as principais equipes de Belo Oriente, em partidas válidas pela categoria de veteranos e ainda o foco total no Campeonato Amador de Ipatinga, Séries A e B. 

Na categoria de veteranos, jogos amistosos, maior  destaque no final de semana, fica por conta do clássico, que acontecerá às 15:30 no campo do Aluvaeira, entre o Aluvaeira e a equipe do Polêmicos de Cachoeira Escura. O time da casa vai em busca da reabilitação após a derrota para o time de Revés do Belém, por 2 a 1 no último final de semana, já o Polêmicos vem de uma vitória sobre o rival Naque pelo placar de 3 a 1.


Polêmicos

Quem também estará em campo e na busca por mais um grande resultado é o embalado time do Ajax, que no último final de semana não perdoou a equipe do Novo Cruzeiro, mesmo jogando no território do adversário, marcando 6 gols a 1 em cima do time ipatinguense. Neste próximo sábado, 15:30, no Menezão,  o Ajax volta as atenções para o duelo contra a L.D.U de Timóteo.

Ainda no sábado, teremos em Cachoeira Escura, o duelo entre os veteranos do Galeto contra o Veneziano de Ipatinga, em partida marcada para às 15:30, no Jurandir Ferreira. O Galeto vai na tentativa de um bom resultado já que acabou derrotado na última partida para o time amador do Cachoeiro pelo placar de 3 a 2.

Domingo pela manhã, tem bola rolando, Menezão, confronto entre: Oriente x Virginópolis, a partir das 9 da manhã. O Oriente que jogará mais uma vez pensando no triunfo, já que goleou o Milionários em seu último compromisso pelo placar de 4 a 0, atuando também em casa.

Já em Ipatinga, também tem bola rolando, válido pela Primeira Divisão, com destaque para o Universo comandado pelo belo-orientino Nêgo. O time tentará mais um triunfo, já que alcançou a primeira vitória no último domingo. Com chances ainda de classificação, o Universo do diretor Fábio Pendaia vai enfrentar o Atlântico, às 15:20, no Bairro Ideal.


Confiram todos os jogos do final de semana e seus respectivos *horários:


SÁBADO


AMISTOSOS CATEGORIA DE VETERANOS

15:30

Ajax x L.D.U - Menezão
Aluvaeira x Polêmicos - Campo do Aluvaeira
Galeto x Veneziano - Jurandir Ferreira



IPATINGUENSE CATEGORIA SUB-11

8:00

Vila Celeste x Panorama - Vila Celeste 
Pedra Branca x Itamarati - Pedra Branca
Jabaquara x Novo Esporte - Bom Retiro
Iguaçu x A.E.R.B.I - Iguaçu
A.E.R.C x U.S.I.P.A - Canaazinho


8:30

Ideal x Oriente - Ferreirão


IPATINGUENSE CATEGORIA SUB-13

9:00

Vila Celeste x Panorama - Vila Celeste 
Pedra Branca x Itamarati - Pedra Branca
Jabaquara x Novo Esporte - Bom Retiro
Iguaçu x A.E.R.B.I - Iguaçu
A.E.R.C x U.S.I.P.A - Canaazinho


9:30

Ideal x Oriente - Ferreirão



DOMINGO


AMISTOSO DE VETERANOS

9:00

Oriente x Virginópolis - Menezão



IPATINGUENSE SÉRIE - A 

5ª RODADA

9:40

Limoeiro x Iguaçu - Vila Formosa

15:20

Cidade Nobre x Vila Nova - Canaã
Novo Vale x Industrial - Bom Retiro
União x Sem Futuro - Vila Ipanema
Atlântico x Universo - Campo do Nescau

15:40

Beira-Rio x Itamarati - Novo Cruzeiro



IPATINGUENSE SÉRIE - B

4ª RODADA


15:20

Vale Alto x Ipanema - Chácara Madalena
Palestra x Barra Alegre - Bethânia
Rio Branco x A.E.R.C - Esperança
Pedra Branca x Bethânia - Pedra Branca
Tiradentes x Esperança - Tiradentes
Renascer x Vila Celeste - Vila Celeste
Vila da Paz x Panorama - Canaanzinho
Fourquilha x Teneminas - Fourquilha

Em gramado ruim, Paysandu bate Sport pela Copa do Brasil


Gazeta Press

Equipe paraense segue em um bom momento e venceu o rival de Pernambuco por 2 a 1 em partida de ida pela segunda fase da Copa do Brasil

Paysandu venceu o Sport por 2 a 1 e saiu na frente na Copa do Brasil ()


Ainda sem perder na Série C do Campeonato Brasileiro, o Paysandu provou que está realmente em um bom momento nesta quinta-feira, quando recebeu o Sport, pelo primeiro jogo da segunda fase da Copa do Brasil. O time paraense encarou os pernambucanos e mostrou que pode bater de frente contra uma equipe da elite nacional. Empurrado por sua torcida no Mangueirão, o clube bicolor venceu por 2 a 1 e saiu em vantagem no marcador.

Acostumado a ver seu time vestir rubro-negro, o torcedor do Sport pôde presenciar mais um uniforme alternativo nesta quinta-feira. A equipe pernambucana entrou em campo de verde, ação que ainda faz parte da campanha para homenagear as seleções que estarão em Recife durante a Copa do Mundo. Depois de vestir a camisa do Japão, o escolhido da vez foi o México.

Com a bola rolando, porém, o futebol do time pernambucano esteve longe de lembrar uma seleção. O primeiro tempo foi movimentado, com chances de gol para os dois lados, mas os erros de ataque não permitiram com que o marcador fosse inaugurado no gramado ruim do Mangueirão.

Na volta do segundo tempo, porém, ciente da necessidade de um bom resultado em casa, o Paysandu voltou com uma postura mais agressiva e balançou as redes apenas cinco minutos depois de retornar do intervalo. Em boa jogada pela direita, Lima recebeu dentro da área, bateu cruzado e viu o camisa 10 Yago Pikachu, sem marcação, completar na segunda trave para o fundo das redes.

O gol serviu para acordar o Sport, que imediatamente passou a pressionar o Paysandu em busca de um gol fundamental na briga pela classificação. O time pernambucano, aliás, não precisou ficar muito tempo no ataque, já que chegou à igualdade quatro minutos depois, quando Felipe Azevedo recebeu na entrada da área e tocou com muita categoria ao fundo das redes.

Após o empate, o Sport ainda teve chance de virar a partida, não aproveitou e permitiu com que o Paysandu se recuperasse no confronto. Com o apoio de sua torcida, o time da casa voltou a dominar as ações ofensivas e, depois de perder uma boa chance de marcar, foi buscar o segundo gol aos 28 minutos.

A vitória só foi garantida pelos paraenses quando Marcos Paraná recebeu um belo lançamento no lado direito da área, passou por trás da zaga e saiu na cara do goleiro. Depois de dominar sem dificuldades, o meia esperou a saída do goleiro Saulo, bateu firme e viu a bola passar por baixo do adversário. A festa da torcida bicolor estava garantida no Mangueirão.

Com o resultado desta quinta-feira, o Paysandu precisa ao menos segurar um empate na Ilha do Retiro para avançar na Copa do Brasil. O Sport, por sua vez, mesmo com o revés, não está em situação tão complicada. O time pernambucano garante a classificação com uma vitória por 1 a 0 ou por dois gols de diferença.

O encontro das duas equipes, porém, vai demorar. O duelo da volta será realizado apenas após a Copa do Mundo, no dia 24 de julho, às 19h30 (de Brasília). O vencedor deste confronto encara o Coritiba, que nem precisou da segunda partida para eliminar a Caldense-MG na segunda fase.

Santos até leva sustos, mas passa pelo Princesa com facilidade


Gazeta Press


Com goleada de 4 a 2, Peixe enfrentará o Londrina na próxima fase da Copa do Brasil

Peixe venceu na Vila Belmiro por 4 a 2 com gols de Gabriel, Cicinho, Clayton He-Man, contra, e Thiago Ribeiro (Luiz Fernando Menezes/Fotoarena)


Como todos esperavam, o Santos goleou e avançou na Copa do Brasil. O que ninguém esperava era o Princesa do Solimões chegar a dificultar a vida santista como assim o fez em alguns momentos do confronto. No fim, vitória do Peixe na Vila Belmiro por 4 a 2 com gols de Gabriel, Cicinho, Clayton He-Man, contra, e Thiago Ribeiro. O Tubarão do Norte descontou com Michel e Déurick. O placar agregado ficou em 6 a 3 para o alvinegro praiano.

Na próxima fase, a 3ª da Copa do Brasil, o Peixe enfrenta o Londrina, sendo que o primeiro jogo será no Paraná. Nesta fase da competição, já não existe a possibilidade de eliminar o jogo de volta.A CBF divulgou nesta quinta-feira as datas dos jogos, sem especificar os confrontos. As partidas acontecerão em 23 e 30 de julho, e 6 e 13 de agosto.

Agora o Santos volta suas atenções para o Campeonato Brasileiro. Domingo, o Peixe encara o Atlético-MG, na Arena Pantanal, em Cuiabá, às 18h30. O mando do jogo é dos paulistas, mas a Vila Belmiro estará à disposição da Fifa a partir desta sexta-feira. A seleção da Costa Rica usará o estádio para treinar no período de Copa do Mundo.

Já o Princesa do Solimões volta à Manaus visando a final do segundo turno do campeonato amazonense contra o Nacional. O time é o atual campeão e venceu o primeiro turno da atual edição da competição.

O Jogo - Diferente da primeira partida, em Manaus, quando o Santos partiu para cima desde o começo e abriu 2 a 0 antes dos 10 minutos, nesta quinta-feira o time de Oswaldo de Oliveira iniciou o jogo mais lento. Pelo lado do Princesa do Solimões, a novidade foi a entrada de Marinelson. O jogador entrou na segunda etapa semana passada e colocou fogo no jogo.

Mas logo no primeiro lance de perigo do confronto o Peixe abriu o placar. Geuvânio roubou a bola no campo de defesa e lançou Gabriel. O jovem atacante santista driblou o goleiro, que saia desesperadamente já fora da área, e bateu para o gol vazio. Foi o 13º gol de Gabriel nesta temporada, artilheiro isolado da equipe. No momento do gol, o goleiro Raicefran, além de errar o tempo da bola, se machucou e precisou ser substituído.

O jogo, que já não era difícil para os paulistas, ficou ainda mais fácil depois do primeiro gol. O time amazonense demonstrou desânimo e acabou levando mais um. Aos 24 minutos, o chileno Mena, que voltava de lesão, cruzou e o lateral Cicinho apareceu na área para dominar e tocar para o fundo do gol.

O duelo se transformou praticamente em um treino de ataque contra defesa. A bola rondava a área do Tubarão do Norte invariavelmente, principalmente com os avanços de Cicinho, que nesta quinta-feira mais parecia um ponta do que um lateral pela direita.

Apesar de dominar amplamente a partida, o Peixe foi surpreendido em um contra-ataque que caiu no pé justamente de Marinelson. O rápido atacante do Princesa do Solimões entrou na área pela direita do ataque, deixou Jubal caído no chão e rolou para Michel, que encheu o pé, rasteiro, sem chances para Aranha. Festa dos nove torcedores que ocupavam o setor reservado para a torcida visitante na Vila Belmiro.

Na segunda etapa, o Princesa do Solimões decidiu ir para o tudo ou nada, já que nem o empate lhe servia. Com isso, os santistas passaram a ter espaço para contra-atacar. E não deu outra. Logo aos 8 minutos da etapa complementar, Thiago Ribeiro arrancou pela direita e cruzou para Gabriel. O atacante pegou de primeira e acertou o travessão do goleiro Milton.

Apenas um minuto depois, em novo contra-ataque, Lucas Lima cruzou da esquerda e dessa vez os atacantes nem precisaram ter trabalho, pois o zagueiro Clayton He-Man marcou contra a própria meta, em lance bizarro.

O jogo ficou aberto e o Tubarão do Norte diminuiu novamente. Após cobrança de falta, a bola passou por todo mundo, tocou no braço de Michel e sobrou para Déurick marcar. O árbitro validou o lance, apesar de muita reclamação dos santistas.

O gol deu força aos visitantes, que buscavam o milagre da virada em plena Vila Belmiro, principalmente em jogadas individuais, mas a defesa do Princesa estava aberta demais. Com espaço, aos 25 minutos foi a vez de Thiago Ribeiro guardar o seu. O atacante avançou sozinho, limpou um marcador, bateu de fora da área e ainda contou com a ‘ajuda’ do goleiro Milton para ampliar a vitória santista. Thiago Ribeiro não marcava desde 23 de março.

Aos 28 minutos, Aranha executou uma grande defesa a queima roupa, após cabeçada de He-Man. Em seguida, o Peixe aproveitou a subida do zagueiro rival e teve uma ótima chance de gol, mas Gabriel desperdiçou cara a cara, chutando em cima do goleiro Milton.

O Peixe ainda chegou a criar mais algumas oportunidades, mas o placar não mudou mais e o Santos avançou na Copa do Brasil para encarar o Londrina na próxima fase.

Cruzeiro tenta esquecer Libertadores para focar na Série A


Gazeta Press

Equipe mineira caiu para o San Lorenzo e agora busca forças para retomar o foco e lutar pelo Campeonato Brasileiro

Cruzeiro tenta tirar forças após eliminação para focar no Brasileiro (Washington Alves/Site Oficial/Cruzeiro)


O Cruzeiro teve pouco tempo para lamentar a eliminação na Libertadores, e nesta quinta-feira, os jogadores já retomaram os trabalhos visando adisputa do Brasileirão. No sábado, a Raposa recebe o Coritiba, no Mineirão, e o foco passa a ser a busca pela liderança da competição nacional. Os atletas que atuaram contra o San Lorenzo fizeram trabalho regenerativo, os demais foram para o campo.

A novidade ficou por conta das presenças de Elber e Borges, recuperados de lesão. O primeiro volta a ter condições de jogo depois de um mês em tratamento com lesão no olho. Já Borges apresentava um quadro de desgaste muscular e vinha sendo poupado dos últimos jogos. Os dois atletas passam a ser opções de Marcelo Oliveira, que terá alguns desfalques contra o Coxa.

O avante boliviano Marcelo Moreno, que ganhou a condição de titular do time celeste é baixa certa neste sábado, já que foi expulso no clássico contra ao arquirrival Atlético-MG. Outro atleta que recebeu cartão vermelho no clássico foi Luan, mas neste caso, a ausência não será tão sentida, já que o atacante é reserva da equipe.

Além dos jogadores suspensos, o Cruzeiro perde para os próximos jogos o volante Lucas Silva, o zagueiro Wallace e o goleiro Alisson, convocados para a Seleção Brasileira Sub-21, que vai disputar o Torneio de Toulon. Na vaga de Moreno, Júlio Baptista pode ser improvisado, e no lugar de Lucas Silva, Nilton jogaria no meio-campo.

Levir Culpi arma Atlético-MG com três atacantes e três volantes


Gazeta Press


Técnico do Galo mudou esquema tático da equipe e deve apresentar novidades para o duelo contra o Santos

Levir Culpi escalou Galo com três volantes e três atacantes para o duelo com o Santos (Bruno Cantini/Divulgação/Flickr)


Com um time inteiro de desfalques, o técnico Levir Culpi tem quebrado a cabeça para armar o time do Atlético-MG, que enfrenta o Santos, pela Série A, domingo, na Arena Pantanal, em Cuiabá. Nesta quinta-feira, o treinador comandou atividade tática e escalou o time no esquema 4-3-3. Rosinei e Carlos se revezaram no time titular, indicando dúvida na mente do comandante.

O time que iniciou o treinamento teve e seguinte formação: Victor; Alex Silva, Leonardo Silva, Otamendi e Emerson Conceição; Pierre, Leandro Donizete e Rosinei; Marion, Fernandinho e André. Com poucas opções na armação das jogadas, Levir escalou três volantes e três atacantes. Marion e Fernandinho um pouco mais recuados, com a responsabilidade de ajudar a criar as jogadas.

Peças importantes como Ronaldinho Gaúcho, Tardelli e Guilherme estão vetados pelos médicos do Galo. Mesmo com vários desfalques importantes, o volante Leandro Donizete avalia que o Atlético-MG tem condições de vencer o Peixe. Segundo ele, o time mineiro vem subindo de produção, o que aumenta a confiança em um bom resultado.

“O Santos vive um momento bom, tem uma molecada rápida, mas a gente está crescendo a cada jogo, é um campo neutro e vamos lá buscar a vitória. O Santos tem um time de qualidade, mas nossa equipe também está bem. É um campo grande, vai ter muito espaço e vamos buscar o resultado. Temos dois jogos difíceis fora de casa e vamos, no mínimo, buscar uma vitória e um empate”, declarou.

O Atlético vai embalado para o jogo contra os paulistas, já que venceu o clássico contra o Cruzeiro no último fim de semana. O Peixe vem de uma boa vitória fora de casa, por 2 a 0, diante do Figueirense. O Galo é o 15º colocado, com quatro pontos conquistados.

Bolívar elimina Lanús e é o primeiro time do país nas semifinais


Gazeta Press

Equipe bolivana venceu por 1 a 0 e garantiu sua vaga na próxima fase da Libertadores

Com o feito, o clube passa a ser o primeiro do país a chegar nesta fase da competição continental (AP)


O Bolívar fez história nesta quinta-feira. Diante de sua torcida, no estádio Hernando Siles, em La Paz, a equipe boliviana derrotou o Lanús por 1 a 0 e garantiu a vaga nas semifinais da Copa Bridgestone. Com o feito, o clube passa a ser o primeiro do país a chegar nesta fase da competição continental. O primeiro jogo do confronto terminou empatado por 1 a 1 na Argentina.

Depois de bater de frente com o Lanús no caldeirão de La Fortaleza, no primeiro jogo da decisão, o Bolívar tinha um importante aliado na noite desta quinta-feira. Animada com o desempenho de sua equipe até o momento na Libertadores, a torcida da casa lotou o estádio em La Paz. Sendo assim, além da pressão das arquibancadas, os argentinos também tinham que enfrentar a altitude.

O empate sem gols garantiria o Bolívar na próxima fase, mas ainda assim os donos da casa não se acomodaram na partida. O Lanús, que precisava balançar as redes, também não se resumiu ao campo de defesa. O resultado logo pôde ser notado: uma partida muito movimentada, com chances de gol para os dois lados, apesar de um leve domínio dos anfitriões.

Após um primeiro tempo sem gols, a etapa complementar começou com ritmo mais acelerado. Acostumado com o clima de La Paz, o Bolívar se aproveitou do cansaço do Lanús para ficar mais tempo do ataque. Desta forma, os anfitriões, que já tinham a vantagem do empate sem gols, conseguiam neutralizar as ações do time argentino, e só não marcavam pela falta de capricho na finalização.

O cenário que já era bastante complicado para a equipe visitante ficou ainda pior aos 14 minutos do segundo tempo, quando Carlos Izquierdoz foi expulso de campo. O defensor se aventurou ao ataque em um lance de bola parada para o Lanús, mas, antes mesmo do cruzamento, deu um soco no adversário e foi flagrado pelo assistente. O árbitro não teve dúvida para aplicar o cartão vermelho.

A vantagem numérica permitiu com que o Bolívar tivesse mais espaço para atacar. O Lanús ainda assustava nas bolas paradas, mas não podia mais resistir à pressão do time da casa, que geralmente chegava ao campo ofensivo com jogadores do que o adversário. Depois de perder chances muito claras, o gol finalmente saiu aos 42 minutos do segundo tempo.

O goleiro Marchesín impediu o quanto pôde, mas, depois de ver a bola bater na trave, já estava caído no gramado quando o atacante Arce apareceu livre para escorar ao fundo das redes. Mesmo com a vantagem no marcador, o Bolívar ainda carimbou o travessão, permaneceu no ataque e só não marcou o segundo por causa de erros bobos ao finalizar as jogadas.

Defensor vence Atlético Nacional e alcança semifinal inédita


Gazeta Press

Clube uruguaio agora terá pela frente o Nacional, do Paraguai, na próxima fase da Libertadores

Pela primeira vez o Defensor alcança as semifinais da Copa Libertadores (EFE)


Após vencer na ida por 2 a 0, o Defensor superou o Atlético Nacional por 1 a 0 na partida de volta das quartas de final da Copa Bridgestone Libertadores nesta quinta-feira e conseguiu a classificação inédita às semifinais. No jogo disputado em Montevidéu, no Estádio Centenário, o gol do triunfo do clube uruguaio veio dos pés do experiente atacante Nicolás Olivera.

O clube uruguaio terá pela frente o Nacional, do Paraguai, nas semifinais da Copa Libertadores.

Pela primeira vez o Defensor alcança as semifinais da Copa Libertadores. A melhor participação do clube uruguaio foram as quartas de final alcançadas em duas oportunidades: 2007e 2009.

O jogo – O primeiro tempo foi do jeito que o Defensor queria. Os uruguaios entraram bem postados no campo, com duas linhas de quatros, com De Arrascaeta e Alonso mais à frente. O Atlético Nacional pouco levou perigo, que tentava chegar ao gol de Campaña pelas laterais.

O único susto da primeira etapa foi aos 17 minutos, quando os colombianos tiveram boa oportunidade. Valoy driblou o zagueiro e aproveitou o espaço deixado e chutou de dentro da pequena área para fora.

Até o final do primeiro tempo, os uruguaios fizeram o jogo para segurar o empate , não criando oportunidades reais de gol, apenas quando Fleurquín cabeceou para o gol de Armani. Perto dos acréscimos, o Defensor perdeu o meia Matías Cardaccio por lesão.

O segundo tempo seguiu com a mesma tônica da etapa inicial. O Defensor não arriscava muito e defendia bem, enquanto que os colombianos não criavam boas oportunidades.

Tentando fechar a chave de vez, o técnico dos uruguaios, Fernando Curuchet, colocou o experiente atacante Nicolás Olivera, que criou diversas chances de gol contra o time de Medellín.

Aos 32 minutos da segunda etapa, o árbitro chileno Enrique Osses não marcou pênalti em lance polêmico favorável aos colombianos, quando o atacante Juan Pablo Ángel invadiu a área e foi derrubado pelo goleiro Martín Campaña.

Na parte final do segundo tempo, o brasileiro Felipe Gedoz, do Defensor, um dos destaques dos uruguaios, sentiu dores e teve que sair, sendo substituído por Gastón Silva.

Nos últimos minutos, o Defensor conseguiu o gol do triunfo. De Arrascaeta tocou para Pais, que achou Nicolás Olivera no meio da área para definir para o fundo das redes do Atlético Nacional.

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Oriente, CENIBRA e Instituto CENIBRA, se unem em mega evento, que acontecerá no próximo dia 24

Por: José Dias Sorriso
Futblog do Sorriso







BELO ORIENTE - O Oriente Esporte Clube mais uma vez entra em cena, na oportunidade busca por promover juntamente com a CENIBRA e Instituto CENIBRA um mega evento que acontecerá no próximo dia 24 de maio, às 9:00 da manhã, no Estádio Menezão, em Belo Oriente.

Será lançado, o Projeto: Cidadania pelo Esporte, realizado em convênio com o Governo Federal, pela lei de incentivo ao esporte. O clube belo-orientino que atualmente é visto como vitrine para a garotada, onde  na temporada tem um celeiro de grandes atletas, em especial nas categorias sub-11 e sub-13.


Em ambas as categorias, a equipe aurinegra da cidade de Belo Oriente, vem se destacando no Campeonato Ipatinguense 2014, com bons valores, provenientes dos trabalhos feitos pelos envolvidos nas atividades do clube.


Palmeiras acorda no fim e faz 3 a 0 no Sampaio Corrêa para avançar


Gazeta Press

Após um primeiro tempo sofrível, o Verdão venceu no Pacaembu e superou a derrota no jogo de ida, se garantindo na terceira fase da Copa do Brasil

Mendieta comemora gol na vitória por 3 a 0 do Palmeiras sobre o Sampaio Corrêa (Foto Arena/Cesar Greco)


O Palmeiras não encantou, mas deixa o Pacaembu respirando aliviado nesta quarta-feira (14 de maio). Após um primeiro tempo sofrível, o time venceu o Sampaio Corrêa por 3 a 0 no Pacaembu e superou a derrota por 2 a 1 no jogo de ida, no Maranhão, se garantindo na terceira fase da Copa do Brasil.

Até Mendieta abrir o placar, aos 20 minutos do segundo tempo, os menos de 8 mil pagantes presentes no Pacaembu já preparavam os protestos. Minutos antes, Leandro tinha saído sob vaias, sendo um dos que tiveram fraquíssima atuação nesta noite. Mas o paraguaio já deixou o time respirando aliviado e Henrique e Felipe Menezes, nos acréscimos, ampliaram.

Antes de seu primeiro gol, o palmeirense só tinha se animado em finalizações de Henrique e Mendieta na trave. Mas as vaias já armadas viraram cânticos firmes do hino do clube. O Verdão, agora, enfrenta o Avaí na próxima fase da Copa do Brasil, em jogos que só serão disputados após a Copa do Mundo.

Animado com duas vitórias consecutivas desde a saída de Gilson Kleina, na semana passada, o Palmeiras volta a campo às 18h30 (de Brasília) deste domingo, quando visita o Vitória, em Salvador, pelo Campeonato Brasileiro. O Sampaio Corrêa, que segue sem ir além da segunda fase da Copa do Brasil, foca só na Série B.


O jogo – Alberto Valentim não quis mexer no que deu certo em sua estreia como interino, mas foi obrigado a alterar o responsável pela armação do time. Como a diretoria liberou Valdivia antecipadamente para se preparar com a seleção chilena visando a Copa do Mundo, coube a Mendieta a missão de ser o jogador criativo do time.

O paraguaio começou bem, com um toque de calcanhar logo aos cinco minutos que não virou o gol que o Palmeiras precisava porque Diogo preferiu se jogar na grande área em vez de finalizar, mesmo estando livre e na cara do goleiro. Ficou claro rapidamente que o lance era só uma rara chance de gol.

Logo Mendieta passou a se esconder atrás da marcação. Quando pegava na bola, errava. Leandro e Diogo se mexiam mais, mas também pouco acertavam, comprometendo a estratégia de manter o time na frente e transformando Henrique em um espectador. Wesley e Lúcio largavam suas posições para ajudar e acabavam só abrindo espaço para sustos.

O Sampaio Corrêa precisou de apenas dez minutos para entender que não era necessário se acuar. Como se fosse o time grande em campo, o campeão maranhense, apoiado por barulhentos torcedores que compareceram no Pacaembu, teve Jonas entrando na área e driblando dois antes de parar em bela defesa do goleiro Fábio, aos 12 minutos.

Os visitantes continuavam gerando suspiros de tensão nos anfitriões no Pacaembu. Até Fábio acabou recebendo críticas ao mostrar insegurança para sair do gol e corrigir os erros técnicos e de posicionamento de todos os responsáveis por protegê-lo. O volante Renato e o zagueiro Marcelo Oliveira eram os únicos a respeitar suas funções para não complicar ainda mais a missão palmeirense.

Nem a bola parada dava esperanças. Novidade no lugar de Juninho, William Matheus não parecia o jogador que deu duas assistências na vitória de sábado, contra o Goiás. O lateral esquerdo levou palmeirenses ao desespero cobrando faltas, inclusive acertando a barreira formada só por um adversário em uma das oportunidades.

Absolutamente tranquilo, o Sampaio Corrêa sentiu perigo real no primeiro tempo somente quando Henrique girou sobre a marcação e arriscou uma bomba na intermediária que bateu na trave, aos 42 minutos. Foi tudo que a equipe que precisava da vitória conseguiu criar na primeira metade do confronto.

Para piorar, Leandro escapou da expulsão levando só amarelo ao dar cotovelada em um rival. Mesmo, assim, Alberto Valentim não mexeu no intervalo. Sofreu ainda mais, passando os primeiros minutos do segundo tempo vendo o Sampaio Corrêa acuar o Palmeiras e alçar bolas perigosas na área de Fábio.

O primeiro sacrificado no inútil ataque alviverde foi Leandro, que não conseguiu acertar quase nada nesta noite. Vaiado, o atacante deu lugar a Marquinhos Gabriel aos 13 minutos e, dois minutos depois, Mendieta acordou chutando rente ao travessão. Se não dava a criatividade necessária, o paraguaio fez o time entender a necessidade de finalizar.

Mas veio do próprio substituto de Valdivia a ajuda que o Palmeiras precisava. Aos 20 minutos, Mendieta completou cruzamento de Wendel cabeceando a bola na trave. No lance seguinte, aproveitou bola que Henrique dividiu com a zaga na grande área para bater na saída do goleiro, injetando alívio nas arquibancadas e nas numeradas do Pacaembu.

Ficou claro que bastava colocar a bola nas redes para ter o jogo na mão. Com o resultado necessário, os jogadores, já sem Leandro como companheiro atrapalhando, tiraram o peso das costas e quase fizeram o segundo em chutes perigosos de Marquinhos Gabriel e Henrique.

O Sampaio Corrêa, contudo, foi à frente na marra e só não empatou com William Paulista porque Fábio fez grande defesa. Tenso, os palmeirenses se desesperam com chance clara que Wesley jogou fora. Mas Henrique, aos 45, e Felipe Menezes, aos 47, deram a tranquilidade que a torcida tanto esperava, espantando a crise enquanto um novo técnico não chega.

Corinthians estraga festa do Atlético-PR em evento-teste da Copa


Gazeta Press

Timão venceu por 2 a 1 na Arena da Baixada, com gols de Renato Augusto e Luciano

As atenções das equipes agora se voltam para o Campeonato Brasileiro (Geraldo Bubniak/Fotoarena)


Após 892 dias desde a última partida disputada na Arena da Baixada, a torcida rubro-negra pôde reencontrar seu time em um jogo contra um adversário de porte. Em amistoso que serviu de evento-teste para a Copa do Mundo 2014, o Atlético Paranaense recebeu um indesejável visitante, o Corinthians, que atrapalhou a festa com uma vitória por 2 a 1. O que era pra ser festa se transformou em um grande problema para a diretoria, já que a situação da comissão técnica atleticana ficou delicada.

Com mais ação desde o início, o Furacão abriu o placar – o primeiro gol da nova Arena – aos 13 minutos da primeira etapa, com Marcelo, que limpou a defesa e chutou no cantinho para balançar as redes. Aos 27 minutos, Luciano, arrematando de longe, deixou tudo igual. Depois do intervalo, os donos da casa voltaram bastante modificados e, aos nove minutos, viram Renato Augusto receber na área pra fazer o segundo do Alvinegro do Parque São Jorge.

As atenções das equipes agora se voltam para o Campeonato Brasileiro. Enquanto o Atlético Paranaense encara a Chapecoense, o Corinthians tem o primeiro jogo em sua arena diante do Figueirense.

Organização mostra alguma evolução
Do lado de fora da Arena, agentes da Setran, órgão responsável pelo trânsito em Curitiba, delimitaram o raio de dois quilômetros no entorno do estádio, mas sem realizar o bloqueio efetivo. O resultado foi muito trânsito, com torcedores buscando locais para estacionar misturados com a hora do rush. Em volta da Arena, filas se formavam para entrar, mas desta vez com mais orientação dos voluntários, que com lanternas buscavam informar os locais de acesso.

Se o gramado parecia impecável, mesmo com alguns tufos maiores arrancados, suportando bem a chuva que apareceu no final de tarde e a insistente garoa no horário da partida, o mesmo ainda não pode se falar de algumas áreas internas. Sem ainda as acomodações ideais finalizadas, a imprensa ficou alojada em parte da arquibancada superior, passando por um pequeno caminho de lama, goteiras e obras ainda cruas pelos corredores, além dos famosos banheiros químicos.

Desta forma, uma das principais preocupações da Fifa, ou seja, a parte de tecnologia voltada à mídia internacional, não pôde ser testada. O sinal 4G, por exemplo, uma das formas de acesso à internet, mostrou-se instável em alguns momentos. Para os torcedores, acessos um pouco mais bem sinalizados e áreas liberadas em boa parte do estádio foram as grandes novidades em relação ao amistoso sem gols diante do J.Malucelli. Áreas de alimentação, banheiros, que ficaram sem água ainda no primeiro tempo, e circulação ainda são pontos a ser melhorados.

Torcer sentado ainda parece um hábito longe de ser incorporado pela cultura do torcedor brasileiro. Ruim para a visão de quem queria aproveitar as novas cadeiras – cerca de 30 mil já instaladas –, bom para as velhas coreografias, que encontraram espaço entre os corredores para ser encenadas.

O jogo
Antes mesmo de a bola rolar, o clima de tensão pelo lado rubro-negro, que colocou força máxima em campo, era evidente. Durante a apresentação da escalação alguns jogadores foram vaiados, como o zagueiro Cleberson, o volante Paulinho Dias e o meia Nathan. Sob forte observação, o técnico Miguel Ángel Portugal também não teve uma boa recepção.

O Furacão começou com maior volume de jogo, tentando pressionar, especialmente pelas laterais. A cada toque na bola do Timão, vaias ensurdecedoras com a nova acústica da Arena, que deixou para sempre o estigma de meio estádio para efetivamente se tornar um caldeirão. Aos seis minutos, Marcos Guilherme cobrou falta direto nas mãos de Walter. Aos poucos, os paulistas adiantaram a marcação, deixando as ações truncadas no meio-campo.

Aos 12 minutos, Marcelo partiu para a jogada individual, com direito a chapéu, mas ficou sem a bola. A torcida, pelo menos, gostou do lance e apoiou o atacante, que era dúvida até momentos antes do jogo. Mas, no lance seguinte, a jogada de Marcelo deu certo e um chute rasteiro, no cantinho direito de Walter, decretou o primeiro gol da Arena remodelada. O gol incendiou as arquibancadas, mas também acordou a equipe corintiana, que tentava sair mais para o ataque, deixando também mais espaços.

O empate do Timão quase veio em uma bela jogada trabalhada, aos 25 minutos, que terminou em passe para Luciano e para o gol, anulado de forma errada pelo assistente, que marcou impedimento. Na sequência, porém, Luciano abriu espaço e fuzilou para deixar tudo igual e comemorar muito. O Corinthians cresceu, mesmo com um time bastante desentrosado, com boa marcação pelo meio.

O Atlético foi para cima, e, aos 36 minutos, Natanael cobrou fata para Elias afastar do jeito que deu. Após a cobrança de escanteio, confusão na área até a bola descansar em segurança nos braços de Walter. As arquibancadas, que estavam em festa, já mostravam descontentamento com o apito final da primeira etapa.

Após o intervalo e da manutenção do gramado por funcionários do Atlético, o time da casa retornou totalmente modificado. Com Santos, Mário Sergio, Dráusio, João Paulo, Otávio, Bady, Bruno Mendes, Mosquito e Douglas Coutinho como novidades. O Timão voltou melhor e, aos sete minutos, Jadson fez o cruzamento para Santos afastar. Mas, aos nove minutos, em bela triangulação do ataque alvinegro com Luciano, a bola chegou para Renato Augusto tocar para as redes, acabar com o jejum, e ser abraçado por todo o banco de reservas e pela galera atrás da meta.

O Atlético, empurrado pelo torcedor, tentava subir de produção. Aos 16 minutos, o estreante Bady partiu para a jogada individual e Elias, mostrando muita vontade em seu retorno ao Corinthians, afastou. Mostrando que quer buscar uma vaga de titular, Renato Augusto fez a jogada que terminou nos pés de Elias e na defesa de Santos, aos 20 minutos. Mano Menezes aproveitou e começou a também mexer no time com as entradas de Danilo e Danilo Fernandes.

Danilo fez boa jogada pela esquerda, aos 26 minutos, e Luciano furou de forma bisonha na área. Os gritos de "Fora, Portugal" finalmente estouraram, mostrando que o clima de festa rapidamente se tornaria mais um capítulo da crise que se iniciou com a eliminação na Libertadores. Aos 31 minutos, Danilo Fernandes saiu errado e quase o Furacão aproveitou. Aos 38 minutos, Douglas Coutinho subiu na área para testar para fora. Esperando para fazer festa em sua casa nova, o Corinthians, com direito a gritos de "olé", já fez a primeira parte na Arena da Baixada.

Goiás vence Botafogo em Juiz de Fora e abre rodada na vice-liderança


Gazeta Press

Os goianos bateram os alvinegros por 2 a 0 e chegaram a dez pontos, na vice-liderança do Campeonato Brasileiro

Ramon marcou o primeiro gol da vitória do Goiás sobre o Botafogo (Getty Images)


Ainda tendo que cumprir punição, o Goiás atuou em Juiz de Fora, mas mesmo assim venceu por 2 a 0 o Botafogo, nesta quarta-feira (14 de julho), pelo Campeonato Brasileiro. Com o resultado, os goianos chegaram a dez pontos, ao lado do Internacional, mas estão na vice-liderança da Série A por conta dos critérios de desempate. Já os alvinegros não emplacaram a segunda vitória e seguem na parte de baixo da classificação, com apenas quatro.

Após um primeiro tempo sem muita emoção, o Goiás foi mais objetivo na etapa final e decretou a vitória com Ramon e Danilo, duas ótimas jogadas por parte do setor ofensivo esmeraldino.

O Goiás volta a campo na quinta-feira da próxima semana, contra o Santos, no Serra Dourada. Já o Botafogo terá pela frente o Grêmio, em Caxias do Sul, no dia anterior.

O jogo - A partida começou movimentada, com as duas equipes buscando o ataque. O Botafogo teve a primeira boa chance aos cinco minutos. Daniel foi lançado, entrou na área, mas tentou o passe em vez da finalização e foi impedido pela zaga goiana. A resposta do Goiás veio no minuto seguinte, quando Esquerdinha chutou da entrada da área, mas viu Jéfferson fazer defesa segura.

O Botafogo tinha mais posse de bola, mas não conseguia passar pela boa marcação do Goiás. Já os esmeraldinos apostavam nos contra-ataques, mas sem sucesso. Os alvinegros chegaram com perigo somente aos 28 minutos. Emerson arriscou de fora da área, mas a bola passou por cima do travessão de Renan.

Na parte final, o panorama da partida não mudou. As duas equipes seguiram com muita dificuldade em criar boas jogadas no setor ofensivo. Assim, o confronto foi para o intervalo sem alteração no placar.

No segundo tempo, o Botafogo voltou melhor e quase abriu o marcador aos cinco minutos. Emerson tabelou com Daniel, entrou na área, mas finalizou em cima de Renan, que fechou o ângulo, impedindo o gol alvinegro. No entanto, a resposta do Goiás veio em grande estilo três minutos depois. Ramon foi lançado na área, dominou e concluiu com categoria, tirando do alcance do goleiro Jéfferson.

Os cariocas sentiram o revés e viram o Goiás equilibrar as ações, aproveitando os erros da equipe. Os esmeraldinos desperdiçaram grande chance de ampliar a vantagem aos 17 minutos. Dória falhou ao tentar recuar e entregou no pé de Esquerdinha. O atacante foi em direção a área, mas finalizou por cima do travessão quando estava de frente para o goleiro botafoguense.

O Goiás seguiu mais organizado e chegou ao segundo gol aos 24 minutos. Ramon foi lançado na área, perdeu espaço para finalizar e deu de calcanhar para Danilo apenas tocar para a rede.

Depois disso, o Botafogo foi para cima tentando recuperar a desvantagem. Os alvinegros tiveram duas chances seguidas aos 35 minutos. Primeiro, Edílson Cobrou falta na área, a bola passou por Emerson, mas Renan tirou o perigo. Depois, foi a vez de Bolatti aproveitar cruzamento, só que cabecear para fora.

Nos minutos finais, o Goiás recuou e passou a administrar os avanços sem organização do Botafogo. Assim, os esmeraldinos seguem com boa campanha no Campeonato Brasileiro e confirmaram mais um triunfo.

Nacional-PAR segura empate com Arsenal-ARG e vai à semifinal


Gazeta Press

Paraguaios ficaram no 0 a 0 com argentinos e garantiram um inédito lugar na próxima fase da Libertadores


Agora, o Nacional tem pela frente o vencedor do confronto entre Defensor-URU e Atletico Nacional-COL (AP)


Mesmo longe de casa, o Nacional-PAR fez a festa nesta quarta-feira. Jogando na Argentina, os paraguaios seguraram o 0 a 0 com o Arsenal de Sarandí e garantiram um inédito lugar nas semifinais da Copa Bridgestone Libertadores.

No jogo de ida, em Assunção, o Nacional havia vencido os argentinos pelo placar mínimo e qualquer empate favorecia o time do Paraguai no segundo jogo.

Diante deste cenário, os visitantes criaram um forte esquema defensivo, que funcionou muito bem desde os primeiros minutos.

O intuito era não levar gol, mas, contando com o nervosismo dos anfitriões, os paraguaios conseguiram evitar até mesmo a pressão do time da casa.

Agora, o Nacional tem pela frente o vencedor do confronto entre Defensor-URU e Atletico Nacional-COL. No primeiro jogo, em Medellín, melhor para os uruguaios, que venceram por 2 a 0.

Bahia vira em cima do América-MG e avança na Copa do Brasil


Gazeta Press

Após empate sem gols no Independência, Tricolor de Aço venceu o Coelho por 2 a 1 e encara o Corinthians na próxima fase

Bahia venceu por 2 a 1 e se classificou para a próxima fase da Copa do Brasil (Mauro Akin Nassor/Foto Arena)


O torcedor do Bahia que marcou presença nesta quarta-feira, na Fonte Nova, acompanhou o Tricolor baiano em um duelo de muita vontade e pouca técnica contra o América-MG. O Bahia teve um controle estéril na maior parte do jogo, errando demais na partida e saindo atrás no placar, mas encontrando forças para virar o jogo, vencendo por 2 a 1 e avançando na Copa do Brasil.

No duelo de ida, empate sem gols no Independência. O primeiro gol do jogo foi anotado pelo avante Obina, em cobrança de pênalti sofrido por Willians. Branquinho deixou tudo igual aproveitando bom cruzamento de Railan. Já no finalzinho do jogo, Rafinha foi esperto para aproveitar indecisão da zaga americana para virar o marcador, classificando o Bahia.


Classificado na Copa do Brasil, o Bahia já sabe que vai enfrentar o Corinthians na sequência da competição nacional. Antes, porém, o Tricolor terá compromisso domingo, contra o Sport, pelo Brasileirão. Já o Coelho passa a focar com exclusividade a Série B. No sábado, os americanos recebem os goianos do Vila Nova.

O jogo

Jogando na Fonte Nova, o Bahia iniciou o jogo com um pouco mais de volume ofensivo contra um Coelho precavido defensivamente, mas esperto para aguardar uma falha para tentar encaixar um contra-ataque. As duas equipes abusaram do direito de errar passes no meio-campo, o que deixou o jogo fraco tecnicamente.

A primeira finalização de real perigo só apareceu aos 18 minutos com chute de fora de área de Talisca, que obrigou o goleiro Matheus a se esticar todo para fazer ótima defesa. Aos poucos, o Bahia foi controlando melhor a partida e passou a acertar a pontaria, mas encontrou o bom Matheus em noite inspirada. Aos 22, o goleiro voltou a levar melhor no duelo pessoal contra Talisca.

Apesar de jogar melhor, o Bahia cometeu alguns vacilos fatais. Aos 24, ninguém marcou Willians e o atacante americano saiu na cara de Marcelo Lomba e tentou driblar o goleiro e foi derrubado, o árbitro André Luiz de Freitas não titubeou e marcou pênalti. Na cobrança, o artilheiro Obina deslocou Lomba e colocou o Coelho em vantagem no placar.

Não demorou muito para a reação do Tricolor baiano aparecer. Aos 31, Railan fez ótima jogada pela direita e deu assistência perfeita para Branquinho, que só teve o trabalho de empurrar para as redes americanas, voltando a animar a torcida na Fonte Nova. O time da casa seguiu melhor no duelo, mas com os mineiros levando muito perigo nos contra-ataques, quase sempre armados após erros infantis do Bahia.

Na volta para a etapa final, os baianos procuraram acelerar o jogo em busca da virada, mas os erros de passe seguiram prejudicando o futebol do time de Marquinhos Santos. Aproveitando os espaços dados pela defesa do Bahia, o América-MG conseguiu ameaçar Marcelo Lomba algumas vezes, mas a prioridade dos visitantes foi mesmo cadenciar o jogo.

Com o passar do tempo, o nervosismo foi tomando conta do time da casa, o que facilitou a vida americana. A equipe treinada por Moacir Júnior mostrou maturidade para segurar as investidas do Bahia. Jogadores experientes como Leandro Guerreiro e Obina foram uma espécie e termômetro do América-MG enquanto tiveram fôlego.

Já sem forças para reagir na técnica, o Bahia partiu para o tudo ou nada na base da vontade, e acabou chegando ao gol já no finalzinho da partida. Aos 43, Barbio fez jogada pela linha de fundo e cruzou para a área, no bate e rebate, Rafinha foi esperto e acertou o alvo, classificando o Bahia no apagar das luzes.

Cinco atos do empate do Cruzeiro contra o San Lorenzo


Fox Sports

Equipe mineira ficou no 1 a 1 com os argentinos e acabou sendo eliminado da Copa Bridgestone Libertadores

Com o resultado por 1 a 1 com o San Lorenzo, o Cruzeiro foi eliminado da Libertadores (AP)


O Cruzeiro apenas empatou por 1 a 1 com o San Lorenzo (ARG) na segunda partida das quartas de final da Copa Bridgestone Libertadores, nesta quarta-feira(14), no Mineirão. Com o resultado, a equipe mineira foi eliminada da competição sul-americana. Piatti marcou para os argentinos, enquanto Bruno Rodrigo fez para a equipe mineira. Agora o time do técnico Edgardo Bauza aguarda o confronto entre Lanús e Bolívar para saber que será o adversário da semifinal.

Balde de água fria

Eram apenas 9 minutos do primeiro tempo, quando o San Lorenzo abriu o placar. Correa chegou a linha de fundo e cruzou para Matos, que rolou para Piatti, que deu corte seco em Ceará e chuto forte para o fundo do gol.

Sem rumo

Precisando de três gols, o Cruzeiro não sabia como se comportar na etapa inicial. O time deu campo para o San Lorenzo, que ficou mais tempo com a pose de bola. Os argentinos tiveram as melhores chances do primeiro tempo e poderiam ter conseguido mais gols.


Nas duas traves

No último lance dos primeiros 45 minutos de jogo, Marcelo Moreno teve a chance de empatar o duelo. O atacante boliviano tocou meio de canela, para o gol, a bola bateu nas duas traves e sobrou a defesa argentina afastar.

Ainda há esperança?

Apenas aos 25 minutos do segundo tempo, Dagoberto cruzou com muita categoria da esquerda para Bruno Rodrigo, que de cabeça empatou o jogo. Naquele momento, o Cruzeiro precisava de mais dois gols para se classificar.

Adíos, Brazil

Não deu para o Cruzeiro. Depois de ter lutado muito, a equipe mineira não saiu do 1 a 1 com o San Lorenzo e foi eliminada da Libertadores 2014. A Raposa foi o último clube brasileiro a deixar a competição sul-americana neste ano.

Cruzeiro fica apenas no empate contra o San Lorenzo e é eliminado


Gazeta Press

Após resultado de 1 a 1, Brasil fica sem representantes na Libertadores

Experientes, os jogadores do San Lorenzo compactaram as linhas defensivas, valorizando cada segundo (Getty Images)


O Brasil não tem mais representantes na Copa Bridgestone Libertadores. O Cruzeiro era a única chance dos brasileiros manterem a hegemonia na competição continental, conquistada nos últimos anos, mas a Raposa não conseguiu reverter a vantagem dos argentinos do San Lorenzo. Os cruzeirenses empataram com o time do Papa Francisco por 1 a 1, resultado que não foi suficiente.

Os celestes iniciaram o duelo a todo o vapor, mas o gol argentino antes dos dez primeiros minutos desarticulou o planejamento do técnico Marcelo Oliveira, que tentou mais não conseguiu reagir. O tento que eliminou o último brasileiro da Libertadores foi anotado por Piatti após falha do zagueiro Dedé. Bruno Rodrigo ainda empatou o duelo, mas de nada adiantou.

Eliminado na Libertadores, o Cruzeiro passa a focar o Campeonato Brasileiro para voltar a representar o Brasil na competição continental em 2015. Ocupando a quinta posição com sete pontos, a Raposa recebe o Coritiba, neste sábado, no Mineirão.

O jogo – Como era de se esperar, o Cruzeiro iniciou a partida com mais posse de bola e procurando agredir os argentinos. Experientes, os jogadores do San Lorenzo compactaram as linhas defensivas, valorizando cada segundo na clara tentativa de irritar os celestes. A aposta dos visitantes foi em surpreender nos contra-ataques, o que aconteceu logo no começo do confronto.

Na primeira chance clara de gol, os argentinos calaram o Mineirão. Após cruzamento da direita, Dedé tentou o corte e falhou, deixando a bola limpa para Piatti, que mostrou tranquilidade e frieza para finalizar sem chances para Fábio, dificultando muito a vida cruzeirense no Gigante da Pampulha. O gol do San Lorenzo com menos de dez minutos de jogo foi bastante sentido pela Raposa.

O semblante do técnico Marcelo Oliveira foi de preocupação logo após ver a equipe ser vazada dentro de casa. Passados alguns minutos, o treinador procurou tranquilizar os atletas. Depois disso, os celestes passaram a fazer um jogo de paciência na busca por espaços na eficiente marcação argentina.

Até o meio-campo, o Cruzeiro não tinha problemas para conduzir a bola, a partir daí, os visitantes dificultavam as ações do time brasileiro. Quando conseguia recuperar a bola, o San Lorenzo procurava explorar o lado esquerdo da defesa brasileira, que se mostrou fragilizado com as subidas de Samudio e a falta de cobertura adequada.

Outro ponto falho do Cruzeiro foi o zagueiro Dedé. Nervoso após falha no gol adversário, o defensor errou muito, dando chance para o time do técnico Eduardo Bauza. Aos 33, o San Lorenzo encaixou uma jogada em velocidade com quatro atacantes contra um defensor, o gol que parecia inevitável só foi evitado porque Fábio fez uma defesa milagrosa.

Com 45 minutos para fazer três gols, o técnico celeste não teve alternativa a não ser sacar o volante Nilton para a entrada do atacante Dagoberto, correndo risco de ser surpreendido novamente, mas ao menos deixando a Raposa mais ofensiva. Apesar da mudança, o Cruzeiro precipitou demais nas jogadas, não aproveitando as chances criadas.

Peças importantes como Everton Ribeiro e Júlio Baptista, que tinham a missão de organizar os brasileiros em campo, apareceram pouco. Com isso, a transição de bola até os atacantes não aconteceu de forma adequada. Apesar de ser o Cruzeiro que precisava balançar as redes, as melhores chances de marcar pertenceram ao San Lorenzo.

O cenário só começou a mudar aos 19, em conclusão de Marcelo Moreno da entrada da área, obrigando Torrico a fazer grande defesa. No minuto seguinte Dedé desviou cobrança de escanteio e o goleiro argentino voltou a trabalhar bem. Aos 25, finalmente as redes balançaram em favor do Cruzeiro. Após cruzamento da esquerda, Bruno Rodrigo subiu mais que todo mundo para testar para o gol.

O último quartil do jogo foi de pura pressão para a Raposa. Jogando com apoio da torcida, a equipe foi para cima do San Lorenzo, que abdicou do ataque e passou a se defender com todas as forças, inclusive com a tradicional catimba, que rendeu a expulsão de Romagnoli. Apesar dos esforços celestes, o placar de 1 a 1 não foi o suficiente para seguir na Libertadores.

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Nos pênaltis, Sevilla vence o Benfica e conquista a Liga Europa


Depois de 0 x 0 nos 120 minutos, o goleiro Beto foi decisivo e garantiu o título nas penalidades

Beto defendeu duas cobranças e garantiu o título do Sevilla | Crédito: Tony Gentile/REUTERS

Jogando em Turim, no Juventus Stadium, Sevilla e Benfica disputaram a final da Liga Europa. Depois de 120 minutos de jogo e pênaltis, o Sevilla conquistou o título, graças a duas defesas do goleiro Beto nas penalidades

No primeiro tempo, o Águrias foi mais agressivo que o time espanhol, mas não conseguiu marcar. Aos 14, após falha do goleiro Beto, Garay teve a chance e mandou pra fora. Aos 45, Rodrigo recebeu na área, fez boa jogada, porém parou na boa defesa de Beto.

Na segunda etapa, o Benfica continuou bem e deu o primeiro perigo, aos 3 minutos. O brasileiro Lima recebeu bom passe e chutou para mais uma bela defesa do goleiro. Após esse lance, o Sevilla partiu pra cima aos 6 e aos 15, com ótimas jogadas de Reyes, mas a primeira foi pra fora e a segunda o goleiro Oblak fez boa defesa. Com muita vontade e sem muita técnica, as equipes ainda arriscaram algumas jogadas, mas a partida foi para prorrogação.

Com o empate também na prorrogação, as equipes decidiram nos pênaltis. Nas cobranças, o goleiro Beto fez duas defesas e garantiu a vitória, por 4 x 2, para o time espanhol.





 Taça da Liga Europa que será entregue para o Sevilla (Fonte: PLACAR)

terça-feira, 13 de maio de 2014

Deschamps anuncia lista da seleção da França e deixa Nasri fora


Gazeta Press

Treinador divulgou os 23 convocados e os outros sete que podem estão em espera. Além de meia do City, Eric Abidal também não foi chamado

Deschamps anunciou lista com 30 convocados e deixou Samir Nasri de fora (Getty Images)


Nesta terça-feira, a França divulgou a lista dos 23 jogadores que irão disputar a Copa do Mundo no Brasil, além dos sete suplentes que estarão à disposição para qualquer problema com os convocados. A surpresa ficou por conta da ausência do campeão inglês, Samir Narsi, um dos destaques do Manchester City na campanha que culminou com o quarto título da equipe na disputa nacional.

No lugar dele, Clement Grenier, de apenas 23 anos, e Paul Pogba, de 21, aparecem como opções para o meio-campo. Valbuena também está na lista de convocados. Outra ausência, mas já prevista, é a de Eric Abidal, lateral do Monaco, que recentemente anunciou sua aposentadoria. O defensor tratou um câncer em 2011, quando ainda atuava pelo Barcelona.

A França integra o Grupo E, ao lado de Suíça, Equador e Honduras, e sua estreia está marcada para o dia 15 de junho, às 16 horas (de Brasília), no Beira-Rio, frente aos hondurenhos.

Confira a lista de 23 jogadores da seleção francesa:

Goleiros: Mickaël Landreau (Bastia), Hugo Lloris (Tottenham), Steve Mandanda (Olympique de Marselha)

Defensores: Mathieu Debuchy (Newcastle), Lucas Digne (Paris Saint-Germain), Patrice Evra (Manchester United), Laurent Koscielny (Arsenal), Eliaquim Mangala (Porto), Bacary Sagna (Arsenal), Mamadou Sakho (Liverpool), Raphaël Varane (Real Madrid)

Meio-campistas: Yohan Cabaye (Paris Saint-Germain), Clément Grenier (Lyon), Blaise Matuidi (Paris Saint-Germain), Rio Mavuba (Lille), Paul Pogba (Juventus), Moussa Sissoko (Newcastle), Mathieu Valbuena (Olympique de Marselha)

Atacantes: Karin Benzema (Real Madrid), Olivier Giroud (Arsenal), Antoine Griezmann (Real Sociedad), Loic Rémy (Newcastle), Franck Ribéry (Bayern de Munique)

* Os sete reservas da convocação são: Rémy Cabella, Maxime Gonalons, Alexandre Lacazette, Loic Perrin, Stéphane Ruffier, Morgan Schneiderlin e Bento Tremoulinas

Bandeirinha é afastada após erro contra Cruzeiro


Gazeta Press


Fernanda Colombo Uliana foi criticada por marcar um impedimento inexistente em clássico do time celeste contra o Atlético-MG

A bandeirinha Fernanda Colombo Uliana foi afastada pela Comissão de Arbitragem da CBF. A informação é do jornal Folha de S. Paulo. A decisão foi tomada após o erro cometido no clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro, pelo Campeonato Brasileiro, na qual assinalou um impedimento inexistente de Alisson, do time celeste, aos 41 minutos do segundo tempo. A Raposa acabou perdendo por 2 a 1.

"O erro é analisado por uma comissão e todos árbitros e assistentes que cometem erros passam por um treinamento com o instrutor da federação que é vinculado", disse Nilson Monção, vice-presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, à Folha.

Irritado com o erro contra o Cruzeiro, Alexandre Mattos, dirigente do time celeste, criticou a bandeirinha, que também ficou conhecida pela aparência. "Aí, a gente pega essa bandeira, bonitinha, que estava ali no canto. Os caras gritam no ouvido dela e como ela não tem preparo, levanta a bandeira, porque fica apavorada. Isso porque ela tinha errado na rodada passada.(...)Estão tentando promover ela porque ela é bonitinha e não é por ai. Ela tem que ser boa de serviço, profissional e competente. O erro dela foi muito, muito, muito anormal, coisa de quem está começando uma carreira. Se é bonitinha, que vá posar para a Playboy, não trabalhar com futebol".

A bandeirinha também foi criticada por sua atuação na partida entre São Paulo e CRB, pela Copa do Brasil, na quarta-feira passada, na qual marcou errado três impedimentos.

Flamengo acerta com Ney Franco até o final de 2015


Gazeta Press

Campeão da Copa do Brasil (2006) e do Carioca (2007) em sua primeira passagem pelo clube, treinador começa os trabalhos já nesta quarta (14)

Junto com Ney Franco, chegam ao Fla o preparador físico Alexandre Lopes e o auxiliar técnico Éder Paixão (Getty Images)


O Flamengo anunciou nesta terça-feira (13) a contratação do técnico Ney Franco, que havia começado o ano no Vitória, até o final de 2015. O treinador, que já levantou os troféus da Copa do Brasil de 2006 e do Campeonato Carioca de 2007 em sua primeira passagem pelo Rubro-Negro, será apresentado na quarta (14), quando já começa os trabalhos com a equipe principal.

Além de Ney Franco, chegam junto com ele o preparador físico Alexandre Lopes e o auxiliar técnico Éder Paixão, que também estavam com o técnico no clube baiano.

A anúncio de Ney Franco como novo técnico acontece apenas um dia depois da controversa demissão de Jayme de Almeida. Após assumir o clube da Gávea no segundo semestre do ano passado, Jayme levou o time aos títulos da Copa do Brasil e do Campeonato Carioca, mas falhou em avançar às fase de oitavas de final da Copa Bridgestone Libertadores.

Cruzeiro recebe San Lorenzo precisando vencer para avançar


Gazeta Press

Equipe mineira perdeu na Argentina por 1 a 0 e precisa de uma vitória por dois ou mais gols para sair do Mineirão com a vaga

Cruzeiro precisa vencer por dois ou mais gols para ir à semifinal (Washington Alves/Divulgação/Cruzeiro)


Único time Brasileiro ainda vivo na Libertadores, o Cruzeiro vai precisar reverter vantagem do San Lorenzo se quiser seguir na briga pelo título da América. A Raposa vai receber os argentinos nesta quarta-feira, às 22h, no Mineirão, e somente um resultado positivo interessa para os celestes para não serem eliminados.

Na partida de ida, na Argentina, o San Lorenzo venceu o Cruzeiro por 1 a 0, e joga por empate ou derrota por um gol de diferença, desde que balance as redes cruzeirenses. Novo placar de 1 a 0, só que favorável ao time brasileiro leva a decisão da vaga nas semifinais da competição de clubes mais importante da América para disputa de pênaltis.

Pensando nesta possibilidade, o Cruzeiro treinou pênaltis durante a preparação para a partida, que contou, inclusive, com treinos fechados para a imprensa. Marcelo Oliveira optou pelo mistério é só vai revelar a escalação celeste minutos antes da partida no Mineirão. A maior dúvida do treinador é no ataque, que vai precisar funcionar.

Logo após o jogo contra o Atlético-MG, pelo Brasileirão, Marcelo Oliveira acenou com a possibilidade de mudar o ataque celeste, iniciando o jogo com Marcelo Moreno. O comandante celeste, porém, não confirmou a entrada do boliviano, muito menos que sairia da equipe. Júlio Baptista e Ricardo Goulart são mais cotados para ir para o banco de reservas.

Com Falcao García, Colômbia anuncia lista com 30 jogadores


Além do atacante do Monaco, foram convocados Edwin Valencia, do Fluminense, James Rodríguez, do Monaco, e Pablo Armero, do West Ham


Falcao Garcia é o grande destaque da Colômbia | Crédito: Christopher Lee/Getty Images

O treinador José Pékerman anunciou os 30 jogadores convocados para defender a Colômbia na Copa do Mundo. O astro da equipe Falcao García, que se recupera de uma lesão, está na lista.

Além do jogador do Monaco, foram convocados Edwin Valencia, do Fluminense, James Rodríguez, do Monaco, e Pablo Armero, do West Ham.

A colômbia está no Grupo C do Mundial, com Costa do Marfim. Japão e Grécia.

Confira os 30 jogadores pré-convocados para a Copa do Mundo:

Goleiros: Mondragón (Deportivo Cali), David Ospina (Nice/FRA) e Camilo Vargas (Santa Fe)

Defensores: Eder Álvarez Balanta (River Plate/ARG), Santiago Arias (PSV/HOL), Pablo Armero (West Ham/ING), Alexander Mejía (Atl. Nacional), Aquivaldo Mosquera (América/MEX), Amaranto Perea (Cruz Azul/MEX), Carlos Valdés (San Lorenzo/ARG), Mario Yepes (Atalanta/ITA) e Cristian Zapata (Milan/ITA) e Camilo Zúñiga (Nápoles/ITA)

Meio-campistas: Abel Aguilar (Toulouse/FRA), Juan Guillermo Cuadrado (Fiorentina/ITA), Fredy Guarín (Inter/ITA), Victor Ibarbo (Cagliari/ITA), Juan Fernando Quintero (FC Porto/POR), Aldo Leao Ramírez (Morelia/MEX), James Rodríguez (Monaco/FRA), Carlos Sánchez (Elche/ESP), Elkin Soto (Mainz/ALE), Macenlly Torres (Al-Shabab/ARA) e Edwin Valencia (Fluminense/BRA)

Atacantes: Carlos Bacca (Sevilha/ESP), Falcao García (Monaco-FRA), Teófilo Gutiérrez (River Plate/ARG), Jackson Martínez (FC Porto/POR), Luis Fernando Muriel (Udinese/ITA) e Adrián Ramós (Hertha/ALE)

Fonte: PLACAR

Sem Tevez, Sabella anuncia os 30 convocados da Argentina


Demichellis está de volta e Carlitos Tevez está fora


Alejandro Sabella 'revolucionou' na convocação argentina para a Copa do Mundo | Crédito: Jamie McDonald/Getty Images

O técnico da seleção Argentina, Alejandro Sabella anunciou a lista com os 30 pré-convocados para a Copa do Mundo. A relação apresenta algumas surpresas como a volta do contestado zagueiro, Martin Demichellis, além de Gabriel Mercado, Rinaudo, Enzo Peréz e Franco Di Santo.

Nem mesmo o 'clamor' popular por Carlitos Tevez foi capaz de dobrar Sabella, que optou por Di Santo, atacante do Werder Bremen, que marcou apenas quatro gols nesta temporada e vestiu a camisa da Albiceleste em apenas três oportunidades.

Confira os 30 jogadores da Argentina pré-convocados para a Copa:

Goleiros: Sergio Romero, Mariano Andújar, Agustín Orion

Zagueiros: Ezequiel Garay, Federico Fernández, Pablo Zabaleta, Marcos Rojo, José María Basanta, Hugo Campagaro, Nicolás Otamendi, Martín Demichelis, Gabriel Mercado, Lisandro López

Meias: Fernando Gago, Lucas Biglia, Javier Mascherano, Ever Banega, Angel Di María, Maxi Rodríguez, Ricardo Alvarez, Augusto Fernández, Enzo Pérez, José Sosa, Fabián Rinaudo

Atacantes: Sergio Agüero, Lionel Messi, Gonzalo Higuaín, Ezequiel Lavezzi, Rodrigo Palacio, Franco Di Santo

Fonte: PLACAR

Governo divulga gastos com a Copa do Mundo: 25,6 milhões de reais


Mais de 83% dos gastos saíram de cofres públicos

O estádio do Maracanã: Brasil gastou mais de 7 bilhões em obras com estádios | Crédito: Divulgação

O governo brasileiro deu números do investimento feito na Copa do Mundo de 2014, que começa dentro de 30 dias. Segundo o blanço oficial, foram 25,6 milhões de reais gastos em obras para o torneio, entre obras de estádios e infra-estrutura. Deste valor, 83,6% saíram dos cofres públicos, sendo que apenas 4,2 milhões de reais são da iniciativa privada.

A maior parte dos gastos foi feita para o transporte e aeroportos. Somadas, as obras de vias e transporte público e dos aeroportos dá 60,1% dos investimentos. São 33,6% (ou 8,6 bilhões de reais) com transporte terrestre e 26,5% (6,8 bilhões de reais) com o transporte aéreo. Os portos ainda somaram 2,6% do total dos investimentos, enquanto a infraestrutura das telecomunicações receberam 1,4% dos investimentos. Estes foram os gastos que ficarão como legado após o torneio.

O segundo maior gasto foi com os estádios. 27,7% dos 25,6 milhões de reais foram investidos nas reformas e construção dos 12 estádios do Mundial, totalizando 7,09 bilhões de reais. Outros 7,3% foram utilizados para segurança pública, enquanto o turismo recebeu 0,8%.

Ainda segundo os dados oficiais do governo brasileiro, as obras da Copa do Mundo geraram um total de 3,6 milhões de empregos diretos.

Fonte: PLACAR


Com CR7 e mais 29, Portugal divulga lista de pré-convocados


Lista final deve ser definida no dia 19 de maio

Portugal foi convocado para a Copa de 2014 com Cristiano Ronaldo na lista | Crédito: Martin Rose/Getty Images

Nesta terça-feira (13), Paulo Bento divulgou a lista dos 30 nomes pré-convocados para disputarem a Copa do Mundo no Brasil. Os 29 jogadores brigarão por uma vaga ao lado do melhor jogador do mundo, Cristiano Ronaldo. O treinador convocou dez atacantes e quatro goleiros e, dessa forma é muito provável que haja cortes nesses setores.

O Real Madrid está representado pelo beque Pepe e pelo lateral esquerdo Coentrão, além do craque CR7. Paulo Bento anunciou que fará os sete cortes decisivos no próximo dia 19 de maio, segunda-feira.

Portugal integra o Grupo G do Mundial, ao lado de Alemanha, Estados Unidos e Gana. Sua estreia está marcada para o dia 16 de junho, em Salvador, diante dos outros europeus. Depois, encara os norte-americanos em Manaus e, por fim, duela com Gana em Brasília.

Confira os 30 pré-convocados da seleção de Portugal:

Goleiros: Anthony Lopes (Lyon-FRA), Beto (Sevilla=ESP), Eduardo (Braga) e Rui Patrício (Sporting)

Defensores: André Almeida (Benfica), Antunes (Málaga-ESP), Bruno Alves (Fenerbahçe-TUR), Fábio Coentrão (Real Madrid-ESP), João Pereira (Valencia-ESP), Neto (Zenit-RUS), Pepe (Real Madrid-ESP), Ricardo Costa (Valencia-ESP) e Rolando (Internazionale-ITA)

Meio-campistas: André Gomes (Benfica), João Mário (Vitória de Guimarãs), João Moutinho (Monaco-FRA), Miguel Veloso (Dínamo de Kiev-UCR), Raul Meireles (Fenerbahçe-TUR), Rúben Amorim (Benfica) e William Carvalho (Sporting)

Atacantes: Cristiano Ronaldo (Real Madrid-ESP), Éder (Braga), Hélder Postiga (Lazio-ITA), Hugo Almeida (Besiktas-TUR), Ivan Cavaleiro (Benfica), Nani (Manchester United-ING), Rafa (Braga), Ricardo Quaresma (Porto), Varela (Porto) e Vieirinha (Wolfsburg-ALE)

Fonte: Gazeta Press

46 ex-jogadores participam como comentaristas durante a Copa


ESPN Brasil conta com uma legião estrangeira, enquanto o Sportv tem como trunfo os ex-capitães campeões mundiais


ESPN Brasil traz uma equipe de feras como comentaristas da Copa do Mundo | Crédito: Reprodução

A Copa do mundo 2014 está repleta de novidades. Este será também o mundial com o maior número de ex-jogadores comentaristas. Ao todo 40 ex-boleiros devem empunhar os microfones e dar seu pitacos.

Entre as Tvs abertas, Globo e Band apostam em soluções caseiras. Pela emissora platinada, os escalados são: Juninho Pernambucano, Roberto Carlos e Ronaldo, além dos comentaristas tradicionais. Enquanto, a Band traz Branco, Veloso, Eder Aleixo, Pedrinho e Bobô.

Apesar de não transmitir as partidas, o SBT téra 'Papai Joel', Edmílson e Paulo Sergio como seus analistas.

A grande revolução acontece principalmente nos canais fechados. A ESPN traz uma verdadeira Copa do Mundo e aposta em ex-craques da Argentina, Colômbia, Estados Unidos, México, Alemanha, Holanda, Inglaterra e Uruguai.

Enquanto, o Sportv vai utilizar a participação de ex-capitães campeões mundiais como a 'carta na manga'. Até o momento estão confirmados: Daniel Passarela, Fabio Cannavaro, Franz Beckenbauer e Lothar Mathäus.

Confira a relação de ex-jogadores comentaristas durante a Copa do Mundo:

Band: Branco, Bobô, Denílson, Djalminha, Edmundo, Eder Aleixo, Neto, Pedrinho, Ronaldo Giovanelli e Veloso

Globo: Caio Ribeiro, Junior, Juninho Pernambucano, Roberto Carlos, Roger Flores, Ronaldo e Walter Casagrande

SBT: Edmílson, Joel Santana e Paulo Sérgio

ESPN Brasil: Alexi Lalas, Freddy Rincón, Gilberto Silva, Hugo Sanchez, Ivan Zamorano, Jared Borgetti, Juan Pablo Sorin, Loco Abreu, Luis Roberto Zague, Mario Kempes, Michael Ballack, Steve McManaman, Van Nistelrooy e Zé Elias

Fox Sports: Mário Sérgio, Paulo César Falcão e Renê Simões

Sportv: Carlos Alberto Torres, Daniel Passarela, Fabio Cannavaro, Fernandão, Franz Beckenbauer, Lothar Mathäus, Ricardinho, Ricardo Rocha e Willian Machado

Fonte: PLACAR

Miranda e Alan Kardec aparecem em lista de suplentes do Brasil


Diego Cavalieri e Filipe Luís também fazem parte da lista de Felipão

Miranda entrou na lista de suplentes de Felipão para a Copa de 2014 | Crédito: Denis Doyle/Getty Images

Nesta terça-feira (13), data limite para a entrega das listas com 30 convocados de cada seleção à Fifa, o Brasil teve sua lista de suplentes divulgada.

Os sete nomes extras de Felipão contemplam, ao menos, um jogador por posição. Para o gol, a escolha foi de Diego Cavalieri, do Fluminense. Na lateral direita, Rafinha, do Bayern de Munique, que esteve na última convocação do Brasil, aparece como opção.

A dupla do Atlético de Madri, que era esperada entre os 23, completam a defesa. Na zaga, Miranda. Já na lateral-esquerda, Filipe Luís.

Para o meio de campo, a dupla de "Lucas" aparece como opção. Lucas Leiva, do Liverpool, que sofreu com lesões nos últimos meses, aparece como escolha para volante. Já na meia, Lucas Moura, do PSG, ficou na espera.

Para o ataque, outro nome que era observado por Felipão. Alan Kardec, que destacou-se pelo Palmeiras, e nesta terça (13) foi apresentado pelo São Paulo, ficou como opção.

Em 2010, lista de suplentes tinha jogadores atuando no Brasil

Na lista de suplentes de Felipão, há dois jogadores que atuam no Brasil. Na lista de Dunga, há quatro anos, havia três. Diego Tardelli, Ganso e Sandro faziam parte da lista de suplentes.

Daquela lista, apenas um jogador consta na atual seleção. Marcelona, que já atuava no Real Madrid, ficou como opção de Michel Bastos. Neste ano, o jogador deve ser titular no Brasil.

Os jogadores que estavam na lista de Dunga eram: Diego Tardelli (Atlético-MG), Ganso (Santos), Carlos Eduardo (Hoffenheim-ALE), Marcelo (Real Madrid-ESP), Alex (Chelsea-ING), Ronaldinho Gaúcho (Milan-ITA) e Sandro (Internacional).

Veja a lista dos sete suplentes do Brasil de 2014:

Goleiro: Diego Cavalieri (Fluminense)

Lateral-direito: Rafinha (Bayern de Munique-ALE)

Zagueiro: Miranda (Atlético de Madri-ESP)

Lateral-esquerdo: Filipe Luís (Atlético de Madri-ESP)

Volante: Lucas Leiva (Liverpool-ING)

Meia: Lucas Moura (Paris Saint-Germain-FRA)

Ataque: Alan Kardec (São Paulo)



Fonte: PLACAR

Em alta, Moreno pode ser titular do Cruzeiro na Libertadores


Gazeta Press

Atacante boliviano anotou o gol do Cruzeiro no clássico contra o Atlético-MG e é o artilheiro da equipe no Campeonato Brasileiro

Moreno não viveu bons momentos no Grêmio em 2013, mas recuperou o bom futebol no Cruzeiro, neste ano (Dudu Macedo / Fotoarena)

O atacante Marcelo Moreno foi escalado de última hora para participar do clássico contra o Atlético-MG, e conseguiu atuar bem anotando o gol do Cruzeiro no jogo. O bom desempenho do avante boliviano pode render a titularidade no duelo desta quarta-feira, contra os argentinos do San Lorenzo, pela Copa Bridgestone Libertadores.

O preferido do técnico Marcelo Oliveira para jogar o clássico era Borges, mas o jogador reclamou de cansaço muscular e acabou sendo vetado para a partida, dando chances para Moreno, que agradou ao treinador celeste. Atento ao bom momento vivido pelo atacante, o técnico cruzeirense cogita usar o boliviano desde o início contra o San Lorenzo.

“A dúvida é colocada não apenas quando o jogador atua pouco tempo, mas também pela partida que ele fez. O Moreno se candidata a ser titular na quarta-feira. O que eu mais primo é coerência, justiça, então não tem problema algum. Outros jogadores já jogaram, depois ficaram fora, isso sempre no sentido de buscar a coerência na hora certa, na minha convicção", declarou.

No momento, Marcelo Moreno é o artilheiro do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro, com três gols.