sábado, 3 de maio de 2014

SÓ RESULTADOS



Camp. Russo:
(13º)Tom 2x1 Spartak Moscow(6º).
(7º)Kuban 4x0 Krylia(14º).

Camp. Ucraniano:
(14º)Metalurg Z. 0x1 Vorskla(7º).

Premier League:
(12º)West Ham 2x0 Tottenham(6º).
(14º)Aston Villa 3x1 Hull(15º).
(7º)Manchester Utd 0x1 Sunderland(17º).
(9º)Newcastle 3x0 Cardiff(20º).
(10º)Stoke 4x1 Fulham(19º).
(13º)Swansea 0x1 Southampton(8º).
(5º)Everton 2x3 Manchester City(1º).

Camp. Turco:
(11º)Eskisehirspor 1x4 Kayserispor(17º).
(6º)Kardemir 2x2 Konyaspor(12º).
(14º)Kayseri 1x0 Gaziantepspor(15º).
(18º)Antalyaspor 1x2 Elazigspor(16º).
(3º)Besiktas 2x1 Kasimpasa(7º).
(2º)Galatasaray 3x2 Genclerbirligi(8º).

Bundesliga:
(6º)Borussia Monchengladbach 3x1 Mainz(7º).
(13º)Frankfurt 0x2 Bayer Leverkusen(4º).
(2º)Borussia Dortmund 3x2 Hoffenheim(9º).
(16º)Hamburgo 1x4 Bayern Munique(1º).
(17º)Nuremberg 0x2 Hannover(11º).
(12º)Werder Bremen 2x0 Hertha Berlin(10º).
(15º)Stuttgart 1x2 Wolfsburg(5º).
(14º)Freiburg 0x2 Schalke(3º).
(18º)Braunschweig 0x1 Augsburg(8º).

La Liga:
(2º)Barcelona 2x2 Getafe(16º).
(13º)Málaga 0x1 Elche(14º).
(17º)Osasuna 0x2 Celta(8º).
(18º)Valladolid 1x0 Espanyol(12º).

Eredivisie:
(16º)RKC 0x3 Heerenveen(5º).
(3º)Twente 2x2 Zwolle(11º).
(8º)AZ 1x1 Feyenoord(2º).
(7º)Groningen 3x1 Heracles Almelo(14º).
(4º)PSV 2x0 NAC(15º).
(13º)Go Ahead Eagles 0x1 Roda(18º).
(12º)Cambuur 1x2 ADO Den Haag(9º).
(1º)Ajax 2x2 NEC(17º).
(10º)Utrecht 2x1 Vitesse(6º).

Primeira Liga:
(5º)Nacional 1x1 Sporting(2º).

Copa da França:
Final:
Rennes 0x2 Guingamp.

Copa da Itália:
Final:
Fiorentina 1x3 Napoli.

Camp. Argentino:
(6º)Colon 0x2 Estudiantes(2º).
(10º)Rosario Central 0x0 Olimpo(9º).
(3º)Godoy Cruz 1x1 Vélez Sársfield(8º).
(5º)San Lorenzo 2x0 Atlético Rafaela(17º).

Camp. Uruguaio:
(3º)Fenix 5x1 Cerro Largo(15º).
(1º)Peñarol 4x0 Juventud(10º).
(6º)Defensor 2x1 Sud América(13º).
(2º)Mvo Wanderers 3x1 Racing(8º).

Camp. Paraguaio:
(8º)Sportivo Luqueño 1x1 Nacional(3º).
(7º)Rubio Ñu 0x2 Sol de América(5º).
(6º)Cerro Porteño 4x1 12 de Outubro(11º).

Camp. Equatoriano:
(2º)Independiente del Valle 4x0 Liga de Loja(3º).

Camp. Colombiano:
Quartas de Final: Volta:
Millonarios 1x1 La Equidad.

Camp. Mexicano:
Quartas de Final: Volta:
Cruz Azul 2x2 León.

ES:
(3º)Castelo 3x0 Conilon(Conilon desistiu).
(5º)Vitória 1x2 Real Noroeste(7º).
(2º)São Mateus 3x1 Desportiva(6º).

AM:
Final 2º Turno: Ida:
Nacional 2x1 Princesa do Solimões.

AP:
(4º)Santana 0x1 Santos(1º).

RO:
(4º)Rolim de Moura 2x1 Pimentense(3º).
(2º)Ariquemes 4x0 Ji-Paraná(7º).
(1º)Vilhena 2x1 Genus(6º).

PI:
Semifinal 2º Turno:
4 de Julho 1x0 Flamengo.

Série C:
Grupo A:
(5º)CRB-AL 0x0 Paysandu-PA(1º).
Grupo B:
(8º)Guaratinguetá-SP 2x2 Caxias-RS(5º).
(3º)Macaé-RJ 1x0 São Caetano-SP(4º).
(10º)Duque de Caxias-RJ 1x2 Mogi Mirim-SP(1º).
(9º)Guarani-SP 1x1 Madureira-RJ(2º).

Série B:
(14º)Ponte Preta-SP 2x2 Luverdense-MT(6º).
(7º)Vasco-RJ 3x0 Atlético-GO(17º).
(11º)Ceará-CE 2x2 Náutico-PE(4º).
(12º)América-RN 0x2 ABC-RN(2º).
(18º)Boa-MG 1x3 América-MG(1º).
(9º)Sampaio Corrêa-MA 2x2 Oeste-SP(10º).
(19º)Vila Nova-GO 0x1 Avaí-SC(13º).

Série A:
(8º)Atlético-PR 2x3 Cruzeiro-MG(1º).
(14º)Santos-SP 0x0 Grêmio-RS(10º).
(3º)São Paulo-SP 2x2 Coritiba-PR(13º).
(2º)Fluminense-RJ 1x2 Vitória-BA(9º).

GIRO PELA EUROPA



Uma das mais disputadas edições do Campoenato Inglês dos últimos anos pode decidir os seus rebaixados no tribunal. Neste sábado, segundo informações do jornal The Guardian, Cardiff City, Fulham - ambos matematicamente rebaixados - e Norwich decidiram juntar forças e apelar contra uma punição branda dada pela Premier League ao Sunderland por escalar um jogador irregular. O Sunderland, que venceu neste sábado o Manchester United e teve uma recuperação incrível nos últimos meses depois de passar a liga inteira na zona de rebaixamento, escalou o atacante Ji Dong-Won de maneira irregular em quatro partidas da Premier League e em um jogo da Copa da Liga Inglesa.
O erro em questão foi de natureza administrativa. Ji foi contratado pelo Sunderland em 2011, mas passou a metade final da temporada 2012-2013 emprestado ao Augsburg. Quando o fim do empréstimo acabou, o Sunderland deveria ter requerido à Federação Alemã uma autorização internacional para que o jogador ficasse com a situação regularizada na Inglaterra e pudesse atuar normalmente.


##############################################


O Valladolid segue vivo na briga contra o rebaixamento no Campeonato Espanhol. Jogando em casa, a equipe contou com um gol Rukavina para bater o Espanyol por 1 a 0 e respirar mais na briga contra a degola. A vitória levou o Valladolid aos 35 pontos, a mesma pontuação do Osasuna, primeiro time fora da zona de rebaixamento, mas com uma partida a menos. O problema é que esse jogo ainda a realizar é contra ninguém menos que o Real Madrid. Já o Espanyol fica com 41, no meio da tabela e sem muitas pretensões. A briga do Valladolid nas últimas três partidas é para não voltar a viver no ioiô que se manteve nas últimas temporadas. A equipe conseguiu o acesso à elite espanhola em 2012 e já pode voltar para a segunda divisão. O Osasuna ficou mais perto desta briga contra o rebaixamento justamente porque se complicou neste sábado. Mesmo jogando em casa, a equipe perdeu para o Celta com dois gols de Nolito. Mesmo com o triunfo, o Celta não tem chances de se classificar para os torneios europeus.

Veja todos os resultados deste sábado:

Barcelona 2 x 2 Getafe

Málaga 0 x 1 Elche

Osasuna 0 x 2 Celta

Valladolid 1 x 0 Espanyol


#################################################


O goleiro Marc-André ter Stegen fez sua última partida no Borussia Park defendendo as cores do Borussia Monchengladbach. Dessa forma, o clube o homenageou e o presenteou antes da vitória da equipe por 3 a 1 sobre o Mainz, neste sábado, pela penúltima rodada do Campeonato Alemão. O atleta se emocionou e chorou copiosamente. O arqueiro de 21 anos já anunciou sua saída do time e será o novo reforço do Barcelona, restando apenas o anúncio oficial por parte do clube catalão. Formado no Monchengladbach, o jogador da seleção alemã fez toda sua carreira na equipe. Porém, antes de embarcar para a Espanha, o goleiro tem uma última missão em solo germânico. Com seu time na sexta posição com 55 pontos, a três do quarto colocado Bayer Leverkusen, que é o último classificado à Uefa Champions League, ele tentará ajudar o Monchengladbach a garantir vaga ao torneio.
Para isso, precisa bater o Wolfsburg fora de casa e torcer por uma derrota do Leverkusen, em seu estádio, diante do Werder Bremen.


###################################################


O técnico francês Rudi García, da Roma, admitiu neste sábado que o título do Campeonato Italiano desta temporada ficará nas mãos do Juventus. Mesmo com chances matemáticas de sua equipe reverter a situação, ele parabenizou antecipadamente o time de Turim pela conquista.
"Não espero o scudetto. Para mim, o campeonato está encerrado. Parabéns a Juventus, um grande clube com grandes jogadores", afirmou García na véspera da partida contra o lanterna Catania, pela 36ª rodada da Série A.
A Roma precisaria de um milagre para garantir a taça. Seria necessário vencer três jogos - entre eles o duelo direto da próxima semana -, e torcer que o rival não pontue nas duas demais partidas.
A Velha Senhora volta a campo na próxima segunda-feira, quando receberá a Atalanta e, se somar apenas um ponto, já poderá celebrar o título.


####################################################


Dois gols de Edin Dzeko no Everton neste sábado ajudaram o Manchester City a superar o maior obstáculo no caminho rumo ao segundo título da equipe em três anos no Campeonato Inglês, enquanto que Cardiff City e Fulham foram rebaixados.
O Everton, cuja derrota classificou o Arsenal para a Liga dos Campeões da Europa, abriu o placar logo no início com um belo gol de Ross Barkley, mas o atacante da seleção argentina Sergio Aguero empatou e Dzeko colocou os visitantes em vantagem com dois gols.
Romelu Lukaku ainda botou emoção no final da partida ao descontar para os anfitriões, mas o City, ajudado pelo goleiro Joe Hart, que fez várias grandes defesas, resistiu à pressão e, com a vitória, ultrapassou o Liverpool no topo da tabela no saldo de gols.
Os dois times têm 80 pontos com dois jogos pela frente, ao passo que o Chelsea é o terceiro com 78, também com dois jogos a disputar, começando pelo Norwich, na zona de rebaixamento, no domingo.
O Liverpool joga seu penúltimo jogo fora de casa com o Crystal Palace na segunda-feira, e o City, com uma vantagem de nove gols no saldo, pega o Aston Villa em casa na quarta-feira antes da rodada derradeira do próximo fim de semana.

(Por Martyn Herman)



#########################################################################



A rodada da segunda divisão do Campeonato Inglês definiu neste sábado os quatro times que disputarão playoff por uma vaga na elite, se juntando assim a Leicester e Burnley, que garantiram com antecedência o acesso direto.
Derby County, Queen's Park Rangers, Wigan e Brighton ocuparam da terceira a sexta posição e com isso farão os decisivos duelos, que serão iniciados na próxima quinta-feira.
Campeão por antecipação, o Leicester encerrou participação hoje vencendo o Doncaster por 1 a 0, com gol de David Nugent, cobrando pênalti, em resultado que rebaixou o rival. Já o Burnley empatou com o Reading em 2 a 2 e tirou as chances do adversário ir ao playoff.
O Wigan se classificou mesmo com a derrota para o Blackburn por 4 a 3. Já o Brighton, que estava fora da zona de classificação no início da 42ª e última rodada, se garantiu ao bater o Nottingham Forest por 2 a 1, fora de casa.
Nesta quinta-feira, a primeira rodada do playoff será aberta com o Brighton recebendo o Derby. No domingo acontece o jogo de volta, na casa do time alvinegro. Na sexta-feira, o Wigan recebe o QPR, enquanto o jogo de volta, em Londres, ocorre na segunda-feira.




##########################################################################




O Manchester não aproveitou a brecha dada pelo Tottenham no início da 37ª rodada do Campeonato Inglês. Jogando em Old Trafford, os 'Diabos Vermelhos' perderam por 1 a 0 e, agora, dependem de um milagre para conquistar a vaga na Liga Europa da próxima temporada.
O Manchester, que contou com o retorno do atacante Van Persie, tinha tudo para se aproximar da vaga no torneio europeu. Com a derrota do Tottenham para o West Ham por 2 a 0, o Manchester poderia diminuir a desvantagem para três pontos e ainda teria uma partida a menos.
No entanto, com o tropeço em casa, o Manchester estacionou nos 60 pontos, ocupando o sétimo lugar, e tem mais dois jogos pela frente, enquanto o Tottenham parou nos 66 com mais uma partida a fazer. Dessa forma, o Manchester precisaria ganhar seus próximos dois jogos e torcer por derrota do Tottenham na última rodada.
De acordo com o regulamento, apenas os quinto e sexto colocados têm lugar assegurado na Liga Europa. A terceira vaga no torneio ficou com o Hull City por ser finalista da Copa da Inglaterra. Seu adversário na final, o Arsenal, já está assegurado na Champions League após a derrota do Everton para o Manchester City por 3 a 2.
Para chegar à vitória sobre o Manchester, o Sundeland contou com um gol de Larsson aos 30 minutos do primeiro tempo.


############################################################################



Mesmo sem mais pelo que brigar no Campeonato Alemão, Borussia Dortmund e Hoffenheim trataram de fazer uma partida emocionante. Com direito a virada, o time aurinegro venceu por 3 a 2, no Signal Iduna Park, neste sábado, pela 33ª e penúltima rodada da competição.
Com o triunfo, a equipe treinada por Jurgen Klopp, que já tem o vice garantido, chegou a 68 pontos. O Hoffenheim, por sua vez, que não tem mais chances de cair ou disputar alguma competição europeia, estaciona nos 41 pontos, no meio da tabela.
Sem interferir no destino das equipes, o jogo serviu de homenagem a dois jogadores, já que esta foi a última partida do Dortmund em casa na temporada - o clube joga mais duas vezes, só que em Berlim.
Acertado com o Bayern de Munique, Robert Lewandowski, autor de 101 gols e um dos maiores atacantes da história do clube, recebeu um pôster e foi aplaudido pelos torcedores. O polonês voltaria a ser festejado pelos fãs ao ser substituído por Schieber nos acréscimos da etapa final.
O mesmo tratamento, antes do jogo, foi recebido pelo zagueiro Manuel Friedrich, que chegou a seis meses e ajudou o time, que sofreu com tantas lesões, mas não seguirá para a próxima temporada. Aos 34 anos, ele deve se aposentar.
Com a bola rolando, os visitantes surpreenderam e abriram o placar aos cinco minutos de bola rolando, quando Hummels falhou na saída de bola, e, na sequência, Rudy acionou Roberto Firmino, que chutou forte de dentro da área.
Porém, ainda no primeiro tempo, os mandantes mostrariam reação e marcariam três gols em questão de cinco minutos. Aos 29, em contra-ataque, Grosskreutz escapou da marcação, finalizou bem de fora da área e mandou no canto esquerdo do goleiro Grahl.
Dois minutos depois, Mkhitaryan concluiu cruzamento de Reus com a cabeça e mandou para o fundo do alvo. Já aos 34, Piszczek aproveitou bate-rebate na área após cobrança de falta e soltou a pancada no ângulo esquerdo.
Na etapa final, o duelo seguiria agitado e com as duas equipes criando chances de marcar. Porém, só ocorreu um gol e graças a uma falha do Weidenfeller. Aos 21, Sule chutou de muito longe, e o goleiro não evitou que a bola passasse entre suas pernas.

Schalke garante vaga na Champions; Leverkusen quase

Se Dortmund e Hoffenheim não tinha objetivos, o Schalke 04 tinha e o alcançou. A equipe visitou o Freiburg e, com gols de Ayhan e Huntelaar, triunfou por 2 a 0, ficando com 61 pontos na terceira posição. Como abriu seis de diferença para o quinto colocado, está garantido ao menos na fase pré-grupos da Uefa Champions League.
Quem ficou próximo da competição europeia foi o Bayer Leverkusen que superou o Eintracht Frankfurt por 2 a 0 (gols de Castro e Can), fora de casa, e ficou com 58 pontos. Assim, para depender apenas de si para assegurar a vaga, só precisará bater, na última rodada, o Werder Bremen, diante de seu torcedor.
Ainda sonhando com o principal torneio de clubes do Velho Continente, o Wolfsburg aparece no quinto lugar com 57 pontos após ter batido o Stuttgart por 2 a 1, fora de casa. De Bruyne e Olic, este nos acréscimos da etapa final, marcaram para os Lobos. Gentner fez o gol dos mandantes.
Também sonhando com a Champions, o Borussia Monchengladbach, com 55 pontos, bateu o Mainz por 3 a 1, em casa (gols de Stranzl, Kruse e Kramer - Choupo Moting descontou). O time derrotado é o sétimo, com 50 pontos, e fecha a zona de classificação à Liga Europa.

Rebaixamento

Os três últimos colocados foram definidos neste sábado, agora resta saber quais serão os dois times rebaixados e o clube que ficará antepenúltimo, o que dá uma sobrevida. Isso porque o 16º na tabela jogará um playoff contra o terceiro colocado da segunda divisão.
Todos os desesperados perderam. O lanterna Eintracht Braunschweig levou um gol de Bobadilla aos 49 minutos do segundo tempo e perdeu por 1 a 0 em seu estádio para o Augsburg. Com 25 pontos, o time segue um atrás do Nuremberg, que perdeu, em casa para o Hannover por 2 a 0, gols de Huszti e Schmiedebach.
Já o Hamburgo continua na 16ª posição com 27 pontos, mesmo com o revés por 4 a 1 para o Bayern de Munique, jogando diante de seu torcedor. O Stuttgart, 15º, com o revés para Wolfsburg, estacionou nos 32 pontos e, apesar disso, não corre mais qualquer risco de cair.

Veja os resultados da 33ª e penúltima rodada do Campeonato Alemão:

Borussia Dortmund 3 x 2 Hoffenheim

Borussia Mönchengladbach 3 x 1 Mainz

Stuttgart 1 x 2 Wolfsburg

Werder Bremen 2 x 0 Hertha Berlin

Nuremberg 0 x 2 Hannover 96

Freiburg 0 x 2 Schalke 04

Hamburgo 1 x 4 Bayern Munique

Eintracht Braunschweig 0 x 1 Augsburg

Eintracht Frankfurt 0 x 2 Bayer Leverkusen

Time da bola parada, Cruzeiro 'misto' vira contra Atlético-PR e segue invicto no Brasileiro

Por ESPN.com.br com agência Gazeta Press- espn.com.br

O Cruzeiro provou neste sábado que é o time da bola parada no Campeonato Brasileiro. Jogando no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, a equipe ficou atrás no placar duas vezes, mas buscou a virada por 3 a 2 contra o Atlético-PR pela terceira rodada do nacional. Nilton, Souza e Marcelo Moreno marcaram para o atual campeão brasileiro. Éderson e Marcelo fizeram para o clube de Curitiba.

Com o placar, a equipe do técnico Marcelo Oliveira - que poupou boa parte dos titulares para a partida contra o San Lorenzo, na próxima quarta-feira, pela Libertadores - está momentaneamente na primeira colocação com sete pontos. O time paranaense tem quatro pontos e é o oitavo mais bem posicionado.

Antes do partida deste sábado, os três gols do time na Série A tinham sido de bolas paradas: na estreia, contra o Bahia, dois de escanteio; e contra o São Paulo, de falta.

Contra o Atlético-PR - que ficou com um a menos a maior parte da segunda etapa, após a expulsão de Dráusio - , a receita foi seguida à risca nos dois primeiros gols: Nilton fez de cabeça após escanteio, enquanto Souza converteu um pênalti. O último gol, de Marcelo Moreno, foi de cabeça. após cruzamento do mesmo Souza.

Na próxima rodada, no domingo (11/5), o Cruzeiro enfrenta o Atlético-MG no Independência, às 16h. O Atlético-PR volta a campo no sábado (10/5), às 18h30, no Beira-Rio.

O jogo

Mandante no Mané Garrincha, o Atlético-PR logo tratou de pressionar os reservas do Cruzeiro na zona defensiva mineira, acionando muitas vezes o atacante Marcelo. Já a tática do rival durante o primeiro tempo foi a troca de passes, valorizando a posse de bola.

O Atlético-PR tirou o placar do zero aos 23 minutos da primeira etapa. Natanael cruzou da esquerda e Ederson pulou para cabecear, ganhando de Wallace e colocando a bola no contrapé do goleiro Fábio para marcar o primeiro tento do confronto.

O gol mudou a postura do Cruzeiro, que passou a pressionar mais os defensores paranaenses. O time celeste teve chance após falta cobrada no meio da área que contou com o desvio de Bruno Rodrigo, obrigando Weverton a fazer uma grande defesa.

A tática cruzeirense surtiu efeito aos 35 minutos da primeira etapa, quando o placar voltou a ficar empatado. Após cobrança de escanteio de Egídio, Nilton subiu mais que a defesa e cabeceou para o chão, não dando chances para o goleiro Weverton defender.

A resposta não demorou muito. Cinco minutos depois do gol cruzeirense, Marcelo deixou o Atlético-PR à frente do marcador novamente. Ederson cruzou na área e a zaga rebateu, sobrando para o atacante marcar o tento.

Na volta do intervalo, o Atlético-PR teve Dráusio expulso no primeiro minuto da segunda etapa. Com dez jogadores, o Cruzeiro adotou uma postura mais ofensiva, colocando Dagoberto no lugar de Egídio.

A superioridade numérica melhorou o jogo do Cruzeiro, que criava muitas oportunidades na segunda etapa. Aos 28, Alisson invadiu a área e Natanael derrubou o jogador. Pênalti marcado e depois cobrado por Souza, que empatou para o time mineiro.

O jogo ficou concentrado nos contra-ataques, que levavam perigo à equipe de Minas Gerais. Mas ao mesmo tempo, deixavam a zaga desprovida. Aos 38, Marcelo Moreno aproveitou um cruzamento e virou a partida para o Cruzeiro, ganhando de dois defensores dos paranaenses.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 2 X 3 CRUZEIRO

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)

Data: 3 de maio de 2014, sábado

Horário: 18h30 (de Brasília)

Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)

Assistentes: Jesmar Benedito Miranda de Paula (GO) e Marcio Soares Maciel (GO)

Cartões amarelos: Weverton, Natanael e Cleberson (Atlético-PR); Wallace, Luan e Souza (Cruzeiro)

Cartão vermelho: Dráusio (Atlético-PR)

Gols:

ATLÉTICO-PR: Ederson, aos 23 minutos do primeiro tempo, e Marcelo, aos 40 minutos do primeiro tempo

CRUZEIRO: Nilton, aos 35 minutos do primeiro tempo, Souza, de pênalti, aos 29 minutos do segundo tempo, e Marcelo Moreno, aos 37 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-PR: Weverton; Sueliton, Dráusio, Cleberson e Natanael; Deivid, Otávio, Paulinho Dias (Mário Sérgio) e Marcos Guilherme (Léo Pereira); Marcelo e Ederson (Douglas Coutinho).

Técnico: Miguel Ángel Portugal

CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Wallace, Bruno Rodrigo e Egídio (Dagoberto); Nilton, Souza, Tinga (Alisson) e Marlone; Borges e Luan (Marcelo Moreno).

Técnico: Marcelo Oliveira

Marcelo Oliveira define o time do Cruzeiro para o jogo deste sábado


Fotos: Washington Alves/Light Press

O técnico do Cruzeiro, Marcelo Oliveira, definiu a escalação para a partida contra o Atlético-PR, neste sábado, às 18h30, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

Mais uma vez, o treinador optou por poupar quase todos os titulares, já que a Raposa começa a disputar as quartas de final da Copa Libertadores da América contra o San Lorenzo, na próxima quarta-feira, em Buenos Aires, na Argentina.

De acordo com o comandante celeste, o Cruzeiro vai começar o jogo contra a equipe paranaense com Fábio; Mayke, Bruno Rodrigo, Wallace e Egídio; Nilton, Souza, Tinga e Marlone; Luan e Borges.

“Achamos melhor jogar com esse time que não vem jogando, mas que já participou algumas vezes e de forma muito boa, com boa produção, porque tivemos um jogo muito intenso lá no Paraguai e teremos um outro jogo pela Libertadores na quarta-feira e logo depois um clássico também. Se temos essa possibilidade, vamos utilizar, temos um elenco bom e esperamos mais uma vez uma resposta boa”, disse o treinador.

Marcelo Oliveira disse ainda que irá manter o zagueiro Léo na reserva, já que ele será titular no primeiro confronto com o San Lorenzo, e pretende utilizar o atacante Dagoberto no decorrer da partida.

“Vamos segurar o Léo no banco, porque o Bruno (Rodrigo) está fora na quarta-feira e aí sim poderíamos perder um jogador importante, já com experiência de Libertadores. O Dagoberto vem passando por um processo de recondicionamento, de ganhar ritmo e eu achei por bem deixá-lo para o segundo tempo “, afirmou.



Site Oficial do Cruzeiro como a fonte da informação

Barcelona pega Getafe para ainda 'seguir vivo' no Espanhol



Por ESPN.com.br com Agência Gazeta Press- espn.com.br



Getty

A 36ª rodada do Campeonato Espanhol terá sequência neste sábado, quando o Barcelona recebe o Getafe no Camp Nou, na Catalunha, buscando uma vitória para se manter vivo na luta pelo título. O Barça é o segundo colocado com 84 pontos, quatro a menos que o líder Atlético de Madri. O Real Madrid aparece na terceira colocação com 82 pontos e um jogo a menos que seus concorrentes diretos ao caneco.

Para o Barcelona, a partida deste sábado é uma verdadeira decisão. O time, que não depende mais dos próprios resultados para ser campeão, terá pela frente um Getafe que faz campanha muito ruim e, com 35 pontos, luta para se manter na elite do futebol nacional.

"Nós precisamos fazer a nossa parte daqui para frente, ganhar os nossos jogos e ver o que vai acontecer nos jogos dos nossos concorrentes. O que mais me preocupa é os demais tropeçarem e nós não conseguirmos fazer a nossa parte", disse o argentino Lionel Messi, astro do Barcelona.

Além do duelo diante do Getafe deste sábado, o Barcelona ainda tem pela frente no Campeonato Espanhol um jogo fora de casa contra o Elche e uma ‘final' contra o Atlético de Madri no Camp Nou pela última rodada da competição.

Veja todos os confrontos programados para este fim de semana (horário de Brasília):

Sábado

11h Barcelona x Getafe

13h Málaga x Elche

15h Osasuna x Celta

17h Valladolid x Espanyol

Domingo

7h Almería x Betis

12h Levante x Atlético de Madrid

14h Sevilla x Villarreal

16h Real Madrid x Valencia

Segunda-feira

17h Real Sociedad x Granada

Schalke pode garantir vaga na Champions contra o Freiburg



Por ESPN.com.br com Agência Gazeta Press- espn.com.br


Getty

A penúltima rodada do Campeonato Alemão será disputada toda neste sábado. A principal atração é a luta do Schalke 04 para garantir matematicamente uma vaga na próxima Champions League. Atualmente na terceira posição com 58 pontos, o time visita o Freiburg, que cumpre tabela sem nenhuma aspiração, e, ganhando, estará matematicamente na Champions. Isso porque não poderá mais ser alcançado pelo Wolfsburg, atualmente melhor colocado fora da zona de classificação com 54 pontos.

O Schalke 04 ainda poderá se garantir diretamente na fase de grupos da Champions League. Mas, para isso, não depende apenas das próprias forças, já que teria que vencer e torcer por um tropeço do quarto colocado Bayer Leverkusen, que tem 55 pontos e visita Eintracht Frankfurt, na parte intermediária da tabela de classificação e sem maiores aspirações.

"Para nós seria muito importante garantir logo a vaga na Liga dos Campeões da Europa, sem dependermos da última rodada. Sei que a tarefa não é das mais tranquilas e que vamos encontrar muitas dificuldades para isso, porém, o nosso objetivo nesta rodada é ganhar e avançar, mesmo que a gente ainda não garanta a presença na fase de grupos", disse Jens Keller, técnico do Schalke.

Campeão por antecipação, o Bayern de Munique jogará fora de casa contra o Hamburgo, que tem 27 pontos e precisa de um triunfo para se manter fora da zona de rebaixamento, de onde está afastado por apenas um ponto. Para a equipe de Munique, a partida será disputada em clima de velório por conta da humilhante goleada de 4 a 0 sofrida em casa no meio de semana para o Real Madrid e que custou a eliminação nas semifinais da Champions League.

O Bayern, sob o comando do técnico espanhol Josep Guaridola, lutava pela conquista do bicampeonato continental.

Veja todos os confrontos programados para este fim de semana (horário de Brasília):

Sábado

10h30 Werder Bremen x Hertha Berlin

10h30 Hamburgo x Bayern de Munique

10h30 Eintracht Braunschweig x Augsburg

10h30 Borussia Mönchengladbach x Mainz 05

10h30 Borussia Dortmund x Hoffenheim

10h30 Stuttgart x Wolfsburg

10h30 Nuremberg x Hannover

10h30 Eintracht Frankfurt x Bayer Leverkusen

10h30 Freiburg x Schalke 04

Jael marca, e Joinville vence Icasa em jogo 'pré-julgamento Lusa'



Por ESPN.com.br com agência Gazeta Press- espn.com.br


Divulgação

O Joinville venceu sua segunda partida na Série B do Brasileiro. Na noite desta sexta-feira, o time recebeu o Icasa e bateu o adversário cearense por 2 a 1, em duelo válido pela terceira rodada. Jael - que chegou ao seu terceiro gol no torneio - e Edigar Júnio marcaram para o time da casa, enquanto Kanu descontou.

Com o resultado, o time comandado por Hemerson Maria chega a seis pontos em dois jogos e assume provisoriamente a liderança da competição. O Icasa, por outro lado, segue sem vencer e é o 19º, com um ponto ganho.

A partida foi a última antes do julgamento do STJD em relação ao duelo entre o clube catarinense e a Portuguesa. No jogo em questão, pela primeira rodada da Série B, o time paulista abandonou o campo após 17min, por causa de uma ordem judicial.

O julgamento está previsto para acontecer na próxima quarta-feira, dia 7 de maio, mesmo dia da convocação da seleção brasileira para a Copa do Mundo.

Na próxima rodada, a equipe catarinense recebe o Náutico, em seus domínios. O embate está marcado para o dia 10 de maio, sábado, às 16h20 (de Brasília). Por sua vez, o clube de Juazeiro do Norte visita o Vila Nova, no dia anterior, em Goiânia-GO.

O jogo

Após o revés em Juazeiro do Norte-CE para o Sampaio Corrêa-MA, o Icasa veio a Joinville precisando da vitória e criou a primeira chance da partida. Aos dez minutos, em cobrança de escanteio no lado esquerdo, Ivan saiu mal e viu Ricardinho cabecear sobre o travessão. A resposta do Joinville, quatro minutos mais tarde, veio em forma de gol. Jael cobrou falta na intermediária e contou com dois desvios na barreira para vencer Dionantan.

Com 17 jogados, o clube quase ampliou o marcador. Em cruzamento de Washington, Naylhor tentou afastar e quase mandou contra. Porém, aos 26 jogados, a zaga cearense nada pôde fazer para evitar o segundo tento mandante. Em lançamento de Jael, o atacante Edigar Júnio invadiu a área e tocou na saída de Dionantan. Preto Costa tentou afastar em cima da linha, mas não chegou a tempo.

No final da primeira etapa, os comandados de Hemerson Maria ficaram perto do terceiro. Após escapar pela ponta esquerda, Hugo invadiu a área e cruzou rasteiro, mas Glaybson, preciso, fez o corte e colocou a bola em escanteio.

Aos 18 minutos do segundo tempo, o técnico Tarcísio Pugliese promoveu a entrada do atacante Henry Kanu no lugar do cansado Felipe Klein. A substituição surtiu efeito aos 29 jogados, quando o camisa 19 invadiu a área, aplicou uma "caneta" no zagueiro Rafael e concluiu para o gol. Ivan ainda tocou na bola, mas não evitou. Mesmo sofrendo o gol, o Joinville conseguiu assegurar o triunfo.

FICHA TÉCNICA:

JOINVILLE-SC 2 x 1 ICASA-CE

Local: Arena Joinville, em Joinville-SC

Data: 2 de maio de 2014, sexta-feira

Horário: 19h30 (de Brasília)

Árbitro: Fábio Filipus-PR

Assistentes: Marcos Rogério da Silva-PR e Pedro Martinelli Christino-PR

Cartões amarelos: Bruno Costa e Naldo (Joinville); Naylhor e Douglas (Icasa)

Cartão vermelho: Elanardo (Icasa)

GOLS:

JOINVILLE-SC: Jael, aos 14' do 1T, e Edigar Júnio, aos 26' do 1T

ICASA-CE: Henry Kanu, aos 29' do 2T

JOINVILLE-SC: Ivan; Murilo Bedusco (Édson Ratinho), Bruno Aguiar, Rafael e Bruno Costa; Naldo, Washington e Marcelo Costa (Franco); Hugo (Francis), Edigar Júnio e Jael

Técnico: Hemerson Maria

ICASA-CE: Dionatan; Douglas, Naylhor, Preto Costa e Glaybson (Dodó); Jonatan Lima, Dodó e Elanardo; Felipe Klein (Henry Kanu), Ricardinho (Bismarck) e Zulu

Técnico: Tarcísio Pugliese

Santa Cruz fica no 1 a 1 com o Paraná e 'conquista' 3º empate na Série B


Por ESPN.com.br com agência Gazeta Press- espn.com.br


Gazeta Press

No ano em que retornou à Série B após sete anos, o Santa Cruz ainda não sofreu derrotas. Mas tampouco comemorou vitórias.

Nesta sexta-feira, na abertura da 3ª rodada da Série B, o time empatou no Mundão do Arruda contra o Paraná Clube por 1 a 1 e alcançou o terceiro empate na competição. Luciano Sorriso abriu o placar para os pernambucanos, enquanto Marcos Serrato igualou o marcador para os paranaenses.

Com o resultado, o Santa é o 12º colocado na competição nacional, com três pontos. O Paraná, por sua vez, é o quinto colocado, com quatro pontos.

Na próxima rodada, no sábado (10/5), o Santa enfrenta o Luverdense. O Paraná, por sua vez, vai até Fortaleza para enfrentar o Ceará, no Castelão, às 21h.

O jogo

Com o gramado pesado por conta da chuva que atinge Recife nos últimos dias, a expectativa era de um jogo truncado. Porém, com a bola rolando, os dois times saíram para o jogo. Aos seis minutos, Flávio Caça-Rato invadiu a área e fuzilou para boa intervenção de Marcos. Na resposta, aos 10 minutos, Tiago Cardoso teve que deixar a meta para dividir com Keno e salvar os donos da casa.

A partida era animada e o Santa Cruz chegou com perigo aos 18 minutos, em cabeçada de Léo Gamalho que Marcos foi buscar. O troco veio um minuto depois, com Giancarlo, que abriu espaço e disparou o chute para defesa de Tiago Cardoso. Mas, aos 23 minutos, Renatinho Cruzou e, após indefinição da zaga paranista, Luciano Sorriso mandou a bomba para abrir o placar.

O gol não desanimou os visitantes, que partiram par ao ataque. Aos 26 minutos, Giancarlo, de cabeça, criou mais uma oportunidade. Até que, aos 27 minutos, um dos estreantes da noite, Marcos Serrato, invadiu a área e bateu no cantinho para deixar tudo igual. Aos 33 minutos, Sandro Manoel tentou cruzamento fechado, direto nas mãos de Marcos. Aos 42 minutos, Léo Gamalho dominou na entrada da área, mas optou pelo chute, sem perigo.

Para a etapa final, as equipes retornaram sem alterações. Logo no primeiro minuto, Sandro Manoel arriscou o chute de longe, no canto direito, e Marcos teve trabalho para salvar. Aos cinco minutos, Caça-Rato invadiu a área e, no momento do chute, foi travado pela defesa paranista. O Santa Cruz voltou melhor após o intervalo e pressionava atrás do segundo gol.

Em suas raras descidas, o Paraná deixava ainda mais espaço para o adversário, como aos 10 minutos, em contra-ataque que terminou na cabeça de Léo Gamalho, que desviou sem direção. A equipe pernambucana quase se complicou sozinha, com Renan Fonseca tentado sair jogando e quase entregando o ouro para Keno, aos 13 minutos. Depois da emoção inicial, o nível técnico da partida despencou.

Os treinadores começaram a mexer nas equipes, tentando alguma coisa na reta final do jogo. Em seu primeiro toque na bola com a camisa paranista, Gabriel Barcos, aos 26 minutos, partiu para a jogada individual, mas ficou sem a bola na área.

Aos 35 minutos, Serrato recebeu lançamento, mas uma poça de água atrapalhou o andamento da jogada. Aos 41 minutos, Léo Ramalho não conseguiu pegar lançamento, mostrando que o Tricolor também não tinha mais forças em campo para buscar o segundo gol.

FICHA TÉCNICA:

SANTA CRUZ-PE 1 X 1 PARANÁ-PR

Local: Estádio do Arruda, em Recife (PE)

Data: 02 de maio de 2014, sexta-feira

Horário: 21 horas (de Brasília)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)

Assistentes: Evandro Gomes Ferreira (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)

Cartões amarelos: Everton Sena (Santa Cruz); Edson Sitta e Carlinhos Miranda (Paraná)

GOLS:

SANTA CRUZ: Luciano Sorriso, aos 23 minutos do primeiro tempo

PARANÁ: Marcos Serrato, aos 27 minutos do primeiro tempo

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Oziel (Nininho), Everton Sena, Renan Fonseca e Zeca; Sandro Manoel, Luciano Sorriso (Adilson), Carlos Alberto e Renatinho; Flávio Caça-Rato (Betinho) e Léo Gamalho

Técnico: Sérgio Guedes

PARANÁ: Marcos; Carlinhos Miranda, Brinner, Anderson Rosa e Rodrigo Mann; Cambará, Edson Sitta (Rodrigo Celeste), Lúcio Flávio e Marcos Serrato (Carlinhos); Keno (Gabriel Barcos) e Giancarlo

Técnico: Claudinei Oliveira

Chelsea pagará R$ 120 milhões para ter o atacante Diego Costa, diz jornal


Por ESPN.com.br- espn.com.br


Reuters

O Chelsea está disposto a desembolsar 32 milhões de libras, cerca de R$ 120 milhões, para contar com o futebol do atacante Diego Costa, destaque do Atlético de Madri. De acordo com o jornal inglês The Sun, esse é o valor que será dedicado pelos Blues para pagar a cláusula rescisória do atleta brasileiro naturalizado espanhol.

Aliás, segundo o jornal italiano "Gazzetta Dello Sport", Diego Costa já estaria com os salários acertados com a equipe inglesa. O atleta receberia praticamente R$ 2 milhões mensais, algo em torno de 150 mil libras por semana.

Para sacramentar o negócio, o Chelsea poderia oferecer algum jogador ao Atlético de Madri. Dois atletas são cogitados: o atacante Fernando Torres e o goleiro Courtois, que pertence ao Chelsea, mas está emprestado à equipe de Madri.

AGENDA DO ESPORTE REGIONAL





Jogos do Sábado 

CATEGORIA DE VETERANOS

Jogos Amistosos

15h30min

Polêmicos x Vila Ipanema - Em Ipatinga
Galeto x Mangueiras - Jurandir Ferreira - Em Cachoeira Escura
Ajax x Itamaraty - Menezão - Em Belo Oriente

Obs: Não haverá jogos pela categoria de veteranos concernente as equipes do Aluvaeira e do Oriente. O Aluvaeira cancelou o confronto que aconteceria frente ao time do São Francisco de Santana do Paraíso e o Oriente estará de folga.




Jogos do Domingo

CAMPEONATO AMADOR DE IPATINGA - 1ª DIVISÃO

 3ª Rodada da Primeira Fase

9h40min

Cidade Nobre x Iguaçu - Campo do Canaã

15h20min

Limoeiro x Universo - Campo da Vila Formosa
Beira-Rio x Vila Nova - Campo do Novo Cruzeiro
Novo Vale x Sem Futuro - Campo do Industrial
União x Industrial - Campo do Planalto II
Atlântico x Itamaraty - Campo do Nescau



CAMPEONATO AMADOR DE IPATINGA - 2ª DIVISÃO


2ª Rodada da Primeira Fase

15h20min

Bethânia x Barra Alegre
Vale Alto x Rio Branco
Pedra Branca x Chácaras Madalena
Palestra x AERC
Vila da Paz x Tiradentes
Esperança x Teneminas
Panorama x Vila Celeste

19hs

Renascer x Fourquilha

sexta-feira, 2 de maio de 2014

ESPECIALIZADO: Dia do Trabalhador em Belo Oriente foi marcado pela realização do 1ºTorneio de peteca da Amizade

Romero e Lafin conquistaram a competição



Por: José Dias Sorriso
Futblog do Sorriso




Dupla campeã: Romero e Lafin


O Dia dos trabalhadores (1), em Belo Oriente , em se tratando de atividades esportivas, foi marcado pela realização do 1º Torneio de Peteca da Amizade, que aconteceu na Praça do INSS, no Bairro Novo Oriente. A competição contou com vários participantes e agitou o período da  manhã e da tarde na cidade com jogos super disputados entre as duplas que se duelavam.

Dupla segunda colocada: Jânio e Vanderley

Após vários jogos, quem decidiu a competição foram as duplas formadas por: Romero/Lafin e Jânio/Vanderley. A partida colocou em cena duas excelentes duplas e o que se viu foi um duelo acirrado entre ambos, onde no final os vencedores: Romero e Lafin comemoraram a conquista do torneio.

Aconteceu ainda a disputa pelo terceiro lugar, com a dupla formada por: Douglas e Renato, levando a melhor sobre Luciano e Fábio Neres. O torneio que contou ainda com a participação de vários outros amantes do esporte na cidade de Belo Oriente, entre eles: Gonzaga Luizinho, Letin, Bruno, Paulo Otávio, Edson Martins de Almeida e Maycon.

Dupla terceira colocada: Douglas e Renato

Segundo Romero falou ao Futblog do Sorriso, foi muito proveitoso a competição realizada e que na cidade o esporte está precisando de mais incentivo, em especial do poder público. Ele destacou ainda a importância do torneio, a qual foi realizado, já que aproxima as pessoas e as tornam ainda mais amigas uma das outras.

1º Torneio de Peteca da Amizade com grandes talentos


GIRO PELO BRASIL





MEIA JADSON

O meia Jadson apontou uma clara evolução do Corinthians desde a decepcionante participação no Campeonato Paulista. Se a equipe ainda gera desconfiança em parte da torcida, ele vê uma consistência maior após o período de treinos de quase um mês que sucedeu o Estadual.
"Com certeza, somos melhores hoje. A equipe subiu muito de produção, é um trabalho que o Mano está colocando para a gente. A partir do momento em que os jogadores compreenderam o trabalho e se doaram mais, tudo melhorou", afirmou o camisa 10 alvinegro. Incluídas as duas últimas rodadas do Paulista, seus dois jogos na Copa do Brasil e o início do Campeonato Brasileiro, o Corinthians vem de quatro vitórias e dois empates. O time não levou nenhum gol no período, o que animou o técnico Mano Menezes, antes preocupado com a falta de consistência defensiva. O técnico não conseguiu, no entanto, integrar Renato Augusto à equipe como gostaria. O meia treinou como titular durante os quase 30 dias de preparação para o Nacional antes de sentir um de seus recorrentes problemas físicos. A expectativa é que esteja à disposição para o confronto com a Chapecoense, no domingo. "O Renato Augusto é um grande jogador. Antes de ele se machucar, treinamos juntos e tivemos um bom entrosamento. Vai ser um bom retorno, é um jogador de qualidade que pode nos ajudar", comentou Jadson, apostando na sequência do crescimento da equipe com a volta do companheiro.


GRÊMIO MANTÉM TÉCNICO

Como deixou claro em sua entrevista coletiva após a eliminação para o San Lorenzo na Libertadores, o presidente Fábio Koff decidiu manter o técnico Enderson Moreira no comando do Grêmio. Nesta quinta-feira, o treinador comandou um trabalho para os reservas, no Olímpico. A direção de futebol do clube também será mantida - a permanência de Rui Costa e Marcos Chitolina estava em dúvida, já que nenhum deles concedeu entrevistas após o jogo desta quarta-feira.
No Olímpico, Costa agradeceu a confiança de Koff e reiterou a convicção no treinador. "Nós vamos manter o trabalho. Tenho muita convicção no trabalho do Enderson. Depois do jogo, nós ficamos impactados com a derrota, mas temos que continuar trabalhando. O Enderson tem o grupo na mão. Tenho preocupação com o que o presidente pensa sobre o meu desempenho, foi ele quem me contratou, mas ele foi muito claro enfatizando que confia no nosso trabalho", afirmou o diretor.
Rui Costa também disse que espera ver um Grêmio que retome o caminho das vitórias no Brasileirão. "No imaginário popular, mudar tudo, às vezes, é a solução. Respeito muito o torcedor do Grêmio, eu também sou um. Mas o nosso grupo tem uma capacidade de indignação muito grande. Precisamos retomar o caminho de um grande título", declarou o dirigente.
No trabalho desta quinta, participaram apenas Maxi Rodríguez, Rodriguinho e Lucas Coelho, dentre os atletas que enfrentaram o San Lorenzo. A equipe titular volta aos trabalhos nesta sexta. Sábado o Grêmio reinicia sua busca por um grande título na Vila Belmiro, contra o Santos, pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro.



CORINTHIANS NO LUCRO

O bom público na Arena da Amazônia rendeu um dinheiro razoável ao Corinthians na segunda fase da Copa do Brasil. De acordo com o Nacional-AM, eliminado em jogo único na última quarta-feira, mais de R$ 700 mil ficaram com a agremiação do Parque São Jorge.
O regulamento da competição prevê o cancelamento da segunda partida em caso de vitória do visitante por ao menos dois gols de vantagem nas duas primeiras etapas. Nesse caso, 60% da renda líquida é destinada à equipe que sobrevive, ficando o restante para o mandante.
A vitória do Corinthians por 3 a 0 foi acompanhada por 35.773 espectadores, o que gerou R$ 1,97 milhão bruto. Do R$ 1,22 milhão líquido, o clube de São Paulo ficou com R$ 731.761,93. O Nacional-AM recebeu R$ 487.841,21, considerado bom por seus dirigentes.
A renda seria toda para a formação manauara se fosse forçada a segunda partida, mas foi clara a superioridade dos comandados de Mano Menezes. O Nacional agora se prepara para decidir o segundo turno do Campeonato Amazonense, contra o Princesa do Solimões.
Classificado à terceira fase da Copa do Brasil, o Corinthians aguarda o vencedor do confronto entre América-MG e Bahia. Antes desse duelo, a equipe espera construir um bom início de campanha no Campeonato Brasileiro.



PONTE SE REFORÇA

A Ponte Preta acertou a contratação de mais um reforço para a disputa da Série B e Copa do Brasil. Trata-se do lateral-esquerdo Bryan. O jogador foi titular absoluto na campanha da Portuguesa no Campeonato Paulista.
O jovem lateral de 22 anos vive uma boa fase. Atuou em 14 dos 15 jogos que a Lusa disputou no Paulista e colaborou com duas assistências. Além de Portuguesa, Bryan jogou pelo Benfica B, durante seis meses, entre o final de 2012 e início de 2013.
Sua contratação vai cobrir o buraco deixado por Thiago Carletto, que deixou a equipe após o fim do Estadual. Entretanto, a titularidade não está garantida. Terá de concorrer com Magal e o jovem Luiz Gustavo. Os direitos de Bryan estão divididos entre um grupo de empresários e o América Mineiro.
O lateral esquerdo é o terceiro reforço da Ponte Preta na semana, se juntando ao meia Rodolfo, que teve sua contratação confirmada na tarde da última quarta, e o atacante Vinícius. Esse último jogava pelo Arapongas e foi vice-artilheiro do Campeonato Paranaense.
Para o jogo seguinte da Série B, Cavalcanti não terá à sua disposição o zagueiro Diego Sacoman, que, sentindo dores no púbis, não participou do treino coletivo e ficou em tratamento. Leonardo Moura foi o escolhido para formar dupla de zaga com Cesar.
Tirando esse desfalque, a equipe que deve atuar contra o Luverdense, no sábado, às 16h20, no Estádio Moisés Lucarelli, deve ser a mesma que empatou com o Atlético Goianiense, por 2 a 2, na segunda rodada da Série B.



SURPRESA MAIS UMA VEZ

Após eliminar o Guarani na primeira fase da Copa do Brasil, o Santa Rita-AL surpreendeu novamente ao se classificar diante do Potiguar-RN, responsável por passar sobre a Portuguesa na fase anterior. Na noite desta quinta-feira, o clube alagoano venceu em Mossoró, pelo placar de 5 a 2, e avançou, já que aplicou o marcador de 2 a 0 no compromisso de ida.
Os gols do triunfo visitante foram anotados por Júnior Amorim, Michel e Alexsandro e Rafael Silva (dois). Paulo Paraíba e Vavá descontaram para o time.
Neste contexto, o Santa Rita aguarda o vencedor de Botafogo-PB contra o vencedor de Santa Cruz-PE e Lagarto-SE. O embate de volta entre pernambucanos e sergipanos, ainda válido pela primeira fase, ocorre no dia 7 de maio, quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), no Arruda.



SPORT CLASSIFICADO



O Sport Recife está na segunda fase da Copa do Brasil de 2014. Nesta quinta-feira, a equipe derrotou o Brasília por 3 a 1 no estádio Nacional e se classificou sem a necessidade de fazer o jogo de volta em Pernambuco. Leonardo, Augusto e Ananias marcaram os gols. Kaká descontou.
Três curiosidades marcaram a partida. A primeira, o uniforme do time de Recife, feito em homenagem à seleção alemã e que tinha a palavra Willkommen (bem-vindo) na barra da camisa. O segundo, pelo fato de envolver o campeão da Copa do Nordeste contra o campeão da Copa Verde. Por último, a vitória do time rubro negro impediu um replay da final do torneio regional do Norte e do Centro-Oeste, já que o adversário do time comandado por Eduardo Baptista será o Paysandu.
Na partida, o Sport abriu 2 a 0 logo no primeiro tempo. E em um espaço de cinco minutos. Quando o relógio já marcava 34min, André Nunes colocou a mão na bola dentro da área. Leonardo foi para cobrança e cobrou com tranquilidade para abrir o placar.
Aos 39 minutos, o volante Augusto César apareceu de surpresa na direita, recebeu a bola dentro da área e chutou forte para fazer 2 a 0.
Com a boa vantagem, o Sport voltou tranquilo para a segunda etapa. Logo aos 13 minutos, Felipe Azevedo puxou contra-ataque e serviu Ananias. O atacante passou pela marcação e , da esquerda, chutou cruzado para fazer o terceiro gol.
A tranquilidade, porém, virou tensão nos minutos finais da partida. Primeiro, aos 34 minutos, Kaká apareceu no meio da área para completar cruzamento rasteiro e diminuir para dois gols a vantagem do time rival. Aos 39, Brayan aproveitou a sobra dentro da área do Sport. A bola pegou no travessão de Magrão.
No fim, o Brasília teve o lateral direito Fernando expulso por uma atitude inusitada: ele discutiu de maneira ríspida com o goleiro Artur, seu companheiro, fez gestos obscenos e recebeu o vermelho.
OSport, classificado, enfrentará o Paysandu em Belém no dia 15 de maio, às 19h30, pela partida de ida da segunda fase do torneio.

Cerca de 5 mil vão à Bombonera pedir a renovação de contrato de Riquelme

Por ESPN.com.br- espn.com.br


Reprodução


Não foi dia de jogo, mas cerca de 5 mil torcedores estiveram em frente ao Estádio La Bombonera neste feriado de 1° de maio para pedir a renovação de contrato do ídolo Juan Roman...

Não foi dia de jogo, mas cerca de 5 mil torcedores estiveram em frente ao Estádio La Bombonera neste feriado de 1° de maio para pedir a renovação de contrato do ídolo Juan Roman Riquelme.

O contrato do vitorioso meio campista se encerra em 30 de junho deste ano e até aqui, a diretoria do clube argentino não se pronunciou de forma clara sobre a possibilidade dele continuar. Nesta quinta-feira, além de cantar o nome do jogador, os fãs também hostilizaram os cartolas.

Riquelme, 35 anos, já chegou a anunciar sua aposentadoria, no meio de 2012, depois da derrota para o Corinthians na final da Copa Libertadores. Voltou após mais de seis meses.

O camisa 10 é hexacampeão argentino, tricampeão da Libertadores e uma vez campeão mundial com o Boca, única equipe que defendeu na Argentina.

Atlético-MG leva gol no fim, empata com Nacional e vê sonho do bi acabar

Por ESPN.com.br- espn.com.br


Getty

O Atlético-MG parecia se encaminhar para uma classificação às quartas de final da Libertadores bem ao estilo de como ganhou a competição em 2013: com sofrimento e...


O Atlético-MG parecia se encaminhar para uma classificação às quartas de final da Libertadores bem ao estilo de como ganhou a competição em 2013: com sofrimento e defesaça de São Victor. Porém, dessa vez, o destino não reservava um final feliz para o torcedor que lotou o Independência.




EFE

A equipe alvinegra vencia por 1 a 0 o Atlético Nacional nesta quinta-feira e revertia a desvantagem do duelo de ida das oitavas de final, mas um gol aos 43 minutos do segundo tempo frustrou o sonho do bicampeonato na competição continental.

Fernandinho abriu o placar logo aos 20 minutos do primeiro tempo, e o time da casa seguiu no domínio da partida até o fim, mas não conseguia o resultado que o classificaria e evitaria a decisão dos pênaltis. Os visitantes só se defendiam e, em uma das duas boas oportundiades que tiveram, viram Victor fazer uma defesaça e salvar o Atlético-MG.

Porém, quando tudo parecia que ficaria para as penalidades, Duque balançou a rede e calou o Independência. Dessa vez, não teve virada como ocorreu contra o Newell's Old Boys e Olimpia em 2013.

Com todos os confrontos desta fase definidos, o Brasil só será representado nas quartas de final pelo Cruzeiro. Já o Atlético Nacional enfrentará o Defensor, do Uruguai, que eliminou o The Strongest, da Bolívia.

O jogo

Precisando de um gol a qualquer custo, o Atlético-MG se mandou ao ataque e pressionou o adversário desde o início. Marcando a saída de bola dos colombianos, o time mandante dominava o jogo, mas não criava boas chances parar abrir o placar.

Na primeira grande oportunidade que teve, a equipe alvinegra abriu o placar. Aos 19 minutos, Tardelli acertou a trave após concluir cruzamento de Jô. Na sequência do lance, Fernandinho aproveitou passe de Tardelli, escapou da marcação dentro da área e finalizou no canto esquerdo do goleiro Armani para a festa da torcida presente no Independência.

Na sequência da etapa inicial, os mineiros seguiram com maior volume de jogo, mas pecavam antes de concluir as jogadas. O Atlético Nacional, por sua vez, arriscava em contra-ataques e, mesmo raramente, passou a criar algum perigo à meta adversária, como em finalização de Valencia, que saiu rente à trave.

Depois do intervalo, o cenário da partida seguiu o mesmo. O Atlético-MG mostrava maior interesse para evitar que a decisão fosse aos pênaltis, mas encontrava dificuldades para finalizar. Na melhor delas, Jô foi acionado na área aos 24 e finalizou à esquerda do alvo. O Atlético Nacional marcava com eficiência, e descia ao campo ofensivo poucas vezes.

Apesar do domínio, o time da casa quase viu sua situação se complicar aos 29, mas ‘São Victor' apareceu. Cardenas recebeu passe completamente livre na entrada da área e concluiu na saída do goleiro, que fez defesaça.

A resposta veio seis minutos mais tarde, quando Rever cabeceou para fora após cobrança de falta de Ronaldinho na área. Aos 39, Ronaldinho teve a chance de selar a classificação, mas chutou fraco e no meio do gol.

A decisão nos pênaltis já se desenhava, quando o balde de água fria nos mineiros ocorreu. Aos 43 minutos, Cardona cruzou rasteiro da esquerda para o meio da área. Duque, em posição de impedimento, concluiu para o fundo da rede.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 1 X 1 ATLÉTICO NACIONAL

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)

Data: 1 de maio de 2014, quinta-feira

Horário: 19h15 (de Brasília)

Árbitro: Patricio Loustau (ARG)

Assistentes: Diego Bonfa e Ivan Nuñez (ambos da Argentina)

Cartões amarelos: (Atlético-MG) Victor (Atlético Nacional) Mejía, Bernal, Henríquez

Gols: Atlético-MG: Fernandinho, aos 20 minutos do primeiro tempo

Atlético Nacional: Duque, aos 43 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Victor; Alex Silva, Leonardo Silva, Otamendi e Emerson Conceição; Pierre (Réver), Leandro Donizete, Tardelli (Guilherme) e Ronaldinho; Fernandinho (Marion) e Jô

Técnico: Levir Culpi

ATLÉTICO NACIONAL: Armani; Peralta (Duque), Murrillo, Henríquez e Bocanegra; Bernal (Nájera), Mejía, Cardona e Cárdenas; Díaz (Arias) e Valência

Técnico: Juan Carlos Osório

Tardelli reclama por ter sido substituído, e Levir responde: 'Se não tiver números, sai'

Por ESPN.com.br- espn.com.br

Logo após a dolorosa eliminação nas oitavas de final da Libertadores, o Atlético-MG já teve que lidar com os primeiros indícios de crise dentro do elenco...



Getty

Logo após a dolorosa eliminação nas oitavas de final da Libertadores, o Atlético-MG já teve que lidar com os primeiros indícios de crise dentro do elenco. Substituído no segundo tempo para a entrada de Guilherme, o atacante Diego Tardelli deixou o gramado reclamando bastante da decisão do treinador Levir Culpi.

"Estávamos bem no jogo. Eu estava me sentindo bem no jogo, não entendi a substituição. Acho que vocês têm que entrevistar o treinador", disse o atacante.

A resposta de Levir Culpi veio logo em seguida. Como sugerido pelo próprio Tardelli, o comandante foi indagado sobre o assunto na entrevista coletiva, deixou transparecer que não gostou muito da cobrança e explicou que decidiu tirar o atacante em campo porque não estava satisfeito com a falta de estatísticas dele.

"Acho que ele está certo (de falar para falar comigo), quem tem que substituir é o treinador, ele que tem que jogar. Se o jogador não tiver numero, ele sai. Se ele não chuta, não tem numero, ele sai. O Tardelli é talvez um dos melhores atacantes no Atlético em termos de estatística, mas não comigo e vai sair. Se ele tiver a mesma sequência que teve antes, ele vai ficar. Ele pode ser chamado de craque, mas precisa entender esse recado que passei para eles", respondeu o treinador.

O residente do clube, Alexandre Kalil, também foi questionado sobre o tome, mas preferiu minimizar o assunto. Depois de assumir toda a culpa pela eliminação, o mandatário disse achar normal que um jogador não goste de ser substituído e fugiu de qualquer comparação com o que aconteceu no Mundial de Clubes, quando o lateral-direito Marcos Rocha também reclamou por ter sido substituído.


quinta-feira, 1 de maio de 2014

Juventus pressiona, mas 'perde' final em casa, e Benfica decide Europa League com Sevilla




Por ESPN.com.br- espn.com.br


Os portugueses, que seguraram firme a pressão adversária com dez homens durante quase todo a etapa final - Pérez foi expulso - decidirão o título pelo segundo ano consecutivo, agora...




Reuters

WatchESPN: Reveja, na íntegra, TODOS os jogos das semifinais da UEFA Europa League




Reuters

Palco da final da Europa League da atual temporada, a Juventus Arena viu nesta quinta-feira o último jogo do time da casa no campeonato. A Juve não conseguiu responder à derrota de 2 a 1 para o Benfica, em Portugal , empatou por 0 a 0 na volta das semifinais e está eliminada.

Os portugueses, que seguraram firme a pressão adversária com dez homens durante quase todo a etapa final - Pérez foi expulso - decidirão o título pelo segundo ano consecutivo, agora com o Sevilla. No ano passado, o Chelsea foi campeão.

O Benfica, que nesta quinta contou com os brasileiros Luisão e Lima em campo e com Artur e Jardel no banco, tem dois vice-campeonatos da Europa League no currículo. Também foi derrotado em 1983, para o Anderlecht, da Bélgica.

A grande decisão acontece em 14 de maio. Dez dias depois, Lisboa, cidade-sede do Benfica, recebe outra final europeia, da Champions League, entre Atlético de Madri e Real Madrid.

O consolo é que a Juventus, tri da Europa League, pode ser campeã italiana na próxima rodada da competição, segunda-feira que vem, contra a Atalanta, em casa. O Benfica já é campeão português e recebe a faixa no próximo domingo, em casa, contra o Vitória de Setúbal.

O jogo

A Juventus levava perigo no primeiro tempo em jogadas aéreas, em cabeçadas de Vidal e Bonucci perto da trave e principalmente na segunda testada de Vidal, tirada em cima da linha pelo zagueiro brasileiro Luisão. O goleiro Oblak trabalhou espalmando chute de longe de Pirlo

O domínio 'bianconero' continuou nos 45 minutos finais, mas a primeira boa jogada foi dos portugueses, com Rodrigo, que da marca do pênalti arrematou por cima do travessão.

Veio a chuva forte em Turim, mas nada de gol. Pirlo novamente deu trabalho a Oblak, agora em cobrança de falta que o esloveno defendeu muito bem, apesar da bola molhada. Pérez foi expulso aos 22 e aumentou as esperanças juventinas.

Mas a produção ofensiva italiana diminuiu. Lichtsteiner recebeu belo cruzamento na direita e não dominou. Osvaldo marcou no fim, mas o lance estava irregular. Oblak ainda espalmou outra cabeçada, de Cáceres, aos 51.

Sete brasileiros poderão jogar na final da Liga dos Campeões 2014


São três no lado do Real e quatro do Atlético; um de cada lado, no entanto, optou por defender outra seleção

Atlético tem quatro brasileiros no elenco, sendo três deles considerados titulares |Crédito: Clive Rose/Getty Images

A final da Liga dos Campeões da Europa deste ano poderá ter até sete jogadores nascidos no Brasil. Os elencos de Real Madrid e de seu rival vizinho Atlético têm três e quatro atletas canarinhos inscritos, sendo que dois deles já optaram por defender seleções de outros países.

No lado merengue, o lateral Marcelo, titular da seleção, é um dos nomes mais prováveis de entrar em campo no estádio da Luz, em 24 de maio. O zagueiro Pepe também é titular do time de Carlo Ancelotti, mas é um dos atletas que já não defendem o verde-amarelo nos selecionados, pois optou por jogar por Portugal. E há um terceiro brasileiro com pequena chance de entrar em campo: o volante Casemiro pode substituir o suspenso Xabi Alonso, apesar de ser mais provável que o espanhol Illarramendi ocupe a vaga. Khedira, que se recupera de uma lesão, também pode ter preferência.

A outra equipe finalista tem mais quatro brasileiros inscritos. O zagueiro Miranda é titular absoluto, assim como o atacante Diego Costa, que preferiu defender a seleção da espanha. O lateral Filipe também costuma estar na lista de 11 iniciais do téncico Simeone. Além deles, o meia Diego completa o grupo de jogadores canarinhos colchoneros.

Fonte: PLACAR

Copa América terá edição 'inchada' em 2016, ano de seu centenário


Além das dez seleções filiadas à Conmebol, outras seis nações da Concacaf participarão do torneio


Uruguai é o atual campeão da Copa América, realizada pela última vez em 2011 | Crédito: Reuters

A Conmebol e a Concacaf anunciaram conjuntamente, em evento realizado em Miami nesta quinta-feira, que a Copa América terá uma edição extra a ser realizada nos Estados Unidos em 2016, ano do centenário da competição. O torneio será disputado entre os dias 3 e 26 de junho e pela primeira vez contará com 16 equipes: seis das Américas do Norte e Central e dez da América do Sul.

Os únicos países garantidos como representantes da Concacaf são Estados Unidos e México, enquanto os outros quatro serão definidos pelo ranking da Copa Ouro. As dez seleções filiadas à Conmebol têm participação garantida.

"Todos estão pensando no futuro. Estamos pensando no que vai se passar em 20 anos. Acredito que esse é um passo importante. Estamos fazendo um esforço com a Fifa para que todas as seleções venham com suas forças máximas", disse Eugenio Figueredo, presidente da Conmebol.

Tradicionalmente disputada de quatro em quatro anos e, em 2015, será realizada no Chile. A princípio o Brasil sediaria o torneio, mas como recebe a Copa do Mundo neste ano acabou ficando com a edição de 2019. O atual campeão é o Uruguai, que conquistou seu 15 título em 2011.

Fonte: Gazeta Press

Galo encerra preparação para enfrentar o Atlético Nacional (COL)






O técnico Levir Culpi comandou, na tarde desta quarta-feira, na Cidade do Galo, o último treino antes do jogo contra o Atlético Nacional, pelas oitavas de final da Copa Bridgestone Libertadores da América.

A partida acontecerá às 19h15 desta quinta-feira, na Arena Independência.

Foi realizado um trabalho tático, seguido de treino de cobranças de pênalti.

A equipe treinou com Victor; Alex Silva, Otamendi, Leonardo Silva e Emerson Conceição; Pierre, Leandro Donizete, Ronaldinho e Diego Tardelli; Fernandinho e Jô.



“É um momento muito importante da história do Atlético porque teremos, amanhã, um jogo decisivo. Sinceramente, não tenho muito a acrescentar, mas o time já tem muito, é muito forte, jogadores qualificados, e vamos jogar no Independência, de onde tenho boas recordações. E a torcida do Atlético deixou o estádio com uma acústica muito interessante. Acho que teremos um daqueles jogos típicos do Atlético, com muita emoção. Vamos jogar para cima deles, vamos criar situações para vencer e espero comemorar uma vitória junto com todos os atleticanos”, comentou Levir Culpi.

Os jogadores estão concentrados desde ontem à noite. Recuperado de um estiramento no adutor da coxa direita, o argentino Dátolo iniciou a fase de transição para a preparação física.

Levir Culpi relacionou 19 jogadores para a partida contra a equipe colombiana, confira:

Goleiros: Victor, Giovanni
Laterais: Alex Silva, Emerson Conceição
Zagueiros: Leonardo Silva, Otamendi, Réver
Volantes: Pierre, Leandro Donizete, Josué, Claudinei, Rosinei
Meia: Ronaldinho Gaúcho
Atacantes: Diego Tardelli, Guilherme, Jô, Marion, Neto Berola, Fernandinho




Site Oficial do Atlético-MG

Em Santiago, Arsenal surpreende e elimina a Unión Española


Santiago (Chile)



Nesta quarta-feira, o Arsenal-ARG, comandado pelo ex-atacante Martín Palermo, garantiu sua vaganas quartas de final da Copa Libertadores da América. Atuando em Santiago-CHI, no estádio Santa Laura, a equipe argentina enfrentou a Unión Española e triunfou, pelo placar de 1 a 0. O gol do triunfo visitante foi anotado pelo zagueiro Braghieri, na segunda etapa.

Como empatou sem gols diante dos hispânicos no estádio Julio Grondona, no compromisso de ida, o clube de Sarandí medirá forças nas quartas de final com o surpreendente Nacional-PAR. A Academia eliminou o Vélez Sarsfield-ARG, após um empate por 2 a 2 no estádio José Amalfitani, em Buenos Aires. O duelo de ida, em Assunção, teve vitória mandante, pelo placar mínimo.

O jogo – Após um empate sem gols em domínio argentino, o Arsenal começou bem a partida e criou a primeira chance. Aos dez minutos, Caraglio recebeu na área e finalizou firme, mas viu Sánchez se esticar para espalmar a bola. A resposta chilena veio com 21 jogados, em cobrança de falta de Gustavo Canales. Porém, a bola não tomou velocidade e ficou com o goleiro Campestrini.

A partir da primeira metade da etapa inicial, a Unión Española dominou as ações e criou boasoportunidades de gol. Aos 32 minutos, Canales concluiu forte e exigiu boa defesa de Campestrini. Aos 35 minutos, Furch disparou da intermediária e carimbou a trave de Sánchez.

Com 39 jogados, na falha do defensor mandante Navarrete, Cargalio teve a chance de marcar o tento argentino, mas concluiu para fora. Quando o relógio apontou 45, Canales recebeu na área e chutou com precisão, mas Campestrini voou para intervir.

De tanto desperdiçar oportunidades, a Unión Española sofreu um duro golpe aos 21 minutos. Em cruzamento na área, Braghieri se antecipou à marcação chilena e testou firme, no canto esquerdo, sem dar chances de defesa para Sánchez.


AFP


Com uma cabeçada firme, o zagueiro Braghieri marcou o gol do triunfo argentino no estádio Santa Laura

Cruzeiro supera pressão paraguaia, vence Cerro Porteño e se classifica


Assunção (Paraguai)



Mesmo sem jogar um futebol brilhante, o Cruzeiro conseguiu cumprir o objetivo de avançar na Libertadores. Atuando no estádio General Pablo Rojas, em Assunção, a Raposa venceu o Cerro Porteño por 2 a 0, e garantiu acesso para as quartas de final da competição continental. Os celestes foram bastante pressionados, mas suportaram, e seguem na brigam pelo tricampeonato da América.

O tento que abriu caminho para a classificação foi anotado pelo zagueiro Dedé, em um momento crucial da partida. Minutos antes do gol, a Raposa teve o zagueiro Bruno Rodrigo expulso, e mesmo assim resolveu arriscar tudo e foi premiado com uma bola na rede e com a vaga nas quartas de final da Libertadores. Já nos acréscimos, Dagoberto ainda fez o segundo fechando o marcador.

Classificado na Libertadores, o Cruzeiro dá um tempo até às quartas de final, e passa focar a disputado Brasileirão. O técnico Marcelo Oliveira terá pouco tempo até o próximo sábado, quando a Raposa vai medir forçar contra o Furacão, jogo no Sul do Brasil.

O jogo – O jogo começou quente no Paraguai. Com menos de dois minutos, o torcedor presente no estádio General Pablo Rojas já tinha presenciado uma chance clara de gol para cada lado. Com as duas equipes perseguindo o gol, a partida foi bastante movimentada em Assunção, com brasileiros e paraguaios muito animados.

Aos oitos minutos, Ángel Romero fez ótima jogada pela esquerda e cruzou na medida para Corujo, que livre dentro da área, fuzilou Fábio, que operou milagre, salvando o Cruzeiro. Atuando em casa, o Cerro Porteño foi mais agressivo, chegando a pressionar a Raposa em vários momentos da partida.

O jogo ofensivo do Cerro Porteño criou dificuldades para os celestes, que bem marcados no campo de defesa, erraram muitos passes, resultando em alguns contra-ataques paraguaios. Aos 17, em ótima trama dos atacantes da casa, Ángel Romero acertou belo chute de primeira, com a bola explodindo no travessão de Fábio.

Com o Cerro tomando a iniciativa da partida, o Cruzeiro passou a apresentar instabilidade, principalmente na defesa, que errou muito com Dedé e Bruno Rodrigo. No ataque, as principais chances dos brasileiros nasceram de chutes de fora da área. Preocupado com o desempenho do time, Marcelo Oliveira procurou orientar os comandados a beira do campo, sem muito sucesso.

Na volta para etapa final, a expectativa era de ver um Cruzeiro atacando mais, o cenário do jogo, porém, mostrou o time da casa melhor. Os irmãos Oscar Romero e Ángel Romero deram muito trabalho para os marcadores do Cruzeiro. A todo o momento, os dois invertiam as posições pelos lados do campo, criando boas jogadas na maioria das vezes.

AFP


Dedé começou a partida nervoso e levou um cartão amarelo, mas foi decisivo no final, com um gol e vários desarmesEm contrapartida, peças importantes do time mineiro, como Everton Ribeiro, Ricardo Goulart, Willian e Júlio Baptista foram discretos, aparecendo apenas em lances esporádicos, como em um arremate cruzado de Júlio Baptista, que obrigou Fernández a trabalhar. Para aumentar o poder de fogo do Cruzeiro, Borges e Dagoberto foram acionados.


As alterações deixaram o Cruzeiro melhor, com as trocas de passes funcionando e a equipe conseguindo equilibrar o duelo. Após os 25 minutos, os brasileiros passaram concluir mais contra a meta paraguaia. Como o empate favorecia ao Cerro Porteño, o técnico Arce viu sua equipe jogar nos contra-ataque, tentando surpreender os mineiros.

A vida dos cruzeirenses poderia ficar ainda mais complicada quando o zagueiro Bruno Rodrigo recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo. Precisando vencer o jogo, Marcelo Oliveira não quis recompor a defesa, correndo riscos nos ataques do Cerro Porteño. A ousadia celeste foi premiada aos 35, com Dedé, que desviou falta cobrada por Everton e abriu o placar. Aos 48, ainda teve tempo para Dagoberto arrancar em velocidade e marcar o segundo, fechando o marcador.

Nos pênaltis, Grêmio é eliminado da Libertadores pelo San Lorenzo


Gazeta esportiva/ Porto Alegre (RS)



O Grêmio é mais um líder de grupo que está eliminado da Libertadores. Nesta quarta-feira, o Tricolor devolveu o 1 a 0 sofrido em Buenos Aires, mas acabou sendo derrotado nos pênaltis pelo San Lorenzo. O gol do time gaúcho foi marcado por Dudu, aos 38 da etapa final. Barcos e Maxi Rodríguez erraram suas cobranças, e o time gaúcho acabou eliminado pelos argentinos, que acertaram todas as suas cobranças.

Ansioso, o Grêmio teve dificuldades para criarperigo ao San Lorenzo no primeiro tempo. Experiente, o time argentino soube segurar a bola, enervar os gaúchos e até teve chances em alguns raros contragolpes. Na etapa final, a equipe aumentou a pressão e chegou ao gol dez minutos do fim, levando a decisão para os pênaltis.

Classificado, o San Lorenzo enfrentará o Cruzeiro nas quartas de final e segue sua caminhada em busca do primeiro título sul-americano. Eliminado, o Grêmio volta suas atenções para o Brasileirão, onde neste sábado enfrentará o Santos, na Vila Belmiro.

O jogo – Com uma Arena lotada e pulsante, o Grêmio partiu para cima do San Lorenzo em busca da reversão do 1 a 0 sofrido em Buenos Aires. Aos 10 minutos, Dudu deixou Barcos na cara do gol, o Pirata encobriu o goleiro Torrico com categoria, mas Buffarini salvou em cima da linha. Aos 18, foi Barcos quem recuou para o chute de fora da área de Edinho, por cima do gol.

O San Lorenzo postou-se atrás e buscou os rápidos contra-ataques puxados por seus atacantes. Aos 23, teve uma grande chance: Pará errou no meio, Correa puxou a jogada em velocidade e deu a Matos, que se atrapalhou e permitiu a chegada salvadora de Zé Roberto. O time argentino passou a controlar o jogo e enervar os torcedores gremistas, cada vez mais impacientes. O Grêmio só voltou à carga aos 37, quando Barcos recebeu de Luan, ganhou de Valdés no corpo e chutou para grande defesa de Torrico.

No começo do segundo tempo, mais agressivo, o Grêmio marcou gol aos quatro minutos, com Barcos, mas a jogada foi anulada por impedimento do Pirata. Aos 8, Torrico fez grande defesa em chute de Barcos dentro da área. Aos poucos, porém, o nervosismo voltou a aparecer. O San Lorenzo ainda quase abriu o placar aos 17, quando Villalba aproveitou saída errada de Marcelo Grohe após escanteio e cabeceou para fora.

O jogo esquentou a partir da entrada de Rodriguinho e Maxi Rodríguez. Aos 19, Rodriguinho levantou falta na cabeça de Geromel, que acertou a trave. Dois minutos mais tarde, Edinho recebeu na pequena área e Torrico salvou. No contragolpe, o San Lorenzo quase marcou, mas Wendell salvou a tempo. Aos 23, o goleiro Torrico salvou tentativa de Dudu na área, após grande lançamento de Riveros.

A pressão gremista arrefeceu, e as chances minguaram. Aos 38, quando o nervosismo já era maior que a qualidade, o Grêmio chegou ao gol: Rodriguinho entrou pela direita e tentou o chute. Dudu meteu a cabeça na bola e explodiu a Arena em alegria. O San Lorenzo levou perigo aos 40, em falta batida por Gentiletti para fora. Aos 46, Rodriguinho cruzou, Lucas Coelho cabeceou e a bola bateu em Valdés e saiu.

SÓ RESULTADOS



UEFA Champions League:
Semifinal: Volta:
Chelsea(ING) 1x3 Atlético Madrid(ESP).

Camp. Boliviano:
(2º)Universitario Sucre 3x0 Jorge Wilstermann(10º).
(6º)Aurora 2x1 Real Potosí(4º).
(5º)Bolívar 6x0 Blooming(11º).
(9º)Guabirá 2x0 Sport Boys(7º).
(8º)Oriente Petrolero 1x2 San José(1º).

Camp. Argentino:
(6º)Lanús 0x0 Tigre(15º).

Camp. Venezuelano:
(9º)Aragua 1x0 Anzoátegui(7º).

Camp. Equatoriano:
(8º)Olmedo 1x1 Emelec(1º).

ES:
(6º)Desportiva 2x0 Castelo(4º).
(7º)Real Noroeste 1x2 Linhares(1º).
Conilon 0x3 Vitória(5º)(Conilon desistiu).
(3º)São Mateus 4x0 Estrela do Norte(2º).

RN:
Final: Volta:
América 0x0 Globo.

DF:
Semifinal: Volta:
Luziânia 1x1 Sobradinho.

SE:
(9º)Coritiba 0x1 Estanciano(3º).

PB:
(2º)Botafogo 5x0 CSP(6º).

AL:
Final: Volta:
CRB 0x0 Coruripe.

Copa do Brasil:
1ª Fase: Ida:
Parnahyba-PI 0x1 Ceará-CE.
1ª Fase: Volta:
Bahia-BA 2x0 Villa Nova-MG.
2ª Fase: Ida:
Caldense-MG 0x2 Coritiba-PR.
Nacional-AM 0x3 Corinthians-SP.
Treze-PB 1x2 Vasco-RJ.

Copa Libertadores:
Oitavas de Final: Volta:
Unión Española(CHI) 0x1 Arsenal(ARG).
Cerro Porteño(PAR) 0x2 Cruzeiro(BRA).
Grêmio(BRA) 1x0 San Lorenzo(ARG)(2x4 nos pênaltis).

Bahia, Coritiba e Corinthians avançam



Assessoria CBF




Cinco jogos foram disputados na noite desta quarta-feira pela Copa do Brasil. O Bahia avançou para a segunda fase, enquanto Coritiba e Corinthians foram para a terceira fase da competição. Nas outras duas partidas, Vasco e Ceará venceram, fora de casa, Treze e Parnahyba, respectivamente.

Na Fonte Nova, o Bahia derrotou o Vila Nova-MG por 2 a 0, com gols de Henrique e Maxi Biancucchi. No primeiro jogo, os times empataram em 1 a 1. O Bahia avançou para a segunda fase da Copa do Brasil, onde vai enfrentar o América-MG.

Também pela primeira fase, o Ceará derrotou o Parnahyba, no Verdinho, por 1 a 0, com gol de Nikão. Os times voltam a se enfrentar no dia 7 de maio, no Castelão, às 20h30.

Em Poços de Calda, o Coritiba eliminou a partida de volta ao derrotar fora de casa a Caldense por 2 a 0, com Jajá e Robinho balançando a rede. Na terceira fase da Copa do Brasil, o Coritiba vai enfrentar o vencedor do confronto entre Paysandu e Sport ou Brasília.

O Corinthians também se classificou para a terceira fase sem a necessidade do segundo jogo. Na Arena da Amazônia, vitória por 3 a 0 sobre o Nacional, com gols de Cléber, Guerrero e Romarinho. O próximo adversário do Corinthians sairá do confronto entre Bahia e América-MG.

Em Campina Grande, o Vasco venceu o Treze por 2 a 1. O jogo que define quem avança para a terceira fase será no dia 7 de maio, em São Januário, às 22h. Esquerdinha abriu o placar para os donos da casa, e Thalles marcou duas vezes na virada do Vasco.

Na quinta-feira, mais cinco jogos. Pela primeira fase, Brasília e Sport fazem o jogo de ida do confronto, às 21h50, no Mané Garrincha.

Pela segunda fase, às 16h, Novo Hamburgo e JMalucelli se enfrentam no Estádio do Vale. O Cuiabá encara o Internacional, na Arena Pantanal, às 19h30. Às 21h50, o Londrina recebe o Grèmio Barueri, no Estádio do Café.

No único jogo de volta da segunda fase, o Potiguar enfrenta o Santa Rita, às 19h30, no Nogueirão. Na primeira partida, o Santa Rita venceu por 2 a 0.

Cruzeiro vence o Cerro Porteño e avança às quartas

Com gols do zagueiro Dedé e do atacante Dagoberto, equipe mineira supera time comandado por Francisco Arce


Foto: Norberto Duarte / AFP

O Cruzeiro venceu o Cerro Porteño (PAR), por 2 a 0, no Estádio La Olla Azulgrana, em Assunção, na noite de ontem e, de forma heroica, se garantiu nas quartas de final da Copa Libertadores da América. O time mineiro assegurou o resultado positivo com gols do zagueiro Dedé e do atacante Dagoberto.
O nervosismo tomou conta do primeiro tempo cruzeirense. Acuados, os comandados de Marcelo Oliveira encontraram dificuldades para chegar à meta adversária. A única chance nos 45 minutos iniciais saiu dos pés de Éverton Ribeiro. O meia-atacante arrancou da ponta direita e finalizou de fora da área, mas a bola passou ao lado do gol de Roberto Fernández.


A equipe de Francisco Arce foi superior durante toda a etapa inicial. Os irmãos Oscar e Angel Romero criaram boas chances pelos lados do campo e importunaram os zagueiros Dedé e Bruno Rodrigo, fazendo com que a dupla fosse punida rapidamente pela arbitragem.
Goleiro recordista de jogos pela Raposa, com 557, Fábio foi o único atleta do atual campeão brasileiro a se destacar em no primeiro tempo. O camisa 1 ainda contou com a sorte em uma oportunidade. Angel Romero acertou o travessão da meta defendida pelo capitão celeste.


A evolução do Cruzeiro no período complementar foi evidente. Com mais calma, a equipe passou a utilizar Éverton Ribeiro como válvula de escape. O craque, inclusive, deixou Júlio Baptista em boas condições de marcar, mas ‘La Bestia’ acertou a finalização em cima de Roberto Fernández.
A necessidade de balançar a rede do Cerro Porteño para chegar às quartas de final obrigou Marcelo Oliveira a realizar alterações. Dagoberto e Borges entraram nas vagas de Willian e Júlio Baptista. E com as mudanças, a Raposa seguiu ditando o ritmo da partida, mas sem muitas chances nítidas.
Com o passar do tempo, o time mineiro sofreu queda de ritmo e viu o mandante ficar ainda mais tranquilo em campo. A liberdade dos paraguaios ocasionou a expulsão de Bruno Rodrigo. A perda de um atleta parecia o golpe de misericórdia, mas bastou um lance de bola parada para Dedé abrir o placar.
O jogo ganhou contornos emocionantes. Com um a menos, o Cruzeiro precisava se segurar. E foi o que a equipe fez, mas ainda contou com a malandragem de Dagoberto para a garantir a expulsão de Mathias Corujo. E o esperto atacante ainda foi o responsável por marcar o segundo da Raposa no compromisso.


ZHESPORTES

quarta-feira, 30 de abril de 2014

Final espanhola na Liga dos Campeões


Atlético de Madrid passa pelo Chelsea e volta a decidir competição mais importante da Europa após quatro décadas. Adversário será o Real Madrid, na primeira final entre dois times da mesma cidade da história do torneio.


Diego Costa cobra pênalti para fazer o segundo do Atlético de Madrid


Após quatro décadas, o Atlético de Madrid voltou a uma final de Liga dos Campeões. De virada, o time espanhol fez 3 a 1 nesta quarta-feira (30/04) sobre o Chelsea, em Londres, e vai decidir o torneio contra o rival Real Madrid.

O Chelsea – dos brasileiros David Luiz, Ramires, Willian e Oscar – abriu o placar aos 35 minutos de jogo. Após grande jogada de Willian, Azpilicueta cruzou rasteiro para o atacante Fernando Torres desviar para o gol. O empate não demorou a sair. Aos 43, Juanfran recuperou um lançamento quase na linha de fundo, tocou para dentro da área, e Adrián López completou para o gol.

Mesmo jogando fora de casa e classificado – a primeira partida, em Madri, terminou em 0 a 0 – o Atlético não deixou de atacar. E foi premiado com dois outros gols. Aos 13 do segundo tempo, o brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa fez 2 a 1, de pênalti. E aos 25, Arda Turan aproveitou o rebote de uma cabeçada dada por ele mesmo, que acertara a trave, e fechou o placar.

"É uma final de Liga dos Campeões, independente do adversário. Entramos no torneio para ganhar. Mas acredito que nosso adversário é o mais difícil possível, o melhor da Europa", disse o lateral brasileiro Filipe Luís, em referência ao Real Madrid.

A decisão do próximo dia 24, em Lisboa, será a primeira entre dois times de duas cidades da história da Liga dos Campeões. E será uma chance para o Atlético conquistar pela primeira vez o torneio. Na única vez em que chegou à final, em 1974, o time espanhol perdeu de 4 a 0 para o Bayern de Munique em Bruxelas.


O turco Arda Turan, num lance de sorte, completa para o gol e faz 3 a 1

Ficha técnica

Chelsea 1 x 3 Atlético de Madrid

Local: Stamford Bridge – Londres

Gols: Fernando Torres (36'/1T), Adrián López (44'/1T), Diego Costa (p. 15'/2T) e Arda Turan (27'/1T)

Cartões amarelos: Gary Cahill (31'/1T), Diego Costa (15'/2T), Adrián López (20'/2T)

Arbitragem: Nicola Rizzoli (Itália), auxiliado pelos compatriotas Renato Faverani e Elenito Di Liberatore.

Chelsea: Mark Schwarzer; Branislav Ivanović, Gary Cahill, John Terry e Ashley Cole (Samuel Eto'o 9'/2T); Ramires e David Luiz; Willian (André Schürrle 32'/2T), Eden Hazard e César Azpilicueta; Fernando Torres (Demba Ba 22'/2T). Técnico: José Mourinho.

Atlético de Madrid: Thibaut Courtois; Juanfran, Miranda, Diego Godín e Filipe Luís; Tiago e Mario Suárez; Koke e Arda Turan (Cristian Rodríguez 39'/2T), Diego Costa (José Sosa 31'/2T) e Adrián López (Raúl García 21'/2T). Técnico: Diego Simeone.

DW.DE

Algoz de gigantes, Atlético de Madrid derruba Chelsea e está na decisão

 
 
Primeiro foi o frágil, mas tradicional, Milan no caminho. Eles venceram. Depois, o poderoso Barcelona, de Messi e Neymar. Pois ganharam de novo. Então, veio o multimilionário elenco do Chelsea. E o Atlético de Madrid, como já virou rotina nesta temporada, voltou a desafiar a lógica de que no futebol vencem apenas os gigantes ou os ricos. Com uma vitória de virada por 3 a 1, no Stamford Bridge, nesta quarta-feira , os colchoneros eliminaram os Blues de José Mourinho e garantiram vaga na decisão da Liga dos Campeões, um retorno após 40 anos - em 1974, a equipe espanhola perdeu o título para o Bayern de Munique.


Se contra o Milan o triunfo foi de certa forma tranquilo, e a vitória sobre o Barça, de incontestável superioridade, para bater o Chelsea o Atlético mostrou frieza e eficiência. O santuário de Stamford Bridge, onde Mourinho é quase invencível, não abalou os comandados de Diego Simeone. Especialmente no segundo tempo, o que se viu foi uma onda colchonera engolindo os desorientados Blues a cada ataque.


Agora, o Atlético tem um último gigante para derrubar antes de comemorar de vez. E o adversário é mais do que conhecido: o rival Real Madrid, que eliminou o Bayern de Munique na terça-feira. Pela primeira vez na história, a Liga dos Campeões será decidida por times de uma mesma cidade – na quinta oportunidade, equipes do mesmo país se enfrentarão na decisão. O jogo está marcado para o dia 24 de maio, em Lisboa - dá tempo de trocar a sede para Madri?



Diego Costa comemora com Koke: Atlético de Madrid está na final da Champions (Foto: AFP)



MOURINHO INVENTA NA ESCALAÇÃO


Após o morno empate em 0 a 0 em Madri, quem esperava um Chelsea mais ofensivo para buscar a vitória se decepcionou com a escalação escolhida por Mourinho. Ao menos no papel, a ideia era reforçar a defesa, com Azpilicueta improvisado no meio de campo, junto com David Luiz e Ramires. Os únicos liberados para o ataque eram Hazard, Willian e Fernando Torres, com Oscar no banco de reservas.

David Luiz tenta de bicicleta: novamente como volante, brasileiro não segurou Atlético (Foto: AFP)


Como era esperado, a partida, no início, foi tão truncada como o duelo no Vicente Calderón. As seguidas faltas tiravam o ritmo do jogo, e as equipes tinham pouquíssimo espaço para criar. Não por acaso, as chances surgiram em lances de bola parada, como o cruzamento de Koke que acertou o travessão de Schwarzer ou a cobrança frontal de falta de Willian, que passou perto do gol de Courtois.


Num confronto tão renhido, qualquer ação individual poderia fazer a diferença. Foi o que Willian fez aos 35 minutos do primeiro tempo. Lançado pela direita, o brasileiro passou por dois marcadores e foi derrubado. Azpilicueta aproveitou a sobra e cruzou rasteiro para Fernando Torres finalizar. A bola ainda desviou em Suárez e enganou Courtois antes de entrar. Revelado pelo Atlético, Torres não comemorou: abaixou a cabeça em respeito e deixou a festa para a torcida.


Entretanto, a euforia dos Blues durou pouco. Time guerreiro, curtido com cicatrizes das diversas batalhas que já superou durante a temporada, o Atlético de Madrid reagiu rápido. Aos 43, após lançamento de Tiago na área, Juanfran escorou para o meio, a zaga do Chelsea não cortou, e Adrián mandou para as redes.

Adrián festeja o gol de empate do Atlético, pouco depois de Fernando Torres abrir o placar (Foto: AP)



DOMÍNIO COLCHONERO


Jogadores do Atlético abraçam Diego Costa após o artilheiro marcar de pênalti (Foto: Reuters)

Pode ter sido o gol crucial de Adrián antes do intervalo, ou a conversa que Simeone teve com seus jogadores no vestiário. O fato é que o Atlético de Madrid voltou ainda melhor para o segundo tempo. Ao contrário do senso comum de que formam um time de contragolpes, os colchoneros se plantaram no campo de ataque do Chelsea, que, surpreendido, não conseguiu responder. Logo no primeiro minuto, Arda Turan aproveitou bobeada da defesa rival e chutou para a defesa de Schwarzer. Era o primeiro aviso.


Mourinho, vendo que o sistema tático eleito já não funcionava, resolveu mudar. Tirou Ashley Cole e colocou Samuel Eto'o, devolvendo Azpilicueta para a defesa. Mas foi castigado: aos 14 minutos, seis depois de entrar, o atacante camaronês vacilou e derrubou Diego Costa na área. Pênalti que o artilheiro colchonero, depois de catimbar, reclamar da posição da bola e levar cartão amarelo, converteu com um chute forte, no alto. Foi o oitavo gol dele na Champions.


Ainda travado, o Chelsea quase empatou em outra bola parada. Willian cruzou na área, David Luiz subiu livre e cabeceou na trave. No susto, Courtois jogou para fora e evitou o empate. Foi o último suspiro dos Blues.

Arda Turan comemora seu gol, que selou a classificação do Atlético (Foto: AFP)


Aos 25 minutos, veio o golpe de misericórdia do Atlético, em uma jogada parecida com o primeiro gol - Simeone não é o grande treinador da temporada à toa. Tiago lançou na área, Juanfran cruzou, Diego Costa cabeceou na trave, e Arda Turan, diante dos incrédulos e paralisados defensores do Chelsea, pegou o rebote para marcar o terceiro.
Foi a senha para a torcida colchonera gritar olé, provocar Mourinho e festejar. Em campo, o Chelsea, completamente desorientado, se entregou. E o sistema defensivo dos Blues, tão eficiente na ida, desmoronou. Os jogadores do Atlético entravam na área como queriam e poderiam ter ampliado. Não o fizeram. Este gigante já estava derrotado. Era melhor guardar a artilharia para o merengue que aguarda os pupilos de Simeone em Lisboa.
 
 
Globoesportes