quarta-feira, 10 de julho de 2019

Repórter do SBT pede demissão após fala racista de apresentador

📷 Reprodução
Reportagem: Observatório da Televisão 

O repórter e deputado estadual Rafael Martins pediu demissão da TV Alterosa, afiliada do SBT em Minas Gerais, na tarde desta quarta-feira (10). O jornalista era repórter do programa Alterosa Alerta, apresentado por Stanley Gusman, que foi acusado de racismo por conta de uma “piada” feita no programa policial durante a edição desta terça-feira (9).

O jornalista aparece no momento da piada. Ele é o repórter que ficou constrangido com a piada de Stanley. Em um comunicado em sua página oficial no Facebook, Rafael confessou que jamais ficou tão constrangido em sua vida, que repudia falas racistas e que sua saída do programa é algo irrevogável e que deixa claro que não compactua com as falas de Stanley.

“Em 18 anos de carreira na televisão, nunca me senti tão constrangido e desconfortável como na edição desta terça feira, 09, do Alterosa Alerta, exibido na Tv Alterosa, afiliada do SBT. Afirmações racistas, ainda que em tom jocoso, devem ser repudiadas com veemência por todos aqueles que defendem uma sociedade inclusiva, na qual os direitos alcancem indistintamente os cidadãos. E eu me encontro entre esses", disse Rafael.

Todavia, ele continuou: “Em função das declarações do APRESENTADOR Stanley Gusman, DECIDI DEIXAR O PROGRAMA ALTEROSA ALERTA no qual atuava como repórter há quase quatro anos. Essa decisão irrevogável é uma clara manifestação de solidariedade a todos os que se sentiram ofendidos pela declaração, entre os quais eu me incluo”.

Na edição desta quarta, Stanley Gusman falou sobre o assunto no início do programa. Se limitou a pedir desculpas rápidas para quem se sentiu ofendido e disse que postaria, nas redes sociais, um pedido de desculpas formal para responder pessoas de todo o Brasil.

Rafael Martins em nota:

Venho a público me manifestar na condição de jornalista e deputado estadual eleito por Minas Gerais. Em 18 anos de carreira na televisão, nunca me senti tão constrangido e desconfortável como na edição desta terça feira, 09, do Alterosa Alerta, exibido na Tv Alterosa, afiliada do SBT. Afirmações racistas, ainda que em tom jocoso, devem ser repudiadas com veemência por todos aqueles que defendem uma sociedade inclusiva, na qual os direitos alcancem indistintamente os cidadãos. E eu me encontro entre esses. Em função das declarações do APRESENTADOR Stanley Gusman, DECIDI DEIXAR O PROGRAMA ALTEROSA ALERTA no qual atuava como repórter há quase quatro anos. Essa decisão irrevogável é uma clara manifestação de solidariedade a todos os que se sentiram ofendidos pela declaração, entre os quais eu me incluo.


Entenda o caso de racismo do apresentador Stanley Gusman do SBT
Apresentador do programa Alterosa Alerta, apresentado diariamente pela TV Alterosa, afiliada do SBT em Minas Gerais, Stanley Gusman provocou polêmica nas redes sociais nesta terça-feira (9). Ele fez uma piada de conotação considerada racista ao criticar os números oficiais do Kantar Ibope. Gusman comemorava os números da transmissão ao vivo de seu programa no Facebook.

Ao passar de 1.200 visualizações ao vivo, Gusman começou a criticar o Instituto. “Aqui é Minas Gerais respondendo. Não é naquele número daquele demônio daquele tal Ibope! É respondendo na tela da televisão! O Ibope é do demônio”, afirmou Gusman. Ele ia fazer um merchandising, mas decidiu fazer uma outra piada com o seu repórter, Rafael Martins.

Entretanto, a fala foi polêmica. Gusman disse que sabia que o nome do dono do Ibope e que se ele fosse bom, não terminava em “negro” e sim em “branco”. “Olha, eu sei muita coisa! Dentre elas, eu sei o nome do dono do Ibope. O nome do cara é Montenegro! Se ele fosse bom, seria Montebranco!”, afirmou o apresentador. O repórter da atração ficou constrangido com a “piada”.

Todavia, Gusman tentou se justificar logo após notar o que tinha falado. “O Montenegro não é de negro de cor não, gente. É escuro, escuridão. Onde é o céu? Branco. Onde é o inferno? Negro!”, disse Gusman aos risos.

Entretanto, Gusman cometeu um erro. A divisão responsável pela medição de audiência da TV do Ibope foi vendida em 2014 pela Família Montenegro. Desde então, ela é comandada pela empresa holandesa Kantar e passou a se chamar Kantar Ibope Media. Carlos Eduardo Montenegro, ex-presidente, ficou apenas com o Ibope Inteligência. Essa empresa atua em outras áreas de levantamento.



Repercussão da fala de Stanley Gusman foi alta nas redes sociais

Rapidamente, o vídeo caiu nas redes sociais e causou revolta. Além disso, a deputada estadual Andréia de Jesus (PSOL-MG) afirmou em seu Instagram que vai entrar com uma representação sobre a “piada” no Ministério Público Federal em Minas Gerais (MPF-MG) por racismo.

Por fim, o canal do programa no YouTube apagou a íntegra da atração, disponibilizada diariamente, assim que o trecho acusado de racismo começou a rodar nas redes sociais. Stanley Gusman também desativou sua conta no Instagram.

Procurado por telefone pelo site Observatório da Televisão, o apresentador não respondeu aos contatos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

SIGA O FUTBLOG DO SORRISO NO FACEBOOK