Seus anúncios aqui

Toca 3? Mineirão pede bloqueio de R$ 12 mi do Cruzeiro por despesas devidas

Foto: Gualter Naves/Light Press/Cruzeiro

Informações do Correspondente da Gazeta Esportiva, Marcellus Madureira

Matéria:

Os torcedores do Cruzeiro mudaram o nome do Mineirão para Toca 3, mostrando que ali é a casa da Raposa. Porém, o aluguel não tem sido pago. A Minas Arena, empresa que administra o estádio, ajuizou uma ação de cobrança contra o Cruzeiro, na última sexta-feira (1).

A empresa pede o bloqueio de R$ 12.085.000,00 milhões na conta da agremiação para pagamento de despesas de jogos da Raposa realizados entre 2016 e 2017. A Minas Arena garante que a agremiação não repassou recursos definidos em contrato.

Entre as despesas não pagas pela agremiação, estão à limpeza do Mineirão, o fornecimento de água e luz, a segurança e alimentação e transporte dos policiais.

Vale ressaltar, inclusive, que a Raposa também responde por outra ação de cobrança da Minas Arena de cerca de R$ 10 milhões, por não pagamentos entre 2013 e 2015.

Em 2013, quando o Atlético entrou em campo na final da Copa Libertadores, utilizando o estádio em uma data do Governo do Estado, o Cruzeiro passou a entender que pelo contrato de fidelidade teria o mesmo direito. Essa explicação foi dada ainda com a antiga gestão, que deixou a agremiação no fim de 2017.

Em contato com a reportagem da Gazeta Esportiva, o Cruzeiro disse ter tomado conhecimento do ajuizamento da ação via imprensa e ainda não foi citado. Desta forma, o clube disse que só vai se manifestar no momento oportuno, quando estiver ciente de todos os detalhes.

Gazeta Esportiva

Postar um comentário

0 Comentários