segunda-feira, 9 de julho de 2018

Campeão boliviano, Alex Silva fala sobre Copa Sul-Americana e Seleção Brasileira

Crédito: Antonio Aparicio / Marketing Wilstermann y Quark-Social.

O vitorioso Zagueiro Alex Silva, conquistou mais um título em sua carreira.

A Bolívia tem um novo campeão. Na noite de quarta-feira (6 de junho), o Jorge Wilstermann levou a melhor na partida contra o The Strongest e ficou com o título do Apertura 2018. Após empatar no tempo normal, a equipe de Cochabamba levou a melhor na disputa de pênaltis e ficou com a taça.

"Na verdade muito contente por esse título, mais ainda por estar fazendo parte do crescimento desse clube que já é grande na Bolívia, mas que a oportunidade de ser campeão Boliviano, da de disputar um torneio internacional que da uma grande visibilidade internacional e fazer parte disso é muito gratificante. Fazer história no Palmeiras, São Paulo, Flamengo, Cruzeiro não é tão difícil, mas chegar num clube menor aonde ninguém acredita e leva-lo a coisas grandes, é difícil. Eu fui privilegiado por Deus, por levar esse clube ao crescimento, e mostrando a muitos críticos daquilo que sou capaz de fazer ainda, afinal tenho apenas 33 anos e posso contribuir muito ainda ao futebol. E esse título mostra isso", disse Alex Silva, Zagueiro do Jorge Wilstermann da Bolívia.

Nos pênaltis melhor para a equipe de Cochabamba que venceu por 3 a 2 e levantou mais uma taça em sua história.

Com o título, o Jorge Wilstermann garantiu uma vaga na fase de grupos da Taça Libertadores 2019.

O zagueiro capitão do time, também falou sobre a expectativa em disputar a Copa Sul-Americana.

"Expectativa muito grande de levar o clube a degraus mais altos. Hoje a cada oportunidade de disputar um torneio internacional vai dando experiências novas e nos ensinando a jogar esses tipos de competição, para que daqui alguns anos possamos brigar de igual pra igual contra qualquer equipe internacional", ressaltou Alex Silva.

Alex Silva finaliza falando sobre a Seleção Brasileira.

"Acredito que foi um resultado que poderia acontecer, a Bélgica não é qualquer Seleção, tem grandes jogadores e fez por merecer. Acredito que a Seleção agora tem que dar continuidade no trabalho programando para próxima Copa do Mundo. Porque acredito muito no Tite e essa copa 2018 foi a primeira de muitos jogadores, e é natural faltar experiência para esses jogadores, mas acredito que daqui 4 anos será diferente", finalizou Alex Silva.

O Club Deportivo Jorge Wilstermann volta a campo no próximo dia 19/07, às 19:30, jogo de ida, diante do Deportivo Cuenca no Estádio Alejandro Serrano Aguilar. Partida valida pela Copa Sul-Americana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

FUTBLOG DO SORRISO NO FACEBOOK