quarta-feira, 11 de abril de 2018

Castramóvel retorna à GV e promove castração gratuita de mais de 200 animais

Foto: Aprobem / Divulgação

Uma informação interessante e que caberia bem na cidade de Belo Oriente. Concordo fielmente que devemos cuidar dos seres humanos, mas jamais deixar de lado os animais. É preciso de cuidar deles. É preciso denunciar quem comete todo tipo de maldade com os "anjinhos" indefesos. Eles que trazem muitas alegrias ao nosso coração. Os animais são mais que especiais. Sou um defensor nato dos animais e de total apoio a cuidar dos mesmos com o maior zelo possível. Matéria do G1 destaca algo que seria de suma importância para Belo Oriente.

Ah, se toda cidade fizesse isso, conforme a informação abaixo:

Começou nesta terça-feira (10), no Parque de Exposições de Governador Valadares, a ação do Castramóvel, que promove a castração gratuita de cães e gatos resgastados das ruas. É a segudna vez que o município é contemplado pelo projeto idealizado pela ONG Ajuda Aliança Juizforana e viabilizados com recursos de emenda parlamentar do deputado estadual Noradilno Júnior. Até a próxima sexta-feira (13), mais de 200 animais devem ser esterelizados.

A vinda do projeto para Valadares foi por meio de solicitação da Associação de Proteção e Bem-Estar Animal (Aprobem), entidade voluntária que atua na causa animal há cerca de seis anos no município. A presidente Silvana Soares explica que a castração é parte essencial para garantir a saúde dos bichos e das pessoas na cidade.

“Primeiro porque evita a reprodução que causa a superpopulação dos animais de rua. E com menos animais nas ruas, evita-se também a proliferação de doenças e zoonoses, que podem atingir os humanos. Toda a sociedade é beneficiada”, destaca Silvana.

Ela conta que nas últimas semanas foram cadastrados cerca de 260 animais, mas nem todos devem passar pela esterelização, pois antes da cirurgia são realizados exames para conferir o estado de saúde dos cães e gatos. Aqueles que apresentarem problemas cardíacos, renais ou presença de tumores não poderão ser castrados.

Silvana Soares pontua ainda que, apesar da importância do projeto, ainda é grande a demanda na cidade: “A Organização Mundial de Saúde trabalha com o dado de que a população animal representa 10% do número de habitantes de uma cidade. Em Valadares, isso significa cerca de 30 mil animais, dos quais 10%, ou três mil, estão nas ruas. Assim, isso ainda não é 1% da população de rua. É necessário que as autoridades desenvolvam frentes de atuação permanente nesse sentido”.



Educação ambiental

Antes dos trabalhos cirúrgicos começarem, os donos dos pets assistem palestra sobre a importância da castração. A educadora ambiental Luciana Sales faz parte da ONG Ajuda Aliança Juizforana e revela que castrar aumenta a expectativa de vida do animal, reduz em até 95% o aparecimento de tumores e diminui ainda a demarcação de território nos machos e a vontade de fugir.

“Também conversamos sobre outros apectos da educação ambiental, como o menor uso de recursos naturais por meio da reciclagem e reutilização. Também abordamos a importância de diminuir o consumo de carne, pois essa indústria é a maior responsável pelo desmatamento e grande consumidora de água. Assim, um dia sem comer carne representa menor consumo de recursos naturais, além de diminuir a exploração e o sofrimento animal”, explica a educadora.

Além da conscientização realizada para o público adulto, escolas da cidade também serão visitadas por membros do projeto. Voltada para as crianças, as palestras buscam estimular nos pequenos o cuidado da natureza e dos bichos. Os estudantes receberão cartilhas e uma carteirinha de amigo dos animais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

FUTBLOG DO SORRISO NO FACEBOOK